Pular para o conteúdo
20/05/2024 06:06:14 - Farroupilha / RS
Acessibilidade

Ata 4301 – 24/07/2023 – Agricultor Destaque

SESSÃO SOLENE

 

Presidência: Sr. Maurício Bellaver.

 

Às 18h o senhor presidente vereador Mauricio Bellaver assume a direção dos trabalhos. Presentes os seguintes vereadores: Calebe Coelho, Clarice Baú, Cleonir Roque Severgnini, Davi André de Almeida, Edson Luiz Paesi, Eleonora Peters Broilo, Felipe Maioli, Francyelle Bonaci de Matos, Gilberto do Amarante, Juliano Luiz Baumgarten, Marcelo Cislaghi Broilo, Sandro Trevisan e Tiago Diord Ilha.

 

PRES. MAURÍCIO BELLAVER: Boa noite a todos. Declaro abertos os trabalhos da presente sessão solene de outorga do Certificado Agricultor Destaque 2023. Dada a verificação do quórum informo a presença de 14 vereadores nesta sessão solene do dia 24 de julho de 2023; ausente o vereador Chico Sutilli. Convidamos para fazer parte da Mesa o excelentíssimo senhor Fabiano Feltrin, prefeito municipal, nosso homenageado desta noite o senhor Pedro José Lovatto e sua esposa Margarida Biesek. Convido a todos para de pé ouvir a execução do Hino Nacional Brasileiro (EXECUÇÃO DO HINO). Quero saudar a todos os presentes, secretários municipais, familiares e amigos do nosso homenageado, imprensa; também saudar Flavio Noal da CRESOL, Leonir Grando da SICREDI, Marcia Georg da EMATER, Marcio Ferrari da SICREDI, o nosso vizinho Euclides Tasca e demais. O Certificado Agricultor Destaque do Ano no Município de Farroupilha foi criado através da Lei Municipal nº 2.698 de 11 de junho de 2002, de autoria do vereador Orlando Pegoraro, que aqui está presente, e o agradecimento por indicação do Conselho Municipal da Agricultura. Informamos aos presentes que farão uso da palavra nesta noite solene um vereador por bancada, o nosso homenageado Pedro José Lovatto e o prefeito municipal Fabiano Feltrin. Convido o Partido Socialista Brasileiro – PSB para que faça uso da tribuna; fará uso da tribuna o vereador Roque Severgnini.

VER. ROQUE SEVERGNINI: Senhor presidente do poder legislativo vereador Maurício Bellaver, senhores vereadores/senhoras vereadoras. cumprimentar o senhor prefeito municipal Fabiano Feltrin e em seu nome cumprimentar toda sua equipe de governo. Cumprimento o secretário de agricultura Fernando Silvestrin e todos os demais secretários, sindicatos, associações, entidades. cumprimentar o ex-vereador Orlando Pegoraro que teve a feliz ideia de propor o presente projeto, ao conselho de agricultura pelo pela escolha do nosso agricultor destaque. e já cumprimento o senhor Pedro Lovatto e todos os seus familiares, amigos e convidados que nesta noite se fazem presentes aqui no poder legislativo. bem como também cumprimentar a nossa imprensa que transmite esse importante evento e as pessoas que nos assistem pelas plataformas digitais. Senhor Pedro José Lovatto, nascido em 11/2/1960, natural de Farroupilha, filho de Ludovico Lovatto, agricultor e seu incentivador, e de Dona Tereza Silvestrin Lovatto, agricultora/professora, moradores da Capela São Luiz aqui no 3º distrito do nosso município de Farroupilha. tem aqui algumas informações sobre a história do nosso homenageado, do Pedro Lovatto, que teve sempre e tem uma atuação bastante ativa pois além de fundador da AFAPAN foi um dos fundadores e o 2º presidente do Conselho Municipal do Meio Ambiente. participou da administração do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Farroupilha hoje SINTRAFAR e no ano de 2002 participou da fundação do grupo farroupilhense de agroecologia hoje associação farroupilhense de agroecologia – AFAGRO – com apoio da EMATER, a qual também nós cumprimentamos nesse momento, e a companhia de alguns agricultores como, por exemplo, Paulo de Cesaro, Márcio Ferrari, Sérgio Barbieri. entidade esta que, AFAGRO, viria presidir por vários mandatos. também foi sócio fundador da associação agricultores ecologistas solidários do Rio Grande do Sul no ano de 2006, entidade que também viria a presidir em 2009 a 2011. também foi coordenador do Núcleo Serra da Rede Ecovida de Agroecologia, instituição que fomenta e certifica agroecológica, sendo isso dois mandatos no total de 11 anos. nós estivermos né visitando a propriedade do Pedro Lovatto, aí tem algumas fotos que estão no telão aqui da Câmara, e no local a gente consegue compreender o porquê dessa dedicação né Pedro a produção de alimentos agroecológicos. não é difícil se a gente simplificar as coisas e voltar a entender como a natureza funciona; na verdade ali se cultiva é o respeito às leis/as normas da natureza. O Pedro tem ali a produção de basicamente de frutas vermelhas né – morango/amora/mirtilo/framboesa – além de cultura de cultivo também das culturas como caqui/figo/alho e também a apicultura. é um espaço do sossego, uma propriedade familiar certificada de 15 hectares que se caracteriza então por essas produções que eu acabei de mencionar. tem né por princípio a preservação ecológica como os princípios de sustentabilidade, destinação de 100% de resíduos sólidos, tratamento de todos os efluentes líquidos, energia solar, aproveitamento de água da chuva, preservação das fontes naturais e das APPs e controle de espécies exóticas e invasoras. a gente conversando com o Pedro e dando uma caminhada ali pelo local aonde tem o cultivo não se depara com um espaço vamos dizer virtuoso como você visitar uma propriedade tradicional. você não vai encontrar isso lá, mas você vai encontrar uma harmonia com a natureza desde você fazer o controle de plantas invasoras como, por exemplo, o ligustro né e outras né que é controlado como também o controle da entrada de fungos de outros tipos de elementos que possam prejudicar a agroecologia ali naquele espaço. também uma das questões que o Pedro colocava para nós é que a natureza, a terra, ela pode ser comparada como uma pele, a pele humana, por exemplo, que no momento em que ela sofre qualquer tipo de agressão ela precisa ser reparada ela precisa ser tratada ela precisa ser corrigida e o Pedro se dedica a isso né. a gente inclusive participou de alguns almoços né agroecológico, almoço ecológico, que está aqui inclusive o Pancotto, o José Pancotto, que é um dos incentivadores e a gente pode perceber ali um mundo diferente que está sendo construído por essas pessoas que ousam pensar e construir e trabalhar um pouco diferente dos métodos tradicionais. nesse local também é importante a gente dizer que são produzidos e levados para comercializar em Porto Alegre semanalmente né, uma feira agroecológica que tem lá e que aqui em Farroupilha também tem né embora com um consumo um pouco menor. Então Pedro queria deixar os parabéns para ti em meu nome e nome do vereador Juliano, dizer que vocês realmente fazem muito mais do que vocês imaginam pela saúde e pela natureza. porque hoje não é um dia de homenagear somente o agricultor destaque Pedro Lovatto e seus familiares, é um dia de homenagear esta prática essa cultura essa experiência né e esse ensinamento que vocês deixam para cada um de nós. resumidamente a agroecologia nos traz portanto a expectativa de uma forma de agricultura capaz de propiciar a produção de alimentos, fibras e de preservação ambiental diferenciando-se portanto da orientação dominante de uma agricultura com características de produção industrial calcada no uso intensivo de capital, energia e recursos naturais não renováveis sendo assim agressiva ao meio ambiente, excludente, vista socialmente e causadora de dependência econômica. a transição para um modelo de agricultura agroecológica não representa apenas um retorno ao modelo de agricultura que se praticava antes da revolução industrial. ainda que se faça uso de combinações dos métodos tradicionais de manejo e do equilíbrio físico, químico e biológico do agrossistema pode incluir novas tecnologias como resgate de manejos e técnicas utilizadas em ecossistemas semelhantes, prática de conservação de água e manejo de animais entre outros. Parabéns Pedro. Parabéns a todos os que praticam e apoiam a agroecologia. Muito obrigado.

