Pular para o conteúdo
08/12/2022 17:16:42 - Farroupilha / RS
Acessibilidade

Ata 4159 – 22/11/2021

SESSÃO ORDINÁRIA

 

Presidência: Sr. Tadeu Salib dos Santos.

 

Às 18 horas o senhor presidente vereador Tadeu Salib dos Santos assume a direção dos trabalhos. Presentes os seguintes vereadores: Calebe Coelho, Clarice Baú, Cleonir Roque Severgnini, Davi André de Almeida, Eleonora Peters Broilo, Eurides Sutilli, Felipe Maioli, Gilberto do Amarante, Juliano Luiz Baumgarten, Marcelo Cislaghi Broilo, Mauricio Bellaver, Sandro Trevisan, Thiago Pintos Brunet e Tiago Diord Ilha.

 

 

PRES. TADEU SALIB DOS SANTOS: Pontualmente 18h. Boa noite a todos. Declaro abertos os trabalhos da presente sessão ordinária. Dada à verificação do quórum, informo a presença de 15 vereadores nesta sessão do grande e pequeno expediente do dia 22/11/2021. Ausente, permitam, não chegou ainda, 18h51seg, o vereador, eu informei antes a presença de 15 vereadores, na verdade temos a falta do vereador Thiago Brunet até o presente momento. Em caso de chegar, nós informaremos de imediato. Vamos pedir ao vereador Felipe Maioli, 1º secretário, que nós faremos a leitura do expediente da secretaria logo após o convite que faremos agora para fazerem parte da mesa os senhores Edson Borsoi, presidente da associação pró-asfaltamento Nova Sardenha, Linha Muller e Salto Ventoso, e também o senhor Samuel Maikel Polli, ultramaratonista e idealizador do evento, para explanarem sobre o evento Trilhas e Montanhas. Antes de passar a palavra aos senhores, eu comunico a chegada do vereador doutor Thiago Brunet. A palavra está à disposição dos senhores pelo período de 30 minutos até.

SENHOR EDSON BORSOI: Boa noite a todos. Gostaria de saudar brevemente o presidente, vereadores, vereadoras e os demais nessa Casa nessa noite. Viemos então eu e o Samuel falar a vocês hoje a respeito do Trilhas e Montanhas. Trilhas e Montanhas que está muito impregnado junto as nossas comunidades e nós queremos partilhar com vocês então um pouquinho mais sobre o Trilhas e Montanhas que através do requerimento nº 307/2021, autoria do vereador Roque Severgnini, veio então ser colocado no calendário oficial de eventos de nosso município. A associação pró-asfalto Nova Sardenha, Linha Muller e Salto Ventoso, CNPJ aí citado, foi fundada em 2013, portanto 8 anos atrás com 210 famílias associadas. Aí está a comissão, a comissão iniciou em 2013 até hoje a mesma comissão puxando a frente dos projetos da comunidade, muito animada, aí uma reunião de domingo aí planejando aí os passos dos projetos. E aí nós começamos a pensar como é que nós vamos fazer aqui na comunidade para poder mudar um pouquinho a nossa cultura, sair né de uma cultura de bailes/festas – festas/bailes, diversificar um pouquinho a nossa economia da comunidade e trazer atenção para o Salto Ventoso para que nós pudéssemos realmente chegar ao asfaltamento daquela via. E aí o Samuel Polli, ultramaratonista, trouxe para nós aí o evento para comunidade. Samuel, conta um pouquinho para nós como é que foi esse ‘start’.

SENHOR SAMUEL POLLI: Boa tarde, presidente Tadeu, boa tarde aos demais vereadores e vereadoras, boa tarde a imprensa e os demais presentes. Então em nome da organização do Trilhas e Montanhas, a empresa organizadora é a L&E Eventos de Santa Cruz do Sul, eu me coloco no lugar de parceiro/organizador da etapa da nossa cidade de Farroupilha em Linha Muller. O quê que é o Trilhas e Montanhas? Ele é uma prova que é realizada em diversas cidades do interior do Estado, consiste em caminhada e corrida em trilhas; é uma prova não urbana. Essas etapas elas são constituídas sobre quatro pilares, esse evento, é um circuito estadual com premiação, mas basicamente o objetivo é qualidade de vida, saúde, bem-estar, natureza e turismo. Bom, todos sabemos que saúde, qualquer real em esporte representa economia depois do ente público em questão de saúde ou remediações; bem-estar é a questão do desafio pessoal, solidariedade, as amizades, isso o circuito tem por lema; e também a questão natureza é a fuga do concreto e do asfalto da semana; então é onde o pessoal busca esse contato com a natureza que são as nossas raízes para recarregar as baterias para seguir a sua rotina diária. E turismo, principalmente hoje a gente brinca que a corrida apenas é o pretexto; a gente acaba conhecendo muitas cidades, muitos Estados em razão da corrida; então o turismo se vale muito disso, das fotos; hoje as redes sociais fazem o turismo rodar muito então um evento desse porte a gente viu lá atrás como praticante que a nossa cidade comportava e merecia. Então em 2014 busquei o pessoal da organização, comentei que tínhamos potencial para recebermos na nossa cidade, temos um belíssimo atrativo turístico que é o Salto Ventoso e desde então a gente sempre se manteve na organização com total apoio do poder público, diga-se de passagem, sempre foram parceiros e a gente conseguiu de 2015 até o presente momento receber todas as etapas. Então isso é motivo de orgulho, porque muitas cidades pleiteiam o evento, porque ela traz turista traz atletas então a gente está se mantendo; nossa referência o Salto Ventoso é um nome forte, é uma riqueza nossa e que nos permite dar continuidade ao evento.

SENHOR EDSON BORSOI: Então como o Samuel falou, né inicialmente a Associação pensou vamos atrair eventos de natureza para entender se tem temos espaço né. Os objetivos eram diversificar a atividade econômica da comunidade, inserir as famílias nos eventos, porque para mudar um pouquinho a cultura, abrir a cabeça, né entender que era possível mudar, e atrair também a visibilidade do turismo para comunidade do Salto Ventoso na época né. Nós conseguimos então atrair todas as etapas como o Samuel comentou né, começamos lá em 2015/16/17/18/19 depois pulou 2020 né e aí 2021 tivemos um evento esse ano e estamos fechados para 2022 que no final da apresentação o Samuel vai falar. Nós também trouxemos eventos de ‘bike’ lá para a comunidade e também de escoteiros né puxados pelo Trilhas e Montanhas. Então compartilhar com vocês algumas imagens, as imagens falam mais que mil palavras né, pessoal. Aí, por exemplo, está um convite que foi feito na época, 2019, para um evento que foi um dos tops do Trilhas e Montanhas na comunidade trazendo aí mais de 1.000 atletas nesse evento; os preparativos aí no dia do evento. E queria mostrar um vídeo para vocês que fala muito da grandeza do evento a gente explicando aqui “ah é uma corrida lá no interior”. Quero que vocês deem uma olhada nesse vídeo para vocês entenderem; vamos ver se vamos conseguir passar. Só um pouquinho, gente, já vamos ajustar. Vamos de novo então não tem pressa não. E o juiz que desconte o tempo desse pequeno intervalo. Então é um dia de uma energia maravilhosa, a comunidade foi aos pouquinhos apreendendo a receber esse público aí, é um público que vem com uma sede de natureza como o Samuel falou né; vem buscando também o turismo, porque aí as famílias vendiam queijo, vendiam salame, vendiam vinho e aí foram percebendo que “puxa, vida meu produto serve para alguém né a mais do que às vezes somente fornecimento no próprio município”. Então sempre o Salto Ventoso como evidência né e na etapa as pessoas vindo de vários lugares do nosso Estado, do nosso país e até de fora do país né, Samuel.

SENHOR SAMUEL POLLI: Então hoje o evento Trilhas e Montanhas é o maior circuito de corridas do interior do Rio Grande do Sul é também o maior circuito de eventos de corridas em trilhas do Brasil, a nossa etapa ela tem alguns recordes, ela foi e permanece como maior evento de prova do segmento de trilhas do Brasil em número, aqui na imagem até dá para ter uma noção do número de… Isso aqui é uma das largadas, são três largadas sempre de acordo com as distâncias que são 5, 10 ou 20 km, ambos os sexo, claro que essa imagem aqui foi antes da pandemia né então era largada aglomerada. Esse ano aconteceram, apesar de ser um ano de pandemia, 7 etapas do circuito e a nossa etapa foi realizada. Novamente foi a de maior número de participantes, então a gente tem sempre o recorde mesmo sendo repetido ano após ano; a gente não repete percursos, porém o que chama a atenção sempre é o Salto Ventoso, ele é um grande atrativo. Então ele é o grande motivo de trazer todo esse pessoal, mais de mil atletas, isso repercute no dia do evento mais de 2.000 pessoas, porque os atletas não vêm sozinhos; principalmente eles retornam após. Não há como mensurar, porque eles virão com suas famílias, com seus amigos, para passar um domingo, enfim, mas eles conhecendo tendo o primeiro contato com o Salto Ventoso já é o princípio para o retorno à cidade. Outra questão que a gente ganhou através do evento, a gente teve uma reportagem uma mídia espontânea na rede aberta da TV Bandeirantes, uma reportagem de 4 minutos, eles trouxeram um repórter que correu o evento, fez toda uma filmagem e foi uma mídia espontânea, porque foram 4 minutos a rede estadual e isso repercutiu muito positivamente tanto para o evento, quanto para a comunidade e principalmente como nossa cidade.

SENHOR EDSON BORSOI: Isso aí. Tentar recuperar agora o tempo que nós perdemos aqui. Então o vídeo para vocês terem uma noção exata né do que é o tamanho do evento. Aqui nós tivemos etapas noturnas né. E assim, gente, por onde que passam né os caminhos? Passam por meio de parreirais, pelo meio dos riachos, né por baixo de plantações, de matagais né, sempre caminhos bastante rústicos né. A comunidade sempre vendeu produtos coloniais né durante os eventos, o pessoal adora essa prática da comunidade. Encontro aqui em Farroupilha é uma etapa que entrega muito né até tem pessoas presentes aqui que já venderam produtos né; a dona Neiva, por exemplo, lá da Linha Ely já vendeu produtos lá na no Trilhas e Montanhas então isso é muito bonito, também as famílias participaram nesse ponto. E aí nós tivemos a motivação tão grande que pessoas da comunidade começaram a pegar pódio seu Elio Dalmas, camisa verde, que idade ele tem Samuel?

SENHOR SAMUEL POLLI: 74.

SENHOR EDSON BORSOI: 74 anos né pegando pódio lá na comunidade. A Vanessa que é esposa do Samuel também né virou ultramaratonista juntamente com ele. Aqui o próprio Samuel aí de vermelho né no pódio também; o Anderson Rigatti, que é filho do Milton vocês conhecem que é servidor público também, pegou pódio também na etapa. Depois nós puxamos para lá um evento de pedal da Econova daí veio tudo puxado pelo Trilhas e Montanhas né vendo que era possível que a estrutura era bacana, que as trilhas eram maravilhosas né tudo isso veio uma coisa atrás da outra. Aqui tá o dia do pedal, então dias assim memoráveis realmente muito bonitos, um grupo muito bacana aí de ‘bike’ que veio de vários pontos aí…

SENHOR SAMUEL POLLI: Inclusive a gente sempre comenta que o evento Trilhas e Montanhas despertou um ‘start’ na comunidade pelo potencial que estava ali digamos assim adormecido. Então aos moradores começaram a se unir através da organização da associação pró-asfalto para não somente os eventos tradicionais como o Edson comentou das festas de comunidade, dos bailes, festa de igreja; não, tem outras opções. Começamos a trazer eventos de bicicleta, além das corridas, passeio com o pessoal dos escoteiros, empresas nos procuram também já foi realizado passeios corporativos para os colaboradores.

SENHOR EDSON BORSOI: Só uma inclusão, Samuel, aproveitando só esse slide aqui né. Inclusive nós temos lá em Linha Muller o Douglas Loss que foi ouro no Pan-americano da categoria máster também aí também motivado pelos eventos que passaram pela comunidade. Aqui dos escoteiros né pode seguir então.

SENHOR SAMUEL POLLI: O ano que vem tem uma atividade já em negociação, inclusive com apoio do poder público, uma das etapas da paraolimpíada quer dizer surdo-olimpíadas que vai acontecer em Caxias vai haver uma etapa de bicicleta no interior e o Salto Ventoso é o mais cotado em virtude de suas trilhas e de sua estrutura.

