Pular para o conteúdo
31/03/2020 17:21:56 - Farroupilha / RS
Acessibilidade

Ata 3984 – 18/11/2019

SESSÃO ORDINÁRIA

 

Presidência: Sr. Sandro Trevisan.

 

Às 18 horas o Senhor Presidente Vereador Sandro Trevisan assume a direção dos trabalhos. Presentes os seguintes Vereadores: Alberto Maioli, Arielson Arsego, Deivid Argenta, Fabiano André Piccoli, Fernando Silvestrin, Jonas Tomazini, Jorge Cenci, José Mário Bellaver, Josué Paese Filho, Odair José Sobierai, Sedinei Catafesta, Tadeu Salib dos Santos e Thiago Pintos Brunet.

 

PRES. SANDRO TREVISAN: Invocando o nome de DEUS, declaro abertos os trabalhos da presente Sessão Ordinária.  Solicito ao Ver. Fabiano A. Piccoli, 2º Vice-Presidente, para que proceda à leitura do Expediente da Secretaria.

2º VICE-PRES. FABIANO A. PICCOLI: Boa noite, Senhor Presidente. Boa noite a todos. Temos um convite da Secretaria Municipal de Meio Ambiente para que participemos da audiência pública sobre O futuro da água em Farroupilha. A atividade ocorrerá no dia 20 de novembro de 2019, quarta-feira, às 18h30min, no auditório do Sindilojas. Temos um convite da Escola Teatro e Dança Fábrica de Sonhos. A Marca Produções Culturais gostaria de convidá-lo para prestigiar a ‘mostra de Teatro e Dança da Fábrica de Sonhos’ que acontecerá nos seguintes locais e datas. Dia 20/11, às 20 horas, na Escola Zelinda Rodolfo Pessin; dia 23/11, às 15 horas, no CAI Odete Zanfeliz; dia 26/11, às 20 horas no CAI Senador Teotônio Vilella; no dia 28/11, às 20 horas, no CAI 1º de Maio e no dia 13/12, às 20 horas, na Escola Antônio Minella. A entrada é franca. Era isso, Senhor Presidente, o que temos para o Expediente de hoje.

 

TRIBUNA LIVRE

 

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Vereador. Temos nesta noite a tribuna livre. Esta inscrita para fazer uso da mesma o Grêmio Esportivo São Luiz e farão uso da palavra a Presidente Neusa Molon Mansan, Presidente do conselho Nelso Molon, coordenador de projetos Darci Levis, o conselheiro e engenheiro da obra Gilmar Signori por um tempo total de 15 minutos. Convido os mesmos que foram citados que venham até a mesa, fazer parte da mesa. Nesse momento, então, eu passo a palavra a Neusa Molon pode ocupar a tribuna. Fique a vontade. Tribuna livre.

SRA. NEUSA MOLON: Boa noite. Em primeiro lugar quero saudar ao Presidente desta Casa, Senhor Sandro Trevisan, aos demais Vereadores, ao povo aqui presente, às autoridades, à imprensa, aos nossos colaboradores do Grêmio Esportivo São Luiz. Nós da Associação Grêmio São Luiz estamos muito felizes por ter essa oportunidade de mostrar o nosso projeto Esporte com Educação. Há 54 anos atrás, quando o Grêmio Esportivo São Luiz iniciou suas atividades com os filhos dos sócios da comunidade de São Luiz, mas com o passar dos anos essas crianças, esses jovens, passaram e teve um tempo que crianças e jovens não tinham mais aquele entusiasmo com o esporte. Então há 20 anos que nós estamos, nós mudamos para trabalharmos com crianças. Aí surge a escolinha do Grêmio São Luiz, a primeira escola conveniada com o Grêmio Futebol Porto Alegrense e desde então as crianças foram chegando, chegando e nós chegamos ao número de 180. Essas crianças que nós temos lá, elas têm conosco a oportunidade de ter e de ser uma pessoa melhor, porque o que nós queremos com essas crianças é fazer a diferença. Então no momento que elas estão lá aprendendo uma talvez profissão talvez não, mas nós queremos formar bons cidadãos. Nós estamos trabalhando a duras penas para manter a escola e esses alunos, as acomodações. Então não é fácil, gente, nós não temos quase recurso e não temos verbas de outras coisas a não ser o nosso trabalho. Nós temos um evento por mês para a gente conseguir sobreviver. Não é fácil, mas o nosso sonho é maior. E dizem que sonho que se sonha em conjunto, de repente se realiza porque o sonho que se sonha só é só um sonho. E nós temos um sonho: proporcionar a essas crianças uma oportunidade de ser cidadão do futuro. Porque nós estamos trabalhando na prevenção, na prevenção dessas crianças, porque criança fora da escola e criança na rua vocês sabem o quê é que acontece. Então enquanto elas estão lá elas estão protegidas e estão fazendo uma atividade. O nosso sonho o nosso projeto nós pedimos a colaboração e que vocês leiam atentamente o que vocês estão recebendo porque esse trabalho que nós estamos fazendo ele é de coração, nós colocamos todo o nosso coração nesse trabalho. Então são pessoas que trabalham gratuitamente, gratuitamente, e nós precisamos de recursos sim para fazer a estrutura; então temos um projeto e sonhamos que isso se realize. Nessa nossa transformação dessas crianças e trabalhando na prevenção, porque é mais fácil e mais barato trabalhar na prevenção do que na recuperação. Aqui na nossa cidade nós temos várias pessoas e entidades que trabalham na recuperação, mas nós temos que pensar mais é na prevenção. Por que no momento que essas crianças estão crescendo e vendo alguns maus exemplos o que vocês esperam que eles sejam no futuro. Nos ajudem! Vocês vão ficar conhecendo o nosso projeto e nos ajude porque se nós fizermos a diferença para essas 180 crianças que nós temos lá muitas outras crianças nós teremos a oportunidade de dar a elas um futuro melhor e que elas vejam a vida e tenham alguma esperança. Porque muitas dessas crianças estão lá que não tem oportunidade de pagar. Então nós temos apadrinhamentos também para que essas crianças possam ser transportadas lá e ter um lanche; eles têm lanche sim todos os dias de manhã e de tarde porque nós temos colaboradores. Então mais uma vez eu peço a vocês assim que vocês ficarem mais por dentro do nosso projeto nos ajude porque a nossa fase de captação termina no final do ano e nós gostaríamos de fazer um grande trabalho. E para nossa sociedade e para Farroupilha a Associação Grêmio São Luiz que participa de várias competições leva o nome de quem? De Farroupilha. Então por favor, gente, ajude a sonhar conosco.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Neusa a nossa Presidente da Associação Grêmio São Luiz. Nesse momento então eu peço para que se dirija à tribuna o Senhor Nelso Molon, Presidente do conselho de administração do Grêmio São Luiz.

  1. NELSO MOLON: Boa noite, Senhoras e Senhores. Agradeço ao Presidente Sandro Trevisan desta Casa Legislativa e a todos os Vereadores que estão aqui. E essa nossa oportunidade juntamente com as pessoas simpatizantes convidadas aqui que estão presentes e que agradecemos então essa presença e essa grande oportunidade. Nós queremos salientar então um pouquinho deste projeto, a forma e justamente algumas características nossas né em relação quem nós somos. Uma entidade benemerente com fins de associação e que realmente busca então dentro desse projeto ‘esporte com educação’ algumas metas e essas metas é justamente buscar uma infraestrutura bem melhor tá. E este compromisso que nós assumimos que bem a Presidente Neusa Molon Mansan falou agora também, nesta formação e que aqui nós temos também esta vocação social, e nada disso seria possível se nós não tivéssemos essa grande parceria com o professor Vilson e dona Neli, que está presente aqui também, justamente que é aquilo que nós precisamos dar continuidade ao nosso projeto. Bem, essa visão que nós temos, justamente lá nessa entidade ela está voltada para uma entidade com os seus sócios, uma estrutura societária de um pouco mais de 100 sócios e que lá dentro dessa infraestrutura que nós precisamos buscar então através desses recursos que a gente promove lá aquelas festas sejam de jantares, almoços e outras formas e é uma forma de captar esse recurso. Outra forma é através de projetos né e esses projetos também que a gente inseriu, esse do projeto dentro da captação de recursos para a construção de um pavilhão, é justamente isso que nós queremos colocar que ele seja proveitoso; não basta a gente construir algo que não vai ser proveitoso. Então essa abrangência interdisciplinar que é justamente a aula. O esporte e o lazer, mas a escola que aqui nós temos também muita gente né de escola, professores aqui, primeiramente é a escola e depois o contraturno escolar lá para que essas pessoas, essa garotada, possa então não só se divertir, mas também com educação, ou seja, com uma outra aprendizagem. Essa parceria com as escolas também através desse monitoramento a criança deve estar bem na escola para depois estar treinando lá junto ao Grêmio São Luiz. São então os participantes de 6 a 15 anos, tem que haver o registro escolar e também tem que haver a responsabilidade pelo menor e essas informações constantes escolares como está aquele que está treinando lá, aquele aluno como ele está na escola né. Então nós precisamos saber por que ali que nós vamos ter uma aprendizagem melhor. E uma solidariedade em grupo que é justamente a formação desses grupos de atletas, pais e amigos que também seguem adiante em razão justamente das viagens dos treinamentos assim por diante. Mas essa dimensão do projeto também né nós precisamos buscar qualidade na instrução, não basta só ir lá para treinar precisa ter uma aprendizagem onde o professor Vilson faz os cursos fora é do CREF e também que segue para uma instrução melhor com o pessoal de Porto Alegre que vem para cá também para fazer essa sequência de aprendizagem de melhor qualidade né. Uma satisfação, um futuro profissional do esporte. Quem está lá, as crianças que estão lá também, eles estão achando que vão ser um jogador de um grande clube; é isso que eles estão lá, querem, gostam e assim essa a parte familiar também está lá para dar um apoio leva, traz, vai nos jogos né então também isso é importante né. Essa confiabilidade e ter um credenciamento com um clube de futebol né. Essa ocupação com educação é isso, essa instrução que nós devemos então ter um acompanhamento né. E a situação toda que nos preocupa bastante é uma orientação contra a drogadição nós precisamos que as crianças não sejam só jogadores de futebol, eles precisam andar na linha e justamente para que tenham uma forma de não utilizar a droga né. Então a preocupação nossa será que ela só está lá no clube do Grêmio São Luiz onde nós temos os conselheiros, as pessoas que contribuem que pagam os seus ingressos ou justamente ela passa pela família, pela sociedade, pelo Município, Estado e a União. Bem, nós precisamos ver de que como estão também no nosso município aqui que é tão peculiar com os nossos Vereadores né. Nós temos o CAPS AD e o CAISME e justamente assim no ano passado, no início do ano, nós tínhamos um dado estatístico aqui também, pelos CAPS aqui de Farroupilha, que havia em torno de 700 pacientes ativos; hoje já na quinta-feira passada através da enfermeira Daiana, que é a coordenadora lá do CAPS AD, então está com uma condição de 800 pacientes ativos, aumentou 100 pacientes, e também tem um acompanhamento de em torno de 30 a 40 pessoas lá também para esse esses atendimentos diários tá. E o que mais impressionou foi justamente de que houve um aumento considerável de pessoas de 11 a 16 anos, então pequenos onde estão indo para a drogadição. Então esta situação ela é muito preocupante na medida em que nós precisamos diminuir essa situação onde há um custo muito alto pelo Município pelo Estado e pela União e que nós queremos justamente que tenha isso aqui que estou usando: ‘o esporte não admite drogas’. Nós precisamos orientá-los desde pequenos este é o custo menor, esta é uma forma de que a gente encontrou para que tenha saúde para todos. E aqui nós temos assim alguns slides, nós vamos passar muito rápido, de como são os treinamentos lá também tá e que isso faz com que tem também meninas. Então o professor já introduziu lá alguns anos atrás né algumas meninas que estão muito bem também em campeonatos nacionais tá; os treinamentos, a garotada aí tá bem ok. E aí então eu quero deixar essa mensagem a todos. O nosso projeto que ele está calcado em pessoas que contribuam pessoas que estão e não só isso é alimentação lá também. Eu quero registrar aqui também tantos outros que colaboram, mas João Fernando Silvestrin que está presente aqui também, a Silvestrin Frutas faz um trabalho maravilhoso lá também de acompanhamento a todos têm alimentação de boa qualidade, frutas, tem uma outra padaria aqui da cidade também doando pães lá também. Então alimentação toda a garotada tem alimentação, muitos deles chegam lá com a barriguinha vazia, gente; aqui nós temos principalmente da saída da cidade aqui pessoas que vão da aula e vão para lá sem alimentação. Então a nossa preocupação não é só dar aquele acolhimento para os treinamentos, mas também dar vida a ele, saúde a eles tá gente. Obrigado.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Nelso Molon. Então nesse momento eu gostaria de convidar o Senhor Gilmar Signori, conselheiro e engenheiro da obra da Associação Grêmio São Luiz para que utilizasse a tribuna para sua explanação.  Fique a vontade Gilmar.

  1. GILMAR SIGNORI: Boa noite, Senhor Presidente, demais parlamentares Senhoras e Senhores. Pela minha qualificação fica fácil de ver qual é a minha atribuição lá no Grêmio São Luiz fui guindado a propor a construção da arquibancada, os vestiários com arquibancada. Mas primeiro preciso dizer como é que isso nasceu mais ou menos. A nossa Presidente professora Neusa disse que é a primeira escola conveniada com o Grêmio Futebol Porto Alegrense, inegavelmente o Grêmio São Luiz tem um vínculo com o Grêmio Futebol Porto Alegrense. E o então candidato, o ex-goleiro do Grêmio, Danrlei esteve uma vez em um almoço e ficou muito impressionado com o que era ali desenvolvido, uma grande massa de gremistas esteve naquele almoço e o Danrlei prometeu que se eleito Deputado tentaria conseguir uma Emenda parlamentar para que esse dinheiro viesse exatamente para materializar este sonho aí. Isso aconteceu, Senhoras e Senhores, Senhor Presidente. Então o número que me foi passado enquanto profissional era de uma Emenda de R$250.000,00, esse é o número. Bom há uns 8 anos atrás pergunte a um engenheiro, meu colega Ver. Deivid aqui, o quê que se faria com R$250.000,00? Se construiria 250 metros. O custo unitário básico da construção há uns oito anos atrás era em torno de R$1.000,00/metro. Para vocês terem uma ideia hoje em torno de R$1.800,00/2.000,00; então eu fiz um projeto muito simples. Fiz um projeto de 250 metros. 250 metros vezes R$1.000,00/metro dava os R$250.000,00. De que forma? 10X25; mais simples impossível. Do quê que nós precisávamos, Senhores Vereadores e Senhor Presidente? O Grêmio São Luiz junto com essas 180 crianças, faz muitos jogos, muitos torneios; vem para Farroupilha diversas cidades com diversas categorias dentre as quais feminina. Tem até meninas e o slide anterior mostrou isso aí. Nosso projeto: construir um conjunto de vestiários em que essas agremiações pudessem se vestir adequadamente, pudessem se trocar adequadamente porque até ontem isso era feito no ônibus e as necessidades no mato. É assim que o Grêmio São Luiz recebe ou recebia até ontem isso lá. O dinheiro veio agora durante a primeira administração do Dr. Claiton. Então o projeto abriga originalmente 5 vestiários, volta àquela imagem aí oh, com um pouco de boa vontade da para ver ali 1, 2; ele originalmente era cinco depois nos transformamos uma sala central cuja ideia é fazer ali um auditório, uma saleta de conferências. Disso tudo, o Grêmio São Luiz recebeu dos duzentos e cinquenta duzentos mil reais em repasses do município. E com esses R$250.000,00 nós conseguimos fazer parte da obra, temos hoje a estrutura disso aí pronto só do andar térreo sem arquibancada conseguimos fazer um vestiário modelo e conseguimos fazer um conjunto de vestiários que atende juízes, público masculino, público feminino, portadores de necessidade especial inclusive. O quê que nos traz aqui? Nos traz aqui exatamente o que foi explanado pelos irmãos, pelo Nelso e pela Neusa, no sentido de que posteriormente a isso com o incremento do professor Darci Levis veio a possibilidade de incrementar o projeto fazendo a arquibancada e buscar junto ao Ministério dos Esportes matricular esse projeto lá para receber dividendos provindos do Imposto de Renda, das pessoas físicas ou jurídicas. Professor Darci vai explicitar para vocês direitinho isso aí. Completamos o projeto ele está em fase de recebimento de doações do imposto devido e termina conforme Dr. Nelso disse agora dia 08/12 né professor Darci. Então nosso apelo é no sentido de que os presentes nos ajudem porque o nosso trabalho é muito meritório no sentido de que trabalhamos lá com 180 crianças e adolescentes no contraturno escolar cuja ideia está longe de formar um atleta, a ideia a primeira é formar um cidadão; a causa é o cidadão, a consequência poderá ser um atleta. Então os investimentos todos com a grana que veio estão ali foram feitos obras de infraestrutura. O projeto não é simplesmente uma arquibancada o Grêmio São Luiz adquiriu uma área contigua nós temos três campos complementares um de futebol sete, um de futebol de areia e um de futebol de grama. Para quem tem um complexo esportivo isso é muito importante, isso permite treinos e tu não castiga o campo principal. Então, Senhor Presidente, da minha parte era no sentido de dizer o que me motivou a estar presente no projeto e como foram desenvolvidas as coisas. O dinheiro, se viesse naquela época, ele veio seis anos depois, não foi suficiente não foi suficiente para fazer aquilo que se pretendia, mas eu acredito que se fez muito. Obrigado, Presidente.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Sr. Gilmar Signori. Convido nesse momento então o Senhor Darci Levis coordenador do projeto de captação do Grêmio São Luiz.

