Pular para o conteúdo
23/04/2021 07:33:01 - Farroupilha / RS
Acessibilidade

Ata 3654 – 30/05/2016

SESSÃO ORDINÁRIA

 

Presidência: Sr. Raul Herpich

 

Às 18:00 horas, o Senhor Presidente, Vereador Raul Herpich, assume a direção dos trabalhos. Presentes os Vereadores: Arielson Arsego, Fabiano André Picolli, Ildo Dal Sóglio, João Reinaldo Arrosi; José Mário Bellaver, Josué Paese Filho, Juvelino Angelo De Bortoli, Leandro Somacal, Lino Ambrósio Troes, Maria da Glória Menegotto, Maristela Rodolfo Pessin, Paulo Roberto Dalsochio, Raul Herpich, Rudmar Elbio da Silva, Sedinei Catafesta.

 

PRES. RAUL HERPICH: Invocando o nome de DEUS declaro abertos os trabalhos da presente Sessão Ordinária. Em aprovação as atas nº s 3.652, de 23 de maio de 2016 e 3.653, de 24 de maio de 2016. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado por todos os Senhores Vereadores presentes. Solicito ao Vereador Ildo Dal Soglio, Primeiro Secretário, para que proceda a leitura do expediente da secretaria.

 

EXPEDIENTE

 

1º SEC. ILDO DAL SÓGLIO: Boa noite Senhor Presidente, boa noite aos Vereadores, Vereadora Maristela e demais aqui presentes. Recebemos o seguinte expediente:

– Convite, 27 de maio, Prefeitura Municipal de Farroupilha. Semana do Meio Ambiente.

PRES. RAUL HERPICH: Obrigado Vereador Ildo Dal Soglio. Passamos ao espaço destinado ao Grande Expediente.

 

GRANDE EXPEDIENTE

 

PRES. RAUL HERPICH: Convido o Partido Democrático Trabalhista – PDT, para que faça uso da Tribuna. Abre mão do espaço. Convido o Partido Social Democrático – PSD para que faça o uso da Tribuna. A palavra está com o Vereador Sedinei Catafesta.

VER. SEDINEI CATAFESTA: Senhor Presidente, cumprimento Vossa Excelência, Presidente Raul, cumprimento os demais parlamentares desta Casa, os funcionários, os que nos acompanham através da internet. O que me traz a Tribuna, Presidente é um assunto que merece atenção desta Casa, de cada um dos pares aqui presente, uma situação eu está cada vez mais se agravando no Estado do Rio Grande do Sul, no que se refere a central de regulação de leitos que foi criada em 2010, e que hoje esse mecanismo que foi criado para facilitar as demandas nos municípios nas Casas de Saúde, no que se refere a transferência de um paciente para determinado atendimento, ou para uma baixa em outro hospital,  isso de fato não está acontecendo com agilidade e sim com tempo gigantesco, no que se refere a transferência. Vou ler aqui Presidente, uma mensagem de uma filha de um paciente internado no Hospital Beneficente São Carlos, na mensagem ela diz que: “fazem 25 dias que o pai está hospitalizado, fomos consultar com o neurologista, particular, eu e a mãe, e ele disse que o pai vai ter que retirar tumor no cérebro em Caxias do Sul, acontece que sexta-feira, baixou um Senhor no mesmo quarto que meu pai, e hoje já foi transferido para Caxias do Sul, e meu pai, fazem 25 dias que está no mesmo quarto, na mesma cama, sendo muito bem atendido no Hospital São Carlos, isso ela relatou”. Mas precisa ser transferido para Caxias do Sul, e a central de regulação de leitos não transfere, e esta situação é uma de tantas outras que ali esperam, vão a óbito os pacientes, e a central que foi criada para facilitar é o maior obstáculo na vida desses pacientes que tanto esperam a transferências. As Casas de Saúde, no momento em que foi criado a central de regulação de eleitos, parabenizaram essa ação, porque tirou das Casas de Saúde a responsabilidade de ligar para os outros hospitais solicitando leitos, seja ele uma UTI, seja ele em um outro quarto a espera de uma cirurgia, mas isso com o tempo, ou com a demanda, criou-se um gargalo muito grande e o Governo do Estado, está fechando os olhos para essa situação, simplesmente fechando os olhos! Estou aguardando uma reunião com o Vice-governador para levar este assunto, junto com o Prefeito Claiton Gonçalves do nosso município, e também o representante do Hospital São Carlos para tratar desta demanda, da demanda da transferência dos pacientes. E Presidente, a respeito desta matéria que eu relato na Câmara de Vereadores, eu vou apresentar no decorrer da Sessão, um requerimento para que possamos a Casa, a nossa Comissão Parlamentar de Saúde e que a Casa providencie uma reunião com a Quinta Coordenadoria de Saúde Regional aqui de Caxias do Sul, para que nós Vereadores, representantes do povo desta cidade, possamos ir lá ver o que está acontecendo que a central não está dando conta da demanda, ou se há algum problema que as demandas do Hospital São Carlos, não são atendidas com eficiência e rapidez necessária para que uma vida seja salva. Então Presidente, eu trago a esta Casa, porque deve ser, certamente uma procura dos demais Vereadores, por um caso já se passou, ou talvez por este mesmo caso que ainda não foi resolvido. A central é responsável pela a regulação dos leitos hospitalares, nos estabelecimentos de saúde, vinculadas ao SUS, próprios, contratados, ou conveniados, a capacidade instalada de leitos, deve atender as diversas clinicas cirúrgicas, UTI e retaguarda de pronto socorros. Regulação é uma ferramenta utilizada pelo SUS, que objetiva priorizar os casos mais urgentes, a partir da classificação de triagem de cada solicitação, neste sentido Caxias do Sul, implantou em janeiro de 2010, a central de regulação de leitos que tem como competência: organizar no âmbito municipal e regional, a assistência médica de alta complexidade, utilizar adequadamente os leitos do SUS, para os usuários deste sistema, respeitando as normas de regulação do município atendendo para a superlotação dos hospitais de referência, aumentar a rotatividade nos leitos hospitalares garantindo a qualidade da assistência prestada, organizar a oferta de serviço de saúde de acordo com a demanda, respeitando a equidade no acesso. A central de regulação de leitos, funciona 24 horas por dia, as solicitações de internações, ou transferências de um hospital para o outros, são realizados pelo médico assistente do paciente para o do médico da central de regulação, informando o quadro clínico e o resultado de exames, é a atribuição do médico regulador julgar pertinente ou não o pedido e destinar a instituição de saúde que receberá o caso, conforme a especialidade necessária. E neste caso paciente com 2 tumores, acamado que não pode ir no banheiro senão tiver alguém ajudando, pelo jeito não está se adequando a nenhum destes aqui citados pela regulação de leitos aqui de Caxias do Sul. Presidente, eu trago este assunto, e peço urgência a esta Casa, que Vossa Excelência possa o quanto antes organizar esta agenda junto a Caxias do Sul, e que a Comissão de Saúde, e os Vereadores que aqui quiserem fazer parte serão muito bem-vindos para que juntos possamos resolver este problema, que é um problema que envolve todo mundo, aonde há saúde há um problema para todos nós, Presidente por hoje era só isso, muito obrigado.