SENHOR EDSON BORSOI: Isso aí. Aqui está o evento de escoteiros que foi maravilhoso também foi um encontro regional do escotismo né. E a gente para nós o que gerou né? Gerou uma mídia espontânea maravilhosa né para comunidade através das redes sociais e aí tudo veio se construindo né. Então vou pedir para vocês: acreditam que a comunidade evoluiu com Trilhas e Montanhas? Concordam comigo que a comunidade evoluiu com Trilhas e Montanhas? A comunidade aprendeu que ela tinha um salão que servia para outras coisas, gente. Parece simples né. E aí as pessoas começam a se motivar em torno disso e aí os projetos da comunidade andam, porque todo mundo acredita no mesmo foco. A gente investiu né o dinheiro, claro, fizemos um parquinho para as crianças lá na comunidade, melhorando até no dia do evento aí enquanto o pai corre a mãe fica com a criança no parquinho, por exemplo. Nós fizemos um projeto de internet/fibra ótica na comunidade, instalamos fibra ótica em 450 famílias em todo o 3º distrito, começou lá através da nossa comunidade e expandiu por todo o 3º distrito. Nós temos um grupo no Facebook que é a comunidade Linha Muller, muitos de vocês fazem parte dele, tem mais de 1.100 membros hoje, a gente divulga todos os passos da comunidade tudo que é feito lá. Nesse momento, nós estamos com um projeto chamado ‘comunidade segura’. Tudo vem construído na mesma lógica, a internet é em comunidade, os eventos é em comunidade, o asfalto é em comunidade e assim por diante. Aí vocês podem ver né, gente, com todo o trabalho que dá olha a cara de tristeza das pessoas da comunidade, a pessoa fica triste trabalhar na comunidade é uma tristeza dá uma olhada; tá fazendo comida, preparando, fazendo todos os preparativos desde a organização. Aqui a gente até aprendeu a servir comida em buffet, não era nosso perfil. E assim, gente, é um evento profissional né a pessoa sai com chip para correr volta com chip tem o tempo cronometrado né tem toda a ordem da chegada os cinco premiados né, Samuel, é tudo cronometrado, é profissional o evento mesmo né. Aí momentos de premiação claro antes a pandemia né, Samuel. Então é uma energia que é muito cativante. E aí com toda essa motivação do circuito, então veio lá o PRODETUR+Turismo depois de… Primeiro vem o trabalho, mas depois vêm as conquistas. Primeiro veio o trabalho nas etapas né, seis ou sete etapas, depois veio o PRODETUR+Turismo, depois a gente aprovou na comunidade a contrapartida né que foi participado e aqui nesta Casa em 2019 nós tivemos aqui a participação em massa da comunidade e dos vereadores, em unanimidade, aprovando o projeto de asfaltamento que depois foi noticiado e depois foi realizado. Então para nós o Trilhas e Montanhas ele é uma raiz que veio, que nos trouxe ideias, que abriu nossa cabeça, que fez nós acreditarmos que o nosso local era próprio para o turismo certo. A gente não às vezes você não acredita que a sua casa tem aquele potencial. Quando você vê um evento desse porte funcionando você acredita que tem potencial, então o evento fez isso para nós tá. Então o que é o Trilhas e Montanhas hoje o Samuel vai acrescentar para nós né e aí vamos colocar essa imagem aqui que é o evento desse ano, do próximo ano né.

SENHOR SAMUEL POLLI: Então como bem o Edson comentou, o Trilhas e Montanhas a gente sempre recebeu e hoje a gente considera ele como a casa ou a Linha Muller é a casa do Trilhas e Montanhas por esses 5 ou 6 anos aí a gente sempre foi a entidade que recebeu a primeira etapa, abertura do certame, até para começar com o pé direito, com grande número. E para o ano de 2022 a gente foi premiado como a última edição, a edição final do campeonato, então já está agendado, serão 10 etapas vão começar, vai começar em Torres em janeiro vai passar por cidades como São Vendelino, Caxias do Sul, pela primeira vez inclusive Caxias do Sul, vai passar por municípios como Arroio do Meio e vai finalizar com a nossa etapa final dia 19 de Novembro 2022. Gostaríamos já que vocês deixassem agendados, vocês estão convidados para prestigiar, conhecer de perto o quê que é o evento, a grandeza dele, conversar com os atletas que vem de diversos lugares do Estado, também do país e bem como tem estrangeiros, vêm pessoas do Uruguai, Portugal, enfim, não há fronteiras para os participantes desse evento. E são pequenas ações como o Edson bem pontou, seja no esporte, seja na comunidade, enfim, que foram unindo cada vez mais a Linha Muller para os seus objetivos e a gente, despretensiosamente, lá atrás, nunca imaginávamos que um, digamos assim, uma simples corrida no meio dos parreirais dos brejos das trilhas, que a gente nem sempre dava o devido valor, ia trazer tantas pessoas e tanto reconhecimento em virtude da nossa qualidade. A receptividade, a gastronomia, enfim, nós temos muito potencial; um potencial que eu acho que está iniciando agora com o asfaltamento. A gente tem que inclusive gostaríamos de contar com o apoio de vocês para desenvolver uma mentalidade de um roteiro turístico assim como existe no Vale dos Vinhedos, nos Caminhos de Pedra, que nada acontece sozinho, somente através da comunidade. Claro a comunidade é um fator, mas tem que ter o apoio do poder público.

SENHOR EDSON BORSOI: E dizer que nas etapas do Trilhas e Montanhas essa passagem né que até está na foto da divulgação do evento ela é obrigatória né. Então abre-se a passarela de lado a lado os corredores entram de um lado e saem de outro. Mesmo aqueles que vêm para competir, porque muitos vêm para caminhar né para gastar energia para botar a cabeça no lugar certo, mas mesmo aqueles que são competidores se dobram ao passar por baixo do Salto Ventoso né, Samuel. Então ali é o momento que o cara vai fazer a foto vai fazer aquela aquele momento de adoração, porque é um local realmente muito diferenciado. O nosso prefeito falava esses dias em iluminar o Salto Ventoso acho que é, gente, é prato cheio, tem que acontecer né. E de fato o Trilhas e Montanhas é uma parceria que a comunidade com o apoio do poder público né conseguiu reter até hoje e nós queremos reter por muito tempo, está crescendo muito e nós queremos que essa parceria siga, porque tem muitos frutos ainda para serem gerados aqui no nosso município através do circuito Trilhas e Montanhas né, Samuel.

SENHOR SAMUEL POLLI: Aproveitando, agradecer ao vereador Roque por ter colocado no calendário oficial não somente a nossa etapa, mas bem como a etapa de Caravaggio que acontecerá no dia acho que é maio, agora me foge a data, mas, enfim, vai ter uma etapa também em Caravaggio então nós temos duas etapas num circuito de 10 etapas estadual então é muito importante é muita coisa a gente tem que reconhecer isso porque tem muita cidade brigando para sediar e a gente já sedia desde 2015 sem pular.

SENHOR EDSON BORSOI: E a gente percebe também nos eventos que os corredores eles vêm para a comunidade e é um passeio de um dia apenas né; eles chegam lá não tem onde dormir lá hoje; então vai ser necessário desenvolver ao redor do Salto Ventoso pousadas/hotéis. Não sei, gente, nós vamos ter que juntos pensar nessa questão, porque já demanda isso hoje e o parque está lotado de domingo a domingo né e é um passeio de um dia de fato. Então ficar aqui na cidade, consumir também nas malhas em outros pontos da nossa economia, nós temos que ter um olhar para isso realmente né. E assim, vereador Roque, tu tiveste essa visão né de trazer esse evento para o calendário do município que foste uma pessoa que estiveste muito próximo da comunidade aí né percebendo as necessidades da comunidade; assim também convidar todos os vereadores né que eu acho que o caminho é esse gente não tem como perceber a comunidade tem ideias as comunidades têm projetos né e se vocês estão próximos da gente a gente tem como dar passos largos em relação a isso. Então convido vocês convoco vocês, venham, participem dos eventos venham ver como é que funciona. Porque talvez tem coisa que a gente não enxerga, vocês podem nos dar essa visão e a gente avançar cada vez mais tá.  Por fim né, Samuel, então nós queremos 18h27min, presidente, nós queremos dizer a todos vocês nosso muito obrigado porque aqui nessa Casa nós tivemos momentos de muita felicidade como está sendo hoje também; no dia 19/03/2019 aprovação por unanimidade da verba para o asfaltamento da do 3º distrito de Nova Sardenha, que foi a Linha Muller, o Salto Ventoso e a Linha Ely e hoje de uma maneira digamos uma coincidência grata do dia 19/10/2021 também a aprovação por unanimidade de colocar então um evento no calendário oficial do nosso município. Para nós é uma honra muito grande né representar aqui a nossa comissão né, Samuel, do pró-asfaltamento que segue trabalhando e também é uma hora para representar toda a nossa comunidade perante essa, esse momento tão feliz né de ter esse evento proclamado. Então o nosso muito obrigado.

SENHOR SAMUEL POLLI: Reforçar o agradecimento aos vereadores que entenderam a importância, deixar reiterado o convite para que participem, que venham lá, estejam juntos e, com certeza, unidos a gente faz muito mais coisas. Isso aqui é uma pequena amostra do que pequenas ações representam num trabalho futuro. Muito obrigado.

SENHOR EDSON BORSOI: Obrigado, pessoal.

PRES. TADEU SALIB DOS SANTOS: Obrigado, Edson Borsoi bem como ao Samuel Polli. E a palavra está à disposição dos senhores vereadores pelo tempo de até 3 minutos para questionamentos e os nossos convidados terão também o tempo de 3 minutos, se for o caso de questionamento, para respostas se assim desejarem. A palavra está à disposição dos senhores vereadores. A palavra com a vereadora Clarice Baú.

VER. CLARICE BAÚ: Boa noite, presidente. Boa noite a todos os colegas vereadores, aqueles que nos assistem nesta Casa, doutora Eleonora minha colega vereadora e também aqueles que nos assistem em seus lares; em especial aos nossos convidados né os idealizadores do evento Trilhas e Montanhas senhor Edson Borsoi e o senhor Samuel Polli. Nós é que temos que agradecer vocês né toda a comunidade por ter abraçado todo este evento, aliado a isso importante sim o poder público estar sempre presente e agora vamos sim aprovar esse projeto onde vai ser instituído então no calendário oficial o evento Trilhas e Montanhas. E também dizer que aliado a isso nós temos o asfalto lá em função também de todo esse empenho da comunidade e com isto temos agora no roteiro turístico Salto Ventoso. Uma ação vai buscando outro né. Então importante sim estão de parabéns porque a gente sabe que não é fácil chegar aonde chegamos até hoje e vamos avançar muito e sempre com certeza, com apoio do poder público, porque isto é uma proposta de governo que a gente faça o fomento do turismo no município, e então estando o Salto Ventoso como roteiro turístico e tendo este evento no calendário e com toda essa atração, com certeza vamos avançar nessa questão. Parabéns, estamos todos de parabéns. Obrigada.

PRES. TADEU SALIB DOS SANTOS: Obrigado, vereadora. E como não houve questionamento, nós passamos, por ordem de solicitação, a palavra ao vereador Juliano Baumgarten.

VER. JULIANO BAUMGARTEN: Senhor presidente, colegas vereadoras e vereadores, saudar todos os cidadãos e cidadãs que se fazem aqui presente de forma presencial bem como de forma online. Então tem que apenas externar os parabéns a toda a comunidade, é uma das comunidades nessa, principalmente, na questão ali da organização do asfalto comunidades muito organizadas, muito parceiras, onde que o coletivo se sobressai a qualquer coisa. Em 2016 eu tive a oportunidade de auxiliar na realização do evento onde que convocamos alguns estudantes da AFEI pela questão da própria legislação e realmente eu fiquei num dos pontos de apoio por um tempo e a maior parte das pessoas que ali estavam, eram pessoas de fora e eram pessoas que vislumbravam a natureza, sair da selva de pedras, conhecer um lugar bonito e claro comprar, degustar, provar o que aquela comunidade ali ofertasse: o pão, caseiro, o salame, a chimia, etc. E quando a gente fala isso, a gente vê que sim Farroupilha tem dado passos, tem avançado. Primeiro adequando toda essa questão, dando infraestrutura para realização de grandes eventos como, por exemplo, o Trilhas e Montanhas. Também eu quero parabenizar meu colega Roque que propôs isso, essa questão de valorizar e de estar no calendário oficial. E também dizer, Samuel, com certeza da minha parte conte comigo para ajudar para nós construirmos, foi aprovado também já é lei municipal, a política municipal de incentivo à economia criativa que casa com todas essas pequenas ações de diferentes viés que estão acontecendo e o objetivo é único: olhar para frente, olhar para a cidade, fomentar o turismo e valorizar. Quando nós fizemos o painel, a Maristela, presidente da associação cultural caminhos de pedra, ele falava que as pessoas que vêm de fora elas não querem apenas ver quer, mas elas querem ver o saber fazer, conviver, levar a experiência e, com certeza, quem vai uma vez nessa comunidade volta sempre. E nós temos a melhor propaganda que é o boca a boca, maior do que uma entrevista, que maior do que uma publicação na rede social, que é aquilo que a pessoa por si só vende e leva adiante não só a comunidade, mas também todo nosso município. Muito obrigado, senhor presidente.

PRES. TADEU SALIB DOS SANTOS: Obrigado, vereador. Apenas para tranquilizar o Edson, bem como o Samuel, não há questionamento eu vou passando a palavra e depois os senhores também terão um tempo para análise final dos senhores. Por solicitação, a palavra está com o vereador Gilberto do Amarante.

