Pular para o conteúdo
20/11/2019 14:09:54 - Farroupilha / RS
Acessibilidade

Ata 3971 – 01/10/2019

SESSÃO ORDINÁRIA

 

Presidência: Sr. Sandro Trevisan.

 

Às 18 horas o Senhor Presidente Vereador Sandro Trevisan assume a direção dos trabalhos. Presentes os seguintes Vereadores: Alberto Maioli, Deivid Argenta, Eleonora Peters Broilo, Fabiano André Piccoli, Fernando Silvestrin, Jonas Tomazini, Jorge Cenci, José Mário Bellaver, Josué Paese Filho, Sedinei Catafesta, Tadeu Salib dos Santos e Thiago Pintos Brunet.

 

PRES. SANDRO TREVISAN: Invocando o nome de DEUS declaro abertos os trabalhos da presente Sessão. Em votação as atas nº 3.966 de 16/09/2019 e nº 3.967 de 17/09/2019. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado pelos Senhores Vereadores com a ausência do Ver. Arielson Arsego que deve estar se recuperando e com a ausência Vereador Odair Sobierai e ausência momentânea do Ver. Thiago Brunet que deve estar pela Casa. Vereadora Eleonora Broilo.

VER. ELEONORA BROILO: Então só para comunicar que o Ver. Arielson Arsego ainda encontra-se de atestado em virtude do procedimento cirúrgico que ele sofreu há uma semana e ele tentou vir hoje, mas foi devidamente negado pelo médico. Então ele ainda está de molho, deve voltar à semana que vem. Obrigado.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Vereadora. Solicito ao Ver. Fabiano A. Piccoli, 2º Vice-Presidente, para que proceda à leitura do Expediente da Secretaria.

 

EXPEDIENTE

 

2º VICE-PRES. FABIANO A. PICCOLI: Boa noite, Senhor Presidente, boa noite a todos. Nós temos um Ofício nº. 179/2019 – SEGDH. Exmo. Senhor Sandro Trevisan, Presidente da Câmara Municipal de Vereadores. Assunto: Projetos de Lei. Senhor Presidente, honra-nos cumprimentar Vossa Excelência, oportunidade em que encaminhamos para análise dessa egrégia Câmara de Vereadores os seguintes Projetos de Lei: a) Projeto de Lei nº 59, de 30/09/2019, que institui no âmbito do Município de Farroupilha o Programa Farmácia Solidária – SOLIDARE, e dá outras providências; b) Projeto de Lei nº 60, de 30/09/2019, que autoriza a prorrogação de contrato por tempo determinado. Atenciosamente, Claiton Gonçalves Prefeito Municipal. Temos, Senhor Presidente, um convite da Prefeitura Municipal de Farroupilha, Gabinete da 1ª dama. Prezados Vereadores na oportunidade em que cumprimentamos gostaríamos de convidá-los para o evento que será realizado pelo Gabinete da 1ª Dama de Farroupilha, Fran Somensi, chamado Jantar Noite do Peixe que acontecerá no dia 26/10/2019, às 19h, no Centro de Eventos Mário Bianchi. Trata-se de um jantar beneficente para angariar fundos que são destinados ao projeto ‘Querer Bem’ beneficiando pessoas de baixa renda do município oferecendo fraldas infantis, geriátricas e absorventes. E nós temos uma cozinha da Câmara de Vereadores a qual o Senhor e o Duilus e o Ver. Odair Sobierai serão os cozinheiros, e também este Vereador participará de uma cozinha. Nós temos um Ofício nº. 422/2019 – GAB referente a um Pedido de Informação formulado pelo Ver. Sedinei Catafesta, Pedido de Informação nº 12/2019, que solicitava que fosse enviado a esta Casa documento completo da auditoria realizada no Hospital Beneficente São Carlos. A resposta que o executivo nos manda é a seguinte: ao cumprimentar com a devida vênia viemos, por meio deste, informar que não houve realização de auditoria no ano de 2017. Porém o município tem em seus arquivos documentos do referido ano que podem ser utilizados para sanar eventuais dúvidas. Sendo assim, havendo interesse, nos colocamos à disposição para acompanhar o Vereador ou alguém designado por este para acessar tais documentos e ter sanado quaisquer questionamentos. Prefeitura Municipal 26/09/2019. Claiton Gonçalves Prefeito Municipal. Era isso, Senhor Presidente, o que temos de Expediente na noite de hoje.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Vereador. Passamos então para a Ordem do Dia.

 

ORDEM DO DIA

PRES. SANDRO TREVISAN: Projeto de Lei nº 50/2019 que institui o Plano Municipal de Arborização Urbana no Município de Farroupilha, e dá outras providências. Está no aguardo de uma audiência pública no dia 17/10/2019. Em 2ª discussão o Projeto de Lei nº 055/2019 que institui o programa de apoio à reciclagem, e dá outras providências. Pareceres: Constituição e Justiça favorável; Saúde e Meio Ambiente favorável; Jurídico favorável. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Ver. Fabiano A. Piccoli.

