Pular para o conteúdo
03/08/2021 17:44:17 - Farroupilha / RS
Acessibilidade

Ata 3749 – 16/05/2017

SESSÃO ORDINÁRIA

 

1º Vice-Presidência: Sr. Tiago Brunet

 

Às 18:00 horas, o Senhor Presidente Vereador, Tiago Brunet assume a direção dos trabalhos. Presentes os seguintes vereadores: Alberto Maioli, Aldir Toffanin, Arielson Arsego, Eleonora Broilo, Fabiano André Piccoli, José Mario Bellaver, Josué Paese, Odair Sobierai, Sandro Trevisan, Tadeu Salib dos Santos, Thiago Brunet.

 

1º VICE-PRES. THIAGO BRUNET: Boa noite a todos. Invocando o nome de DEUS declaro abertos os trabalhos da presente Sessão Ordinária. Solicito ao Vereador Sandro Trevisan, 1º Secretário, para que proceda a leitura do expediente da Secretaria.

 

EXPEDIENTE

 

1º SEC. SANDRO TREVISAN: Excelentíssimo Senhor Presidente do Legislativo de Farroupilha, tenho a satisfação de comunicar e nessa oportunidade encaminha o Processo de Contas do Executivo desse município referente ao exercício de 2011 para julgamento nos termos do parágrafo II do art. 31 da constituição Federal e posteriormente arquivamento nessa Câmara de Vereadores. Permita me lembrar que o parecer prévio emitido por esse tribunal sobre as contas que o Prefeito deve anualmente prestar só deixará de prevalecer por decisão de 2 terços da Câmara municipal. Atenciosamente Luís Alberto esquerdo – Diretor Geral. Era isso Senhor Presidente

1º VICE PRES. THIAGO BRUNET: Em primeira discussão o Projeto de Lei nº 35/2017 que concede Título Honorífico de Cidadão de Farroupilha ao Sr. Alexandre Battisti. Temos os pareceres favoráveis de: Constituição e Justiça; Educação Esporte Cultura Lazer e Assistência Social, bem como o Jurídico da Casa. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores, a palavra está com o Vereador Tiago Ilha.

VER. TIAGO ILHA: Obrigado Senhor Presidente, caros colegas Vereadores, as pessoas que prestigiam essa Sessão, esse Projeto de Lei, 035/2017, que conforme o Regimento da Câmara Municipal propõe esta homenagem, esse título de Cidadão Honorífico, a um cidadão chamado Alexandre Battisti, um grande tradicionalista, um músico exemplar, uma pessoa que encontrou força na sua dificuldade de vida, é um deficiente visual desde criança e talento não lhe faltou e nem força de vontade para vencer na vida né? Concedido esse título de Cidadão de Farroupilha a pessoas que não nasceram aqui, mas que fizeram trabalhos importantes para nossa comunidade e o Alexandre é uma dessas pessoas, não só na sua comunidade, não só na tradição se nós fôssemos lembrar então na época do nosso saudoso FEGART, só o Alexandre Battisti até hoje no Festival, o maior campeão da sua modalidade, aqui em Farroupilha ele foi campeão por cinco vezes. E levou o nome da cidade de Farroupilha, a muitos e muitas cidades por esse Brasil afora e no início dos trabalhos na Câmara de Vereadores, nos primeiros dias, nos primeiros encontros dos Vereadores ficou então acertado por todas as bancadas que o Partido Republicano Brasileiro faria indicação esse ano do Cidadão Honorífico assim como será outros partidos em outros anos e nós, conversando internamente com partido o nome do Alexandre veio como primeiro nome pela sua história, obviamente pela sua identificação com a cultura gaúcha, a qual nós representamos também aqui nessa Casa e pela, por todos esses atributos a gente apresenta esse Projeto de Lei, pede a urgência na votação de hoje, para que os trâmites possam acontecer, tem uma sugestão de data para acontecer essa Sessão Solene aqui na Câmara de Vereadores, essa justa homenagem no dia 10 de julho, é uma sugestão da família também né? E que depois da aprovação do referido Projeto, a Casa fará todos os trâmites para que a família seja então notificada oficialmente, convidada e possa convidar também seus familiares, Vereador Tadeu já recebeu título aqui, sabe o quanto isso significa né? E sem dúvida nenhuma essa pessoa é extremamente merecedora pelo trabalho que ela doou para a cidade de Farroupilha, pelo que ela representa como superação de vida e o que ela representou e representa para a cultura, em especial para a cultura gaúcha e para a música, e eu sempre digo que todas as artes me motivam, mas a música ela para mim sempre teve um apreço especial porque eu costumo dizer que quem canta reza duas vezes, ou reza dobrado. E o Alexandre é um desses exemplos que a vida me concedeu conhecer e admirá-lo, e no dia propício nós estaremos aqui junto com todos os Vereadores, prestando essa justa homenagem. Por isso eu peço a urgência e que vá a votação na noite de hoje o Projeto 035/2017. Era isso Senhor Presidente.

1º VICE PRES. THIAGO BRUNET: Colocamos em votação o pedido de urgência formulado pelo Vereador Tiago Ilha. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado a urgência por todos os Vereadores. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Se nenhum Vereador mais quiser fazer o uso da palavra, colocamos em votação o Projeto de Lei nº 035/2017, que concede Título Honorífico de Cidadão de Farroupilha ao Sr. Alexandre Battisti. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado por todos os Senhores Vereadores. Em primeira discussão o Projeto de Lei nº 36/2017 que altera a Lei Municipal n.º 4.251, de 06-07-2016. Temos os pareceres favoráveis de: Constituição e Justiça; Obras Serviços Públicos e Trânsito, bem como o Jurídico da Casa. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores, a palavra está com o Vereador Raul Herpich.

VER. RAUL HERPICH: Senhor Presidente, Senhores Vereadores e demais presentes nessa noite, o Projeto de Lei nº 036/2017 altera a Lei Municipal n.º 4.251, de 06-07-2016, esse Projeto é apenas uma retificação, no momento em que foi elaborado esse Projeto e foi votado em votação esse Projeto, que foi declarado interesse social da Cooperativa Águas Claras, uma Cooperativa que faz mais de 20 anos que está girando e não consegue complementar e ainda então a área foi indicada errada. São duas áreas, uma área que é dividida no meio e a área menor então é da Cooperativa Águas Claras e a outra parte é de uma outra Cooperativa. Então esse Projeto vem só com o intuito não de alterar, mas de enquadrar essa área da forma como deve ser, a parte menor, a parte maior é de uma outra Cooperativa. Então é só retificação, porque a Lei em si já foi aprovada, Lei de interesse social, então fica só essa questão de alteração dó imóvel. Então é um Projeto simples, sem maiores consequências. Então eu peço ao Senhor Presidente urgência e também a aprovação desse Projeto nessa noite. Obrigado Senhor Presidente.

