Pular para o conteúdo
03/12/2022 18:54:59 - Farroupilha / RS
Acessibilidade

Ata 4223 – 22/08/2022 – Cidadão Honorífico

Sessão SOLENE

 

Presidência: Sra. Eleonora Peters Broilo.

 

Às 18 horas a Senhora Presidente Vereadora Eleonora Peters Broilo assume a direção dos trabalhos. Presentes os seguintes vereadores: Calebe Coelho, Clarice Baú, Cleonir Roque Severgnini, Davi André de Almeida, Deivid Argenta, Eurides Sutilli, Felipe Maioli, Juliano Luiz Baumgarten, Marcelo Cislaghi Broilo, Mauricio Bellaver, Paulo Vitório Telles de Oliveira, Sandro Trevisan, Tadeu Salib dos Santos e Thiago Pintos Brunet.

 

PRES. ELEONORA BROILO: Boa noite, senhoras e senhores, por favor, vereadores, ocupem os seus lugares para que nós possamos em tempo dar início a essa sessão solene. Boa noite a todos. Declaro abertos os trabalhos da sessão solene de outorga do título honorífico de cidadão de Farroupilha ao senhor Pedro Evori Pedrozo. Dada à verificação do quórum, informo a presença de 14 vereadores nesta sessão solene; ausente o vereador Thiago Brunet. Inicialmente a Câmara Municipal de Vereadores de Farroupilha agradece a presença de todos e saúda as autoridades aqui presentes; todos, em nome do prefeito e de sua esposa Ariane, eu agradeço então a presença das autoridades, secretários, todos que estão aqui presentes, entidades de classe, a imprensa, senhoras e senhores que se fazem presentes nesta noite fria. Convidamos para fazer parte da mesa o excelentíssimo senhor Fabiano Feltrin – prefeito municipal da nossa cidade, convidamos também para fazerem parte da mesa o senhor, homenageado dessa noite, Pedro Evori Pedrozo e sua esposa Cláudia. Senhor Pedro Evori Pedrozo e sua esposa Cláudia, por favor, fazer parte da mesa. Agora convido a todos para de pé ouçamos a execução do Hino Nacional Brasileiro. (EXECUÇÃO DO HINO). Informamos que o vereador Thiago Brunet chegou ‘on time’. Solicito ao vereador Tadeu Salib dos Santos, 1º secretário, para que proceda à leitura da lei municipal nº 4.726 de 19/05/2022 que concede título honorífico de cidadão farroupilhense ao senhor Pedro Evori Pedrozo.

1º SEC. TADEU SALIB DOS SANTOS: Senhora presidente, senhoras e senhores. O Prefeito Municipal de Farroupilha faz saber que a Câmara Municipal de Vereadores aprovou e ele sanciona a seguinte lei: art. 1º – É concedido o título honorífico de cidadão honorífico de Farroupilha ao senhor Pedro Evori Pedrozo em conformidade com as disposições da lei nº 594 de 13/11/1962 e com as modificações inseridas pela lei municipal nº 1.248 de 18/11/1981; art. 2º – Serão atendidas por dotações orçamentárias próprias as despesas porventura resultantes do cumprimento desta lei; art. 3º – Esta lei entrará em vigor na data de sua publicação. Gabinete do prefeito municipal de Farroupilha, 10 de maio de 2022. Fabiano Feltrin – prefeito municipal.

PRES. ELEONORA BROILO: Obrigado, vereador Tadeu Salib dos Santos, 1º secretário desta Casa, Informamos aos presentes que farão uso da tribuna nesta noite um vereador por bancada pelo tempo de até cinco minutos, fará uso também o homenageado o senhor Pedro Evori Pedrozo e o nosso prefeito Fabiano Feltrin. Iniciamos agora convidando o vereador Roque Severgnini para que faça uso da tribuna em nome do Partido Socialista Brasileiro.