PRES. RAUL HERPICH: Obrigado Vereador Sedinei Catafesta. Convido o Partido dos Trabalhadores – PT, para que faça uso da Tribuna. A palavra está com o Vereador Ildo Dal Soglio.

VER. ILDO DAL SOGLIO: Senhor Presidente, Senhores Vereadores. Eu não gosto muito de ocupar a Tribuna, mas hoje eu queria ocupar perante os fatos que vem acontecendo no nosso país, o que envolve toda essa lambança que está ocorrendo lá em cima, no Congresso Nacional, envolvendo vários políticos, e principalmente políticos tradicionais, na qual eu venho dizendo desde sempre, que esses políticos, este partido sempre mandou no país, e que até hoje não resolveu os problemas do país, na nossa nação, pelo contrário, ajuda a afundar cada vez mais, não estão preocupados realmente, Presidente em limpar a corrupção que existe no nosso meio, eles estão sim preocupados em garantir o deles através de propina, através de desvios de dinheiro, e muito dinheiro. Então é muito triste nós sabermos que fizeram todo um movimento para derrubar a nossa Presidente Dilma Rousseff, alegando que cometeu crime, ela errou, pode ter errado, mas todos nós erramos, quem de nós não temos erros? Agora, tem o erro inconsciente, e tem o erro porque eu quero errar, porque eu vou me beneficiar, este não dá para admitir. De repente a nossa Presidente errou por ingenuidade, pode ter acontecido isto, mas agora é muito diferente quando se erra em uma pedalada fiscal, como é dito aí, do que quando se faz um complô para estancar a Lava Jato. Eu fico preocupado por que foram milhares de pessoas as ruas, influenciado por uma mídia tendenciosa, por grupos políticos interesseiros, que foram, e que jogaram toda a opinião pública que deveríamos sim, tirar a Presidente do seu poder. Semana passada, e então veio tudo à tona com as gravações, Sarnei, Jucá, Renan Calheiros, envolvendo Aécio Neves, em algumas partes, envolvendo o judiciário, falando do judiciário, e também do Eduardo Cunha. Eu tenho aqui alguns relatos sobre o acontecimento, e vou passar a ler. “Diferentemente do que o massacre midiático faz crer, a consolidação do golpe de Estado, que se processa desde a eleição democrática de Dilma Rousseff, levará o país a caminhos impensáveis até pouco tempo: à brutal instabilidade política, cuja “governabilidade” só poderá se dar pela ilegalidade, ilegitimidade e violência; à insegurança jurídica, tendo em vista o desrespeito cabal à Constituição e ao facciosismo das instituições que deveriam zelar pela ordem democrática; ao retrocesso social, com a tentativa de diminuição vigorosa dos direitos sociais e trabalhistas; e ao isolamento internacional, como já se verifica nos pronunciamentos da comunidade internacional, com a notória exceção dos Estados Unidos”. Ora, aí a gente vê quem é que está por trás de tudo isso aqui, também tem a influência internacional, de quem sempre, na sua maneira imperialista interferiu nos países subdesenvolvidos e em desenvolvimento que é o caso do Brasil, que é os Estados Unidos. “A invocação do “Deus-Mercado” como a “instituição” que se estabilizará e voltará a crescer e a empregar com o afastamento da Presidente eleita é claramente uma manobra que não se sustenta. Antes de tudo porque por “mercado” se entende um pequeno grupo de grandes capitalistas nacionais e estrangeiros e sobretudo rentistas. Tudo o mais, como os micros, pequenos e médios empreendedores é liminarmente descartado. Igualmente, os trabalhadores são vistos apenas como “custo Brasil”, cujos direitos sociais e trabalhistas devem ser radicalmente diminuídos. No capitalismo, o mercado – em qualquer definição que se dê – necessita de estabilidade política e segurança jurídica: tudo o que a plutocracia golpista e reacionária e cita PMDB, PSDB, DEM, Fiesp e quejandos, não pode dar. ” Então aqui a gente vê realmente Vereadora Maria da Glória Menegotto, que esses partidos eles visam não o bem social em si, eles não visam o bem da construção democrática, de que as pessoas trabalhadoras elas possam vir a usufruir dos bens comuns da nossa sociedade da produção de tudo o que se produz, que seja mais, ou menos compartilhado, eles visam que o trabalhador braçal, de classe pobre e média para baixo, tem que trabalhar para sustentar as grandes empresas, inclusive acredito que até as multi nacionais e também os latifundiários também, e também os grandes interesses políticos, cito aqui: Renan Calheiros, Michel Temer, Jucá, Aécio Neves e outros mais, enfim. Então é triste a gente precisar usar a Tribuna e falar um pouquinho sobre isso aí Vereador Fabiano André Picolli, porque as vezes a gente sente na pele um pouquinho da ridicularizarão da parte de alguns membros da sociedade, como dizendo: “O PT é o maior corrupto”. E hoje através da Revista Carta Capital e através da Rede Globo, que fazendo justiça, acho que se obrigou a fazer isso aí, mais enfim, denunciando o outro lado da moeda, que é o Partido do PMDB, que queria estancar sim a Lava Jato, para não serem investigados, e isto é triste. E agora eu fico imaginado como que estão todos esses jovens cheios de esperança que foram nas ruas, bater panelas, usando verde e amarelo, deve me estar muito desiludidos. Não bastassem esses aspectos Michel Temer, não tem mais de 2% de intensão de votos, assim como pesquisas de opinião, apontam claramente o descontentamento do golpe da maior parte dos brasileiros, fato omitido pela grande mídia. “Logo, por todos os ângulos que se possa observar a aventura política intentada pelo golpismo levará à instabilidade social e política, à insegurança jurídica nas mais diversas dimensões, ao retrocesso social e ao isolamento internacional. Isso é obra do grande consórcio constituído pela Operação Lava Jato (cuja ilegalidade e seletividade salta aos olhos); pelo Supremo Tribunal Federal (cujas omissões são cruciais); pelos partidos derrotados nas eleições mais acabada expressão pela Fiesp (que prima pelo desprezo às conquistas sociais e democráticas); pelas classes médias conservadoras (cuja saída às ruas destampou o bueiro malcheiroso de seus preconceitos); e pela grande mídia comercial (cujo golpismo e negociatas são históricos, mas vigorosamente redivivos).” E aqui então Senhor Presidente dá para ressaltar que sempre teve esses desvios, sempre teve essas propinas, e só agora no nosso governo, mesmo sendo cortado na carne, está sendo investigado. E quando a Dilma disse: “vamos prosseguir com a investigação”. Disseram: “não, então nós temos que armar, derrubar a Dilma, e estancar a Lava Jato, nós vamos usar a população brasileira para tirar a Presidente, e depois nós entramos e estancamos a Lava Jato”. E aí fico eu, com uma desconfiança, por que ontem, não sei, o Michel Temer recebeu em visita particular o Ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, não sei o porquê, qual é a amizade que tem com o Michel Temer e o Gilmar Mendes, mas enfim recebeu, de repente foram tomar um cafezinho só, e aí vai adiante. “O líder interino do Brasil, Michel Temer, está encarando sua primeira crise política sugerida na divulgação das gravações mostrando aparentemente que a suspensão de duas semanas atrás da Presidente Dilma Rousseff foi menos um resultado de denúncias constitucionais legítimas e mais um resultado de uma conspiração”. E aqui está Senhor Presidente, eu até teria mais, eu só citei alguns tópicos, a minha assessora na qual eu quero agradecer muito, que ela também auxiliou para pegar esses textos, ela colocou muito mais, mas devido ao tempo, não deu para colocar. Então fica aqui, nós só nos cabe a lamentar que o povo brasileiro, que os jovens brasileiros, foram mais uma vez enganados pelo PSDB, PMDB, BEM e pelo Fiesp, então isso nos entristece muito, porque eles não sabem o que que eles estavam fazendo nas ruas, coitados e a gente sente por isso, então é muito triste usar as pessoas, para derrubar uma Presidente democraticamente estabelecida, divido aos seus interesses, porque não queriam mais ser investigados na Lava Jato, e aí nós ouvimos o Ex. Deputado Cignachi vindo dar opinião sobre o nosso governo municipal aqui em Farroupilha, é lamentável.

