Pular para o conteúdo
26/10/2021 06:04:26 - Farroupilha / RS
Acessibilidade

Ata 3750 – 22/05/2017

SESSÃO ORDINÁRIA

 

Presidência: Sr. Fabiano André Piccoli

 

Às 18:00 horas, o Senhor Presidente Vereador, Fabiano André Piccoli assume a direção dos trabalhos. Presentes os seguintes vereadores: Alberto Maioli, Aldir Toffanin, Arielson Arsego, Eleonora Broilo, Jonas Tomazini, José Mario Bellaver, Josué Paese, Jorge Cenci, Odair Sobierai, Raul Herpich, Sandro Trevisan, Tadeu Salib dos Santos, Thiago Brunet, Tiago Ilha.

 

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Boa noite a todos e a todas, sejam muito bem-vindos a Casa legislativa de Farroupilha. Invocando o nome de DEUS declaro abertos os trabalhos da presente Sessão Ordinária. Em aprovação as atas nºs 3.748, de 15.05.17 e 3.749, de 16.05.17. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado por todos os Senhores Vereadores, com a ausência do Vereador Dr.Thiago Brunet. Passamos ao espaço destinado ao Grande Expediente.

 

GRANDE EXPEDIENTE

 

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Convido o Partido Democrático Trabalhista – PDT para que faça uso da Tribuna. Abre mão do espaço. Convido o Partido Republicano Brasileiro – PRB para que faça uso da Tribuna. Com a palavra o Vereador Tiago Ilha.

VER. TIAGO ILHA: Senhor Presidente, Senhores colegas Vereadores, uma saudação muito especial também aos funcionários da Casa e também a todos os demais presentes. Hoje nós vamos trazer no nosso Grande Expediente, uma notícia muito boa para a nossa cidade, estivemos, na sexta-feira participando de um ato na Prefeitura Municipal, no gabinete do Senhor Prefeito Municipal, aonde a Secretaria Municipal de Planejamento fez a apresentação de um início do Parque de Eventos lá no Largo Carlos Fetter. Esteve também nesse ato o nosso Vereador Presidente, Senhor Vereador Fabiano Piccoli esteve junto neste ato, aonde que teve esse lançamento. Eu pedi gentilmente a Secretaria de Planejamento essa apresentação, para dividir com todos os Vereadores, com a comunidade, porque é uma notícia muito importante, principalmente para a área da cultura, que nós estamos diariamente buscando defender e trazer essas questões. Então de uma forma bem sucinta, rápida e objetiva, pretendemos dividir com todos os Vereadores e esse Projeto que é o início, a primeira etapa do Centro de Eventos no Largo Carlos Fetter. O Largo Carlos Fetter tem uma importância de logística muito importante para a nossa cidade, também histórica, lá nesse local hoje o CDL depois de uma licitação está agora fazendo todo um trabalho de recondução e de trazer um ambiente totalmente modificado, aprimorado nesse local, é no Largo Carlos Fetter aonde historicamente nos últimos anos, pelo menos nos últimos 10 anos, nós estamos comemorando e trazendo um dos maiores eventos populares da nossa cidade que é a Semana Farroupilha, hoje chamada de Farroupilha Bem Gaúcha, um Projeto que este Vereador teve a oportunidade de conduzir, de ser o coordenador pelo período dos últimos quatro anos e lá conversando com o movimento tradicionalista, conversando com toda a gauchada, sempre teve vontade de transformar o Carlos Fetter em um local definitivo de eventos, que pudesse abrigar não só a Semana Farroupilha, como também outros grandes eventos da nossa comunidade por ser um local totalmente centralizado e mais, o Largo Carlos Fetter é um lugar logisticamente muito bem centralizado, ele está exatamente no coração de Farroupilha e hoje a nossa comunidade precisa ter lugares também para a atividade de lazer e a ideia de começar a fazer o parque lá no Largo Carlos Fetter é também para esse motivo, pra oportunizar também as pessoas que possam usar ele não só nas datas comemorativas ou não só em um evento. Então essa apresentação que eu trago e divido com a comunidade, com os Vereadores, o local da obra dessa primeira etapa vai contemplar um palco multiuso que vai ficar aí pra abrigar eventos da nossa comunidade, a localização da obra ele fica o palco de costas à hoje o Sindilojas, virado então a estação férrea, sempre historicamente era realizado os palcos quando tinha locação no sentido oposto, no sentindo virado para o Posto Modelo, então agora ele tem um sentido para ter uma amplitude maior que quando grandes eventos possa contemplar também a questão, foi pensado no estudo, também na questão de poder as pessoas estarem bem acomodadas, esse primeiro início do Parque de eventos lá no Carlos Fetter vai se contemplar um palco, o local da obra, a apresentação, a referência desse palco foi buscado em uma cidade próxima a nossa que é a cidade de Carlos Barbosa, que lá tem a chamada concha acústica, que é bem conhecida e que funciona muito bem lá naquela cidade. Então também da proposta de implantação do palco então buscou essa referência de ter umas curvaturas leves, oportunizando criar uma forma de abraçar o público, por isso que foi pensado nessa estrutura, como tinha um recurso de R$ 250.000,00 que depois a gente reitera com a emenda parlamentar do Deputado Republicano Carlos Gomes, e pra fazer um palco dessa forma foi buscado fazer muitos orçamentos para conseguir com esse recurso realizar essa primeira etapa, então a primeira etapa ela contempla o palco multiuso onde ele já foi pensado em ter altura de pé direito pra poder se acoplar as lonas quando loca lá na Semana Farroupilha ou em outros grandes eventos, a altura já padrão de 1metro e meio que faz com que as pessoas possam, mesmo tendo muitas pessoas possam assistir e contemplar a apresentação em qualquer lugar do complexo, também foi pensado na acessibilidade com uma rampa de condução e dois banheiros na parte de traz para acomodar os artistas, as pessoas que vem se apresentar e ainda uma sala de multiuso para guardar equipamentos ou outros. E tem uma forma de ilustração como ficaria esse palco, bem de costas então ao Sindilojas com o pé direito que eu falei também é bastante alto para que nesse momento que termine o palco, quando se loca as lonas que já locado para outros eventos como a Semana Farroupilha, possa se acoplar, futuramente quando se buscar alguns recursos é um sonho de interesse local totalmente coberto. Então aqui tem mais uma perspectiva de como ficaria, então aqui a emenda parlamentar do Deputado Carlos Gomes de R$ 250.000,00, aí tem a contrapartida do município para fechar esse valor e uma ideia que foi apresentada que é uma proposta que nós já solicitamos também um recurso ao Deputado, que já assumiu um compromisso para os próximos anos que é logo depois que terminar o palco nós conseguirmos fazer a pavimentação de toda essa área até chegar lá na estação férrea, então essa pavimentação foi mostrada uma ideia, ela é feita com bloquetos coloridos para que possa também as pessoas com bancos, com uma certa arborização para que as pessoas possam usar também o Carlos Fetter pra andar de bicicleta, tomar um mate, conversar, iluminação então essa é a segunda etapa que já está projetada lá na Secretaria de Planejamento, que nós estamos já pleiteando esse recurso já pro próximo ano, para que a gente já consiga dar andamento ao Projeto do palco é para esse ano, já está como recurso garantindo, agora o Projeto vai pra a Caixa Econômica, imaginamos que até o final do ano a gente possa estar contemplando o palco pronto para ser usado já no ano que vem. E para o ano que vem já estamos pleiteando esse recurso da pavimentação por bloquetos para fazer toda essa parte da estação férrea. Então aqui também tem uma perspectiva de como ficaria com o palco e com a pavimentação, com os bancos, uma determinada arborização mostrando a perspectiva de como ficaria o local, algumas imagens ilustrativas que dá uma sintonia de como ficaria a primeira e a segunda etapa. Então a ideia do apresentação a gente agradece a profissional da área lá do planejamento que nos deu essas imagens, essa apresentação foi colocada para todos os presentes naquela ocasião na última sexta-feira, para que a gente pudesse dividir com os Vereadores, com as demais pessoas de como ficará esse início do Parque de Eventos, se nós vamos estar dando entrada a essa Casa, Senhor Presidente, numa sugestão que já pedimos também uma ideia pra todo movimento tradicionalista que tem usado muito, de nominar esse parque que vai começar agora nessa primeira etapa com o Parque 20 de Setembro, o Parque 20 de Setembro, dentro do Largo Carlos Fetter. Então essa é uma sugestão que nos próximos dias nós vamos estar dando entrada aqui nessa Casa para trazer como sugestão ao Senhor Prefeito Municipal, para também nominar esse Parque de Eventos que começa a nascer no Largo Carlos Fetter, para dar uma oportunidade para que as pessoas possam utilizar nos demais dias do ano, para dar uma oportunidade de lazer, de fomento à cultura, uma oportunidade ao nosso artista, valorizar as pessoas da nossa comunidade. Então esse é um recurso que nós estamos muito felizes, que através do nosso Partido Republicano Brasileiro, do nosso Deputado Federal Carlos Gomes, estamos trazendo ao município e foi anunciado isso na última sexta-feira. Então, com enorme alegria a gente divide com todos os Vereadores isso, mostrando que nós conseguimos sempre trazer mais quando há um esforço, sem dúvida nenhum coletivo, de organização, dos entes políticos da nossa comunidade. E é muito mais do que o meu dever, é minha obrigação como Vereador desse município, estar buscando também coisas diferentes para a nossa comunidade, como é o início desse Parque de Eventos. Então o Senhor Presidente era esse assunto que teríamos para o momento, e o meu muito obrigado.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Tiago Ilha, do PRB. Convido o Partido da Rede Sustentabilidade para que faça uso da Tribuna. Abre mão do espaço. Convido o Partido Progressista – PP para que faça uso da Tribuna. Abre mão do espaço. Convido o Partido do Movimento Democrático Brasileiro – PMDB, para que faça uso da Tribuna. Com a palavra o Vereador Jonas Tomazini.