VER. ROQUE SEVERGNINI: Boa noite, senhora presidente e senhores vereadores. Cumprimento aqui o senhor prefeito municipal Fabiano Feltrin. Cumprimentar nosso homenageado cidadão honorífico Pedro Evori Pedrozo e sua esposa Cláudia Pedrozo. Cumprimentar todos os presentes aqui nessa noite e estender um cumprimento especial aqui o meu amigo José Stédile, ex-deputado federal, que nos acompanha aqui, também o deputado federal Heitor Schuch, a todos familiares, amigos do Pedro Pedrozo que aqui estão, lideranças políticas e também a nossa imprensa. E chegou o dia, Pedro Pedrozo, de nós aqui na Casa, te homenagear como cidadão honorífico, um homem que veio lá de Santa Maria; dizem que tu veio por causa do CTG eu não sei se tu não veio porque tu já conhecia a Cláudia tchê, há dúvidas quanto a isso. Mas uma coisa é certa, o Pedrozo veio para cá em 89 por meio do CTG Ronda Charrua. Veio aqui porque foram buscar ele na verdade lá em Santa Maria, porque o Pedrozo tinha a fama e depois fez jus a essa fama do melhor coreógrafo e o CTG precisava um cidadão que tivesse esse conhecimento para levar a cultura dentro do CTG na questão da coreografia. E não foi diferente. Pedrozo foi e é né ainda um dos melhores coreógrafos do sul do país. Mas depois de ele chegar aqui em Farroupilha aí sim aí ele resolveu ficar, mas não por causa da tradição aí porque ele conheceu a Cláudia né, foi isso. Aí veio a Cláudia, sua esposa né, nossa querida Cláudia ex-primeira-dama, veio a Elisa filha do casal. E o Pedrozo sempre dando aulas nos CTGS, coreografias, ganhando títulos junto com a sua equipe. Mas o Pedrozo sempre viajou muito tanto assim que por 3 décadas ele trabalhava com grupos brasileiros e fazia intercâmbio cultural pelo conselho internacional de festival folclórico prestando serviço, passando pela Holanda, Bélgica, Alemanha, Rússia, Portugal, Espanha, Chile, Argentina e Colômbia. Então o Pedrozo virou um cidadão do mundo, mas sempre com os olhos voltados em Farroupilha, porque a família dele estava, esteve e está aqui em Farroupilha né. E eu lembro que lá, me lembro que eu era presidente da união de bairros, e a gente ouvia falar do Pedrozo e o Pedrozo fazia umas atividades, porque ele sempre teve e ainda hoje tem desejo de ver todas as crianças nas escolas e ele tinha a filhinha dele por essas andanças não tinha onde deixar a Elisa; e peregrinava para cá e para lá atrás de uma vaga numa creche e um dia desafiaram o Pedrozo “porque que ao invés de tu reclamar tu não faz a tua própria escolinha?” E o Pedrozo arregaçou as mangas e começou a fazer algumas atividades que alguns de vocês lembram que era o ‘Baile do Fuca’. Não era nem do fusca, era do ‘Fuca’. E era sorteio daqui, rifa dali, baile daqui e um desses bailes sorteava um fusca. E eu lembro que eu fui nesse baile para ajudar até e era uns baile muito grande e o Pedrozo arrecadou centavo por centavo e conseguiram construir uma escolinha de educação infantil que até hoje lá funciona e funciona muito bem. Então daquele momento Pedro Pedrozo foi desafiado a ser vereador ou então que alguém naquele bairro deveria ser vereador para representar aqueles anseios da comunidade, porque só estar morando lá não era o suficiente. E o Pedrozo concorreu a vereador naquele ano de 2000 e fez mais de 1.600 votos para vereador e se elegeu e fomos vereadores juntos; até passa uma foto nossa antes aí eu vi olhando ali todos nós mais magrinho com mais cabelo né, mas lá estávamos nos né. Foram 4 anos de bons debates nessa Casa e o Pedrozo acabou virando presidente da Câmara e depois eu não concorri mais e ele concorreu novamente novo vereador, se elegeu de novo com grande votação sempre defendendo a causa da comunidade principalmente do bairro Primeiro de Maio e região; mas não demorou muito para o Pedrozo concorrer a prefeito. Em 2008 concorreu a prefeito, fez uma grande votação, quase 10 mil votos numa eleição que concorreram três chapas né: era o Paulinho Dalzochio, o Ademir Baretta e o Pedrozo; foram quase 10 mil votos; então foi uma boa votação para 2008.  Em 2012 o Pedrozo se elegeu vice-prefeito e em 2016 se reelegeu vice-prefeito; depois em 2020 se tornou prefeito da cidade, enfrentou um momento muito difícil da pandemia, foi o primeiro ano que a pandemia se mostrou muito forte sem nenhum conhecimento, porque o mundo não sabia como lidar com o covid-19 ou com a covid-19 e o Pedrozo enfrentou isso. Demonstrou habilidade, construção passo a passo junto com as comunidades, criou um comitê para discutir dia a dia essa questão do covid-19 e enfrentou esse desafio. Então parabéns, Pedrozo, parabéns a tua família por essa bonita história que tu tens em nossa cidade, sei que tu vens de uma família grande, família humilde, mas com uma generosidade muito grande. Pedrozo sempre lidou com pessoas, sempre viveu no meio de pessoas e é um homem embora tenha uma simplicidade muito grande, mas de uma cultura gigantesca. Parabéns, Pedrozo; parabéns, Cláudia; parabéns a todos vocês que são amigos dessa grande figura que é Pedro Pedrozo. Muito obrigado.

PRES. ELEONORA BROILO: Convido o vereador pastor Davi André de Almeida para que faça uso da tribuna em nome da bancada da Rede Sustentabilidade.

