Pular para o conteúdo
03/06/2020 15:59:31 - Farroupilha / RS
Acessibilidade
Atualizado em 19 de maio de 2020

Entidades mapeiam a vulnerabilidade hídrica do município

Ocorreu na tarde desta terça-feira a primeira reunião do grupo de trabalho de enfrentamento a estiagem no município. Poderes Executivo e Legislativo, Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural, Emater, Defesa Civil e Bombeiros expuseram seu trabalho frente a vulnerabilidade hídrica que Farroupilha está enfrentando.

Conforme dados preliminares, levantados pelo Sindicato dos Trabalhadores Rurais, o número de famílias sem água para consumo próprio pode chegar a 400 no município. E a situação agrava-se em setores da agricultura como o aviário, cujo ciclo de criação já está afetado pela falta de água.

Intencionados a decretar estado de emergência, o Executivo Municipal colherá os laudos técnicos sobre o cenário de Farroupilha. O grupo de trabalho mapeará as famílias em vulnerabilidade, bem como a forma de armazenamento de água existente nas regiões afetadas, para assim realizar o abastecimento emergencial.

O Rio Grande do Sul já conta com 390 municípios que decretaram Estado de Emergência por conta da estiagem, conforme estudo da Emater. Ao decretar Situação de Emergência, os municípios tornam-se credenciados a receber recursos para combater a crise.

Na reunião, o Legislativo Municipal esteve representado pelos membros da Comissão Parlamentar de Agricultura: vereadores Arielson Arsego, Fabiano Piccoli e Josué Paese Filho. O tema já havia sido debatido na Sessão Ordinária, sendo aprovado o Requerimento 095/2020 que ratifica a intensão de buscar apoio federal no combate a estiagem. O documento, assinado pelas bancadas do MDB e PP, foi exposto na reunião pelo vereador Paese.