VER. GILBERTO DO AMARANTE: Boa noite, senhores vereadores, boa noite presidente, boa noite vereadoras, boa noite à imprensa, Adamatti, as pessoas que estão aqui hoje nos prestigiando Kiko Paese nosso vereador e aos nossos convidados: o Edson Borsoi e o Samuel. Que eu lembro de uma de uma situação, Samuel e Edson, lá na Linha São José/2º distrito, ali na Linha Palmeiro, que vocês na época foram lá, de certa forma, quando estava iniciando o asfalto instruir né de como fazer a organização para aquela comunidade então se integrar aí nas providências do asfalto do qual eles compraram muito bem a ideia, e eu achei assim magnífico a organização de vocês. Então já aconteceu muitas rústicas aqui na nossa cidade e elas acontecem um ano, no ano seguinte mais fraca e de repente morre. E lá o trabalho que vocês têm feito na comunidade da Linha Muller ele tem crescendo, ele vem crescendo ano a ano. E claro que tem a programação de vocês junto com a comunidade, eu não tenho dúvida disso, que estão puxando é como se fosse uma construção, começa e ela não tem fim, ela só tem continuidade. Isso leva sim, leva a mostrar a nossa cultura para outras cidades, outras regiões, mostrar aqui o que nós temos de bom, a cuca, o pão, o salame. Mas isso é um começo, porque o que as pessoas fazem mesmo é voltar na nossa cidade em épocas diferentes e vir gastar, porque aquele dia de repente eles dão uma volta conhece as belezas naturais muito exuberante aqui da nossa cidade, da nossa região principalmente ali do Salto Ventoso e depois ela volta numa segunda vez para gastar, para conhecer as nossas cantinas, conhecer a nossa malha, buscar, comprar. E é através dessas organizações sim como o vereador Juliano, vereador Roque, da iniciativa do asfalto que começou né ali no passado também com a provocação de vocês da comunidade; assim como há mais de 20 anos atrás foi feito o asfalto aqui no Vale Trentino que hoje é um polo turístico. Então eu não tenho dúvida que aquela região com a iniciativa principalmente da comunidade, independente do governo que esteja, mas vocês buscando com essa vontade, aquela comunidade será sim daqui pouco tempo principalmente fomentado pelo turismo familiar que é o que nós todos buscamos e aí terá grandes hotéis quem sabe grandes empreendimentos. Muito obrigado, senhor presidente.

PRES. TADEU SALIB DOS SANTOS: Obrigado, vereador Gilberto do Amarante. A palavra está à disposição dos senhores vereadores. Com a palavra o vereador pastor Davi.

VER. DAVI DE ALMEIDA: Boa noite, senhor presidente. Boa noite a todos. Quero cumprimentar aqui nosso líder Kiko Paese obrigado pela sua presença, também quero cumprimentar aqui que vejo o pastor Ito a pastora Tania que estão aqui nos prestigiando, também vi a Helô; pastor Ito que faz parte do partido Podemos numa parceria há pouco tempo trabalhamos juntos e conseguimos alguns recursos para a saúde aqui da nossa cidade né R$ 200.000,00 para custeio é R$ 250.000,00 para equipamentos, obrigado pastor Ito pela sua presença estamos muito honrados. E quero aqui parabenizar o Edson Borsoi também o Samuel pelo excelente trabalho e dizer que Farroupilha ganha muito com isso né e a gente fica feliz, porque esse trabalho é um trabalho que vai se ampliar muito né, um trabalho que irá se investir muito. E coloco aqui o mandato à disposição para poder contribuir das maneiras que forem necessárias àquilo que a gente puder ajudar, aquilo que a gente puder auxiliar, me coloco à disposição de toda a nossa comunidade de Linha Muller. Muito obrigado, senhor presidente.

PRES. TADEU SALIB DOS SANTOS: Obrigado, vereador pastor Davi. E a palavra está à disposição dos senhores vereadores; com a palavra o vereador Marcelo Broilo.

VER. MARCELO BROILO: Obrigado, senhor presidente. Boa noite a todos os colegas vereadores e vereadoras, pessoas que nos assistem aqui presencialmente, pessoal de casa, imprensa, aos nossos convidados Edson e Samuel. O Samuel além de organizador é competidor também né, Samuel. Então acho que elencar o que o pessoal já falou, parabéns a vocês é uma construção que vem de tempo e na linha do que nós queremos né nosso turismo, nossa cidade se desenvolvendo cada vez mais. Então é com muita satisfação que nós recebemos vocês aqui e a explanação foi muito pertinente aprendemos um pouco mais; e é por aí mesmo o caminho vem na linha do que a doutora Clarice também já falou do nosso Executivo de fomentar ainda mais. Então parabéns novamente, seguimos juntos e nós da bancada MDB falando pode conter sempre conosco também certo. Muito obrigado então.

PRES. TADEU SALIB DOS SANTOS: Obrigado, vereador Marcelo Broilo. E passamos a palavra ao vereador Calebe Coelho.

VER. CALEBE COELHO: Boa noite a todos. Eu não quero partir do pressuposto de que eu tenha nenhum conhecimento sobre isso, porque eu não tenho. Então queria perguntar para vocês, porque para pessoas como eu totalmente sedentárias, né que a gente não entende desse mundo de vocês que além de tudo é de saúde, né eu queria que vocês falassem um pouquinho sobre as provas, sobre as pessoas que participam. Quanto elas correm né? Quantos dias leva uma prova? Se começa hoje termina amanhã, sabe. Por que a gente tá falando todo o evento é legal e isso não tem dúvida, mas o que a gente não tem conhecimento, vou tirar só um pouquinho, é sobre como é que funciona essa prova? Quem vem aqui para correr? Eu já vi que na cidade tem pessoas que correm né, eu já vejo pessoas bem com uma roupa bem chamativa que é muito importante para segurança né e eu acho que o foco não é só desenvolver o processo em si que aconteça a corrida, mas também que outras pessoas quem sabe um dia eu, talvez né, venha a participar. Então esse é o principal motivo não só trazer para cá, mas fazer com que as pessoas também passem a participar. Então gostaria que vocês vendessem um pouquinho desse peixe para nós e para quem está ouvindo agora tá. Obrigado.

PRES. TADEU SALIB DOS SANTOS: Obrigado, vereador. E a palavra está com o Edson e também com o Samuel.

SENHOR SAMUEL POLLI: Ótima tua inclusão, vereador Calebe. É muito bonito essa pergunta por que a resposta: não há limite. Exemplifico não tem idade para começar nem terminar; temos atletas jovens, mas a predominância são de atletas de acima de 30 anos e tem atletas de 40, 50, 70, enfim, não há limites. A gente sempre fala que o corpo alcança o que a mente programa. Então a gente encontra muitas pessoas e isso é um fator bem interessante que eram sedentárias, temos colegas que estavam na fila para uma cirurgia de redução bariátrica e estimulado pelo seu médico, pelo intuito de, de repente, começar um esportezinho, uma caminhada, caminha 100 metros hoje, 200 a semana que vem, essas pessoas não precisaram nem fazer a tal da cirurgia de redução bariátrica. Temos exemplos clássicos nisso. E temos muitos adeptos que eram sedentários assim mórbidos. E isso mostra que não tem limite. Meu exemplo, eu sempre pratiquei esportes, sempre fui de futebol, corrida, mas eu percebo como o crescimento desses esportes tem agregado qualidade de vida para as pessoas. Porque hoje a rotina é tão estressante que tu tem que ter uma válvula de escape. Eu dou esse testemunho, porque a minha válvula de escape é o esporte. Então eu deixo um convite, quem não pratica pode perguntar para a gente, a gente pode estimular participar junto; existem grupos de caminhada e corrida aqui na cidade já com vários adeptos. Eu tenho o histórico de quando eu comecei a participar desses eventos lá em 2011/2012 éramos em três aqui da cidade, eu e mais duas outras pessoas, hoje têm mais de 50 adeptos praticantes assim de fé só aqui na cidade então. E esse número é nessa proporção mesmo o crescimento não somente aqui como em outras cidades então é a busca da qualidade de vida. Ah, a resposta sobre a quilometragem e duração. Depende do tipo de prova. As nossas provas como compreende 5, 10, e 20 a 30 quilômetros é no mesmo dia que realiza, porém existem provas que são as ultramaratonas, ultra é acima de 42 km, maratona 42 só para exemplificarmos né, acima de 42 são ultras; temos um exemplo clássico aqui que nasceu esse ano que é a ultra de Caravaggio que vem do Santuário de Caravaggio de Canela para o nosso Santuário aqui é uma prova de mais de 200 km aí envolve mais dias de duração. Então de acordo com a quilometragem vai ser a duração da prova.

PRES. TADEU SALIB DOS SANTOS: Obrigado ao Edson bem como ao Samuel. E a palavra está à disposição dos senhores vereadores. Com a palavra o vereador Felipe Maioli.

VER. FELIPE MAIOLI: Boa noite, presidente, boa noite colegas, boa noite as pessoas que estão em casa nos assistindo e boa noite a todos que estão nesse nosso auditório nos assistindo também. Edson, Samuel, eu quero dizer que vocês… Quero usar um slogan né: gente que faz. Então quero parabenizar vocês, em nome de vocês quero parabenizar toda a comunidade porque vocês provam que indo num caminho contrário vocês conseguem muitas coisas. Primeiro vocês mostram as potencialidades, vocês mostram que os recursos, mostram tudo o que a comunidade pode promover e pode dar para todas as outras pessoas de um município, de um Estado, de um país e até de fora para depois conquistar outras coisas mais. Então através desse caminho inverso vocês mostram o quanto é importante a união, o comprometimento. Então isso é um exemplo que todas as comunidades do interior devem seguir, tudo que é bom porque não ser copiado né. Então parabéns e contem conosco.

PRES. TADEU SALIB DOS SANTOS: Obrigado, vereador Felipe Maioli. A palavra está com professor vereador Sandro Trevisan.

VER. SANDRO TREVISAN: Boa noite, senhor presidente, senhores vereadores, saudar aqui nossos sempre vereadores Arielson Arsego e Kiko Paese que estão na Casa, público presente e de maneira especial Borsoi, Polli, obrigado pela presença é bom ter vocês aqui nessa Casa. Quando que a sociedade realmente se determina a fazer algo correndo atrás estão aí os resultados né. E dizer que naquele momento que vocês falaram que o poder público precisa estar junto e ele está junto, quando o Roque apresentou o requerimento nº 050, se não me engano, dando sugestão ao Executivo que enviasse para essa Casa um projeto de lei, isso foi para o Executivo e o Executivo está tão incentivando tá nesse sentido incentivando as pessoas, a comunidade está tão ‘linkada’ a vocês que enviou para a Casa, enviou para a Casa o projeto nº 46 projeto de lei nº 46 agora que vai ser aprovado, com certeza essa Casa vai aprovar por unanimidade de novo. Então eu gostaria de dizer que sim a Câmara de Vereadores pode ter certeza está junto o que precisar nós estamos aqui e o Executivo também, pode contar o Executivo tanto é que está aqui o projeto para ser votado e colocar no calendário do município. Eu tenho uma pergunta bem rapidamente, porque o tempo aqui é curto. A questão da pandemia a gente percebe que em função da pandemia as pessoas elas começaram a querer sair, toda a questão de o asfalto o concreto, mas queremos sair e ao meu ver me parece que a tendência está maior ainda, porque eu saio de aglomerações e vou para locais aonde estão mais livre; então acredito que isso vem a modificar; a gente já percebe eventos que são ao ar livre aumentando muito. Alguma expectativa com o passar da pandemia já é um evento extremamente grande, mas vocês acreditam que com passar da pandemia que graças a Deus acredito que nós estamos livrando, tem alguma projeção, será que pode crescer ainda mais?

PRES. TADEU SALIB DOS SANTOS: Obrigado, vereador Sandro Trevisan. E a palavra está com o Edson e também com o Samuel.

SENHOR SAMUEL POLLI: Bacana tua inclusão, vereador Sandro. Realmente você foi muito feliz a tendência é essa demanda reprimida, essa vontade represada das pessoas saírem de casa aumentar. Durante a pandemia a gente teve que aprender a realizar o evento da maneira com que os protocolos permitiam; então era quantidade reduzida, era restrições sanitárias na questão de banho/vestiário detalhes que fazem parte tradicionalmente do evento a gente teve que se adaptar. Para o ano que vem a nossa concepção é que com a melhora dos índices obviamente também vai ser feito uma flexibilização maior tanto que a gente de modo otimista entendi que a nossa prova não haverá limitação de participantes até porque vai ser em novembro do ano que vem, temos um ano pela frente, é para ser com quebra de recorde de participantes; naturalmente a gente vai ter que se adequar a realidade do momento, mas sendo otimista. E a gente comentava muito que assim se fala muito que vacinas salvam vidas, sim, perfeito, indiscutível, mas o esporte também. Bom, a gente tem professor de educação física aqui, temos pessoas da área médica, né, presente sabem muito melhor do que nós que a resposta imunológica, a defesa do organismo, melhora muito com a prática de esporte; então esta é uma das nossas bandeiras estimular a prática do esporte, estimular a qualidade de vida, para não só quando a pessoa tiver 50/60 anos que vai consultar o doutor lá e ele diz “oh tem que fazer uma caminhada aqui e lá”. Não. Esse caminho tem que começar com as crianças, tem que ser estimulados nas escolas, em todas as esferas para que seja preventivo.

SENHOR EDSON BORSOI: E aí incluindo também, só complementando no gancho do Samuel, o evento desse ano, por exemplo, foi fora da curva totalmente né porque as pessoas vieram e trouxeram o próprio alimento de casa né embalado, a comunidade ofereceu somente alguns lanches né dentro do que era permitido, do que era possível oferecer com segurança para os atletas né; mesmo assim foi um número até bom né pelo momento com todos os cuidados com a largada não aglomerada, foi bem diferente, mas aconteceu, a gente conseguiu manter então o evento aqui no município. Foi bem importante também a gente adequar o evento para esse momento pandêmico.

PRES. TADEU SALIB DOS SANTOS: Obrigado, Samuel, bem como também obrigado ao Edson. E a palavra está disposição dos Senhores vereadores. Com a palavra a vereadora Eleonora Broilo.