VER. DAVI DE ALMEIDA: Muito boa noite, senhora presidente. Quero cumprimentar aqui nosso prefeito Fabiano Feltrin, cumprimentando ele também cumprimento a primeira-dama Nani e cumprimento todos os secretários e autoridades que estão aqui presente, meus colegas vereadores também, as entidades aqui representadas e quero cumprimentar também meu amigo Pedro Pedrozo né e a Cláudia também que está aqui nessa noite para receber esta homenagem de cidadão honorífico. Eu não escrevi aqui, Pedro Pedrozo, nem fiz aqui um resumo, porque eu tive o privilégio de conhecer o teu coração num tempo muito difícil em que eu tive uma breve passagem pela secretaria de saúde; e Deus colocou nós dois juntos num momento muito difícil da humanidade e nesse momento nós unimos as forças, nos conhecemos ali, caminhamos juntos e trilhamos um grande desafio por essa cidade. E não foram um dia né dois dias, foram vários dias que a gente esteve junto e eu pude conhecer a tua humanidade. Uma pessoa preocupada com a nossa comunidade, preocupada com a tua família; um pai de família, um homem honrado em que eu pude estar ao teu lado servindo também todos os dias. Nós estávamos enfrentando desafios após desafios, criamos o comitê coronavírus juntos – o grande comitê o pequeno comitê né, desbravamos aquela UPA que estava ali há um tempo fechada em pouco tempo com grande voluntariado, pessoas da comunidade, reformamos ali e colocamos mais de 20 leitos ali para nossa comunidade. E foi muito importante o tempo que nós estivermos juntos também a Cláudia com um coração gigantesco trabalhando junto ao teu lado ali também, eu pude contemplar isso, uma mãe preocupada com a Elisa né e assim vocês tenho certeza que construíram a história de vocês. Não estão chegando aqui por acaso é porque tem uma história; um homem de fé, um homem que acredita em Deus. E eu me lembro muitas vezes que tu disse “olha nesse período Deus colocou um menino de fé do meu lado” né e eu pude ali juntos a gente construir isso. E eu quero te agradecer por esse tempo em que a gente lutou pela comunidade; quem sabe você está aqui hoje é amigo do Pedrozo né de longa data, mas eu quero dizer para você que eu pude estar do lado do Pedrozo e conhecê-lo um pouco mais. E eu quero dizer para você, Pedro Pedrozo, que o teu currículo ele é gigantesco ele é muito amplo, mas se as pessoas pudessem conhecer de perto o teu coração veriam a simplicidade daquilo que tu é. E eu quero deixar aqui para ti uma palavra como pastor né desta cidade e que a gente pode ampliar o trabalho juntos e eu quero dizer nº 6:24 – ‘que o  Senhor te abençoe e te guarde, que o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti, e o senhor sobre ti levante o seu rosto e te dê paz’. Que nessa caminhada tu possa ter paz, tu possa ter sucesso, possa ter grandes realizações ainda na tua vida e que Deus abençoe a tua casa. Cláudia, que Deus abençoe vocês, a família de vocês. Muito obrigado, senhora presidente.

PRES. ELEONORA BROILO: Convido a vereadora doutora Clarice Baú para que faça uso da tribuna em nome da bancada do Partido Progressista.

VER. CLARICE BAÚ: Boa noite, presidente. Cumprimento o nosso prefeito Fabiano Feltrin, nossa primeira-dama a Nani e em nome do prefeito estendo a todas as autoridades, secretários, aos meus colegas vereadores, todos os convidados do nosso homenageado de hoje Pedro Pedrozo, seus familiares, a imprensa, funcionários da Casa e um boa noite especial então ao nosso homenageado Pedro Pedrozo a sua esposa Cláudia Pedrozo e sua filha Elisa. Falar do Pedrozo é falar de tradicionalismo. Foi o que lhe transformou em um cidadão farroupilhense. Pela sua caminhada chegou em Farroupilha e se estabeleceu aqui até pela necessidade da época de ter alguém para colaborar no FEGART, um grande movimento tradicionalista. Em função de sua larga experiência na área foi campeão de danças e coreografias tradicionalistas em vários municípios, inclusive acompanhou trabalhos voltados à tradição gaúcha fora do Brasil; participou de vários CTGS propagando a cultura tradicionalista que foi a sua paixão. Pedrozo e uma gaita já temos um bailão, já temos uma festa. Também teve sua participação na vida pública como vereador, presidente desta Câmara, vice-prefeito e prefeito no nosso município. Assim entre paixões na tradição gaúcha, CTGS, empreendimentos, vida pública, vem escrevendo sua trajetória a sua história no nosso município. Parabéns, Pedro Pedrozo, pelo título honorífico de cidadão farroupilhense. Obrigada.

PRES. ELEONORA BROILO: Convido o vereador Paulo de Oliveira para que faça uso da tribuna e faça sua manifestação em nome dos Republicanos.