VER. FABIANO A. PICCOLI: Obrigado, Senhor Presidente. Uma saudação aos colegas Vereadores, Ver. Eleonora, ao nosso público presente, funcionários da Casa. Então o referido Projeto de Lei que leva o nº 55, institui o programa de apoio à reciclagem, e dá outras providências. Esse programa elaborado pelo Executivo Municipal através da Secretaria de Planejamento ele vem a esta Casa para que possamos debater e criar instrumentos que possam fortalecer e promover condições adequadas de trabalho aos recicladores associados, objetivando o aumento da renda per capita e da produtividade. Nós sabemos que os catadores, os recicladores de materiais reutilizáveis e recicláveis, desempenham um papel fundamental nas atividades da coleta seletiva, triagem, classificação, processamento e comercialização dos resíduos reutilizáveis e recicláveis contribuindo de forma significativa para a cadeia produtiva e para a preservação do meio ambiente. Então esse programa ele vem para dar condições para que vocês trabalhadores sejam ainda mais protagonistas desse programa de inclusão social e inserção produtiva. O Projeto de Lei traz então no seu artigo 1º, e aproveito para saudar o Secretário de Meio ambiente Tiago Ilha, traz que fica instituído no âmbito do Município de Farroupilha o Programa de Apoio à Reciclagem, cujo objetivo é realizar parcerias com Organizações da Sociedade Civil – OSC – que promovam atividades de reciclagem de resíduos sólidos. No seu artigo 2º então traz que o Município de Farroupilha está autorizado, após aprovação desse Projeto de Lei, a realizar essas parcerias com as organizações que promovam atividades de reciclagem de resíduos sólidos para consecução de finalidades de interesse público recíproco, objetivando a formalização então de Acordos de Cooperação e/ou Termos de Colaboração. Então, colegas Vereadores, através da aprovação desse projeto nós estaremos autorizando o município a celebrar então esses acordos de cooperação e/ou termos de colaboração com organizações da sociedade civil objetivando então à estruturação do trabalho de separação e preparação de materiais recicláveis para fins de encaminhamento para reciclagem, dentro dos limites das possibilidades financeiras consignadas no Orçamento Municipal, e observando os dispositivos da Lei Federal nº 13019. Então essas parcerias que o município poderá estabelecer com essas organizações da sociedade civil serão feitas através de chamamento público, colocadas em edital com a maior transparência possível, e aprovando essa Lei o município ficará autorizado a ceder equipamentos adequados à realização dos serviços das organizações, arcar com despesas e a manutenção e conserto dos equipamento cedidos gratuitamente durante o prazo de vigência. Apoiar o trabalho das organizações encaminhando ao galpão de triagem todo o material reciclável proveniente da coleta seletiva implantada no município porque hoje isso é feito de uma forma com vínculo social, mas agora com a Lei institucionalizada nós daremos legalidade a esse trabalho feito pelo Executivo. Também acompanhar a fiscalização dos serviços prestados pelas organizações, manter o serviço de retirada periódica dos rejeitos provenientes da triagem de materiais recicláveis, divulgar a população da cidade, os trabalhos exercidos; manter programas de educação ambiental, destinar cestas básicas para melhor realização dos trabalhos nas organizações parceiras. Transferir recursos financeiros desde que haja interesse público e recíproco no caso de celebração dos termos de colaboração. Mas também as organizações elas terão algumas competências também e algumas responsabilidades, e finalizando, Senhor Presidente, como promover a coleta seletiva dos materiais, administrar o desenvolvimento do trabalho operacional, operar de forma cuidadosa os equipamentos, cadastrar e fornecer crachás de identificação aos associados, ampliar o quadro de associados, enfim mais uma série de competências que ficarão sob responsabilidade das associações. Então, Senhor Presidente, como nós temos o parecer jurídico da assessoria da Casa gostaria que o Projeto fosse analisado na noite de hoje em regime de urgência, votada a urgência e votado o referido Projeto na noite de hoje também. Muito obrigado.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Vereador. Gostaria só de nesse momento registrar a presença do nosso Secretário Tiago Ilha. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Ver. Sedinei Catafesta.

VER. SEDINEI CATAFESTA: Senhor Presidente, quero aqui registrar, agradecer a presença do público que estão aqui hoje, são os nossos recicladores também temos aqui hoje o Júlio que organiza um bom trabalho e quero parabenizar a ti, os demais colaboradores, os recicladores e também coletadores porque fazem a parte da coleta do material reciclável. Obrigado pela presença de vocês aqui nessa Casa; essa aqui é a Casa do povo sejam sempre bem vindos. E este Projeto nº 55 ele vem ao encontro de fomentar, apoiar, todo o trabalhado dos recicladores aqui em Farroupilha. Aqui estamos tendo um avanço no que se refere à reciclagem do lixo que hoje, como disse o secretário na semana passada é 4% que é se aproveitado; 4% é reciclável o restante é colocado no aterro. É dinheiro sendo posto no aterro, Júlio. Então assim através desse Projeto, quero parabenizar o Executivo e o Secretário de Meio Ambiente que está aqui também, agradecer a presença. Dizer que sou favorável a este Projeto, Presidente, também ao líder de governo e também apresento nesta noite uma Emenda da forma que eu relatei na semana passada estou apresentado a Emenda Aditiva aonde acresce ao inciso 7º no artigo 4º do Projeto de Lei n º 55. Aonde então passa com a seguinte redação o inciso 7º: as organizações da sociedade civil deverão então utilizar para coleta seletiva de materiais recicláveis apenas o veículo de tração humana devidamente definido como veículo padrão, a ecobicicleta, que é utilizada hoje em muitos municípios do país eliminando então; eu quero aqui registrar vocês que estão aqui que essa semana eu vi Vereadores eu tive a infelicidade de presenciar um cidadão com uma carroça, com um cavalo puxando a carroça, lotada de material e não era só reciclável que tinha lá e estava maltratando esse animal. Não deu tempo deu parar e registrar devido ao trânsito, mas era aqui em Farroupilha e isso não pode. A gente tem que saber que há outros trabalhos, há outros meios e hoje o que estou apresentando aqui, essa Emenda Aditiva, para que as parcerias futuras possam ter também o auxílio do município na aquisição deste equipamento. Padrão, uma bicicleta padrão hoje é utilizada, pena que não tem imagem no datashow, em várias cidades do Estado e também fora do país. Ela tem uma capacidade de 400 kg padrão. Fiz parceria com o município o equipamento que vou utilizar ele tem que ser padrão. E aqui também acresce o inciso 8º no artigo 4º do Projeto de Lei n º 55 com a seguinte redação: que permite parcerias públicas e privadas para a compra do veículo padrão para coleta seletiva de materiais recicláveis. Então a entidade que fez essa parceria com o Executivo, permite dentro do próprio Projeto que há um auxilio entre o Executivo, essa empresa e essa entidade para aquisição também desses equipamentos da coleta, que é muito importante, eliminando de fato, de vez, a utilização do cavalo, do jumento seja também para que possamos aqui por um fim nos maus tratos aos animais. Então, Presidente, estou aqui para somar a este Projeto e quando as entidades fizerem estas parcerias vai estar previsto no Projeto de Lei, na Lei Municipal, que o veículo vai ser padrão neste formato e também há uma possibilidade de convênio junto com o Executivo na hora de celebrar o determinado contrato. Eu apresento a Emenda hoje e peço a apreciação dos demais Vereadores e se possível, Senhor líder de governo, analisar e ser votado nessa noite para mim é indiferente, mas se puder deixar o Projeto para a próxima semana e analisar a Emenda com mais calma e o jurídico também. Obrigado está dada entrada a Emenda.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Vereador. Questão de ordem, Vereador  Fabiano A. Piccoli.