1º VICE PRES. THIAGO BRUNET: Colocamos em votação o pedido de urgência formulado pelo Vereador Raul Herpich. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Senhor Vereador Arielson Arsego.

VER. ARIELSON ARSEGO: Senhor Presidente, Senhores Vereadores e demais presentes, toda a família do Seu Dalzochio, Piccoli, Bassotto, enfim, nós queremos dizer que nesse Projeto, nós votamos, para ver como é bom nós termos o conhecimento das áreas e que, por exemplo, a Cooperativa tivesse o conhecimento do mapa que veio a esta Casa, para que na época que nós votamos esse         Projeto nós tivéssemos votado essa área, nós acabamos votando o Projeto com uma área que foi marcada diferentemente do local, aonde deveria ser. Então por isso que eu sempre digo que as visitas e o contato direto com as pessoas que são relacionadas ao Projeto e os técnicos da Prefeitura que fazem parte desta área e que fazem a aprovação dos Projetos, deveriam pelo menos fazer a visita junto com os Vereadores, nós, se nós formos votar esse Projeto hoje, Vereador Raul, pelo mapa novo que veio, eu estou vendo uma área marcada agora, qual é a área que estava marcada antes?Cedo um aparte ao Vereador Raul Herpich.
1º VICE PRES. THIAGO BRUNET: Aparte Vereador Raul Herpich.

VER. RAUL HERPICH: Vereador, obrigado pelo aparte, como está marcado em preto e branco, realmente está difícil a gente localizar, eu já pedi ao Secretário o mapa original das cores, porque ele está inverso, o norte está para cima e o sul está no asfalto. Então aqui no Sul aqui em cima é o asfalto que vai para São Marcos e aqui é a RS 453. Então nessa posição aqui, o que estava marcado estava tudo em amarelo, agora aqui está em preto e branco e não dá para identificar, mas afinal de contas, eles demarcaram a área maior e tem que ser a área menor o correto, que a área total é de 18 hectares, essa área aqui e ele tem essa cooperativa com 7 hectares e a outra cooperativa com 11 hectares, então só na hora de eles mandarem o Projeto para cá, ele foi invertido.

VER. ARIELSON ARSEGO: Obrigado pelo aparte Vereador, e era para ver o conhecimento, na verdade eu tenho outro mapa aqui com a área e era fácil de mandar para os Vereadores porque os Vereadores que estão aqui, eu acho que se não me falha a memória são 5 Vereadores que estavam na Legislatura passada e 10 são novos, talvez os Vereadores de situação tenham visto isso na Prefeitura se foi discutido esse Projeto lá. Os Vereadores de oposição não, por nós estarmos aqui, os políticos mais velhos, os políticos antigos estarem aqui na Câmara de Vereadores, como diz o Prefeito, os políticos antigos ou mais velhos têm um tipo de conhecimento e aí nós fomos procurar e olhamos, mesmo estando em preto e branco a parte demarcada antes era esta, e agora veio para esta mais fina. Então nós mostramos aos Vereadores, mas poderia sim ter vindo ou a marcação ou o mapa antigo com o novo e mostrando qual era a diferença. Então na discussão do que é bom e eu não estou dizendo que por isso alguém tem que votar contra ou a favor, mas eu estou dizendo isso porque nós precisamos de informações quando nós votamos os Projetos, este é um Projeto simples para nós votarmos aqui, mas que vindo aqui as informações todas dos Projetos fica mais fácil para nós votarmos com a consciência tranquila na votação do Projeto, então eu quero dizer que sou favorável ao presente Projeto de Lei, a bancada como o líder Vereador José Mário está nos passando aqui, a bancada é favorável ao presente Projeto de Lei, e também dizendo que nós já votamos algum Projeto aqui para a Cooperativa Águas Claras  e que dentro do possível o que a Prefeitura realmente puder fazer, eu acho que está dando esse andamento, para que aqueles cooperativados que a muitos anos estão pagando o seu terreno, que já compraram uma área que não deu certo, que foi permutado, que foi uma parte comprado pelo município, eles compraram uma outra área, que realmente isso saia do papel e que eles possam ter o seu local, o seu terreno e possam construir as suas casas e suas moradias. Então era só isso Senhor Presidente, somos favoráveis. Obrigado.

1º VICE PRES. THIAGO BRUNET: Com a palavra o Vereador Raul Herpich no seu espaço de liderança.

VER. RAUL HERPICH: Realmente Vereador Arielson, tens toda razão, para mim é fácil falar porque conheço a área e sei como estão os tramites, agora realmente para mim hoje foi uma dificuldade, porque o mapa está em preto e branco, fica tudo igual, mas infelizmente tem esse comparativo e eu não vejo mais grandes problemas, mas realmente você tem razão, que deveria ter vindo melhor explicado, uma área e a outra justamente para os Vereadores entenderem que não tem conhecimento da questão. Era só isso, obrigado Senhor Presidente.

 

1º VICE PRES. THIAGO BRUNET: A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Senhor Vereador Josué Paese Filho.