PRES. MAURÍCIO BELLAVER: Obrigado vereador Roque Severgnini. Convido o partido republicano para que faça uso da tribuna; fará o uso da palavra o Ver. Tiago Ilha.

VER. TIAGO ILHA: Boa noite senhor presidente. Boa noite colegas vereadores e vereadoras. cumprimento especial ao nosso prefeito Fabiano Feltrin e na pessoa do nosso prefeito gostaria de cumprimentar todas as autoridades, especial meu amigo Fernando – secretário da agricultura, e a todos os secretários, líderes sindicais né e hoje boa parte né das forças vivas voltadas ao nosso interior e também essa semente tão importante da agroecologia. quero cumprimentar o senhor Pedro Lovatto e seus familiares né, nosso agricultor destaque desse ano, e também dar os parabéns ao Conselho do da Agricultura que fez a escolha né esse ano. E hoje eu vinha para cá dizendo como Deus foi generoso comigo de estar na condição de vereador num dia tão especial porque Pedro a nossa cidade hoje eu roubo um trecho de uma música que significa um pouco do que eu vou dizer para o senhor hoje: a nossa cidade onde que tudo que se planta cresce e o que mais floresce é o amor, é o equilíbrio da vida. E você defende de forma pioneira a muitos anos o equilíbrio da vida. Que a gente pode sim ter uma agricultura de destaque buscando o equilíbrio da vida, o equilíbrio da natureza. Que a gente pode trazer e fazer germinar na semente de hoje o mesmo fruto, a mesma produção, a mesma inserção até mesmo de tecnologias renováveis e usando tudo que a gente tem à disposição na natureza. nesses dois mandatos como vereador e quando também na condição de secretário do meio ambiente sempre tive uma enorme paixão pela área ambiental e na nossa cidade pude perceber que é possível nós trazermos ações sustentáveis. e o seu trabalho junto com tantos outros, tá aqui o Pancotto né a AFAPAN – uma das entidades pioneiras na defesa da agroecologia. eu sonho de ver ainda Pedro na nossa cidade até mesmo uma agrofloresta, que a gente possa trabalhar ações sustentáveis e quem sabe essa semente que te traz hoje de ser o agricultor destaque desse ano possam germinar para ações maiores ainda dessa agenda ambiental tão importante. porque na nossa cidade que infelizmente nós não temos um metro de esgoto tratado nós precisamos valorizar ações sustentáveis que olham pelo princípio da vida e o princípio da vida tá onde? tá na agricultura. é vocês agricultores que são o princípio da vida da nossa cidade, não só da vida alimentar, mas do equilíbrio da vida, da sustentabilidade do solo, do cuidado com a nossa água que é a fonte principal da vida e na nossa cidade é a projeção que a gente vai ter que cidade e que futuro a gente busca para nossa cidade. E o Pedro, nosso agricultor destaque desse ano, fez isso em toda sua caminhada efetiva buscando sempre trazer princípio da vida do princípio do princípio da semente o equilíbrio necessário para germinar negócios né e negócios de destaque. hoje agroecologia/agrofloresta cresce no Brasil e no mundo e eu vou dizer para vocês que ainda a gente infelizmente está engatinhando porque a necessidade do mundo que está chegando e que não é mais tanto futuro é agora é a agroecologia. Esse é o sucesso do futuro do mundo que está cada vez mais cada vez menos abundância como a gente sempre foi acostumado de recursos naturais e nós precisamos fazer das pequenas ações que a natureza nos deu os negócios do futuro. é aonde? apostando em agroecologia é apostando em sustentabilidade. Então hoje a nossa cidade faz uma referência a um agricultor que destaque exatamente isso e que serve de exemplo para que nós possamos enfrentar está aqui o Clemente Valandro, que também foi agricultor destaque, Clemente, aqui nessa Casa, sabe da importância da gente cuidar do nosso solo dos nossos recursos naturais da nossa cidade porque prefeito é dele que nós vamos ter e vamos precisar o amanhã. quando a gente está cuidando da questão da agroecologia do meio ambiente nós estamos talvez imaginando que estamos cuidando do hoje. Não, nós estamos cuidando que Farroupilha teremos daqui a 50 anos. qual a Farroupilha que nós vamos ter daqui a 50 anos? Que água nós vamos ter a 50 anos? como estará o nosso solo daqui a 50 anos? Qual os tipos de cultivo aqui, grandes líderes da área da agricultura, nós vamos ter no futuro? Eles vêm da onde? De ações sustentáveis que priorizam a semente da vida. Então essa tua história Pedro ela foi trazida pelo teu trabalho e eu sempre digo que eu tiro o chapéu para quem tem bandeira, eu tiro o chapéu para quem tem propósito e hoje humildemente eu tô tirando o chapéu para o senhor. porque como diz o poeta e diz a vida onde tudo que se planta cresce é possível sempre florescer o amor e o amor é exatamente isso, é o amor pela terra é o amor pela semente é o amor pela vida. hoje a nossa cidade diz ao senhor muito obrigado por cuidar da nossa cidade com tanto amor com tanto carinho. tenho certeza que hoje o teu coração e de todos que gostam de você e que lhe conhecem ou que passaram a lhe conhecer hoje a nossa cidade só pode lhe dizer uma coisa seu Pedro: muito obrigado por cuidar da nossa Farroupilha do futuro. muito obrigado e uma boa noite a todos.