  1. DARCI LEVIS: Boa tarde. Queria então primeiramente cumprimentar o Senhor Presidente e em nome dele cumprimentar os demais Vereadores e também todos os presentes. Então nós, levando em consideração a necessidade que o Grêmio São Luiz tinha, ele nos contatou e já é para vocês terem uma ideia de que a Lei funciona de que a captação dessa forma funciona é o terceiro projeto aqui em Farroupilha que acontece dessa forma feito por nós, pela nossa equipe, e que consegue êxito na captação em 100% da captação. Este ainda nós não temos 100% da captação por isso nós estamos aqui. Mas só para exemplificar, a Fazenda Esperança já teve um projeto assim de R$270.000,00 ele não começou a construção ainda, mas foi 100% captado; a Associação de Moradores do Bairro Alvorada também teve um projeto assim aonde vai ter o projeto Florescer da Randon, 100% captado, R$256.000,00 também e esse aqui do Grêmio São Luiz R$466.000,00. Esse projeto ele está aprovado na Lei Federal de incentivo ao esporte é uma Lei que existe desde 2006 e permite que qualquer instituição, qualquer instituição que tem a palavra esporte ou desporto no seu estatuto, envie para o Governo Federal um projeto buscando aprovação e publicação no diário oficial para que a instituição possa ir até as empresas de lucro real, não são todas as empresas, tem empresas que a modalidade contábil é simples outras que é lucro presumido e outras que é lucro real. Então são apenas hoje, pelo menos na legislação atual, apenas empresas de lucro real e pessoas físicas podem destinar seu imposto de renda devido. Então o projeto aprovado, vamos verificar aqui, situação atual já foi mostrada né. Como o Doutor Nelso e a Presidente Neusa já falaram aqui 180 crianças são atendidas lá e nos finais de semana ocorrem os campeonatos. Eu não sou a pessoa mais, que tem todos os detalhes com relação ao campeonato, é o professor Vilson que está ali sentado, mas geralmente no final de semana que é o que mais acontecem são os campeonato certo Vilson. E nesses campeonatos muitos deles acontecem na instituição e nesses campeonatos veem pessoas de Santa Catarina, do Rio Grande do Sul, de várias cidades e vários Estados e muitos eventos tem fotos aí de várias reportagens. Desde 66 existe a instituição desde 2005 existe o conveniamento com o Grêmio, é escolinha, a primeira escola do Brasil que foi conveniada com o Grêmio de Porto Alegre, embora os atletas não precisam ir apenas para o Grêmio vão para o Inter vão para o Jalense como tem hoje né até a minha prima Rafaela Levis Maróstica, é para meninas também, ela já jogou na seleção sub-17 seleção brasileira e hoje joga no São Paulo; tem gente jogando no Jalense de São Paulo, tem pessoas jogando no Juventude, Mateus Ávila que já foi para o Inter inclusive né e agora joga no Juventude. Então assim embora o foco principal lá não seja exatamente a formação de atletas profissionais, o foco principal é dar uma ocupação para as crianças, mas gradativamente, naturalmente, várias pessoas se tornam profissionais e vão ser exemplo vão levar o nome de Farroupilha pelo Brasil e pelo mundo como o caso do Maurício Held que já está na Dinamarca jogando e começou lá né, Maurício Held no FC Djursland da Dinamarca. Então o quê que nós fizemos o que nós temos qual a situação de hoje e porque estamos aqui? Temos um projeto aprovado que é para concluir essa obra. Certamente todos vocês, só olhando o tamanho da obra, já conseguem perceber a grandeza disso, a grandeza de levar o nome da cidade para as pessoas que vem aqui e etc. E o valor da obra final então é R$466.120,00; aqui tem valor de obra tem percentual da Caixa Econômica como acontece com os projetos da Prefeitura sempre tem um percentual que vai para Caixa Econômica que ela que gerencia o acompanhamento da obra depois. Nós temos captado já em conta, até o momento, R$264.000,00; mas nós já temos mais alguns valores que estão 100% confirmados só ainda não estão em contas já estão sendo emitidos recibos que somam então R$341.816,00. Então nos faltam R$124.000,00 para nós termos, atingirmos 100% da captação desse projeto, ou seja, não precisou então de ajuda de Deputado ajuda de Prefeitura foi recurso da instituição que buscou. A instituição que buscou. E para incrementar essa ideia da seriedade deste projeto, eu quero já fazer um agradecimento todo especial às pessoas que já destinar recursos e às empresas até agora: ITN, Crediare que é o banco das Lojas Colombo, Grendene, Silvestrin Frutas, João Silvestrin que está aqui presente muito obrigado agradecemos muito, Conservas Oderich; Crediare, novamente no ano seguinte, Silvestrin Frutas, distribuidora de produtos alimentícios Bristot, Grendene, Benoit, e pessoas físicas: Juarez Chiele, Marcius Dal Bó e mais uma destinação que ocorreu na metade do ano da Silvestrin Frutas. Com isso nós conseguimos chegar aí a R$341.000,00. Nós temos vários estamos ainda fazendo contatos essa captação vai até o dia 8 de dezembro. Então não vai até o dia 31 como aconteceu nos outros anos. Nós não temos mais prazo de prorrogação então agora é dia 8 e acabou, por isso que nós estamos aqui pedindo o auxílio de todo mundo que tem o imposto de renda devido e aqui nós temos uma simulação, por exemplo, se for pessoa física né. O que diz a Lei? A Lei diz aqui 6% pessoa física. Então assim cada pessoa física que faz a sua declaração do imposto de renda no modo completo e aqui nós temos uma contadora, a NádiaEmer Grasselli, que depois ela pode me corrigir se eu falar alguma besteira, Nádia; a gente se encontra de vez em quando e eu quero justificar também o meu atraso eu vim de Canoas por isso, que eu trabalho lá, por isso que eu demorei. E encontrei a Nádia em eventos da CICS que a Nádia é Vice-Presidente do Conselho Regional de Contabilidade Estadual né. Então, 6% do imposto de renda devido durante o ano todo, a pessoa física pode destinar para esse projeto e depois abate do imposto de renda, ou seja, quanto que custa para pessoa? Zero. Não custa um centavo. Claro ela tira do bolso agora para destinar no prazo correto até o dia 8, mas lá em março e abril quando ela fizer a declaração ela põe o recibo oficial que nós emitimos que sai do site do Ministério da Cidadania, não é uma coisa feita por nós é o sistema do Ministério que faz isso. Então você pega de volta; se você tem imposto a receber você vai receber. Se você destino R$500,00 para o projeto, por exemplo, e você tem imposto a receber no ano que vem você vai receber 500 a mais. Se você destinou R$500,00 e você vai ter imposto a pagar no ano que vem você vai ter R$500,00 a menos para pagar né. Então é assim que funciona. E as pessoas jurídicas, 1% do imposto devido no ano todo. Então fizemos uma simulação aqui para também pedir, tem exemplos de atletas aqui que o Mateus Ávila eu comentei foi para o Inter agora está no Juventude, a minha prima Rafaela Levis Maróstica jogou na Seleção Brasileira e hoje joga no São Paulo, no sub-17 do São Paulo, SPFC mesmo, Maurício Held hoje joga, e isso aqui está no YouTube quem quiser olhar, no FC Djursland que é na Dinamarca, ele treinou lá no Grêmio São Luiz. E aqui trouxe uma simulação para os Vereadores, nós pedimos também o auxílio de vocês todos vocês podem destinar. Quanto que custa para vocês? Zero, porque depois vocês buscam de volta. Então como exemplo e novamente eu sempre recomendo que cada pessoa tem o seu contador e pode verificar isso com o contador e se certificar com relação a isso né. Então um exemplo isso aqui primeiro fonte simulador da Receita Federal. Eu vou passar depois aqui o meu número de celular tem whatsapp se alguém quiser aqui o simulador receber outras informações ou o simulador pelo ‘whats’ podemos passar sem problema nenhum. Então por exemplo eu tirei do site da Câmara de Vereadores que o salário do Vereador é R$6.118; 12 meses mais o 13º, 13 meses, dá R$79.543 por ano. Não tem décimo, bom então tiramos daqui 6.000 né vai ficar 73.000. Previdência 11% certo desconta oito mil no imposto de renda devido total pelo simulador que daí tem faixas de 22%, faixa de 27%, faixa de 12%, etc. Imposto devido total pelo simulador nove mil se tem seis mil para descontar aqui vai dar um pouquinho menos de imposto de renda pago no ano. Isso vale para qualquer pessoa física que também pague imposto de renda. 6% do imposto de renda devido total no ano 542. Então por volta de R$500,00 certamente cada Vereador pode destinar. Existe uma conta é feito uma transferência ou um depósito, se for na agência. Isso se for declaração completa. Ou se não for completa você pode torná-la completa para abater né. Porque certamente você tem outras despesas geralmente com saúde, com plano de saúde, etc., com educação de filhos, que você abate né. Então isso é do imposto de renda devido por isso que é bom olhar no simulador ou falar com o contador porque não é o imposto de renda a pagar que você vai coloca as despesas com educação que são outras despesas que podem ser abatidas né; não, é imposto de renda devido. Então por volta de R$500,00. Se nós somássemos os 15 Vereadores dá por volta de R$8.000,00 que poderiam ser destinados para o projeto. Dos 124 cairia para 116 já seria uma ajuda bastante grande, embora os valores mais vultosos sempre são de empresas né. Nós podemos ter ainda tomara que tenhamos mais valores confirmados de empresas, mas esses R$8.000,00 com certeza fariam uma diferença muito grande para esse projeto. E como eu falei, a fonte não sou eu que estou falando e o simulador da Receita Federal. Os contadores conhecem isso a pessoa que mais fala sobre isso e defende é a Nádia, obrigado, Nádia, por isso. Eu ouvi a Nádia dizer no ano passado que um milhão e seiscentos, é um dado da receita federal se não me engano se não me falha a memória, é um milhão e seiscentos que nós temos só de pessoa física, esses 6% pessoas físicas de Farroupilha. Um milhão e seiscentos no ano passado. Então este ano certamente é um valor maior. Nós estamos aqui com um projeto de R$466.000,00 poderíamos eventualmente fazer um só pessoas físicas poderiam destinar, mas isso ainda infelizmente não está totalmente, não é totalmente conhecido. Trabalhamos lá em Canoas também e lá infelizmente ainda também as pessoas não entendem isso ainda, acham, desconfiam, acham que não funciona, mas é exatamente isso pode falar com seu contador. Então o objetivo principal é esse nós temos aqui o meu telefone e o whatsapp quem quiser pedir qualquer informação extra, quer receber alguma informação do projeto, enfim, quer o link do simulador, posso passar ou as outras pessoas que estiveram aqui. Então nós gostaríamos muito de poder contar com o apoio de vocês com relação à destinação e também com relação a eventualmente se vocês conhecem pessoas de empresas que são do lucro real nós gostaríamos muito, a associação agradece né. E certamente vocês também, todos os participantes todos os presentes aqui, um dia eventualmente poderão ter algum filho, algum parente, que vai se tornar um atleta ou que vai ser retirado de uma situação ruim, que nós queremos evitar com relação aos nossos filhos e com relação a nossos parentes, porque essa criança esse adolescente um dia frequentou o Grêmio São Luiz e desenvolveu algum tipo de atividade lá. Então a minha parte é isso. Muito obrigado.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Darci Levis, coordenador de projetos de captação do Grêmio São Luiz. Eu gostaria então, a pedido da associação, que passasse o vídeo por final; Rose, por favor. (APRESENTAÇÃO DE VÍDEO) Queria então nesse momento agradecer Grêmio Esportivo São Luiz representada aqui pela Presidente Neusa Molon, pelo Presidente do conselho Nelso Molon, pelo coordenador de projeto de captação e pelo conselheiro e engenheiro da obra Gilmar Signori. Obrigado pela presença de vocês aqui nessa Casa, pelas explicações, dizer que esse trabalho é de extrema importância e relevância. E a gente nunca sabe a gente nunca consegue ter registro de algo que não aconteceu. Eu falo isso em função, por exemplo, às vezes, dos acidentes já vi alunos dizendo o seguinte, “mas se tu estava passando rápido tu bateu lá porque estava devagar, se tivesse rápido poderia ter passado e não teria batido”. Mas em outros momentos aonde tu não colidiu por estar devagar tu poderia ter colidido. E com velocidade seria fatal. Qual é a analogia nesse sentido? A analogia que a gente pode estar evitando ‘salto futuro’ digo até meu filho em um projeto desse; se estivesse na rua sem fazer nada, com tempo ocioso, quem sabe o tipo de comportamento que ele teria. Estou falando até do meu filho. Então essas crianças que estão neste tipo de projeto elas saem da rua e vão para esse projeto e, como diz o Gilmar, para se pensar em cidadão. É isso que falta. Meus parabéns. Como é Tribuna Livre hoje então pela regra da Tribuna Livre a gente não tem os Vereadores não tem direito a pergunta né. Então nós vamos, embora o protocolo já tinha passado, nós vamos continuar mantendo o pouco ainda que resta do protocolo e já tem quebra de protocolo vamos tirar uma foto Vereadores, bem rapidamente. Suspendemos a Sessão para uma foto todos concordam? Pode ser? (SESSÃO SUSPENSA) Retornamos aos trabalhos da presente Sessão. Passamos então, nesse momento, ao espaço destinado ao Grande Expediente.

 

GRANDE EXPEDIENTE

 

PRES. SANDRO TREVISAN: Convido então nesse momento o Partido Socialista Brasileiro – PSB – para que faça uso da tribuna; abre mão. Convido o Partido da Rede Sustentabilidade para que faça uso da tribuna.  Com a palavra o Vereador Alberto Maioli.

VER. ALBERTO MAIOLI: Senhor Presidente, Senhores Vereadores, imprensa. Eu aqui inicialmente também quero aqui de coração mesmo agradecer esse pessoal do Grêmio Esportivo São Luiz pelo trabalho benéfico, maravilhoso e brilhante que eles veem fazendo aqui na comunidade de Farroupilha. Eu ainda hoje quando vejo jogo de futebol ainda me dá umas coceira embaixo dos pés porque faz pouco tempo que eu parei de jogar futebol. Mas além de jogar futebol o trabalho que vocês estão fazendo, estão formando gente, formando cidadãos de bem, formando cidadãos de família, que o esporte é uma família. O trabalho que vocês estão fazendo é um trabalho maravilhoso, parabéns por tudo aquilo que vocês estão fazendo para nossa sociedade, para essa juventude. Porque hoje nesse mundo no mundo, mas muitas pessoas deste mundo estão realmente desvirtuadas da vida talvez por não ter uma oportunidade que nem vocês estão dando para esses nossos filhos de Farroupilha ter esse lugar de lazer maravilhoso. Bom, tenho um Requerimento que evidentemente cada um tem uma maneira de pensar. Eu, passou, hoje depois do ouvir a rádio, no cérebro do meu computador de quê o pessoal dos colégios estaduais de Farroupilha não aderiram à greve. Estou aqui realmente para fazer um Requerimento que diz o seguinte: ‘o Vereador signatário, após ouvida a Casa, requer a Vossa Excelência que seja enviado votos de congratulações e reconhecimento a todas as escolas estaduais do município, na pessoa de seus diretores, pela brilhante atuação em não aderir à greve dos professores na rede estadual de ensino, liderada pelo CPERS. Justamente, no término do ano letivo, entendemos que mesmo com toda dificuldade enfrentada no exercício da profissão, tal opção leva em consideração a sociedade farroupilhense e a comunidade escolar’. Sabe por que eu digo isto? Porque eu já vinha vindo de muitos e muitos anos que se passou que chega no fim do ano que falta um mês para terminar as aulas e os professores fazem greve. Não que não teria direito de fazer a greve. Claro que teria o direito de fazer a greve, porque é uma vergonha nesse Brasil, nesse Rio Grande do Sul não ter dinheiro para educação. Tanta barbaridade que estão fazendo e não ter uma reserva dos nossos governantes para a educação. Isso me deixa preocupado, mas justamente por esse motivo que eu quero fazer esse Requerimento para parabenizar os professores que estão doando a sua vida sem ganhar salário e dando educação aos nossos filhos. Que DEUS abençoe todos esses professores, e sempre digo ainda que os professores vão tudo para o céu. Por quê? Por que ser educador hoje não é fácil. Então eu quero cumprimentar os professores mais uma vez, mas não é que com isso os pais dos alunos, nós, eu quero me colocar à disposição. Nós temos que se mobilizar para o nosso Governador ver uma maneira de poder achar uma maneira de que pagasse o salário principalmente para os professores. E aqui agora quero já me antecipar que amanhã nós vamos votar um Projeto de Lei em Farroupilha, não vou votar contra, evidentemente, mas já estou começando a me preocupar. Eu vou falar agora aqui porque tenho um espaço, que não preciso falar amanhã, de que nós temos não sei quantos metros de asfalto para fazer com esse financiamento de R$5.000.000,00; mas se não dá para fazer 5.000 metros de asfalto que seja feito quatro, mas bem feito. Que sejam os fiscais que vão fazer. Porque agora vão fazer o financiamento de R$5.000.000,00 daqui dois anos, três anos, tem que fazer um financiamento de mais dois, três milhões para recuperar esse asfalto que está podre já. Isso não pode acontecer gente. Eu não sei falar muito bem, falo meio atrapalhado, mas eu falo com o coração aquilo que realmente precisaria, porque, Senhor, não gostaria de ver um dia o município de Farroupilha que não tenha mais verbas depois para poder pagar os funcionários públicos. Isso me preocupa. Eu não estarei certamente mais aqui, mas estou trabalhando porque eu inclusive até quero dizer para vocês que sou muito de brincadeira, vocês me conhece a maioria, que agora fiz uma música para quando eu vou morrer, mas só que no segundo verso estou me precavendo. Que para DEUS vou pedir longa vida porque tem muita gente que precisa de mim ainda e um dia vocês vão ter o privilégio de ouvir essa música; é muito bonita. Mas então para encerrar mais ou menos, Senhor Presidente, era essa a minha manifestação. Muito obrigado.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Vereador Alberto Maioli. Convido o Partido do Movimento Democrático Brasileiro – MDB – para que faça uso da tribuna. Com a palavra o Ver. Arielson Arsego.