VER. JONAS TOMAZINI: Senhor Presidente, Senhores Vereadores, imprensa aqui presente através do Ricardo Ló, ex Vereador desta Casa Dr. Lino Troes. Vamos então já que o equipamento aqui está passando as fotos, eu quero fazer um pequeno relato e é importante, e nós ficamos felizes Vereador Tiago Ilha, quando a gente vê Projetos como esse que o Senhor apresentou a pouco, que podem qualificar os espaços do nosso município, mas ao mesmo tempo eu acho que espaços que hoje a gente já tem merecem um cuidado um pouco melhor, digo isso, essas imagens que vocês estão vendo, elas são da Praça Lidovino Fanton, um grande parlamentar do nosso município que dá também nome à nossa Casa Legislativa, essa praça fica localizada perto da Biamar Malhas, no Bairro Vicentina o qual eu sou Presidente da Associação de Moradores, quase que em uma área central da nossa cidade e nós temos lá, essa é a placa inclusive da praça com a homenagem ao Lidovino Fanton, pra vocês verem como está o estado dela, além de não ter sido provavelmente limpa a algum tempo, também toda pichada de bastante tempo pelo que a gente vê ali, sem ter nenhum cuidado recente, isso fica claro com relação a isso. Eu quero dizer via Associação de Moradores nós já fizemos pedidos para que essa praça fosse então, tivesse uma atenção, a gente sabe que teve um programa no ano passado que acabou revitalizando algumas praças do nosso município, esta praça em si não estava contemplada nesse primeiro momento, é possível que ela esteja em outra oportunidade, em contato com o Secretário do Planejamento David Argenta, ele me relatou que neste momento a equipe estaria alocada lá, fazendo a Romaria de Caravaggio, que é altamente compreensível e é necessário que se faça isso depois que passa a data não tem mais o que fazer então a gente precisa receber bem os nossos romeiros. Então nós entendemos tudo isso. Mas, dá para perceber que o estado que está ali não é de uma semana, duas semanas, um mês, dois meses, é algo de algum tempo já que não se dá a devida atenção. Nós solicitamos inclusive um estudo para a Secretaria do Planejamento, com o objetivo até de verificar quem sabe com uma parceria também público privada, quem sabe fazer um Projeto de revitalização para essa Praça que está tão próxima do nosso centro e que se encontra nesse estado que os Senhores podem verificar. Eu estou fazendo um Requerimento que vai ser votado depois no Pequeno Expediente, mas eu já faço a leitura, aonde então: “O Vereador signatário, após ouvida a Casa, requer à Vossa Excelência, que seja enviado ao poder executivo para que veja da possibilidade de realizar manutenção na Praça Lidovino Fanton, localizada na rua Júlio de Castilhos esquina com Rua Carlos Beltrame no Bairro Vicentina. Em anexo fotos do atual estado da praça. ” Também quero dizer  que no último sábado a Associação de moradores do Bairro Vicentina fez uma ação então para a gente tentar colaborar com a limpeza do bairro e logo com a limpeza do município a instalação de algumas lixeiras, tem uma foto que passa aí, no bairro, nós fizemos isso com recursos da associação, a gente sabe que o município tem dificuldades para isso, com recursos de eventos que nós fizemos, apenas recursos da associação a gente fez então aí em mais de 12 pontos do bairro a instalação de lixeiras com separação de lixo seco e resido orgânico então. Nós pedimos já e esperamos que a gente seja atendida para que a empresa responsável pelo recolhimento desses resíduos, fizemos isso via protocolo para o Poder Executivo, faça o recolhimento então, desses resíduos que vão ser armazenados pelos farroupilhenses, esses que vocês estão vendo aí. Então a gente só está aqui apresentando esse trabalho que foi feito a pedido da associação de moradores e também pedindo a sensibilização do Poder Executivo para que olhe realmente para essa praça, que fica no local estratégico do nosso município e também que faça pelo menos então agora a manutenção dos resíduos que estarão depositados nessas lixeiras a partir de agora. Então esse é o requerimento 70/2017 que depois então no Pequeno Expediente eu peço a compreensão e o apoio dos demais pares para que a gente possa encaminhar para o Prefeito Municipal. Como segundo assunto, acho que não os Vereadores não receberam ainda as cópias, mas vão receber entre hoje e amanhã nós estamos apresentando então, nós estamos apresentando, o Vereador José Mário Bellaver, Vereador Arielson Arsego, Vereador Jorge Cenci, Vereadora Eleonora Broilo, Vereador Josué Paese Filho e Vereador Tadeu Salib dos Santos, um Projeto de Resolução nº 040/2017 que altera o Regimento Interno da Câmara de Vereadores. Explico rapidamente que o objetivo desse Projeto de Resolução é adequar o nosso Regimento Interno a Emenda à Lei Orgânica que nós fizemos e votamos no mês de abril, que faz então a previsão de audiência pública para a discussão quando entrada nessa Casa de Projetos de natureza tributária. Então depois de alterarmos a Lei Orgânica e ela ter sido promulgada pelo Presidente desta Casa, há a necessidade de adequação do nosso Regimento Interno. Então esse Projeto de Resolução, ele é meramente protocolar no sentido de fazer essa adequação, ela tem que ser feita depois da aprovação, da promulgação então da alteração da Lei Orgânica, o que já foi feito no mês de abril, para isso nós vamos precisar seguir novamente aquele rito de designação da Comissão Especial e votação nessa Casa de 2 turnos, mas a discussão em si, ela se dá na alteração a Lei Orgânica, o que já aconteceu. Esse texto agora, do Projeto de Resolução, ele é apenas para adequar e foi produzido pelo Jurídico desta Casa a pedido das bancadas do PMDB e do PP para que a gente possa então fazer essa alteração. Comissão Especial e uma votação depois. Esse Projeto eu gostaria também de pedir que amanhã nós estando com as cópias a gente pode fazer a designação da Comissão Especial, para que nós possamos então não ter muito tempo em que a aprovação da Lei Orgânica e a adequação do nosso Regimento Interno, já que fica tudo certinho caso tenha aí algum processo nesse sentido, a gente já esteja completamente adequada a legislação que já está vigente, a Lei Orgânica maior, então ela já está vigorando. Era isso por enquanto, a gente gostaria de deixar essas imagens e esse Requerimento para que a gente possa discutir esse assunto com o Poder Executivo, visto que também é um local onde passam várias pessoas do nosso município e também visitantes, nós temos um hotel bastante movimentado bem próximo e conversando até com as pessoas do hotel e com o proprietário, ele me dizia “muitas vezes a praça mais próxima que a gente tem aqui é esta”, mas a gente realmente as vezes não recomenda porque não seria, acho que vocês concordam que não seria interessante nós mandarmos os nossos visitantes, os nossos turistas visitar hoje a Praça Lidovino Fanton. Era isso Senhor Presidente, muito obrigado a todos os Vereadores.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Jonas Tomazini, convido o 1º Vice dessa Casa para que conduza os trabalhos da Casa.

1º VICE-PRES. THIAGO BRUNET: Com a palavra o Vereador Fabiano Piccoli.