VER. JOSUÉ PAESE FILHO: Obrigado Senhor Presidente, Senhores Vereadores, demais presentes, a família Dalzochio, lembro muito bem que quando foi feito, me lembro que eu acompanhei duas visitas aonde era a antiga Cooperativa e lá por “n” motivos não tinha como que a Cooperativa saísse naquele local. O Prefeito até na época era o Prefeito Ademir Baretta, foi feito uma negociação aonde a Prefeitura adquiriu uma parte desta área, ficou uma área verde e em cima outra área. Então eu também conheço tanto a área antiga como a área nova, nós tivemos lá, inclusive se eu não me engano o Vereador Raul também estava junto naquela visita que foi feita na época, não lembro bem certo o ano, agora o que eu quero dizer é o seguinte, se o cooperativado hoje me pedir “Vereador Josué, vamos lá junto para ver a área? ” eu vou direto lá, talvez não sei explicar direito aqui nessa mudança aqui do mapa, agora, desculpe Vereador, mas tem alguns Vereadores  e se alguém pedir pra ir lá na área, não sabe aonde é. Então realmente é um Projeto simples, aonde vai favorecer muitas famílias e eles vêm batalhando a muito tempo, talvez até a Cooperativa tomou algumas atitudes erradas na época, mas nós aqui da Câmara de Vereadores e o Executivo passado e esse agora com certeza que estão tentando resolver esse problema, agora isso aqui, esse Projeto entrou dia 9 de maio agora, no mínimo uma visita com os Vereadores, que não conhecem a área e quem já conheceu também, para ir lá fazer uma visita. Então em uma próxima oportunidade que acontecer uma permuta, de uma área, ou alguma coisa parecida no município ou das cooperativas que seja encaminhado com antecedência e que não venha o pedido de urgência de uma semana para outra sem as pessoas realmente votarem, sem conhecer o que estão votando, sem conhecer a área. Mas, o Partido Progressista, o Vereador Tadeu vota favorável porque eu conheço o assunto e tanto o pedido de urgência como o Projeto. Obrigado.

1º VICE PRES. THIAGO BRUNET: A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Se nenhum Vereador mais quiser fazer o uso da palavra, colocamos em votação o pedido de urgência formulado pelo Vereador Raul Herpich. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado a urgência por todos os Vereadores. Em votação o Projeto de Lei nº 36/2017 que altera a Lei Municipal n.º 4.251, de 06-07-2016. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado a urgência por todos os Vereadores. Em primeira discussão o Projeto de Lei nº 37/2017 que autoriza a abertura de crédito especial. Temos os pareceres favoráveis de: Constituição e Justiça; Finanças e Orçamentos, bem como o Jurídico da Casa. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores, a palavra está com o Vereador Raul Herpich.

VER. RAUL HERPICH: Senhor Presidente, Senhores Vereadores e demais presentes nessa noite, família Dalzochio, em especial (inaudível) vizinho lá da colônia, fico muito agradecido pela sua presença. Aqui é autoriza a abertura de crédito especial, R$ 71.500 para a Secretaria Municipal De Desenvolvimento Social e Habitação, Ressarcimento de Despesas com Pessoal Requisitado, Encargos Previdenciários mais R$ 5.500,00, Programa de Erradicação do Trabalho Infantil-PETI são mais R$ 5.000,00, Manutenção de Outros Serviços de Proteção Social Básica do Fundo Nacional da Assistência Social da 1ª infância R$ 80.000,00 e mais R$ 40.000,00 do Recurso União/FNAS-1ª Infância SUAS-Criança Feliz. Um total de R$ 202.000,00 que vem do Governo Federal, são oriundos da onde? R$ 71.000,00 da SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL E HABITAÇÃO, Vencimentos e Vantagens Fixas R$ 71.500,00, encargos patronais R$ 5.500,00, Programa de Erradicação do Trabalho Infantil-PETI R$ 5.000,00 e o Recurso oriundo da previsão de excesso de arrecadação referente transferência, fundo a fundo, do governo Federal, através do Fundo Nacional de Assistência Social, para execução de ações do Programa 1ª Infância no SUAS/Criança Feliz mais R$ 120.000,00. Total então R$ 202.000,00 abertura de crédito especial de 202.000,00 e também de onde estão vindo os recursos, oriundos de onde. Então é um Projeto relativamente simples também e temos que colocar no orçamento esses valores que vem do Governo Federal para essas diversas atividades, principalmente da Secretaria Municipal da Habitação e Assistência Social. Era só isso Senhor Presidente, muito obrigado. Peço urgência e também a aprovação do Projeto nessa noite. Obrigado.

1º VICE PRES. THIAGO BRUNET: A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Josué Paese Filho.

VER. JOSUÉ PAESE FILHO: Senhor Presidente, só para registrar o voto do PP, já tenho falado aqui em outras oportunidades, que esse sim não precisa, esse pode vir na hora, pode chegar mais um agora aqui que nós votamos de urgência agora, quando chega dinheiro nós temos que abraçar porque na realidade esse dinheiro, ele saiu aqui do município, em impostos, em coisas, e agora está tendo uma fatia voltando. Então votamos com tranquilidade o pedido de urgência, quanto ao Projeto nº 037/2017. Muito obrigado.

1º VICE PRES. THIAGO BRUNET: A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Se nenhum Vereador mais quiser fazer o uso da palavra, colocamos em votação o pedido de urgência formulado pelo Vereador Raul Herpich. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado a urgência por todos os Vereadores. Em votação o Projeto de Lei nº 37/2017 que autoriza a abertura de crédito especial. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado por todos os Vereadores. Em primeira discussão o Projeto de Lei nº 38/2017 que reajusta o valor da contrapartida financeira devida ao município, e dá outras providências. Temos os pareceres favoráveis de: Constituição e Justiça; Finanças e Orçamentos, bem como o Jurídico da Casa. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores, a palavra está com o Vereador Raul Herpich.

VER. RAUL HERPICH: Senhor Presidente, Senhores Vereadores e demais presentes. Esse Projeto de Lei nº 38/2017 que reajusta o valor da contrapartida financeira devida ao município, e dá outras providências. Esse aqui é aquele trabalho que não consta aqui, fiscalização, é aquele fiscal que o município contrata e coloca a disposição dos frigoríficos de Farroupilha, que é o Chesini, Razzera e mais o Burati, são três frigoríficos que são fiscalizados. Então o que está se pedindo aqui é a prorrogação de mais 24 meses, dois anos no caso, essa contratação e também o reajustamento porque os frigoríficos pagam ao município um valor para cada res abatida um valor, e para cada 250 frangos um outro valor. Então isso vai ser reajustado também ao município para não ter toda a despesa decorrente dessa pessoa contratada para a fiscalização, porque é uma questão, principalmente nesse momento que estamos vivendo, na realidade brasileira, com a questão da Carne Fraca, então eu acho que é muito importante manter esse convênio, porque a responsabilidade seria do Estado fornecer esse profissional para trabalhar, mas o Estado não tem condições, então o município através de um convênio, o município contrata esse profissional e as empresas que, onde é fiscalizado, faz uma contrapartida ao município de Farroupilha. A forma como é feita, do dia que o profissional vai visitar o frigorífico a, b ou c, naquele dia, os abates são feitos naquele dia e o município recebe o ressarcimento, não de todos, mas naquele dia que foi fiscalizado (inaudível) cada 250 frangos é um valor. No Razzera cada (inaudível) está sendo do frigorífico do Burati. Então esse é um trabalho essencial porque tem que manter a qualidade da carne inclusive que o problema está a nível de Brasil e inclusive como o funcionário é do município, ele fiscaliza as empresas para dar até mais segurança e tranquilidade tanto ao município como também aos matadouros que realizam esses serviços. Então aumenta o valor e prorroga por mais 24 meses esse convenio com o estado do RS. É isso Senhor Presidente, um Projeto relativamente simples, então eu peço a urgência na votação dessa noite, bem como a votação do Projeto também nessa noite, muito obrigado Senhor Presidente.