VER. ELEONORA BROILO: Obrigado, presidente, colegas vereadores, colega vereadora doutora Clarice Baú, a imprensa, as pessoas que nos acompanham, Arielson Arsego, Kiko Paese, todas as pessoas as comunidades que estão aqui e em especial os nossos palestrantes o Edson Borsoi, meu amigo, e o Samuel. Não há muito mais o que falar, já foi falado tudo, mas eu não poderia deixar de me manifestar em função da importância né desse circuito, deste evento e pelo empenho dessas pessoas que estão envolvidas. Então eu gostaria de parabenizar, e muito, o Edson e o Samuel né principalmente pela explanação e pela atualização que nos deu aqui nessa noite, e dizer que tem o nosso apoio. Eu não vou dizer, eu não vou mentir e dizer que “ah um dia eu vou participar”. Não vou né. Eu não vou participar, mas eu vou fazer vou me fazer presente, vou né. Então podem contar comigo para qualquer coisa, eu vou, o que eu puder ajudar eu vou ajudar, participar não vou, mas eu vou, posso ajudar. Obrigado.

PRES. TADEU SALIB DOS SANTOS: Obrigado, vereadora Eleonora Broilo. A palavra está à disposição dos senhores vereadores. Com a palavra o vereador Thiago Brunet.

VER. THIAGO BRUNET: Boa noite, senhores vereadores, presidente, colegas, imprensa, demais pessoas que estão nos prestigiando prazer tê-los na nossa Casa então obrigado pela presença de vocês. Bom, Edson Borsoi Samuel Polli, já cinco anos vereador dessa Casa e há cinco anos eu vejo a dedicação de vocês. Vocês estão sempre puxando a frente, sendo timoneiro daquelas 210 famílias que ali a gente contabilizou. Então quero dizer para vocês que vocês possam ficar tranquilos com o trabalho de vocês, porque eu sou um vereador e que gosto muito dessa cidade, me adaptei muito nessa cidade, me acolheram muito bem, mas todo mundo sabe que eu não sou daqui eu sou natural de Santana do Livramento e passei muito tempo da minha vida nas Missões e Tenente Portela onde meu pai reside até hoje e eu quero dizer para vocês que nas duas regiões eu tenho grupos e os grupos falam do Salto Ventoso. Os grupos me cobram: “Thiago, estamos indo aí na tua casa para visitar o Salto Ventoso”. Meus familiares vieram há três ou quatro semanas atrás e nós fomos lá no Salto Ventoso. Então o nome já está pegando, já está nesse papel de formiguinha, nessa disseminação horizontal da informação, nós já estamos conseguindo levar ele para todos os cantos do Rio Grande do Sul e isso começou com vocês, com a comunidade, com a comunidade fazendo a interlocução com o Executivo, a interlocução com o Legislativo e a interlocução com os organizadores do evento Trilhas e Montanhas. Mas isso só acontece porque têm pessoas engajadas têm pessoas que se preocupam e que querem o desenvolvimento do seu local da sua região, e essas pessoas eu posso ter certeza que óbvio que tem bem mais pessoas, mas vocês dois é quem eu quero parabenizar hoje e em nome de vocês dois a toda a comunidade; mas eu sei da dedicação de vocês há pelo menos cinco anos que é como eu acompanho. E vai a promessa esse ano eu não participei ainda é um realmente faça aqui minha autocrítica eu acho que a gente tem que fazer essa autocrítica esse ano eu vou participar tá, eu vou lá. Gostei da sinceridade da doutora Eleonora “eu vou colaboro, mas também não participo né”. então a gente vai colaborar também da maneira que for eu vou tentar me envolver mais, porque acho que vocês merecem isso a comunidade merece isso. Eu entendi o puxão de orelha que o Edson nos deu como vereadores para que a gente esteja mais presente e é verdade, o vereador ele é esse elo né entre o poder executivo e a comunidade, e nós temos que exercer mais esse papel fundamental que é do vereador até para que a comunidade nos valorize. Muito obrigado pela presença de vocês e parabéns pela palestra.

PRES. TADEU SALIB DOS SANTOS: Obrigado, vereador Thiago Brunet. E de Thiago para Tiago, passamos a palavra ao vereador Tiago Ilha.

VER. TIAGO ILHA: Muito obrigado, senhor presidente. Quero dar um boa noite especial e carinhoso a cada um de vocês vereadores e vereadoras, aos nossos convidados o Borsoi e o Polli aqui que fizeram uma explanação importante e também na pessoa de vocês saudar todos os familiares e as lideranças também da comunidade, as lideranças que estão aqui prestigiando essa sessão. No dia 19/03/2019 eu estava aqui né fui um dos vereadores que votou neste importante projeto sentado lá onde que senta hoje meu amigo Mauricio Bellaver, e nós fizemos aqui, Borsoi, uma defesa muito importante naquele momento em que se tinha uma grande discussão sobre financiar ou não né o asfalto. E já falei aqui na sessão da Câmara que em pouquíssimo tempo não pagamos nenhuma parte desse financiamento e vou te dizer, se a gente colocar em números o que tenho visto acontecer na região, Borsoi, já tá quase que se pagando só em retorno para a economia da nossa cidade né. Já estão se anunciando empreendimentos importantes naquela redondeza eu já vejo famílias já pensando em empreender né, já estruturando, já desenhando projetos, esses dias eu vi um projeto muito bonito. Então eu tenho certeza que esse financiamento votei naquele momento votaria de novo, porque nós vamos vim aqui contar isso muito tempo né. O evento de vocês é consagrado, porque ele passou todos todas as etapas de um evento que vem para ficar né desde experimentar, de planejar, de organizar, de ser sustentável, porque um evento precisa ser sustentável e o evento de vocês demonstrou que ele que ele conseguiu fazer isso né. E aqui eu também cumprimento meu colega vereador Roque pela iniciativa da gente estar aqui também fazendo essa votação logo aí adiante, e claro que vamos ser favorável né a essa iniciativa que só vem reforçar o que a comunidade já consagrou que é esse evento que é importante. E o Thiago falava muito bem, morro acima talvez nós que estamos um pouquinho acima do peso não vamos conseguir fazer muito extravio lá, mas nós temos que estar lá sim como representatividade né apoiando não só esse como outras iniciativas da nossa cidade, porque isso é muito mais que o nosso dever é nossa obrigação. E nós vamos fazer o possível também para estar acompanhando o evento de vocês. E vida longa a esse evento que já marcou a história da nossa cidade. Obrigado, senhor presidente.

PRES. TADEU SALIB DOS SANTOS: Obrigado, vereador Tiago Ilha. E a palavra está à disposição dos senhores vereadores. Antes de passar a palavra ao vereador Roque Severgnini, eu apenas quero justificar no meu papel de que esse tempo que eu uso agora eu vou abatê-lo na fala do presidente logo depois né; se não é regimental, mas é moral no mínimo a gente compensar esse tempo. Eu não poderia deixar passar este momento, Borsoi e também ao Polli, de perguntar a vocês alguma coisa que se torna também importante para nós que são alguns valores culturais dos quais nós teremos aí no futuro de Farroupilha quem sabe algum retorno muito grande. E se isso também a vocês que estão à frente, se vocês já ouviram algum investidor externo, não da região, mas externo em apostar no Salto Ventoso. Apostar nesse trabalho que vocês vêm desenvolvendo via comunidade e também pessoal de cada um colocando ali uma esperança nova onde que a agricultura e aquilo que faz do da comunidade da Linha Muller uma comunidade muito organizada principalmente em nome de algumas pessoas. E dizer gostaria de saber de vocês também sobre a questão do investimento, porque este é um momento especial para vocês. Nós estávamos aqui no ano passado e eu quero agora fazer uma referência aos vereadores, sempre vereadores, Ariel Arsego e o nosso querido Josué Paese Filho, o nosso eterno Kiko, com a gratidão a esses dois meninos que no ano passado participamos de um comecinho quem sabe até no naquele papel de oposição. Mas quando a oposição é salutar e é pela construção do maior, do bem maior para a comunidade, ninguém é oposição, todo mundo compartilha todo mundo é responsável por algo muito importante. Então o queria saber de vocês é como é que está o sentimento de vocês hoje em aprovar que isso já está definido pelas manifestações que tivemos, mas sabendo que é fruto de um trabalho muito pessoal e exemplos de vocês dois também representando todo uma comunidade e representando quem sabe parte do Rio Grande do Sul como atleta que é o caso do Samuel.

SENHOR SAMUEL POLLI: Presidente, muito obrigado para sua pergunta e da oportunidade da gente se falar sobre isso. Realmente a gente percebe que o Trilhas e Montanhas né ele deixou um legado na no 3º distrito todo, mas na comunidade agora com o asfaltamento, porque nós que moramos lá, nós percebemos diariamente, mas com mais afinidade no final de semana o asfalto lotado de pessoas praticando esportes de ‘bike’ que desce lá por Nova Sardenha e sai lá no Giovana Campo Clube, corredores, caminhantes, grupos de moto, de moto de estradão lotado, e a gente percebe então que esse legado está se formando. Esse movimento por contrapartida, vai gerando nas famílias o desejo para se prepararem para algo, passem por lá, visitem é lindo o passeio entra por Nova Sardenha na Linha Muller/Salto Ventoso sai em Linha Ely em Farroupilha. Vejam quantas pequenas iniciativas estão acontecendo. Nós já temos em Linha Muller o André Ruschel que, por exemplo, tem duas casas no Airbnb, é do lado da nossa casa tá sempre lotado, as pessoas vem ali ficam pernoitam ali e vão para o Salto ventoso e vão para o município e fazem compras e etc. Lá no Salto Ventoso já temos o café colonial né Salto Ventoso, tem a ferraria a Ferraria do Roque Rigatti em Linha Muller que é um ponto turístico, têm famílias construindo na beira da estrada já que se percebe que vão ser pontos de venda de alimentos né já bem estruturados; mas são pequenas iniciativas, mas que mostram que se percebe esse movimento né. E, vereadores, assim, prestem atenção, nós tivemos um sonho no passado de termos lá em Linha Muller, por exemplo, internet de qualidade, fizemos em comunidade, tivemos o sonho do asfalto fizemos em comunidade alcançamos né, vamos agora estamos sonhando muito mais alto. Nós temos a certeza, hoje é um sonho, mas que o 3º distrito tem potencial de beleza de natureza para ser logo aqui na frente uma mini Gramado, vou usar um termo bem forte de é uma cidade que é referência, uma mini Gramado. E tenho certeza que alguns de vocês serão nossos vizinhos, porque vão morar lá porque o lugar é muito bonito e muitas pessoas estão já se deslocando para lá pequenas chácaras, pequenos movimentos já de um desejo de estarem ali, morando ali, vivendo ali, pela beleza que é pela proximidade também do ponto turístico. Eu percebi no final de semana agora que no Salto Ventoso já tá se construindo uma tirolesa já tá se pensando num ‘jump’ já tá se pensando na iluminação e tudo isso vai criando então entorno do Salto Ventoso realmente a estrutura necessária para fomentar os investimentos, presidente que a gente sabe né de bocas faladas que pessoas interessadas que estão circulando que estão olhando que estão conversando, mas de concreto não temos nada em mãos ainda não. Não sei exatamente o que pode acontecer, mas sei que vai acontecer em curto prazo. E desejo de fato que esse desenvolvimento venha, venha organizado, venha com segurança e que nós possamos de fato, esse pedacinho do município né, fortalecer e servir aos outros distritos o município né que podem também estar conosco aí aproveitando esse o Salto Ventoso. E digo a vocês tudo partiu da visão do Trilhas e Montanhas.

PRES. TADEU SALIB DOS SANTOS: Obrigado, Edson e também ao Samuel.  A palavra está com o vereador Roque Severgnini.

VER. ROQUE SEVERGNINI: Senhor presidente, senhores vereadores, senhoras vereadoras, Edson, Samuel, em seus nomes cumprimentar todos os que acompanham no plenário desta Casa, aos que nos assistem de suas casas principalmente da comunidade de Linha Muller e também cumprimentar nossa imprensa. Eu gostaria de dizer o seguinte: em 2013 eu acho que eu recebi a visita de vocês quando eu era secretário de obras, vocês queriam retificar uma curva ali no De Lucca né e acabou que essa curva virou em 12 km de asfalto né. Então isso demonstra o quê? A organização e a persistência. Precisa ter persistência naquilo que a gente acredita. Não dá para dar uma largadinha e desistir, não dá para experimentar e voltar a trás. Se tem convicção, se quer isso, tem que se organizar, tem que ter conhecimento, mas tem que ter também atitude e acho que vocês reúnem isso aí. Buscaram conhecimento, tiveram atitude, tiveram relacionamento e chegou-se ao que chegou-se hoje né. O projeto Trilhas e Montanhas ele é espetacular, mas ele é consequência de tudo isso, ele é consequência de uma comunidade organizada, uma comunidade antiga, mas que se atualiza, se moderniza e que cada geração vai fazendo a sua parte. Então essa ideia de colocar o projeto Trilhas e Montanhas como evento oficial do município, é uma ideia que a gente levantou aqui, que a Câmara acolheu encaminhamos com sugestão ao poder executivo e logo ele vai virar realidade, tá para ser votado agora o projeto né. Então isso é importante, mas o importante é a organização que essa comunidade juntamente com a Nova Sardenha, juntamente com Salto Ventoso, com a Linha Ely, se organizam e buscam né essa integração em prol do turismo. Mas o turismo é o quê? Ele só é bom quando é bom para as pessoas que moram ali também né, não é bom só para o cofre da prefeitura; é bom para as pessoas que ali moram. Além disso, um local inóspito, podemos dizer assim, mas que tem suas belezas, que foi experimentado conhecer o que é possível fazer num local que nem aquele ali que nos brindou com o Salto Ventoso, com essas trilhas, com essas montanhas, com a pequena propriedade, com a produção da agricultura familiar. Isso é espetacular. Eu gostaria de deixar dois pontos aqui para reflexão. Um deles: nós precisamos urgentemente organizar os segmentos de atração turística no local a exemplo do Caminhos de Pedra. Por quê? Só para concluir, senhor presidente. Porque no Caminhos de Pedra não foi que cada um chegou lá e montou o que aqui; teve uma organização turística por parte da prefeitura, dos investidores, para se diversificar o que vai se colocar. Não dá para todo mundo colocar a mesma coisa. E ter um padrão né de desenvolvimento nisso. Então gostaria de contribuir com vocês e me colocar à disposição para a gente trabalhar junto essa ideia de um plano diretor setorial naquele entorno ali para desenvolver adequadamente. E por último a gente tem que continuar trabalhando e batalhando para que se asfalte de Linha Muller a Carlos Barbosa que aí nós teremos o turismo franco certamente chegando. Era isso e muito obrigado.