VER. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Senhor Presidente, boa noite a todos e a todas, saudação especial a imprensa presente, colegas Vereadores, Vereadora Eleonora, começo essa fala pelo Requerimento do Vereador Jonas, sabe Vereador Jonas, que em 2014, uma Senhora chamada Graziela Dalzochio, me mandou uma mensagem para ter um olhar especial para essa praça, porque ela tem um comportamento um pouco diferente das outras por causa da sombra e para as crianças brincar nos parquinhos com a sombra era bem interessante, só que naquele momento estava em andamento as 7 praças do orçamento participativo juntamente com a Tramontina e tem as outras 3 praças elencadas pela Emenda do Deputado Henrique Fontana, não contemplavam a revitalização dessa praça. Mas como o Secretário David falou, nós já estamos buscando, o governo, buscando alguma alternativa financeira para que possa ser feito uma reforma, mas nada impede de que haja periódicas limpezas na praça. Em relação a tarde de hoje eu estive Nova Roma do Sul compartilhando com vocês uma reunião sobre o Parlamento Regional onde foi debatido novamente a questão do ISS, que não foi votado ainda, não foi votado o veto pelo Congresso e tudo indica que vai ser mantido o veto do Presidente e que os municípios não terão acesso ao ISS das operações de crédito, de leasing e em função do lobby das grandes operadoras. Falamos também da região metropolitana com o Deputado Ronaldo Santini e outros temas, mas o que me traz a esta Tribuna hoje não poderia ser diferente é o que está acontecendo no nosso país em relação à continuidade dos escândalos que varrem os noticiários do horário nobre, que se tornaram quase que 24h00 o horário nobre. Em relação a delação dos irmãos Batista, o que surpreende é a quantidade de dinheiro que é distribuído em propina. 500 milhões de reais distribuído em propina nos últimos cinco anos, sendo 400 milhões distribuídas de forma lícitas e 100 milhões de forma ilícita. O que chama atenção são as frases do Joesley dizendo “muitas das doações são propinas disfarçadas de doação política” dos 500 milhões total, pode-se considerar 400 milhões em contrapartida foram contrapartidas de ajustes ilícitos. Tem pagamentos via oficial, que era o caixa um, via campanha política, tem via caixa dois, tem dinheiro em espécie. Basicamente é essa forma de pagar. Normalmente acontece o seguinte: se combina o ilícito, se combina o ato de corrupção com o político ou com o poder público, o dirigente do poder público. E, daí para a frente, se procede os pagamentos. Os pagamentos são feitos das mais diversas maneiras. Seja nota fiscal fria, seja dinheiro, caixa dois, e até mesmo doação política oficial. ” Então 500 milhões de reais distribuídos a 1.829 políticos brasileiros nos últimos 5 anos. O que chama atenção é que os delatores estão aproveitando o seu apartamento em Miami, um apartamento de 900 m², até ontem estavam, fizeram a delação pegaram um jatinho e foram para os Estados Unidos, é o que está acontecendo com os delatores, empresários em todas as operações e o que chama também muito a atenção é que essa programação da delação premiada que eles fizeram tiveram ações anteriores, uma delas foi a compra de milhares de dólares, porque sabiam que com o escândalo o dólar iria subir. Então além de causar um estrago a nação, continuam causando estrago e estão, e as ações também né, e agora estão vivendo muito bem obrigado no seu apartamento em Miami. O que eu fico estarrecido e começo a criticar o governo que eu defendi e que o partido ao qual eu faço parte, durante os anos de 2007 a 2010, a Holden que controla a JBS conseguiu bilhões de reais via BNDES, aonde nós sabemos que para se conseguir um empréstimo BNDES ou BRDE de uma empresa aqui de Farroupilha, ou empresa da região, você tem que fazer umas 50 caminhadas à Caravaggio e mesmo assim às vezes não consegue. Então como é que os caras conseguiram milhões de reais em financiamento? A explicação está aqui 500 milhões de reais em doações, e vou agilizar um pouco se não eu não vou conseguir cobrir tudo. O Presidente do Banco Central nos dois governos do Presidente Lula, foi Henrique Meirelles, de 2013 a 2011, presidente do conselho de administração da Holden que controla a JBS, quem foi de 2012 a 2016? Henrique Meirelles. Quem é o nosso Ministro da Fazenda, o queridinho dos economistas? Henrique Meirelles. Como é que a gente explica isso? Como é que nós políticos independentes de partido político podemos explicar uma coisa dessas? Indo adiante, os irmãos compraram com nosso dinheiro, dinheiro do BNDES nesses anos 65 frigoríficos dos Estados Unidos, geraram emprego, geraram tributos lá nos Estados Unidos e hoje dão uma mesadinha de nada mais, nada menos que R$ 500.000,00 por semana para o Eduardo Cunha. E o acordo era por 20 anos dar essa mesadinha de U$500.000 por semana, Vereador Tadeu, o cara deve saber muita coisa, além disso, o Eduardo Cunha ganhou R$ 30.000,00 para comprar Deputados para sua eleição na presidência da Câmara, tudo na JBS. O Joesley afirma ainda que na véspera da votação do impeachment o deputado João Carlos Bacelar do PR do Paraná pediu 150 milhões para comprar 30 votos de Deputados do baixo clero para votar contra o impeachment. Então para ver que a convicção das pessoas, dos Deputados lá na votação e nada era a mesma coisa. Era dinheiro para votar a favor e dinheiro para votar contra e aí os irmãos Batistas liberaram só 3 milhões e em uma das delações disse que o cara fica toda semana enchendo, ligando para ele para liberar o resto do dinheiro. Bom, sobrou até para o José Ivo Sartori, que recebeu licitamente um milhão e meio e está declarado na prestação de contas, mas sobrou para ele também na delação do cara, não vai dar em nada porque o dinheiro está declarado, mas para ver como que essas delações, para ver como é que essa turma agia. Partindo para uma parte que eu gosto, e na delação do Joesley também diz que o Lula e a Dilma têm 150 milhões aplicados no Estados Unidos para usarem, só que está no nome do Joesley, o dinheiro para o Lula e a Dilma está em nome do Joesley, mas é do o Lula e da Dilma. Partindo para uma parte que eu gosto muito e aqui eu não consegui encontrar alguns parentes ainda que durante a campanha infernizaram a minha vida e que era Aécio na terra e DEUS no céu, eu não tive oportunidade de conversar com essa turma ainda, porque nós avisávamos, sabíamos dos problemas do nosso partido, mas a gente sabe do problema dos outros partidos também. O Aécio nunca enganou a essa pessoa que vos fala e é incrível a forma com que ele se relacionava com os irmãos, a forma como ele se relaciona com a corte, as falas dele com o Gilmar Mendes, um diálogo, Dr. Lino, o diálogo do Aécio com o Gilmar Mendes, é incrível, como é que um juiz da Suprema Corte pode ter um diálogo dessa forma sobre os temas que eram tratados com um Deputado. Uma das falas, agora com o Cesare Batistti que ele diz assim: “quando eu estava negociando os 2 milhões tem que ser um que a gente mate antes dele fazer a delação”. Então a forma com que o cara age, o modus operandi é incrível, e incrível eu não conseguir encontrar esses meus familiares que idolatravam tanto o Aécio, e a tentativa de obstrução da justiça dele “vamos acabar com todos esses crimes de falsidade ideológica, negócio grande não dá pra assinar na surdina” que é sobre as 10 medidas anticorrupção “todo mundo assina o PSDB vai assinar, o PT vai assinar, o PMDB vai assinar, estamos montando essa ideia, porque o Rodrigo Maia devolveu aquela tal das 10 medidas, a gente vai voltar naquela M” Aqui eu não vou continuar lendo as palavras porque são de baixo calão. “Mas estou trabalhando nisso igual um louco para que elas não fossem pra frente” O Senador teria tentado organizar uma forma de impedir que as investigações avançassem por meio da escolha dos delegados que conduzissem os inquéritos, então ele estava articulando e estava bravo porque dos 2000 delegados, tinha que ser o amigo dele, que julgasse os inquéritos dele, os amigos do Pedro pra julgar os inquéritos do Pedro, esse é o grande Aécio Neves, que durante a campanha se passou por um santinho e todos sabíamos que ele não era. Finalizando, notícia do ClicRBS de hoje: Governo Temer reduz verba e polícia Federal reduz a equipe da operação lava jato”, uma notícia da folha de São Paulo: “Advogado Antônio Muniz de Oliveira, que é o advogado contratado pelo Presidente Moro, é parcial e sem condições para julgar” e sobre as declarações do Temer, da participação ou não dele na conversa, hoje ele em um novo discurso, comentou que a conversa dele com Joesley foi sobre operação Carne Fraca, só que a operação Carne Fraca foi divulgada no dia 17 de março e a conversa dele com os Joesley foi no dia 3 de março. Então se engatou um pouco mais com essa declaração, ou ele passou informação privilegiada para os caras, ou é uma tentativa de sair dessa situação. Para finalizar, outro que era o Senhor da legalidade, o Senhor de fazer as coisas corretas, o Deputado Onyx Lorenzoni, um dos cinco Deputados que foram delatados, e aqui eu falo cinco, Paulo Ferreira do PT, Alceu Moreira do PMDB, Onyx Lorenzoni do DEM, Beto Albuquerque do PSB e Jerônimo Goergen do PT, que recebeu R$ 200.000,00 sendo que R$ 100.000,00 foi caixa dois e ele como Gaúcho honesto, afirmou que recebeu os R$ 100.000,00 de caixa dois e ele afirma que não havia espaço para declarar o dinheiro irregular, “como faço? Pego dinheiro de caixa dois e boto aonde? Não posso botar na minha conta e transferir? Vou arrumar uma empresa para assumir isso? Arrumar um laranja? Não, aí estou lavando dinheiro. ” Então receber dinheiro de caixa dois, ele que foi um defensor da legalidade, um juiz que julgou a todos os políticos corruptos, foi pego também. Então era isso Senhores e confesso que eu falo tudo isso com, relatando essas informações. Para finalizar Senhor Presidente, com um pouco de alívio porque eu não me canso de falar quanta porrada a gente levou nessas campanhas, quanto sectarismo nós vivenciamos porque era somente um partido, era somente algumas pessoas eram corruptas Vereador Tadeu, era somente os que a gente fazia campanha, eram corruptos e todos os outros  eram santinhos, e isso vem só aprovar o que a gente sempre falava, que a corrupção está em todos os partidos independente de sigla, independente da idoneidade da pessoa. Obrigado Senhor Presidente, um boa noite a todos.

1º VICE-PRES. THIAGO BRUNET: Convido o Vereador Fabiano Piccoli para retornar à presidência dessa Casa.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Dando continuidade ao nosso Grande Expediente. Convido o Partido Socialista Brasileiro – PSB, para que faça uso da Tribuna. Abre mão do espaço. Colocamos em votação o requerimento nº 70/2017 de autoria do Vereador Jonas Tomazini. O qual solicita a manutenção na Praça Lidovino Fanton. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado por todos os Senhores Vereadores. Passamos ao espaço destinado ao Pequeno Expediente.

 

PEQUENO EXPEDIENTE

 

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Alberto Maioli.

VER. ALBERTO MAIOLI: Senhor Presidente, Senhores Vereadores, Vereadora Eleonora, dar uma saudação especial aos funcionários da Casa, a imprensa com o Ricardo Ló, uma saudação ao nosso Secretário Vandré que está presente nesta Casa, e de dizer que ouvi atentamente as colocações do Vereador Jonas Tomazini quando fala daquela praça e evidentemente que o pessoal tinha dado prioridade para fazer o trabalho que vai para Caravaggio, mas aquilo que se ouviu naquela praça, quanto às folhas, é a própria natureza que cai das plantas devido às estações do ano, que vai caindo. Agora, quanto àqueles copos, aquelas garrafas, aquelas barbaridades que ficam naquela praça será que vem de onde? De gente mal-educada, que infelizmente nós temos tudo que é segmento de gente mal-educada, e aí pena falou, além de mal-educado nós temos ladrões barbaridade que nos representa. Então que país, estado e município nós estamos vivendo? Gente, as vezes a gente vem aqui e queremos brigar por causa disso, daquilo e daquilo, como é difícil hoje as vezes defender coisas que seriam de interesse para a população, mas um outro lado ainda bem que tem gente boa que pensa de fazer coisas boas e fazer coisas boas. Mas, isso é uma coisa muito importante que eu concordo contigo Vereador Jonas, que tem que estar limpa a praça, agora as folhas vem da própria natureza, e o Vereador Paulo Schneider diz: “as folhas são as coisas mais bonitas que caem das plantas, que vai para a própria terra, que é uma natureza muito bonita” agora, aqueles copos, aquelas garrafas, isso aí que deixa a gente triste e não é só lá, eu passo ali naqueles trilhos do trem, na frente do Restaurante Caminhos do Trem e ali também se vê garrafa, copos atirados, que deveria ter um monte de gente só para juntar aquilo que o pessoal fazer de bandalheira. Cedo um aparte ao Vereador Arielson Arsego.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Um aparte ao Vereador Arielson Arsego.