PRES. MAURÍCIO BELLAVER: Obrigado vereador Tiago Ilha. Convido meu vice-presidente para fazer parte da mesa.

VICE-PRES. DAVI DE ALMEIDA: Um boa noite a todos. com a palavra excelentíssimo vereador Maurício Bellaver do PL.

VER. MAURÍCIO BELLAVER: Pedro José Lovatto: o pioneiro no cultivo 100% orgânico de Farroupilha. A prefeitura municipal fez um convênio com o centro ecológico de Ipê que presta assessoria técnica a cerca de 30 famílias de agroecologia; com essa parceria passamos de oito para entorno de 30 famílias do setor e o senhor é um deles. ontem à tarde eu tive na propriedade do Pedro e falar com ele foi uma escola né; mas ele ficou feliz ontem e estava conversando com ele e ele recebeu uma ligação da filha Amanda que ela estava em Curitiba e ia chegar a tempo para hoje. então ele essa notícia foi muito boa para ele e eu senti, ele disse “a minha filha vai se fazer presente” e eu disse “que bom”. E dois agricultores conversando, três quando tinha a esposa dele, e uma coisa ele me falou: como é que é lá? eu respondi para ele: olha, nós vamos estar em três agricultor contra o prefeito e um professor então vai ser ficha para nós não te preocupa. primeira vez eu acho aqui da Câmara três agricultores na mesa diretiva aqui. e outra coisa que nós estava comentando que uma pessoa num ano ela procura por volta um médico uma pessoa procura um médico em torno de duas, três, quatro, depende da pessoa 10 vezes por ano, um advogado cinco, polícia/policial/segurança vamos botar 10; e o agricultor procura quantas vezes no ano? nós paramos e ficamos pensando… três vezes ao dia no mínimo né Pedro. mas ninguém lembra de nós que nós estamos lá trabalhando. Viu como nós somos importantes. na pandemia nós não paramos né nenhum agricultor parou. E sem contar que ele produz bastante frutas ecológicas e coisarada, mas tem também agroindústria de amoras… tudo orgânico. O ar lá é até bem leve né bem tranquilo. Que bom, mas tenho uma novidade a você e sua família – Margarida Lovatto, esposa, Amanda Lovatto, filha, André -que trabalham e convivem com você há muitos anos é o selo de certificado ‘Aqui tem mais sabor’ que vai valorizar a sua propriedade. ontem fui lá ele me puxou uma cumbuquinha lá e estava cheio de selo lá, isso é ter punho é ter qualidade ter higiene. Então que o senhor continue assim que para nós farroupilhense é um privilégio ter vocês e mais 30 né que trabalham. e hoje de manhã a primeira coisa que fiz foi conversar com o secretário da agricultura secretário de agricultura Fernando já mobilizou o prefeito e mais não sei quantos, a EMATER/Márcia, e você vai receber também o selo ‘Aqui tem mais sabor’. e vai ser agora. Convido o prefeito, o Pedro, a esposa. (CERIMÔNIA DE ENTREGA). Então era isso senhor presidente.

VICE-PRES. DAVI DE ALMEIDA: Obrigado vereador Maurício. Devolvo a presidência desta Casa.

PRES. MAURÍCIO BELLAVER: Convido o partido do movimento democrático brasileiro – MDB para que faça uso da tribuna.

VER. FELIPE MAIOLI: Senhor presidente boa noite presidente. Boa noite colegas vereadores. boa noite a todas entidades que estão aqui nos prestigiando. Boa noite em especial a todas as pessoas que estão em suas casas assistindo através das plataformas digitais. Boa noite especial ao senhor prefeito municipal Fabiano Feltrin. Senhor secretário, da agricultura em seu nome quero dar um boa noite especial a todos os secretários aqui presentes e participantes também do poder executivo municipal e a todas as pessoas que estão aqui prestigiando esse momento tão importante para as nossas vidas. Senhor Pedro José Lovatto é uma honra para mim estar aqui falando a seu respeito principalmente por tudo aquilo que tu representa e tudo que tu conquistou na nossa sociedade. Sem um ato feito pelo sempre vereador Orlando Pegoraro, o idealizador deste momento, parabéns Orlando tenho certeza que isso não estaria acontecendo então nada mais justo que parabenizar o senhor Orlando Pegoraro que está aqui nesta noite também, que também é um agricultor que produz e coisas muito importantes e boas também né senhor Orlando. Seu Pedro esta noite vários agricultores merecem o nosso respeito, merecem o nosso carinho, merecem a nossa admiração, mas hoje através do Conselho de Agricultura o homenageado é o senhor. uma pessoa que olhando o seu currículo não foi fácil chegar até aqui teve muitas dificuldades muitas batalhas e com sua participação em várias entidades em várias classes que te deram apoio te deram sustentação você está aqui nos proporcionando esse momento único que gerará muitos frutos para as futuras gerações, nossos filhos tenho certeza que irão usufruir de tudo isso que o senhor defende que são os produtos orgânicos. Empreendedor, um representante do 3º distrito, que tem muitas pessoas aqui também representando o 3º distrito, tenho certeza que estão se sentindo muito orgulhosos nesta noite. produção orgânica difícil nesse mercado competitivo que temos, mas como o colega Tiago falou: foco/objetivo, nunca desanimou. mas tenho certeza também que a família do senhor nunca lhe deixou na mão, família é tudo, irmãos/filhos/esposa/tios/tias/parentes sem eles não se consegue nada né seu Pedro; é isso que dá grandeza neste momento é isso que dá relevância nesta noite. nós somos coadjuvantes deste momento o protagonismo está em Pedro José Lovatto e não sozinho com sua família, sem ela nada disso seria possível. então Pedro Lovatto sinta-se parabenizado por mim pela doutora pelo Marcelo Broilo que somos da bancada do MDB de Farroupilha. e que o senhor possa nunca desanimar e que sua família possa ficar ao seu lado nos momentos difíceis e também usufruindo desse momento tão bonito que está acontecendo hoje. Parabéns, sucesso e muita saúde para conseguir fazer que nossos filhos possam ver a inversão dos fatos que agricultura orgânica passe a ser maioria ou possa ter mais visibilidade perante a agricultura tradicional que também é extremamente importante, mas vamos valorizar esse propósito do seu Pedro Lovatto e de todas as pessoas que estão nessa linha. parabéns e uma boa noite.

PRES. MAURÍCIO BELLAVER: Obrigado vereador Felipe Maioli. Convido o partido democrático trabalhista – PDT para que faça uso da tribuna; fará uso da tribuna a vereadora Fran.