VER. FABIANO A. PICCOLI: Obrigado, Senhor Presidente. Eu quero pedir para que se os Vereadores assim entenderem nós suspendermos com a sua permissão para que possamos discutir a Emenda porque nós, por orientação do governo, nós gostaríamos de votar esse Projeto na noite de hoje. E aí nós poderíamos conversar sobre a Emenda e, por exemplo, assim acredito que a gente precise fazer alguma alteração porque veículo de tração humana eu não sei se essa é a palavra mais adequada. Porque a tração humana o veículo é tracionado pelo motor então talvez a gente tenha que fazer uma alteração para ver realmente como é que a gente possa fazer. Nós já temos o ‘ok’ do Executivo, Vereador Catafesta, em relação a essas duas alterações, só que nós precisamos acertar a redação e aí para que nós possamos votar na noite de hoje e já que nós temos a presença da comunidade envolvida para que a gente não perca a viagem deles e atrase ainda mais a realização dessas parcerias. Muito obrigado.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Vereador. Registramos aqui então a presença da Secretária Glória.  Senhores Vereadores, com a concordância dos Senhores a gente pode suspender a Sessão por alguns instantes para poder fazer. Suspensa a Sessão. Vamos até a sala de reuniões pode ser. (SESSÃO SUSPENSA). Continuamos então com a 2ª discussão do Projeto de Lei nº 55/2019. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Ver. Jonas Tomazini.

VER. JONAS TOMAZINI: Senhor Presidente e Senhores Vereadores. Quero cumprimentar o Secretário de Tiago Ilha, a Secretária Glória, mas principalmente todos que se fazem aqui presentes nessa noite que acompanham a nossa Sessão e sintam-se desde já convidados para comparecer também nas outras Sessões. A gente sempre tem assuntos que são importantes para a comunidade; claro que hoje possivelmente um assunto que diretamente diz mais respeito, mas a Casa está sempre aberta para que vocês participem aqui conosco. Com relação então ao Projeto nº 55/2019, na semana passada na 1ª discussão já tive a oportunidade de fazer alguns apontamentos com relação a ele. E primeiro eu quero dizer que nós somos favoráveis a essa possibilidade de organização e de incentivo para as organizações da sociedade civil, termo que prevê aqui o Projeto de Lei nº 55, até porque a gente sabe da importância do trabalho feito por todos vocês. Vocês mais do que uma fonte de renda e uma fonte de subsistência vocês ajudam a preservar o nosso município a preservar o nosso meio ambiente e isso, como diria inclusive algumas propagandas, não tem preço. E preocupo um pouquinho com relação à Lei a regulamentação quando cita aqui a Lei Federal nº 13019 porque aqui nesta Lei aqui fala que as entidades que vão fechar convênio com o município, Júlio, elas terão que estar enquadradas nessa Lei Federal e a gente sabe que muitos municípios, e Farroupilha também muitas vezes utilizou a regulamentação da Lei Federal nº 13019 para afugentar algumas parcerias. Então isso nos preocupa e nós queremos acreditar que seja diferente desse caso, claro que vocês entidades terão alguns compromissos a cumprir, mas que não seja então essa regulamentação que afaste o apoio necessário que precisam para vocês poderem realizar o seu trabalho. Na semana passada também, quero rapidamente repetir, falei sobre a questão da coleta da empresa que presta o serviço aqui no município que é a ECOFAR nós entendemos que a coleta de Farroupilha depois que veio essa empresa ou continuou, mas está deficitário; a forma como é feita a coleta pela ECOFAR não está contribuindo da maneira plena como poderia contribuir com vocês que fazem o trabalho. A gente já teve diversas imagens aí de caminhões recolhendo lixo tudo misturado, compactando o que não deveria e a gente até diz: tomara que isso não se espalhe porque nós vamos tirar senão o incentivo da população. Porque daqui a pouco a população começa a dizer não adianta eu separar aqui em casa se depois vem o caminhão de ECOFAR e mistura tudo, coloca tudo no mesmo lugar. A gente não pode deixar com que isso aconteça. Então eu venho batendo muito nisso que é preciso tomar medidas e medidas urgentes para que primeiro nós possamos respeitar a população que faz a separação correta e segundo dar ferramentas de trabalho para que vocês possam ter um material de melhor qualidade para poder realizar o trabalho tão bem como vocês fazem. Isso é um assunto que eu já tive a oportunidade de falar algumas vezes e nós vamos continuar cobrando para que essa empresa que hoje está sob domínio do município preste um serviço de qualidade e que possa propiciar material adequado para que vocês realizem o trabalho de vocês. O outro ponto que eu solicitei na última semana também foi com relação à ata do Conselho Municipal de Meio Ambiente e ela então foi fornecida pela liderança do governo e anexada a este Projeto de Lei, aqui então fala e, claro deve ser informação desse momento, né, que pode ser então os recursos a que fala em fontes de financiamento como recurso livre da Prefeitura, doações e o Fundo Municipal do Meio Ambiente não tendo dotação orçamentária até o momento. Então claro, como a Lei ainda não existia, mas a princípio não tem no orçamento de 2019 dotação orçamentária para isso. Como a Lei passa a vigorar logo depois da aprovação por essa Casa e a sanção do Prefeito Municipal, ela já teria autorização desde que sejam abertas rubricas no orçamento ou não sei se dá para utilizar as mesmas teria condições de iniciar os incentivos previstos nessa legislação. Então aqui embora a ata do Conselho Municipal do Meio Ambiente não tenha uma aprovação expressa dos conselheiros, me parece aqui texto corrido, mas não diz se isso foi colocado em votação ou não; mas acho que aqui é bom a gente ter uma atenção para que não fique apenas no papel. Aqui o que está previsto se ficar só na aprovação de hoje não vai resolver o que precisamos no dia a dia. Então nós somos favoráveis à aprovação do presente Projeto e seremos fiscalizadores para que realmente ele ocorra na prática. Era isso muito obrigado, Senhor Presidente.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Vereador. A palavra continua à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Fernando Silvestrin.

