Pular para o conteúdo
17/05/2022 14:07:08 - Farroupilha / RS
Acessibilidade

Ata 4184 – 05/04/2022

SESSÃO ORDINÁRIA

 

 

Presidência: Sr. Calebe Coelho.

 

Às 18 horas o senhor 2º vice-presidente vereador Calebe Coelho assume a direção dos trabalhos. Presentes os seguintes vereadores: Alexandre Paese, Clarice Baú, Cleonir Roque Severgnini, Davi André de Almeida, Felipe Maioli, Gilberto do Amarante, Juliano Luiz Baumgarten, Luciano Pasqual, Marcelo Cislaghi Broilo, Sandro Trevisan, Thiago Pintos Brunet e Tiago Diord Ilha.

 

 

2º VICE-PRES. CALEBE COELHO: Boa noite a todos. Declaro abertos os trabalhos da presente sessão ordinária. Dada à verificação do quórum, informo a presença de 13 vereadores nessa sessão plenária, ausentes, tem o Tadeu que não pode vir né e também, é a esposa, trouxe atestado né, o Mauricio Bellaver ausente e o Tadeu também ausente né; O Tiago Ilha virá? Tiago Ilha está por aí? Bom, por enquanto então temos 12 de quórum né.  Ordem do dia.

 

ORDEM DO DIA

 

2º VICE-PRES. CALEBE COELHO: Em 1ª discussão projeto de resolução nº 02/2022 que institui o código de ética e decoro parlamentar da Câmara de Vereadores de Farroupilha, estabelece normas disciplinares e procedimentais e dá outras providências. Pareceres: Legislação, Justiça e Redação Final favorável; Infraestrutura, Desenvolvimento e Bem-Estar Social favorável; Jurídico contrário. A palavra está à disposição dos senhores vereadores. Vereador Marcelo, por favor.

VER. MARCELO BROILO: Obrigado, senhor presidente. Boa noite a todos os nobres colegas vereadores, vereadora Clarice, nossas assessoras, pessoas que nos assistem, imprensa e pessoal de casa. Então em relação ao projeto de resolução nº 02/2022 devido alguns ajustes na questão jurídica, eu peço, senhor presidente, para deixar ainda em 1ª discussão Muito obrigado.

2º VICE-PRES. CALEBE COELHO: Ok. Permanece então em 1ª discussão. Encerrado então o espaço de discussão de projetos. Passamos à apresentação e deliberação dos requerimentos.

 

REQUERIMENTOS

 

2º VICE-PRES. CALEBE COELHO: Vamos ver então qual primeiro requerimento. Então vamos falar sobre o requerimento nº 28/2022 de autoria do vereador Juliano. Por favor, vereador.

VER. JULIANO BAUMGARTEN: Senhor presidente Calebe, colega vereadora Clarice, demais colegas vereadores, imprensa, cidadãos que se fazem aqui presentes aqui ou que nos acompanham dos seus lares. É um requerimento, é um documento direcionado a Secretaria de Trânsito e Transportes de Caxias do Sul. Muitos devem estar se perguntando o quê que tu está imbuído nessa causa? Porque o quê que acontece? Nós temos um problema que atingirá 98 cidadãos e cidadãs farroupilhenses usuários do transporte coletivo intermunicipal que inclusive é um programa muito importante da nossa cidade que auxilia o estudante com a gratuidade da passagem. O que acontece? Uma das paradas em específico na qual que eu estou aqui comentando, do quê que se trata? É ali na Sinimbu nas proximidades da Faculdade da Serra Gaúcha. Há muitos anos existe uma parada e essa parada sempre foi utilizada para o desembarque dos estudantes e os dois principais horários de pico e de utilização dos usuários é 07h30min e 19h. Então eu fui contatado por alguns estudantes bem como pelo Júlio que é um dos proprietários/sócio da empresa Ozelame que o que acontece? Veio uma normativa que proíbe os ônibus da Ozelame de estarem parando naquele local. Daí muitos devem estar dizendo, mas o quê que isso vai impactar? Vai impactar que ele vai ter que mudar a via e depende de onde que for modificado/alterado poderá parar quatro, cinco quadras distantes dali e tem algumas questões pontuais; estamos nos aproximando do inverno as interpéries [sic] e a própria questão que é mais preocupante: a segurança. Haja vista que o quê? É um espaço público e que é de interesse público. Então na condição de vereador deste município, representante dos cidadãos e das cidadãs e conhecendo todo o contexto por ter sido usuário do transporte, bem como membro da associação farroupilhense dos estudantes intermunicipais, eu não poderia me calar e me omitir então eu quero me manifestar que a secretaria de transporte reveja essa decisão que é uma decisão que ela tem que ser tomada pelo bem coletivo independente de qual município que se envolve e não no monopólio de uma empresa. Então é necessário que se estabeleça o diálogo e se busque alternativas para não prejudicar estudantes. E não é 5, não é 10, são no total 98 estudantes. É algo de extrema simplicidade, mas com grande impacto na vida desses estudantes, porque depois, vamos colocar na balança, manteve essa ordem arbitrária e acontecer algum dano à vida de algum destes entes que tiveram que parar mais distante do que era rotinamente [sic] o quê que vai ser feito? Não vai ser feito absolutamente nada. Então que prevaleça o bom senso e a atitude diplomática de se manter essa parada que não vai ir e há muitos anos existe nesse local. Então peço que os nobres pares ajudem nessa aprovação no encaminhamento e agradeço ao colega vereador advogado Roque por ter escrito comigo este pedido. Era essa minha manifestação, senhor presidente.