VER. ARIELSON ARSEGO: Senhor Presidente e Senhores Vereadores, demais presentes. Cumprimentar as professoras em nome da professora Carmen, ela disse que não é para falar que ela foi minha professora, porque estou sem cabelo já; faz tempo, mas ela começou a dar aula muito cedo e eu fui para aula muito tarde. Acho que foi isso. Cumprimentando a todos, cumprimentar o professor Darci Levis e ele não falou aqui, mas hoje Secretário em Canoas; nós perdemos o Darci aqui em Farroupilha. Nós tínhamos mais de 140 projetos encaminhados à Brasília para busca de recursos, Vereador Jonas, me ajuda, acho que até mais. E era o que trabalhava na administração do Prefeito Pasqual e do Prefeito Baretta e que encaminhava a busca de recursos através dos projetos em Brasília. Esta pessoa que estava sentada aqui, Darci Levis, que hoje foi contratado pela Prefeitura de Canoas. Infelizmente perdemos aqui uma das pessoas que eram mais comprometidas na execução de projetos para busca de recursos. Mas logo ali na frente, eu não sei o Darci deve estar agora talvez em alguma entrevista, mas eu vou deixar registrado, a esposa dele está aqui que logo ali em 2021 ele poderá voltar ao município de Farroupilha. Eu gostaria de falar, vai ter uma audiência pública aqui da CORSAN, uma politicagem aqui dia 20, que é para resolver e ouço na rádio todo mundo falar sobre água. A falta da água, o cheiro da água, o colorido da água. Na verdade o que nós estamos vendo aqui falar sobre aquilo que já está acontecendo, mas eu não vou falar mal porque é bom as cobranças. O que não pode haver aqui no dia é alguém querer ser o pai ou a mãe da criança por aquilo que já está acontecendo, Molon. O Senhor que conhece a questão da água em Farroupilha, uma adutora que inclusive passa lá na sua propriedade. Uma adutora nova de 500 mm onde era de 300 e agora vai ser de 500. Então vai mais que duplicar o abastecimento de água em Farroupilha, e não é por causa da audiência pública que vai acontecer, porque isso já está acontecendo. Vai ter mais reservatório inclusive já compraram aí o terreno para construir para construir e um vai ser construído aqui onde tem o escritório da CORSAN. Então este  problema, gente, ele está sendo resolvido e tem prazos. E o contrato que foi feito lá na frente ainda bem que tinha um contrato, porque querem jogar para a administração Pasqual que o contrato foi mal feito. Mas que bom que foi um contrato mal feito porque pelo menos tinha um contrato, com execuções de obras. Eu vou falar que acho também que tem alguma coisa errada no contrato, mas não as palavras que usam do contrato como se fosse alguma coisa que alguém tivesse ganho dinheiro da CORSAN. Essa imagem que querem passar para a comunidade vocês que estão assistindo em casa, essa é a imagem que querem passar, mas não é verdade. A verdade é que a CORSAN está fazendo investimentos aqui em Farroupilha e nós não somos defensores da CORSAN. Nós sabemos que poderia ser melhor, nós sabemos que esta falta d’água que está acontecendo hoje não deveria estar acontecendo. Nós achamos que as pessoas que estão nos ouvindo agora vai dizer, “mas vai defender a CORSAN com a falta de água chega no sábado não tem água”. Não estou falando isso. Estou falando que já está tendo solução, que já tá tendo duplicação da água e vai ter um novo reservatório ou dois novos reservatórios. Agora eu quero ver começar a discutir aquilo que pararam esses dias que é o tratamento do esgoto. Aí eu quero ver quem é que vai ser o pai dessa criança e quem é que vai fazer começar a fazer o tratamento do esgoto. Porque está lá no contrato, mas que precisava a administração ter pulso, Prefeito Claiton, junto com a AGERGS, Ver. Jonas Tomazini que convidou a AGERGS para vir aqui, junto com a AGERGS e cobrar da CORSAN e talvez ter mudado. Mas nunca chamaram a AGERGS para falar, nunca veio aqui. Nós da bancada do MDB chamamos a AGERGS; Vereador Jonas teve a ideia. Bom, a Lei dos Caminhos de Caravaggio foi um caminho criado por esta administração na questão do turismo nós tivemos uma ideia encaminhamos a Deputado Búrigo, Deputado Estadual, e dia 20/11 o Governador do Estado do Rio Grande do Sul vai sancionar a Lei dos Caminhos de Caravaggio transformando esse ‘Caminhos’ em um roteiro do Estado do Rio Grande do Sul. Nós somos oposição, mas queremos o bem; estando lá como um caminho do Estado do Rio Grande do Sul poderá, quem sabe, no futuro entrarmos no mapa do turismo e além de entrar no mapa do turismo Vereador Fabiano A. Piccoli também, além disso, ele poderá receber quem sabe recursos. Nós sabemos que o Estado não tem nada, mas um dia ele vai ter e a Lei já está feita. Nós pelo menos a gente tem a ideia de um dia o Estado ainda melhore. Gostaria de falar um pouquinho só do Grêmio porque você já falaram tudo aqui. O meu filho jogou bola lá até foi um certo tempo fez uns treinos lá no Grêmio mesmo eu disse para ele agora tu só vai estudar; a bola teve que largar, mas jogava mais ou menos. Dizer, Vereador Alberto Maioli; que nem eu não porque se fosse que nem eu nem tinha entrado no campo. Dizer que a gente sabe da seriedade da credibilidade do Grêmio nos estivemos na administração do Prefeito Pasqual e do Prefeito Baretta por várias vezes contribuindo da forma que nós podíamos com máquinas, pessoal. Parabenizar o professor Vilson que é um guerreiro lá, a gente sabe com todas as crianças não é fácil, mas da mesma maneira com que os professores de uma sala de aula tem a sua intenção de melhorar o mundo de poder ensinar as coisas boas eu não tenho dúvidas que lá também é um caminho. O que é o Gilmar disse que fez um projeto bem simples, mas eu acho que é bom, é um projeto que pode, a partir dali, ser transformado em coisas melhores ainda né Molon. Eu sei que o Nelso não vai parar muito a Neusa agora é Presidente, mas eu sei que o Nelso não larga nunca, não tem não tem jeito, e se tentar largar eles não deixam né. Agora vou passear um pouco, mas não tem que ficar lá no Grêmio eles não deixam o Nelso sair. Então a credibilidade de vocês eu sei que aqui a TV Serra, a Rádio Miriam, o Jornal O Farroupilha vão poder divulgar isso e passar para quem sabe mais algumas empresas e ouvir o nome das empresas. A gente acaba chegando, Darci, agora que o Senhor está aqui Secretário, dizer que as empresas são quase sempre as mesmas, infelizmente. A Nádia já fez inclusive algumas palestras sobre isso na CICS inclusive conversando com os empresários, mas a gente sabe é difícil, é cultura, mas um dia muda né. Nós temos que ser persistentes e eu sei da persistência do Darci porque como eu disse nós trabalhamos alguns anos juntos. E eu gostaria agora, Senhor Presidente, eu fiz um Pedido de Informação, a bancada do MDB fez um Pedido de Informação sobre os containers adquiridos no ano de 2017, 2018 e 2019. 2017, 2018 e 2019, quantos containers tinham sido adquiridos? Para minha surpresa eu achei que era bem mais, mas não foi quase nada. Se tivessem quase não respondida aqui eu acho que era até melhor. 2017 30 containers, valor de R$38.220,00; se dividir pelos 30 dá uma media de R$1.274,00 cada um. Em 2018 adquiriram 16 containers R$29.600,00 e deu uma média de R$1.850,00 cada container. Eu não vi diferença nenhuma nos containers, mas a diferença de valor é bem alta. Em 2019, até o presente momento, R$49.400,00 o valor com 38 containers e baixou mil e trezentos de novo. Bom, nós chegamos à conclusão, no valor total de R$117.000,00 que foi durante o ano e a quantidade total de 84 unidades que foram compradas, nós chegamos numa média de R$1.395,00 cada um. R$1.395,00 cada unidade. Aí aqui nós vimos que a Prefeitura paga através da ECOFAR, maldita ECOFAR, ela paga, eu sempre falo da ECOFAR eu nunca vou nós votamos contra a criação da ECOFAR e foi errado o que fizeram no município e ainda querem pegar a CORSAN, pegar a água. Não conseguem nem dar nisso aí e querem pegar a água. Aí veio aqui R$42.000,00/mês para conservação e manutenção dos containers, lavar. Vocês viram como é que estão os containers por aí? Depois vou mostrar uma foto, duas só; se eu fosse bater foto da cidade inteira dos containers é uma vergonha; é tudo sujo, tudo quebrado, não tem tampa, não tem roda, é um é um negócio. Então R$42.000,00/mês. Se é R$42.000,00/mês ou era R$41.649,00 em 2017. R$42.700,00 em 2018 e aí 2019 a gente não tem o valor, mas estimamos que seja o mesmo que 2018, no mínimo né, mas não vamos aumentar o valor para 2019, nós chegamos em um valor total em 2017/18/19 num total de R$1.524.000,00 pagamento esse os três anos para lavar e consertar os containers. Então vejam: R$1.524.000,00 para lavar e consertar container e R$117.000,00 para comprar novos containers. Mas então se gasto um milhão e quinhentos em 3 anos para manter e para lavar os containers, quando termina o ano pega todos os containers e joga fora e bota 394 novos que é o que tem no município, em torno de 400 containers na cidade. Você vê que conta fácil de fazer? Como a matemática é tranquila né.  Pega 1.324.000 divide por 1.395, é o custo médio de cada um, chega às belíssimas 364 novas unidades por ano para colocar no município. Então 364 quatro novos containers no município se gasta um milhão e custa R$1.000,00 cada um. Não precisa mandar lavar ou se mandar lavar vamos pagar mais barato. Ou alguém aí que tenha condições daqui um pouco de abrir uma empresa ou só abrir uma empresa só para lavar container né porque dá bem viu; um milhão e meio, R$500.000,00/ano. Claro tu vai gastar um pouquinho, mas da uma boa grana por mês. Então esse era o estudo que eu queria fazer dessas, eu vou dizer a palavra aqui, porcaria de container que tem aí. Por que a imagem que nós vimos na cidade de Farroupilha, no centro da cidade, é uma vergonha dos containers. Então e é o que eu ouço por tudo mesmo. Então o que nós queremos fazer aqui, além de uma crítica, é uma constatação daquilo que tem que ser revisto e não levarmos nós como um Vereador de oposição ou alguém que queira vir aqui só falar mal da administração. Não! Dá tempo de corrigir este é o detalhe; dá tempo de corrigir. Se não quiseram corrigir agora em 2021 nós vamos corrigir, mas eu acho que tem sim condições, Vereador líder do governo, de mudar isso é uma sugestão que nós estamos deixando é uns cálculos que nós fizemos. Nós chegamos a contar os containers na cidade, um a um, passando rua por rua. E esse pedido informação nós fizemos verbalmente para que digam para nós aonde está os containers e quantos containers têm no município. Nós já sabemos, mas queremos a informação da ECOFAR. Vai vir, disse que vai mandar a informação sem precisar fazer aqui. Então eu espero que realmente venha. Como me sobra um minuto, quero falar da pintura de amarelo no centro da cidade. Me cobraram, eu disse que eu ia falar aqui na Câmara e dizer o seguinte: é inadmissível e vou dar um lugar só, esses tempos era do lado da biblioteca eu falei até que pintaram; agora vou falar de um outro lugar que é na frente da Casa de Cultura. Será que os bonitos que são funcionários da Prefeitura tem que estacionar lá? Tem ali na antiga casa do Ex-Prefeito Maggioni tem um portão que entra três carros dá para botar 3 carros de funcionários lá, além dos três carros que dá para botar lá dentro ainda eles deixam duas vagas uma para deficiente físico, deixa lá, tudo certo, mais duas vagas para estacionar os funcionários da Prefeitura e ainda diz lá assim: permitido somente com cartão não sei o quê. Fui lá estacionei e queria ver alguém vir me multar. Fiquei uma manhã só e não veio ninguém. Mas eu acho que é também uma maneira de dar uma olhada também. Tem alguns lugares até que precisa eu inclusive já pedi, mas lugar que não atrapalha o trânsito não atrapalha estacionamento nenhum fora um pouco do centro da cidade. Então acho que é um mais uma sugestão que eu deixo aqui de dar uma revisada na questão dos amarelos aqui na cidade de Farroupilha. Obrigado, Senhor Presidente.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado Vereador. Questão de ordem, Vereador Thiago? Comunicado então. Ah comunicado, Vereador Thiago Brunet.

VER. THIAGO BRUNET: Boa noite a todos. Senhor Presidente, eu solicito aos pares se assim for possível para mim que eu posso me ausentar dessa Casa temporariamente ou até o final da Sessão por uma questão de necessidade.

PRES. SANDRO TREVISAN: Senhores Vereadores? Perfeito, Vereador.

VER. THIAGO BRUNET: Abraço a todos. Nelso, grande projeto a todos aí. Obrigado pela presença.

PRES. SANDRO TREVISAN: Comunicado, Vereador Arielson Arsego.

VER. ARIELSON ARSEGO: Senhor Presidente, só gostaria de comunicar que a Vereadora Eleonora não está porque fez um procedimento cirúrgico, mas amanhã provavelmente já esteja só pediu para deixar comunicado que ela fez esse procedimento. Obrigado.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Vereador. Convido nesse momento o Partido dos Trabalhadores – PT – para que faça uso da tribuna. Com a palavra o Vereador Fabiano André Piccoli.