VER. FERNANDO SILVESTRIN: Senhor Presidente, Senhores Vereadores, cumprimentar a nossa colega Vereadora Eleonora, fazer uma saudação especial aos nossos Secretários Municipais, a Glória Menegotto, o Tiago Ilha que está presente né. Também quero fazer uma saudação especial à cooperativa ACAREASUL aí através do seu Júlio da Vila Esperança e também quero fazer uma saudar a Associação de Recicladores de Farroupilha, a ARFA, o Diego que está aqui presente e todos os colaboradores que estão aí né. Então a gente sabe o trabalho que vocês fazem através da reciclagem, um trabalho pode ser dizer social, que nem os colegas já comentaram, um trabalho ambiental muito importante e sem falar é uma fonte de renda para subsistência.  Então vocês são uns guerreiros aí estão de parabéns; obrigado pela presença aí. E também saudar os colegas aí da Casa, os funcionários, e demais presentes. Referente ao Projeto nº 55, que institui o programa de apoio à reciclagem e dá outras providências, eu acredito que esse Projeto vai dar mais condições de trabalho para vocês cooperativas, associações e futuras cooperativa, futuras associações e até quem sabe catadores de ruas que também precisa em certo momento um auxílio do Poder Público. E através desse Projeto de Lei aí eu tenho certeza que nós, Poder Público, nós vamos dar uma atenção um pouco melhor né um trabalho que vocês realiza um trabalho muito importante. Acho que foi comentado aqui através do Secretário que hoje efetivamente o lixo separado mesmo é 4% a 6% uma coisa assim, é muito baixo ainda aqui em Farroupilha então nós temos que aumentar essa média aí. E para aumentar essa média nós temos que dá mais condições a vocês ao pessoal que trabalha com reciclagem. Então eu quero dizer, Senhor Presidente, que esse Vereador é favorável a esse Projeto e tenho certeza que os maior beneficiado vai ser toda a comunidade farroupilhense que precisa melhorar esse trabalho aí. Então tá era isso, Senhor Presidente, obrigado.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Vereador. A palavra continua à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Tadeu Salib dos Santos.

VER. TADEU SALIB DOS SANTOS: Senhor Presidente, Senhores Vereadores, Vereadora Eleonora, Secretários que estão aqui conosco Tiago Ilha e também a Secretária Maria da Glória Menegotto; quero saudar também o jurídico aí da Secretaria do Meio Ambiente que está presente também nos auxiliando e nos assessorando hoje também na questão desse Projeto. Eu quero dizer para vocês que vocês hoje estão aqui quem sabe alguns pela primeira vez, outros já estiveram aqui por alguma situação, mas hoje se vocês avaliarem a importância da presença de vocês hoje aqui nos dá também para nós um orgulho muito grande. A certeza de que vocês estão comprometidos no próximo passo que é uma organização em prol da organização de vocês, aonde que um passado nos deu a possibilidade de no dia de hoje encaminhar alguma coisa vislumbrando nosso futuro. O futuro das nossas crianças, o futuro de vocês como cidadãos e buscando maiores conquistas a nível pessoal bem como claro crescimento individual de cada um e eu desejo a vocês acima de qualquer coisa juntamente com o companheiro Ver. Josué Paese Filho, o Kiko, através do Partido Progressista que vocês tenham êxito em todas as conquistas. E eu diria para vocês que hoje ao invés da reciclagem, nós poderíamos dizer o aproveitamento daquilo que é algo tão importante de um custo até o significado dele barato, barato, desde que nós possamos trabalhar com ideias de vocês e vocês com as parcerias a qual este Projeto vai levar vocês a conquistar o espaço de vocês. A organização de vocês estará aliada às possibilidades de facilitar o trabalho de vocês assim como a conscientização da comunidade. A comunidade toda terá que abraçar isto não somente a Câmara de Vereadores e o Poder Executivo ou a Secretaria do Meio Ambiente se não houver, de parte de vocês, a cobrança de que vocês neste reaproveitamento recebam um material que vocês realmente possam produzir possam colher frutos e desses frutos aí vocês colherem melhor renda para vocês, mais organização e quem sabe nós tenhamos amanhã aqui nesta Casa alguma das associações de Farroupilha sendo homenageada pelas conquistas e por aquilo que eles fizeram do trabalho a sua dignidade. Não deixem de sonhar. Sonhem em casas melhores, sonhem que as casas melhores que hoje vocês vislumbram como um sonho para vocês, seja realidade para vocês amanhã, mas que vocês nos ajudem a conscientizar os moradores dessas residências de uma forma em que dê para vocês a possibilidade de vocês provarem, para mim vocês não precisam provar, o quanto vocês são grandes o quanto vocês são importantes para nós. Amém aquilo que vocês fazem, aquilo que nós assim como vocês fazem, porque vocês também fazem descartar alguma coisa, mas descartar com consciência, arrecadar alguma coisa e produzir com vontade, com amor, com determinação. Boa sorte a todos e que amanhã eu possa realizar o sonho de recebê-los aqui nessa Casa como os demais Vereadores para homenageá-los pelas conquistas. Parabéns a vocês e esse Projeto aqui só se justifica pela eficiência de vocês. Muito obrigado.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Vereador. A palavra continua à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra a Vereadora Eleonora Broilo.

VER. ELEONORA BROILO: Boa noite Senhor Presidente, colegas Vereadores, nossos Secretários presentes Tiago Ilha e Glória Menegotto, nossos funcionários e todas as pessoas que nos acompanham nessa noite, os recicladores que nos dão orgulho de estar aqui, de nos acompanhar. Muito obrigado pela presença de vocês. Esperamos poder tê-los aqui em outras ocasiões também não apenas na votação desse Projeto. Muito obrigado pela presença de vocês. Quanto a esse Projeto, o Projeto de nº 55, é claro que a nossa bancada é favorável e eu gostaria de deixar registrado que nós precisamos, óbvio, aumentar porcentagem do lixo que é reciclado. 4% é muito pouco, é quase nada. Nós temos que pensar que nós temos um segmento da sociedade que precisa disso, que vive da reciclagem e não é só por isso, é por todos os motivos que nós temos. Então em primeiro lugar a população tem que ser educada, se a população não for educada para separar o lixo, muita gente faz isso, mas muita gente não faz, e eu vejo isso.  Se a população não for educada para separar o lixo e infelizmente só tem uma maneira das pessoas aprenderem: é doer no bolso.  Se não houver uma multinha para quem não estiver separando corretamente o lixo reciclável do não reciclável, do orgânico, provavelmente isso não vai funcionar direito. Então fica aqui que eu acho que nós precisamos aprender também nós temos que multar quem não faz a coleta direito porque não é justo com quem coleta com quem faz e divide essa coleta. Segundo, como já falei a semana passada eu vou falar de novo, nós precisamos dar também a coleta do reciclável para quem entende de coletar reciclável, e quem entende de coletar reciclável se não os coletadores, se não os recicladores. São eles as pessoas que mais entendem de reciclável, eu acho que nós podemos aumentar com isso de quatro para 20%, 30%, 40% de aproveitamento, mas muita coisa vai ter que ser mudado. Primeiro: os veículos de coleta realmente tem que ser mudados, as pessoas que vão coletar tem que estar preparados para isso, tem que saber o que estão coletando, educar a população e multar quem não faz direito. A única maneira que eu vejo de melhorar. E com isso aumentando a porcentagem de lixo que vai ser reciclado, nós estamos dando a essas pessoas dignas uma benfeitoria, uma melhoria que não é só para eles. Isso vai refletir em todos os segmentos das comunidades. Vai aumentar o poder de compra, a saúde, vai melhorar tudo. Então eu acho que chegou a hora de nós sentarmos realmente e fazemos o certo. Era isso muito obrigado.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Vereadora. A palavra continua, a palavra continua à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra Ver. Sedinei Catafesta.