VER. FRANCYELLE BONACI: Boa noite a todas e a todos. Senhor presidente, senhor prefeito municipal, a imprensa, nosso sempre prefeito Fanton que está aqui nesta noite também. Queria aqui fazer uma saudação especial a família Silvestrin que eu vi que está aqui em nome do seu Gervásio, do seu Miguel e da dona Ines. e dizer Lovatto então que bom que a gente tá aqui hoje podendo te felicitar né e dizer o quanto é importante esse momento para tua família e para ti. Gostaria de agradecer meu colega de bancada Gilberto do Amarante que me proporcionou estar usando esse momento aqui em nome do PDT da nossa bancada. E é impossível nós falarmos de alimentação orgânica, de agricultura ecológica sem pensar em ti sem pensar na tua família sem pensar na história da Amanda/da Amélia, que eu conheço as gurias de longa data do Colégio São Tiago. Você é um dos grandes pioneiros da nossa cidade isso é muito, muito bacana hoje a gente estar aqui podendo falar de ti. a gente sabe que a agroecologia beneficia consumidores, agricultores e o meio ambiente é muito importante pois além de produzir alimentos de boa qualidade livre de resíduos químicos uma vez que não são utilizados fertilizantes agrotóxicos também contribuem com a segurança alimentar, que eu acho que isso é uma das coisas mais importantes né, e com a conservação também e melhoria ambiental pelo uso responsável do solo, da água, do ar e dos demais recursos naturais. ainda a gente sabe que segundo alguns dados do IBGE né o setor que produz majoritariamente de forma agroecológica é a agricultura familiar. Claro que não são todos a gente sabe que não são todos que fazem, mas sim a maioria o que ainda nos dá esperança né, nos dá esperança em relação à saúde humana em saber o que a gente está proporcionando para os nossos filhos colocando no prato deles e também para nossa vida. quero dizer também Lovatto que o teu amor pela terra por proporcionar alimentos saudáveis para as pessoas, na mesa das pessoas, não ficou só contigo né; que o exemplo do tamanho de toda a dedicação e o teu carinho a dedicação pelo que tu faz é a Amanda e a Amélia que saíram para estudar, mas voltaram então para ajudar né o pai e a mãe, a esposa dona Margarida, ali no Espaço do Sossego. então acredito que seja fonte de orgulho para ti né ver as tuas filhas também tocando o negócio. você então com o seu trabalho com toda a tua família você ajuda a transformar a nossa cidade todos os dias. Quero agradecer aqui mais uma vez deixar os nossos votos então de felicitações e muito obrigada.

PRES. MAURÍCIO BELLAVER: Obrigado vereadora Fran. Convido o partido rede sustentabilidade para que faça o uso da tribuna; fará o uso da palavra o vereador Davi.

VER. DAVI DE ALMEIDA: Uma boa noite a todos. Quero cumprimentar o presidente dessa Casa vereador Maurício Bellaver. cumprimentar também nosso prefeito Fabiano Feltrin. e cumprimentando também o secretário da agricultura senhor Fernando Silvestrin quero cumprimentar todos os secretários/autoridades que estão aqui presentes e quero cumprimentar todo esse público maravilhoso que vem prestigiar o nosso homenageado de hoje: senhor Pedro Lovatto e a sua família, e que bom a gente ver aqui a família reunida. e deve-se passar muitas coisas na nossa mente e passa né coisas que a gente sonhou em chegar, coisas que a vida nos presenteou, outras coisas que nós superamos para chegar até aqui. enquanto a gente tá sentadinho nessa cadeira muita coisa a gente vai lembrando: os processos. Porque sem os processos não cumprimento das promessas, mas quando a gente coloca em Deus a nossa vida a gente vê a realização daquilo que nós sonhamos em Deus. e eu vejo o sorriso das suas filhas aqui né quando falou que ela viria de Curitiba estava chegando para prestigiar o pai eu vi né essa conexão de amor que a família tem. isso é muito importante porque a vida passa, as coisas o trabalho vai passar tudo, mas o que nós vamos levar desta vida é o amor que nós temos uns pelos outros é aquilo que nós construímos no nosso íntimo lá dentro de casa quando nós sentamos a mesa e depois de cultivar a terra e depois de plantar colher e comer do fruto da terra que nós estamos semeando do fruto do nosso trabalho. e a Bíblia diz que nós vamos colher do fruto do nosso trabalho e que a agricultura o fruto daquilo que semeamos é para todos é por isso que hoje nós temos aqui uma plenária cheia de agricultores, de pessoas que têm orgulho de trabalhar na terra de cultivar né e de sustentar né uma população inteira. Então hoje prefeito Fabiano Feltrin nós temos a oportunidade de homenagear essa pessoa magnífica que é o seu Lovatto; Dona Margarida também que a gente constrói tudo junto né é assim que a gente faz é um ajudando o outro né, aconselhando sendo um braço forte. e a Bíblia diz que a mulher ela é a nossa ajudadora a nossa conselheira porque a gente vai pedir conselho para aquelas pessoas que nós confiamos, é ou não é assim seu Lovatto? Na hora que a coisa aperta a gente vai pedir um conselho para quem a gente confia. e a mulher ela tá ali nos ajudando a construir a família e assim a gente vai deixando um legado para nossa posteridade. então que Deus abençoe o senhor, que Deus abençoe a sua família, que Deus abençoe os seus negócios. E hoje é uma noite de nós comemorarmos o que Farroupilha né celebra hoje: celebra a vida celebra o amor e celebra o nome da família Lovatto. que Deus abençoe a todos.

PRES. MAURÍCIO BELLAVER: Obrigado vereador Davi. Convido o partido progressista – PP para que da tribuna; fará uso da palavra a vereadora Clarice Baú.