PRES. RAUL HERPICH: Obrigado Vereador Ildo Dal Soglio. Convido o Partido, REDE Sustentabilidade para que faça o uso da Tribuna. Com a palavra a Vereadora Maria da Glória Menegotto.

VER. MARIA DA GLÓRIA MENEGOTTO: Senhor Presidente, Senhores Vereadores, funcionários da Casa. Eu hoje à tarde estava pensando se eu ia falar alguma coisa, ou não vou porque os acontecimentos são muitos, agora o Vereador Ildo Dal Soglio, me deu oportunidade de falar, porque quando eu cheguei aqui eu não ia falar, mas acho que o Vereador Ildo Dal Soglio, me deu a oportunidade. Porque a gente quando liga a televisão a gente só ouve falar dos acontecimentos sobre política, o impeachment Presidente Dilma Rousseff realmente foi apenas, para tentar com essas investigações da Lava Jato, eu profundamente quero dizer que eu ainda quero acreditar que ela não tem toda essa culpabilidade que e estão colocando na Presidente Dilma Rousseff, estou falando da Presidente Dilma, porque com as conversas que foram reveladas esses dias atrás de toda a mídia ficou bem claro, quem é quem, na história do Brasil. Eu acho sinceramente, que são todos farinha do mesmo saco, sinceramente e isso quem escreveu fui eu, estou falando que eu fiz hoje à tarde, porque o Delcídio do Amaral, o Michel Temer, o Cunha, Jucá, Sarnei, o Lula, o Aécio Neves, Renan Calheiros, tantos outros, enfim, a maior parte do PT, do PMDB, do PSDB, e seus satélites os demais convergem na mesma altura, na mesma profundidade, na mesma vergonha, da corrupção que assolou o país inteiro, é vergonhoso, e quando a gente fala disso, eu quero deixar bem claro aqui, que eu não estou falando do PT de Farroupilha, do PMDB de Farroupilha e nem do PSDB, eu citei os 3 nomes, 3 partidos, não estou falando, tem muita coisa diferente, mas quando a gente vai lá em Brasília, e em outros estados também e aqui também no Rio Grande do Sul, mas eu estou falando agora não de Farroupilha, mas no Rio Grande do Sul, é vergonhoso porque eles revelaram o desejo claro desesperador de blindar os políticos agora, eles fizeram isso, esses vergonhosos que eu falei aqui o nome, eles tentaram blindar esses políticos, os seus amigos, parceiros, que estão sendo investigados, por esta operação Lava Jato, tentaram blindar isso tudo. E também o Governo Dilma, que eu acabei de falar agora, que eu ainda não quero acreditar, mas o tráfico de influência e o abuso do poder econômico, político, prosperou sim a toda prova, mas quando a gente fala disso Governo Dilma, é assim, veja bem: em um governo tanto federal, estadual, como municipal, temos ali o Prefeito, o Governador, temos a Presidente, mas é tudo ela que faz sozinha? É tudo o Prefeito que faz sozinho? É tudo o Governador que faz sozinho? Não, tem muita gente ao redor, e tem muita gente que no final das contas Vereador Rudmar Élbio da Silva, não pagam a conta, mas quem paga são os que colocam a cara, por isso que poucos hoje em dia ainda querem ser alguma coisa, por isso que isso a gente não vê os empresários, os maiores empresários, pessoas de mãos limpas, verdadeiramente, por isso que a gente não vê eles se colocarem em uma eleição, eles poderiam fazer, mas se corrompem depois, não que eles se corrompem, mas as pessoas ao redor, acabam eles pagando a conta, então eles não querem, então eu digo assim: já está provado, não é que fica provado, ficou provado já que este governo interino que colocaram aí que é o Michel Temer, ele continua querendo tapar o sol com a peneira, e achando que o povo é trouxa, que o povo ainda vai acreditar em um deles um dia, eu duvido! Diz para eles colocarem o nome deles, eu quero ver se o povo vai acreditar no nome deles, não acredita mais! E eu faço parte de um Partido hoje a REDE Sustentabilidade, e a REDE Sustentabilidade que nós tivemos uma plenária fantástica, a toda prova neste final de semana, aonde passei, sexta-feira e sábado, em Porto Alegre, na Câmara de Vereadores, e ela entende sim que tanto o PT, quanto o PMDB, são iguais, completamente responsável pelo senário político, econômico em que vivemos, e a única forma de passar o país a limpo, como é? É uma nova eleição, é a única forma, que tipo de país é esse, que nós tiramos a Presidente que se elegeu com os mesmos votos do vice-presidente, ela está fora, e ele fica lá, bom se houve corrupção, se houve compra de voto, se houve sei lá o que, tem que sair tudo! Não é justo isso, e eu queria que esta plateia tivesse lotada, para mim falar isso, não é justo tirar apenas um, e deixar o outro, não é justo! Então nós sim, nós vamos continuar dizendo que é necessário se fazer uma nova eleição e tomara que fosse logo, imediato, para que essas próximas eleições. E olha mostra claramente a necessidade desse processo de cassação da chapa Dilma e Temer que corre no Tribunal Superior Eleitoral, deve ser tratado com urgência, eles estão muito devagar, porque a única situação em que a sociedade pode decidir o que ela realmente quer para o seu futuro, sem a intermediação dos próprios políticos que são acusados, investigados por corrupção, estão lá! E o que pensar disso, minha gente? Então, eu vou dizer assim: a sociedade, nós que somos pequenos, nós Vereadores, que estamos aqui defendendo, que nós fomos de casa em casa, as pessoas nós conhecem, sabem quem é quem aqui dentro, um a um, sabe da onde a gente vem, sabe aonde bate na porta para conversar com nós, nós temos que apoiar essas operações da Polícia Federal, do Ministério Público Federal, da Justiça Federal, e quero dizer que todos estão envolvidos, não tem ninguém lá para cima que não estão envolvidos, me digam um nome que não esteja envolvido! Todos, todos estão envolvidos! E eu aqui falo, eu tenho um Partido REDE Sustentabilidade, mas quero dizer para todos vocês aqui, pouca gente, ninguém está ouvindo, mas eu Glória, não vou ficar defendendo partido não! Não vou ficar defendendo partido, o resto do tempo que eu tenho da minha vida, eu vou defender pessoas, eu vou defender projetos, porque está aí todos estão envolvidos na operação Lava Jato, poderia falar, e olho bem para cima quando eu falo que a REDE Sustentabilidade, é um partido novo, não tem envolvimento, porque ainda não teve nenhuma campanha política, “há mas a Marina, ela foi candidata”, foi pelo PSB, até que prove ao contrário não houve nada que pudesse dizer que estava envolvida na Lava Jato, então eu quero dizer que eu fico pasma, por que mesmo diante do cenário que vivemos hoje, em que as denúncias de abuso de poder, tráfico de influências vieram à tona, onde a televisão hoje só fala disso e é uma vergonha para as nossas crianças, é vergonhoso para essas criancinhas que assistem a televisão, é vergonhoso para a nossa juventude, quem tem filho, eu não tenho, mas quem tem filho deve saber, que vergonha ter um filho de 10,12,15,16 ou 20 anos ouvindo isso dos nossos políticos, que está juventude tenho certeza, que se acreditavam que poderiam prosperar neste país, mas ainda assim me parece que ainda tem gente no nosso meio, que prefere no futuro continuar semear ervas daninhas, preferem no futuro acreditar nesses venenos maléficos que querem acabar com a raça humana, me parece olha, para finalizar porque eu não tenho tempo para falar tudo o que eu tinha vontade, mas o dinheiro que nos roubaram, o dinheiro que desperdiçaram, esse é o dinheiro que falta na saúde, Vereador Leandro Somacal, o dinheiro que falta lá na obra que paralisaram 10 vezes, que falta na educação, que falta na segurança que hoje está matando pessoas puras, pessoas de boa índole, pessoas de família, está matando família, quando chega perto da política eles adoram falar em família, andam de mãos dadas, eu adoro também andar de mãos dadas com a minha família, pessoas que morram em barracos, pessoas que não tem um alimento, ou um cobertor para acalentar a sua dor, eu tenho a plena convicção que é preciso que as pessoas que se acham super. poderosas, não esquecem que as pessoas pequenas um dia crescem e terão a sua força e o seu valor, Presidente, porque a Bíblia está clara, que o servo Davi, com uma pequena pedrinha, tão pequeninha matou Golias o grandão. Obrigado.