VER. SEDINEI CATAFESTA: Presidente, eu solicitei a palavra novamente primeiro aqui para saudar mais uma vez a comunidade aqui presente, hoje primeiro de outubro, o mês que marca então muito na vida da mulher, da mulher brasileira, da mulher guerreira que é então com o objetivo de levar a conscientização sobre a prevenção do câncer de mama. Então é um dia que marca o mês todo de outubro, hoje dia primeiro, então as mulheres tem todo meu respeito, meu carinho. Quero aqui mais uma vez saudar em nome da Secretária Glória Menegotto, que está aqui também representando o Executivo, seja bem-vinda. Senhor Presidente, vou retirar a Emenda nº 01 conforme a reunião que fizemos com todos os Vereadores. Retiro a Emenda nº 01 já aqui agradeço a compreensão e a atenção de Vossas Excelências para que juntos construirmos a nova Emenda para esse Projeto nº 55 que é então com a seguinte redação dentro do Projeto nº 55. Para que vocês possam entender, os recicladores que estão aqui hoje, o Projeto nº 55 primeiramente é que nem o Plano Nacional de Resíduos Sólidos que foi uma Lei Federal isso aqui já é um marco no município onde se fala da reciclagem em parceria com as entidades. Então eu voto favorável e apresentamos essa Emenda e agora com a assinatura dos demais Vereadores, colocamos o paragrafo único ‘que fica então proibido a utilização de tração animal’. Então quando fizer essa parceria com a entidade e com o Poder Público, tem uma observação nesse Projeto que vai virar Lei com a sanção do Prefeito Claiton que não pode então utilizar a tração animal. Pode qualquer tipo a carrocinha pode a bicicleta pode o caminhão desde que não utilize a tração animal. É isso para que a gente possa estar aqui lutando pela preservação para que também não tenham o abuso que a gente vê por aí de animais sendo maltratados. Então voto favorável e agradeço cada Vereador que assinou a Emenda contribuiu para que possamos apresentar nessa noite e deixo mais uns dados aqui, Senhor Presidente, para que a comunidade possa o Brasil saber que o Brasil 30% do lixo que hoje no Brasil são 76 milhões de toneladas de lixo; 30% poderia ser reaproveitado para ter uma ideia nem reciclado reaproveitado e dessas 76 milhões de toneladas 3% é reciclado por vocês e tem mais um dado aqui que eu tirei da do G1 hoje que no Brasil a cada 10 cidades, uma trabalha com a reciclagem. Uma! É muito pouco. E nós estamos de parabéns e vocês estão de parabéns porque vocês fazem deste trabalho o sustento da família. E o Executivo hoje olhando com os olhos de administração pública, que é isso que estamos falando, pensando no público, pensando na comunidade. Então essa Lei tem meu apoio dos demais Vereadores e apresentamos a Emenda para apreciação dessa noite na Casa. E mais uma vez registro e agradeço a presença de vocês, sejam sempre bem vindos. Essa aqui é a Casa do povo, gente, é aqui que as decisões são tomadas tá. Então sejam sempre bem vindos hoje é um assunto que é discutido especialmente do trabalho que vocês fazem na nossa cidade, mas em outras oportunidades todas as segundas e terças está aberto aqui para vocês virem. Presidente, sou favorável ao Projeto nº 55 e mais uma vez agradeço os Vereadores que assinaram a Emenda e que nesta noite apresentamos. Vereador Sandro, Vereador Maioli, Ver. Silvestrin, Ver. Fabiano A. Piccoli, Ver. Thiago Brunet, Ver. Argenta, Ver. Tomazini, Ver. Jose Mário Bellaver, Ver. Jorge Cenci, Ver. Eleonora Broilo, Ver. Josué Paese Filho, Ver. Tadeu Salib dos Santos e eu, e também tenho certeza que o Ver. Odair Sobierai vem assinar conosco essa Emenda. Obrigado. Estamos aqui dando um avanço muito importante no que se diz à reciclagem no município. Obrigado.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Vereador. Somente para título de registro o espaço utilizado pelo Vereador foi espaço de líder de bancada. A palavra continua à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Thiago Brunet.