VER. CLARICE BAÚ: Boa noite presidente. Boa noite colegas vereadores, prefeito Fabiano Feltrin nossos secretários e demais autoridades aqui presentes e em especial um boa noite ao senhor Pedro José Lovatto, sua família, seus convidados que estão aqui para nos prestigiando nesta sessão solene do agricultor destaque deste ano e nossa imprensa que sempre está aqui também nos presidente. Pedro José Lovatto residente na Capela São Luiz no 3º distrito de Farroupilha; herdou de seus pais a missão de dar continuidade aos trabalhos da agricultura. Nada fácil esta missão. Plantar e colher, e entre esse plantar e colher um longo caminho. temos as intempéries climáticas, o sol escaldante, frios, geadas, os cuidados para afastar as pragas e por fim colher. as vezes uma safra boa, mas as vezes nem tanto. Não é nada simples. Simples é irmos lá no mercado e fazer a colheita. Mas a arte e a paixão de plantar e colher mesmo diante das dificuldades é somente para os corajosos, para os fortes. E aqui temos a prova representada pelo senhor Pedro José Lovatto que vai além da agricultura; arrisca a agricultura ecológica, adubação orgânica.  Importante ressaltar que todo esse excelente resultado foi porque a família ali estava sempre presente, como todos os colegas aqui já fizeram referência, e trilhando o mesmo caminho.  Porque as decisões de arriscar algo novo, diversificar, modernizar, ser arrojado, são decisões que por certo a família contribuiu e muito. Seu irmão Hilario Antônio Lovatto, meu colega advogado, eu fiz estágio no seu escritório, incentivou/apoiou para apostassem na agroquímica. Como nada acontece por acaso Pedro Lovato foi para o exército e aí ingressou na Engenharia Química da UCS, depois estudou Biologia e Filosofia. Nosso agricultor destaque não é fraco não.  Como não poderia ser diferente, com seus esforços com seus estudos entendeu o modelo de agricultura diferente. Mas, entendeu também que este modelo não era o que ele queria adotar e seguir, mas sim aquela sem os agrotóxicos. Entendeu que o caminho seria agricultura ecológica então, não parou por aí. sua trajetória inovadora juntamente com Ademir Borsoi e mais um grupo de farroupilhenses fundaram a AFAPAN. E sempre se profissionalizando vieram as safras de maçãs e uvas orgânicas. Mas como tudo que é novo o desafio é grande, aí surgem as dificuldades para comercializar a sua produção. A primeira venda foi de 200kg de maçãs orgânicas; foi feita para a Cooperativa Coolmeia na cidade de Porto Alegre/RS, e isso foi o que entusiasmou Pedro José Lovatto. Entre Feiras de Agricultores Ecologistas organizada pela Cooperativa Coolmeia Pedro sempre teve participação ativa – não apenas como produtor, mas também através de sua participação em instâncias político-administrativas. e como não podia ser diferente a produção ecológica deu certo tanto pela questão ambiental como também economicamente. Arriscou, teve coragem e deu certo. Assim Pedro consolidou no nosso município o modelo de agricultura ecológica quer muito nos orgulha. E todos já devem ter ouvido que atrás/na frente ou ao lado de um grande homem está uma grande mulher; assim foi a esposa de Pedro a senhora Margarida Biesek, além de lhe conceder duas filhas – Amanda e Amelia – lhe concedeu uma parceria nesta caminhada. Então: fundador da AFAPAN; presidente do Conselho Municipal do Meio Ambiente; participou da administração do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Farroupilha hoje SINTRAFAR; participou da fundação do Grupo Farroupilhense de Agroecologia hoje Associação Farroupilhense de Agroecologia; sócio fundador da Associação dos Agricultores Ecologistas Solidários do Rio Grande do Sul; Coordenador do Núcleo Serra Gaúcha da Rede Ecovida de Agroecologia. Participou da fundação da Feira Agroecológica de Farroupilha. Atualmente Pedro integra a comissão para a produção orgânica do Rio Grande do Sul. Hoje, Pedro, juntamente com sua esposa Margarida, suas filhas Amanda e Amelia e seu cunhado André Biesek mantém a unidade de produção primária Sítio Agroecológico Espaço do Sossego e a empresa Espaço do Sossego Produtos Orgânicos Ltda. na Capela São Luiz/3º distrito de Farroupilha, a empresa Espaço do Sossego industrializa e comercializa produtos orgânicos, especialmente frutas vermelhas, tanto de produção própria como também de outros produtores orgânicos parceiros – cerca de 40 já temos. Hoje o carro chefe são as frutas vermelhas congeladas e as geleias. Depois destas pinceladas da trajetória do sr. Pedro José Lovatto vocês hão de concordar quando eu, respeitosamente, disse: o sr. Pedro José Lovatto não é fraco. Assim, esta casa legislativa tem a honra de conceder o título de agricultor destaque 2023 ao senhor Pedro José Lovatto e a nossa bancada dos progressistas – o vereador Calebe Coelho, Sandro Trevisan e Kiko Paesi – quer agradecer por termos essa oportunidade ímpar de homenagear o sr. Pedro José Lovatto e parabenizar por esse título de agricultor destaque 2023. e desejar sucesso na continuidade desta impecável trajetória que tanto nos orgulha. Obrigada.

PRES. MAURÍCIO BELLAVER: Obrigado vereadora Clarice Baú. Agradecemos as manifestações dos nossos vereadores. Quero neste momento convidar o excelentíssimo Fabiano Feltrin, prefeito municipal, para que juntamente com este presidente fazermos a outorga da distinção Certificado Agricultor Destaque do Ano ao senhor Pedro José Lovatto. (CERIMÔNIA DE OUTORGA). Convido para que faça uso da tribuna o nosso homenageado destaque da noite senhor Pedro José Lovatto.