VER. ARIELSON ARSEGO: Obrigado pelo aparte, só para contribuir, a questão da praça, por exemplo, que nós vimos as fotos e se for passar nas praças o Senhor vai notar também, não é só a questão das folhas é a questão do lixo depois que é jogado. Quando a gente vê que não tem o cuidado, não tem a manutenção, acaba ficando pior ainda. A gente sabe que as pessoas sujam e tal, mas se não tem a manutenção e se a praça fica largada, ela fica pior ainda, porque tem lixo e o outro joga outro e vai indo e não deveria ser assim, mas acontece isso e aquilo que o Vereador Jonas coloca aqui eu acho que é importante que a Administração Municipal tome a ciência de fazer essa manutenção das praças porque se nós não fizermos a manutenção da praça, a cada vez nós vamos ter que arrumar alguém para que vá lá fazer a praça de novo, essas praças que foram agora, por exemplo,  reformadas algumas delas se você for nessas praças que foram reformadas já tem equipamentos com problema, se não for dado manutenção o ano que vem vamos ter que achar uma outra empresa para fazer a recuperação daquela praça de novo. Então é isso que tem que fazer, é dar continuidade na manutenção e nós também fizemos reforma nas próximas e algumas já foram refeitas de novo ou revitalizadas. Obrigado.

VER. ALBERTO MAIOLI: Veio a contribuir, hoje à tarde inclusive nós falamos com Executivo que o Prefeito Municipal vai querer dar o trabalho de manutenção e a prioridade às praças do município de Farroupilha, que é uma coisa muito importante. Outra coisa que eu quero falar, que ontem estiveram em Porto Alegre a Heloísa Helena, ex Senadora e de Farroupilha se destacou uma equipe junto com a Maria da Glória Menegotto e mais 11 pessoas ligadas ao partido da REDE, onde que estiveram em um encontro Estadual para discutir e debater sobre as eleições do ano que vem. Agora, o dia de hoje para chegarmos e falar sobre situação política nós temos que ter coragem porque a situação realmente está difícil. Como é que nós vamos querer defender o partido, é difícil defender partido, mas temos que começar a defender pessoas ligadas ao segmento do bem-estar das coisas boas, porque olha minha gente, a coisa está muito séria, e aqueles que roubam que falaram que passaram 500 milhões de reais para 1829 políticos isso que descobriram, porque isso aqui não é nem 1/3 daquilo que eles fizeram e os milhões que roubam é uma vergonha e uma decepção. Era só isso Senhor Presidente muito obrigado.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Alberto Maioli. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Tadeu Salib dos Santos.

VER. TADEU SALIB DOS SANTOS: Senhor Presidente, Senhores Vereadores, Senhora Vereadora Dra. Eleonora, quero saudar também o Secretário Vandré Fardin aqui conosco nessa tarde, a imprensa e alguns que já tem cadeira cativa aqui conosco, o Paulo mais esse pessoal que está conosco hoje e é claro, saudar a todos os colaboradores desta Casa. Presidente eu tenho aqui um Requerimento, mas vou deixá-lo mais para o finalzinho para pedir também a votação do mesmo. Vereador Tiago, eu fiquei na dúvida, me perdoe, eu estava entre meio a uma troca de ideias quando o Senhor citou o 20 de setembro no Largo Carlos Fetter, seria dentro do Largo Carlos Fetter o 20 de setembro? Cedo um aparte ao Vereador Tiago Ilha.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Um aparte ao Vereador Tiago Ilha.

VER. TIAGO ILHA: Obrigado pelo aparte, só para contribuir com o seu raciocínio, a ideia é sugerir um Projeto de Lei ao Prefeito Municipal, para nominar esse parque de eventos que começa a ser feito agora com a primeira etapa que é o palco, etapa um, que é assim que está escrito lá no Ministério para que seja nominado como “Parque 20 de Setembro” no Largo Carlos Fetter. Exatamente.

VER. TADEU SALIB DOS SANTOS: Eu só queria contribuir e até lhe sugerir de que hoje em se tratando de Carlos Fetter, que tem uma história ao longo da história de Farroupilha como Igreja Matriz, como eu acho que o próprio Largo aqui também foi de Carlos Fetter, nós temos o Cemitério Público Municipal, quando tinha parte evangélica e tinha parte católica, ali veio o Carlos Fetter da parte evangélica, que era tudo evangélico, desmembrando e colocando, ou melhor, colocando tudo junto, que era  desmembrado, a parte católica não se misturava com os evangélicos, e os evangélicos menos com a parte católica, e ali vem o Carlos Fetter fazendo uma doação pra nós e a história nos confirma, salvo que eu tenha algum engano disso, mas eu sou um migrante de Farroupilha e como cidadão honorifico de Farroupilha, algumas coisas fui buscar informações sobre pessoas e como a ligação de Carlos Fetter com a família Georg, como alguns dizem e Buscaino, e famílias que foram, que fizeram parte do desenvolvimento de Farroupilha, Carlos Fetter teve uma importância extremamente grande na história de Farroupilha. Eu lhe digo assim, a igreja luterana foi doação dele também, contribuição a entidades religiosas como a igreja católica, enfim Carlos Fetter eu lhe diria, hoje eu diria Vereador me perdoe, mas eu sou totalmente contrário porque mesmo se colocasse ali um Centro de Eventos no Largo Carlos Fetter, Centro de Eventos 20 de Setembro, ou Largo Carlos Fetter, eu acho que Carlos Fetter seria uma reafirmação ao longo da história dele, eu acho que isso seria uma coisa de a gente buscar essas informações até para contribuir com o Senhor, nós iremos mexer em alguém que Farroupilha deve a ele todo progresso e toda uma história, e uma história muito linda, uma história de doação, e de doação assim que nós hoje brigamos por 1 m de terra e deu milhares de metros de terras para Farroupilha crescer como cresceu, e o Largo Carlos Fetter eu lhe digo assim, devido a importância de Carlos Fetter, ele tem que receber alguma coisa de um âmbito popular, como é o caso, tem a escola Carlos Fetter, que também é uma homenagem e aí se repete o nome de Carlos Fetter devido a importância dele, e realmente ele é o marco de Farroupilha. A Rua Carlos Fetter, nós temos muito, muito envolvendo o Carlos Fetter, e eu lhe diria assim, que o Largo Carlos Fetter é uma própria homenagem ao nome da nossa cidade, ao nome da Semana Farroupilha, ao nome de qualquer coisa que venha a contribuir para o engrandecimento de Carlos Fetter junto com a nossa cidade. Para que eu não me atrapalhe muito, Senhor Presidente peço para ler aqui o Requerimento de número 069/2017 que diz o seguinte: “O Vereador signatário, após ouvir a Casa, requer a Vossa Excelência que seja enviado convite ao Presidente do Resgate Voluntário de Farroupilha Sr. Doglas Neri, para que se possível venha a esta casa Legislativa explanar a respeito dos trabalhos e da atual situação do Resgate Voluntário. ” Nós temos a questão saúde do São Carlos, e o resgate é acima de tudo de uma importância muito grande, por isso de eles virem aqui e nos explanar sobre o trabalho deles. Muito obrigado Senhor Presidente, peço para colocar em votação.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Tadeu Salib dos Santos. Colocamos em votação o requerimento nº 69/2017 de autoria do Vereador Tadeu Salib dos Santos. O qual convida o Presidente do Resgate Voluntário de Farroupilha Sr. Doglas Neri, para que venha a essa Casa Legislativa. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado por todos os Senhores Vereadores. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Tiago Ilha.

VER. TIAGO ILHA: Senhor Presidente, caros Vereadores, ainda as pessoas que nos prestigiam, uma saudação especial a imprensa, o Ricardo sempre prestigiando, os funcionários da Casa, as pessoas que também prestigiam sempre a Sessão e as pessoas que acompanham também o nosso trabalho pela internet, ou em outros veículos. Só pra contribuir Vereador Tadeu, a ideia de trazer uma emenda do nosso Deputado Republicano Carlos Gomes a esse local Largo Carlos Fetter já é uma forma de valorizar, eu acho que o Largo Carlos Fetter tem que ser melhor abraçado e uma das ideias do Projeto é iniciarmos com o palco, seguirmos com a pavimentação e quem sabe o sonho de ter até uma parte coberta, para que esse local seja de certa forma imortalizado pela sua história, por tudo o que o Senhor colocou e por tudo o que realmente é, a ideia de criar um nome ao reduto que é feito a Semana Farroupilha, que é uma parte do Largo Carlos Fetter, não necessariamente precisa ser o nome do local, pode ser o monumento ao local, possa ser alguma coisa que eu acho também que a história que dá um nome a nossa cidade que é o nome da Revolução, eu, sempre fui um apreciador da história e da valorização dela, eu acho que algum momento eu vi muito isso quando coordenava a Semana Farroupilha, de turistas chegarem aqui e aqui no acampamento, e perguntarem “aonde é que está o museu da revolução, o monumento que fala da história” então a ideia de sugerir que daqui a pouco, não necessariamente seja o nome do parque, ou seja o monumento, alguma coisa que nós vamos trazer pra fomento como sugestão ao governo, é para também criar um marco que nesse local ali de toda história já agora 17 anos, realizam uma grande festividade de cultura regional, típica nossa que é a cultura gaúcha e que adotou esse local, fez dele a sua história e hoje eu não consigo imaginar esse evento sendo realizado em outro local sem ser esse local. Mas sem dúvida eu acho que as suas ponderações são pertinentes sim e essa não é uma discussão obviamente do dia de hoje porque a gente não protocolou nada, mas vou levar como sugestão sim no momento inclusive de apresentar, quero construir isso não só com o Senhor, mas com os demais Vereadores. Também aproveito esse momento para a solicitar depois a Comissão da Frente Parlamentar do hospital, um pequeno dedinho de prosa no final da Sessão de hoje, para que a gente possa fazer alguns ajustes quanto algum tema referente a nossa possível audiência pública. Era isso Senhor Presidente.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Thiago Ilha, a palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Arielson Arsego.