VER. THIAGO BRUNET: Boa noite Senhor Presidente, boa noite colegas Vereadores, Vereadora Eleonora, boa noite Secretário Tiago Ilha, Secretária Glória que esteve aqui, mas não está mais. Mas quem eu quero saudar aqui com entusiasmo é a todos vocês que estão aqui e que trabalham para que a gente possa ter uma cidade mais limpa. Parabéns pelo trabalho de vocês da cooperativa ACAREASUL, na qual tem o o Júlio como representante e na Associação dos Recicladores de Farroupilha, ARFA, na qual tem o Diego como representante, e apenas representam né porque todo mundo trabalha. Eu não tive a oportunidade ainda de visitar a associação, a ARFA e faço uma promessa aqui que esse mês ainda vou lá. Quero que me cobrem isso vou ver uma tarde aí, lá na do Júlio já fui e fui muito bem recebido, obrigado pela receptividade, Júlio, e é importante que todos os Vereadores eu acho que as pessoas que tem o compromisso de colaborar com a cidade conheçam o trabalho de vocês, saibam o que vocês estão fazendo. Com relação ao Projeto, Senhor Secretário, ele vem em bom momento, eu entendi o que o Senhor quis colocar aqui nesse Projeto; o Senhor apenas quer colaborar com essas duas associações que hoje existem aqui em Farroupilha e dar para elas alguns benefícios para que aqueles andarilhos, aquelas pessoas que porventura façam o trabalho individual de coleta de lixo não o façam mais e sim se juntem a vocês. Porque o trabalho sempre quando ele é feito com mais gente quando ele é feito junto ele é melhor ele é mais qualificado, então assim como eu na minha profissão lá no Hospital eu utilizo máscara, luva, boto roupa vocês também tem que trabalhar assim. Vocês precisam trabalhar assim para se proteger de doenças assim como eu, eu também preciso trabalhar. A gente precisa ajudar os outros, colaborar, ter dignidade, mas precisa se preocupar com a sua saúde. Então eu espero, Secretário, que com esse Projeto a gente possa sim ter uma nova visão das associações, que a gente possa visitar as associações e sim ter lugar limpo no meio do lixo. Por que não? Tenho certeza que a gente pode fazer esse trabalho e deve fazer esse trabalho porque eu tenho certeza que as mãos de vocês são limpas. Mostre as mãos de vocês, as mãos de vocês são as mãos que colaboram para que a gente possa ter uma cidade mais limpa. Então parabéns pelo trabalho de vocês, parabéns pela dignidade de vocês, tenham autoestima e saibam que este Vereador aqui considera o trabalho vocês tão bom ou melhor que qualquer um daqui; e nós temos que ter respeito pelo trabalho de vocês e respeito não se dá com discurso. Respeito se dá fazendo na prática e se vocês forem lá na minha casa hoje vocês vão ver que lá embaixo em uma portinha que tem, têm várias e várias estas garrafas aqui, vai ter todos os plásticos, eu lavo os plásticos lá, a funcionária que trabalha lá na minha casa a gente conversa sempre e ela lavar com água e sabão. Infelizmente nós estamos passando por alguns momentos aqui que isso seja temporário né que o Vereador Jonas apontou, a gente lava e aí muitas vezes ele é misturado então todo o meu trabalho acaba sendo em vão, tomara que isso não aconteça mais e isso com certeza com o nosso Secretário que está bem entusiasmado e tem um conhecimento grande no assunto já está resolvendo. Então, gente, assim que eu quero dizer para vocês que contem com esse Vereador, nós temos outros Projetos o Júlio sabe eu fui lá apresentar um Projeto que está no colo do Prefeito para ele se ele sancionando para que estas associações tenham benefícios para que a gente para que o Poder Público Municipal possa fornecer benefícios e para que as pessoas que porventura estão aí na rua também trabalhando e para que as pessoas que porventura estão aí na rua também trabalhando e ganhando seu dinheiro e sustentando sua família, mas que muitas vezes elas mexem no lixo elas sujam o lixo, elas sujam a cidade, então que tenha regras que a gente possa trabalhar bem limpando a cidade no meio do lixo sendo limpos. Muito obrigado.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Vereador. A palavra continua à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Jorge Cenci.

VER. JORGE CENCI: Senhor Presidente, colegas Vereadores, quero saudar a todos que estão aqui presentes, da ACAREASUL, o Júlio, da outra Associação, o Diego, né e dizer que o trabalho de vocês é importantíssimo para que a sua renda sim, mas também teoricamente fazendo um papel que muitas pessoas e nós não fazemos né que é fazer a limpeza adequada do lixo ou dar o material adequado para que possa ser reciclado. Eu quero fazer uma, falar novamente referente a esse Projeto ele está em segunda discussão então na outra semana eu já tive oportunidade de falar sobre ele, e aproveitando saudar o Secretário Tiago Ilha a qual eu entendo que a forma do recolhimento de lixo do nosso município pela ECOFAR está sendo feito de forma equivocada. Vou repetir isso. A questão de tirar das lixeiras colocar nas esquinas, na minha leitura, não é o correto, a questão da compactação tem o lixo que poderia ser reciclado, poderia ser usado para rendas para as próprias recicladoras/reciclagens, às vezes vem contaminado e dificulta a própria limpeza dele e automaticamente a venda do produto. Eu acho que isso, Secretário, deve ser mudado porque na verdade eu não sou técnico não conheço a área em si, mas a grosso modo eu vejo que não é o correto e tenho convicção que se for mudado o Projeto ou o processo, vamos ter muito mais material para que seja reciclado e automaticamente se transforme em venda para quem faz a reciclagem. Eu acho que isso é fundamental porque na verdade hoje mesmo o Senhor citou na outra oportunidade que 4% do lixo do nosso município é reciclado. É uma coisa quase que insignificante né. Então eu quero acreditar que ali na frente à gente possa aumentar este percentual para quer as famílias que fazem e usufruem deste trabalho em si, tenham mais renda para seu sustento, para ter uma qualidade de vida melhor. Então é dentro disso e a nossa posição é favorável ao Projeto com essas ressalvas que eu deixo para nosso Secretário para que acrescente porque só assim vamos ter uma porcentagem maior de lixo gerando renda para todos nós. Obrigado, Senhor Presidente.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Vereador. A palavra continua à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Alberto Maioli.