  1. PEDRO JOSÉ LOVATTO: Boa noite a todos e todas aqui presentes. é meio complicado né de a gente começar a falar aqui né. Eu vou ter que ver depois com a Margarida, a Amanda e Amélia como é que vai ser a nossa vida daqui para frente né depois desse banho né de palavras motivadoras, de reconhecimento, de gratificação, a gente vai levar um tempo para assimilar tudo isso. É um momento realmente impar na nossa vida. eu quero fazer algumas saudações: primeiramente em meu nome em nome da Margarida da minha filha Amanda da minha filha Amélia saudar o excelentíssimo senhor Fabiano Feltrin, prefeito de Farroupilha, que muito nos honra aqui com a sua presença. saudamos também o senhor Maurício Bellaver, presidente, e ao fazê-lo saudamos os demais vereadoras e vereadores que compõem o poder legislativo do nosso município. quero saudar a senhora Márcia Inês Berti Georg, chefe do escritório municipal da EMATER e atual presidente do Conselho Municipal do Desenvolvimento Rural e ao fazê-lo saudamos as demais entidades que compõem esse Conselho, que faço questão de citá-las – o Banco do Brasil, Banrisul, SICREDI, CRESOL, EMATER, Cooperativa São João, Associação Farroupilhense de Agroecologia, SINDIRURAL/Caxias do Sul, Associação dos Produtores Rurais de Farroupilha, Sindicato dos Trabalhadores Agricultores Familiares de Farroupilha, Associação Farroupilhense de Apicultores, a Inspetoria Veterinária e Zootecnia do Estado do Rio Grande do Sul, Secretaria Municipal de Educação, Secretaria Municipal de Planejamento, Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano Infraestrutura e Trânsito e Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural. essas entidades que compõem o Conselho Municipal do Desenvolvimento Rural né que por unanimidade escolheram a nossa família para estarmos aqui hoje recebendo essa honraria. Saúdo a seguir o senhor Fernando Silvestrin, o secretário municipal da agricultura, a quem gostaríamos de agradecer pelo importante apoio que tem dado a produção agroecológica em Farroupilha; fundamental apoio constituindo-se num verdadeiro parceiro. a senhora Paula Kunde Milech, chefe do escritório e técnica do escritório municipal da EMATER também, eu não sei se ela tá presente a Paula, também muito obrigado pelo apoio sempre né principalmente na questão das agroindústrias não só nossa família, mas outras famílias também do município. Saúdo o senhor Paulo José de Cesaro, presidente da associação farroupilhense da agroecologia, e aos saudá-lo saudamos todos os demais membros desta entidade que estão aqui presentes e os que não estão também; Paulo, cadê? o senhor José Pancotto, incansável né militante e presidente da AFAPAN, e também ao saudá-lo saudamos todos os integrantes dessa importante entidade. a senhora Jane Matos coordenador do Núcleo Serra Gaúcha da Rede Ecovida de Agroecologia, importante instituição que promove e certifica a produção agroecológica de muitas famílias não só aqui de Farroupilha, mas de toda a nossa região da Serra Gaúcha né, em torno de 300 famílias né Jane; bem-vinda, ela é de Antônio Prado minha comadre, uma satisfação muito grande e o meu afilhado também tá aí. saudamos também a seguir a presença dos familiares meus e da Margarida – meu irmão Hilário Antônio cadê? também que durante nossa infância e juventude né Hilário compartilhamos o trabalho as ideias os sonhos e alguns embates também né. a seguir minhas irmãs Iara Inês, Cleonice Marília, Stella Maris se manifestem aí; para além de minhas irmãs sempre verdadeiras amigas/parceiras. a Dona Geltrudes Biesek, mãe da Margarida, hoje verdadeiro esteio do nosso grupo familiar, querida sogra, obrigado por estar aí recém completou 84 anos né; as irmãs da Margarida Elizete e Miriam também queridíssimas sempre muito companheiras/amigas; os respectivos cunhados eu não vou nomear, mas sintam-se saudados também tá. Eu quero um agradecimento especial a um outro irmão da Margarida: o André, o irmão mais novo da Margarida, ele há muitos anos trabalha e convive conosco no sítio Espaço do Sossego, ele é uma peça fundamental do nosso grupo familiar; ele é uma mistura de meu irmão mais velho né e filho mais novo. Obrigado André, eu acho que fica de pé um pouquinho; diz que Deus às vezes bota anjos em forma de pessoas né e o André é um deles. quero saudar os profissionais de imprensa, todos aqui presentes também, que vieram valorizar o nosso trabalho e gostaríamos de saudar por fim e agradecer a presença de cada um em cada uma de vocês aqui que aqui compareceram para compartilhar conosco este momento tão honroso e significativo. vocês que aqui estão em maior ou menor grau fazem parte da nossa história e são, portanto, corresponsáveis por esta homenagem por essa honraria que estamos recebendo e sintam-se parte dela pois são parte da nossa vida. por fim preciso fazer uma referência imprescindível a três pessoas que não estão mais fisicamente presentes entre nós: o meu pai Ludovico Lovatto, minha mãe Tereza Silvestrin Lovatto e o pai da Margarida Senhor Gabriel Biesek; aí eles toda a gratidão toda honra. e agradecemos acima de tudo a Deus que para nós é a grande vida do universo por ter nos iluminado nos guiado nos conduzido até aqui e ter nos feito merecedores hoje de estarmos aqui nesse momento único, grandioso, extremamente honroso e dignificante para mim e para nossa família. difícil é traduzir em palavras o grau da honra e do profundo sentimento de gratidão que sentimos em saber que estamos sendo merecedores de tamanho reconhecimento por parte da comunidade farroupilhense, representada tanto pelas pessoas e entidades que eu já citei que compõem o Conselho Municipal do Desenvolvimento Rural – que como eu já citei também de forma unânime este ano nos escolheram para receber o certificado agricultor destaque 2023 – quanto também pelos poderes legislativo e pelo poder executivo que nos conferem esta honraria. é muito dignificante e motivador saber que algo que estamos fazendo e que temos feito com total envolvimento, entrega e amor está tendo este reconhecimento mesmo que, preciso ser sincero, nunca o tenhamos almejado. A agricultura ecológica e a consciência ecológica tem sido a tônica de minha vida e de minha família, acreditamos muito nelas acreditamos que elas podem proporcionar muitos benefícios não somente para nós em particular, mas também para todos os nossos semelhantes, para o planeta e para a vida como um todo. acreditamos por demais que o que estamos fazendo no presente é a melhor opção para todos no futuro. ao longo da nossa caminhada, já uma longa caminhada, inicialmente caminhada solo minha, mas posteriormente a partir de 1994 quando a Margarida aceitou ser minha esposa e caminhar comigo e depois de nossa família das nossas filhas né -Amanda que estão aqui presente e Amélia. Como id dizendo ao longo dessa caminhada nós já tivemos algumas já tivemos algumas manifestações de reconhecimento e de valorização do nosso trabalho sim, mas está aqui hoje está sendo diferente. eu acho porque ela parte da nossa gente da nossa comunidade, a comunidade a qual fazemos parte, aqui eu nasci aqui nós crescemos a que constitui família e aqui trabalho, trabalhamos né e muito, e aqui construímos nossa história. Muito obrigado, é só o que eu posso dizer. Muito obrigado. eu teria preparado umas fotos aí uma apresentaçãozinha, eu não sei como é que é o tempo se é possível para que a gente gostaria de mostrar um pouquinho né; foi falado bastante do nosso trabalho e do trabalho da agroecologia que a gente tem procurado fazer assim com afinco né. então eu peço a minha filha que me dê uma assessoria aí para fazer funcionar. Enquanto isso eu quero também dizer que eu acho que a escolha do meu