VER. PAULO TELLES: Senhora presidente, senhoras e senhores vereadores. Nosso prefeito Fabiano Feltrin, primeira-dama e no nome do nosso prefeito quero saudar as demais autoridades e os nossos visitantes, todos bem-vindos. Senhor Pedrozo, que alegria vê-lo, estou muito alegre, muito contente por essa justa homenagem que o senhor está recebendo através do nosso companheiro Juliano essa homenagem ao Pedrozo. O que mais me chama a atenção na pessoa do Pedrozo é que ele não se esquece das suas raízes viu, gente. Aqui nós estamos vendo aqui a roda de carreta né, nós temos aqui pelegos, esporas, aonde que tudo começou na carreira do nosso querido Pedrozo. Parabéns, Pedrozo, e Farroupilha depois de 89 com certeza, tanto no tradicionalismo, nos CTGS como na política também ganhou muito; deve muito ao senhor Pedrozo viu. E o senhor consegue unir as duas coisas Pedrozo. E também a saudação especial aqui à dona Cláudia, professora também. Eu quero dizer que a esposa vamos botar aqui 50% aqui; onde tem um homem bem sucedido, porque ao seu lado tem uma grande esposa viu, gente. Deus quando criou o homem que diz a Bíblia que nós temos um país cristão e criou todas as coisas, os animais e que os animais, criou macho e fêmea segundo a sua espécie e mandou que passasse na frente de Adão para que colocasse o nome de toda a criatura. E muito bem, assim Adão fez, mas viu que uma coisa não era bom, que o homem estivesse só, então disse que fez cair um sono pesado sobre Adão e tirou então de uma das suas costelas a mulher; ele formou a mulher para que Adão precisava então de uma companheira, gente. E o mais importante porque aqui pesa o valor da família da esposa, gente. Porque se não tem uma família bem alicerçada, uma base boia da esposa, da família, certamente o senhor não ia chegar hoje aqui. E o mais importante, gente, que quando Deus tirou não tirou da sola do pé e nem da cabeça também para formar a mulher, mas da costela que fica ao lado, caminha ao lado do homem/da família isso que é muito lindo viu, gente, para nós como família né de ver um homem bem sucedido e que o senhor possa continuar com a sua humildade. O senhor é um homem muito simples, conversar com o senhor é muito fácil, não tem rodeio, não tem esse cerimônia nenhuma, um homem simples um homem do campo, mas um homem de uma cultura extraordinária. Um homem ‘mundiado’ né viajou para o exterior fez uma caminhada muito linda. E que o senhor possa continuar com essa humildade gente. O Pedrozo é um homem que gosta de gente, tem o cheiro do povo; o homem público, político, pastor ou padre, enfim, quem trabalha com a comunidade tem que ter o cheiro do povo ele tem que gostar de gente viu, gente. Então fico feliz, muito alegre, parabéns para Farroupilha por ter nós ter Pedrozo aqui na cidade de Farroupilha a partir de oitenta80 e… É crioulo de Santa Maria e chegou desbravando, gente, ensinando em CTGS trazendo o grande conhecimento para a cultura gaúcha. E eu me toca muito forte no meu a gente que tem a tradição gaúcha as coisas do campo o homem do campo e aonde o senhor chegou. Eu queria um pouquinho quem sabe alcançar da sua caminhada e a gente, a vida pública a gente pesa, está aqui o nosso prefeito Fabiano também é tudo muito bonito quem está olhando a vida do homem da mulher pública, mas na caminhada pesa. Quero dizer que sou novo aqui na vida pública, mas muitas vezes já pensei de desistir e aí eu chego aonde, perfeito? Vou chorar em casa, vou choramingar em casa no ouvido da minha esposa e o que ela diz? “Paulo o que tu decidir nós estamos juntos, se tu decidir, nós estamos juntos”. Gente, aí é outro dia que vem pela frente a gente sai fortalecido carregamos nossas baterias e vamos de novo servir o povo que é o que a gente mais gosta. Tenho certeza que o senhor faz o que o senhor faz, porque o senhor ama que o senhor faz, gosta de servir o povo, de estar junto. Eu adoro e Deus tem me dado a oportunidade de eu fazer aquilo que eu gosto, de poder ser útil e de poder servir. Isso é o que mais lindo na vida de um homem e de uma mulher. Deus abençoe a todos vocês. Parabéns, Pedrozo; parabéns, família; parabéns a todos vocês que estão aqui.

PRES. ELEONORA BROILO: Convido o vereador Felipe Maioli para que use a tribuna e faça a manifestação em nome da bancada do MDB.

VER. FELIPE MAIOLI: Boa noite a todos. Senhora presidente, prefeito municipal Fabiano Feltrin, boa noite especial à primeira-dama Ariane, líderes políticos que se fazem presente nesta noite, imprensa falada e escrita que aqui está, pessoas que estão em seus lares através das redes sociais nos acompanhando, pessoas importantes em nossa sociedade que estão aqui nesta noite especial onde uma homenagem de título honorífico de cidadão de Farroupilha ao senhor Pedro Evori Pedrozo. É um momento muito importante para nós vereadores, para o Pedro Pedrozo, para os amigos, para os familiares que estão aqui esta noite. Quero dizer também que eu me sinto muito honrado em representar a bancada do MDB – doutora Eleonora e colega Marcelo. E após tantas falas importantes/bonitas, tantos resgates de história da vida do senhor Pedro Pedrozo o que cabe a mim e a nossa bancada é lhe dizer que Deus lhe dê muita saúde, Pedro Pedrozo, porque capacidade, inteligência, coragem, tudo isso o senhor já tem; e tem muitas pessoas importantes ao lado do senhor para te dando força que é a sua família, sua esposa, quero lhe parabenizar também. Então eu me restrinjo a simplesmente dizer que Deus esteja sempre ao seu lado te dê muita saúde, porque seja do momento difícil que o senhor passou nessa pandemia também e hoje está aqui sendo agraciado com esta homenagem. Então nós da bancada do MDB estamos desejando sucesso boa sorte e que seus objetivos sejam alcançados, e que Deus lhe de muita saúde. Muito obrigado a todos.

PRES. ELEONORA BROILO: Convido agora o vereador Maurício Bellaver para que faça sua manifestação em nome do Partido Liberal.

VER. MAURÍCIO BELLAVER: Boa noite, doutora presidente que sempre nos ajuda aí com as dificuldades. Prefeito, grande Prefeito aí em exercício aí, Pedro Pedrozo que é o cara. Um boa noite especial aí para o meus colegas agricultores que sem nós no campo não tem comida na cidade né então um boa noite para vocês aí. Boa noite para nossos meus colegas aí vereadores aí. Pedro Pedrozo de Santa Maria para Farroupilha, veio em 1989, tu é o cara hein. 58 anos. De vereador a vice-prefeito e a prefeito. E eu te digo uma coisa, eu rezei e garanto que a Farroupilha inteira rezou por ti quando o senhor estava lá; então já é abençoado por Deus aí. E que tu seja sempre assim esse cara simples e que tenha um trajeto muito grande pela frente aí. E um boa noite a todos aí. Feito. Obrigado.

PRES. ELEONORA BROILO: Convido o vereador Deivid Argenta para que faça uso da tribuna em nome do Partido Democrático Trabalhista.