VER. ALBERTO MAIOLI: Senhor Presidente, Vereadores, Vereadora Eleonora, funcionários da Casa, Secretário Tiago Ilha, Secretária Glória que também estava presente e uma saudação muito especial a vocês trabalhadores. O que eu quero dizer aqui na minha primeira colocação, que o Vereador Dr. Thiago, Ver. Dra. Eleonora são doutores na sua profissão que exercem na medicina e vocês são doutores na sua profissão que vocês exercem no trabalho de reciclagem do lixo; eu me considero o doutor na minha profissão que faço com tanto carinho e amor. Então em primeiro lugar quero dar os parabéns que todos nós somos doutores principalmente quem tem vontade de trabalhar, esses são os verdadeiros doutores, verdadeiros heróis que lutam e que trabalham. Eu quero dizer quanto a esse Projeto de Lei que sem dúvida nenhuma esse Vereador vota favorável, eu também tive o privilégio e já fui lixeiro também no tempo que trabalhei no quartel e não deixa de ser uma profissão também. Eu quero dizer que esse Projeto de lei que vem do Executivo que acho que é muito importante o Executivo podem incentivar vocês, dar condições mais adequadas, mais justas, mais dignas para vocês. E aqui tem muitos que falam, eu das vezes defendo a ECOFAR que talvez ela não tem culpa; sabe quem é que é o culpado? Somos nós que às vezes vamos lá em uma lixeira que pegamos um pacote de lixo orgânico um pacote de lixo seletivo botamos dentro da lixeira passam os catadores vão e botam tudo em um caminhão só. O que temos que fazer é educar a população para ter mais, vocês direito de ganhar mais, porque daí eu tenho certeza que vamos ter mais aproveitamento do lixo seletivo, daí vai aumentar de 4 para 6, 8 e 10. Mas o que falta é a conscientização da população que faz o lixo, porque evidentemente que fica tudo misturado fica uma esculhambação não é verdade isso aí. Eu primeiro falei que vocês são verdadeiros guerreiros e vocês são verdadeiros guerreiros. E que da ECOFAR teve uma pessoa aí que me falou que são uns verdadeiros heróis e são mesmo porque imagine vocês, façam uma reflexão, quando passa em dia de chuva, dia de frio, aqueles pobres trabalhadores lá recolhendo o lixo, e são obrigados a recolher.  Olha aqui das vezes me corta o coração porque não é fácil. Mas vocês estão de parabéns eu voto favorável e que DEUS abençoe vocês e o trabalho de cada um de todos vocês. Muito obrigado.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Senhor Vereador. A palavra continua à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador David Argenta.

VER. DAVID ARGENTA: Obrigado, Senhor Presidente, colegas Vereadores, colega Vereador Eleonora. Sem dúvida o meu voto também será favorável e essa Lei ela tem uma grande trajetória e eu tenho que citar aqui também o Júlio e o Diego. O Júlio muitas vezes esteve lá na Prefeitura quando eu era Secretário de Planejamento e por alguns meses Secretaria de Meio Ambiente reivindicando essa situação junto com quem eu também tenho que citar o Eugênio Razzera e o Rudi Perini né, Júlio; muitas lutas para conseguir aquela esteira que lá vocês tem hoje então fico muito feliz de Farroupilha ter avançado nesse quesito coleta de materiais recicláveis. Um cumprimento a todos vocês que estão aqui. E queria dizer também que os 4% na verdade são muito significantes, parece pouco, mas a gente pega países superdesenvolvidos como a Espanha, por exemplo, que é a quinta potência, o quinto país que mais recicla no mundo, recicla o 30%. Por quê? Porque a maioria do material é orgânico e é o que pesa mais então quando a gente pensa em 4% parece pouco, mas é bastante; dá para chegar a 5, 6, 7, 8, 10. Países da Europa países gigantes lá com 11, 12% então não é tão pouco o que se tem em Farroupilha, mas se tem muito para avançar. Acho que além dos EPIs, Secretário Tiago, e parabéns pela tua coragem e a toda equipe também, o Bartelli ao Pablo que já saiu, porque mandar uma Lei dessas tem que ter coragem porque é custo né. Então muitos olham com a cara um pouco atravessada principalmente quem trabalha com as Finanças do município, mas é um investimento, sem dúvida, a gente deixa de pagar para a ECOFAR o que recicla. Então eu tenho certeza que isso é um investimento não é custo. E parabéns Farroupilha parabéns a todos envolvidos. E com muita felicidade sei dessa história de anos desde o Secretário do Meio Ambiente quando era Rudi depois passei eu e o Miguel e o Tiago agora que realmente teve essa coragem de mandar para cá essa Lei, uma luta de muitas mãos que hoje chega ao seu momento de votação. E realmente temos muito que avançar não só nos EPIs, em equipamentos, acho que a esteira que se tem lá ela pode ser melhorada; tem um monte de situação que poderia industrializar essa separação de uma forma mais efetiva. Mas esse é um começo é um avanço e é o mínimo que traz, que nem o Ver. Dr. Thiago colocou, traz dignidade e proteção. Eu também, Ver. Thiago, como Engenheiro, uso os EPIs, sou obrigado a usar o capacete, a botina, e isso é o mínimo que o trabalhador tem que ter. E esses cidadãos que estão aqui hoje eles trabalham em prol do município às vezes muito mais do que os políticos, do que quem está sentado na cadeira de Vereador de Secretário. É porque eles estão todo dia na massa ali e trazem um benefício incalculável para o nosso município. Então parabéns e obrigado.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Vereador. A palavra continua à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Ver. Fabiano A. Piccoli no seu espaço de líder de bancada.