2º VICE-PRES. CALEBE COELHO: Obrigado, vereador. Então sobre o quórum estamos com 13 vereadores né com a ausência do vereador Maurício e ausência do vereador Tadeu, ausências justificadas né, vereador Tiago teve um pequeno acidentezinho, mas tudo bem tudo certo né. Seguindo então, a palavra está à disposição dos vereadores sobre esse assunto pelo tempo de 3 minutos. Vereador Roque, por favor.

VER. ROQUE SEVERGNINI: Senhor presidente vereador Calebe, senhora vereadora Clarice, senhores vereadores, demais pessoas presentes, a imprensa que através do Adamatti e do Zé Theodoro e as pessoas que nos assistem de suas casas. Eu quero, além de ter assinado junto com o professor vereador Juliano o requerimento, também me solidarizar com os alunos/estudantes que se deslocam até Caxias do Sul e enfrentam essa dificuldade que ela é de ordem administrativa do trânsito da própria Prefeitura de Caxias do Sul. Eu entendo que é perfeitamente possível né ser repensado daqui a pouco essa situação, porque do ponto de vista da cidade de Caxias, talvez não tenha tanto impacto a parada de ônibus ou o local onde o ônibus irá largar os alunos, mas para quem depende do transporte e principalmente nesse período em que a nossa região inclusive tem se notabilizado pelo alto índice de violência né da insegurança que estamos vivendo é necessário e recomendável e prudente que os alunos possam ficar o mais perto da Universidade possível. E até porque é um transporte que não é um transporte eventual é um transporte diário e que tem um destino certo e também não é em horário de grandes movimentações né, ou é bem no início da manhã ou tu pode me ajudar né, vereador Juliano, ou então no final no início da noite. Quer dizer não é momento que tanto que tenha tanto trânsito, eu imagino. Então gostaríamos de contar certamente com o bom senso da Prefeitura Municipal de Caxias do Sul e que esse requerimento chegue ao destino correto e possa surtir os efeitos necessários.

2º VICE-PRES. CALEBE COELHO: Obrigado, vereador. Mais algum vereador gostaria de se manifestar? Muito bem, não havendo mais manifestações colocamos em votação o requerimento nº 28/2022. Os vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão; aprovado por todos os vereadores. Muito bem, passamos a apresentação e deliberação das moções… Ah certo, desculpe. Vamos falar sobre o requerimento nº 29/2022 de autoria do vereador Roque Severgnini o qual passo a palavra.

VER. ROQUE SEVERGNINI: Com relação a esse requerimento é aquele que a gente já conversou ontem que é sobre a vinda dos deputados federais para esta Casa e tem juntamente com esse requerimento um adendo ou um outro pedido que foi formulado a posteriori que é o convite também para o ministério público, poder judiciário, a defensoria pública e a OAB para que junto com os deputados que puderem se fazer presente nessa noite possam explanar, comentar, ouvir né também dessa Casa as demandas relacionadas com o atendimento da RGE; e principalmente no que nós podemos melhorar ou também ser ouvidos pela Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL para que normas mais eficazes ou então talvez nem sejam normas, mas fiscalização por parte da ANEEL em relação às concessionárias e nesse momento de modo específico a RGE. Então é importante nós aprovarmos esse requerimento e também depois que a Casa dê o andamento de forma célere para que chegue aos destinatários né principalmente os órgãos do poder judiciário aqui da OAB para que a gente possa tê-los na noite do dia 2 aqui. Mas um outro esforço precisará ser feito é por parte das bancadas né para que cada um possa contatar o seu deputado, enfim, né para que se faça presente na noite do dia 2 de maio. Eu acho que quem mais vai ganhar com essa sessão serão os consumidores, serão os usuários que tanto penam nas mãos de uma concessionária que relega a um segundo plano o bom atendimento. Isso não é um discurso, é uma realidade, porque nós temos observado diariamente né a RGE tentando resolver/justificar erros que acontecem e não tendo um plano de prevenção para quê doravante esses erros não ocorram novamente. Cedo um aparte à vereadora Clarice.