VER. ARIELSON ARSEGO: Senhor Presidente, Senhores Vereadores, nós gostaríamos de fazer um pedido de informação. Nós da bancada do PMDB, após ouvida a Casa, requer a Vossa Excelência, que seja solicitado ao Poder Executivo Municipal, no setor competente para que nos envie cópias das notas fiscais, planilhas dos serviços prestados e valores pagos para a ECOFAR, nos meses de janeiro, fevereiro, março e abril. Só eu vi aqui a numeração no Protocolo, o pedido de informação nº 071, deve ter tido um erro, uma continuação dos Requerimentos, os pedidos de informação na verdade têm. Se foi mudado, é o nº 003, este é o pedido de informação Senhor Presidente.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Colocamos em votação o pedido de informação nº 003/2017, da bancada do PMDB, ao qual solicita que seja enviada as notas fiscais, planilhas de serviços prestados, valores pagos, para a ECOFAR, nos meses de janeiro, fevereiro, março e abril. Os Vereadores que estiverem de acordo, permaneçam como estão. Aprovado por todos os Senhores Vereadores.

VER. ARIELSON ARSEGO: Era isso Senhor Presidente, muito obrigado.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Arielson Arsego. Com a palavra o Vereador Raul Herpich.

VER. RAUL HERPICH: Senhor Presidente, Senhores Vereadores e demais presentes. Nós temos um ofício, da Câmara dos Deputados. Oficio nº 066/2017. Veio do Deputado Federal Pompeu de Matos, Presidente do PDT do RS. Assunto: Indicação de Emenda para o Município. “ Prezado Vereador. Tenho a honra de informar a vossa excelência que indiquei para o município de Farroupilha uma emenda individual 3660008 de minha autoria ao Orçamento Geral da União (OGU) de 2017 junto ao Ministério de turismo no valor de R$ 250.000,00 cabe salientar que essa emenda foi devidamente cadastrada pela Prefeitura Municipal no SICONV, através do número proposta 014847/2017 e será utilizado na implantação de pista de caminhada com sinalização paralela à Estrada de Caravaggio, sétima etapa. Os recursos dessa emenda parlamentar visam atender as necessidades do município na área de infraestrutura turística e lazer com isto reafirma o meu comprometimento de levar políticas públicas que possam melhorar a qualidade de vida dos moradores. Aproveito a oportunidade para deixar à disposição meu escritório político em Porto Alegre, tal e tal, da mesma forma ressalta o compromisso de manter meu contato parlamentar trabalhando em favor das demandas da administração Municipal e da comunidade de Farroupilha. Assinado, Pompeu de Matos. ” Então temos mais uma Emenda chegando para o Município de Farroupilha, no valor de R$ 250.000,00. Daqui uns dias estará chegando mais uma Emenda de R$ 250.000,00 do Deputado Afonso Mota ao qual a gente esteve recentemente em visita ao seu gabinete. Então está chegando mais uma Emenda, provavelmente será para a saúde, mas ainda não está definido, o quanto e quando. Dizer também que hoje nós tivemos uma reunião almoço da Câmara da Industria e Comércio de Caxias do Sul, até fui mais por curiosidade, para ver como está o movimento empresarial de Caxias do Sul e a palestrante era a representante da Federasul a Simone Leite. Então com relação ao que o Vereador Fabiano se manifestou antes na Tribuna, realmente é uma situação insustentável no Brasil. Penso assim, como é que nós podemos estar votando Reforma Tributária, Reforma da Previdência, aonde tudo é comprado, lembro-me há pouco tempo quando começou a questão da Odebrecht, o Senador Romero Jucá, havia dito que havia tido uma compra de uma Emenda Parlamentar, como é que se chama agora? Me fugiu o nome, junto ao Congresso Nacional, no valor de R$ 150.000,00, que naquela oportunidade, o Senador Romero Jucá disse, R$ 150.000,00, se compra esse produto do Paraguai, não no Brasil. Então realmente, aqui não se fala em mil reais e sim em milhões de reais, tudo é comprado, o próprio Presidente Fabiano já falou da questão do impeachment e assim por diante a coisa realmente é muito complicada. E a gente vê também, da desvantagem, da questão dos governantes ou dos Deputados fala-se, principalmente na última eleição se falou muito em igualdades e de condições, como é que um cidadão pode concorrer em igualdades e condições com esses Deputados. Eu peguei a prestação de contas de um Deputado aqui, que só da JBS o oficial recebeu R$ 850.000,00, só de um Deputado Federal que se elegeu, R$ 850.000,00 de uma empresa só. Quer dizer, como é que pode então haver uma renovação na Câmara dos Deputados, não tem fórmula, tudo vem com o dinheiro, não é mais uma questão política, o trabalho de Deputado, ou daquilo que ele produz, mas sim daquilo que ele consegue de objetos de barganha de votar de Projetos de empresa de A, B, ou C e receber seu dinheiro lá. Temos ali a questão dos 30 Deputados que formaram uma Legislação lá para a JBS para votar a favor ou contra o impeachment sei lá, R$ 5.000.000,00, para cada Deputado, a questão isso um Deputado me falou quanto estive em Brasília. No meu espaço de Liderança, Senhor Presidente. Na eleição do Deputado para Presidente da Câmara, o Deputado Eduardo Cunha, um voto a favor dele valia R$ 1.000.000,00. Então se vê que o nosso Brasil a coisa está assim de uma forma, que a gente não tem mais nem condições de pensar em ser político, nesta forma de conduzir a política. Por que cadê o interesse do povo? Isso que a gente deve estar pensando. Até hoje foi falado, pela Simone Leite, e alguns empresários se manifestaram durante o almoço, a reforma política, mas quem irá fazer? Quem irá fazer? Esses Deputados que estão aí? Deles não podemos esperar nada, a reforma da Previdência? O que podemos esperar? É realmente ao que cada Deputado pensa, ou aquilo que o Governo pensa? Ou aquilo que o empresário irá colocar lá e assim por diante. Estive lá em Brasília, durante a marcha dos Vereadores, estive no Plenário para assistir um pouco até as 9:00hs da noite a votação do Projeto da Reforma Trabalhista. Estive falando com alguns Deputados do RS, sobre essa questão Trabalhista, como Previdência e questionavam, uns votavam a favor outros contra “olha eu pessoalmente seria contra, mas eu tenho que votar a favor, porque se eu voto contra eu perco as benesses, vai ter corte nos meus recursos, eu não terei mais espaços para me manifestar, então, para eu não me desgastar eu voto a favor e fico numa boa com o governo e fico numa boa conseguir as grandes lideranças. ” Porque a gente vê as dificuldades de um Deputado RS se manifestar, vejo o Deputado Pepe Vargas, vejo alguns Deputados, mas é muito difícil um Deputado do RS, falar em Tribuna ou em uma entrevista de grande imprensa, sempre os mesmos. Os Deputados do RS, mal e mal falam entre si, poucos falam entre si, enquanto que os nordestinos se unem e levam todas as vantagens porque eles sabem fazer política, aqui nós somos bairristas, cada um para si, essa é a nossa dificuldade de conseguir recursos, ou algumas conquistas para o sul do país. Então essa é a questão que a gente sentiu lá, eu penso até poderia votar contra, mas não dá, eu perco meus espaços e vem essa questão do “perco dinheiro também”, provavelmente. Então essa questão é muito delicada, a gente não vê luz no fim do túnel, o que poderá acontecer essa semana no Brasil, renúncia do Presidente Michel Temer? Será que é bom? O que será da economia? Será que é bom? Até hoje estava se falando lá em Caxias do Sul, a economia estava dando sinal, agora volta tudo à estaca zero, qual é que será a reação do novo Presidente? O Ex-Presidente sem apoio como ficaria? Como vai ficar as Reformas? Tudo as questões que agora ficam com ponto de interrogação e nós aqui na ponta, que temos que dar explicação, ou temos que ver a reivindicação da nossa comunidade, a gente também não sabe o que dizer, porque nós estamos totalmente por fora, porque são valores e valores que circulam e que dominam a política e as decisões políticas principalmente de Brasília. Então é lastimável que isso aconteça, isso que está acontecendo, Deputados já se organizando, última eleição, já se organizam para o próximo, tem os seus Assessores, em todos os municípios tem um assessor ou dois ganhando salários e fazendo essa parte política, então como é que você vai haver uma modificação, jamais, um que outro talvez realmente que tem sorte, tem padrinhos bons aqui do RS, 2 ou 3 que entraram com padrinho bom e assim por diante. Então realmente vejo também na reforma trabalhista, por exemplo, a maioria dos Deputados votou a favor, veja o Deputado José Fogaça, que é um suplente, votou contra a reforma trabalhista, imediatamente veio ordem do Senhor Presidente da República para o PMDB substituir ele, porque teria que entrar um que é o Secretário do RS, do Governo do RS. Trocar imediatamente, quantos assessores ele tem? Quantas pessoas indicadas fora? Então tudo, é questão de interesses particulares e não da comunidade, isso que é lamentável, isso que nos deixa triste, porque este é o Brasil que nós tanto queremos que seja um Brasil, uma Nação grande, que tem culturas de norte a sul, que tem estações definidas, que o grande produtor rural do agronegócio está nessa situação infelizmente. Era isso Senhor Presidente, muito obrigado.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Raul Herpich, a palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Jorge Cenci.