1º VICE PRES. THIAGO BRUNET: A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Arielson Arsego.

VER. ARIELSON ARSEGO: Senhor Presidente, Senhores Vereadores, nós, o que o Vereador Raul Herpich estava colocando, na verdade nós estamos dando o aval aqui à Prefeitura, no que é justo, na contrapartida desses frigoríficos, aonde é um convênio com governo do estado do Rio Grande do Sul, para que o município possa contratar um veterinário e nós votamos essa Lei por várias vezes já em outros governos municipais, o governo do município que foi na época do governo Ademir Baretta, na época do Prefeito Bolivar Pasqual e agora na época do primeiro Governo do Prefeito Claiton, em que o estado do Rio Grande do Sul não tem veterinário para fazer a fiscalização que seria de dever do estado do Rio Grande do Sul não só agora no Governo Sartori, mas em outros governos que passaram também não tinham este veterinário para fazer esta vistoria e não pode o frigorífico contratar um veterinário para ele mesmo fiscalizar o frigorífico que o contratou, na verdade o frigorífico passa sim um valor para complementar o salário deste veterinário e o frigorífico paga R$2,10 por unidade bovina e R$2,10 a cada 250 unidades de galináceos abatidos e R$0,40 por unidade de suínos, ovinos e caprinos. Destes valores a remuneração mensal do veterinário R$ 3.598,00 e também reajuste nas mesmas datas de índice aplicada ao funcionalismo municipal, o qual nós votamos em R$ 6,97 a poucos dias. Bom, esse veterinário ele é para fiscalização de produtos que saem dentro do estado, ou no Brasil, se fosse para fazer exportação não teria condições, daí teria que ser um convênio com a União e os nossos frigoríficos não estão fazendo isso. Então nós temos a plena consciência do que é o Projeto de Lei, plena consciência da necessidade da consciência, de que os frigoríficos para o município de Farroupilha são importantes tanto emprego, quanto na renda e por isso somos totalmente favoráveis ao presente Projeto de Lei que a partir deste ano como diz o artigo primeiro da Lei “será reajustado anualmente que ela avaliação da unidade Municipal de referência” então a partir de agora não precisa mais vir à essa Casa, simplesmente no ano que vem não precisa mais Projeto, não precisa mais Lei porque já está atualizado esta Lei e o que vai ter que vir esta Casa e bem provável que nós ainda nesta legislatura vamos votar o Projeto desta semelhança que vai ser como está aqui, prorrogado por mais 24 meses, então daqui dois meses nós vamos receber esse Projeto de novo para autorizar o município nesse governo do estado do RS. Mas somos favoráveis ao presente Projeto de Lei, muito obrigado Senhor Presidente.

1º VICE PRES. THIAGO BRUNET: A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Se nenhum Vereador mais quiser fazer o uso da palavra, colocamos em votação o pedido de urgência formulado pelo Vereador Raul Herpich. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado a urgência por todos os Vereadores. Em votação o Projeto de Lei nº 38/2017 que reajusta o valor da contrapartida financeira devida ao município, e dá outras providências. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado por todos os Vereadores. Em primeira discussão o Projeto de Lei nº 39/2017 que altera denominação der rua. Temos os pareceres favoráveis de: Constituição e Justiça; Obras Serviços Públicos e Trânsito, bem como o Jurídico da Casa. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores, a palavra está com o Vereador Aldir Toffanin.

VER. ALDIR TOFFANIN: Senhor Presidente, quero cumprimentar aqui a família Dalzochio, os demais aqui presentes, na realidade esse Projeto nº 039/2017, é um Projeto que trata da alteração do nome da Rua de Cerro Largo para Rua Altério Albino Dalzochio, idealizador e proprietário da área que hoje compõe o Bairro São Francisco, sendo o 3º bairro de Farroupilha. Peço licença Senhor Presidente para ler um pequeno histórico do Senhor Altério. O Sr. Altério Albino Dalzochio nasceu em 5 de maio de 1926, filho de imigrantes italianos vindos do norte da Itália da Província de Vicenza. Chegaram ao Brasil em 1876 e estabeleceram-se em Monte Bérico 3º Distrito de Farroupilha. Sr. Altério era o filho mais jovem entre 11 irmãos, todos trabalhavam na colônia, desbravando, plantando e colhendo para sua sobrevivência. Aos 21 anos de idade casou-se com a Sra. Ada Fabro Dalzochio, que está aqui presente hoje com 90 anos de idade. Em 1948 adquiriram uma colônia na Linha Sertorina, 1º distrito deste município, onde passaram a residir e cultivar as terras. Participou da construção do Hospital São Carlos, da Igreja Matriz, do Clube do Comércio e da Escola C.N.E.C, sendo um dos pioneiros deste município. Com o desenvolvimento da cidade, numa parceria resolveu lotear a área por ser esta próxima do Centro. Em 1978 surgiu então o Bairro São Francisco, cujo nome foi sugerido por Dona Ada, por ser devota e membro da Ordem Franciscana. O Sr. Altério Dalzochio não deixou nenhuma obra de grande importância, mas o que deixou ao longo dos seus 77 anos de vida foram alicerces e edificações sobre os valores morais e éticos que compõem o caráter do ser humano e, portanto, um exemplo para todos os que conheceram e puderam compartilhar do convívio com ele. Um homem humilde, simples, honesto, justo, carismático, trabalhador, religioso, sempre pronto a prestar serviços na comunidade e a todos que o procuravam. Devido ao seu modo simples de viver, era admirado por todos, por isso nós da família, a esposa, as três filhas, os três genros, os sete netos, os dois bisnetos e o seu extenso rol de amigos ficarão muito orgulhosos e gratificados em poder contar com esta homenagem colocando seu nome na Rua no Bairro do qual foi fundador e pioneiro na colonização e desenvolvimento deste município. O Sr. Altério faleceu em 26 de janeiro de 2003. Por isso peço urgência na aprovação do referido Projeto pelos demais Vereadores. Era isso Senhor Presidente, muito obrigado.