2º VICE-PRES. CALEBE COELHO: Aparte a vereadora Clarice, por favor.

VER. CLARICE BAÚ: Inclusive a Casa poderia então providenciar também a confirmação dos convidados né, esses órgãos, para que nós possamos também fazermos a nossa pauta interna aqui né para que a nossa sessão seja produtiva.

VER. ROQUE SEVERGNINI: Perfeitamente, vereadora Clarice, obrigado aí pela contribuição. E aprovado aqui depois os trâmites são mais administrativos né, secretário Duilus, para que a gente possa fazer acontecer a sessão de forma muito proveitosa. Obrigado.

2º VICE-PRES. CALEBE COELHO: Muito bem, mais algum vereador gostaria de se manifestar sobre esse assunto? Não havendo mais manifestações colocamos em votação o requerimento nº 29/2022. Os vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão; aprovado por todos os vereadores. Agora sim então acabamos com o espaço de requerimentos; vamos passar sobre deliberações das moções né.

 

MOÇÕES

 

2º VICE-PRES. CALEBE COELHO: Sobre a moção nº 05/2022 passamos a palavra ao vereador Gilberto do Amarante.

VER. GILBERTO DO AMARANTE: Boa noite, senhor presidente; boa noite, doutora Clarice; boa noite, demais vereadores; boa noite à imprensa, Adamatti, Zé Theodoro, os demais que estão aqui essa noite. Esta moção de apelo para o governo do estado, então aqui: os vereadores abaixo firmados solicitam anuência dos demais pares para que seja encaminhada a Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul, Governo do Estado do Rio do Sul, DAER, Secretário de Logística e Transportes, que até coloquei o Juvir Costella e nãos sei se ele se afastou, mas eu acho que sim, o deputado Eduardo Loureiro que ele é presidente da comissão relacionada aos trabalhos nos municípios, a moção de repúdio em relação à técnica do recapeamento asfáltico que está sendo feito no trecho entre Farroupilha e Caxias do Sul. Esse assunto até eu falei um pouco, eu citei algumas situações ontem sobre este esta questão. Então aqui até a gente está citando junto com estamos assinando caminhando junto com o vereador Juliano Baumgarten do PSB, onde nós citamos: a cidade de Farroupilha está em constante desenvolvimento econômico e social, infelizmente um dos problemas enfrentados pelo município esta relacionado à falta de manutenção das rodovias, e quando as mesmas ocorrem, elas são feitas da forma inadequada e na primeira chuva volumosa diversas crateras se abrem e o problema permanece. Portanto, viemos por meio desta ‘moção de repúdio’, solicitar que sejam realizadas as avaliações pelos técnicos do governo no local que apresenta os problemas.  As obras com diferentes ações na execução em percursos tem que reformar base e a cobertura asfáltica, necessitando localizar os pontos em que possuem ‘vertentes’, ou melhor dizendo, pontos com veia de água na qual necessitam ser drenados, e ter o desvio desta água nos pontos coletores para que após essa reparação seja dada continuidade à obra de recapeamento asfáltico. Pois da forma posta, a via não se mantem com durabilidade e acaba repetindo o ciclo e formando diversos buracos. A presente manifestação busca, além de melhor infraestrutura em nossas vias para maior segurança, busca o melhor uso de recurso público. Ou seja, se vocês forem a Caxias hoje vocês vão ver que aonde foi feito recentemente o asfalto está esburacado novamente e tem pontos que é crônico o problema aqui em nossa cidade. No movimento que foi feito com a prefeitura municipal há uns 4 anos atrás, a gente tirou umas três vertentes que eram de muito tempo: uma na frente do Valentini que se abria grandes crateras e hoje então aquela foi resolvida; algumas situações aqui na frente do colégio Santiago, na frente da UCS na Via do Romeiros; e têm mais 7 ou 8 vertentes, pontos críticos, que pode se colocar o asfalto de 5, 6, 8, 20 mm, mas se não fizer essa drenagem dito pelos próprios técnicos do DAER numa visita que nós estivemos lá, eles sabem desse assunto, então cabe a eles verificar e ajustar. E essa questão da espessura, da estrutura, da base asfáltica das quais nós estamos citando nessa moção foi citada pela própria empresa que está fazendo. Agora se a empresa está utilizando material inadequado, não cabe a nós aqui avaliarmos isso. Teremos que, de repente, num próximo pedido de informação para o DAER pedir quais os critérios que a empresa está utilizando para fazê-lo. Mas nesse momento cabe sim o DAER, o governo do estado, buscar alternativa que venha ter durabilidade nessas estradas que estão nessas estradas que nós circulamos. Obrigado.