VER. JORGE CENCI: Senhor Presidente, demais Vereadores, a imprensa em nome do Ricardo Ló, aos colaboradores da Casa e a todos que nos prestigiam, pessoal da internet também. Na verdade, eu quero fazer dois comentários referente a duas situações em si, uma buscando o Requerimento do Vereador Jonas, como parâmetro e falar referente a algumas questões do orçamento participativo, e referente a algumas praças do nosso município. Temos praças do Orçamento Participativo na parceria Público Privada, quando o Senhor era Secretário Vereador Presidente, que alguns bairros foram contemplados pelo Orçamento Participativo, mas alguns que existia a demanda, da comunidade e foram elencados como prioridades no Orçamento Participativo, não aconteceram, cito como exemplo o Bairro Medianeira. O Bairro Medianeira a comunidade solicitou no Orçamento Participativo de 2014 uma praça, com o valor estimado em torno de R$ 40.000,00, até o momento essa praça não foi feita, está lá abandonado o local adequado aonde deveria ser colocado os equipamentos, uma outra questão que eu também quero levantar dentro dessa questão, porque o Bairro Medianeira não foi contemplado e alguns outros bairros, que não constavam como uma prioridade, aí foram contemplados com a contemplação da praça em si ou do equipamento para que a comunidade usufrua. Então houve no meu entendimento, um critério não tão correto nessa questão e a comunidade do Bairro Medianeira está aguardando até o momento a contemplação da praça, para que a comunidade usufrua. Também dando sequência a questão praças, um bairro que também foi contemplado no Orçamento Participativo, então foi executada a praça até determinado ponto, que não está assim, pronta para que a comunidade usufrua, é o Bairro Alvorada. Inclusive os frequentadores, que a maioria é crianças, estão correndo o risco de se machucarem. Porque ela não está contemplada, tem pedras expostas, meio fio exposto e pode acontecer algum acidente e alguém se machucar e o município, talvez ser responsabilizado. Uma outra questão é a praça do Bairro Centenário, a praça do Bairro Centenário ela foi executada em si, mas ela também falta algumas coisas para serem contempladas naquela região, tendo em vista o valor bastante considerável hoje para uma praça, foi em torno de R$ 72.000,00 o custo dela. Então falta equipamentos, falta terminar ela em si, a comunidade já está usufruindo, mas não de forma adequada. Volto só buscando a questão do Vereador Raul Herpich em si, e concordo plenamente com a fala da grande maioria em si referente a questão política, hoje em nosso país, mas eu tenho um ponto de vista que talvez possa ali na frente à comunidade e a população em si ter um meio diferente de fazer essa questão de política partidária, que seria o seguinte. Porque que os Vereadores ou os Prefeitos, ou os Deputados, ou os Senadores tem que gastar no seu período eleitoral? Porque talvez eles não tenham feito uma grande administração ou uma grande gestão, e se o povo começasse a votar de forma diferente, não pelo que eu vou fazer, mas em si pelo que eu fiz, inverter essa questão. O que que o fulano fez? Eu acho que a questão financeira não seria tão importante e valorizaria as pessoas que, só para concluir Senhor Presidente, e certamente teríamos uma bela contemplação de pessoas que realmente fizeram pelas pessoas e pela comunidade. Obrigado Senhor Presidente.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Jorge Cenci, a palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Aldir Toffanin.

VER. ALDIR TOFFANIN: Senhor Presidente, Senhores Vereadores e demais aqui presentes, hoje quero deixar um cumprimento especial ao nosso amigo Geraldo, que está sempre nos recebendo muito bem na portaria. Eu gostaria só de colocar aqui, Vereador Jonas, referente ao seu Requerimento nº 070/2017, lhe parabenizar pela atitude, em nome da Associação de Moradores, que é muito mais fácil criticar, e os Senhores fizeram um papel muito bonito, foram atrás, colocaram as lixeiras, colocaram lá, isso foi muito bonito, parabéns, para o Senhor e para toda a Associação de Moradores de lá. Também gostaria de dizer Vereador Raul, que nós não precisamos mais nos preocuparmos aqui com as Reformas da Previdência, Reformas Políticas, nós temos que começar nos preocupar com as reformas dos presídios. Porque com 500.000.000 para 1829 políticos, vai faltar presídio, esse pessoal Vereador Alberto, como o Senhor Sempre fala, não tem desculpa, tem que ir para a cadeia de um em um, indiferente de partido, tem que ir para a cadeia. Não ter essas regalias, como tem esse pessoal aí, os delatores, Vereador Presidente, que hoje ficam nas verdadeiras mansões para falar a verdade. Quer dizer, nós temos que pagar muito bem, para o pessoal falar a verdade. Então eu acho que agora os presídios são a principal obra que tem que ter em nosso país. Era isso Senhor Presidente, muito obrigado.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Aldir Toffanin, a palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Sandro Trevisan.

VER. SANDRO TREVISAN:  Boa noite Senhor Presidente, Senhores Vereadores, Senhora Vereadora, imprensa, amigo Jesse, que está ali assistindo, pessoal presente. Na verdade, assim, o poder de fogo que é dado a União, na verdade está diretamente ligado à qualidade de repasse que se tem, quanto que o município fica com o total de arrecadação. Então eu acho que a gente tem que começar com o município, Vereadores, parlamentares, pensar de uma forma de fazer esse repasse de maneira diferente, porque o fato da gente ficar aqui falando sobre eles, eu acredito que de forma alguma eles vão começar a criar vergonha na cara e mudar o comportamento que existe lá em cima. E percebe-se que continuam as investigações e mesmo durante a investigação Lava Jato, continuam roubando, não estão muito intimidados, a sustentação daqueles políticos lá em cima por pouco tempo que tenho de conhecimento em política, se dá em função de nós Vereadores e municípios, de todos os municípios, dos Vereadores Municipais, dos Prefeitos, somos nós que estamos dando sustentação aquele pessoal lá em cima. Então acho que cabe a nós para o município começar se organizar de tal forma, para fazer cobranças, para que existam novas divisões daqueles valores. Vai terminar com todo o problema a nível nacional? Com certeza não vai, mas tu tiras a quantidade de dinheiro que é dado a eles, com certeza isso diminui. O povo, como população tem que começar também a perceber, que o fato de ter muita mídia, existe um preço bem alto, esse preço de mídia deve ser pago, de que forma eles pagam? Dessa forma que a gente está vendo, é muito simples, é muito lógico, eu acho que a gente como político e como povo, tem que começar a repensar a maneira, como a gente pensou até hoje, e começar a estruturar de outra forma. Eu vejo pequenos detalhes, no cotidiano, dia a dia, que a nossa população em si, como um todo, na verdade a grande maioria deve começar a se conscientizar de que pequenos atos, são característicos e determinísticos na questão da situação que se encontra o Brasil hoje. O fato de eu estacionar no amarelo, o fato de eu passar uma faixa isso vem a tornar o sistema caótico e quanto mais caótico, melhor. Tenho que concordar com vocês que é um absurdo, mas eu não vejo, não entendo como isso pode mudar, se a gente não começar a resignificar e fazer com que esse dinheiro, esse repasse seja maior a nível de município. O município tem que ficar com a fatia maior, a gente precisa trazer esse dinheiro e se os Vereadores, de todas as cidades, claro, eu não estou falando só de Farroupilha, não começarem a se unir a nível municipal, para começar a fazer essas exigências com os nosso Deputados, não vai acontecer? Quando que a gente sonha, a gente acredita que um dia isso vá acontecer? Que eles vão continuar recebendo essa quantidade tão grande de dinheiro, que as pessoas, vão ficar votando em função da mídia que o Deputado tem, que o Presidente tem, eles têm acesso ao dinheiro, podem roubar é muito fácil, com milhões na mão compra Deputado, compra juiz, compra advogado, compra quem quiser. E outra, eu acho que esses caras que são pegos com essa quantidade de dinheiro, eles estão matando, isso deveria ser classificado como crime hediondo, porque enquanto que eles estão roubando um milhão, dois, três, cinquenta, cem duzentos, tem gente que está sem remédio, tem gente que está na fila de um hospital, que não tem atendimento, que não tem maca, não saúde e aí morre, esses caras estão matando de uma maneira direta, nem indireta é. Não está implícito aí, está explicito o que eles estão fazendo, e são classificados como delação premiada “oh, tu falas a verdade, não tem problema nós vamos deixar tu livre.” Cara, isso aí é crime hediondo, tem que prender e deixar mofar lá dentro, mas de novo quem julga? Quem tem grande quantidade de dinheiro, se a gente não começar a se mobilizar por baixo, isso não muda nunca, não adianta a gente ficar falando que é bonito, que é feio. Bom Senhor Presidente, é nisso que eu penso, é nesse sentido que eu acho que a gente tem que começar a se unir a nível de município, para poder cobrar, porque senão de maneira alguma se a gente deixar para consciência dessas pessoas, para que exista essa mudança, vou ter certeza que vou morrer sem ver essa mudança, certeza absoluta.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Sandro Trevisan, a palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Josué Paese Filho.

VER. JOSUÉ PAESE FILHO: Obrigado Senhor Presidente, Senhores Vereadores, Vereadora Eleonora, imprensa, funcionários da Casa e demais presentes. Só aproveitando dizer para o Vereador José Mário Bellaver, que a nossa assessora Renata, recebeu hoje, que dentro desse mês aqui né Renata, se eu entendi bem, foi rapidamente a conversa, que eles irão colocar aquela luminária em cima da torre da CRT, foi um pedido seu inclusive, veio a resposta dizendo que irão fazer o trabalho. Falando em praças, já fiz um Requerimento com fotos inclusive, da praça do Bairro Cinquentenário, aquela lá em baixo no colégio, eu sei que é difícil fazer todas as praças em uma vez só, a gente sabe que o dinheiro é contado, mas espero que não dê nenhum acidente lá, Senhores Vereadores, vão dar uma olhada naquela praça, aquilo não tem outra solução, se não de botar uma máquina e derrubar aquelas madeiramas podres que tem lá, porque vai acontecer um acidente Presidente, de uma criança quebrar uma perna, tomara, que pelo amor de DEUS, só estou citando, lá em baixo, estou citando, mandei o Requerimento, continua a mesma coisa, me procuraram de novo essa semana. Imaginam uma indenização, que vai acontecer para o município e pelo que eu conheço um pouco, aquilo lá não tem mais condições, tem que fazer uma coisa nova lá. Então que vão lá fazem uma limpeza e tiram aquilo lá, antes que aconteça um acidente gravíssimo, naquela praça. Eu não fiz mais um Requerimento, mas já fazem algumas semanas, um mês, que foi pedido pela comunidade, principalmente por toda a diretoria do Bairro Salão do Bela Vista, onde eles fazem lá jantares, reuniões, eles alugam o salão lá para as entidades inclusive, no Bairro Bela Vista e no salão do Bela Vista, aonde tem um poste da RGE normal e não tem iluminação pública, porque fica muito escuro e fica muito perigoso, então tem um estacionamento na frente. Então eu peço para o líder de governo, para os Vereadores de situação que fale com o encarregado, ver se tem condições de colocar uma lâmpada nesse local, para não ter que fazer outro Requerimento. Falando da corrupção a gente liga o jornal, já sabe o que eles irão dizer, só fica na expectativa de quem mais vai aparecer, essa é a verdade, quem mais vai parecer. Eu hoje, se fizesse uma manifestação hoje para sair nas ruas, eu só sairia na rua numa condição, que não tivesse nenhuma bandeira de partido nenhum, porque não se salva nenhum. Então não vou andar na rua com alguém com a bandeira do PP, ou com o do PT, ou com do DEM, ou seja, de quem for, se for só sair com a bandeira do Brasil, aí podem contar comigo, CUT, isso aí? É tudo uma malandragem só, uma vergonha só, então se for com a bandeira do Brasil eu ajudo a puxar a fila. Porque não é possível, eu compro 3 Deputados por 5, 3 por 5, 5 por 3, cinco milhões, por 3 Deputados, tem até valores para comprar Deputados. Aqui eu não sei quem falou do Deputado Onix, foi o Presidente, que pregava, inclusive ele colocou à disposição a cadeira dele caso ele fosse apontado em alguma delação, falou isso o Deputado Onix Lorenzoni, porque que não deixa a cadeira agora? Deixa a cadeira, ele falou, não fui eu que falei, e desses Onix, irão aparecer muito mais, que vieram na imprensa dizer que tem que colocar na cadeia, que tem que perder o mandato, vai aparecer mais desses Onix, podem ter certeza, de diversos partidos, se não for de todos. Só vejo uma maneira do Brasil pegar uma linha para acabar com toda essa maracutaia, é fechar o Congresso e o Senado e começar do zero, isso é impossível, vocês que sabem aonde que eu quero chegar para isso acontecer. Muito obrigado.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Josué Paese Filho, a palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Dr. Thiago Brunet.