PRES. RAUL HERPICH: Obrigado Vereadora Maria da Glória Menegotto. Convido o Partido Progressista – PP, para que faça uso da Tribuna. A palavra está com o Vereador Josué Paese Filho.

VER. JOSUÉ PAESE FILHO: Obrigado senhor Presidente, Senhores Vereadores, Vereadoras, imprensa, o Jornal Informante e funcionários da Casa. Eu vi que Vereadora Maria da Glória Menegotto, disse que não ia se pronunciar nesta noite, ela veio com o discurso meio pronto, e eu escrevi algumas coisas aqui agora. Eu realmente não ia falar nem os 5 minutos, porque eu estou bastante gripado, mas ouvindo o Vereador Ildo Dal Soglio e a Vereadora Maria da Glória Menegotto eu acho que em uns 5, 6 minutos eu vou dizer sobre o que eu penso. Já disse aqui nesta Casa, e é só ler as atas que eu não tenho nada, como você falou Vereadora Maria da Glória Menegotto, contra partido de Farroupilha, e pessoas daqui de Farroupilha, não tenho nada contra nenhum partido, eles podem pensar de uma maneira, e eu penso de outra, mas a gente vive na mesma comunidade, e sempre tiveram e sempre vão ter o respeito. Agora falar em nível nacional, eu não consigo admitir que vem alguém nesta Tribuna, o que vá alguém na rádio, na imprensa, Vereador Ildo Dal Soglio e a Vereadora Maria da Glória Menegotto, vocês esqueceram de falar, eu só vou citar um do meu partido o Corrêa, mas tem mais Vereadora Maria da Glória Menegotto, agora eu não admito, não eu respeito, mas eu não concordo, para não ser tão radical das pessoas virem me dizer, Vereador Paulo Roberto Dalsochio, não é do meu partido, mas vou falar, vir aqui falar do Michel Temer, Jucá, o novo Ministro da Transparência e de tantos outros, Cunha, precisa uma lista daqui lá no Posto Modelo, para escrever todos os nomes que tem lá em cima, agora não dá para chegar aqui e falar só do PMDB, e não falar do Partido do PP, Partido Progressista, e também não dá para falar só do Partido do PT, ou da REDE, se tiver alguém, ou do PSDB, para não deixar ninguém fora do PSD se tiver também, tem que denunciar. O Collor de Mello quem se lembra? Ele saiu por muito menos, eu nunca vi uma Presidente da República dar uma carta em branca, para um ex Presidente, se forem lá tu assinas, como estão fazendo ainda a agora, com certeza que alguma coisa eles estão aprontando lá. Há quanto tempo, a quantos dias, a quantas semanas, a quantos meses, e para não dizer a quantos anos, Vereador Fabiano André Picolli, que o País não tem um comandante de verdade, porque que não tem? Por eles estão em cima, tentando, Vereador João Reinaldo Arrosi cada um livrar o dele antes. Brasil, Brasil, está em um segundo plano, primeiros nós vamos negociar aqui, depois nós vamos pensar no Brasil. Disse o Machado, não me lembro o que ele era na vida, aquele que fez as gravações, diretor, disse o seguinte para o Renan Calheiros, para o Sarnei, também não me lembro, porque é tanta história, que o cara não consegue gravar Vereador Juvelino Angelo De Bortoli, meu amigo se nós fomos procurar não sobra 5 que dá para pôr o nome dele, porque vai aparecer. O que nós teremos gente? Eu disse que ia ocupar 5,6 minutos só para dizer que eu não concordo quando um Vereador, mas eu respeito vem aqui e abre a metralhadora contra um partido e não olha para o dele, ou para os outros, eu primeiro olho para o meu, o meu tem corrupto lá em cima, recentemente agora delação premiada o Corrêa, e quantos outros tem? Foram denunciados, vamos esperar o julgamento, com muita gente no estado, no município, em qualquer lugar foram denunciados, agora vamos ver o final, o julgamento. Agora não vamos ser hipócritas aqui de acusar, Vereador Rudmar Élbio da Silva, só o meu partido que está envolvido, o cara tem que ter coragem de dizer o seguinte: aqui em Farroupilha o Partido Progressista, ele é diferente daquele lá de cima, aqui no Estado do Rio Grande do Sul, talvez eu vou dizer uma bobagem, mas 90% não apoiaram a Dilma e o Temer, e o Temer é vice Presidente, e também não vem me dizer, seria a mesma coisa se a gente compare-se aqui se o Pedroso tiver que assumir a Prefeitura, dizer que ele não é legítimo, ele recebeu meus votos sim, só que lá aparecia o Prefeito só que ele está na mesma chapa, Vereadora Maria da Glória Menegotto, se você concorrer a Prefeita, o seu vice vai ter os mesmos votos que você teve, vamos parar de bobagem gente! Agora se tiraram, ou não a Dilma, vamos esperar a defesa dela agora, vamos esperar os 180 dias, ela tem esse prazo, vamos ver se ela volta ou não, e se ela não voltar, vai ter os motivos, daí a gente vai analisar os motivos. Os brasileiros, não é nós Vereadores, os brasileiros vão analisar os motivos que realmente ela não pode voltar, se teve alguma falcatrua com o judiciário que não queria que ela voltasse, ou foi um julgamento justo, dela não voltar mais, tem processo na justiça, para a cassação da chapa Dilma e Temer, meu Deus do Céu! Tem cassação do Eduardo Cunha, vocês viram agora, recentemente do meu partido um tal de Maranhão, quem sabe não vai ser Presidente da República ainda, aonde é que nós estamos metidos gente! Aquele baixinho, de cabeça chata, com todo o respeito, ser Presidente do Brasil, e diz que tinha vendido a casa para fazer campanha, e a casa está no nome dele ainda, só que a justiça foi tão lerda que em 2014, terminou o prazo e não puderam cassar o homem, e mentiu Maranhão, hoje Presidente da Câmara. E olha que o Presidente do meu partido que tiraram a autorização dele para comandar a Câmara na aprovação dos projetos. Renan Calheiro, uma brincadeira. Cedo um aparte a Vereadora Maristela Rodolfo Pessin.