1º. VICE-PRES. THIAGO BRUNET: A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Arielson Arsego.

VER. ARIELSON ARSEGO: Senhor Presidente, Senhores Vereadores, cumprimentar mais uma vez as famílias, falo da família do seu Dalzochio, e não precisa ficar dizendo nome, porque era Dalzochio mesmo e depois vejo também as famílias que foram se constituindo, Bassotto e Piccoli. E nós tivemos algumas vezes inclusive, até por laços de parentesco e aqui voto este Projeto de Lei, porque não é, o Vereador não poderia votar algo que se beneficiasse, isso não está me beneficiando de maneira nenhuma, está sim sendo beneficiado o nome de alguém que fez por Farroupilha. Alguém que durante a sua trajetória mostrou que pode ser feito pelos outros, não só por si ou por sua família, mas pode ser feito pelos outros. Eu lembro muito bem que ali, no Bairro São Francisco, participava até de reuniões de Associação de Bairros, sempre na casa de um ou de outro da família. A igreja era no galpão da família, começava dentro de casa, mas era sempre nos locais onde foi constituído o bairro ou teve a iniciativa do seu Altério Albino Dalzochio, Dona Ada, a Senhora pode ter certeza que as pessoas de Farroupilha têm muito a agradecer a toda a sua família. Não só por ele, mas por todos, eu sei que os filhos, os netos, as netas, sempre à frente, sempre procurando fazer o melhor pelo bairro e também pelo município, porque a gente sabe que as pessoas de bem trabalham para que o município vá à frente, constitui as suas famílias, constitui as suas empresas, dão emprego e fazem o futuro da nossa cidade. Dentro disso e é justo já lá no ano de 2010 com a Lei de nº 3.687, o qual Senhor Presidente, se a família não tem essa Lei, eu acho que seria interessante Providenciar essa Lei nº 3.687, já que foi de sua iniciativa, pelo menos o contato com a família e recebida por todos os Vereadores e aprovado em reunião Secreta em 2010, aprovado o nome, mas ainda não tinha sido dado o nome a uma rua, Cerro Largo para nós não vai dizer nada, mas o nome do seu Dalzochio vai dizer, aquele que foi o pioneiro, vai dizer. Então mesmo que seja uma das ruas, eu acho que uma das ruas menores que tem no Bairro São Francisco, mas ela vai ficar eternizada o nome do fundador do Bairro, daquele que idealizou o Bairro São Francisco. Então para nós é motivo de orgulho poder estar aqui né Vereador Josué Paese Filho, o Senhor eu acho que também deve ter algum grau de parentesco? Se não me falha a memória os Arsego estão todos misturados nos Dalzochio, todos ali de Monte Bérico, então a gente tem um carinho especial pela família de vocês, podem ter certeza, a gente conversa não tão seguido, mas as vezes a gente até conversa, já fizemos até negócio. Então eu acho que isso é importante e gostaria de dizer que sou favorável ao presente Projeto de Lei, Vereador Dr. Thiago, eu acho que foi uma iniciativa boa, porque não é fácil mudar o nome de uma rua. Ás vezes tem comércio, indústrias, algumas coisas assim que travam as vezes algumas coisas, alguns moradores não são favoráveis, porque acham que vai ter toda a troca de documentação, isso é complicado, mas aqui eu vi um abaixo assinado, dos moradores, onde os moradores concordaram. Não tinha como não concordar, eu acho que qualquer uma das ruas do Bairro São Francisco se fosse ver e pedir para o pessoal para mudar algum nome, eu não tenho dúvidas nenhuma que todos iriam aprovar, iriam assinar, iriam concordar. Então acho que foi uma bela ideia, gostaria de deixar, para que pudesse providenciar a Lei nº 3.687, não sei só diz o nome do seu Dalzochio eu não lembro agora, mas deve ter outros nomes, mas sou favorável ao presente Projeto de Lei. Obrigado Senhor Presidente.

1º. VICE-PRES. THIAGO BRUNET: Obrigado Vereador Arielson. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Tiago Ilha.

VER. TIAGO ILHA: Senhor Presidente, ainda Senhores Vereadores, as pessoas que nos acompanham, em especial a família. A gente da bancada do PRB, este Vereador vota favorável ao Projeto, eu sempre costumo dizer que só sabe para onde vai, quem sabe de onde veio. Quem tem história e marcou história na nossa cidade, ainda bem que está se fazendo justiça, porque certamente poderia até ter sido antes, e a louvável articulação também do Vereador Presidente, até para explicar aqui a família, o Vereador Thiago, está nesse momento como Presidente da Câmara e o Presidente da Câmara, e o Vereador Presidente não pode apresentar e defender o Projeto, por isso que ele pediu a gentileza ao Vereador e colega Aldir Toffanin. Como ressaltou também o Vereador Arielson Arsego, que o Vereador Dr. Thiago, tem esse costume de tentar recuperar a história, eu acho que é importante, quando nós comentávamos que sempre vai gerar um pouco de transtorno para as famílias que já tem lá o seu endereço, a conta de luz, de água, essas coisas vão ter que se trocar. Mas é um desconforto pequeno perante o que vai ficar marcado na história, do idealizador daquele bairro, então isso certamente que fica um marco muito importante para a história e a forma como foi construída. Certamente vocês que estão aqui representando ele, eu tenho certeza, em especial a Senhora, está muito feliz no dia de hoje. Então, nós votamos favoráveis sim a esta justa homenagem que a família Dalzochio recebe hoje Senhor Presidente.

1º. VICE-PRES. THIAGO BRUNET: Obrigado Vereador Tiago Ilha. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Tadeu Salib dos Santos.