VER. DEIVID ARGENTA: Boa noite a todos e a todas. Cumprimento a presidente dessa Casa doutora Eleonora Broilo com isso cumprimento todos os meus colegas vereadores e em especial o doutor Thiago Brunet, colega de partido, que me cedeu o uso da palavra. Cumprimento também o prefeito Fabiano Feltrin representando todo o Executivo e assim cumprimento todos os secretários, primeira-dama, que estão aqui presentes. Quero cumprimentar também a imprensa, os funcionários da Casa, quem nos assiste de casa e a todos os presentes. Um cumprimento especial ao sempre vereador doutor Lino que se faz presente e cumprimento o Lino cumprimento todos os amigos do Pedrozo que aqui se encontram. Cumprimento também o Amarante, vereador |Amarante, e cumprimento o pastor Luís de Bairros a pedido do pastor Davi,  então sinta-se abraçado pelos colegas. E em especial nosso homenageado Pedro Pedrozo e sua família né. Que orgulho poder estar aqui nesse momento, Pedrozo. Hoje é dia de entrega do título honorífico de cidadão de Farroupilha. Para que as pessoas entendam do que se trata esse título, honoris causa é uma expressão em latim e usada atualmente como um título honorífico que significa literalmente ‘por causa da honra’. Então Pedro Pedrozo como já mencionado pelos colegas no seu currículo, deixa sua marca na nossa cidade desde a sua chegada como um artista brilhante já reconhecido por todo o Rio Grande do Sul e representando inclusive o nosso Estado no velho mundo. Mais recentemente como um político de causas justas iniciando com a implantação do Projeto Esperança o qual deu a possibilidade de uma comunidade se desenvolver. Vejo muitos colegas aqui do Primeiro de Maio que conhecem o Pedrozo melhor do que eu. Pessoas que puderam deixar as suas crianças, Pedrozo, bem cuidadas enquanto os pais iam em busca do seu sustento. Então com certeza o Projeto Esperança foi importantíssimo para o desenvolvimento daquele bairro. Uma história bonita né, Pedrozo, construída com muita humildade; quem conhece o Pedrozo e conhece a família do Pedrozo sabe do que falo. Pedrozo sempre foi um cara muito humilde. Teve uma passagem marcante também nessa Casa conhecido pela sua trajetória bem como no Executivo estando na frente nos momentos mais delicados da história nas últimas décadas. Com sabedoria Pedrozo soube ouvindo as forças vivas da cidade dar o melhor encaminhamento possível que se tinha para aquele momento. E quero citar também uma frase, Pedrozo, que tu sempre fala falava agora e inclusive eu uso às vezes como referência “todos têm o seu saber e ninguém é mais ou menos do que ninguém só possuem saberes diferentes”. Esse é o Pedrozo. Tudo que tu te propôs a fazer, Pedro Pedrozo, tu fez de forma honrosa. E esse título hoje entregue a migrantes que aqui estiveram com honra e que deixaram seu legado no auxílio, no desenvolvimento do nosso município é, sem dúvida, muito merecido a tua pessoa, Pedrozo. Então parabéns e obrigado por tudo. Era isso.

PRES. ELEONORA BROILO: Agradecemos todas as manifestações dos nossos vereadores. Quero neste momento em nome do poder legislativo municipal convidar o prefeito municipal Fabiano Feltrin para quê proceda à outorga do título honorífico de cidadão de Farroupilha ao senhor Pedro Evori Pedrozo que também vai receber desta presidente a medalha com o brasão do município e, ao mesmo tempo, convido o vereador Juliano, da bancada do PSB, que entregue um mimo a senhora Cláudia. Convido agora para que faça uso da tribuna em nome do poder executivo municipal o prefeito Fabiano Feltrin.

PREFEITO MUN. DE FARRROUPILHA FABIANO FELTRIN: Muito boa noite. Um prazer enorme nós estarmos aqui hoje com alegria Farroupilha em festa. Saudando a nossa presidente doutora Eleonora, todos os nossos vereadores, vereadora, uma saudação toda especial aos nossos homenageados, família Pedrozo; Pedro Pedrozo, a Cláudia, a filha Elisa. Saudar também e enriquece a nossa noite aqui o nosso sempre deputado Stédile, muito obrigado pela tua presença; estava te escutando e que Deus permita que tu possas analisar e pensar de morar em Farroupilha fiquei muito feliz de ouvir isso, nosso deputado federal Schuch, onde está o Schuch, sempre muito carinhoso lá também no gabinete por conta também do PSB aqui de Farroupilha, muito obrigado pelas presenças que nos abrilhantam. Secretários, demais autoridades civis/militares/eclesiásticas, nossa saudação ao pastor Luís muito obrigado pela honrosa presença. Funcionários da Casa, imprensa, todos que nos assistem em casa, ex-vereadores, também vereadores licenciados que aqui se encontram.  Me permitam também um segundinhos, mas cumprimentar o Danilo Colferai, a Emília e a Emília para quem não sabe também me ajudou a me criar, é uma mãe para mim, muito obrigado pelas presenças me emociono sempre que vejo você. E também queria fazer uma saudação toda especial a Carla aqui também que a esposa do vereador Thiago Ilha que abrilhanta a nossa sessão. E dizer para vocês que hoje a gente se sente muito feliz/honrado, uma pessoa que construiu Farroupilha através da sua missão, da sua vida; sempre a gente se espelha nas pessoas que cuidam das crianças, que cuidam das famílias e o Pedrozo quando você olha as fotos aqui da Câmara de Vereadores ele é o único que tem lá uma cuia de chimarrão né então ele cultua a história, cultua realmente as tradições e isso é muito lindo. Na prefeitura é o mesmo né, Pedrozo. Então com muita honra que a gente está aqui te cumprimentando, reconhecendo, feliz, e em nome da primeira-dama também saudando a Cláudia e todas as mulheres aqui presentes. E dizer para vocês que nos últimos 20 anos Farroupilha aumentou em mais de 30% a sua população, deputado Stédile, mais que o dobro do crescimento do Estado. E essa é a nossa Farroupilha acolhedora que principalmente depois dos anos 70 precisava de pessoas para nós desenvolvermos a nossa cidade e isso foi feito por muitas mãos, por muitas pessoas, por todos nós. Mas os migrantes de fato ele já é mais esforçado por natureza, porque ele vem, ele se desloca, ele participa, ele precisa e isso trouxe Farroupilha no ano de 2022 sendo agraciado alguém que realmente representa grande parte da população; mas eu diria até mais representa toda sua população. Então, Pedrozo, parabéns. Meu sonho seria tocar uma gaita não sei tocar, mas seria um sonho na minha vida e sei que naquela época da gincana que tu tocaste vários instrumentos lá eu era um dos que estavam na frente te aplaudindo e como aplaudo agora e sempre estou aqui à tua disposição inclusive para ouvir as sugestões pela vossa experiência. Que Deus abençoe a todos, que Deus abençoe Farroupilha. Muito obrigado.