VER. FABIANO A. PICCOLI: Boa noite, Senhor Presidente, colegas Vereadores. Uma saudação especial aos integrantes de Grêmio São Luiz, especialmente a Neusa, Dr. Nelso, o ‘Gili’, ao Darci, a equipe que trabalha nesse belo projeto que é um projeto de formar cidadãos; formar atleta como foi dito é uma consequência, mas formar cidadão está em primeiro plano trabalhando disciplina, espírito de equipe e dedicação. Parabéns e obrigado pela presença nessa Casa. Infelizmente eu não posso contribuir porque todos os anos a gente faz declaração simplificada, então não fizemos a completa então por isso não podemos fazer. Quem sabe um dia, espero eu que sim, eu pague bastante imposto de renda para poder contribuir com o projeto de vocês. Aproveito para saudar às direções das escolas que estão aqui presentes da Escola Santa Cruz, da escola Ângelo Chiele, da Carlos Fetter, muito obrigado pela presença; saudar o Secretário Amarante. E eu vou começar com uma boa notícia que nós tivemos na semana passada depois de quase dois anos de muita briga com o Governo Federal nós tivemos o OK o prédio da UPA está definitivamente destinado ao município de Farroupilha para que ele possa desenvolver algum outro projeto a não ser o da UPA. A UPA quando foi concebida, era um programa do Governo Federal em que 50% do recurso de custeio vinha do Governo Federal, 25% do Governo do Estado e 25% do Município. No final das contas o município ia ter que botar 100% do custeio e chegou num dilema: ou investe em custeio no hospital ou investe em custeio na UPA. Foi um erro te buscado esse projeto? Pode-se abrir um debate sobre isso, mas agora o problema estava posto e felizmente o Governo Federal entregou nas mãos do município que será então transformado em uma policlínica. Nós teremos ali no prédio da UPA o SES lá do bairro América vai ser transferido para cá e também teremos um Centro Integrado de Cuidados da Saúde da Mulher e da Criança; que nós teremos então lá a sede da coordenadoria da mulher/direitos da mulher para práticas integrativas como acupuntura e auriculoterapia, planejamento familiar, consultas de enfermagem, gineco-obstétrico, pediatria, psiquiatria, nutrição, serviços de imunização e uma série de exames. Então felizmente depois de dois anos numa incansável luta onde tivemos vários agentes envolvidos na liberação desse prédio, Farroupilha então recebeu a informação de que saiu e foi publicado no Diário Oficial no dia 11/11 essa cessão para o município. Hoje, dia 18, a nossa querida Brigada Militar completa 182 anos de existência e trabalho ao povo gaúcho. Uma história que começou lá em 1837 ainda quando éramos província de São Pedro e o nome era a força policial da província. Iniciou com 19 oficiais e 344 praças. Hoje essa nossa querida Brigada Militar completa 182 anos. Então a gente apresenta o Requerimento de nº 200 para reconhecer esse valoroso trabalho que a Brigada Militar tem no nosso Estado. Queria de forma verbal, se os colegas assim concordarem e se a Casa permitir, nós enviarmos um reconhecimento à nova chefe do Estado-Maior que é a Coronel Cristine Rasbold que esteve aqui em Farroupilha há dois anos três atrás, 2017 ela esteve conosco, e hoje ela foi içada então a chefe do Estado-Maior. Nossa Coronel então vai comandar agora a Brigada Militar pelo próximo período. Então se assim os colegas permitirem e se for possível de forma verbal fazer esse Requerimento, para que possamos parabenizar a Coronel Cristine. Então no mês de outubro, nós tivemos três escolas farroupilhenses que foram agraciadas, se não me engando, foi outubro né ‘dires’, outubro, com o troféu Educacional Governador Leonel Brizola que é um dos mais importantes prêmios brasileiros de reconhecimento do trabalho que é realizado nas escolas. E não precisamos falar o porquê do nome desse prêmio, Brizola um histórico lutador da educação um amante dos investimentos pela educação; em 8 de abril de 2019 a Resolução nº 3.033 instituiu o troféu Educacional Governador Leonel de Moura Brizola. Então cabe a Assembleia Legislativa distinguir as escolas nos termos desta Norma, dessa Resolução, a congratulação destina-se às escolas da rede pública em âmbito municipal e estadual do estado que obtiveram as melhores notas de acordo com o IDEB que é apoiado pelo Ministério da Educação. E nós tivemos aqui três escolas farroupilhenses reconhecidas, mas sabemos o trabalho de todas as escolas públicas municipais e estaduais aqui de Farroupilha. Sabemos a dedicação, da entrega, das direções, dos professores, dos funcionários, que como o Vereador Alberto Maioli comentou, lutam incansavelmente para proporcionar um ambiente seguro, um ambiente agradável, um ambiente de aprendizado e ensino para nossas crianças dentro de todas as dificuldades todas as restrições orçamentárias que principalmente o Estado vem passando, os nossos professores são guerreiros são exemplos que devemos seguir. E o IDEB, que é o IDEB de 2017, que é sempre dois anos depois avaliado nós tivemos para a rede estadual a nossa Escola Carlos Fetter que foi agraciada no segundo lugar no ensino fundamental nos anos iniciais; e nós tivemos a Escola Santa Cruz em primeiro lugar tanto nas séries iniciais quanto nas séries finais e a Escola de Ensino Fundamental Ângelo Chiele pela classificação em segundo lugar nas séries finais. Temos aqui o Professor Fernando. Então, Senhor Presidente, esse Requerimento nº 166 de 14 de outubro é uma forma de nós a, Casa do Povo, de reconhecer todo o trabalho toda dedicação, friso, da direção dos professores, dos funcionários e dos alunos. Ninguém constrói uma história sozinho e a história que é construída, nessas escolas, também não é de hoje. É um trabalho feito ao longo dos últimos anos e nós temos que reconhecer, parabenizar, louvar e agradecer por vocês cuidarem tão bem dos nossos filhos, das nossas crianças. Se nós não investirmos em educação, nós não poderemos esperar um mundo melhor ali na frente, os desafios são enormes. Estava falando agora a pouco sobre a necessidade do turno integral, hoje Farroupilha tem em torno de 700 alunos no contraturno. Temos o Grêmio São Luiz que abriga 180 crianças, mas isso representa menos de 15% de todas as nossas crianças. Aonde ficam essas crianças? Com quem elas ficam? Aonde elas convivem? Aonde elas transitam? Essa é uma preocupação que os governantes precisam ter e acredito que vai estar na pauta de discussão numa próxima campanha eleitoral. Precisamos ter um olhar mais aguçado para o contraturno. Sabemos das dificuldades que temos, mas precisamos ter um investimento muito forte no contraturno. É uma preocupação que hoje nosso filho de quatro anos, vai fazer cinco, ainda temos a possibilidade de ficar com ele meio turno em casa, mas depois ali na frente, ano que vem, a gente não sabe como vai ser aonde ele vai ficar. É uma preocupação muito grande que nós temos e nós precisamos lutar, Senhor Presidente, sabemos que o Senhor vem da educação também, é uma luta que nós temos que abraçar e botar na mesa, na agenda das discussões. Então aqui as três escolas: Santa Cruz, Ângelo Chiele e Carlos Fetter, fica o reconhecimento e a gratidão desse Vereador dessa Câmara de Vereadores pelo trabalho que vocês incansavelmente e diariamente fazem. São professoras, são mães, são tias, são irmãs, são conselheiras, sabemos de todas as dificuldades que o ambiente familiar tem e que levam para dentro da escola. Não basta mais ser somente, que nunca foi somente professor; uma carga emocional muito grande se coloca a cada dia que passa dentro de uma sala de aula e vocês são guerreiras. Fica aqui os nossos parabéns e aproveite, Senhor Presidente, também para o Requerimento nº 188 para parabenizar a aluna Carolina Sachet, a professora Veri, a minha colega de ensino fundamental professora Veri Brustolin, fomos colegas e a professora Joelma pela conquista da medalha de prata na 6ª edição da olimpíada de língua portuguesa representando a Escola Santa Cruz, representando o município de Farroupilha e o Estado do Rio Grande do Sul. E agora então temos mais uma etapa, em dezembro, então, que ocorrerá a etapa nacional e poderemos obter o bronze estaremos torcendo por vocês, mas aqui é mais um exemplo da entrega da dedicação que os nossos professores têm em sala de aula, tanto é que tivemos que marcar hoje porque a agenda as escolas não dava para ser antes. Então tivemos que marcar quase um mês depois. 184, isso 184. Mas aí, Senhor Presidente, depois se os Vereadores quiserem depois no Pequeno Expediente, para que todo o mundo possa fazer o seu agradecimento também às escolas eu seguro e peço que seja votado depois no Pequeno Expediente. Então colegas Vereadores, nosso público presente, a imprensa, ao Darci que muitas vezes fomos para a Unisinos junto, fizemos muita prática junto, o Darci também é formado em física. E, Vereador Arielson, sabemos do trabalho e da dedicação que o Darci teve no governo passado foi muito importante na transição infelizmente algumas mudanças acontecem, mas sabemos de seu carinho e do seu trabalho pelo município de Farroupilha. E agora com muito orgulho está lá na Prefeitura de Canoas, desejamos, Darci, todo o sucesso para ti, felizmente conseguimos montar também uma equipe bastante capacitada. Nós temos uma profissional que veio de Nova Prata, a Ubiara Boito, que é extremamente comprometida assim como tu era e estamos com muitos projetos cadastrados também e inclusive um, há pouco tempo, iniciou as obras a praça da emancipação; e tenho orgulho de falar que lá em 2013 sonhamos com essa reforma juntamente com a Secretaria de Planejamento, Secretário Deivid, 2016 conseguimos o recurso com o Deputado Pepe Vargas e já está em obra. É mais um espaço público. Assim como lá em Nova Milano tivemos a reforma da Praça da Emancipação, a reforma da Praça da Imigração do Centenário da Imigração, a Praça da Igreja, o Salto Ventoso e outras tantas praças que nós sonhamos e conseguimos revitalizar. Levarei, Vereador Arielson, sua sugestão dos containers foi a observação que o Vereador Sandro e eu naquele dia fizemos desse valor desse alto custo; levaremos essa sugestão. E da Casa de Cultura novamente irei cobrar, o Secretário Amarante está aqui, e nós já há um tempo atrás já havia conversado com ele e foi passado para o setor de trânsito para tirar aquelas vagas em frente à Casa de Cultura, Secretário Amarante. O Vereador Arielson comentou: tirar não a do deficiente, mas aquelas outras duas que é para funcionários da casa. Também não concordo, já havia externalizado esse pedido e reforço, amanhã qualquer coisa falamos novamente porque na Prefeitura não tem vaga para funcionário e na Casa de Cultura também não tem que ter vaga para funcionário, assim como na biblioteca não teve. Cedo um aparte ao Vereador Arielson.

PRES. SANDRO TREVISAN: Vereador Arielson Arsego, um aparte.

VER. ARIELSON ARSEGO: É somente para agradecer aqui e ser justo, nós ligamos para o Secretário Amarante e no lado da biblioteca falei aqui primeiro foi pintado de branco de novo. Isto é rever aquilo que estava errado, mas foi revisto. E esse da casa de cultura, Secretário, eu acho que também tem que ser tirado, mas também eu não posso dizer que pedi em outro lugar para pintar de amarelo, mas em locais que realmente não atrapalha o trânsito ou que tem lugar para estacionar ainda no município. Obrigado pelo aparte.

VER. FABIANO A. PICCOLI: Obrigado, Vereador Arielson. E para finalizar queria deixar um abraço ao Valandro, Presidente COM, e dizer, Valandro, que aquele vídeo que nós fizemos lá junto com a Paula, com a Veri e com a Carina. E agora, me perdoem, eu espero um dia saber reconhecer a Flávia da Lu porque eu ainda não consegui reconhecer; sei que uma de vocês fez o vídeo no dia do Natal de Nova Milano estaremos trazendo a carta do Deputado que o pedido do aluno da escola será concretizado. Obrigado, Senhor Presidente.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Vereador. Convido nesse momento o Partido Progressista – PP – para que faça uso da tribuna. Com a palavra o Vereador Tadeu Salib dos Santos.

VER. TADEU SALIB DOS SANTOS: Senhor Presidente, Senhores Vereadores, Secretário Amarante. Cumprimentar aqui aos amigos do Grêmio Esportivo São Luiz, cumprimentar a essa turma maravilhosa da nossa Santa Cruz, tem um sentido especial: Santa Cruz. Quando a gente se refere à cruz a várias maneiras da gente se referir, mas a melhor maneira é gratidão acima de tudo. Vereador Alberto Maioli, eu não ia usar a palavra como o Senhor coloca: “eu não ia usar a palavra, mas vou usar”. E agradeço imensamente ao Vereador Josué Paese Filho, o meu mestre, Presidente do Progressista, também aqui na Câmara eu tenho que acatar as ordens dele porque ele líder de governo. Em resumo eu sou apenas o Vereador. Eu não sei falar muito tecnicamente, mas gosto de falar com o coração. Queria dizer ao Vereador Josué Paese Filho e também ao Vereador Fabiano A. Piccoli e ele disse no final de que aos olhos às vezes é difícil identificar quem é a Flávia e quem é a Lu. Eu quero te dizer uma coisa: complementando apenas eu consigo a identificá-las somente com o coração eu amo essas duas meninas e vocês sabem o por quê. Gratidão. Eu quero iniciar a minha fala e vocês devem notar que muitas vezes eu sou repetitivo, mas quem acompanha a TV Serra sabe o porquê que me torno repetitivo, quem lê o Jornal O Farroupilha sabem o porquê que eu sou repetitivo, quem ouve a rádio Miriam e as demais emissoras aqui de Farroupilha e órgãos de imprensa, sabem o porquê que eu sou repetitivo. Muitas coisas a nossa comunidade está tendo ciência, Doutor Nelso, porque a TV Serra está levando isso às pessoas que assistem TV Serra. A TV Serra está sendo mensageira da Câmara de Vereadores, do trabalho de todos que desempenham aqui o seu papel. Seja ele na cobrança, seja ele enaltecendo alguns fatos. A TV Serra está presente. Eu há não muito tempo atrás tive o privilégio de receber a Lu, a Luciana comigo, e eu tive o privilégio de dizer que Deus abençoasse Clóvis Zanfeliz porque os Senhores não sabem e as pessoas tem que ter essas informações. Não recebi nenhum favor político, mas recebi do seu Clóvis um emprego público aonde eu fiquei 11 anos e consegui a comprar a casa que eu moro até hoje, ficando à disposição 24 horas do dia. Tive o privilégio de poder conhecer alguém que eu amo muito. Ninguém passa para o outro lado quando deixa um legado aqui de amor, de humanidade e de respeito a maior criação do universo que é o ser humano. Tanto que nós temos a casa da criança com o nome de Odete Zanfeliz. Há pouco eu cumprimentei um menino que talvez ele não lembrasse de mim, mas eu lembro dele como um verdadeiro menino. O Darci que há tempos atrás onde eu ainda tentava fazer um nome em Farroupilha com humildade, com simplicidade, com trabalho e eu quando falaram o nome dele eu olhei e disse “puxa meu Deus”. Tudo bem que eu estou chegando há 90 anos, mas as rugas aparecem os cabelos ficam mais brancos, mas aqueles meninos que a gente viu no passado, no início de carreira e que são pessoas de boa-fé e que são pessoas que sabem o que eles querem, e querem o que existe de melhor e para todos, por isso estão na função publica em um crescimento não de causar inveja, mas de querer ele de volta na sua comunidade. E queira Deus que tu daqui uns dias esteja aí de volta. Parabéns pelo teu trabalho e Canoas do lado da grande Porto Alegre merecia ter alguém do teu nível e te tratando com respeito o qual tu és como profissional. Parabéns, meu irmão. Grêmio São Luiz. Como falar de crianças sem falar de emoção. Quero dizer a vocês que a voz está embargada não somente pela emoção, mas por alguns probleminhas de saúde. Mas Deus está sendo bondoso demais. Neusa eu sei que falando em educação eu tenho que lembrar de ti lá no seminário, aquela casa que hoje está vazia e que no passado quando lá na década de 80, que cheguei em Farroupilha, nós lembramos daquilo lá com amor com carinho e com muita saudade daquele espaço. O que eu rezo, Neusa, é que não somente o Grêmio Esportivo São Luiz tenha uma visão tão grande de educação e o reconhecimento que já vou falar da Escola Santa Cruz, entre tantas escolas que temos aqui que quem sabe algum governante um dia pense em não deixar sair de Farroupilha verdadeiras expressões como é o caso do Darci que a gente quer ele de volta aqui. Mas que possa buscar sim estudantes para Farroupilha e que lá naquele seminário, quem sabe, torna-se a Casa do Estudante. A CNEC que hoje com todo aquele espaço que tem, tem mais espaço vazio do que preenchido. E de que ela seja preenchida e que nós possamos dar a educação como o exemplo que Santa Cruz de Nova Milano deu para o Brasil, para o Estado e é exemplo nosso aqui da região nordeste do Rio Grande do Sul. Valandro, Deus te abençoa demais e tu cresceu sendo agricultor destaque aqui do nosso município não foi de graça é pela tua doação e que a gente vê no voluntariado o verdadeiro espírito de crescimento e de objetivo a ser atingido. Parabéns pelo teu trabalho que não é por ser o Presidente do CPM hoje, mas tu sempre se destacou pela disponibilidade que tu sempre teve para o crescimento da nossa juventude e os grandes cidadãos que Nova Milano formou. A Flávia e a Lu, assim me permita te chamar de Lu, vocês sabes eu iniciei dizendo o quanto eu amo vocês; o quanto amo a escola que uma esteve à frente e que a outra está à frente hoje. E assim eu quero que vocês levem essa mensagem a todos desde a direção até aquele que usa a vassoura e o recolhedor daquilo que nós proporcionamos. Vereador Arielson, parabéns! O Senhor é técnico em algumas coisas e eu já lhe disse que talvez eu não consiga chegar a 10% da sua sabedoria e de tudo aquilo que de bagagem que o Senhor tem, mas quero lhe cumprimentar também pela sua dedicação quando vêm os desafios e nos apontam algumas coisas. E quero dizer aos Senhores, já temos aí dois minutos e meio, que eu imaginei que eu não conseguiria falar os 15 minutos, mas eu estou aguentando aqui. Eu queria dizer de que tomara que apareça daqui uns dias, porque o tempo passa muito rápido, se nós dissermos aqui que no ano, que vem apareça alguém com coragem para se candidatar a resolver problemas que registre em cartório um plano de governo que seja plausível para a comunidade de Farroupilha e que seja executado. O que vier a mais é o que Farroupilha merece. Quero dizer de que não é que eu seja tão leve assim né, marajazinho Paulo, que está ali nos ouvindo, bombeiro de uma classe que fala em vida. Falar em vida é agradecer a Deus acima de tudo. Mas que nós não venhamos aí a ter promessas que não possam ser executadas e que nós façamos de Farroupilha um verdadeiro exemplo e que possamos contribuir, e humildade cabe em qualquer lugar até mesmo para quem tem muita coragem, a humildade ainda prevalece. Vamos discutir daqui a pouco nessa Casa, abertura quem sabe de mais alguma Secretaria entre outras coisas. O que eu peço para os Senhores, para encerrar, iniciei falando aqui da mensageira TV Serra; quem sabe o Leandro tenha um tempo também, tire um tempinho a mais para dar a sua contribuição para a comunidade e venha numa terça-feira acompanhar a discussão de alguns projetos que trarão informações preciosas para nossa comunidade. Senhor Presidente, muito obrigado pelo tempo. Parabéns, São Luiz, queria cumprimentar aqui a Nádia, não sei se ainda está por aí, mas é uma das referências também e tantas outras pessoas e a cada um que estão aqui. Que DEUS esteja no coração de cada um. Boa noite a todos, muito obrigada.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Vereador. Convido nesse momento o Partido Social Democrático – PSD – para que faça uso da tribuna. Com a palavra o Vereador Sedinei Catafesta.