PRES. TADEU SALIB DOS SANTOS: Obrigado, vereador. E coloco à disposição no tempo de 3 minutos ao Edson e o Samuel para as considerações finais.

SENHOR SAMUEL POLLI: Bom, agradecer a todos os vereadores e vereadoras que fizeram uso da palavra. A gente se sente enaltecido e também muito mais desafiado a continuarmos seguindo esse caminho. Bem como o Edson comentou, antigamente as necessidades eram outras era a luz, era energia, era questão da igreja, construção do salão, depois a comunidade foi se adaptando, depois surgiu a necessidade internet, asfalto, hoje a segurança que o assunto mais em voga o projeto está no momento e a questão turística muito bem colocado pelo Roque. Vereador Roque eu acho que por aí mesmo a gente tem que ter noção da do potencial e tem que ser organizado, inclusive esse nome Salto Ventoso não sei se alguém saberia se já é registrado ou não, acho que é importante também ver essa questão pelo poder público; que é um nome forte, é um dos destinos talvez do Estado mais acessados. Eu, por exemplo, vou dar um exemplo bem simples, eu entrei numa rede social de Canela, simplesmente Canela, e o vídeo que tem mais visualizações daquela rede social mais de 1.600.000 visualizações foi um vídeo feito aí embaixo da passarela do Salto Ventoso, lá no perfil de Canela. Então isso é um pequeno exemplo do potencial que a gente tem e temos que explorar, e concordo plenamente de forma organizada. De repente, estimulado pelo poder público e com adesão dos moradores da localidade.

SENHOR EDSON BORSOI: Eu gostaria de agradecer a todos os vereadores, presidente, os vereadores e vereadoras, os que estão nos acompanhando aqui também os que estão em suas casas. Obrigado por receberem a nossa apresentação, acolher a nossa comunidade também através dela e obrigado também pelo apoio que vocês nos dão aí em todos os pleitos que são necessários. Que nós possamos caminhar juntos de mãos dadas, a comunidade a vereança pelo sucesso do nosso município. Muito obrigado, pessoal.

PRES. TADEU SALIB DOS SANTOS: Agradecemos os senhores Edson Borsoi e Samuel Maikel Polli pela participação nesta noite com o nosso muito obrigado. E nós vamos interromper a sessão por um minuto ou no máximo dois para registrarmos mais um momento da história da comunidade de Linha Muller juntamente com quem está na representatividade nesta casa legislativa, porque essa história vai ter muitos capítulos até chegar à plenitude de muitos sonhos. Então nós fizemos um pequeno intervalo e retornamos em seguida. (SESSÃO SUSPENSA). 22 de novembro de 2021, em aprovação as atas nº 4.153 de 25/10/2021 e nº 4.154 de 26/10/2021 e nº 4.155 de 11/11/2021 [sic = 1º/11/2021]. Os vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado por todos os senhores vereadores. Solicito ao vereador Felipe Maioli, 1º secretário, para que proceda à leitura do expediente de hoje.

 

EXPEDIENTE

 

1º SEC. FELIPE MAIOLI: Ofício nº 10/2021 – UAB – União das Associações de Bairros; Farroupilha, 09 de novembro de 2021. Excelentíssimo senhor presidente da Câmara de Vereadores Farroupilha Tadeu Salib dos Santos. Assunto: Assembleia da União das Associações de Bairros. Na oportunidade em que cumprimento vossa senhoria, a União das Associações de Bairros de Farroupilha convida o senhor presidente e demais vereadores para participar da assembleia mensal que será no dia 10/12/2021 às 19h na sede da Associação dos Moradores do Bairro Cinquentenário. A presença de vossas senhorias é de extrema importância assim trazendo informações para que os líderes comunitários entendem as atribuições desta casa legislativa. Informamos que na oportunidade será oferecido um jantar de encerramento do ano e necessitamos da confirmação para o jantar com uma antecedência. Será por adesão com reservas até dia 08/12/2021. Certos de vossa atenção desde já agradecemos e aguardamos a presença de todos. Atenciosamente, Dilço Batista Rodrigues presidente da UAB. Ofício nº 24527/2021 – Ministério das Comunicações/Assessoria especial de assuntos parlamentares; Brasília, 17/11/2021. A sua excelência o senhor Vereador Tadeu Salib dos Santos presidente da Câmara Municipal de Vereadores. Assunto: resposta ao ofício nº 465/2021 e resposta ao requerimento nº 291/2021 – telefonia móvel no município de Farroupilha/RS. Senhor presidente, faço referência ao ofício encaminhado ao Ministério das Comunicações o requerimento nº 291/2021 de autoria do vereador Roque Severgnini da Câmara Municipal de Vereadores de Farroupilha/RS, aprovado em 28 de setembro de 2021 que solicita a maior abrangência do interior deste município nos planos de extensão de sinal de telefonia móvel. Em resposta a essa solicitação encaminho em anexo a nota informativa elaborada pela secretaria de telecomunicações desta pasta que trazem informações a respeito do assunto. Essa assessoria especial permanece à disposição para esclarecimento que por ventura se faça necessário. Atenciosamente, Ane Teixeira de Carvalho/chefe da associação especial de assuntos parlamentares. Ofício nº 182/2021 – SEGDH; Farroupilha, 19 de novembro de 2021. Exmo. senhor Tadeu Salib dos Santos presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Farroupilha/RS. Assunto: Projetos de Lei. Senhor presidente, honra-nos cumprimentar Vossa Excelência, na oportunidade em que solicitamos a essa egrégia Câmara de Vereadores a apreciação dos seguintes projetos de lei: a) Projeto de Lei nº 61, de 19/11/2021, que consolida e atualização, a legislação referente ao Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana – IPTU no Município de Farroupilha, e dá outras providências; b) Projeto de Lei nº 62, de 19/11/2021, que altera as Leis Municipais nº 1.007, de 07/10/1974, e n° 4.283, de 15/12/2016, e dá outras providências. Atenciosamente, Fabiano Feltrin prefeito municipal. Ofício nº 179/2021 – SEGDH; Farroupilha, 17 de novembro de 2021. Exmo. senhor Tadeu Salib dos Santos presidente da Câmara Municipal de Vereadores Farroupilha/RS. Assunto: Resposta ao Pedido de Informação nº 62/2021. Senhor presidente honra-nos cumprimentar vossa excelência na oportunidade em que respondendo ao ofício nº 499/2021 que trata do Pedido de Informação nº 62/2021, de iniciativa do Vereador Juliano Luiz Baumgarten da bancada do PSB, segue o retorno fornecido pela Secretaria Municipal de Saúde. Ofício nº 179/2021 [sic = 178/2021] – SEGDH; Farroupilha, 17 de novembro de 2021. Ao senhor Tadeu Salib dos Santos. Assunto: Resposta ao Pedido de Informação nº 61/2021 de iniciativa do Vereador Juliano Luiz Baumgarten da bancada do PSB, segue o retorno fornecido pela Secretaria Municipal de Saúde. Atenciosamente, Fabiano Feltrin prefeito municipal. Ofício nº 177/2021 – SEGDH; Farroupilha, 17 de novembro de 2021. Exmo. senhor presidente Tadeu Salib dos Santos. Assunto: Resposta ao Pedido de Informação nº 60/2021 que trata do Pedido de Informação no 60/2021 de iniciativa do Vereador Juliano Luiz Baumgarten da bancada do PSB, segue o retorno em anexo fornecido pela Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Juventude. Atenciosamente, Fabiano Feltrin prefeito municipal. Ofício nº 176/2021 – SEGDH; Farroupilha, 17 de novembro de 2021. Ao senhor presidente Tadeu Salib dos Santos. Assunto: Resposta ao Pedido de Informação nº 59/2021 de iniciativa do Vereador Juliano Luiz Baumgarten, da bancada do PSB, segue o retorno em anexo fornecido pela Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Juventude. Atenciosamente, Fabiano Feltrin prefeito municipal. Pedidos de providência. Pedido de providência nº 55/2021 autor: Juliano Luiz Baumgarten – bancada PSB, assunto: Roçada e Limpeza. O vereador solicita à prefeitura municipal que refaça a pintura da sinalização na Rua Pedro Arrosi com Alberto Matte, no Bairro América, e providencie a roçada nas proximidades. Solicitação do vereador Juliano Luiz Baumgarten/bancada PSB, 18/11/2021. Pedido de providência nº 56/2021 que requer que seja encaminhado ao poder executivo municipal no setor competente para que seja realizado jateamento nas tubulações devido a grande quantidade de pó de brita que a CORSAN utilizou nas obras e que por consequência das chuvas foram levadas para a tubulação o que pode vir a ocasionar alagamentos. A localidade é na Rua Constantina, esquina com a Rua Santa Catarina. Quem solicita vereador Gilberto do Amarante/vereador bancada PDT, 17/11/2021. Pedido de providência nº 57/2021 autor: Juliano Luiz Baumgarten – bancada PSB, assunto: Roçada. Solicitando a prefeitura municipal que providencie a roçada da pista de caminhada da Rua Armando Antonello. Solicitando vereador Juliano Luiz Baumgarten/bancada PSB, 19/11/2021. Pedido de informação nº 78/2021; o vereador signatário, após ouvida a casa, requer a vossa excelência, nos termos da lei orgânica combinado com o regimento interno, que seja oficiado ao setor responsável do Poder Executivo Municipal para que encaminhe a esta Casa as seguintes informações: – Quantos cavalos foram recolhidos no município no ano de 2021? – Quantos cavalos foram doados ou adotados no ano de 2021 e para onde foram destinados? Se possível, discriminar o nome dos adotantes. Nestes termos, pede deferimento. Gabinete parlamentar, 19 de novembro de 2021; Juliano Luiz Baumgarten/vereador bancada PSB. Senhor presidente, era isso.

PRES. TADEU SALIB DOS SANTOS: Obrigado, vereador Felipe Maioli. E queremos antes de iniciarmos o grande expediente, cumprimentar aos meios de comunicação que levam as informações relativas às sessões da Câmara Municipal de Vereadores e também o agradecimento aos fieis escudeiros Zé Theodoro e não querendo, mas somos repetitivos e aqui nossa gratidão de muito a Leandro Adamatti/TV Serra pelo trabalho gratuito ao qual ele faz para toda a comunidade de Farroupilha com som e imagem da TV Serra e dentro da programação muitas e muitas informações de interesse da comunidade farroupilhense, bem como, aos que ocupam de maneira quase que cativa também as cadeiras acompanhando aqui as nossas sessões. Começamos o espaço destinado ao grande expediente.

 

GRANDE EXPEDIENTE

 

PRES. TADEU SALIB DOS SANTOS: Convidando o Partido Liberal – PL – para que faça uso da tribuna; abre mão segundo o vereador Chico Sutilli e também Mauricio Bellaver. Convido Partido Socialista Brasileiro – PSB – para que faça uso da tribuna; fará uso o vereador Juliano Baumgarten.