PRES. RAUL HERPICH: Um aparte a Vereadora Maristela Rodolfo Pessin.

VER. MARISTELA RODOLFO PESSIN: Obrigada Vereador Josué Paese Filho, só a título de contribuição dentro daquilo que o Senhor estava colocando aí na Tribuna, nós recebemos e tenho certeza que os demais Vereadores também, alguns nomes de ministros investigados no Governo Temer e no Governo Dilma, sem partido do lado, então eu só gostaria de lembrar, já que foi tocado no assunto que do Governo Temer são: Bruno Araújo, Eliseu Padilha, Geddel Vieira Lima, Henrique Alves Mendonça Filho, Raul Jungmann, Ricardo Barros e Romero Jucá. E do Governo Dilma: Aloizio Mercadante, Antônio Palocci, Arthur Chioro, Carlos Gabaz, Celso Pansera, Edinho Silva, Edison Lobão, Erenice Guerra, Fernando Bezerra, Fernando Pimentel, Gilberto Carvalho, Gleisi Hoffmann, Guido Mantega, Henrique Alves, Isabella Teixeira, Lula, Mário Negromonte, Mauro Borges, Moçar Salles, Paulo Bernardo e Silas Rondeau, então esses são alguns nomes e certamente como foi dito aqui, outros deveram surgir, muito obrigado pelo o aparte Vereador Josué Paese Filho.

VER. JOSUÉ PAESE FILHO: Obrigado Vereadora, até foi bom a Senhora citar esses nomes para ver que nem eu disse, vai daqui e passa do posto. Eu quero ver quando entrar mesmo, o Supremo Tribunal Federal, em Curitiba a Polícia Federal, Sérgio Moro e outros procuradores, não dão conta de apurar, quando abrir de fato o BNDS, quando foi o mensalão, aí veio a Petrobras, e disseram que o mensalão iria ser deste tamanho, como fazia o saudoso Chico Anísio, e é verdade. Quando vier o BNDS, a Petrobras vai ser fichinha. Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, não é de agora deste Governo da Dilma, quando eles colocarem as mãos nas loterias, meu Deus do céu! Daria para fazer 2 hospitais, em cada município do país no mínimo, é muito dinheiro e o safado não tem coragem de dizer por meio de seus advogas e coisas, declarei tudo na Justiça Eleitoral. Obrigado Senhor Presidente.

PRES. RAUL HERPICH: Obrigado Vereador Josué Paese Filho. Convido o Partido do Movimento Democrático Brasileiro – PMDB, para que faça uso da Tribuna. A palavra está com o Vereador Arielson Arsego.