VER. TADEU SALIB DS SANTOS: Senhor Presidente, Senhores Vereadores, Vereadora Dra. Eleonora. Hoje, eu quero dizer de que para a família Dalzochio é uma noite especial, mas não é somente para vocês, vocês estão dividindo conosco aqui, parte da história de Farroupilha. Um passado, o presente e a projeção de um futuro, o passado nós resgatando aí através do Vereador Dr. Thiago Brunet, dar a justa homenagem a quem pensou no Farroupilha amanhã. O que estamos fazendo hoje, resgatando para deixar registrado e a marca de quem pensava em Farroupilha, muitos anos à frente, queria um Farroupilha maior, queria dar possibilidade de cada um realizar o seu sonho, adquirindo primeiro a terra, depois ali, construindo ali o seu patrimônio, e trazendo esse patrimônio a soma de pessoas que vinham se somar aos farroupilhenses. Hoje nós abordamos aqui também a questão do Cidadão Honorifico, o Vereador Tiago Ilha, abordou com muita propriedade a respeito do Alexandre Batistti, se há um momento especial em nossa vida, é falar daquelas pessoas que construíram alguma coisa. É justo e merecido que o Bairro São Francisco, um nome abençoado, um nome santo, idealizado por alguém que tinha uma visão de futuro, queria ver Farroupilha crescer e oportunizar pessoas a crescerem junto com Farroupilha, sendo proprietário e não apenas um locador de um espaço. Então a família Dalzochio, hoje vocês estão sendo homenageados pela memória de alguém que deixou para vocês um legado muito bonito, uma história, daqui para frente, vocês terão a responsabilidade de continuar fazendo aquilo que em 2010, foi a sugestão dessa Casa. Efetivar que de uma forma de dizer, “escuta, aonde que é a rua tal? Ah, a antiga Cerro Largo? Agora é a denominação de uma homenagem justa e merecida. ” Que vocês possam fazer isso com orgulho e dizer, não foi só pelo valor de venda daquilo ali não, ele estava vislumbrando um futuro bonito para Farroupilha, o crescimento de Farroupilha, porque ele sabia que o Bairro São Francisco, era uma extensão do centro da nossa cidade e ele tem a mesma importância por fazer parte de Farroupilha. Parabéns a vocês, parabéns por essa história linda de vida, que vocês realmente se sintam muito felizes, como estamos felizes hoje, em ter esse tema, para não discutir, mas para compartilhar com vocês o legado de uma história muito bonita. Era isso Senhor Presidente, muito obrigado.

1º. VICE-PRES. THIAGO BRUNET: Obrigado Vereador Tadeu Salib dos Santos. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador José Mário Bellaver.

VER. JOSÉ MÁRIO BELLAVER: Senhor Presidente, Senhores Vereadores, saudar a colega Vereadora Dra. Eleonora, também quero saudar os funcionários da Casa, em especial nessa noite os familiares de Altério Albino Dalzochio. Tão importante cidadão do nosso município, descendente de italianos, vindos da Itália, de Vicenza, aonde nós a grande maioria, somos de descendência de italianos que vieram daquela região, dizer que é justa essa homenagem, que tenha essa rua, aonde que o seu Altério definiu uma área de terras para construir um bairro em nosso município, com o crescimento de nossa cidade e com certeza, colaborou muito para o crescimento de nosso município. Então é importante, parabenizar o Vereador Thiago Brunet, pela dedicação, pelo trabalho que o Senhor fez, junto aos moradores, junto aos familiares, para que hoje, aqui nessa Casa, possamos aprovar essa Lei, de dizer que a Rua Cerro Largo já não faz mais parte do nosso município, do Bairro São Francisco e sim agora, a Rua Altério Albino Dalzochio, merecido. Com certeza o crescimento do nosso município, da nossa cidade passou também pelo trabalho, pela dedicação do seu Altério e seus familiares. Então, mais uma vez quero parabenizar e uma justa homenagem à família e ao nome do Senhor Altério Albino Dalzochio, para que fique definitivamente essa rua, gravada no Bairro São Francisco, onde que era proprietário dessas terras, parabéns. Obrigado Senhor Presidente.

1º. VICE-PRES. THIAGO BRUNET: Obrigado Vereador José Mário Bellaver. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Alberto Maioli.

VER. ALBERTO MAIOLI: Senhor Presidente, Senhores Vereadores, Vereadora Eleonora, funcionários da Casa. Antes de mais nada quero dar uma saudação muito especial aos familiares de Altério Albino Dalzochio e dizer que a bancada da REDE, vota favorável a esse Projeto de Lei. Quero cumprimentar o Vereador Thiago pela iniciativa desse Projeto de Lei, evidentemente que quando se fala de Cerro Largo, cerro é um cerro que se faz cerro, quando os italianos receberam aquele cerro, então é Cerro Largo, que praticamente não faz nenhum sentido de nada. Então é uma troca merecidamente a uma pessoa muito querida, que muito tem contribuído, muito ou pouco, mas para muitos contribuiu bastante, para que hoje Farroupilha tivesse esse Bairro São Francisco. Eu tenho certeza que neste momento a alma o espírito do Seu Altério Albino, está se encaminhando junto a São Francisco e dizer “lá eu plantei umas árvores e aqui hoje eu colhi os frutos”, eu acho uma coisa muito bonita, não é uma homenagem, mas é uma dedicação feita com muito carinho, para uma pessoa que merecidamente merece o nome dessa rua, nesse Bairro São Francisco. Então eu voto favoravelmente ao Projeto de Lei, quero cumprimentar pela iniciativa. Muito obrigado Senhor Presidente.

1º. VICE-PRES. THIAGO BRUNET: Obrigado Vereador Alberto Maioli. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Raul Herpich.