PRES. ELEONORA BROILO: Convido para que faça uso da tribuna o nosso homenageado: cidadão de Farroupilha Pedro Evori Pedrozo.

SENHOR PEDRO EVORI PEDROZO: Olha os pergaminhos que eu fiz aqui, os papiros aqui. Meus queridos, quanta gente, Deus do céu, deixa eu respirar um pouquinho. Olha só se meu pai me visse, se meu pai me visse, ele ia pensar: “poxa, esse meu guri tá metido”, minha mãe minha mãe já ia me olhar com cautela diz “cuidado aonde tu vai, né não te mete em coisa que tu não consiga sair”. É o jeitinho deles. Dessas fotos que tem aqui na segunda foto, daqui a pouco vai aparecer aqui, acho que na primeira/segunda tem uma turma de crianças junto com um homem de bombacha. Um magrão assim altão de bombacha, agora na próxima foto, e bem no canto tem uma menininha e essa menininha ela ainda é uma menininha no meu coração, mas ela tá ali é minha irmãzinha do meio a que me criou. Porque numa família grande os filhos mais velhos ajudam a criar os filhos mais novos né e eu trouxe ela para Farroupilha também, ela tá aqui com a gente a Laila e toda a família dela tão aqui comigo. Mas a família da gente não se resume só àqueles que a gente tem o sangue, porque ao longo da nossa história nós vamos ganhando familiares pela proximidade, por nos identificar da forma de pensar, por nos identificar pela alma que tem, pelo jeito de ser, por nos completar por ser pessoas diferentes e nesse caminho eu achei a Cláudia. Linda, linda até hoje. Linda, 50 anos, mas uma menina a mesma menina que conheci, Fabiano, aos 16, muito bonita, sempre junto comigo. Valente é ela. Me xinga de vez em quando né, Alexandre, bota a boca, mas nós estamos firme, nos deu a Elisa. A Elisa nem conseguiu chegar ainda coitadinha da Elisa. A Elisa está estudando ainda, está fazendo doutorado. Nunca imaginei que alguém da minha família pudesse fazer doutorado, já temos 5 ou 6 já doutores na minha família daquela penca de gente que aparece aqui; aqueles menininhos de calção ali de bombachinha curtinha já formamos muitos filhos e já temos 5 ou 6 doutores já a gente dando aula em Universidade. O que não nos faz melhor que ninguém, mas não faz especial porque prova que nós contribuímos, que aquela geração de homens ali contribuiu né de homens e mulheres contribuíram para fazer um mundo melhor. Prefeito Fabiano, eu fiquei muito honrado que tu veio aqui, sabe que a gente tem diferenças né, politicamente a gente tem diferençam, mas a maior parte das coisas a gente pensa igual nós queremos que nosso lugar que seja bom; Ariane, obrigado pela tua presença minha querida. Eu acho que isso é a prova de que dá para gente conviver mesmo que a gente pense diferente, nós temos a obrigação de conviver, nós precisamos conviver. Eu olhava o Nelson Crestani com 80 anos se levantou com as perna torta ali e ‘carcou ali uma foto; não tem jeito o Nelson fotografou os últimos 50/60 anos da nossa cidade. Ele é a memória da cidade e da gente, está ali firmezinho e veio, o Nelson faz parte da minha família e da família da Cláudia, da Coca como eles chamam, Adiles o Nelson. E não teria graça nenhuma, pastor Luís, obrigado pela tua presença, se eu tivesse sozinho aqui em cima. Se vocês não estivessem aqui de nada ia valer esse papel que eu recebi e essas coisas, só tem valor porque a gente tá junto porque nós somos muitos Stédile, meu querido Stédile, que tanto nos ajuda, R$ 6.000.000,00 para nossa cidade muito asfalto que o pessoal anda por cima tem a ver contigo tenho muita honra que tu tá aqui. Heitor, Heitor Schuch, um alemão gente boa de Santa Cruz, meu parceiro, muito obrigado, Heitor, obrigado porque tu tá aqui no meio de nós quietinho lá num canto. Mas é um ser humano diferenciado, estou muito feliz com vocês. Arantes, seu Arantes, quantos ensinamentos. Começamos aquela escola sozinha, saímos comprar carreta por aí louco né, queria trocar o meu carro por uma carreta para a gente fazer o Projeto Esperança. Nos ensinou muito, Arantes, nos ensinou a juntar dinheiro nos ensinou a Cláudia aprendeu muito contigo aplicamos isso o tempo inteiro ainda, nosso projeto está lá de pé e eu sei disso, porque tu zela por ele tu tá todos os dia na frente. Messinger, meu presidente, Danilo, queridos valentes já sem cabelo já não é cabelo branco, já não tem mais cabelo os dois de tanto trabalhar. Fabiano, tu sabe quantos anos esse homens trabalham para aquela escola lá. 20 anos, de graça, ele e as famílias deles. Não tinha ninguém para botar lá, mas eles trabalham, porque eles acreditaram, porque eles acreditam e como eles têm muitos que estão por aí. Olhava para o meu parceiro Xandinho e ele me olha também com os olhos da alma. Quanto ensinamento meu professor Alexandre quanta coisa tu nos ensina todos os dias, pois não tem a visão, mas sobra sensibilidade em todos os sentidos. Formou uma grande família tenho muito orgulho que tu tá aqui. A Debi e o Jair eles são uma marca que tenho no coração, eles são mais do que meus embora a gente não conviva muito. São meus bailarinos de um dos momentos mais bonitos da história que a gente viu 10.000 pessoas de pé gritando para vocês e ele sofreram um acidente e a Debi mudou toda a sua vida e o Jair com todo o amor do mundo provou que dá para mudar quantas vezes a gente quiser, que o ser humano é capaz de mudar sempre para melhor é capaz de sempre se aperfeiçoar. E eu olho para eles e me encho de orgulho. Estão aí a Debi com sua cadeira de roda, veloz, andando, trocou todo seu estilo de vida nos ensina muito; demais Debi o quanto a gente aprende contigo, precisamos que tu continue firmezinho aí com a gente. Eu olho para o meu pessoal da agricultura que tá por aqui como costumo dizer os Girelli tudo cantor tudo canta. Agora gravaram um disco para deixar para os netos/bisnetos, coisa mais querida. Gosto muito lá do Luiz, do Nego, do Milton, conheci