VER. ARIELSON ARSEGO: Senhor Presidente, Senhores Vereadores, demais presentes, imprensa, Jornal Informante, a Rádio Miriam. Dizer que a saída de algumas pessoas quando se faz a limpeza, primeiro se tira a sujeira mais grossa, depois vai limpando os cantinhos, vai tirando as coisas mais de fininho, tira as cosias mais grossas, já saiu alguns, vou falar do meu partido saiu o Cunha também, as coisas mais grossas vão saindo, depois vai limpando as coisas mais fininhas e vai aparecendo, tudo quanto é lugar tem um cisco que vai aparecendo. As conversas reservadas, nós vimos que tinha lá em Portugal, que tinha uma conversa lá com Lavandoski, esteve lá com o ministro, agora o ministro foi lá na casa do vice Presidente, do Presidente em exercício e agora é problema, antes eles tinham que ir a Portugal, se esconder para poder falar, ia a Dilma ia lá falar com os ministros, “daí não era para falar nada, não era para resolver tipo de problema nenhum”, me parece que agora saiu na revista, apareceu umas contas da Dilma na Suíça, vamos ouvir isso também, se nós fomos para casa hoje à noite é capaz de ter a notícia que a Dilma, tem conta na Suíça, ela pode, será que o Cunha não pode. Se nós fomos para casa hoje à noite, amanhã na sessão pudéssemos falar isso aqui, nós estaríamos amanhã falando de outros nomes, porque vão aparecer novos nomes, dá para escrever Vereador Ildo Dal Soglio, um livro, não escrevendo com o que as pessoas fizeram, só com os nomes deles de tantos que vão aparecer, não do que eles fizeram só com os nomes, e eu aqui não estou falando do PT, PMDB, só que vai aparecer muitos, Vereadora Maria da Glória Menegotto, não dá para falar que na REDE não tem ninguém, porque daqui um pouco, amanhã apareça alguém, mesmo que o partido seja novo, mas ele estava em um partido antes e agora ele foi para o teu partido, e vai acabar aparecendo é só ele querer assumir alguma coisa, vai aparecer logo, só que ele tem assumir alguma coisa primeiro, primeiro tem que ser alguma coisa. O PT, por exemplo, ele não era nada, e não aparecia em lugar nenhum, quando ele começou a chupar a bala, os babeiros não davam mais conta da baba, de tanta lambança que teve na boca. Aí a gente fica falando aqui que o Temer tem 2% das intensões de votos, eu vi o Vereador Ildo Dal Soglio, senão fosse esses 2% do Temer a Dilma não era Presidente, não esqueçam disso, mesmo que fosse só esses 2% de intensão de votos dos brasileiros, a Dilma não seria Presidente, e agora não é mais, agora está o Presidente em exercício, ela está sendo investigada então por enquanto ela não é, ela só recebe, só tem as mordomias, todas as benesses que é direito dela por lei, mas o povo não consegue entender isso, vai ali fora e diz que a Dilma está recebendo e paga R$30.000,00 para 30 assessores que ela vai com o avião aonde ela quiser, para ti ver o que a gente ouve e não é a Dilma que vai ouvir, é os políticos, a política é assim e os políticos são assim é isso que a gente vai ouvir. Aí falam que estão tentando lá falar com os ministros, tentar esconder alguma coisa, tentaram nomear o Lula ministro para tentar trocar o lugar que ele seria julgado, tentar mudar a investigação dele, as pessoas que iam investigar, porque nada mais foi, nós não somos ingênuos, a população não é ingênua, vai me dizer que tentar nomear o Lula, só nos 47 do segundo tempo, foi só desviar a finalidade que era tirar ele do Sérgio Moro, e tem gente que quer defender ainda, mas defender o que? Não tem defesa, e cada vez que essas pessoas falam isso, elas se enrolam mais ainda na sociedade, mas enfim, nós temos que entender a grande maioria, e eu não sei quem falou que 5 só escapariam, nem sei se é 5, mas enfim deve ter gente. Quem diria Vereador Josué Paese Filho, que nós iriamos chamar o Maluf de trombadinha? Com todo o roubo que teve, e eles disse que está errado, como é que não aparece o nome! Mas vocês ouviram falar uma vez era o Maluf, o Sarnei nas gravações que eu ouvi, o Sarnei disse assim: “eu não vou me enrolar naquilo, porque se eu não estou enrolado nisso até agora, eu não vou entrar neste rolo”, o Sarnei ele não falou nada de mais, disseram que foram lá tentar negociar com os ministros, para não condenar mais ninguém, ou não investigar ou parar por aí, isso aí vai ter toda hora essa conversa por aí.  Bom, eu fui hoje no demonstrativo das metas do primeiro quadrimestre e quero dizer aqui que a gente viu algumas coisas, e parece quem olhar aqui tem quase R$ 10.000.000,00 no caixa da Prefeitura, que é só o Prefeito abrir o caixa que tem os R$ 10.000.000,00 porque era R$ 71.857.000,00 o orçado para o período e foi arrecadado no período R$ 82.000.000,00, mas isso tudo é reflexo de aplicação do fundo de previdência que deu um resultado de R$ 10.000.000,00 praticamente, até mais o Vereador Fabiano André Picolli, estava lá, o Vereador João Reinaldo Arrosi também estava, e aí é aquilo que a gente vê assim muito rápido, mas é uma aplicação que deu, inclusive em títulos, quando se ouve falar que o FPS nunca teve prejuízo, e é verdade, em títulos aqui deu 13% de juros, e se fizer a média com que tem aplicado dá 8% de juros nesses meses. O que assusta um pouco aqui, que nós estávamos vendo lá é a questão da folha de pagamento, ela está em 40,99% com a Câmara de Vereadores juntos, Poder Legislativo junto. O poder Legislativo gastou em 2015 1,12% do orçamento que veio para a Câmara, e agora sobre a receita corrente líquida deu 1,13% em 2016, em 2014 estava 1,01%, em 2012 era 0,69%, mas só para vocês terem uma ideia aqui o percentual da folha de pagamento em 2012 era 35,80%, hoje está em 39,86% aí nós podemos dizer está muito longe daquilo que pode, porque pode lá 52%, podendo ir até 60% se eu não me engano, só que tem um limite para aumentar todo o ano, estar dentro do limite não quer dizer que está sendo bem conduzida a questão salarial, ou a questão de contratação de pessoas dentro da Prefeitura, ou que sobre a receita corrente líquida, esteja bem a folha de pagamento, porque vejam bem, 2012, 35,80%, em 2013 foi 36,52%, em 2014 foi 36,58%, já em 2015 foi para 38,61% e agora 39.86%, para vocês terem uma ideia é sobre uma receia que a Administração Municipal teve, aonde tem parte de IPVA, IPTU, Taxa de Lixo, todas as grandes receitas em torno de 70% da receita do município que é a receita própria ela já entrou, então se você faz a divisão nesses 4 meses, da 39,86%, só que agora como não tem mais esses valores, e ainda o incremento do ICM, senão não aumentar muito até o final do ano, senão conseguir arrecadar o valor a mais do que está projetado, esse valor, esse percentual vai aumentar, aí nós não podemos nem considerar a educação que deu 24%, e a saúde que deu 16%, porque que deu mais baixo daí? Porque que eu estou falando que a folha vai crescer o percentual? Porque o valor de 24% aplicado a educação, também é sobre aquilo que entrou a mais nos primeiros meses do ano, porque nos primeiros meses do ano a arrecadação é muito grande, apesar de ter dezembro que tem o natal, e pode vir alguma cosia a mais, mas aqui também no salário vai ter o décimo terceiro, então a folha também vai aumentar e 16% na saúde que foi o ano passado a média de 18% poderá ter um percentual de valor, mais ou menos isso, daí a educação que nós olhamos lá aproximadamente 30%, mais ou menos, mas no repasse para as entidades, está sendo repassado para outras não no valor de R$ 6.159.000,00 foi repassado R$ 1.900.00,00, então praticamente 30%, a cada trimestre se repassa isso, só para deixar registrado isso nos anais da casa, nós recebemos a prestação de contas como nós não falamos sobre isso então só quis falar um pouco sobre isso. A questão do nosso Código de Posturas nós vimos neste final de semana uma feira em Farroupilha e está feira foi feita, e uma indignação muito grande dos comerciantes da nossa cidade, ouve uma grita geral, alguns outros Vereadores devem ter recebidos essa reclamação, foi feito uma feira em Nova Milano, não que não possa ser feita a feira, no nosso Código de Posturas diz que pode, mas nós ficamos, e o Vereador Lino Ambrósio Troes, não está aqui, nós temos o Sindilojas entregou outros projetos que foram feitos em Erechim, Caxias do Sul, e que tem que ser regulamentado o que está aqui, não regulamentado no nosso Código de Posturas, mas nós tínhamos que fazer as leis específicas, eu vi que tem um requerimento inclusive com um projeto sugestão, depois deve ser lido pelo Vereador, mas que nós temos do Sindilojas está sugestão, entregou para a bancada do PMDB e também para o do PP e o Vereador Lino Ambrósio Troes deve ter também no PDT, não vou falar dos outros Vereadores por que eu não sei, mas naquela época tinha uma comissão e foi dito naquela comissão com o Secretário de Planejamento na época e o Secretário de Finanças que eu acho que deveria estar o Secretário do Desenvolvimento Econômico, agora está aqui conosco, e naquela época eu pedi o porquê que não estava o Secretário do Desenvolvimento Econômico, acho que faz mais parte, mas enfim tinha representação do Poder Executivo, e o que nós estamos dizendo aqui então é que precisava ser feita a lei separado do Código de Posturas que é a parte dos ambulantes e das feiras, fazer mais do que está aqui no Código de Posturas, porque aqui no Código de Posturas diz o seguinte: do funcionamento dos estabelecimentos comerciais, prestação de serviços, indústrias e agroindústrias, no art.110 Diz: Os promotores e participantes de feiras estão sujeitos ao prévio licenciamento no órgão municipal competente. E diz assim no parágrafo 2° – A empresa promotora da feira, também deverá comprovar que ofertou aos órgãos representativos do comércio e indústrias locais com o prazo mínimo de antecedência de 60 dias, 50% do espaço da feira para as empresas, entidades do Município de Farroupilha, ressalvando os eventos constantes no calendário oficial do município. Quer dizer, eu duvido e não teve a consulta, porque nós fomos pesquisar, nenhuma feira que se apresentou aqui em Farroupilha, fez essa consulta junto as empresas, junto ao comércio local, então o que foi fornecido pela Prefeitura foi fornecido equivocadamente, foi errado e as pessoas tem razão de reclamar. As pessoas que foram comprar gostaram, não tenho dúvida disso, algumas pessoas foram lá encontraram algumas coisas que queriam, talvez não tenham procurado no comércio local, talvez no comércio local tivesse até o que eles encontraram lá, até nos shopping Vereador Paulo Roberto Dalsochio, de repente poderia ter, mas enfim veio a Farroupilha, assim como está circulando em várias cidades, e amanhã vem uma outra e depois vem uma outras e assim por diante, e o nosso comércio começa a ter problemas, e nós não podemos admitir que isso aconteça em Farroupilha, por isso volto a dizer e a falar que a liberação dos bombeiros é de um dia para o outro está lá a feira funcionando, quem foi disse que viu 2,3 vezes os bombeiros lá, porque para abrir um comércio em Farroupilha não é fácil, mas para abrir uma feira com produtos tudo de fora, aí ficou fácil, então eu acho que nós temos que levar isso ao Executivo e pelo menos que se cumpra, pelo menos já que não se tem representação, mas até que não tem coisas maiores nós temos que respeitar o que tem no nosso Código de Posturas. Obrigado Senhor Presidente.