2º VICE-PRES. CALEBE COELHO: Obrigado, vereador Amarante. Vereador Juliano, por favor.

VER. JULIANO BAUMGARTEN: Senhor presidente, sobre a moção na qual apresentada pelo meu colega vereador Amarante e eu assinei junto, na verdade ela é uma moção bem direta e objetiva ao DAER, enfim aos órgãos competentes por quê? Porque a região recebeu alguns reparos, recebeu alguns consertos nas rodovias, só que são coisas que faz numa semana e na outra já se foi aquela camada asfáltica; e por conta disso o quê que acaba acontecendo? É muito recurso público que tá sendo botado fora bem como um trabalho sendo desperdiçado. E às vezes eu me deparo e eu fico pensando: afinal, será que ninguém que está na linha de frente consegue enxergar o óbvio ou pelo menos ter a capacidade de refletir sobre as condições que a via se encontra. E é, se vocês forem pegar, por que que a gente cita as vertentes? Porque tem uma água que tá correndo aí e essa água ela tem que ter uma vazão por que enquanto ela estiver ali ela não ter uma saída ela não vai fazer ela não vai conseguir escoar e o quê que acontece? Onde que é colocado essa camada asfáltica, seja o asfalto quente ou frio, ela vai acabar mexendo e toda vez que chove volta a abrir os buracos/crateras. Então o quê que acontece? É um ciclo repetitivo, é praticamente o cachorro correndo atrás do rabo, é sempre a mesma coisa. Então são coisas óbvias e muitas vezes a gente vê, existem diversas pessoas com capacidades técnicas que não conseguem enxergar ou não consegue fazer. Então pelo bom zelo do recurso público, por vias dignas de trafegabilidade e pela segurança dos usuários, a gente pede que se reveja e se refaça da forma com que dure, porque se for para fazer hoje e a primeira chuva que acontecer lavar, sinto muito é mais um dinheiro público que está sendo gasto de forma inadequada e transtornos que a gente vê, primeiro com os buracos e depois quando vem para fazer a manutenção. Então é preciso eficiência no serviço público. Dá para fazer? Sim, basta querer. Era essa é minha manifestação, senhor presidente Calebe.

2º VICE-PRES. CALEBE COELHO: Obrigado, vereador. Vereador Davi, por favor, sua opinião.

VER. DAVI DE ALMEIDA: Boa noite, senhor presidente e boa noite senhores vereadores. Boa noite, senhora Clarice, todas as pessoas que estão conosco, a imprensa aqui presente. Eu quero só fazer um registro aqui, senhor presidente, da relevância/importância que tem essa moção né que o vereador Amarante e o vereador Juliano trazem aqui nessa Casa. E gostaria, vereador Amarante, de subscrever tamanha a importância que a gente vê das nossas estradas e às vezes o descaso, a demora da reparação da restauração do asfalto e a gente vê que a qualidade muito inferior né; eu não sou nenhum técnico para descrever aqui, mas a gente vê que hoje eles fazem, amanhã chove e o buraco aparece. Então o retrabalho né, vereador Amarante, e o gasto que se tem de retomar máquinas e retirar asfalto e se refazer. Então importante que se faça essa moção para que se tenha a qualidade na prestação do serviço. Então eu gostaria de subscrever e apoiar e parabenizar pelo pela moção. Obrigado.

2º VICE-PRES. CALEBE COELHO: Obrigado. Mais algum vereador gostaria de se manifestar? Vereador Thiago Brunet, por favor.