VER. JULIANO BAUMGARTEN: Senhor presidente e colegas vereadores, quero falar sobre dois assuntos muito importantes nesta noite. Primeiro sobre a questão do mês alusivo à consciência negra, a reflexão, a compreensão, pois estamos no ano de 2021 e ainda são casos repetitivos e que nos fazem pensar, afinal, a cor da pele de alguém é maior melhor menor ou quê? Não, muito pelo contrário e é lamentável. E porque falar? Porque é importante a gente bater nessa tecla para tentar conscientizar, para tentar buscar com que pessoas compreendam, entendam, somos todos iguais perante a constituição, independente da cor, do credo, da etnia, do grupo cultural. E venho falar aqui um pouquinho então sobre essa questão. É um mês onde que é alusivo principalmente o dia 20 de novembro por conta da morte do Zumbi dos Palmares. Que o Zumbi foi então um dos grandes líderes da resistência negra no período colonial na luta contra o final da escravidão. Tivemos então cerca de 400 anos, um regime que perdurou, que se manteve presente na nossa sociedade e que cabe sim constantemente reflexão onde que vimos que aos poucos ele foi se esfacelando, mas as sequelas, mas os problemas não ruíram, não se solucionaram. E a gente pode pegar alguns exemplos primeiro enfatizar com o contexto histórico onde que a uma pressão econômica, aonde que a desenvolvimento onde que a pujança da revolução industrial faz com que se acelere o desenvolvimento da indústria onde que faça com que busque compradores, mas infelizmente isso não acontece numa parte, porque a maior parcela do Brasil que aqui estava era oriunda de negros/escravos vindos da África e que vinham em condições desumanas, muitas vezes muitos nem chegavam fazer a travessia e quando chegavam aqui recebiam o tratamento como se fosse uma mercadoria. Inferiorizando pela sua capacidade cognitiva e enfatizando o que? A pele. Haja vista que as nossas raízes, que a formação econômica e social do Brasil ela se dá ao quê? Primeiro com os indígenas, segundo e mais enfático com os negros e toda essa miscigenação ela é fruto de um Brasil que tem mais da metade da população constituída por negros e todos os dias os noticiários mostram casos de racismo, seja numa abordagem policial, seja no campo de futebol, seja em qualquer lugar, qualquer esfera da cidade. E quando eu falo isso eu falo porque é importante que consigamos a reflexão. E volto um pouquinho na história para fazer um breve cronograma de como que as coisas vieram numa decrescente. Então tem todo o contexto da Revolução Industrial, depois a gente pega a própria questão da Lei Eusébio de Queirós, que proibiu o tráfico no Brasil, depois a gente vem com a Lei dos Sexagenários, ou seja, um escravo que completasse 60 anos ele é liberto, mas é tolice, porque uma pessoa naquela condição se chegava 60 anos era muito. Bem como a Lei do Ventre Livre que toda criança, por ventura, que viesse de origem de uma escrava seria liberta. Como que uma criança teria condições de viver sem a sua mãe, muito pelo contrário, se repetiria o ciclo. E esse é o grande marco 13 de maio a abolição da escravatura, mas uma abolição branda uma abolição que fez com que muitas coisas ficassem para trás dentre elas a própria questão do que fazer, do que fazer então com esses escravos que foram libertos. Eles foram jogados, largados às ruas, porque muitos dos senhores, dos grandes produtores não queriam como empregados, como trabalhadores, muito pelo contrário, eles perderam aquela mão de obra que era uma mão de obra escrava e eles jamais admitiriam contratar esses cidadãos dessa forma. Primeiro, acomodaram numa espécie de cortiços e quando começou o processo de urbanização principalmente das grandes capitais, aquelas pessoas que ali jogada estavam foram retiradas e a partir daí começaram a migrar para um ponto geográfico mais distante os morros onde que tinha uma dificuldade enorme de habitação. E assim começaram a surgir as favelas no Brasil principalmente na região ali do Rio de Janeiro e São Paulo. E também é importante aqui, porque boa parte do que nós vivenciamos tem influência direta, a cultura, como, por exemplo, quando falamos “ah vamos tomar uma aguardente”. Da onde que surge essa própria expressão? Quando então aquela cana-de-açúcar ficava parada num determinado lugar evaporava e essa água pingava de um cômodo para outro e muitas vezes acabava respingando em cima de uma cicatriz ou um machucado do negro e quando aquela água contava encostava no corpo ardia, aguardente. E porque não falar da feijoada um prato típico brasileiro, o samba, a capoeira, enfim, e a própria história nos mostra quando Dom Pedro II faz um apelo para que povos, nações da Europa, venham para o Brasil e abre uma política puritana de esbranqueciamento [sic] da população. Porque que se buscou trazer alemães/italianos para se trabalhar nas plantações, nas lavouras? Por quê? Porque não se queria aproveitar, dar dignidade, dar condições. E hoje basta pegarmos dados do IBGE vocês vão ver que situação que mais está em questão de vulnerabilidade de problemas sociais são os negros que são a maioria, que são aqueles que têm dificuldade de entrar no mercado de trabalho, no ensino superior, aqueles que têm o estigma onde que nós vemos todo uma estrutura, sociedade conservadora e totalmente racista.  E aí a gente vê muitas vezes alguns comentários tecido “Ah, mas eu sou branco e já me chamaram de branco”. Mas o branco nunca foi escravizado por ser branco, o branco nunca foi para o tronco por ser branco. Então infelizmente isso se repete e nós precisamos reforçar bater nessa tecla. Racismo é crime e nós precisamos todos os dias combater, seja na escola, seja aqui na esquina, porque faz parte infelizmente da cultura predominante reforçar alguns laços. E quando a gente olha para história, na maior parte das narrativas ou todas elas, eu posso afirmar que a gente ouve a versão dos vencedores e não dos vencidos. A gente não consegue olhar e se por, e esse exercício aqui que trago nessa noite de pensar sobre a causa ele é muito importante. Então o 20 de novembro é uma data que precisa sim ser debatida todos os anos muitas pessoas dirão comentários simples “ah precisamos de todos os dias do dia da consciência humana”. Claro, mas enquanto essa consciência humana não existe nós vamos bater vamos olhar e vamos cobrar porque sim os negros precisam respeito, fazem parte da nossa sociedade, tem um grande valor, mas precisam que sejam respeitados e que essas pessoas que todos os dias cometem esses tipos de atos sejam punidas severamente para não reproduzir. Eu paro e fico pensando com alguns relatos, quando a mãe chega em casa e afilha está chorando, porque o cabelo dela é diferente, porque o cabelo não é liso, porque sofreu piadinhas na escola ou brincando. Então isso é muito sério. Para quem não vive isso tá tudo certo. E essa cultura ela é tão imposta, virou tão normal esse estigma presente, que quando lá dava aula no Colégio Estadual Farroupilha, diretora Clarice, Professor Sandro, nós trabalhávamos com diversos temas e fizemos alguns trabalhos e os próprios alunos estudantes negros eles mesmo se chacoteavam, porque isso está tão presente “ah tanto fez quanto faz uma piada”. O segundo assunto que eu trago nessa noite é referente à resposta de um pedido de informações onde eu fiquei muito assustado que foi o pedido de informações referente a quantos cidadãos farroupilhenses não fizeram nem a primeira dose da imunização. Ou seja, de acordo com os dados ali que veio respondido lá no finalzinho de outubro, talvez pode ser que eles não fechem agora, deu uma diminuída, mas mais de 10 mil pessoas não tomaram a primeira dose. Então é lamentável isso. O poder público municipal tem feito tudo que está seu alcance. Se tem um ponto positivo e que tá andando e que todas as vezes que fui acompanhar ou às vezes que fui me vacinar, ou com pessoas próximas, muito bem atendido, mas cabe agora o que? O papel da consciência. E quando a gente vê que aquela faixa de adolescentes ali já podendo se vacinar muitos deles não se vacinaram. Mas eu quero acreditar que não são eles que não querem por questão da concepção ou da sua percepção ou daquilo que eles acreditam. Infelizmente muito por toda essa guerra ideológica travada no país e essa politização em cima da vacina. Ah porque a vacina é chinesa, ah porque se eu tomar vacina vou virar jacaré, por isso e por isso. E o quê que acontece? A gente pega os noticiários, a gente vê que o Brasil apesar dos trancos e barrancos, apesar de toda a negação, de toda afronta a ciência e de toda a demora nós conseguimos avançar, passamos alguns países, então isso prova o que? Que o Sistema Único de Saúde ele é forte, ele é pomposo, ele é organizado. Quando ele tem os insumos, quando ele tem os recursos humanos, ele consegue chegar em muitos pontos onde que se não houvesse esse serviço não chegaria como, por exemplo, dos ribeirinhos ou propriamente um vídeo que circula na internet: as pessoas, carros da prefeitura passando com som e pedindo para as pessoas “vamos se vacinar a primeira dose a segunda o reforço”. Então nós precisamos aqui pegar juntos levar essa questão de conscientização, porque se trata não de uma queda de braço ou duma guerra, se trata de saúde pública. Eu talvez não seja a melhor pessoa para destacar conceitos, mas é notório; quando nós vemos o noticiário quando a gente vê que os números despencam e que as mortes se ofuscaram e que UTIs como, por exemplo, Santa Maria pela segunda vez consecutiva não tem pacientes internados, nós vemos que a gente tem uma luz no fim do túnel, doutora Eleonora. Mas é preciso o quê? Que essas pessoas seja os pais/mães responsáveis que não se vacinaram e que também não autorizaram seus filhos a se vacinar, façam a vacina; a vacina é segura graças a ela muitas pessoas não tiveram grandes sintomas, muitas pessoas sobreviveram. O país já perdeu mais de 600 vidas será que a gente precisa perder mais? Será que todo esse luto nacional não serviu para aprendizado nenhum. E quanto à juventude, a juventude sempre foi protagonista, a juventude ela tem que sair dessa zona de conforto ou desse negacionismo que assola, que assombra nesse contexto e acordar para a real, acordar que precisa. Na sociedade a gente vê alguns burbúrios [sic] algumas discussões, afinal vamos tirar o uso da mascara em público com eventos e etc., mas e a parte da comunidade e a parte da população? Então precisa o quê? Precisa se olhar e levar a sério. Vacinas salvam vidas e para salvar vidas tem que se imunizar. Vou citar um exemplo para fechar tudo isso, a Áustria a Áustria está começando a confinar cidadãos que não estão tomando a vacina, e quando a gente olha para o velho mundo e o velho mundo é menor comparando ao Brasil, os índices de desenvolvimento econômico desenvolvimento humano, e a gente vê que esse negacionismo ele é universal. Então não cabe mais isso. Então nós precisamos com afinco olhar, fazer campanhas, quem não se vacinou vai se vacinar. Vacinas salvam vidas. E nós brigamos inúmeras vezes, no começo do mandato nos discutimos e fomos taxativos coletivamente aqui: vacina, vacina, vacina. Poxa, agora que está a vacina que está fácil inclusive eu vi que vai ter uma ação nas empresas para facilitar agora nós temos que parar de ser cabeça dura, essas pessoas têm que parar de negar. Aprender. Estica o braço, vacina e vamos sair dessa crise e vamos voltar à vida. Muito obrigado, senhor presidente, era essa minha manifestação na noite de hoje.

PRES. TADEU SALIB DOS SANTOS: Obrigado, vereador. Encerramos o espaço destinado ao PSDB [sic]. E convidamos a Rede Sustentabilidade para que faça uso da tribuna; abre mão através do vereador pastor Davi. Convido o Republicanos para que faça uso da tribuna; fará uso da tribuna no tempo de até 15 minutos o vereador Tiago Ilha.

