Pular para o conteúdo
02/12/2020 09:56:38 - Farroupilha / RS
Acessibilidade
Atualizado em 9 de agosto de 2016

Deputado esclarece a utilização da Pílula do Câncer

0908 Marlon Santos

Fotos: Gabriel Venzon

Com a sessão lotada, o Grande e Pequeno Expediente desta segunda-feira foi cedido ao deputado Estadual Marlon Santos (PDT) que explanou sobre o tratamento com a fosfoetanolamina, popularmente conhecida como Pílula do Câncer.

A vinda do deputado foi aprovada através do Requerimento 003/2016, em fevereiro deste ano. Durante este período o composto foi suspenso pela justiça de ser comercializado no Brasil.

Marlon Santos enfatiza que não é médico, apenas um profundo conhecedor de pesquisas científicas sociais. Ele foi o proponente que trouxe para os debates parlamentares este assunto, após conhecer o trabalho que há 20 anos era coordenado pelo professor Gilberto Orivaldo Chierice.

O parlamentar busca a regularização da fosfoetanolamina, que em síntese age sinalizando células cancerosas para a remoção pelo sistema imunológico, estabilizando o organismo afetado. A Pílula do Câncer, segundo Santos, não é tóxica mas seu uso deve ser moderado.

Marlon ainda salienta que a justiça se equivocou em suspender este tratamento, pois após sua divulgação em massa, países como Estados Unidos e Uruguai passaram a adotá-lo, enquanto que no Brasil foi suspenso. Há relatos de muitos casos de pessoas que se curaram com este tratamento, entre eles, um menino de Farroupilha.

Cerca de 150 pessoas acompanharam a sessão, entre elas o prefeito Municipal e membros da Liga de Combate ao Câncer de Farroupilha.

0908 sessão marlon santos