VER. SEDINEI CATAFESTA: Senhor Presidente, primeiro quero aqui cumprimentar os que estão presentes nessa Sessão e talvez vão estranhar, o Ver. Catafesta vai ler todos estes documentos? Não aqui é um breve histórico de 4 meses que estou nessa Casa e que aqui conta também um pouco do desperdício do dinheiro público em uso de papel. Primeiramente estamos se aproximando nos próximos dias de uma eleição desta Casa aonde vamos eleger a nova Mesa Diretora para 2020. Eu como Vereador e direito a voto, quero ouvir dos pré-candidatos à Presidência o que tem para essa mudança para 2020 aonde vamos cortar ainda mais os custos dessa Casa que ela já leva o nome no Estado do Rio Grande do Sul de uma das Casas do Povo mais enxuta. Mas o desperdício ainda continua na impressão de cada documento apresentado pelos Vereadores, seja ele Requerimento, seja ele Projeto de lei que vem do Executivo. Estamos em um momento de muita tecnologia e é o momento desse parlamento ter como instrumento algo digital, algum tablet ou um computador para que a gente possa evitar o desperdício do dinheiro público na parte dos papéis. Também quero ouvir dos próximos pré-candidatos a Presidente dessa Casa algo que venha a economizar do que se fala do aluguel. Estamos aqui gastando quase um milhão de reais em uma legislatura, em aluguel nesta Casa que não é uma casa própria do Legislativo e sim alugada aonde esta Casa, Senhores e Senhoras, por muitos e muitos Projetos de Lei, aprovou-se doação de terras para várias outras entidades ou empresas. E a entidade do povo que a casa do povo não tem a sua terra, não tem ainda o seu lote, não tem ainda a sua estrutura física para evitar esse desperdício no aluguel que é bastante. Estamos falando aí quase um milhão, um milhão e pouco, em quatro anos. Então é esse os dois fatores que eu quero ouvir para ter meu voto, caso contrário venho aqui e não votarei em nenhum e nem outro que não tem argumento na hora de apresentar a sua chapa. Então já deixo registrado esse início do que eu preciso ouvir dos nossos pré-candidatos. Sei da Vossa Excelência fez um belo trabalho, os demais, mas é hora de evoluir ainda mais buscar ainda mais a economia dessa Casa. Quero aqui cumprimentar o Grêmio São Luiz que tenho um carinho um apreço e quando estive de Secretário Municipal deste governo que aí se encontra, dentro do possível estivemos sempre de portas abertas para atender a entidade e as demais. Eu digo dentro do possível porque ser Secretário e não ter orçamento não é fácil é complicado. E venho aqui estudando o orçamento, que veio na quinta-feira, para 2020 e dentro da Secretária de Esportes mais uma vez o esporte está então não sendo muito bem contemplado e estaremos apresentando aqui uma Emenda no que se refere ao FUNDEL. O FUNDEL com vinte e dois e quinhentos não faz esporte, tu não atende as entidades. Eu estive lá presente nesses dois anos e seis meses é difícil tu dar um amparo necessário às entidades com orçamento muito pequeno enquanto tem aí muitas entidades que venham aqui apresentam um belíssimo trabalho transparente dedicado com a comunidade neste momento que o poder público tem que dar um aporte, tem que apoiar neste momento está falhando e falhando muito. Então estaremos apresentando e peço a essa Casa é demais Vereadores que estudem a Emenda que estaremos apresentando também para o esporte e também para habitação. Vocês vão analisar o orçamento aonde fala da parte da habitação. A Secretária Glória esteve aqui há uma semana, duas atrás e deu um belo de um relato para que possamos tirar aquele povo querido carente que ali estão nas áreas das invasões do município de Farroupilha, dentro do orçamento que está aqui na minha mão há contemplado R$2.000,00. Claro que é uma abertura de rubricas, mas a bancada do PSD estaremos apresentando uma Emenda líder de governo para que no mínimo no mínimo 3 a 5 milhões possa estar sendo contemplado para que possamos dar dignidade àquele povo que estão ali não por que querem. Estão ali porque não tem para onde ir. Se passa governo e nada se faz. Apresentei o relatório de um valor mínimo de aquisição de um terreno em Farroupilha, mínimo, R$97.000,00 R$83.000,00 e R$96.000,00. Quem esta lá naquelas condições não tem condições mínimas de comprar um terreno. E precisamos esta Casa precisa olhar com os olhos atentos a essa necessidade desse povo que está lá. Com chuva molhando dentro não tem um banheiro para suas necessidades, as crianças fazem suas práticas esportivas na rua, no esgoto a céu aberto. E aí cadê o amparo dentro do orçamento? O Ver. Catafesta está criticando? Ver. Catafesta está falando o que é real. Nós chegamos em casa nossa casa não molha, mas eles lá é chuva é sol é frio é dentro da sua casa. Precisamos porque melhorando aquela situação habitacional todos os bairros arredores vão ter um outro aspecto é uma outra qualidade de vida para todos. Então é um dos nossos apontamentos também previsto no projeto nº 72 do orçamento que está na mesa de Vossa Excelência chegou na semana passada. Falei então do nosso orçamento dentro do orçamento é R$3.600.000,00 para a Câmara de Vereadores.  Então desses R$3.600.000,00 já desconta aí o aluguel e também todos os custos que tem o Poder Legislativo se torna, Ver. Deivid, que apresentou no último mês o relatório a Câmara de Vereadores Farroupilha uma das mais enxutas. Isso é o trabalho de anos, mas temos sim que evoluir para que possamos colocar mecanismos, funções novas dentro do parlamento para que possamos economizar ainda mais. Hoje estava lendo uma matéria e aqui tem as professoras ainda eu quero saudar todas vocês que estão aqui tanto da área educação do município e também as que fazem parte da educação estadual. O Governo do Estado nos últimos dias apresentou o esboço de projeto e esse esboço de projeto prevê então mudança no estatuto do plano de carreira do magistério, prevê mudança também na previdência na parte dos servidores da área da segurança pública e estava tudo dentro de um único projeto ou um pré-projeto. Agora o Governo Leite dividiu em alguns projetos e no dia 13/11 apresentou a Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul as modificações previstas dentro do estatuto dos servidores e aonde sangra o professor, aonde sangra o nosso policial civil o nosso policial militar o nosso bombeiro. Sangra por quê? Porque é neles que o corte vai acontecer. É no magistério que vai acontecer. Isso devemos ficar atentos e os nossos Deputados Estaduais a matéria que saiu há pouco no Clic RBS/Gaúcha ZH é que com o déficit de 5,2 bilhões no Rio Grande do Sul o Governo Leite promete 55 milhões em Emendas aos Deputados Estaduais para votar no pacotão, para votarem no pacote de medidas. E aqui fala: cada parlamentar poderá receber e definir para onde destinar seu recurso de um milhão cada um. Entenderam? O que foi feito em Brasília no período das votações de impeachment ou não impeachment vem para aqui também está aqui na Assembleia Legislativa. Tu vota, tu ganha, se tu não vota tem os cortes. E aí também semana que vem estarei novamente reapresentando, e a Doutora Eleonora não está hoje na Casa atendendo o pedido dela, como líder da bancada do MDB, eu retirei a nossa Moção de Repúdio contrário ao pacote de medida do Estado Governador Leite e agora sim com os projetos todos eles denominados também com seu número cada um especificado, estaremos aqui apresentando novamente essa Moção de Repúdio contra essa votação do jeito que foi apresentado para os Deputados. Não estou aqui dizendo que não tem que ter medidas de mudança no Estado, tem, mas não do jeito que foi apresentado e os Deputados Estaduais possam analisar e ver aonde pode ser mudado, aonde não pode. Porque o direito que foi constituído é o direito de cada. O militar arriscou sua vida ele estudou ele buscou graduações para estar aonde ele está hoje e o professor não é diferente; o professor foi lá se formou, buscou suas qualificações se informou buscou conhecimento para aplicar na sala de aula e aí vamos colocar todos com o piso nacional do magistério. É isso que prevê o projeto. Tem que ser analisado com muito cuidado para que os nossos professores e os nossos agentes da segurança pública, duas funções como disse o Ver. Alberto Maioli fala muito da área da educação, não tenha dúvida é o que forma todos os cidadãos e cidadãs de bem desse Brasil. E eu parabenizo cada um dos nossos professores pela profissão escolhida e pelo trabalho que vem em prol dos nossos alunos, das nossas crianças. Com frio sem frio está lá o professor todos os dias na sala de aula. Chega também uma mudança de um projeto a essa Casa que é o nº 74 para que possamos analisar a criação de mais uma Secretaria. Então agora é a Secretaria Municipal de Segurança Pública, Transporte e Mobilidade. Mobilidade a gente tem que pensar muito no planejamento e agora está dentro dessa Secretaria de Segurança. Tem que se analisar no momento difícil da economia do país aonde aqui têm entidades que vem buscar recurso do Poder Público e a gente está aqui prestes a fazer então um voto sim ou não a uma nova Secretaria. Eu deixo aqui a comunidade estarei apresentando uma enquete também para que o povo decida. É a favor ou é contra a nova Secretaria. Se o povo decidir a favor, vamos votar a favor, se o povo disser que não é o momento nós, eu falo pelo PSD, votarei contrário por que o nosso mandato é do povo. E a gente tem que ouvir as reivindicações do povo, a opinião do povo que é esse que está ali fora no dia a dia vendo a real necessidade do nosso município. Registro, Presidente, no dia 01/11 finalizamos então a entrega de um valor de R$300.000,00 para a 8ª etapa da pista de caminhada para Caravaggio. Esse é um trabalho de anos que vem vindo desde que o líder de governo Ver. Fabiano A. Piccoli foi Secretário de Turismo e lá tivemos também o prazer de colocar R$250.000,00 e agora mais R$300.000,00 do Deputado Danrlei que também auxiliou o Grêmio São Luiz do passado gostaria de estar auxiliando, mas há um contratempo entre a entidade ter a terra e não ser uma terra municipal isso também tem esse contratempo de poder colocar mais esse recurso, mas não impede, Nelso, de um dinheiro vir para o município e um acordo entre o governo uma destinação de um recurso maior do que a gente teve aí no período da Secretaria colocando que é o que tinha. Gostaria de por mais? Sim, mas não tinha mais. Dentro do possível colocamos o quê tinha. Então registro esse valor de R$300.000,00 que entra para o município, R$286.500,00 tirando já o desconto da Caixa Federal que eu acho um absurdo. O Governo manda o dinheiro e o governo já pega metade quase do dinheiro antes de cair no cofre ou uma porcentagem. De R$300.000,00 entra R$286.500,00; o próprio governo que manda e o próprio governo que já tira. Ah a Caixa tem que administrar o projeto, mas a Caixa é do Governo. Então é coisas que não dá para entender. E aumentaram a porcentagem, aumentaram vinte quatro mil reais fica para despesa de contrato. Então imaginam quantos milhões e milhões e milhares e milhares de dinheiro ficam nessa instituição dos outros municípios que vão captar recursos, e aqui teve o Darci que trabalha nessa área e sabe do que estamos falando, que é o certo tem que ficar o valor então destinado. Presidente, eu quero aqui antes de terminar meu tempo apresentar um breve vídeo do que eu vou falar no próximo momento sobre o que precisa ser feito no centro da cidade. Aqui é 14h30min não dá para transitar é carga/descarga não tem o regramento mais que no passado já teve. Hoje com os fiscais que têm a Prefeitura Municipal de Farroupilha tem que ser feito uma modificação então no nosso código de mobilidade urbana aonde possamos colocar horários de carga/descarga. Está uma cidade sem dono. Da 13h00min até às 15h00min/16h00min é assim, não tem; aqui estou falando da Independência, mas isso acontece na Coronel Pena. Eu sei, já fui empresário, sei a necessidade da carga chegar naquele momento, mas tem que saber que tem outras pessoas que precisam utilizar o trânsito da cidade e como está aí está uma bagunça. Aqui o Requerimento Presidente é o nº 207 para que o Executivo possa analisar, fazer um estudo e ver através do nosso código de mobilidade urbana a modificação e sim colocar o tempo de carga/descarga dentro do centro da cidade. Obrigado eu volto no meu espaço, no Pequeno Expediente.

PRES. SANDRO TREVISAN: Colocamos em votação no Grande ainda esse Requerimento nº 207.

VER. SEDINEI CATAFESTA: Pode ser agora.

PRES. SANDRO TREVISAN: Então no final do Grande Expediente. Nesse momento então convido o Partido Democrático Trabalhista – PDT – para que faça uso da tribuna. Com a palavra o Vereador Deivid Argenta.

VER. DEIVID ARGENTA: Obrigado, Senhor Presidente. Boa noite colegas Vereadores. Boa noite também ao pessoal do Grêmio São Luiz ao Molon, Neusa, ao Levis, ao Vilson que foi meu professor também no Brasil de Farroupilha, e eu só não me tornei jogador porque eu era ruim tá se não me tornaria, e ao Gili que saiu já também que tenho certeza que vocês estão na mão de um excelente profissional de engenharia, meu colega Gili. E cumprimentando, digo também da importância quando o colega Vereador Fabiano A. Piccoli cita o contraturno o Grêmio São Luiz é um excelente contraturno já né que nós temos em Farroupilha, como temos outros contraturnos ligados ao esporte que são fundamentais na sociedade de Farroupilha. Então parabéns pelo trabalho de vocês. Eu acompanhei parte do drama da Emenda dos R$250.000,00 na época; se trouxe uma Emenda para Farroupilha não se poderia usar Emenda por ser um local privado tem que ser local público. Então se tinha um compromisso de que se fosse revertido acho que essa Emenda foi usada na pista de caminhada inclusive de que seja revertido esse recurso posterior de R$250.000,00 então ao Grêmio São Luiz e aí foi uma luta para conseguir o recurso. Acho que foi mais de um ano que eu lembro que o Molon, a Neusa e o Gili vinham lá na Prefeitura para tentar viabilizar esse projeto que havia sido criado uma expectativa já na sociedade. Havia sido criado o projeto estava pronto, que nem o colega Signori, colocou e infelizmente o recurso não foi suficiente por que se passou um período de tempo e acabou se perdendo; na verdade o CUB subiu e acabou se perdendo parte do projeto né. Mas tomara que se conseguimos agora alcançar esse valor necessário para concluir essa importante obra. Quero cumprimentar também as escolas aqui presentes e colocar também que vivi minha infância próximo ao Ângelo Chiele, sou do bairro São Luiz e sempre foi uma indignação a questão da pavimentação daquela escola, da não pavimentação na verdade e antes de vir para a Câmara, em abril, apresentamos um projeto lá no planejamento que veio para Câmara para permutar um lote para pavimentar aquelas ruas a 13 de Maio e a outra assim como outras ruas da cidade. Isso foi aprovado aqui pelos colegas Vereadores foi licitado já tem um vencedor e em breve devemos ter pavimentação lá o que é um ganho. Acho que se faz tanta pavimentação onde às vezes não é necessário e as escolas, a da Santa Cruz agora também através de uma Emenda, e as escolas que são tão importantes onde passam crianças onde comem pó na educação física são deixadas de lado. Então tem que se ter uma visão mais harmônica da cidade e as escolas são fundamentais são o primeiro lugar. Então felizmente isso vai acontecer nos próximos dias a pavimentação nesses locais. Cumprimento também a imprensa e em especial a Mônica e o pai Paulo que estiveram aqui no Vereador por um dia no qual vou apresentar um Requerimento logo logo. Também quero falar sobre a questão do trânsito. O Secretário Amarante estava presente e me colocou que toda a questão de trânsito e faixa amarela vai ser revista agora nos próximos dias, porque realmente é muita faixa amarela. Quando era uma faixa, duas vagas de estacionamento amarela, três, era uma coisa; hoje a gente tem uma farmácia a cada 30 metros e toda farmácia quer uma vaga de faixa amarela. Então o centro da cidade 40% tá tomada de vaga de faixa amarela. Tem a questão da legislação do idoso e do deficiente que tem que ser respeitada, mas as demais vagas tem que ser revista e o Secretário Amarante me confirmou que vai ser feito, inclusive com a questão da carga/descarga sugestão também do Ver. Catafesta. Ele colocou que vão, então, devido ao pedido fazer esse estudo para que seja revisto. Eu trabalho em um local Ver. Catafesta onde tem uma padaria embaixo e tem uma placa bem grande dizendo na porta da padaria: ‘recebemos mercadoria somente até às 11 horas da manhã’. Se tu bater as 11h05min eu vivenciei isso porque eu trabalho perto eles não abrem então isso tem que ser costume. É uma questão que “ah eles tem que receber a mercadoria” é questão de se acostumar, hábito. A mercadoria pode chegar sim até certo horário da manhã até às 10h até às 11h e depois se proíbe a carga/descarga nesses locais centrais. Acho que é possível sim e também concordo Vereador Catafesta contigo com a questão de mobilidade não é só segurança, é fluidez, é uma série de outras situações, por isso que o nome mobilidade deveria, ao meu ponto de vista, estar ‘linkado’ ao planejamento sim e não a segurança, mas isso se discute num próximo momento. Também coloco a questão da luta do salário dos professores, o pouco que eu li e essa semana me inteirarei mais do que está acontecendo no Estado, mas é uma luta de todos nós né não é só dos professores. Quando a gente vê os professores lutando muitas vezes a gente “ah não é com nós”, mas é uma luta da sociedade. Acho que se nós aqui no Estado não lutarmos pelos nossos professores independente se é Municipal ou Estadual daqui 20 anos que a educação nós vamos ter? Eu me lembro que eu ouvia quando era menor a educação no nordeste que precária que era, será que nós queremos chegar assim daqui 20, 30 anos ou não? Nós temos que tomar uma medida, nós temos que tomar uma atitude e ter postura no posicionamento para que isso não ocorra aqui no nosso Estado. E eu vou apresentar então, colegas, o Requerimento nº 204/2019 em conjunto com o Vereador Alberto Maioli que me permitiu fazer o uso da palavra para ler o Requerimento, obrigado, Vereador Alberto, que é uma sugestão da Mônica Fernanda de Almeida, do Colégio São Tiago, e da Juliana Bardemaker Pereira, da Escola Municipal Oscar Bertholdo, no Projeto Vereador Por Um Dia. Que projeto é esse? Então isso já foi apresentado no dia do Projeto Vereador Por Um Dia e agora está sendo apresentado como sugestão de Projeto de Lei. Ele na verdade altera a composição do Conselho da Juventude do Município de Farroupilha; hoje o Conselho tem 12 vagas, as 12 nomeadas pelo Poder Público pelo Prefeito Municipal. E a proposição das duas alunas que foram Vereadoras por um dia, é que se torne mais democrático essa escolha através de um edital público exposto no site da Prefeitura para eleger seis desses doze cargos democraticamente. Então o Conselho seria formado por 12 pessoas da mesma forma, seis nomeadas pelo Prefeito, as outras seis eleitas pelos colégios pelas escolas pelos grêmios estudantis sendo dessas seis três do gênero masculino e três do gênero feminino. Essa foi a proposta da Mônica e da Juliana, proposta muito inteligente que hoje eu trago então para votação e como já estava na Casa esse processo, já foi apresentado pelas duas no dia, eu peço que se possível votarmos hoje esse Requerimento é uma sugestão simples, mas que pode ajudar bastante a questão da juventude. É nas escolas que as coisas acontecem, se viu isso no dia do Projeto Vereador Por Um Dia quantos projetos bons vieram para a Casa. Quantos apareceram significativamente relevantes para o município e como é bom ouvir a comunidade e elas hoje trazem essa situação para discutir a juventude onde se deve nas escolas também. Então peço que bote, se pudesse botar, em votação.