VER. TIAGO ILHA: Senhor presidente, colegas vereadores e vereadoras. Mais uma vez um cumprimento especial às pessoas que se fazem presente em especial nosso ex-vereador Kiko Paese tivemos a felicidade de sermos vereadores juntos aqui nessa Casa, também o Arielson, que estava aqui também, discutimos e trazemos muitas grandes discussões para essa casa legislativa e com a experiência de ambos ajudou esse jovem, sem dúvida nenhuma, na legislatura passada bem como nós estamos sempre num processo evolutivo de aprender e os vereadores Kiko e Arielson tiveram uma passagem muito importante por essa Casa e cumprimento a todos vocês. Especial meu amigo vereador Arielson que eu tenho uma fã declarada lá no ‘entardecer na querência’ que é a mãe da Arielson que inclusive me dá felicidade de gravar áudio ao vivo lá no nosso programa né testemunhando o carinho que ela tem pelo nosso trabalho e eu fico muito feliz e ela disse que além do nosso trabalho lá na rádio, ela acompanha aqui as sessões dessa Casa; então um abraço carinhoso à senhora, muito obrigado por também incentivar o trabalho desse jovem vereador. Hoje é o dia do músico e eu gostaria de começar a nossa fala pelo nosso respeito né a todos os músicos né. Aqui pego emprestado o talento e o conhecimento do vereador Calebe extensivo a todos os profissionais dessa área que tem paixão, que tem sentimento né, que sustentam a suas famílias através da música né que passa inspiração neste momento de pandemia; tantos e tantos estamos sorvendo ainda mais dessa seara cultural e universal que é a música que acalenta nosso sentimento. Então nosso reconhecimento nosso respeito a todos os músicos por esse dia tão importante. Hoje eu gostaria de fazer uma fala, nós estamos nos aproximando de um pleito eleitoral importantíssimo, decisivo para a história do nosso país né. Nosso país na sua evolução de andamento político-administrativo, ele se aproxima a um momento em que a população brasileira vai escolher seu presidente, seu governador/sua governadora, enfim, e também seus deputados estaduais e deputado federal. E essa discussão a nível da nossa cidade, da nossa região, ela tem um papel fundamental e ontem nós tivemos um encontro muito importante e produtivo no CTG Ronda Charrua um encontro promovido pela Coordenadoria Regional da 25ª região tradicionalista e contou com a presença do presidente do movimento tradicionalista e nós na condição de conselheiro do movimento também estivemos presente também obviamente como vereador participando desse encontro que iniciou as tratativas para receber na cidade de Farroupilha uma etapa importante do FEGADAN; um festival importante da cultura gaúcha do nosso Estado e que já foi realizada na administração anterior aqui em Farroupilha com enorme sucesso e do FEGACHULKA um festival nacional voltado à arte da chula essa arte também milenar e importante da nossa cultura gaúcha, bem como prefeito Fabiano Feltrin se demonstrou interessado em receber na nossa cidade o congresso tradicionalista do próximo ano. O congresso que reúne próximo de 1.000 pessoas a cada ano de todo o estado do Rio Grande do Sul trazendo né as diretrizes, trazendo importantes movimentos até mesmo conceituais sobre o andamento da tradição gaúcha do nosso tradicionalismo então. Pode ser então que o ano que vem essa agenda que ela é importante no ponto de vista cultural, ela é importante do ponto de vista de cidade e é muito importante no ponto de vista de turismo. Eu acredito e prego aqui, meus amigos, que quando a gente conseguir ter a capacidade de unir cultura, seja ela italiana, seja ela gaúcho ou de outras etnias, com o turismo, Leandro Adamatti, funciona; todos os exemplos no país inteiro tiveram êxito quando conseguem incentivar que a cultura ande junto com turismo. Porque toda vez que uma pessoa visita uma cidade ela precisa sorver daquela identidade. E a nossa cidade que leva o nome da revolução, mais ainda porque ela está geograficamente muito bem localizada e não tem uma pessoa que não more aqui que não tem uma pergunta para fazer para nós farroupilhense, porque que a Farroupilha né? E por mais que nossa história seja muito forte e importante da questão da cultura italiana, o nome que nós carregamos tem uma história gigantesca de ponto de vista nacional e que marcou a história desse país e do nosso Estado. Então ver eventos buscando isso, estou querendo dizer aqui porque já critiquei inclusive essa falta de agenda com a tradição gaúcha em outros momentos, vereadora Clarice, estou aqui dizendo agora como é importante o prefeito também ter ouvido né de certa forma muitas vezes a colocação desse vereador né. Eu queria aqui reconhecer de público né que esse olhar que o prefeito tem demonstrado, pelo menos no encontro de ontem, mostra que nós estamos buscando caminhar para o mesmo lado. Porque enquanto o município incentivar essa agenda da tradição gaúcha sem dúvida terá o nosso apoio. Ontem foi também uma surpresa para todos quando o prefeito anunciou o novo coordenador da Semana Farroupilha, não sei se os colegas já sabem, o Rogério né, Rogério patrão do CTG Ronda Charrua, Rogério do Chasque. Uma pessoa muito querida que inclusive já militou junto conosco em diversos projetos ainda lá no Farroupilha Bem Gaúcha, que é um tradicionalista nato né criado dentro da tradição gaúcha e tenho certeza que vai dar uma contribuição importantíssima, porque tem conhecimento de causa. Então, vereador Maioli, quando nós estivemos fazendo algumas cobranças até no ponto de vista duras aqui, críticas, de certa forma este olhar se voltou a essa agenda. Imagina que nós estamos falando que poucos dias atrás nós sentíamos essa necessidade dessa agenda voltada à tradição gaúcha e ontem fiquei muito feliz com todos esses encaminhamentos que vão já dar um toque para o ano que vem, vereador Amarante, que é a nossa tradição gaúcha vai ter um palco aqui na nossa cidade, principal de valorização a nossa cultura. Parabéns por essa iniciativa. Então o vereador Tiago Ilha também vai reconhecer essa iniciativa vai estar junto como ontem me coloquei, inclusive no encontro de ontem a secretária Girelli colocou para todos participantes, todos os CTGs estavam ontem presentes, o andamento do nosso Parque de Rodeios que agora foi aprovado na Caixa Econômica Federal. Recurso que nós garantimos com o pedido deste vereador junto com a nossa deputada Fran ao deputado Carlos Gomes que foi atendido né; dinheiro já está na conta agora aprovado o projeto, o governo municipal teve a sensibilidade de apoio até porque ouvi também ontem do prefeito que era um compromisso também dele de campanha, como era um compromisso desse vereador de campanha. Ótimo, então estamos trabalhando de lado a lado pensando pela nossa tradição gaúcha. É assim foi um compromisso nossa de defender ainda na campanha, porque esse projeto essa emenda está lá no Executivo aprovado desde julho do ano do ano das eleições e agora nesse momento ele sai do papel com o aceite da Caixa na última sexta-feira. Agora só o processo licitatório para começar a obra acontecer. Nós fizemos já um contato hoje com o Carlos Gomes que deve estar nos próximos dias em Farroupilha e também já adiantei com o prefeito um encontro que deve anunciar mais um recurso importante para a continuidade já, assim que termine a primeira etapa, do nosso Parque de Rodeios. E quiçá, durante os próximos anos nós vamos ver novamente a cidade de Farroupilha realizando o seu rodeio, o seu rodeio crioulo próprio que não é só uma manifestação cultural, ele é num ponto de vista econômico importante para a nossa cidade e aliado ao turismo, traz mais um belo evento que vai marcar a nossa cidade com outrora já fez em outros momentos, porque esse rodeio já aconteceu aqui. Então no antigo Parque de Rodeios que agora está ganhando uma nova roupagem, uma nova cancha, sabemos é o primeiro passo né, mas dizer para a comunidade tradicionalista que nós vamos estar juntos. E esse vereador fez só um pedido ao deputado Carlos Gomes que ele possa olhar nos próximos anos, nas suas possibilidades, um pedido para que a gente possa um pouquinho cada ano estar se somando aí para ver se esse projeto concretizado. Lá poderá ser colocado eventos do agronegócio, mostras de máquinas agrícolas, eventos do cavalo crioulo, um grande evento para discutir a nossa safra da uva ou de outras né pode ter nesse local. Então vai ter, porque é um espaço importante num lugar até de fácil acesso ou o acesso do Parque precisa ser reinventado né e já é uma visão do município de fazer isso de forma adequada. Então eu falo tudo isso, porque nós estamos nos aproximando do ano eleitoral e é importante que os nossos deputados né possam ter essa visão aos nossos municípios né. E aí em todas as áreas tem a sua necessidade e nós vamos continuar brigando assim como com o próprio deputado Carlos Gomes conseguimos aqui no largo Carlos Fetter o palco multiuso que já está ali, já há alguns anos, o espaço agora na frente do palco para colocar ‘food trucks’ projeto muito bonito lá do Executivo, pena que deu a licitação deserta e agora fazendo uma nova licitação; lá na frente do Parque, presidente Paulo, presidente do nosso partido, na frente da Escola Santa Cruz de Nova Milano toda a pavimentação está sendo encaminhada; um importante acesso do bairro Primeiro de Maio que passa próximo ao antigo posto de saúde que dá acesso a um empreendimento imobiliário importante daquela região, serão três ou quatro quadras que o nosso deputado Carlos Gomes garantiu o nosso pedido o recurso e o município alocou lá também para o próximo ano e outras obras que já aconteceram como auxílio ao nosso hospital. Presidente Paulo, nos últimos cinco ou seis anos passaram muito próximos de dois milhões de reais que o deputado Carlos Gomes destinou à cidade de Farroupilha. Então a gente fala isso que nesse momento que se aproxima as eleições sim nós precisamos olhar para quem olha, para quem tem uma agenda, para quem tem o interesse na nossa comunidade e nós estaremos sim participando de todo esse processo no próximo ano não só como eleitor, não só como militante, mas sim acima de tudo como um jovem tradicionalista sonhador que pensa, que acredita que a política é a grande ferramenta de mudar uma sociedade sobre todos os aspectos. Tenho demonstrado isso que quando a política é feita de uma forma responsável, olhando o bem comum, olhando o que é mais importante, a sociedade ganha com isso e é nisso que eu acredito e por isso que sim estou participando da política por convicção, estou participando da política por convicção por que acredito nela como uma ferramenta importante de transformação. Quando ela é usada de forma correta, a sociedade só ganha e a gente tem que buscar esses exemplos para que a gente possa fazer o nosso trabalho que é muito mais que o nosso dever é a nossa obrigação. Obrigado, senhor presidente.

PRES. TADEU SALIB DOS SANTOS: Obrigado, vereador Tiago Ilha. E convido o Partido Democrático Trabalhista – PDT – para que faça o uso da tribuna; abre mão o vereador Gilberto do Amarante. Convido o Movimento Democrático Brasileiro – MDB – para que faça uso da tribuna; abre mão ou perdão informação da líder doutora Eleonora, porém fará uso da tribuna o vereador Marcelo Broilo.

VER. MARCELO BROILO: Obrigado, senhor presidente. Na verdade, como se aproxima um dia para nós especial, além do convite que eu quero fazer a todos, falar da nossa volta dos eventos né. Então falamos bastante na questão de saúde, questão vacinação e conseguimos para o dia 5 de dezembro realizar e fazer um grande evento; um evento que mescla várias atividades, várias atrações. E quero falar um pouquinho da minha alegria quando eu tive o prazer de criar esse grupo juntamente com um amigo e foi numa questão de garagem de automóvel que nós começamos um grupo hoje que ele é estadual, senhor presidente, e leva o nome da nossa cidade. E algo genuíno, original, ainda estamos com 5 anos, porém acreditamos numa posteridade muito brilhante e a alegria de poder realizar pós-pandemia um evento eu digo com muito até cautela com todos os cuidados necessários, porque a gente precisa prioriza muito a questão da saúde, mas voltarmos um evento no Parque da Imigração Italiana em Nova Milano. Então o meu convite é de convidar a todos, a nossa sociedade, e falar um pouquinho dessa alegria não só da volta dos eventos, mas da satisfação de poder ajudar as entidades. Desde o início desse grupo, nunca fora objeto diferente disto sabe, sim temos o saudosismo dos carros, vereador Chico, mas é muito mais é algo de poder abraçar e aproveitar esse contingente de pessoas, professor Sandro, e realizar ações de doação. É o caso que muito nos orgulha nesta edição do 5º grande evento poder ajudar a APAE de nossa cidade com um quilo de alimento não perecível por pessoa, e a campanha Joaninha com um quilo de ração. Então são duas instituições, vereador Mauricio, que nos alegra poder ajudar. O que pedimos a Deus que nos dê um dia de muito sol, é um convite a toda a comunidade e digo mais falamos também na questão do turismo bastante debatido aqui, pastor Davi, e de modo muito singular este grupo também ajuda, porque muitas pessoas de várias cidades, pessoal, já falou que quer vir pelas redes sociais pelo Face do grupo; pessoal inclusive de Santa Catarina se mobilizando para conhecer um pouco mais a nossa cidade e uns inclusive dizendo que vem na sexta-feira. Então isso é importante na questão do nosso turismo, na questão dos cuidados com a saúde, no retorno aos eventos; e falo também na educação; esse grupo conta com apoio de várias entidades civis organizadas, apoio dos bombeiros/brigada militar/polícia rodoviária estadual. E é um grupo que vai lá para contemplar os nossos veículos, mas fazer o bem também então é um grupo de família, que preza pela responsabilidade, pela segurança. Sempre é um legado que eu digo a todos estamos indo para o quinto evento, fora festas de ajuda também nessa questão de auxílio e tudo saiu sempre muito bem, é o que vai acontecer. Então assim tu mescla, de novo, evento, saúde, educação e turismo. Um grupo que começou pequenininho e hoje conta com 250 componentes. Ele é estadual, chama-se Grupo Estadual de Chevettes de Farroupilha. Então consegui levar o nome da cidade e colocar para os demais pares que é o Estado como um todo e Farroupilha representa tudo né o povo gaúcho e revolução farroupilha. E todos aceitaram já de alguns anos o nome então isso é um legado também para nossa cidade de Farroupilha. E a minha satisfação de convidá-los, a todos, para no dia 05/12, primeiro domingo de dezembro, no Parque da Imigração Italiana em Nova Milano. Um dia sensacional, espetacular, de ajuda às entidades também. Muito obrigado a todos, uma boa noite.

PRES. TADEU SALIB DOS SANTOS: Boa noite, vereador Marcelo Broilo. E convidamos para fechar o grande expediente de hoje o Progressistas – PP – para que faça uso da tribuna; abre mão com a líder de governo Clarice Baú. Encerrado o espaço do grande expediente. Passamos ao espaço destinado ao pequeno expediente.

 

PEQUENO EXPEDIENTE

 

PRES. TADEU SALIB DOS SANTOS: A palavra está à disposição dos senhores vereadores. Com a palavra a vereadora Eleonora Broilo.

VER. ELEONORA BROILO: Novamente boa noite, senhor presidente, colegas vereadores, colega vereadora doutora Clarice Baú, a imprensa, as pessoas que ainda se encontram aqui, as pessoas que nos assistem de casa, novamente, o vereador sempre vereador Kiko Paese que tive orgulho de ser sua companheira de tribuna né. Eu gostaria de falar, primeiro eu gostaria de falar sobre um assunto que três vereadores trouxeram para nós duas semanas atrás que foi sobre o atendimento no São Carlos no dia 6 de novembro. E como seria de se esperar, eu fui conversar com a administradora do hospital né sobre isso e na realidade já tinha sido, ela já sabia né e já estavam sendo tomadas as providências. Mas o que aconteceu foi que como o serviço é terceirizado, né, dois plantonistas que nunca tinham feito o plantão, não estavam familiarizados com nada, com o sistema, com nada, fizerem e também não vão fazer mais, né foi o primeiro e o último deles. Mas, enfim, só para que todos saibam realmente foi um problema que aconteceu não é que ah não, houve sim houve o problema o Hospital sabia tomou todas as providências cabíveis né e o problema está resolvido; espera-se que não torne a acontecer e Hospital também espera que não torne a acontecer, porque afinal de contas o Hospital tem feito a sua parte nesses últimos anos. Um outro assunto é sobre a vacinação que o vereador Juliano abordou. Vereador Juliano, o senhor deve ter observado que as faixas em que há uma maior falta de adesão à vacinação é justamente a faixa de 15 anos a 29 anos. A faixa dos mais velhos praticamente né é total a adesão né. O quê que eu posso, o quê que a gente pode imaginar, só imaginar né, sobre isso aqui? Primeiro é que as pessoas dessa idade tem aquela ideia mágica de que né são imunes a tudo, nada vai acontecer com eles, eles podem fazer tudo; tanto que a gente vê que é a parcela da população que menos usa máscara, é a parcela da população que não obedece às regras; então eu imagino que seja por isso né. E não tem o que o Executivo possa fazer em relação a isso, não tem. Não tem. Eles fizeram busca ativa, eles já fizeram… Não tem, não tem. Não querem se vacinar. O problema dessas pessoas não é só ser vacinar, é o risco que elas estão colocando as outras pessoas, porque pessoas de idade mesmo vacinadas elas ainda podem pegar a doença né. Então elas estão colocando em risco outras pessoas, mas infelizmente nós não podemos entrar na mente dos outros, nós não podemos obrigá-los a fazer a vacina, nós só podemos pedir que tenham um pouco de consciência. Mas é o máximo. E veja que isso não é uma prerrogativa nossa. Eu tenho aqui, deixa eu ver se eu consigo abrir rapidamente, a Suécia, veja que a Suécia… Olha só, a Suécia, já vou encerrar, a Suécia está com o número de óbitos incrível 15.110 óbitos agora para uma população de 10 milhões de habitantes. Pensa num paisinho né com número de 15.110 óbitos é superior até aos óbitos da Inglaterra; proporcionalmente ao numero de habitantes né. Então também são países que não efetuaram uma vacinação adequada e neste ponto nós temos Portugal um exemplo mais de 90%, 92% da população, e eles estão muito bem obrigado. Muito obrigado.

