Pular para o conteúdo
14/04/2024 17:01:50 - Farroupilha / RS
Acessibilidade
Atualizado em 26 de fevereiro de 2024

Duplicações de rodovias devem ser entregues a partir de 2026

Presente na Sessão desta segunda-feira, Ricardo José Peres, diretor executivo da CSG – empresa responsável pelas rodovias pedagiadas da região – esteve apresentando aos vereadores o calendário de obras e investimentos da Empresa para a região.

Previsto até 2033, a CSG investirá cerca de R$ 3 bilhões e meio de reais nas rodovias da região. Os recursos da primeira década de atuação, serão destinados a duplicações e triplicações de rodovias, vias marginais e faixas adicionais; passarelas, ciclovias, paradas de ônibus, pontos de descanso e bases de atendimento ao usuário.

Entre as obras que cultivam mais expectativa dos vereadores estão a duplicação da RSC 453 entre Farroupilha e Bento Gonçalves, e a triplicação da RS 122 entre Farroupilha e Caxias do Sul. Essas elencadas por conta do alto fluxo de veículos que rotineiramente trafegam causando congestionamento em horários de maior movimento.

Conforme apresentação, a conclusão da duplicação da RSC 453 ocorrerá em janeiro de 2026; na RS 122 no perímetro entre Farroupilha e São Vendelino será entrega em dezembro de 2027; já a triplicação para Caxias do Sul ocorrerá em 2028.

Durante esse período, Peres salienta que serão empregadas na RS 122 passarelas, novos retornos, viadutos e rotatórias que auxiliarão no fluxo de trânsito existente hoje. A CSG visa concluir as obras de melhorias até 2034. A empresa é mantenedora até 2053 de aproximadamente 272 quilômetros de rodovias da região.

As praças de pedágio serão gerenciadas por sistema de registro das placas dos veículos (free flow) devendo o motorista pagar através do site da CSG ou por plataformas especializadas para esse serviço. O sistema é considerado modelo pela empresa por gerar menores impactos ambientais e econômicos.

Inicialmente, para quem tem como destino a região metropolitana,  as praças serão instaladas nos limites dos municípios de Farroupilha e São Vendelino e também Bom Princípio. Não há estimativa de novos pontos, porém, caso haja o valor da tarifa será diluído entre os novos pontos e a mudança deverá passar por Audiência Pública, explica Peres.

Programação