PRES. SANDRO TREVISAN: Perfeito. No final do Grande Expediente colocaremos todos os Requerimentos apresentados.

VER. DEIVID ARGENTA: Era isso Senhor Presidente. Obrigado.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Vereador. Nesse momento então colocamos em votação o Requerimento de nº 203/2019 formulado pelo Vereador Alberto Maioli. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado pelos Senhores Vereadores aqui presentes, todos os presentes, vale registrar a ausência do Vereador Thiago Brunet e da Vereadora Eleonora Broilo; já foram justificadas as ausências. Subscrito por PSB, PP, PSD. OK. Agora então em votação o Requerimento de nº 207/2019 formulado pelo Vereador Sedinei Catafesta. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado por todos os Vereadores aqui presentes com a ausência dos já citados anteriormente. Com a concordância então dos Senhores Vereadores como esse já foi apresentado há um tempo né no dia do Vereador Por Um Dia podemos colocar em votação então o Requerimento nº 204 que trata então de uma sugestão de Projeto de Lei. Tudo bem, Senhores Vereadores? Então em votação o Requerimento nº 204/2019 apresentado pelo Vereador Deivid Argenta, vale salientar que o presente projeto é dividido na autoria do Vereador Deivid Argenta e do Vereador Alberto Maioli. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Encaminhamento de votação, Vereador Josué Paese Filho.

VER. JOSUÉ PAESE FILHO: Obrigado, Senhor Presidente, Senhores Vereadores, demais pessoas que estão nos assistindo nessa noite. Só para deixar claro esse projeto, sugestão de projeto, esse Requerimento nº 204/2019 na realidade ele foi apresentado no dia do Vereador Por Um Dia. Ele foi protocolado agora dia 18 né que vai ser votado então só para não abrir uma brecha, vamos dizer de apresentar um Requerimento Sugestão, né em uma próxima oportunidade, que tem um acordo na Casa que tem que ficar uma semana não está no Regimento Interno, mas é um acordo entre os Vereadores; mas essa aí já foi apresentado ainda lá atrás então votamos a favor do Projeto.

PRES. SANDRO TREVISAN: Perfeito, Vereador. E nesse sentido eu sempre estarei nesse sentido a favor do acordo que foi firmado e só pedi para os Vereadores que pudéssemos votar hoje em função dele ter sido apresentado já há um bom tempo. Encaminhamento de votação, Vereador Alberto Maioli.

VER. ALBERTO MAIOLI: Senhor Presidente, eu também quero aqui só também cumprimentar o amigo Ver. Deivid Argenta que tem apresentado esse Requerimento como Projeto de Lei de sugestão que foi pelas meninas Mônica, que se encontra aqui presente. E a Juliana, que bom, parabéns. Então é uma coisa muito importante, muito preciosa que é realmente tem que fazer aquilo que é de merecimento que a juventude tem que começar a ter seus espaços para discutir dialogar para avançar nesse Brasil amado. Então eu quero só cumprimentar o Ver. Deivid Argenta por ter apresentado o Projeto de Lei e eu fico feliz por ter participado junto e Parabéns para vocês duas por ter feito esse Projeto de Lei como sugestão. Obrigado, Senhor Presidente.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Senhor Vereador. Então encaminhamento de votação Vereador Jorge Cenci.

VER. JORGE CENCI: Senhor Presidente e colegas Vereadores. Quero saudar a todos que estão aqui presentes. Pessoal do Grêmio São Luiz, pessoal da Escola Santa Cruz, o Secretário Darci Levis lá de Canoas, professor das alunas que sugeriram né essa alteração no Conselho da Juventude e também parabenizar aos proponentes em si. Nós nos somamos sim acho que é importante sim às vezes essa cedência né porque não pode ser só estanque, as questões. Tínhamos um acordo né que seria apresentado, mas nós já tínhamos conhecimento da sugestão do projeto e nós nos posicionamos favorável a esta sugestão e nos somamos a ela. Obrigado, Presidente.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Vereador. Então em votação o Requerimento nº 204/2019 apresentado pelo Vereador Deivid Argenta registrando aqui que o presente projeto é de autoria dos Vereadores Deivid Argenta e Alberto Maioli. Os Vereadores que estiveram de acordo permaneçam como estão. Aprovado pelos Senhores Vereadores com a ausência do Vereador Thiago Brunet e Vereadora Eleonora Broilo. Subscrito por? PP, todas as bancadas? Subscrito por todas as bancadas. Passamos então ao espaço destinado ao Pequeno Expediente.

 

PEQUENO EXPEDIENTE

 

PRES. SANDRO TREVISAN: A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra Vereador Fabiano André Piccoli.

VER. FABIANO A. PICCOLI: Obrigado, Senhor Presidente. E rapidamente então passamos peço que o Senhor coloque em votação o Requerimento nº 166 na qual parabenizamos e agradecemos às escolas de Ensino Fundamental Santa Cruz de Nova Milano, à Escola de Ensino Fundamental Ângelo Chiele do bairro São Luiz e a Escola Estadual de Ensino Fundamental Carlos Fetter pelas conquistas no troféu educacional Governador Leonel de Moura Brizola. Peço que o Senhor também coloque em votação o nº 184 na qual parabenizamos a aluna Carolina Sachet e as professoras Veridiana Brustolin e Joelma Casa, então pela conquista da medalha de prata na 6ª edição da olimpíada de língua portuguesa. E também o Requerimento nº 200, na qual reconhecemos o trabalho da Brigada Militar pelos seus 182 anos de existência. Obrigado, Senhor Presidente.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Vereador. Podemos colocar em votação em bloco? Bom, em votação o Requerimento nº 166 e nº 184 e nº 200 também. Pode ser em bloco Senhores Vereadores? Então em votação os Requerimentos nº 166, nº 184 e nº 200 formulado pelo Vereador Fabiano A. Piccoli da bancada do PT. Os Vereadores que estiveram de acordo permaneçam como estão. Encaminhamento de votação, Vereador Jorge Cenci.

VER. JORGE CENCI: Senhor Presidente. Apenas para reforçar que nós nos somamos a essas congratulações, Ver. Fabiano A. Piccoli, parabéns pela sua iniciativa e é assim que se constrói. Parabéns a todos e continuem nessa caminhada trazendo conhecimento para os nossos pequenos e talvez para os nossos grandes também. Parabéns a todos. Obrigado.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Senhor Vereador. Em votação então os Requerimentos nº 166, nº 184 e nº 200 formulados pelo Ver. Fabiano A. Piccoli. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado por todos os Senhores Vereadores. Subscrito por todas as bancadas. Registrando então a ausência do Ver. Thiago Brunet e da Ver. Eleonora Broilo. Então nesse momento a gente gostaria de fazer a entrega: Senhor Fernando Pegoraro, diretor da Escola Municipal de Ensino Fundamental Ângelo Chiele, por favor. Senhores Vereadores eu acho que vocês tiram a foto e eu vou chamando. Senhora Luciana Zanfeliz, Heloísa Paganini Citron do Amarante. Carolina Sachet, Veridiana Brustolin, que agora são do Colégio de Nova Milano, e Joelma Casa. Retornamos então ao trabalho da presente Sessão. Agradecer então a presença dos colégios Santa Cruz, Ângelo Chiele e Carlos Fetter. Muito obrigado pela presença. A palavra continua à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Josué Paese Filho.

VER. JOSUÉ PAESE FILHO: Obrigado, Senhor Presidente. Agora eu quero cumprimentar as professoras, as alunas que já se ausentaram, a imprensa, o jornal O Farroupilha, rádio Miriam, TV Serra, e um cumprimento especial ao pessoal que está representando o Grêmio São Luiz. Eu estive falando agora com o, sempre confundo o nome dele, o Darci Levis, eu fui lá pedir mais uma explicaçãozinha do que ele apresentou aí sobre o imposto de renda. Quero deixar dito agora aqui para o Grêmio São Luiz, para o Molon, para a Neusa, a Presidente, que amanhã mesmo eu estou indo no meu contador e dentro do possível, o que a Lei me permite, eu já vou fazer amanhã ou durante a semana. Que muitas vezes a gente não faz até por falta de informação, até dos próprios contadores podem fazer isso podem fazer aquilo, mas amanhã vou falar com o meu contador e dentro do possível, eu não sei se posso passar 300/500 ou a quantia que disser lá; pode fazer e estarei fazendo. Aí até o Levis falou que vai me passar pelo ‘whats’ o número da conta no Banco do Brasil, para mim fazer o depósito então e depois adiante vamos buscar de volta o dinheiro. Seria Brasília, porque se vai a Brasília não volta mais. Então já vamos deixar ele por aqui mesmo né. E vai lá para o Grêmio São Luiz. E parabéns pelo trabalho de vocês lá, inclusive, meu neto Henrique teve uma passagem lá pelo São Luiz agora escolheu um outro esporte que é o padel, largou do futebol foi para o padel. No mês passado inclusive foi para Castelan na Espanha com a seleção brasileira e ficaram lá nas oitavas de final, mas foi o primeiro ano foi uma grande experiência. E isso também ele levou lá do Grêmio São Luiz uma experiência dentro do esporte. Parabéns pelo trabalho de vocês. O Ver. Arielson falou na tribuna dos containers realmente tem que ver essa situação, a coisa realmente está terrível, mas também quero deixar aqui registrado se vocês passarem agora quando sair daqui, na Rua Independência aonde era a antiga Quero-Quero, na esquina, tem uns containers. Na Barão do Rio Branco de frente a minha propriedade, de frente a minha residência, o que tem de lixo no chão de compensado, forro de PVC, madeira, tem de tudo no chão. E sabe que a ECOFAR e quem faz a limpeza não carrega isso. Tem compensado lá de um metro de largura por dois de comprimento. Na esquina da Castelo Branco com a Barão do Rio Branco, não sei se está ainda lá ou se alguém levou embora, tinha um sofá lá de três lugares encostado nos containers. Então a população também tem que colaborar um pouquinho, mas não digo que os containers estão bem; estão em péssimas condições, em péssimas condições de sujeira e quebrados. Isso tem que rever a situação. Foi falado aqui também, ouvi uma entrevista do Prefeito, sobre a UPA. Graças a Deus que essa novela está terminando. Parece que veio liberação Ver. Tadeu para ocupar o prédio da UPA para outros serviços que fala da saúde seja da mulher seja do que for necessário. Estava uma novela as pessoas estavam cansadas de ouvir e o Prefeito, na semana passada se eu não estou equivocado, disse que tinha um partido aqui em Farroupilha, não citou o nome e é bom citar nome aos bois como se diz, estava com projeto, sentado em cima do projeto. Casualmente no dia seguinte ouvi uma nova entrevista ou dois dias depois que aí estava liberado. Interessante isso, muito interessante isso. Isso aí foi uma novela desde o início da UPA, se não tivesse mudado o lugar da UPA estaria resolvido que era junto do Hospital São Carlos. Trocaram o terreno da garagem pelo terreno da UPA aqui atrás do cemitério, onde é que tá a obra hoje, para fazer a nova garagem lá em cima no Cinquentenário. Não conseguiram fazer e ficaram pagando aluguel. Aí que vem a questão, ai que vem a questão Senhores Vereadores e quem está me assistindo. Esquece agora da UPA para pegar o terreno de volta aqui onde é que a garagem da Prefeitura o município entregou de mão beijada 13 de terrenos, 13 terrenos escolhido a dedo e mais R$100.000,00 para o proprietário a fazer escritura. Então o terreno da UPA está custando, na realidade, os 13 terrenos em áreas nobres do município e mais R$100.000,00. Essa é a verdade da história da UPA. Mas graças a Deus está sendo resolvido e tomara que seja bem ocupado aquele espaço né para saúde de Farroupilha e aos nossos redores. Obrigado, Senhor Presidente.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Vereador. A palavra continua disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Fernando Silvestrin.

VER. FERNANDO SILVESTRIN: Senhor Presidente, Senhores Vereadores, quero cumprimentar a imprensa que está aqui presente e os demais presentes. Fazer uma saudação especial à Associação Grêmio São Luiz pela bela explanação que fizeram aqui essa noite e também fazer uma saudação especial às escolas que estava aqui presente né: a Carlos Fetter, a Ângelo Chiele e a Santa Cruz, onde estava toda a sua direção e professores e alguns alunos. E também fazer uma saudação especial a nossa colega, ex-colega e colega Vereadora Glória Menegotto que está aqui presente nessa noite. Eu quero fazer um, falar um pouquinho sobre o Grêmio Esportivo São Luiz. Eu tenho um vínculo assim desde criança pelo Grêmio aí desde pequeno. A minha infância foi lá. Então a minha família a família Chiele sempre participou lá e. Então ajudou a tocar essa Associação né. Então eu tenho muito orgulho de fazer parte dessa família né. Então quero fazer uma saudação especial a nossa Presidente aí a Neusa, a Nilce, o Nelso, o Gelson e o Darci Levis aí que está auxiliando também lá para o Grêmio Esportivo São Luiz. Onde que eu tive a oportunidade de crescer na minha infância lá, ter a minha infância crescer e o meu filho teve a oportunidade de fazer a escolinha lá também. Não foi jogador profissional, mas é um cidadão do bem. E joga bem futebol também né então eu fico muito orgulhoso de poder ter participado no Grêmio Esportivo São Luiz. Então eu sei que o projeto é ousado para manter isso aí, não é fácil, eu sei do trabalho de vocês, do empenho; se associa com amizade com vários outros grupos para poder proporcionar promoções para arrecadar recursos, não é fácil dá um trabalho enorme, mas vocês tão aí firme e forte né. Então que nem o Darci colocou aí já tem um bom valor né. Então quem sabe vocês não consigam alcançar a meta. Não analisei Ver. Josué a minha declaração, eu vou ter que me informar, mas se por acaso eu conseguir né pode contar comigo também né. Então amanhã eu vou falar com meu contador e eu não sei de que forma, se eu posso ou não né, mas se eu puder dentro das minhas possibilidades eu vou contribuir também. Já que o Gelson Molon está aqui, um conhecedor da CORSAN, junto com o sogro do nosso Presidente Sandro, seu Antoninho Spinelli também trabalhou na CORSAN. Eles têm bastante conhecimento do que acontece, mesmo você estando aposentado, mas você sabe o que acontece na CORSAN. Eu estava ouvindo até atentamente até o Ver. Arielson na sua explanação, eu acho que nós temos que rever sim o contrato da CORSAN e cobrar, mas no meu modesto entendimento a CORSAN não está tudo errada. A água que nós bebemos mesmo o rio sendo oriundo do interior é uma água de qualidade. Vamos supor que nós vamos terceirizar com outra empresa, essa empresa não vai ter que colocar cloro e outros produtos também. Daqui a pouco não vai ser a mesma qualidade, ou melhor, ou não. Então eu acho que nós vamos ter agora no dia 20 a audiência pública, eu estarei lá vou fazer a minha defesa em prol a melhorar o contrato sim e cobrar da CORSAN, mas a gente tem que ter uma certa cautela. Se me falar em privatizar ou municipalizar esse Vereador será contra porque, só para finalizar Senhor Presidente, municipalizar nós não temos vocação para isso. Isso é um serviço para quem entende né. E terceirizar…

PRES. SANDRO TREVISAN: Espaço de líder de bancada Vereador?