VER. THIAGO BRUNET: Boa noite, senhor presidente, colegas vereadores, imprensa e demais que nos assistem até o momento. Parabéns, Amarante, pela moção. Eu acho, não, eu tenho certeza, que a maior causa de acidentes nas estradas do Brasil inteiro talvez aqui na região isso se reflete, mas no Brasil inteiro são estradas buraco e falta de desnível, falta de como é que é os viadutos né para fazer o retorno. Por quê? Porque que eu digo isso? Há alguns dias atrás eu estava fazendo uma leitura sobre as estradas num país europeu, agora não me lembro qual, e lá pasmem não existe numa certa estrada não existe velocidade mínima não existe velocidade de máxima né, tem velocidade mínima numa ‘freeway’ em algumas estradas. Ou seja, e aí mostrava fazia uma relação e mostrava que fazia não sei quantos anos que não tinha acidente naquela estrada. Por quê? São ‘freeways’ são 3, 4 estradas, os carros né 140/160 não tem um buraco, não tem uma entrada para que alguma moto entre na frente, para que algum caminhão entre na frente, né, tudo com elevados, com desnível, com como tem que ser, gente. Então assim, não adianta gastar dinheiro como o Estado vem gastando e vem gastando continuamente, porque não param de arrumar esses buracos e se perdendo vida como tem se perdido. Principalmente aqui em Bento aqui toda semana morre um toda semana aqui na estrada morre alguma pessoa. E aí tu vê uma estrada europeia que não existe velocidade máxima, que tu pode ir a 180, se tu quiser, cento e não sei quantos, não sei quantos anos sem acidente. Aí tu vê que a maioria dos acidentes não são por velocidade, são por estradas ruins e de péssima qualidade, exatamente. Então assim eu acho que vem bem e eu acho que nós temos que aprender nós temos que começar a ver modelos diferentes entendeu. Tem, tem no mundo gente; hoje em dia nada se cria tudo se copia; vamos copiar o que é bom dos países e vamos tentar trazer para cá. Agora do jeito que tá não dá, por quê? Se gasta muito dinheiro e além de se gastar muito dinheiro na verdade continuam morrendo gente nas estradas. Muito obrigado.

2º VICE-PRES. CALEBE COELHO: Obrigado, vereador. Vamos ouvir o vereador Sandro então.

VER. SANDRO TREVISAN: Boa noite, senhor presidente, senhores vereadores, público presente, Leandro, Zé. Na verdade assim, tão fazendo, tão recapeando a estrada e tudo, mas esse é um grande problema, Amarante, grande problema, onde não se tem a drenagem na parte de baixo e daí a água fica ali acaba deixando todo esse lugar molhado e não tem resistência na parte de baixo com certeza com todo o peso que passa isso aí vai fazer o quê? Vai abaular, vai afundar fazer buraco. E essa Autobahn, Thiago, ela tem inclinação até nas curvas e eles fizeram a Autobahn, na Alemanha, se não me engano ela foi feita na Alemanha, essa Autobahn, e ela foi feita com uma inclinação e eu sei dos dados num sei o país, mas seu dos dados porque eu gosto disso, e nessa inclinação, porque os caras sejam numa certa velocidade e a inclinação simplesmente reduz a força, quer dizer, ela neutraliza a força centrípeta e o cara faz a curva bem bonitinha. Detalhe: embaixo a base é de concreto em alguns lugares críticos chega a ter uma base de concreto de 70 cm, 70 cm de concreto na base para colocar o asfalto em cima. Nossa muito caro. Se a gente fizer a conta do que gastaram nessa rodovia daqui de Farroupilha a Caxias com certeza dá para colocar um metro de concreto de fora a fora e asfalto em cima já e o problema é que estaria boa por mais 100 anos. E daqui 2, 3, 5 meses vão fazer ela de novo, porque ela vai arrebentar toda. Então assim esse custo absurdo sabe eu acho que na verdade a nível de Brasil tem que ser repensar algumas coisas em função de licitação de preço mais barato simplesmente por preço mais barato, por ser mais barato. Vão ali faz uma licitação quem fizer o menor preço leva a obra e daí depois, que já não é tão barata também a gente sabe né, e daí depois o que acontece? Tem que e faz de novo e faz de novo e quanto dinheiro já foi. Onde tivesse colocado uma base boa de concreto e depois feito o asfalto em cima isso por décadas não tem como mais estragar. E lá vamos nós pagando de novo e fazendo de novo e estragando estrada ruim e paga de novo e faz de novo e quebra de novo aí anda um pouquinho e a gente continua nessa. Eu acho que tem que se mudar a maneira de pensar esses projetos; esse projeto tem que ser projetos grandes, bem feito, com estrutura embora sejam o mais caro logo logo eles são compensados. Obrigado, senhor presidente.

