Pular para o conteúdo
08/12/2022 05:31:46 - Farroupilha / RS
Acessibilidade

Moção 013/2022 – Clarice Baú (PP)

15/07/2022: Protocolado

19/07/2022: Aprovado

Moção ____ /2022

 

A Vereadora signatária, após ouvida a Casa, requer a Vossa Excelência que, nos termos do Artigo 121, §1º, III, do Regimento Interno desta Casa Legislativa (Resolução 010/2021), seja enviada a MOÇÃO DE REPÚDIO, em anexo, contra os atos noticiados na pratica de estupro de vulnerável, a MULHER, nas dependências do Hospital da Mulher de São João de Meriti – RJ, tendo como suspeito o médico anestesista, à Procuradoria da Mulher da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul.

Tendo em vista, a repercussão do fato que ocorreu no dia 11 de julho de 2022, um médico anestesista, foi preso e autuado em flagrante, na madrugada da segunda-feira (11), por estupro, o mesmo foi filmado por colegas enfermeiras e técnicas cometendo o crime. De acordo com os meios de comunicação, bem como redes sociais, o médico anestesista abusou de uma paciente enquanto ela estava dopada e passava por um parto cesárea no Hospital da Mulher em Vilar dos Teles, São João Meriti, município na Baixada Fluminense. O vídeo gravado pelas colegas permitiu que o anestesista fosse preso em flagrante. As enfermeiras suspeitaram do comportamento do médico há um tempo, por conta de atitudes como aplicar muito sedativo nas gestantes. Elas relataram que ele participou de ao menos duas cirurgias no último domingo (10), em salas que não foi possível filmá-lo. Na terceira cirurgia do dia, elas conseguiram que esta fosse realizada em uma sala onde conseguiriam fazer o flagrante Após as denuncias, o médico anestesista foi preso em flagrante.

 

Nestes termos,

Pedem e Esperam Deferimento

Sala de Sessões, 15 de julho de 2022.

 

 

 

 

Clarice Baú

Vereadora da Bancada do PP

 

 

 

 

 

 

MOÇÃO DE REPÚDIO

 

 

 Moção de Repúdio contra os atos noticiados na pratica de estupro de vulnerável, a MULHER, nas dependências do Hospital da Mulher de São João de Meriti – RJ, tendo como suspeito o médico anestesista.

 

A Câmara Municipal de Vereadores de Farroupilha, no uso de suas atribuições regimentais, aprovou, por unanimidade na Sessão do dia  de Julho de 2022, a Moção nº ___/2022, de autoria da Vereadora Clarice Baú, da Bancada do PP, a presente MOÇÃO DE REPÚDIO.

A Câmara Municipal de Vereadores de Farroupilha, vem a público repudiar os atos noticiados na pratica de estupro de vulnerável, a MULHER, nas dependências do Hospital da Mulher de São João de Meriti – RJ, tendo como suspeito o médico anestesista.

A Vereadora Clarice Baú, abaixo assinada, desta Câmara de Vereadores de Farroupilha /RS, vem apresentar esta Moção de Repúdio contra os atos que foram noticiados, tendo como a prática de estupro de vulnerável, MULHER, nas dependências do hospital da mulher de São João de Meriti – RJ, tendo como suspeito o médico anestesista, preso em flagrante.

A presente moção justifica-se pelos motivos a seguir delineados:

Diante do cenário apresentado pela imprensa, redes sociais e mais meios de comunicações é de um grave quadro de adoecimento do ser humano em caráter repugnante, por ser uma forma de barbáries, contra a MULHER. Sim, porque da forma que teria acontecido os fatos narrados é uma violência que só pode ser sentida pela MULHER. Sim, porque somente a MULHER pode gerar a vida, dar a vida e esse ato excepcional deveria ser num momento mágico, imaculado.

O que teria sido flagrado é que foi suprimido este momento imaculado, diante da postura inaceitável, que se agrava por ter sido cometida por um médico, profissional da saúde, que em seu juramento promete atender com profissionalismo e que deveria esgotar todos os esforços para bem executar seus trabalhos. Isso incluiria a proteção, o bem-estar, o cuidado, principalmente no momento mais especial para a MULHER, quando está dando a Luz a um novo ser. Inaceitável.

Esta Moção é no sentido de repudiar todos os atos de violência contra a MULHER que ainda se apresenta em índices inaceitáveis e demonstrar apoio a causa de fomentar a garantia dos direitos legais e constitucionais inerentes a MULHER. Sempre vigilantes nestas notícias que incluem a MULHER como vítima de violência. Aclamando para Conselhos Médicos e Poder Judiciário usarem a rigidez da lei e dos preceitos legais e morais que nestes casos exigem.

Repúdio a atos que geram qualquer violência a MULHER, em especial o caso em tela.

Ante o exposto, a Casa manifesta Moção de Repúdio aos atos noticiados na pratica de estupro de vulnerável, a MULHER, nas dependências do Hospital da Mulher de São João de Meriti – RJ, tendo como suspeito o médico anestesista.

 

 

 

 

 

 

Clarice Baú

Vereadora da Bancada do PP