VER. FERNANDO SILVESTRIN: Não, eu já estou concluindo. E terceirizar é muito complicado. A gente viu as empresas que vieram aqui. Então era isso Senhor Presidente. Parabéns São Luiz! Continue com essa garra, com essa luta aí. Um abraço aí. Obrigado Presidente.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Vereador. A palavra continua à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Ver.  Alberto Maioli.

VER. ALBERTO MAIOLI: Senhor Presidente, até não era de fazer mais manifestação, mas sou obrigado a fazer. Antes de mais, nada eu quero cumprimentar aqui a nossa Secretária Glória Menegotto, quero cumprimentar meu ex-funcionário, futuro candidato a Vereador Jean Longhi que está aqui presente. Cumprimentar, para mim o Gelson Molon, não sei se ele é formado, mas é um dos caras que mais tem conhecimento e que entendem a água no município de Farroupilha. Isso eu sou testemunha. Quero te parabenizar pelo trabalho que já tem feito pela água no município de Farroupilha. E uma coisa eu vou dizer para vocês evidentemente que veio duas empresas aqui, de surpresa, 3 minutos antes da Sessão para fazer uns pronunciamentos sobre a água; que iria fazer milagre. Olha que santo de casa não faz milagre nunca. Mas uma coisa eu quero dizer: vocês pensam que a CORSAN, é claro que é importante nós pressionar a CORSAN para melhorar certamente o contrato para melhorar a água, mas a água que está vindo não é ruim é boa. Vocês pensam que não fazem que nem os municípios que tem aí afora que fizeram tiraram a água da CORSAN e o capital que a CORSAN tem empenhado; quem vai pagar isso aí? É o município? Tem um orçamento para pagar o patrimônio da CORSAN? Gente vamos ter que estar com os pés no chão para não fazer o passo mais comprido que a perna. Temos que ser coerente com as coisas do nosso município. Não podemos brincar. E dizer de que o Grêmio São Luiz evidentemente que eu sou do Grêmio São Luiz e do Grêmio Futebol Porto-alegrense também. Porque futebol é coisa que vem de dentro do meu coração, amo futebol, gosto do futebol. Saudar esse nosso amigo Ricardo Ló que é uma pessoa fantástica, o Leandro da TV Serra que bem breve depois vou lá cantar uma música. E dizer muito obrigado e uma boa noite. Mas claro! Um aparte para o nosso…

PRES. SANDRO TREVISAN: Aparte, Ver. Jonas Tomazini.

VER. JONAS TOMAZINI: Eu só quero agradecer ao Ver. Alberto pelo aparte e dizer que utilizando Ver. Alberto essa a tua experiência que você já tem que você coloca que deve se agir com cautela, é exatamente o contrário do que o Prefeito disse né. O Prefeito disse que queria colocar o pé na porta. Falando da expressão ali quando ele fez todo esse levantamento da UPA, que foi o que o Ver. Josué disse e eu tive a oportunidade de me manifestar dizendo que não era bem assim, que ele deveria então ter responsabilidade e dar nome aos bois se é que tinha alguém que estava fazendo o que ele dizia. E também Ver. Alberto Maioli relembrar né que a última vez que o Prefeito colocou o pé na porta foi no Hospital São Carlos e o resultado quando saiu de lá não foi nada positivo. Então cautela, como o Senhor disse, acho que é muito importante que seja utilizado nas ações que a gente tem que ter com responsabilidade do município hoje e amanhã também. Muito obrigado pelo aparte Ver. Alberto.

VER. ALBERTO MAIOLI: Para encerrar, Senhor Presidente, evidentemente que nós temos que pensar que o nosso município é que nem uma família. Não podemos gastar mais do que se ganha porque isso é a minha preocupação. Obrigado Senhor Presidente.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Vereador. Então já aproveitando a TV Serra com certeza vai estar na audiência pública do dia 20 então né, no auditório do Sindilojas, 20 de novembro às 18h30min. Então fazer mais uma propaganda a respeito dessa audiência pública, a cidade inteira precisa estar tendo conhecimento do que se trata essa audiência pública porque é de interesse todo mundo. Fazer uma propagandinha. A palavra continua à disposição dos Senhores. Com a palavra o Ver. Odair Sobierai.

VER. ODAIR SOBIERAI: Senhor Presidente, colegas Vereadores, muito boa noite. Queria saudar o Grêmio São Luiz na pessoa da Presidente Neusa, doutor Nelso e o Darci que se juntou a esse projeto. Dizer que também tive uma passagem pelo Grêmio em 2008/2009/2010, até fui tesoureiro, Presidente, Vice-Presidente, ajudei a construir esse projeto na época também. Botei as mãos lá até pedi para o seu Nelso “aquela taipa não caiu ainda”? Porque fui eu que ajudei a fazer lá. Então, na verdade, não estou presente no momento porque o meu filho esse não teve habilidade com o futebol e foi para o CTG, para dança. Então é uma sequência, o teu filho, tu tem que acompanhar teu filho também para ficar perto dele então. Mas sempre deixei a minha força e o Grêmio São Luiz pode contar com a minha participação assim que for convocado. A questão da água eu acho que quando indagado se perguntarem você está contente com a CORSAN? Eu acho que todo mundo vai dizer que não está contente com a CORSAN. Agora você quer que a CORSAN saia? Também digo que eu não quero que a CORSAN saia. Eu quero que seja revisto o contrato, seja colocado datas no contrato desde abastecimento de água, tratamento de água e tratamento de esgoto. Que se olharmos no contrato que foi feito não tem data nenhuma, não tem prazo de início até quando. Se for colocado datas e penalidades com certeza aí você vai fazer essa nova pergunta: você vai estar satisfeito com a CORSAN? Sim! E quero que a CORSAN permaneça em Farroupilha. Então através, eu sou contra a privatização da água, de uma nova empresa. Com certeza. Agora eu quero que a CORSAN também, ceda também e reveja o contrato. Que é todos contribuintes. e vou voltar a falar sobre a soleira baixa, tratamento de esgoto, as casas que estão abaixo do nível da rua não vão, não podemos arcar com o custo de bombear esse esgoto para rua. Fizeram um levantamento pela geografia do nosso município vou chutar, mas é 60% é capaz ou de 50% tem que bombear. E daí é o contribuinte que vai ter que pagar a taxa, vai ter que comprar a mecânica para fazer isso? Olha ali 70%. Obrigado Gelson.

PRES. SANDRO TREVISAN: Só, Molon, eu peço que não se manifeste.

VER. ODAIR SOBIERAI: Então é uma briga hein, é uma briga que não podemos esquecer. Vai ser resolvido o problema da água daqui a pouco vão querer, “ah está resolvido o problema com a CORSAN.” Não! Outra briga que vai ser comprada é a questão do tratamento do esgoto e isso tem que pôr no contrato sim. Então sou a favor da revisão do contrato sim, com certeza. É isso Presidente.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Vereador. E cumprimentar a presença aqui da Secretária Glória e dizer que, com certeza, outro cidadão que estará presente no dia 20 será o Ricardo Ló, da rádio Miriam. A palavra continua à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Jonas Tomazini.

VER. JONAS TOMAZINI: Boa noite, Senhor Presidente e aos demais colegas Vereadores. Quero cumprimentar iniciar meu cumprimento pelo Ricardo Ló da Rádio Miriam/Caravaggio e o Jorge que estava até a pouco conosco do jornal O Farroupilha e também ao Leandro da TV Serra que está levando as nossas Sessões para a população farroupilhense através da TV. Quero iniciar meus cumprimentos aos presentes aqui do Grêmio São Luiz, em nome da professora Neusa quero cumprimentar a todos os demais, doutor Gelson, Darci, a esposa, a filha, o doutor Nelso, o Gelson; e Darci quero fazer uma referência, tenho orgulho de te ver aonde você está e mesmo na questão laboral estando um pouco longe do município neste momento, mas contribuindo com as nossas entidades aqui de Farroupilha. e tenho realmente orgulho de ter compartilhado contigo alguns momentos dessa nossa trajetória quando éramos inclusive colegas de partido e na administração Municipal. Fico muito feliz por te ver trabalhando pela nossa comunidade. Quero cumprimentar também a Secretária Glória que se faz presente, a todos que nos acompanham aqui na Sessão através da TV Serra. Quero inclusive com relação ao Grêmio São Luiz e aproveitar, Leandro, a transmissão da TV Serra que vai ao ar essa semana para dizer que eu extraí aqui do Diário Oficial e até para facilitar quem sabe quem está em casa, através do Diário Oficial da União, então a conta do Banco do Brasil a agência 0486 dígito 3 e a conta nº 43.108-7 é a conta. Eu sempre faço essa parte de doação, fiz alguns anos para o COMDICA aqui do nosso município de Farroupilha e devido a essa solicitação neste ano farei então esse repasse para o Grêmio São Luiz; e assim convoco também para quem estiver nos assistindo que busque mais informações, mas já tem informação da conta para fazer essa transferência até o dia 8 de dezembro conforme previsto no Diário Oficial da União. Quero falar também então como nós falamos aqui com relação a UPA e eu tive a oportunidade de fazer o aparte, tomara Vereador Josué que realmente esse assunto se encerre, já foi muito, já foi muitos nomes, já foi muitas promessas, já foi muito falatório. Tomara que agora se encontre algo de realidade, mas nós não devemos esquecer os equívocos que foram feitos com relação à instalação desse prédio onde está. E como o Senhor disse a mudança de local, a permuta de terrenos, a nova permuta de terrenos e ressarcimento de valores. Têm uma série de coisas que a gente tem que lembrar as pessoas de que não é esse o jeito que se faz administração como muitas vezes tem administradores que dizem que querem inclusive ensinar os outros. Eu não quero aprender essa lição. Nessa lição eu quero estar fora, não quero estar na sala de aula que é algo que eu realmente prezo muito e que é muito importante, mas aprender esse tipo de lição não. Não quero aprender esse tipo de lição. Quero apresentar Senhor Presidente o Requerimento nº 201 e o nº 202. O Requerimento nº 201: o Vereador signatário, após ouvida a Casa, requer a Vossa Excelência que seja enviado ao Poder Executivo para que realize a limpeza e roçada da área próximo ao Residencial Morada do Sol. Rua André Colombo, Caetano Feltrin, RS 122 conforme mapa em anexo. Quero dizer que esse mesmo Requerimento foi apresentado em 12/08/2019 através do Requerimento nº 135/2019 pelo Vereador Arielson Arsego e infelizmente as providências ainda não foram tomadas. Os moradores relatam que o mato continua alto tem até às vezes queimadas lá, a gente sabe que é um ponto de venda de drogas até mesmo de prostituição. Então eu sei que tudo isso não dá para o município ter todas as medidas dos problemas que lá estão gerados, mas fazer através aí do terreno que a gente sabe que é da União fazer pelo menos a roçada para diminuir os problemas que tem aí é interessante que se faça. Nós tivemos o Requerimento de três meses e ainda não foram não foi conseguido tomar as medidas. Até a Secretária Glória é sabedora do problema que a gente tem nessa região quem sabe possa interceder junto a Secretaria responsável para que tome as devidas providências. E também o Requerimento nº 202/2019 aonde requer a Vossa Excelência, que seja enviado ao Poder Executivo para que realize a manutenção e cascalhamento no trecho da Estrada Farrapos, tendo como referência a residência da família Trubian. Também tem fotos em anexo ao Requerimento que está numa situação bastante ruim até tinha se continuasse chovendo quem sabe havia ameaça já de que os ônibus escolares não passariam mais para pegar as crianças neste local; talvez agora com final de semana de tempo seco não tenha agravado, mas se a chuva voltar em nada for feito pode sim ocasionar problema. Peço então que o Senhor coloque em votação os Requerimentos nº 201 e nº 202. Agradeço pelo tempo. Era isso muito obrigado.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Vereador. Em votação então o Requerimento nº 201/2019 formulado pelo Vereador Jonas Tomazini da bancada do MDB. Os Vereadores que estiveram de acordo permaneçam como estão. Aprovado pelos Senhores Vereadores com a ausência da Ver. Eleonora Broilo e do Ver. Thiago Brunet. Em votação o Requerimento nº 202/2019 formulado pelo Vereador Jonas Tomazini da bancada do MDB. Os Vereadores que estiveram de acordo permaneçam como estão. Aprovado por todos os Senhores Vereadores aqui presentes citando a ausência dos Vereadores já comunicada. A palavra continua à sua disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Sedinei Catafesta.

VER. SEDINEI CATAFESTA: Senhor Presidente, quero aqui registrar a presença da Secretária Glória que está aqui nessa noite. E Vereadora e Secretária do governo eu usei a tribuna e falei mais um pouco sobre a realidade e a necessidade de melhoria lá no bairro Industrial e no Alvorada onde hoje tem aqueles moradores que necessitam do Poder Público que são chamados invasores, mas que são moradores que necessitam um apoio maior do Poder Público. E que no orçamento que veio a esta Casa para 2020 o orçamento da Secretaria que Vossa Excelência está deixando nos próximos dias e vem assumir aqui, vou sentir saudade do Ver. Alberto Maioli e seja bem vinda a esta Casa, o orçamento prevê uma meta financeira de R$2.000,00. R$2.000,00 para implantação e infraestrutura de loteamentos populares. Aonde quero entrar? Aqui vi ter Emenda. Uma Emenda no mínimo de três milhões de reais ou previsão de orçamento para contratação de financiamento. Se tem financiamento para pavimentação tem que ter financiamento para aquele povo que está lá. Aquelas pessoas estão carentes estão abandonadas e com o orçamento que veio para essa Casa uma Secretaria importantíssima que é o Desenvolvimento Social e Habitação não dá. Não tem como tu prever algo com o que está aqui nesse orçamento. Então estarei apresentando estarei tirando de outras Secretarias que não precisam para que este povo tenha um mínimo de condições de viver. Estão lá sem um teto, sem energia elétrica, sem água. Ah o Ver. Catafesta é defensor. Eu defendo sim porque ninguém invadiu porque quis invadir, invadiu porque não tem para onde ir. Ah tem meia dúzia que estão lá por interesse. Tem! Tem porque em tudo que é lugar tem. Tem o malandro, mas tem gente do bem. Aquele povo precisa Secretária Glória então estarei apresentando a Emenda e se os Vereadores meus colegas entenderam e votar favorável eu vou agradecer. E aquele pessoal vai agradecer e a comunidade ao redor vai agradecer. Precisamos que o Executivo faça algo de emergência algo para hoje não para amanhã, tem que acontecer. E eu sei do seu trabalho e agora também quando estiver na Casa vamos estar discutindo o orçamento e a Lei de Diretrizes do Orçamento 2020. Então já está na Casa. Presidente eu tenho observado o Projeto nº 76 que chegou a esta Casa e fui no passado autor do Projeto que instituiu então o auxílio permanência, um projeto sugestão e o Prefeito Claiton em 2017 mandou a essa Casa e os Vereadores na época votaram e foi muito positivo. Aonde auxilia, comunidade que esta aqui e comunidade que está acompanhando em casa, auxilia os policiais civis e os policiais militares e o corpo de bombeiros com um valor ‘X’ por mês que chega hoje a R$400,00. e que agora vem o Projeto nº 76 do governo, quero aqui parabenizar o governo, e também estarei apresentando uma Emenda para que a gente possa analisar porque quando eu apresentei o projeto era para que o policial permaneça e fique residindo em Farroupilha. E aqui no artigo 2º no § 3º diz bem assim: que R$150,00 serão destinados aos policiais que moram em outros municípios. Aí muda a essência do projeto. A ideia é que o policial venha morar venha gastar venha investir em Farroupilha. Aí é muito fácil eu morar em Bento e vir trabalhar aqui. Não! O projeto tem que ficar na essência de 2017, o Projeto de Lei é o nº 4.331 que instituiu o auxílio financeiro para quem reside; policial reside aqui terá R$600,00 o policial reside em casa funcional terá R$200,00 e assim vai. Então assim é policial, bombeiro e também para o civil. O Projeto é para que a gente possa atrair novos policiais para Farroupilha. Então essa é a ideia e peço ao líder de governo que leve essa duvida levantada por mim nessa noite para que possamos votar na integra o projeto, mas aqui o artigo 3º deixa bem claro que terá auxilio também para quem mora em outra cidade. Está vindo a contramão do Projeto de 2017. Quero aqui Presidente colocar em votação dois Requerimentos simples, mas com a sua importância e sua grandeza aonde estamos aqui congratulando com dois empresários que investiram em Farroupilha, acreditaram em Farroupilha, estão gerando emprego em Farroupilha, impostos em Farroupilha e estão aí se mantendo no mercado. A ótica Di Marco pelos seus a passagem onde recebeu o troféu selo qualidade 2019 e também aqui ao Mercado Mini Preço lá no bairro Industrial que muito faz pela aquela comunidade que precisa do Bairro Industrial que também investiu e é um grande mercado que atende toda aquela região e Farroupilha. Obrigado.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Vereador. Em votação o Requerimento nº 205/2019 e nº 206/2019, pode ser em bloco? Os dois Requerimentos então formulados pelo Vereador Sedinei Catafesta da bancada do PSD. Os Vereadores que estiveram de acordo permaneçam como estão. Aprovado por todos os Senhores Vereadores com a ausência dos Vereadores citados anteriormente e subscrito por todas as bancadas. A palavra continua à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador José Mário Bellaver.