nome, do nome do nosso família para receber essa homenagem, ela tem também ela objetiva também como eu acho que um vereador já falou aqui, acho que foi o Tiago Ilha né, de nesse momento também homenagear a própria agroecologia né; a própria ideia de produzir de gerar riqueza/prosperidade com respeito a natureza né com respeito à vida e a princípios éticos e ecológicos que eu acho que tem que guiar as nossas ações tanto individuais como coletivas né. Eu acho que é bastante assim importante nesse momento todos nós né canalizarmos esforços nessa direção. eu gostaria de deixar essa mensagem né e quero assim compartilhar essa homenagem com todos os agricultores, muitos estão aqui presentes, agricultoras que também fizeram essa opção né. Hoje, se comparado ao momento que lá no início da década de 80 nós iniciamos né temos bastante é comemorar a celebrar felizmente; fizemos muitas, muitas conquistas muitos avanços já. naquela época estava tudo por fazer né, tudo, tinha que começar do zero mesmo e começamos do zero. mas quando a gente faz uma coisa assim com total verdade e amor os frutos acontecem né. então sim viu a nossa a exposição dos nossos produtos ali, produtos, alguns produtos, uma pequena amostra da produção da Associação Farroupilha de Agroecologia; temos ali belos vinhos, sucos de altíssima qualidade né, as nossas geleias, enfim, vários outros itens. ali é uma pequena mostra né então temos muito a celebrar. Acho que hoje a agricultura ecológica é uma realidade né já, mas também nós temos que ter a capacidade de ter o pé no chão e saber que temos muitos desafios né, muito muito a avançar ainda; nós queremos que mais e mais agricultores/agricultoras possam fazer a opção e a conversão para o sistema orgânico de produção né. eu estou lá na CPOrg – a comissão da produção orgânica do Rio Grande do Sul – ativamente participando e trabalhando nessa direção e estamos conseguindo sempre avanços né, mas os desafios são grandes; temos muito entraves e desafios a transpor. mas tenham certeza de que essas palavras que eu ouvi aqui hoje e esta homenagem renovam a nossa energia com certeza né. ali eu vou mostrar para vocês então o croqui da nossa área né do Sítio Agroecológico Espaço do Sossego. para a gente ter o certificado de produção orgânica né porque hoje no Brasil existem leis existe todo uma série de dispositivos legais que tratam dessa questão né. Então uma delas que para vender um produto como orgânico tem que ter o certificado de produtor orgânico lá junto ao ministério da agricultura né. E para isso tem que ter o plano de manejo e o croqui faz parte do plano de manejo. a gente tem que dividir toda a área nas parcelas né do que é produzido e isso tudo vai sendo devidamente acompanhado pela, pelos órgão de fiscalização né. Então essa é o croqui da nossa área; ali as áreas que a gente tem em produção estão em verde né e temos uma boa quantia de reserva legal. a gente batizou de Sítio Agroecológico Espaço do Sossego, mas não é sítio no sentido de lazer né é um sítio agroecológico; a gente esse nome porque o sítio dá essa ideia de proteção né e de um lugar devidamente protegido e preparado para isso né. pode passar a filha. ali tem uma vista mais de cima agora então né o nosso a nossa propriedade ela tem uma topografia bastante favorável né para nossa região que normalmente são de solos mais relevo mais dobrado né favorável a essas culturas que então nós ao longo do tempo fomos optando em desenvolver lá que são as pequenas frutas né. o solo é bastante argiloso, mas se adapta bem a essas culturas. pode passar filha. uma foto bonita da nossa casa ali, a gente também na linha da sustentabilidade a nossa casa é toda com material renovável né feita com madeira todo de reflorestamento e não de desflorestamento e com a maioria ido material saiu ali da propriedade né e o projeto todo foi pensado na questão sustentabilidade. E aí temos três eixos norteadores hoje lá na nossa propriedade né. o primeiro é a produção orgânica né a viabilização econômica através da produção orgânica, a questão da sustentabilidade e o compartilhamento que seria o compartilhamento do saber do conhecimento que a gente aí vai desenvolvendo né. a produção orgânica é principalmente hoje são as pequenas frutas, ali a cultura do morango que é uma das culturas importantes lá; o mirtilo, ali tem um mirtilo madurinho e lá uma foto do da do mirtilo após a gente ter sistema antigeada num dia de frio né então ele fica assim coberto de gelo. ali a nossa é uma vista da nossa plantação de amoras né, a foto não tá muito nítida, mas dá para ver ao fundo a nossa agroindústria e temos ali do outro lado também uma outra foto das amoras também, amora preta variedade tupi. A framboesa né também uma fruta importante. produção de alho. Pode passar filha.  O detalhe na foto lá mais à esquerda o uso da cobertura morta né, a gente sempre tem esse cuidado de cobrir o solo com camada de matéria orgânica né é fundamental no manejo orgânico. pode passar filha. ali é uma foto de uma variedade de alho criolo que a gente resgatou que estamos usando como muito sucesso na nossa agroindústria né, ele dá assim como se vê naquela foto lá mais a esquerda também é consorciado com outras plantas né ele se adapta muito bem e produz dessa forma. pode passar. cultura do pêssego. ali também figo e alguma coisa de frutas nativas que a gente tem lá também que a gente usa na agroindústria. pode passar. Apicultura. trabalho também com resgate e preservação de sementes crioulas, esse milho que tem ali na foto é milho crioulo né. e a questão da do equilíbrio ecológico né que é fundamental, a gente não interferir na natureza com produtos químicos surge a vida e o equilíbrio se estabelece né. Ali você vê uma lagartixinha em cima de uma amora ela é uma excelente predadora de insetos né então isso é… e lá um ninho de passarinho no meio da estufa de morango das plantas de morango. a agricultura ecológica ela se fundamenta nisso né em a gente promover o equilíbrio e a vida. aí a nossa agroindústria alguma coisa dos nossos produtos. pode passar. questão da sustentabilidade também que a gente valoriza muito lá. ali o tratamento das águas servidas, a gente tem ali as águas cinzas direcionadas para uma vala com plantas aquáticas, no caso o copo de leite que faz muito bem essa função, e a fossa séptica filtro anaeróbico né e dali sai um material efluente que é usado como biofertilizante de excelente qualidade. a questão do aproveitamento das águas da chuva também todas as águas da chuva que caem nos telhados nas residências nas construções e nas estufas também a gente canaliza e aproveita essa água. aquele lá aquele açudezinho lá é revestida com geomembrana né aonde lá a gente capta toda a água das estufas né então a gente maneja essa água para as situações de estiagem né sem precisar a gente tem procurado não perfurar poço artesiano né, enfim, e valorizar e aproveitar bem a água da chuva. pode passar. Também hoje a gente tá praticamente autossuficiente em energia solar, a nossa residência também como vocês veem feita com materiais naturais né a maioria da própria do próprio sítio ali. e o compartilhamento dos saberes, a gente tem recebido assim isso é uma coisa que a gente se propõe e valoriza muito receber turmas né de estudantes de diferentes níveis né para aprender com nós lá e poderem propagar essa ideia essa proposta de produção né limpa/orgânica; sempre toda hora estamos recebendo pessoas lá. É isso aí, uma pequena mostra gente umas fotos para vocês conhecerem um pouco melhor nosso trabalho; e será um prazer receber quem quiser nos visitar e conhecer melhor lá e degustar os nossos produtos também. é isso aí muito obrigado mais uma vez.