2º VICE-PRES. CALEBE COELHO: Muito bem, não havendo mais manifestações colocamos em votação a moção de nº 05/2022 de autoria do vereador Gilberto do Amarante. Os vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão; subscrevendo todas as bancadas. Subscrito por todas as bancadas, aprovado então por todos os vereadores. Encerrado o espaço das moções. Vamos passar ao espaço de comunicação de liderança.

 

ESPAÇO DE COMUNICAÇÃO DE LIDERANÇA

 

2º VICE-PRES. CALEBE COELHO: Lembrando que, deem um toquezinho, né, uma olhadinha; quem quiser falar só me dá um toque que eu chamo tá. Vereador Juliano, por favor, sua palavra.

VER. JULIANO BAUMGARTEN: Presidente Calebe, todos nós vereadores recebemos um e-mail sobre a questão do Burati. É uma questão bem delicada e hoje na tarde no começo recebi o Otávio que é um dos moradores lá da comunidade do Rio Burati e me trouxe diversas, diversos apontamentos preocupantes; preocupantes em relação não só ao abastecimento da água, à manutenção daquela estrutura, problemas pontuais de pessoas que lá acampam, deixam lixo, pessoas armadas, enfim, questões que têm sim, como é que eu posso dizer, preocupado toda àquela comunidade. Conversando com meu colega vereador Roque nós vamos fazer o encaminhamento então semana que vem de um requerimento para convidar ele e mais o outro morador para vim comunicar a Casa aqui um pouquinho de tudo que tá acontecendo para de fato a gente fazer uma mobilização enquanto Câmara de Vereadores para chamar atenção da CORSAN. A gente vive falando em CORSAN e RGE e nós vamos ter que até eu havia conversado com a vereadora Clarice num primeiro momento a gente fazer uma reunião, ouvir, mas o assunto ele é mais delicado e precisa sim passar aqui pelo plenário e para as pessoas tomarem ciência do que tá acontecendo, a imprensa, as outras autoridades porque tá um descontrole está um descomando. E aquilo que a gente sempre fala tem todas as prerrogativas está posto lá só que o quê que acontece? Quando chega na hora de cobrar e de executar, o quê que se faz? Sempre se acha mil e uma desculpas. E por fim também não menos importante amanhã às 18h teremos uma audiência pública aqui nesta Casa sobre segurança pública, um assunto muito importante, reforçar o convite aos nobres pares, à imprensa, todos os cidadãos e cidadãs para se fazerem presentes nesse debate que ele é muito importante. Vamos bater na madeira graças a Deus ainda bem diminuíram os índices de homicídio nos últimos dias na cidade, mas sempre é bom discutir e é uma das prerrogativas do vereador propor o debate, propor o diálogo e tentar envolver a comunidade e as autoridades em assuntos pertinentes. Sabemos que a segurança pública é premissa, é prerrogativa do Estado, mas nós enquanto agentes políticos, agentes representando a população, precisamos fazer esse debate e esperamos que tenhamos bastante um público grande e presente nesse evento para depois quem sabe buscarmos alternativas e que nós podemos ajudar as nossas forças de segurança sabendo e sempre enfatizando a questão do belo trabalho que faz a Brigada, a polícia civil, enfim, todos os demais órgãos. Obrigado, senhor presidente, era essa minha manifestação.

2º VICE-PRES. CALEBE COELHO: Obrigado. Vamos ouvir o vereador Amarante, por favor.