eles no CTG da turma do CTG, do Gaio lá no final. Gaio veio pensa num gringo atravessado e querido. Um familião. Do Tozo, em cima, uma vez eu disse pro Toso “Toso se um dia for prefeito primeira coisa que quero asfaltar é esse teu morro aqui”. Não dava para subir e eu ia entregar defensivo agrícola para o Toso. Cadê o Tosinho ele tá por aqui eu enxerguei ele. Lá, isso mesmo. Trabalhador são eles parece um japonês né, uns olhinho pequeninho e vermelho de tanto trabalhar. Eu vi o Juarez Polla, lá do Caravageto, o Juarez, que luta fico feliz que o Fabiano esteja continuando o asfalto lá. Eu acho que é isso nós precisamos evoluir quem vive no interior quem trabalha todos os dias quem tem as mãos calejadas né, Tasca, precisa que a tecnologia chegue mais perto e eu fico muito feliz de enxergar vocês aqui. Eu podia passar um tempão falando nomes né, Contini, o Contini esses dias foi agricultor destaque, podia tá um tempão falando nomes aqui, mas não é esse o objetivo de hoje. O objetivo é dizer muito obrigado, professor Lino, muito obrigado por aquilo que vocês fizeram por mim, por aquilo que vocês fazem pelos seus vizinhos, por aquilo que vocês fazem todos os dias para melhorar a vida dos outros. Minha filha Elisa que chegou agora que honra ter aqui tu, minha filha, minha doutora Elisa. Dizer que a vida passa muito rápido e que tudo fica às vezes nós brigamos por causa de política “ah porque o presidente que eu gosto é melhor que o presidente que tu gosta”; daqui uns dias eles não estão mais aí e a vida se foi e às vezes a gente perde um amigo que vive bem pertinho da gente por causa dessa frescura de achar que a gente sabe mais ou sabe menos né, Arruda, Nena. Não soubemos mais e nem menos, soubemos o que é para saber. O que precisamos ter é humildade para conviver com quem sabe diferente de nós, com quem pensa diferente de nós; ter humildade para aceitar que é possível mudar todos os dias né, Debi e Alexandre, que é possível nos adaptar ao mundo, que é possível a gente fazer o mundo melhor. Eu sempre acreditei que tu tem que dar um passo para frente do teu portão, se tu for o presidente do círculo de pais e mestres da tua escola né, Roque, da escola dos teus filhos, tu cuida do teu filho, mas não cuida do filho de todos os outros e tu já ajudou o mundo a melhorar; se tu for o presidente do bairro metade do bairro vai falar mal de ti, mas tu vai ter ajudado, teu lugar a ser melhor. Tu ajudou teus filhos, a tua família e tu ajudou aquele lugar a ser melhor; se tu for um vereador então nem se fala todo mundo vai falar mal de ti e o bom é que a gente vai saber sempre os que falam mal, a gente sempre fica sabendo né dos calaveira. Mas é preciso ter alguém que tenha coragem de fazer algo que dê um passo à frente, o mundo não anda só com os que ficam atrás da moita só falando mal, o mundo anda com aqueles que têm a coragem de errar e acertar. É assim que é feito o mundo. Eu tenho muita honra de viver na comunidade que vivo, eu amo Farroupilha, eu escolhi Farroupilha para o meu coração há muitos anos. Muita gente vota em mim, muita gente fica bravo comigo com a minha opinião, mas é assim mesmo esse é o jogo essa é a vida né, Luiz, tu não agrada a todos, mas nós precisamos continuar nós temos que ter mais gente que tenha coragem. Quero agradecer muito aquele secretariado que estava comigo no primeiro ano da pandemia, na confusão. Eu cheguei no empresário grande e ele me disse “a nossa empresa tem mais de 100 anos, mas nunca parou e vamos parar uma semana”. Eu digo “porque vai parar uma semana?” “vamos parar uma semana para que nosso pessoal se dê conta do que tá acontecendo”. Digo “o quê que houve”? A gente parecia que não ia chegar aqui. Ele disse: “a Itália é bem pequenininha cabe dentro do Rio Grande do Sul, mas é milenar vem de antes de Jesus Cristo e tá morrendo mais de mil pessoas por dia”. Eu saí desorientado de lá e cheguei em casa e contei para a Cláudia e a Cláudia chorou e eu disse: “Cláudia e vou ser o prefeito que vou fazer o maior cemitério da história, vou ficar famoso por ter feito o maior cemitério da história”. E a Cláudia daquele jeito dela, dona Marta, ela disse: “não mesmo, vamos achar o caminho”. E eu me refiz tomei um banho e recomeçamos de novo e estamos aqui, estamos vivos todos nós né já de cabelo branco alguns de nós já ajeitando para os filhos e os netos nos suceder e assim que funciona a vida. Então queria aproveitar, minha presidente da Câmara doutora Eleonora, que também foi nossa companhia a Cláudia é testemunha disso quanto tu nos ajudou naquele momento mesmo que tu pensasse coisa diferente de nós, tu bancou com a gente isso também tem valor para nós. O Tadeu que me trouxe para cá né, Tadeu, tesoureiro do CTG, pagava o meu salário; querido pão duro que sempre queria pagar menos. Não mesmo Tadeu obedecia sempre muito querido do Tadeu. Queria dizer para vocês muito obrigado, meus queridos, muito obrigado por estarem aqui, muito obrigado por serem quem vocês são, muito obrigado por fazerem o que vocês fazem, muito obrigado por não desistirem da vida, não desistirem das coisas certas, muito obrigado por tentarem todos os dias a fazer melhor, por levantar com coragem, muito obrigado por criticar a gente de vez em quando porque nós precisamos de críticas quem tá na frente tem que alguém gritar “não por aí não, vai para o lado de cá” para que a gente perceba as vezes que a gente tem um outro caminho que não só aquilo que a gente está pensando. A Cláudia escreveu alguns anos atrás num papel que é de um autor desconhecido que diz o seguinte: “um dia toda beleza envelhece, a piada perde a graça, só a essência permanece; então impressione o mundo com seu caráter”. Muito obrigado por você estar aqui vocês são meus convidados, nós vamos comemorar hoje, porque o dia é de comemorar.