PRES. TADEU SALIB DOS SANTOS: Obrigado, vereadora. A palavra está à disposição dos senhores vereadores. Se nenhum vereador quiser fazer mais o uso da palavra… Com a palavra o vereador Calebe Coelho. Pode, a tribuna é vossa.

VER. CALEBE COELHO: Desculpa, eu fui pegar um fôlego porque com a máscara a gente… Eu queria aproveitar o momento e fazer uma coisa diferente que eu nunca fiz aqui justo hoje que é o dia do músico. Então eu pensei em tocar uma música né só música boa tipo Rita né… Tá louco né. Eu gostaria de tocar uma música então em homenagem ao dia do músico para todos os músicos né. Não sei se vocês ouvem bem o violão, se tem como aumentar um pouquinho? Então esse ofício de cantar é uma coisa que não tem explicação ele pode servir apenas para uma pessoa se ela mesmo que ir lá tocar na casa dela ou então nos hospitais, ou nos quartos, ou nos CTGs. A música é muito abrangente. E eu tive a honra a poucos dias de conhecer uma dupla que eu tinha loucura de conhecer e não pude aqui em Farroupilha que é Kleiton e Kledir né. Então eu fico muito honrado de poder ter tirado uma foto com Kleiton e Kledir né e também com Fogaça e a sua esposa. Um doce de pessoa aquela senhora, ela canta aquela música “Porto Alegre é que tem…” então foi bem legal assim a apresentação deles. Eu queria tocar a música do Kleiton e Kledir então né o Beto Maioli se estiver assistindo um abraço, porque era ele o músico da sessão né. Então pensei em tocar uma música bem legal para vocês uma música bem calminha religiosa… (APRESENTAÇÃO MUSICAL) Então parabéns a todos os músicos, aos colegas, a todos que mudam a vida das pessoas com a música. E música muda o nosso dia a dia né, muda nossa vida, a gente acorda e dependendo da música que a gente ouve a gente vai ter um baita de um dia ou vai ter uma porcaria de um dia né; por isso que é importante o que a gente ouve né. E Kleiton e Kledir 40 anos muito legal o trabalho dessa dupla, não me lembro de onde que eles são… De Bagé, talvez? Pelotas. Dois pelotenses fantásticos né pura alegria o show deles. E na nossa cidade temos muitos músicos legais também né, muita gente que vale a pena a gente mandar um abraço aqui com todo carinho da Câmara de Vereadores. Obrigado, pessoal, que aplaudiram não jogaram tomate né deu tudo certo né. Tem mais uma? Ah tá um pedacinho então.  Ah, Zé Ramalho eu não sei, não me lembro nenhuma dele ele é muito bonito, não me lembro. (APRESENTAÇÃO MUSICAL). Bem na hora né deu certo, valeu, muito obrigado. Um abraço.

PRES. TADEU SALIB DOS SANTOS: Obrigado, vereador Calebe. Isso também foi muito sugestivo. Nós temos aqui grandes oradores, pessoas de inteligência e de conhecimento que no uso da tribuna quando tem um propósito que pode elevar o emocional de todos nós sempre será muito bem-vindo. A palavra está à disposição dos senhores vereadores. Com a palavra o vereador Gilberto do Amarante.

VER. GILBERTO DO AMARANTE: Boa noite, senhor presidente. Eu vou ter que ensaiar e de repente numa próxima eu vou cantar também. Boa noite, boa noite nosso presidente Toffanin que tá aqui presente hoje nos prestigiando, presidente do partido PDT, nosso grande Toffanin. Quero também comunicar, senhor presidente, que nós estamos então criando, desenvolvendo a frente parlamentar para trabalhar junto com mais vereadores na questão dos cabeamentos de nossa cidade que eu tenho falado aqui em outras ocasiões também, mas temos um pouco de dificuldade para nós avançar. E nossa cidade ela tá ainda com a poluição visual muito feia e nós temos avançado muito em passos lentos. Até domingo retrasado teve todo um rompimento de cabeamento aqui na Avenida Santa Rita da qual eu até tinha pedido nós temos nesse grupo já para rever aqueles cabo que se passasse um caminhão baú era visível que aquilo ia ser carregado. Então agora, diante disso, desse fator, daquele momento não ser atendido pelas empresas, solicitei para RGE então notificar essas empresas na qual ela notificou. Até a Avenida Santa Rita está decorada, está bonita e toda aquela fiação pendurada dá um aspecto muito feio. Então do qual acredito sim que nós vamos avançar. Sei também que é difícil o Executivo multar esta empresa, até diferente um pouquinho da CORSAN que é um pouco mais eu acho que estar mais perto, porque a RGE ela aluga os postes, mas é através da ANEEL, porque ela recebe essa esse aluguel e não fica com eles esse valor é repassado para a ANEEL. Então quem vai multar?  Sim, mas aí a RGE pode fazer essa esse pedido para a ANEEL e aí então fazer a notificação como foi feito na Avenida Santa Rita. E esperamos sim que seja resolvido na nos próximos dias aqueles cabeamentos lá pendurado. Tivermos sim uma pequena melhora na avenida aqui na Júlio de Castilhos, da Pedro Grendene até 122, mas vejo que não é o suficiente para dar o aspecto que nós queremos. Claro que o ideal seria como Gramado e Canela toda a fiação subterrânea, mas hoje já estamos vendo todo o transtorno que está causando pelas obras que a CORSAN está fazendo para botar ali para fazer ali uma tubulação e tu imagina destruir toda o nosso centro e aí este esse trabalho, essa mudança. Então, mas cabe sim, vejo que Porto Alegre está fazendo, Carlos Barbosa está fazendo, estão trabalhando junto inclusive com o Executivo e aqui eu peço também o Schmitz está no nosso grupo para nós avançar nesse esquisito. Agora o Chico Sutilli vai fazer parte, o vereador Roque, o vereador Sandro, me ajuda, o pastor Davi e eu tenho certeza que a gente vai ter mais êxito com isso. Também quero deixar aqui, vereadora Clarice, uma solicitação eu conversei com o fiscal o Paulo da prefeitura que a princípio terminaram a Escola Zelinda lá do Centenário; então peço para que sim parece que tem algumas questões ainda burocráticas para receber para resolver com a empresa que construiu a escola que priorize isso. Eu sei que a secretária de educação está envolvida está imbuída nisso, mas que busque sim agilizar ainda este ano para que o próximo ano inicie aquela escola aquelas crianças como sempre lá estiveram né com a escola nova agora que tá muito tá muito linda, vereador Roque; estivermos lá com o Vereador Juliano, assim como estivermos também com a secretária, com os pais e mestres daquela escola. Então que inicie-se o ano presentando aquela comunidade de volta com os alunos já no início do ano, que não perdemos mais e que não sacrificamos mais aquela comunidade lá pela pelo por esse período sim que entende-se que era a construção; mas era para ser 6 meses já passou mais de um ano. Muito obrigado, senhor presidente.

PRES. TADEU SALIB DOS SANTOS: Por nada, vereador. E convocamos. Por ordem de inscrição, o vereador Juliano Baumgarten.

VER. JULIANO BAUMGARTEN: Senhor presidente e colegas vereadores. Quero então de uma forma bem sucinta fazer um convite: hoje à tarde à diretora do da Escola Santa Cruz, a Veri, me mandou por mensagem também ela deve ter algum professor ou professor deve ter passado protocolar para depois ser registrado formalmente né nos autos dessa Casa um convite para o tradicional Natal que ocorre todo ano; inclusive eu estava pesquisando ali é evento oficial do calendário municipal. Então vai ser uma ‘live’, mas num canto vamos dizer assim onde que os estudantes ali ficarão lá na praça terá um espaço. E o convite é para todos e todas as vereadoras; só o que se pede se alguém for comunique para separar um lugarzinho para seguir todas aquelas questões protocolares né. Então é bem importante prestigiar e é uma comunidade que trabalha muito muito e muitos anos. Então a Escola Santa Cruz promove a ‘Live de Natal’ a tecnologia integrando o que realmente importa a fé, esperança e união. O local é Praça da Igreja Santa Cruz data 03/12, horário 19h30min, será transmitido pelo Youtube e pelo Facebook. Então tá feito o convite da minha boca e depois virá também. Quero fazer um outro registro também, quero agradecer o Arielson, antes eu ia citar o nome dele, mas a gente acaba preparando na nossa cachola a fala para não esquecer, conversei com o Arielson para ajudar a intervir em algumas coisas e algumas coisas já tiveram êxito. Dois problemas pontuais lá do bairro Nova Vicenza foram resolvidos hoje, um que falei diversas vezes a boca de lobo está desentupida agora; então que bom que avançou e também já tá na programação pelo que eu sei os outros pontos lá bem como uma outra demanda lá da Vila Jansen onde que a RGE foi colocar um poste Amarante e não sabia da dimensão quando fez o buraco acabou entrando na parte do esgoto. E o quê que aconteceu? Que está lá interrompido. Então agora nos próximos dias o Arielson me passou que a Secretaria de Obras vai estar fazendo o desvio daqui de curso para depois a RGE voltar e trocar aquele poste que tá caindo. Então também quero cumprimentar o Toffanin o Benacchio mais o nosso colega que tá aí todas as noites presente. E era essa minha manifestação. Muito obrigado.

PRES. TADEU SALIB DOS SANTOS: Obrigado, vereador. Nossos cumprimentos também ao sempre vereador Toffanin e dizer que temos saudade de vossa excelência. A palavra está à disposição dos Senhores vereadores. Se nenhum vereador quiser mais fazer uso da palavra, encerramos o espaço do pequeno expediente. Passamos ao espaço de comunicação importante para assuntos urgentes e inadiáveis espaço destinado aos líderes de bancada ou por eles cedido a outro vereador pelo tempo de dois minutos.

 

ESPAÇO DE COMUNICAÇÃO

 

PRES. TADEU SALIB DOS SANTOS: Se nenhum vereador tem interesse no espaço de comunicação importante, encerramos este espaço abrindo o espaço do presidente por 5 minutos para avisos e informações sobre assuntos institucionais do Legislativo.

 

ESPAÇO DO PRESIDENTE

 

PRES. TADEU SALIB DOS SANTOS: Ocupamos o espaço de 3 minutos anteriormente e não temos nada a acrescentar no espaço de mais dois minutos a não ser: parabéns, pastor Davi e a vossa igreja, pelo evento de ontem e dizer de que a Câmara de Vereadores tem muito orgulho do sucesso da vossa igreja e principalmente pelos 5 anos de um trabalho extremamente bem desenvolvido aonde que na vossa igreja pode-se dizer também parabéns por ser uma extensão de tantas e tantas famílias a uma verdadeira casa das mensagens do nosso patrono do universo, o nosso Deus. Parabéns. O espaço destinado aos cinco minutos está encerrado. E encaminhamos às comissões de Legislação, Justiça e Redação, Infraestrutura, Desenvolvimento e Bem Estar o projeto de lei do legislativo nº 48/2021; às comissões de Legislação, Justiça e Redação, Orçamento, Finanças e Contas Públicas os projetos de lei do executivo nº 61/2021 e nº 62/2021. Perdoe-me mais eu não sei o que mudou no meu organismo, mas eu quero dizer aos senhores que a minha gratidão a Deus, ao encerrar os trabalhos da sessão de hoje, eu quero dizer de que a minha voz nunca esteve tão segura como a partir deste fim de semana e início dessa semana. Que Deus seja louvado, independente do nome que se dê a ele e da religião a que pertençamos. E é isso que eu desejo a todos que nos acompanharam na sessão de hoje extensivo que a semana de vocês seja uma semana proveitosa e com a fé eu posso dizer assim: ela remove montanhas. Uma boa noite a todos. E que a fé de vocês seja cada vez mais intensa. Nada mais a ser tratado declaro encerrada a presente sessão ordinária.

 

 

 

 

Tadeu Salib dos Santos

Vereador presidente

 

 

 

 

Felipe Maioli

Vereador 1º secretário

 

 

OBS: Gravação, digitação e revisão de atas: Assessoria Legislativa e Apoio Administrativo.