VER. GILBERTO DO AMARANTE: Presidente Calebe, nós na próxima sexta-feira, dia 8/04/2022, às 15h, nós vamos ter então uma reunião ‘online’ aonde a comissão de infraestrutura e bem-estar social vai estar aqui na sala de reuniões na Câmara de Vereadores para tratar então do assunto do qual estamos trabalhando em parceria muito forte com executivo municipal, o ‘Gasolina’ até tem estado em todas as nossas reuniões para então fazer as ações em relação ao cabeamento aqui do nosso município. Então quem quiser participar dessa conversa e não estiver aqui que é o seu caso, a gente passa o ‘link’ conforme já falei com o ‘Gasolina’ ele também citou que provavelmente a Cristiane Girelli vai estar participando também; ou seja, quem quiser participar do Executivo vai ser muito bem-vindo até porque essa ação desde que nós formalizamos tratar dessa forma, ela vai ser feito em parceria executivo/legislativo, ou seja, para o bem-estar da cidade de todo comum. E como o Bento Gonçalves fez, ele informou essas entidades, assim como o ministério público e no dia 12 nós vamos estar reunidos então para informar também CICS/CDL/Sindilojas desse assunto. E também um outro assunto que a gente vai estar aproveitando aí a reunião com o promotor Ronaldo, é a questão do trabalho que a CORSAN faz em nossa cidade e como ela deixa as ruas do nosso município após a execução de suas obras. É muito comum, principalmente essa questão da instalação do tratamento cloacal, tem destruído as ruas de muitos bairros de nossa cidade e mesmo aonde abre buraco para fazer um conserto ou até uma instalação de água, fica aquele problema crítico e que depois fica crônico que nunca mais se resolve. Então era isso, senhor presidente, muito obrigado.

2º VICE-PRES. CALEBE COELHO: Obrigado. Vamos ouvir o vereador Alexandre então no espaço de 3 minutos.

VER. ALEXANDRE PAESE: Boa noite, presidente, Clarice, nobres pares e aos colaboradores da Casa, a imprensa Adamatti e o Zé Theodoro. Juliano, eu passei hoje ali na que vai à Caxias ali eu acho que depois da terceira, quarta, quinta vez que eles fizeram eu acho que eles aprenderam um pouquinho; eles estavam fazendo drenos lá ali na frente da Tecnovidro ali eu vi eles fazendo drenos fundos ali para essa água, mas eles precisaram passar quatro vezes para que isso acontecesse né, mas tudo bem. Eu quero aqui fazer um agradecimento que no dia 22/03 eu fiz um requerimento pedindo a roçada na VR-813 e eu quero fazer um agradecimento a Camila, assessora do Juvir Costella, que eles estão fazendo, começaram a semana passada com a chuva deram uma paradinha e hoje eu passei lá onde que eles estão continuando e vão fazer. Eu quero agradecer a gente tá aqui para cobrar do poder público, mas também quando merece a gente deve ser humilde e agradecer né, fazer um agradecimento aqui. Era isso, senhor presidente, muito obrigado.

2º VICE-PRES. CALEBE COELHO: Obrigado. Passamos agora a palavra ao vereador Luciano no espaço cedido pelo vereador Felipe né. Sua palavra, por favor.

VER. LUCIANO PASQUAL: Boa noite a todos, presidente Calebe, vereadora Clarice, demais vereadores e imprensa. Então eu gostaria de falar de um assunto bem importante aqui que tem a ver aqui com o centro do nosso município tá. Hoje eu tive oportunidade de me reunir com três secretários né para discutir uma demanda de suma importância aqui do centro, a secretária do meio ambiente Cristiane Girelli, o secretário de obras e trânsito Argídio Schmitz e o secretário de gestão e governo Rafael Colloda tá. Os 3 juntos mais empresários e moradores que são dessa área aqui do da Rômulo Noro, que vai da Colombo até a Padaria Sabor da Serra, mais um pouquinho para frente, sabe. Aí a gente tá bastante problemas ali à noite principalmente de escuridão; a iluminação tá iluminando a copa das árvores não tá iluminando embaixo onde que precisa, aí há um problema de prostituição, tráfico de drogas, já teve assalto em barbearia ali com pessoas ali escondido embaixo da dessa escuridão, atrás das árvores tá. Então a gente pediu que pudesse fazer alguma providência, o executivo, alguma coisa em curto, médio e longo prazo. Claro, o longo prazo é fazer uma praça linda e maravilhosa ali tudo bonito, mas isso não era o foco no momento sabe o foco e o curto e o médio prazo tá. O médio prazo infelizmente cai na RGE tá, tem que podar tem cabos de alta tensão, a prefeitura não pode, então vamos fazer um protocolo para a RGE fazer aí a poda que pode demorar até quatro meses que me passaram, não sei se isso é verdade, mas pode demorar 4 meses; enfim, vai ser protocolado isso que algum dia deverá acontecer essa poda tá. Mas o que a gente pediu a curto prazo é iluminação pública sabe, a gente precisa iluminar embaixo dessas árvores de alguma maneira mesmo se for paliativo, a gente tem que iluminar para afastar as pessoas que estão aí que, de repente, não né não são muito adequadas para esse local. Então é isso que eu quero dizer que a gente teve uma reunião bastante proveitosa e nos prometeram sim tá prometeram sim alguma ação nesse sentido. Então gostaria só de deixar isso aqui para vocês tá bom. Obrigado.