VER. FABIANO A. PICCOLI: Obrigado, Senhor Presidente. Então na semana passada em 1ª discussão foi solicitado então a ata do COMAM, foi compartilhado com todos os Vereadores e aqui eu só vou ler algum trecho para deixar registrado na Casa. Então foi a data de nº 7/2019 aos 15 dias do mês de agosto de 2019, às 18h30min, no auditório do SINTRAFAR reuniu-se este Conselho do Meio Ambiente para a 6ª Sessão Ordinária do ano. O Presidente deu as boas-vindas e agradeceu a presença dos membros. Então lá o 2º item tratado foi o Senhor Tiago Ilha solicitou inversão da pauta para apresentação de Projetos da Prefeitura Municipal que foi aceita pelos conselheiros. O mesmo apresentou planos da Secretaria de Meio Ambiente de instituir as seguintes ações: Projeto bairro sustentável, depois a letra ‘B’ o Plano de Arborização Urbana, que está em pauta aqui nessa Casa; letra ‘C’ unidade de conservação do Balneário Santa Rita e depois nós tivemos a letra ‘D’ para o Projeto da Lei de Reciclagem, apresentado pelo Senhor Tiago e membro da SEMMA, Felipe Bartelli, que tem a proposta de fornecer com recursos públicos EPIs, equipamentos, cestas básicas, entre outras coisas às cooperativas de catadores de resíduos do município. Buscando para isso fontes de financiamento como recurso livre, doações e enfim; e aqui tem uma questão de não tendo dotação orçamentária definida até o momento. Aí eu já entro na questão orçamentária e essa ata foi aprovada por aclamação no final então o Projeto também foi aprovado, segundo informações do Bartelli teve a presença de membros das associações nessa reunião com o COMAM. E em relação às dotações orçamentárias, há três possibilidades segundo o Secretário de Meio Ambiente de já esse ano colocar em prática essa Lei que é o que vocês todos estão esperando. Nós vamos aprovar a Lei e em seguida a Secretaria de Meio Ambiente já vai começar a redigir o edital para que no máximo ali, 45 dias, esse edital esteja nas ruas, 45/60 dias, e depois então as duas associações, é aqui agradeço a presença da ACAREASUL, o Júlio, e da ARFA, o Diego, para poder se inscrever. Então é muito importante vocês e a Secretaria do Meio Ambiente vai fazer também um apoio para que as associações estejam com toda a documentação regularizada para que quando sair o edital vocês possam estar aptos a participar do edital.  Porque senão não adianta ter a Lei ter o edital e as cooperativas não estarem aptas a acionar este edital. Então o recurso vai haver é um desejo de toda a equipe do planejamento, mas principalmente do Prefeito Claiton que está em São Paulo buscando alternativas para o transporte público do município também na área da sustentabilidade, e ele manda um abraço para todos vocês. E foi uma pressão eu sei que logo no início quando o Secretário Tiago assumiu uma das principais metas que o Prefeito Claiton deu para ele era botar em prática essa Lei da reciclagem, de apoio a vocês porque ele vem acompanhando essas dificuldades ao longo de todo o tempo e sabe da importância para vocês e para o município de Farroupilha também. Então o Prefeito Claiton deixa um abraço a todos vocês e também a Deputada Fran que é uma das bandeiras dela lá na Assembleia que é a questão da reciclagem. Nós então vamos aprovar na noite de hoje a Emenda, quero parabenizar o Vereador Catafesta pelas alterações e depois todos os Vereadores por encontrarmos uma alternativa de fazer a Emenda e votar na noite de hoje. Agradecer a nossa Assessoria Jurídica que prontamente atendeu o nosso pedido e fez as alterações. E para finalizar, Senhor Presidente, nada vai adiantar nós temos uma Lei, nós termos uma vontade política, se nós não, lá na nossa casa, mudarmos os nossos hábitos de separação do lixo se nós não tivermos, Secretário Tiago, programas de educação ambiental e se nós não conseguirmos lutar para derrubar esse TAC do Ministério do Trabalho para que nós possamos ter, aí sim, Vereador Jorge, um caminhão aberto recolhendo o lixo seletivo. Porque não adianta lá em casa, por exemplo, hoje terminei um litro de leite nós gastarmos água potável, Vereador Thiago, que tem um custo para nós termos água potável para dai nos secarmos o plástico, o vasilhame, botarmos no lixo seletivo e nós termos um caminhão compactador e que não chega até vocês todo o esforço que é feito em nossas casas. Então há uma série de trabalhos a serem feitos todos nós somos responsáveis por melhorar o nosso meio ambiente cada um fazendo a sua parte. Então parabenizo, Secretário Tiago, pela pelo trabalho feito, a Secretaria, parabenizo a equipe da Secretaria e todos dentro do Poder Executivo que trabalharam para que nessa noite nós possamos votar essa Lei. Obrigado, Sr. Presidente.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado, Senhores Vereadores. A palavra continua à disposição dos Senhores Vereadores. Questão de Ordem Ver. Fabiano A. Piccoli.

VER. FABIANO A. PICCOLI: Pedimos então urgência na votação da Emenda também para que seja votada a Emenda e o Projeto na noite de hoje.

PRES. SANDRO TREVISAN: Perfeito. Se nenhum Vereador quiser mais fazer o uso da palavra colocamos em votação o pedido de urgência formulado pelo Ver. Fabiano A. Piccoli. Os Vereadores que estiveram de acordo permaneçam como estão. Aprovado por todos os Vereadores aqui presente registrando a ausência já justificada do Ver. Arielson Arsego e a ausência do Ver. Odair Sobierai.  Em votação a Emenda nº 02/2019; os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado por todos os Senhores Vereadores com as ausências já mencionadas. Em votação o Projeto de Lei nº 55/2019 que institui o programa de apoio à reciclagem, e dá outras providências. Os Vereadores que estiveram de acordo permaneçam como estão. Aprovado por todos os Senhores Vereadores com as ausências já mencionadas. Segunda-feira então, dia 07, teremos Sessão de Vereador por um dia. Quero agradecer a presença de todos os Senhores, agradecer a presença que vocês tenham a certeza que essa Casa tem um respeito imenso por todas as pessoas que vem aqui. Obrigado. Vocês fazem sim um trabalho de extrema importância. Parabenizar o Secretário pelo presente Projeto aprovado, Executivo e toda equipe. E agora então em seguida se quiserem bater uma foto aqui em cima, quando ao término da Sessão, fiquem à vontade para bater foto com os Vereadores aqui em cima todos juntos. Nada mais a ser tratado. Comunicado, Vereador Josué Paese Filho.

VER. JOSUÉ PAESE FILHO: Senhor Presidente. Mais uma vez boa tarde a todos os Senhores que estão aí e Senhoras. Comunicado que eu acho que é muito importante, que eu recebi um whatsapp hoje à tarde, e a todos os Vereadores e vocês estão aqui presente e quem está nos assistindo pelas redes sociais. Estão fazendo algumas mudanças no nosso trânsito em Farroupilha, eu não vi a divulgação da imprensa, três esquinas muitos perigosas, estava falando com outros Vereadores aqui hoje tá, não estão avisando e estão mudando. Espero que não aconteça nenhum acidente, nem material e nem pessoal, porque são esquinas de muito tráfego e muita velocidade. Por exemplo, a Rua Marechal Deodoro da Fonseca e quero que todo mundo, passei whatsapp para mais de 100 pessoas hoje já avisando, a Marechal Deodoro vai ser preferencial da Rua Humberto Castelo Branco até a Rua Coronel Pena de Moraes; que hoje não é preferencial. Então acho que a Prefeitura o Poder Executivo tem que ir para a imprensa sim e divulgar isso antes das mudanças para evitar acidentes gravíssimos nessas ruas aí. Obrigado, Senhor Presidente.

PRES. SANDRO TREVISAN: Perfeito, Vereador. Mais nada a ser tratado nessa noite, em nome de DEUS, declaro encerrados os trabalhos da presente Sessão. Uma boa noite a todos.

 

 

 

 

 

Sandro Trevisan

Vereador Presidente

 

 

 

 

 

Fabiano André Piccoli

Vereador 2º Vice-Presidente

 

 

OBS: Gravação, digitação e revisão de atas: Assessoria Legislativa e Apoio Administrativo.