VER. RAUL HERPICH: Senhor Presidente, Senhores Vereadores, um cumprimento especial a toda família Dalzochio, a vó Ada Fabro, muito obrigado pela sua presença, tanto tempo que a gente convive, que a gente se conhece, cumprimentar as filhas, a Bianca que tanto tempo trabalhamos juntos, em tempo de malharias, e especial ao Augustinho dos nosso querido Burati e Monte Bérico. Aonde uma parte interessante, porque nós éramos a última propriedade lá do pai, tem colonização alemã, da parte de cima, depois vinha até Monte Bérico e Burati, aí já era mais italiano, mas sempre convivíamos juntos, com a família Fabro, com a família Piccoli, Dalzochio e a gente sempre se sentia um pouco em casa e feliz porque essa amizade que a gente criou entre diversas etnias durante aquela região. Então, lógico também, cumprimentar o Vereador Thiago, pela iniciativa, às vezes as pessoas são um pouco contrárias, tem que trocar o nome da rua, no endereço da luz, da água, às vezes da empresa, mas isso tempo a gente se ajeita, vai ser realmente muito bem visto pela comunidade, Cerro Largo é o nome de município, não tem nada a ver com o Bairro. Então como o seu Altério, foi ali, quando comprou aquela área era especificamente para a agricultura, Dona Ada, acho que era isso, então depois foi crescendo, a cidade foi crescendo, e virou o Bairro São Francisco, hoje é um bairro muito bonito, tem a sua igreja, tem seu salão comunitário, ainda um pouco acanhado, mas aos pouco a gente vai atingindo aquele patamar de um bairro mais sofisticado. Mas é um bairro, com muitas moradias, não tem praticamente indústrias, mas é mais de moradias, então, onde as famílias se conhecem, onde convivem. Então a gente fica muito feliz em poder homenagear está família Dalzochio, em especial ao seu Altério. Era isso Senhor Presidente, muito obrigado.

1º. VICE-PRES. THIAGO BRUNET: Obrigado Vereador Raul Herpich. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. A palavra o Vereador Josué Paese Filho.

VER. JOSUÉ PAESE FILHO: Obrigado Senhor Presidente, para ver como são as coisas, quando eu recebi esse Projeto, na Lei nº 3.687, de 30/11/2010, eu era Presidente desta Casa e agora novamente esse Projeto então vem, para destinar o nome de uma rua para o seu Altério Albino Dalzochio. Lembro também Vereador Arielson, o Senhor não falou, o Senhor não era Vereador na época, o Senhor estava no Executivo, mas eu tenho certeza absoluta, que pela sua pessoa o Senhor indicou o seu partido a apresentar o nome do seu Altério Albino Dalzochio, teve pedido do Vereador Arielson, lembro dessa história e eu casualmente era o Presidente naquela época. Nada mais justo, Vereador Thiago, de prestigiar, de lembrar das pessoas que muito fizeram por Farroupilha. Seja na parte da agricultura, seja na parte da indústria, seja na parte de loteamentos, o seu Altério Albino Dalzochio tinha visão de loteamentos. Também lembro, estava falando com o meu amigo de infância o Augusto Piccoli, as peleias de futebol te lembra né? Não lembro o ano agora, mas o que eu me lembro que ali, onde tem o bairro, tinham eucaliptos ali, que não terminavam mais e quem cortou no mínimo 50% daqueles eucaliptos, fui eu, Vereador Josué Paese Filho, que eu comprei deles, que na época eu trabalhava com uma empresa de Passo Fundo, que o tratamento dos postes da CEE, eram nas terras do meu pai, na Linha Paese, muito amigo dele inclusive. E nós vínhamos aqui cortas os eucaliptos, levar para a Linha Paese e essa empresa tratava, depois vendia para a CEE, então, são histórias que a gente lembra e tenho certeza que a família deve ter muito orgulho deste homem. Que nem o Vereador Tadeu, falou aqui, que recentemente aprovamos um Projeto, aqui do Alexandre, semana passada aprovamos aqui também o Projeto de uma pessoa que muito fez pelo esporte em Farroupilha o Tiliko, que hoje leva o nome das Castanheiras, nada mais justo então o seu Altério Albino Dalzochio, lá na terra que era dele, que ele fez o loteamento levar o nome de uma rua. Só para finalizar Senhor Presidente, que significa Cerro Largo?  O que significa para nós a Rua Vacaria, naquela época, não tinha nomes, mas com certeza, que muitas pessoas ainda, Vereador Presidente, vão ser lembrados e vai ser a troca de nomes de rua, tirando as cidades e botando o nome de pessoas que realmente fizeram algo para Farroupilha, parabéns merecedor. Muito obrigado Senhor Presidente.

1º. VICE-PRES. THIAGO BRUNET: Obrigado Vereador Josué Paese Filho. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Odair.

VER. ODAIR SOBIERAI: Senhor Presidente, Senhores Vereadores, em especial a família Dalzochio. O PSB vota favorável ao Projeto e sempre votará a esse tipo de Projeto, onde a gente possa homenagear os desbravadores. Famílias que vieram de outros países, que vieram fazer a sua história em nosso município. Então o PSB, sempre vai ser favorável a esse tipo de Projeto. Parabéns a família e parabéns ao Vereador Thiago pela iniciativa. Obrigado Senhor Presidente.

1º. VICE-PRES. THIAGO BRUNET: Obrigado Vereador Odair Sobierai. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Jorge Cenci.

VER. JORGE CENCI: Senhor Presidente, Senhores Vereadores, uma saudação especial aos familiares do homenageado, quero também cumprimentar a família Bassoto, em nome do Cláudio, o Piccoli, também aproveitar e falar do atual Presidente da Comissão Provisória o Adriano Turcatto, do Bairro São Francisco. Entendo que seja uma justa homenagem, vocês veem que o nome foi sugerido em 2010, demorou um período bastante significativo, para que fosse colocada em prática essa homenagem. Também pelo currículo lido pelo Vereador Aldir Toffanin, além do loteamento, em si, ele também teve diversas atuações na construção do hospital São Carlos, da Igreja Matriz. Então, certamente ele contribuiu muito para o engrandecimento do nosso município, então é uma homenagem justa e com certeza Farroupilha tem muito a agradecer a família e ao nome do seu Altério Albina Dalzochio. Era isso Senhor Presidente. Cedo um aparte ao Vereador Josué Paese Filho.

1º. VICE-PRES. THIAGO BRUNET: Um aparte ao Vereador Josué Paese Filho.

VER. JOSUÉ PAESE FILHO: Obrigado pelo aparte Vereador, você falou bem, foi em 2010, são praticamente sete anos, até nós conversamos com Presidente, o Senhor Líder de Governo, para trazer os nomes que já foram aprovados para esta Casa, que estão na Prefeitura, para a gente fazer uma análise, porque senão fica nome lá muitas vezes, não por culpa do Prefeito, mas no esquecimento da Prefeitura e tantos nomes que nem o Seu Altério Albino Dalzochio, tenho certeza de que estão lá. Então que trouxesse para nós Vereadores, para darmos uma olhada, quais são os nomes que já foram aprovados nessa Casa e para até indicar este nome, em nome de outras ruas que nem o Senhor fez. Muito obrigado, obrigado pelo aparte Vereador.