2º VICE-PRES. CALEBE COELHO: Ok. Então encerrado o espaço de liderança. Vamos passar agora ao espaço de explicação pessoal aos vereadores pelo tempo de 2 minutos.

 

ESPAÇO DE EXPLICAÇÃO PESSOAL

 

2º VICE-PRES. CALEBE COELHO: E o vereador Marcelo está inscrito.

VER. MARCELO BROILO: Obrigado, Calebe senhor presidente. Só dar um retorno rápido então ao que fora comentado na sessão de ontem sobre algumas ruas de nossa cidade a exemplo da Domenico Fin; e estive com o Argídio Schmitz então nosso secretário de obras e ele está atento, já tem isso na pauta então nos próximos dias vai ser dado prosseguimento então a concertos e devido a chuvas né torrenciais que houveram nos últimos dias. Então só para deixar anotada essa questão que a secretaria de obras está agindo nessa parte aí que foi prejudicado também pelas chuvas. Obrigado.

2º VICE-PRES. CALEBE COELHO: Muito bem, se nenhum vereador… Vereador Amarante, por favor.

VER. GILBERTO DO AMARANTE: Aproveitando a fala do vereador Pasqual, eu vejo a Rômulo Noro, vereador, como uma rua como até como citação também muito linda aquela rua então de repente é de nós pensar em botar algo de iluminação mais baixa ali né aproveitando até aquele caminho do trem daqui a pouco pensar numa pista de caminhada. Porque se nós pedirmos para a RGE, a RGE vai ceifar aquelas árvores. Então eu até solicitei para a Laíse para nós botar fios ali recapeados né que ali fica protegido de ter contato e essa carga de energia receber através das plantas, porque aquela rua é quase que um cartão postal da nossa cidade. Então se nós pudermos pensar dessa forma, porque senão nós vamos um caminho que te dê continuidade ao que foi feito lá no passado e pensado. Eu sei que a RGE nos atrapalha nesse sentido, mas baixar aquela iluminação ali acho que seria um caminho bem interessante e a preservação do local né. Muito obrigado.

2º VICE-PRES. CALEBE COELHO: Vereador Juliano, por favor.

VER. JULIANO BAUMGARTEN: Vereador Pasqual, eu peço desculpa até que eu falei no ‘off’ aqui longo prazo foi tão automático que não consigo nem fazer o esforço para pensar né, têm algumas coisas que vem né. Ainda seguindo essa linha acho que é bem importante te cumprimentar por tu ter se engajado nisso e realmente é uma escuridão nessa localidade e é muito temerário algumas coisas que acontecem né principalmente na questão que tange a segurança pública. E é importante enfatizar também conversando com algumas pessoas do comércio ali local que tem problema também grave, vereador Amarante, de energia elétrica cai muito seguido à questão do transformador e demora, e demora, e atrapalha toda se eu não me engano duas quadras. Então é importante que se faça obviamente pela segurança a poda para garantia e também que se leve isso e é o que a gente tá tentando fazer incansavelmente com RGE. Mas não tá morto quem peleia, vamos seguir até o final do mandato nisso e o que nós conseguirmos avançar tudo é lucro. Obrigado, senhor presidente.

2º VICE-PRES. CALEBE COELHO: Muito bem, vereador Luciano, pelo tempo de 2 minutos, por favor.

VER. LUCIANO PASQUAL: Só com o vereador Amarante né e o Juliano, o Executivo então se mostrou sim favorável à gente fazer essa iluminação baixa aí. Então eles estão indo atrás pelo menos hoje fizeram essa promessa né que vão chamar o pessoal responsável pela iluminação pública ali para colocar uma iluminação baixa ali que é o que pode ser feito no momento. Então esperamos que isso aconteça em breve.

2º VICE-PRES. CALEBE COELHO: Muito bem, não havendo mais manifestações está encerrado espaço para explicação pessoal. Espaço do presidente pelo tempo de 5 minutos; abro mão. Encerrado o espaço do presidente. Nada mais ser a ser tratado nessa noite, declaro encerrados os trabalhos da presente sessão. Muito obrigado a todos que estão presentes.

 

 

 

 

Calebe Coelho

Vereador 2º vice-presidente

 

 

 

 

Clarice Baú

Vereadora 1ª Secretária

 

 

 

 

OBS: Gravação, digitação e revisão de atas: Assessoria Legislativa e Apoio Administrativo.