VER. THIAGO BRUNET: Boa noite Senhor Presidente, boa noite a todos os colegas Vereadores aqui presentes, boa noite ao público e comunidade que até esse presente momento nos prestigiam. O que me leva nesse momento a explanar um pouco acerca da atual situação do país, e agora com todos os colegas aqui conversando eu fiquei pensando, e cheguei a uma conclusão de que todos têm o entendimento de que o Congresso Nacional é a representação do povo. Todos os dias em meu consultório eu tenho exemplos de casos de corrupção, de pequenos casos, mas que são de corrupção. Eu acho que todos nós aqui temos nas suas profissões, o Vereador Alberto Maioli lida com agricultara, com a terra, aquele agricultor que bota soda no leite, ele está sendo corrupto, ele está se corrompendo. O meu colega, que hoje, hoje aconteceu uma coisa que além de corrupção é crime, porque eu fiz uma cirurgia de um provável pólipo, o colega fez um exame e diagnosticou que a mulher tinha um pólipo e que aquele pólipo poderia ser maligno, mas que para tirar aquele pólipo ele faria pelo plano, mas cobraria uma diferença de R$ 1.500,00, ela foi lá pra mim, eu disse, não eu não cobro diferença no plano, isso é ilegal, isso não pode, mas eu vou fazer, ela disse “está aqui o exame”, então ta, fiz o exame, não tinha pólipo nenhum lá dentro. Então isso aí, além de corruptor esse cidadão é criminoso. Porque expôs uma paciente a uma anestesia, expôs uma paciente a uma cirurgia, assim acontece todos os dias. Pessoas que vão lá e dizem “olha, estou com um bebe na barriga o meu médico diz que aqui no Hospital São Carlos não fazem, que só fazem em Caxias do Sul, mas que Caxias do Sul, ele cobra R$ 2.000,00 para fazer. O Senhor não pode fazer aqui para mim? ” “Posso, vou fazer aqui sem problemas. ” Então isso são seres, cidadãos corruptores que estão próximos da gente, são pessoas que não tem vergonha ou que perderam a vergonha e viraram sem vergonha. Então gente, eu acho que a gente tem que dar mais valor para aquela situação, claro que aquela corrupção no Congresso Nacional é forte, a corrupção que tem na Petrobras é forte, mas a gente tem que valorizar a corrupção que está na nossa frente, que está na base, corrupção do nosso filho, que rouba o lápis do colega, a corrupção do médico que dá um atestado falso, a corrupção que está próximo da gente, eu acho que isso sim a gente tem como interferir e a gente tem como mudar, o que está lá em cima, não está ao nosso alcance. O que está lá em cima está ao alcance de outras esferas, outras pessoas podem resolver o problema lá em cima, eu acho que nós temos que talvez olhar se 90% dos políticos são sem vergonha, é porque 90% da população é sem vergonha. É a representação. É a nossa representação que está lá. Então ou a gente muda os nossos costumes, ou isso vai se manter eternamente, continuamente como uma forma de retroalimentação e o que me dá mais raiva e mais nojo, é que esses cidadãos que fazem essas corrupções que eu estou falando aqui. São os cidadãos que sentam em uma mesa de bar e falam mal da Ex-Presidente Dilma, do Presidente Michel Temer, são cidadãos que vão lá nas redes sociais e ficam falando mal do Fulano, não roubam R$ 500.000.000,00, porque não tem acesso para roubar R$ 500.000.000,00, porque o cidadão que rouba 5 pila, rouba 5 milhões, mas não tem acesso. Então era só um desabafo, para que a gente cuida da corrupção que está a nossa frente, aquela lá em cima infelizmente nós não podemos interferir. Muito Obrigado Senhor Presidente. Cedo um aparte ao Vereador Sandro Trevisan.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Um aparte ao Vereador Sandro Trevisan.

VER. SANDRO TREVISAN: Assim, é muito complexo, porque eu vejo aqui na Câmara de Vereadores, não cito nomes, saindo lá por aquele portão os automóveis cruzando o sinal vermelho, saindo na contramão, eu acho muito estranho, não cito nomes, mas acho muito estranho. Para mim não serve, eu vou estar sempre parado numa sinaleira enquanto ela estiver fechada, a não ser que seja meia noite, e tinha bastante carros. Eu não consigo entender, essa é a lógica que para mim, não tem lógica. Daí isso contribui contigo meu caro Vereador. Então na verdade eu concordo em número, gênero e grau, o ato de sair daqui, sair na contramão, passar na sinaleira vermelha, é o mesmo ato, simplesmente as chances são diferentes. Obrigado.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Sandro Trevisan, a palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Jonas Tomazini.

VER. JONAS TOMAZINI: Senhor Presidente, apenas para complementar então o assunto que foi citado quando eu expus a questão da Praça do Bairro Vicentina, já me considero satisfeito, porque isso acabou gerando uma discussão positiva, no sentido o Vereador Jorge Cenci trouxe aqui exemplos de bairros, o Vereador Josué Paese Filho, também trouxe aqui exemplo do Bairro Cinquentenário e vou levar Vereador Aldir Toffanin a sua referência para os demais componentes, até porque foi um trabalho de equipe, não teria conseguido sozinho certamente. Vereador Aberto, concordo que nós estamos no outono e as folhas caem, isso faz parte da natureza, mas faz parte das atribuições seja do município ou da empresa que ele contrata, manter a limpeza de nossas praças, as folhas como estão ali, já não são mais beleza nenhuma, acho que o Senhor não teria nenhum orgulho de levar alguém lá para visitar e ver as folhas do outono de Farroupilha. Quero dizer que igualmente como foi colocado aqui a questão dos brinquedos que estão presentes nessa praça, também me preocupam, porque pode também de aqui a pouco gerar um pequeno ou grande acidente, com alguma criança que queira, eu acho que os pais que vão estar por perto, não vão deixar, porque percebem de longe que há um risco. Mas se por acaso tentar, a gente pode ter sim acidente, tem partes de metais expostos, vocês puderam ver nas fotos, então eu acho que é uma parte importante para a gente verificar. Como disse, entendo que nós estamos fazendo, até o Secretário David também mandou uma mensagem enquanto nós estávamos na Sessão, que nós estamos com uma ação concentrada para a Romaria, mas o pedido já foi de se antecipar, porque eu sei e imagino que se faça um cronograma, e logo no final dessa semana a gente conclui a ação da Romaria de Caravaggio, então que a gente possa priorizar esse atendimento, tão logo essa etapa seja concluída. Era isso, muito obrigado Senhor Presidente.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Jonas Tomazini, a palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra a Vereadora Dra. Eleonora Broilo.

VER. ELEONORA BROILO: Boa noite colegas Vereadores, Presidente, imprensa, Senhores e Senhoras, nossos assessores. Bom, como diz o nosso colega Vereador Alberto Maioli, eu até não ia falar, mas, depois de tudo que eu ouvi, resolvi dizer algumas coisas. Primeiro, em relação a nordestino saber fazer política, não sei se eu concordo muito. Eu acho que os nordestinos sabem muito bem se unir sim, para roubar, eles sabem se unir para ganhar propina, eu acho que eles sabem se unir para aumentar a corrupção, isso eu acho que eles são donos, isso concordo, plenamente. Talvez até eles não saibam nem falar muito bem, mas sabem roubar que é uma maravilha, nisso eu concordo. Quanto, me preocupa um pouquinho o pensamento que as pessoas têm sobre corrupção, me preocupa um pouquinho. Eu vi muita coisa aqui hoje, que de certa forma até me deixou feliz, uma das pessoas que de certa forma eu parabenizo, é o nosso Presidente hoje, que colocou várias coisas um tanto ou quanto apartidárias. Embora, eu acho que nós de uma maneira geral, nunca se colocou que não havia corrupção nos outros partidos. O que nós sempre colocamos é que havia uma defesa geral no Partido dos Trabalhadores, CUT, etc., na defesa, na defesa do Lula, Dilma e companhia limitada, para dizer que não eram corruptos, isso é o que nós falamos sempre, não de que não havia corruptos nos outros partidos. A corrupção, infelizmente, ela corre solta por todos os partidos, infelizmente, eu tenho que assumir esse, e eu gostaria muito que fossem todos para a cadeia, mas não só os políticos, os delatores também, os delatores tinham que ir para a cadeia. Eles eram os primeiros que tinham que estar, são os primeiros que tinham que estar na cadeia. Porque se não tivesse aqueles que dão dinheiro, também não teriam aqueles que recebem o dinheiro. Então começa por aí, então é eles que tinham que estar na cadeia em primeiro lugar. É a mesma história das prostitutas, é mesma história dos prostitutos, se não existissem quem os pegasse, não existiram os mesmos nas ruas né? Quanto a ideia de corrupção me preocupa um pouco, porque é muito fácil ver corrupção em todo mundo, mas muitas vezes as pessoas não olham para si mesmas. Então me preocupa um pouco, e vou tornar a dizer uma frase que eu disse semana passada: Não atirem pedras no telhado dos outros, quem tem telhado de vidro, por favor. Vamos ter cuidado um pouquinho, porque a corrupção existe em tudo, em tudo, às vezes uma pequena, uma pequena ação, pode ser considerado corrupção também. Então a gente tem que ter muito cuidado ao falar, ao dizer, ao acusar, mesmo sem citar nomes. Era isso, muito obrigado.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereadora Dra. Eleonora Broilo, a palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra a Vereador Josué Paese Filho, com seu espaço de líder de bancada.