VER. JOSÉ MÁRIO BELLAVER: Senhor Presidente, colegas Vereadores, uma saudação a todos. Quero cumprimentar nesse momento a imprensa, a Rádio Miriam através do Ricardo Ló, a TV Serra com o nosso amigo Leandro Adamatti, também o Jornal O Farroupilha, cumprimentar a Secretária Glória e um cumprimento especial aos integrantes do Grêmio São Luiz. Parabéns professora Neusa pela coragem, pela dedicação de assumir a Presidência de um grande clube de Farroupilha e pelo excelente trabalho que a equipe está realizando. Também deixar registrado os cumprimentos aos Colégios Carlos Fetter, Ângelo Chiele e Santa Cruz. Falando no Grêmio Esportivo eu também Vereador Jonas sempre a gente tem uma porcentagem que pode doar do imposto de renda e eu estava fazendo para o COMDICA, mas vou me informar e eu vou contatar o meu contabilista que faz o meu imposto de renda para poder doar esse ano para o Grêmio São Luiz. É de grande interesse da comunidade de Farroupilha e da própria direção que realmente necessita desse; é pouco, mas se todo mundo contribuir, ajudar, com certeza ajudará a todos os adolescentes que estão lá na escolinha do Grêmio São Luiz. Eu também gostaria de fazer um cumprimento especial ao Darci Levis que no passado nós estávamos no Executivo junto e sempre admirei pela pessoa que você é pelo trabalho executado naquele momento na passagem pelo Executivo do nosso município. Importante também e me somo ao Vereador Alberto Maioli quando ele fala da preocupação que tem com os asfaltos que estão sendo realizados. Eu acompanhei alguns e vi a baixa qualidade desses asfalto. Eu até comentei com alguns moradores que ele vai aguentar porque não tem muito movimento, mas a empresa realmente peca de não colocar todo o material que é exigido na licitação. E isto constatei no local de algum asfalto que realmente falta brita graduada, falta interesse da empresa de fazer um bom asfalto conforme. E isso é de obrigação do Executivo fiscalizar. Essa que é o grande questionamento no momento é que tenha técnicos que possam fiscalizar esse asfalto para logo adiante Ex-Secretário e Vereador Silvestrin, que o Senhor sabe como funciona o próprio Ver. Arielson também foi Secretário de Obra, e a gente tem que estar sempre tendo o acompanhamento que realmente possa ser obras que durem vários anos sem fazer manutenção. Então por isso que é importante que o Executivo faça a fiscalização. Então também dizer, falar um pouco das faixas amarelas; infelizmente nossa cidade virou um amarelão. Temos meia quadra tem locais que tem meias quadras de amarelo. Que bom que o Secretário e o colega que me antecederam e falaram que vai ser revisto. Que bom, é importante que faça essa revisão porque realmente é para deixar os nossos usuários muito, com uma preocupação muito grande para o estacionamento. Nem lugar onde se paga o estacionamento não tem mais por causa que há meia quadra de faixa amarela infelizmente. Então é bom que por isso faça essa revisão e possa sim diminuir esses locais para poder ter mais estacionamento no centro da nossa cidade. Era isso Senhor Presidente. Muito obrigado.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Senhor Vereador. A palavra continua à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Fabiano André Piccoli.

VER. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado, Senhor Presidente. Queria agradecer…

PRES. SANDRO TREVISAN: O espaço de líder de bancada.

VER. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: … Agradecer presença da Secretária Glória e só para trazer algumas informações. A preocupação do Vereador Catafesta é muito importante em relação ao auxílio permanência e também era uma preocupação do governo por isso foi alterado a Lei e na Ementa da Lei nós temos auxílio permanência e auxílio deslocamento. Porque os policiais havia um número grande de policiais que estavam morando em outras cidades e ganhando o auxílio permanência. Porque é uma questão dúbia a permanência aqui durante o dia ou a permanência morando aqui. Então agora é o auxílio moradia e o auxílio deslocamento. Nós temos alguns policiais que moram em Caxias, moram em Bento e que vem para Farroupilha e faz um excelente trabalho aqui. Então por isso que o governo atendendo um próprio pedido das corporações para que houvesse esse auxílio deslocamento. Uma coisa importante no projeto também é que os policiais que estão nas casas funcionais e são policiais comunitários, hoje o policiamento comunitário não está tão estruturado porque eles acabam vindo para cidade fazer alguns trabalhos, mas foi um pedido da Brigada Militar para que os comunitários que fazem, que os comunitários em casas funcionais tivessem o mesmo valor porque acabam sendo policiais 24/7. Não estão em horário de serviço, mas o pessoal liga eles saem a auxiliar. Então foi feita essa separação entre auxílio-moradia, auxílio deslocamento que, se eu não me engano, são ao total são 5 ou 6 policiais entre civis e militares; foi feito uma classificação de R$200,00 para policiais que residem em casas funcionais então os policiais que moram em Farroupilha com R$600,00. Então foi trabalhado e foi um pedido das corporações. Então eu lhe peço que não faça a Emenda porque está sendo atendido um pedido das corporações dessa maneira. Tá bom. Obrigado e eu fico à disposição para. O Senhor quer um aparte da? Obrigado Senhor Presidente.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Vereador. A palavra continua à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Fernando Silvestrin no seu espaço líder de bancada.

VER. FERNANDO SILVESTRIN: Senhor Presidente, Senhores Vereadores e demais presentes aqui nessa Sessão. Eu quero fazer um pequeno comentário sobre a abertura da Rua Coronel Pena de Moraes. Aonde é de interesse Clube Santa Rita e é de interesse público também da abertura do final da Pena de Moraes; para quem não conhece lá no São Francisco então aonde foi aberto 1000 m e vai dar direto a sede do Santa Rita. Aonde que foi feito um trabalho de governo na época então a gente tem que lembrar isso aí porque têm pessoas que esquecem né, mas eu tenho que lembrar. Aonde que fizemos várias reunião e o Ver. Deivid era o Secretário de Planejamento e eu Secretário de Obras na época e depois da Agricultura depois. Aonde que nós sentamos muitas vezes com o Clube Santa Rita, sentamos com os proprietários que acho deve ser a família Beltrame e deve ter outra família né? Fanton. Onde que a Prefeitura fez o acerto para a abertura da rua, rua de 16 metros se não me engano. A licença foi de 16. Então foi feito o todo o estudo. Foi feita toda documentação e os proprietários autorizaram. Então a Prefeitura Municipal de Farroupilha, o Prefeito Claiton Gonçalves e o Pedro Pedrozo, temos que destacar bem isso aí. Governo é governo para mim, não é só nos momentos bons ou ruins, tem que ser governo sempre. Foi feito a autorização e logo em seguida foi feito a solicitação da licença ambiental pelo Planejamento não sei se era o Ver. Deivid na época, mas acredito que sim. E a licença saiu dia 17 de janeiro assinado pelo Miguel Ângelo Silveira de Souza, o Miguelzinho, que era Secretário na época, e as obras começaram início de fevereiro. Então aonde que foi feito, aonde que essa licença foi dada para a supressão de 1,6 hectares de área de mata, 16.000 m2, é uma área grande. Então a rua seria feita de seria suprida a vegetação de 16 m por 1.000 m de comprimento né. E foi dado a licença e foi feito a supressão da mata. Então foi feia a supressão da mata houve denúncia, na época veio a PATRAM aonde eu acredito que eles averiguaram a documentação né e agora teve continuidade pelo Secretário Roque Severgnini onde que já está colocando o material e está eu acredito que vai ser feita essa abertura logo em seguida. Então eu quero deixar bem claro aqui que esse Vereador, na época Secretário, não fez nenhuma ação de forma intempestiva que nem foi falado nos veículos de comunicação aí. Foi feito sempre dentro da Lei, sempre dentro das normas né. Não posso ceder porque espaço de… Se não eu cederia. Então foi feito sempre dentro da Lei e conforme as normas ambientais. Então se tiver a demora para abertura deste acesso não é por causa desse Ex-Secretário, agora atualmente Vereador, mas é por questão de gestão de governo. Não sei como é que tá a questão das máquinas, se eles estão muito acumulados com o serviço em abertura de estrada, mas eu quero dizer que a rua está disponível para ser aberto e para acessar. Então inclusive até, só para finalizar, o clube está querendo fazer alguns investimento muito alto lá e esse acesso seria interessante que colocassem em funcionamento ainda nesse verão. Então até para poder vender mais título e para ter mais sócios no clube, e também para o interesse comunitário porque é uma rua que vai aumentar mais 1.000 metros e tenho certeza que o cidadão farroupilhense vai ocupar muito esse trecho aí para ciclismo e até para o clube. Seria isso Senhor Presidente muito obrigado.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Senhor Vereador. A palavra continua à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra Vereador Sedinei Catafesta no seu espaço de líder de bancada.

VER. SEDINEI CATAFESTA: Senhor Presidente, eu quero então aqui, ouvi atentamente as informações do líder de governo, fui uma pessoa que defendeu muito e um Vereador que lutou para que esta Lei pudesse ser então implementada e o governo atual, em 2017, tornou então uma sugestão de Projeto de Lei que foi então o auxílio moradia e eu peço que se há uma possibilidade da Casa informar à corporação de bombeiros, civis e a Brigada Militar para que pudesse estar presente no dia desta votação. Porque Farroupilha foi, enquanto um governo, vocês que estão aqui presentes depois vou falar um pouco das entidades também. Enquanto um governo tira o direito do policial um outro governo auxilia. Para vocês entenderem que o governo atual em 2017 criou a Lei do auxílio permanência, agora estamos votando aqui nos próximos dias o Projeto 76 dando um incentivo maior para que Farroupilha tenha sim uma segurança e a gente tem, a gente tem muitos policiais que prestam um excelente trabalho tanto na Brigada, tanto na Civil e tanto lá nos bombeiros; e que com as explicações do líder, não tenha dúvida, estaremos aí preparados para votar o Projeto nº 76 para que possamos continuar apoiando as nossas forças da segurança pública. Então é um projeto importante que será discutido nesta Casa. Falando aqui no Grêmio São Luiz eu quero agradecer o brinde, agradecer o carinho, dizer que quem não sabe ou vão saber o Ver. Catafesta é pré-candidato a Prefeito já desde 2018, dia 06 de dezembro quando fizemos o nosso pré-lançamento. Dentro do nosso plano de governo que estamos trabalhando, as entidades, as entidades serão muito bem valorizadas. Ali na frente estaremos lançando nosso canal direto para que a comunidade possa estar dando a sua opinião, a sua sugestão para que juntos possamos montar um plano de governo para 2020. Então as entidades, não tenham dúvida, não tenham dúvida que serão muito bem representada dentro do nosso plano de governo, e o plano de governo que vai ser de fato executado. Então agradeço o carinho de todos vocês, parabenizo o trabalho, sei que é difícil parabenizar cada entidade que auxilia que são anônimos, que não está aqui citado hoje no protocolo, mas que manda pão que manda biscoito que manda frutas.
Essas pessoas assim merecem congratulações todos os dias dessa Casa e de vocês. E vocês são guerreiros, vocês e as outras entidades que estão aí na luta todo dia em busca de recursos fazendo uma festa e quando eu posso estou lá. A vida nossa também é corrida, mas parabéns, Nelso, todos vocês, diretora, Presidente do Grêmio São Luiz. Parabéns a vocês. Então é um projeto que merece o apoio desta Casa. Em 2 minutos Presidente a votação do Requerimento desta noite que então solicitamos à Secretaria de Obras a possibilidade de ver um estudo para a colocação de horários de cargas e descargas no centro da cidade especialmente na Rua Treze de Maio, Pinheiro Machado, Independência e Coronel Pena e República. Também possa ver se há essa necessidade de cada canto ter uma faixa amarela ou um estacionamento pintado de amarelo. O centro da cidade realmente tá demais. Tá demais. Aproveitando, líder de governo, para que a parte dos azulzinhos que é a cobrança das taxas do estacionamento do centro da cidade possa ser ampliado; ampliado também aqui para a Rua da República que tem um espaço que hoje não é cobrado, ampliado aqui para Rua Pinheiro Machado para que possa ter mais espaço de estacionamento, mais vagas que hoje há uma necessidade. Muitas famílias com 2, 3 veículos aí quando é pagamento todos vão para o centro. E dentro então do nosso plano de políticas municipais de mobilidade urbana instituiu então aqui no capítulo 5º, eu vou ler o capítulo 5º em alguns segundos. O artigo 11 do capítulo 5 diz: “a regulamentação das áreas destinadas ao estacionamento de veículos nas vias e logradouros públicos do sistema viário urbano, será definida pelo Poder Executivo Municipal através então dos seus órgãos competentes”. Eu não posso aqui mudar esta Lei Municipal somente o Prefeito por um decreto então eu agradeço a votação do Requerimento nº 207. Quero aqui acompanhar as modificações porque realmente o trânsito em alguns horários do dia há muitos caminhões entregando mercadorias em horários que tumultua todo o deslocamento das pessoas e dos veículos na cidade. Obrigado. Por hoje era isso. Obrigado Presidente e os demais que estão aqui. Uma boa noite a todos.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Vereador. A palavra continua à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Tadeu Salib dos Santos.

VER. TADEU SALIB DOS SANTOS: Senhor Presidente, Senhores Vereadores. O assunto “CORSAN”. O assunto “CORSAN” Senhor Presidente nós tivemos aqui na semana que passou recebendo o ex-gerente da CORSAN em Farroupilha. Eu só espero que isso não seja um empecilho e uma desculpa para que siga aquela amarração, aquela enrolação que vinha se seguindo por questões burocráticas aonde que o ex-gerente da CORSAN hoje está trabalhando na área administrativa que venha a prejudicar e sim reiterar aqui a importância de a CORSAN dar respostas que sejam respostas que possam trazer alguma coisa de verdade para nós que é a discussão do contrato e a solução do problema. Porque infelizmente com a demissão eu não estou falando da pessoa eu estou falando do profissional, do profissional, porque como pessoa quem seria eu para emitir aqui uma opinião, mas do profissional pelo tempo que ele estava em Farroupilha eu questiono essa demissão e digo que quem sabe isso não seja a corda estoura sempre ou arrebenta no lado mais fraco. Eu queria ver alguém da direção da CORSAN vindo a Farroupilha e não um funcionário que estava trabalhando tendo ciência de todo sistema do que estava sendo feito do que seria feito, mas que infelizmente não tinham o poder de colocar datas e nem previsões a não ser com determinação da direção da CORSAN. Então eu acho que o assunto “CORSAN” e Poder Executivo, ainda, ainda nos preocupa porque a corda estourou do lado mais fraco e a direção da CORSAN não recebemos ainda nem por escrito. nem previsões e nem certezas do que o futuro nos aguarda. Eu queria apenas dizer ao Grêmio São Luiz e também dizer ao Darci de que no ano passado quando fiz a declaração do IR, e por orientação da contadora, parte daquela parte humilde, mas foi para uma entidade, foi destinado para uma entidade e a pessoa que me aconselhou foi citada também hoje, só não vou fazer o nome em respeito aos demais, aos demais contadores de Farroupilha. Mas ciente disto ajudei uma entidade o ano passado e a minha resposta foi de que quando indicado que poderia ser feito isso eu o fiz com a maior tranquilidade. E usando as palavras Vereador Josué Paese Filho ao invés de mandar para Brasília que não retorna eu já destinei aquela parte, mesmo que não dê um valor expressivo, mas sim já foi destinada no ano passado e por uma questão de fidelidade farei isso até o dia 8 antecipando isso para que nós possamos também dar a nossa contribuição neste ano ao Grêmio Esportivo São Luiz. Então e ainda mais com o aval do Darci e da própria indicação da presença hoje aqui de Nádia Emer Grasselli que é para nós também uma referência em termos de aconselhamento aqui para nossa cidade. E lembrar Darci que não precisa cobrar, a palavra dele foi dada e vale mais do que qualquer documento; mas ele citou a pessoa dele e não citou a parte jurídica. Pode cobrar do Vereador Josué porque ele declara pelos dois. Era isso Senhor Presidente. Muito obrigado.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Senhor Vereador. A palavra continua à disposição dos Senhores Vereadores. Se ninguém mais quiser fazer o uso da palavra declaro, em nome de DEUS, então nesse momento encerrados os trabalhos da presente Sessão. Uma boa noite a todos. E queria cumprimentar ainda então os representantes da Associação Grêmio São Luiz que ainda permanecem na Casa em uma bela demonstração de respeito a essa Casa. Muito obrigado. Uma boa noite.

 

 

 

 

 

Sandro Trevisan

Vereador Presidente

 

 

 

 

 

 

Fabiano André Piccoli

Vereador 2º Vice-Presidente

 

 

 

 

OBS: Gravação, digitação e revisão de atas: Assessoria Legislativa e Apoio Administrativo.