PRES. MAURÍCIO BELLAVER: Obrigado senhor Pedro. Convido para que faça uso da tribuna o nosso prefeito Fabiano Feltrin.

PREFEITO MUN. FABIANO FELTRIN: Muito boa noite. prazer enorme estarmos aqui nessa noite abençoada, linda, maravilhosa, com a casa cheia e isso é mérito e reconhecimento seu Pedro e da sua família, Margarida; muito maravilhoso poder estar aqui hoje. e me permitam né pela ligação que a gente tem da família eu não tenho como não lembrar do meu pai com a família de vocês, com as meninas, com as manas, com a turma do Gervásio porque as famílias se confundem né: Gervásio, dos Silvestrin, dos Lovatto. e é uma alegria muito grande poder estar aqui. presidente de te agradecer e só te fazer uma correção tinha 3, 4, 5 agricultores aí porque tem vocês três, tem eu e meu irmão plantando kiwi/laranja/uva e tal e o Calebe plantando alface em casa. nosso agradecimento a todos os vereadores, vereadora Clarice, doutora Eleonora, a Fran, e cumprimentando a Fran já cumprimento também o Kiko por essa passagem maravilhosa para essa contribuição de vocês, funcionários dessa Casa, secretário Fernando Silvestrin o saudando saúdo todo a equipe do governo/do executivo; saudar a nossa dupla infalível do meio ambiente Tite e Tati, fantásticos aí no meio ambiente junto com toda a turma. saudar também as nossas entidades, associações, bancos e cooperativas que apoiam o agro, Marcio Ferrari do SINTRAFAR, Márcia Georg da EMATER, está aqui o senhor Hélio Portolan também obrigado pela vossa presença, a Paula e o senhor Paulo também das associações que participam juntamente com o nosso homenageado, a imprensa aqui também cobre esse brilhante inesquecível evento. nosso sempre vereador Orlando Pegoraro, muito obrigado pelas suas contribuições históricas no nosso município, autor dessa lei. integrantes do Conselho Municipal do Desenvolvimento Rural. nosso ex-prefeito também, meu irmão permita te chamar assim, nosso querido Fanta; nosso ex-secretário também de agricultura um apaixonado por tudo isso Roque Colombo. Também o vi aqui e quero registrar a presença que temos pessoas que são históricas e levam o nome de Farroupilha para todos os lugares: nosso tenor pastor e obrigado pela tua presença e da tua família. também uma saudação toda especial ao nosso presidente da FENAKIWI o Gervásio Silvestrin que cada vez que eu o vejo também me emociono, com a sua família, e com todas as contribuições na área da agricultura que leva o nome de Farroupilha para todo esse país, para América do Sul/América Latina um orgulho para nós. O senhor Pancotto e hoje Pancotto com toda a tua equipe aqui que eu tô vendo representando a AFAPAN, o Erico e todos os integrantes, tenho uma notícia aqui no final que vocês vão ficar muito felizes também; e também essa participação toda de vocês da AFAPAN no homenageado. Enfim, a saudação a todos os presentes. E Pedro, Margarida, familiares, a gratidão é toda nossa. o senhor não tem que agradecer absolutamente nada. a vossa inspiração o vosso trabalho com as filhas aqui que deu certo chegar de viagem né – Amanda e Amélia – e demais familiares, o Hilário, as manas como costumo chamar seja eu como cliente ou amigos, enfim, da Bianca, da minha irmã, de todo mundo, da mãe, sempre uma um prazer ver vocês. eu queria comentar que o trabalho de vocês ele transcende a própria agricultura, ela é uma inspiração ela é uma motivação e o sítio do agroecológico e do Espaço do Sossego Produtos Orgânicos eles cumprir com uma missão que é as tuas palavras Pedro para deixar aqui um legado nessa noite histórica do que que nós viemos fazer nessa vida. todos os dias eu me levanto rezo e hoje eu tive muitas respostas através da vida de vocês porque quando a gente fala de Deus a gente tem que se despedir de qualquer vaidade quando a gente fala de Deus a gente tem que se despir de qualquer vaidade. Quando a gente fala de Deus tu tem que ser um instrumento dele não importa para ti e o que vocês fazem orgulho para as próximas gerações; só que isso vai ser décadas e décadas. O trabalho de vocês vai ficar para sempre. E imagina o orgulho dessas gurias de vocês. E sei da história né lá quando você citou o Hilário, das gurias, daqueles primeiros trabalhos, será que é por aqui; e por vezes eu tenho certeza que tu podia ter ganhado mais dinheiro, tenho certeza, porque até chegar aqui quanto não foi pela consciência dos bons propósitos de deixar o mundo melhor. E eu quero aproveitar aqui a presença de todos vocês para dizer com toda a humildade que todos os dias eu costumo rezar para Deus estar despido de qualquer vaidade e foi assim pastor Davi que Deus me deu a oportunidade de presidir duas grandes associações que hoje anuncio aqui em primeira mão para todos vocês, isso está há meses e anos de trabalho, mas vai ser anunciado essa semana Pancotto que nós estamos definitivamente resolvendo o problema do tratamento e do destino dos resíduos sólidos não de Farroupilha de 26 municípios do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável da Serra Gaúcha Érico. e não quero os méritos para mim. Apenas fui um instrumento de ter sido filho do Itacir – apaixonado pelo meio ambiente pelos animais pelas plantas; eu nasci na natureza, minha mãe é apaixonada por tudo isso, nós não ia em outro lugar que não fosse para o mato e isso me deu uma consciência e Deus me colocou neste momento de ser prefeito, mas acima de tudo de presidente das Associações dos municípios que agora vai ter água e esgoto tratado. Porque quando as pessoas querem fazer as coisas sozinho, pelas vaidade, fui eu que fiz, tu não vai conseguir; agora quando tu se despe de tudo isso pastor Davi quando tu pensa na coletividade tu faz a grande transformação. E as grandes transformações vêm nos próximos dias por pessoas que nos inspiram todos os dias como a família Lovatto. muito obrigado, que Deus abençoe a todos.

PRES. MAURÍCIO BELLAVER: Obrigado prefeito Fabiano Feltrin. quero neste momento em nome da mesa diretiva desta Casa agradecer ao nosso prefeito Fabiano Feltrin, ao nosso homenageado Pedro José Lovatto e sua família, as autoridades aqui presentes, amigos do nosso homenageado, imprensa, senhoras e senhores. E dizer ao agricultor destaque Pedro José Lovatto que está Casa muito se orgulha em poder homenageá-lo e outorgar tão distinta honraria a aqueles que contribuem para o desenvolvimento da agricultura deste município. Parabéns e desejamos muita saúde e prosperidade a ti e aos seus familiares. Convidamos a todos para de pé ouvir a execução do hino Rio-grandense. (EXECUÇÃO DO HINO). Nada mais a ser tratado nesta Sessão Solene declaro encerrados os trabalhos da noite. Boa noite a todos.

 

 

 

Maurício Bellaver

Vereador Presidente

 

 

 

Calebe Coelho

Vereador 1º Secretário

 

 

OBS: Gravação, digitação e revisão de atas: Assessoria Legislativa e Apoio Administrativo.