PRES. ELEONORA BROILO: Bem, apesar do Pedrozo já querer encerrar a minha sessão, eu quero agora em nome do poder legislativo começar os agradecimentos tá. Em primeiro lugar eu quero agradecer ao prefeito Fabiano Feltrin e sua esposa Ariane Laura, ao nosso homenageado Pedro Evori Pedrozo, sua esposa Cláudia e sua filha Elisa, aos familiares e amigos do nosso homenageado, aos secretários municipais eu vejo vários aqui, aos nossos vereadores, as entidades de classe, a imprensa, senhoras e senhores presentes; e entre as senhoras e senhores presentes, têm algumas pessoas que eu vou nomear, claro que eu não posso nomear a todos então vou nomear alguns e todos sintam-se nomeados. Deputado Stédile e deputado Schuch, muito obrigado pela sua presença; o sempre vereador Arielson, muito obrigado, uma pessoa que me ensinou muito; o vereador licenciado Amarante que estava aqui até a pouco ah continua aí só mudou de lugar; a Carla esposa do vereador também licenciado Tiago Ilha; meu marido Luiz Carlos, tudo bem amor? Desculpa, como é o nome? Vereador José Maria Pavan, de Pinto Bandeira, muito obrigado pela sua presença também. Então em nome dessas pessoas eu gostaria de agradecer a todos que se encontram aqui presentes. A presença de vocês são importantes para todos nós. E queria dizer ao nosso homenageado que essa Casa muito se orgulha em poder homenageá-lo com o reconhecimento aos serviços prestados à comunidade farroupilhense. Muito obrigado pela sua presença. Agora eu convido a todos de pé para ouvirmos execução do Hino Rio-grandense (EXECUÇÃO DO HINO). Muito bem, então agradecemos a todos e declaramos encerrados os trabalhos desta sessão solene. Uma boa noite.

 

 

 

 

 

Eleonora Peters Broilo

Vereadora Presidente

 

 

 

 

Tadeu Salib dos Santos

Vereador 1º Secretário

 

 

OBS: Gravação, digitação e revisão de atas: Assessoria Legislativa e Apoio Administrativo.