PRES. RAUL HERPICH: Obrigado Vereador Arielson Arsego. Convido o Partido Socialista Brasileiro – PSB, para que faça uso da Tribuna. Abre mão do espaço. Passamos ao espaço destinado ao Pequeno Expediente.

 

PEQUENO EXPEDIENTE

 

PRES. RAUL HERPICH: Apalavra está à disposição dos Senhores Vereadores. A palavra está com o Vereador Sedinei Catafesta.

VER. SEDINEI CATAFESTA: Eu tenho um requerimento de 2016 Presidente, que é o assunto que eu relatei na Tribuna para que possa ser agendado uma visita a central de regulação de leitos, junto com a nossa Comissão de Saúde aqui da Casa Legislativa, aonde possamos conhecer o sistema dessa central, na qual o Hospital Beneficente São Carlos depende nas suas locomoções de pacientes nos quais aguardam uma transferência para um atendimento ágil, necessário de urgência e até então está sendo uma demora muito grande para este atendimento, este é o caso que eu relatei do paciente que está aguardando a 25 dias para ser atendido em outro hospital pela gravidade do caso que ele hoje tem, e até então não foi atendido, e neste meio tempo outros casos de menor gravidade são atendidos, então qual é os padrões utilizados? Quais são os critérios? Como um médico pode transferir uma pessoa com tal problema, menor do que um tumor de uma pessoa acamada por 25 dias, em menos de uma semana e não estou aqui falando do Hospital São Carlos de jeito nenhum, ali eles fazem o possível, mas não dá. Antigamente era pegar o telefone e ligar diretamente para os outros administradores, e as coisas eram mais ágeis, mas isso foi em 2010 foi feito com que parasse com a criação da central. Então Presidente, o requerimento é muito importante para que a Casa possa agilizar essa nossa ida, e que possamos de um jeito ou de outro buscar solução, porque amanhã ou depois pode ser um de nós, um de nossos familiares esperando, minha gente! 25 dias esperando Presidente para ser transferido e nada da transferência, e está ali os exames realizados, com o laudo do próprio médico que cuida do paciente e ele não tem a sua transferência autorizada! Então o requerimento nº 090/2016 é a encontro desta nossa ida a Caxias do Sul, ou aonde for.

PRES. RAUL HERPICH: Você quer que o requerimento nº 090/2016, saia um ofício do Presidente da Câmara de Vereadores, ou da Casa?

VER. SEDINEI CATAFESTA: É para a Casa providenciar. Este é o requerimento, os outros requerimentos Presidente, o Senhor pode colocar em votação o requerimento nº 090/2016.

PRES. RAUL HERPICH: Como vai sair pela Casa, não precisa.

VER. SEDINEI CATAFESTA: O requerimento nº 091/2016 é votos de congratulações aos participantes do voleibol juvenil realizado pelo Departamento Municipal de Lazer, para que os atletas possam ser congratulados pela Casa. O requerimento nº 092/2016, para o novo empreendimento da filial da empresa Razzera, parabenizar. O requerimento nº 087/2016, é o assunto que eu trouxe a Casa na semana passada, e os Vereadores foram unanimes na votação, aonde através do requerimento trouxemos o assunto do piso tátil para a quadra da Igreja Matriz, e que possa ser convidado o Secretário de Planejamento do nosso município para explanar a respeito do projeto relacionado a essa matéria, que a Casa em si já aprovou, e que possamos estar a par e atento ao investimento, a estrutura utilizada para este projeto, para que no decorrer de sua implantação não ocorra alguns empecilhos, ou alguns obstáculos, como foi em alguns outros projetos que já estão eu execução, ou já foram inaugurados, e que nós possamos aqui dar a nossa contribuição para ajudar ainda mais o desenvolvimento da nossa cidade, o requerimento Presidente é o nº 087/2016, os 3 por gentileza Presidente. Só deixar o requerimento nº 092/2016, para depois.

PRES. RAUL HERPICH: Colocamos em votação o requerimento nº 90/2016 de autoria do Vereador Sedinei Catafesta. Para agendamento a visita a regulação de central de leitos. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado por todos os Senhores Vereadores presentes. Colocamos em votação o requerimento nº 91/2016, que são votos de congratulações aos participantes do voleibol juvenil realizado pelo Departamento Municipal de Lazer, de autoria do Vereador Sedinei Catafesta. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado por todos os Senhores Vereadores presentes. Colocamos em votação o requerimento nº 87/2016, que se refere ao assunto do piso tátil para a quadra da Igreja Matriz, e que possa ser convidado o Secretário de Planejamento do nosso município para explanar a respeito do projeto. De autoria do Vereador Sedinei Catafesta. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado por todos os Senhores Vereadores presentes, muito obrigado. O requerimento nº 092/2016, de autoria do Vereador Sedinei Catafesta que são congratulações a Casa de Carnes Razzera. Colocamos em votação o requerimento nº 92/2016 de autoria do Vereador Sedinei Catafesta. Aprovado por todos os Senhores Vereadores presentes. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. A palavra está com o Vereador Fabiano André Picolli.