VER. JORGE CENCI: Queria contribuir Vereador Josué Paese Filho, essa sua solicitação, ela já foi feita nessa legislatura, para que viessem os nomes, para que nós pudéssemos homenagear e trocar alguns nomes de ruas. Então é isso Senhor Presidente, obrigado pela atenção de todos.

1º. VICE-PRES. THIAGO BRUNET: Obrigado Vereador Odair Sobierai. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra a Vereadora Dra. Eleonora Broilo.

VER. ELEONORA BROILO: Senhor Presidente, colegas Vereadores, família do nosso homenageado, Senhor Altério Albino Dalzochio, todos os nossos assessores, as pessoas enfim presentes. Eu acho que não há mais o que ser dito, eu vou reiterar o que todos os que meus nobres colegas Vereadores já falaram, só quero dizer que parabenizo mais uma vez a família, que é realmente uma merecida homenagem. Quero dizer que eu entendo como uma família se sente nesse momento, porque quando o meu avô recebeu o nome de uma rua, eu sei como nós também nos sentimos. Então é uma homenagem gratificante, porque isso vai ficar gravado para todas as gerações futuras, é o nome que vai ficar ali, é o bisavô, o tataravô, é o tio, é o tio tataravô e está ali e todos eles irão saber por que o nome está ali. Sem delongas mais uma vez parabenizo a família por essa merecida homenagem. Era isso Senhor Presidente.

1º. VICE-PRES. THIAGO BRUNET: Obrigado Vereadora Eleonora. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Sandro Trevisan.

VER. SANDRO TREVISAN: Obrigado Senhor Presidente, eu queria dizer que é um prazer, principalmente para a família Dalzochio, na oportunidade, concordo com a Vereadora Eleonora, não tem mais muito o que falar, porque já foi falado bastante. Mas sim, uma das coisas que acredito que é extremamente importante que é valorizar o nome dessas famílias, que são tradicionais, que colaboraram sim e muito para o crescimento de Farroupilha, esse é um fato e contra fatos, não se tem muitos argumentos. Em contrapartida a gente tem uma Rua Cerro Largo, concordo com tudo que foi dito, mas o que tenho para dizer, então já foi exaustivamente falado por todos os Vereadores, que eu só posso dizer que sim, que a nossa bancada é totalmente a favor, de que seja implantado o nome dessa rua. Parabenizar a família, já estava desde 2010, conforme os Vereadores estavam aqui dizendo, que já estava aqui o nome, mas felizmente saiu. Então concordo com todos vocês Senhores Vereadores, com o que vocês falaram, e a importância desse tipo de Projeto, queria parabenizar o Vereador Thiago, que às vezes a gente não percebe pequenas coisas que são realmente importantes de se fazer, existe uma mudança sim, mudar o nome de uma rua, não é uma coisa tão simples. Mas em contrapartida, a gente sempre cria dificuldades a mudanças, mas mudanças precisam ser feitas, eu acho que é uma ótima mudança, valorizando sim, pessoas de Farroupilha, famílias que são daqui pessoas que ajudaram sim a construir Farroupilha. Então meus parabéns, obrigado pela presença de vocês nessa noite. Senhor Presidente, era isso, muito obrigado.

1º. VICE-PRES. THIAGO BRUNET: Obrigado Vereador Sandro Trevisan. Gostaria aqui, como não há mais Vereadores para falar, pela primeira vez, eu acho que todos os Vereadores, prestaram a sua homenagem ao Senhor Altério Albino Dalzochio, uma homenagem pertinente, uma homenagem que eu aqui acho justa, eu queria agradecer toso os Vereadores pelas suas falas carinhosas com a família. Hoje a partir desse momento com toda a pompa o Seu Altério Albino Dalzochio, se eterniza nas placas de Rua do Bairro São Francisco. Gostaria aqui de deixar bem claro a ajuda e o apoio do Adriano e da Alexandra, que hoje são representantes do Bairro São Francisco, sem a participação deles nada disso teria acontecido. Para finalizar aqui, Dona Ada, a Senhora é uma guerreira, a Senhora, se tem um dito popular que diz que “uma atitude vale mais que mil palavras”, a Senhora representa esta atitude. Porque quando eu fui em um sábado de manhã em sua casa e a Senhora estava com 90 anos de idade com uma manga em uma mão e uma vassoura em outra, lavando a varanda, aí a gente vê que tem gente que tem história, que tem gente que realmente faz por merecer. E a Senhora com essa idade faz isso em uma varanda, eu queria ver o que a Senhora foi capaz de fazer por essa cidade com 20, 30, 40 anos, quando não tinha varanda, não tinha nada, quando só tinha mato. Nas suas mãos, suas mãos são limpas Dona Ada, suas mãos têm história, parabéns, parabéns pela Senhora, parabéns pelo seu marido, que infelizmente hoje não pode estar aqui, mas sem dúvida nenhuma, todos nós aqui hoje, eternizamos ele. Muito obrigado Senhores Vereadores. Se nenhum Vereador quiser fazer uso da palavra, colocamos o pedido de urgência, formulado pelo Vereador Aldir Toffanin. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado por todos os Senhores Vereadores. Em votação ao Projeto de Lei nº 039/2017, que altera a denominação de Rua Cerro Largo, para Altério Albino Dalzochio. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado por todos os Senhores Vereadores. Encaminhamos as Comissões de Constituição e Justiça, Finanças e Orçamentos o Parecer do Tribunal de Contas do Exercício de 2011, do Poder Executivo Municipal. O teor na íntegra, da tomada de contas, encontra-se a disposição dos nobres pares na Secretária da Casa. Nada mais a ser tratado essa noite, em nome de DEUS, declaro encerrados os trabalhos da presente Sessão Ordinária. Antes de encerrar os trabalhos eu gostaria de deixar registrado nos anais dessa Casa, que todos os Projetos foram aprovados sem a Presença do Vereador Jonas Tomazini, devidamente justificada, só para constar na Ata. Muito obrigado e então declaro encerrados os trabalhos da presente Sessão Ordinária e um boa noite a todos.

 

 

 

 

 

 

 

Thiago Brunet

1º Vice-Presidente

 

 

Sandro Trevisan

Vereador 1º Secretário

 

OBS: Gravação, digitação e revisão de atas: Assessoria Legislativa.