VER. JOSUÉ PAESE FILHO: Eu não ia mais usar a palavra Senhor Presidente, mas me passaram um Whats agora aqui, eu comentei isso aqui, faz uns 2 meses atrás, que na Rua São Vicente, na descida, lá em cima do morro a direita tem uma área verde, com uma extensão até bastante grande, faz uns 4 ou 5 meses atrás, segundo os moradores, que fizeram uma roçada no passeio e amontoaram perto de uma para de ônibus, está aqui a foto e continua ainda lá. Agora o mato já está alto de novo no passeio. Então como eu recebi agora, se puder levar isso para a ECOFAR, que isso seria o trabalho da ECOFAR de fazer a roçada, já aproveitando de levar embora o entulho, pudesse passar para eles e ver se eles têm condições de fazer o mais breve possível, porque é muito tempo que está lá isso aí. Então era esse o recado que eu ia deixar. Obrigado Senhor Presidente.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Josué Paese Filho, a palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Tiago Ilha, no seu espaço de líder de bancada.

VER. TIAGO ILHA: Senhor Presidente, apenas me pronuncio, para, eu imagino que a Vereadora Dra. Eleonora, deve ter se enganado nas palavras, porque eu não admito que a Senhora, use um comentário tão infeliz e preconceituoso como a Senhora usou, dizendo que nordestino só sabe é roubar. O povo nordestino, merece ser respeitado, como o povo gaúcho, como o povo brasileiro e depois inclusive a gente pode até, eu imaginei que a Senhora talvez quis se referir a um nordestino em especifico, talvez um nordestino ex-Presidente da República, talvez isso que ficou, pode ser. Mas, como a Senhora usou as palavras, eu gostaria só de fazer um, reiterar, porque a gente não pode colocar um povo inteiro, numa balança de uma forma de generalizar, espaço de liderança não pode aparte, mas certamente acho que a Senhora, só para contribuir, até porque experiência própria, não só por conhecer muitos nordestinos, como também, no ultimo tempo estive no nordeste, acho que não cabe, também acho que a Senhora deve ter usado alguma palavra que as vezes a gente acaba colocando todo mundo junto, como me entendeu, inclusive a gente pode pegar até a ata, para ver a forma que a Senhora usou. E me somando aqui com as palavras de todos os colegas, a gente vive o pior momento da história para estar na política, mas também o melhor momento da história para estar na política, porque nós estamos vivendo e vendo como cada cidadão desse país, a forma que está se desenhando a política, pessoas que nós muitas vezes confiamos, pessoas que fizeram votações até astronômicas, na nossa cidade na nossa região, no nosso país, não fazendo respeito com cada eleitor que confiou nela, cada pessoa, que deu o voto de confiança. Eu fico pensando que, me colocando, tentando me colocar Vereador Tadeu, na pele de cada brasileiro, que sai da sua casa às 05h00min da manhã, retorna para a sua residência, beirando às 22h, chega em casa, tem todos os seus afazeres e muitas vezes ao ligar o televisor, ou acessar alguma forma de comunicação se depara com mais uma, mais uma e mais uma. E lá no seu trabalho, ele tentando fazer as suas ações mais corretas, possíveis, querendo dar um exemplo para os seus filhos, para os seus familiares, quando ele olha para os seus representantes, aquelas pessoas que ele confiou, ou que muitos confiaram para representá-lo, tratando desta forma. Então sem dúvida nenhuma eu acho que é um momento de extrema reflexão, de não olhar as cores partidárias, como muito bem disse aqui o Vereador Josué Paese Filho, se for defender um partido, não tem como, porque todos infelizmente estão de uma forma ou de outra, e que também os empresários, em específico os da JBS, ganharam numa delação a oportunidade de fazer parte de uma investigação para delatar políticos e se safar de condenação diferente do que foi, um grande empresário do grupo Odebrecht, que até o momento se encontra preso. Então, um empresário foi preso, que eu acho que deveria ter sido e outro na chamada delação premiada, por participar de um esquema que deu uma grande mídia, que filmava, você vai lá, oferece de novo, filma, chama todo mundo, grava o telefone, daí você está liberado. Então a gente tem que repensar todo o sistema, não só o político, mas também o judiciário. Porque conversas como foram gravadas, entre um Ministro do Supremo, com o Senador da forma que foi tratado e o Presidente aqui trouxe muito bem, faz a gente repensar, não só a classe política, mas certamente também a classe judiciaria, porque se a Lei é para um, a Lei é para todos. Era só isso Senhor Presidente.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Tiago Ilha, a palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador José Mário.

VER. JOSÉ MÁRIO BELLAVER: Senhor Presidente, colegas Vereadores, uma saudação especial a colega Vereadora Eleonora, uma saudação especial a imprensa, funcionários da Casa e comunidade presente. Realmente hoje, essa semana que passou e já vários meses, nós estamos só ouvindo infelizmente roubalheira, propina e acusando, um está levando e outro quer ganhar mais, e outro pedindo mais, infelizmente nós estamos num mar de lamas terrível. Eu concordo, não recordo qual colega que disse que teria para melhorar a situação brasileira, começar do zero, e eu acho que é o que vai acontecer, infelizmente a situação que estamos hoje é terrível, e falar da corrupção dos nordestinos que a colega Vereadora, pelo menos eu entendi, dos políticos, nordestinos, aí se inclui vários nomes, de nomes do passado, uns que já partiram. Imaginem no passado Antônio Carlos Magalhães, as barbaridades, Jader Barbalho, José Sarney, a filha do José Sarney, todos os envolvidos, com a corrupção e quantos mais que deverão surgir nesses 1.829 que estão. Eu gostaria de ceder um aparte a Vereadora Eleonora.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Um aparte Vereadora Dra. Eleonora Broilo.

VER. ELEONORA BROILO: Obrigado pelo aparte. Eu gostaria de agradecer ao Vereador Tiago Ilha, porque o Senhor me alertou muito obrigado Vereador, pelo seu comentário, porque eu não tinha me dado conta, de que na realidade eu só quis falar sobre o político nordestino. O povo nordestino é um povo que merece o nosso respeito pelo sofrimento dele, eles não têm culpa nenhuma do seu político, eu só quis realmente falar sobre o político nordestino. Então muito obrigado pela sua lembrança, Vereador Tiago Ilha.

VER. JOSÉ MÁRIO BELLAVER: Obrigado Vereadora, realmente o que eu tinha entendido, seria nesse sentido dos políticos, porque a gente sabe, e percebe, e ouve, e assiste o sofrimento do povo nordestino com aquela seca, as dificuldades. Até para viver aquele povo, é um povo sofrido, enquanto que alguns levam bilhões e bilhões, com dificuldades na saúde nem se fala, no transporte, nem água, tem regiões lá que até água falta, e os representantes levam um monte de dinheiro, às vezes fazem, dizem que vão realizar o sonho daquela população levando água e nem isso levam e desviam todos os recursos. Então é difícil nesse Brasil da forma que está para que possamos ter um país justo e dar sim o que merece o povo. Então está numa situação bastante difícil nesse momento. Infelizmente a população que mais sofre, é quem paga esses corruptos que estão lá, levando milhões e milhões. Era isso Senhor Presidente. Muito obrigado.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador José Mário Bellaver. Se nenhum Vereador mais quiser fazer uso da palavra. Damos entrada então ao Projeto de Resolução nº 040/2017, que altera o Regimento Interno, o qual deverá ser formado uma Comissão conforme o artigo 59, uma Comissão Especial para análise. Então nós temos que fazer uma agenda com os indicados das bancadas, para fazer a análise então desse Projeto de Resolução, bancada do PRB, bancada da REDE, bancada do PSB indica quem? Vereador Sandro, bancada do PDT? O Vereador Aldir Toffanin, bancada do PMDB, Vereador Jonas e a bancada do PP? O Vereador Josué Paese Filho. Então vamos fazer uma agenda poderia ser até amanhã, antes Sessão às 17h30min, para análise, desse Projeto de Resolução. Encaminhamento Vereador Jonas Tomazini.

VER. JONAS TOMAZINI: (FALHA NO MICROFONE) sugiro que seja depois da Sessão.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Se os Vereadores estiverem de acordo, pode ser amanhã depois da Sessão? OK, agendado para amanhã, após a Sessão. Se nenhum Vereador quiser mais fazer uso da palavra. Em nome de DEUS, declaro encerrados os trabalhos. Um comunicado Vereadora Dra. Eleonora Broilo.

VER. ELEONORA BROILO: Para terça-feira que vem, nós gostaríamos de reunir então a Frente Parlamentar pela Saúde Animal, porque temos que resolver algumas coisas e depois o Vereador, acho que o Vereador Josué Paese Filho vai entrar de férias, alguma coisa e nós gostaríamos de ver algumas coisas antes. Então terça-feira da semana que vem, teremos depois da Sessão, precisamos conversar. Aliás, nós vamos convidar também as ONGs, todas as representantes para que estejam presentes, para já discutir com elas o Código, tá?

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereadora Dra. Eleonora Broilo. Então declaro encerrados os trabalhos dessa presente Sessão Ordinária. Um boa noite a todos, até amanhã.

 

 

 

 

 

 

 

Fabiano André Piccoli

Vereador Presidente

 

 

 

Sandro Trevisan

Vereador 1º Secretário

 

OBS: Gravação, digitação e revisão de atas: Assessoria Legislativa.