VER. FABIANO ANDRÉ PICOLLI: Senhor Presidente, Senhores Vereadores, imprensa e funcionários da Casa. O requerimento nº 088/2016, não foi debatido na semana passada, na qual foi solicitado alguns documentos complementares, então foi anexado na tarde de hoje, os documentos solicitados, na qual o projeto sugestão Executivo, nomeando o Centro Municipal de Eventos, como Centro Municipal de Eventos Mário Bianchi, então anexei a autorização do filho do Senhor Bianchi, e também o atestado de óbito como foi solicitado, então eu peço que seja colocado em votação, e também o requerimento nº 095/2016, em relação a feira que aconteceu no final de semana, não deu tempo no dia de hoje, mas para as próximas semanas nós apresentaremos um projeto de lei, com a regulamentação dessas feiras temporárias, hoje eu estive com o pessoal do Sindilojas, amanhã estarei com o pessoal do CDL, com a proposta que eles trouxerem, eu vou trazer para nós debatermos aqui, cedo um aparte ao Vereador Arielson Arsego.

PRES. RAUL HERPICH: Um aparte ao Vereador Arielson Arsego.

VER. ARIELSON ARSEGO: Claro que o Senhor não estava na Casa, quando nós fizemos aqui o Código de Posturas, assim como foi o Código de Obras, assim como foi o Regimento Interno, enfim o Plano Diretor. E nós discutimos esse assunto com um Vereador de cada bancada no mínimo fazendo uma representação, nesta discussão foi chamado o Sindilojas e discutido com eles, nós fomos até o Sindilojas com a comissão, o pessoal do CDL também, o Sindigêneros estava com representação e ficou acordado, e o Vereador Lino Ambrósio Troes, era o Presidente deste Comissão, e ficou acordado isso. Eu acho que como é um projeto sugestão, lógico tem que tem a autorização do Vereador proponente.

VER. FABIANO ANDRÉ PICOLLI: Não é sobre isso, não precisa falar sobre isso ainda.

VER. ARIELSON ARSEGO: Mas já aproveitando então, quando chegar neste que se pudesse fazer com as bancadas em uma reunião, você foi falar das feiras achei que fosse o projeto. Se não for, e se for da mesma questão podia ser então quem sabe os dois juntos. Obrigado.

PRES. RAUL HERPICH: Obrigado.

VER. FABIANO ANDRÉ PICOLLI: São duas coisas diferentes Vereador Arielson Arsego, um é a regulamentação de feiras e eventos temporários, que o Código de Posturas não traz, esse requerimento nº 095/2016, é um que tem tanto o Código de Posturas quanto o Lei nº 4.010/2014 que é a fiscalização orientadora, o que acontece: quando um cidadão chaga para pedir uma feira, atendido todos os princípios que tem na feira, é concedido uma autorização, por exemplo como foi em Nova Milano, por uma feira de artesanato, só que não era. E aí o Código de Posturas e a Fiscalização Orientadora nos dizem que tem que notificar, e até 10 dias ele pode recorrer, tem o prazo de 24 horas, é o art. 109 se eu não me engano do Código de Posturas, mas também tem a Lei nº 4.010/2014 da Orientação Fiscalização, o art. 2º. No início tem, lê: respeitados a fiscalização orientadora. O art. 2º da Lei nº 4.010/2014 diz que: a função orientadora consiste na concessão de um prazo mínimo. Espaço de liderança Senhor Presidente.

PRES. RAUL HERPICH: Espaço de liderança Vereador Fabiano André Picolli.

VER. FABIANO ANDRÉ PICOLLI: Um prazo mínimo de 24 horas, e máximo de 60 dias, contados da expedição da notificação, para que o notificado regularize a sua situação constada, sem a aplicação da penalidade de multa, então é esse que este art. 95, na qual a gente coloca na Lei nº 4.010/2014 no art. 1º a gente faz uma alteração no final da frase: salvo disposição em contrário. E na Lei nº 4.192/2015, no art. 109, salvo disposições em contrário, quando: as autorizações expedidas, aí o art.4º pelo poder Executivo utilizada no exercício das atividades diversas das consentidas serão imediatamente cassadas, uma vez constadas irregularidades no exercício da atividade, ou exercício de atividade diversas das requeridas. Então essa proposta de projeto de lei, ele vai nesse vaco que tem tanto o Código de Posturas quanto a Lei nº 4. 010/2014 da Fiscalização Orientadora na questão de que se a solicitação é para uma atividade, e a fiscalização bate lá, e vê que não é atividade solicitada a Secretaria de Financias tem a autonomia para imediatamente cassar a autorização concedida, então é essa. E depois o projeto de lei tem mais alguns itens, no art. 6º, art.7º na qual quando for a fiscalização no local do evento, as mercadorias tem que ser comprovadas por meio de documento fiscal da sua produção, porque o que nós vimos naquela feira é que a maioria dos produtos, eram falsificados, eram sem procedência, e aí nós temos que lutar pela justiça tributária, se o nosso lojista paga seu imposto na entrada, paga o seu imposto na saída, paga seu IPTU, não é justo nós termos uma feira, mesmo nós tendo a autorização do Poder Público, mesmo pagando as taxas que a mercadoria não tenha procedência, se ele não paga os tributos sobre essa mercadoria. Então o requerimento nº 095/2016 fala sobre isso. E sobre a lei especifica para feiras e eventos itinerários, sim Vereador Arielson Arsego, podemos convocar um de cada bancada para debater, o projeto está praticamente pronto, faltou só alguns detalhes no final, mas é um resumo do que o Sindilojas, e as entidades propuseram algum tempo atrás, e faltaram alguns detalhes de regulamentação, que eu acho que não caberia no Código de Posturas e sim uma lei especifica, então podemos fazer um debate amanhã mesmo, ou durante essa semana Senhor Presidente, com essa proposta desta lei, para nós debatermos e aprovarmos o mais rápido possível. Então os requerimentos eram esses, eu só queria entrar só em um pequeno detalhe em relação aos nossos gastos e as despeças com folhas, de modo grotesco se nós olharmos o crescimento populacional que Farroupilha teve nos últimos anos, nós temos um aumento dos serviços prestados e também há um aumento da necessidade de pessoas para executar esses serviços, se nós formos analisarmos ponto a ponto, das despeças e aonde foi que cresceu esta despesa, nós temos a mais absoluta certeza, que há explicação lógica. Referente ao que foi debatido na Tribuna, acredito que cada um de nós temos que colocar a mão na consciência como falou o Vereador Josué Paese Filho, e olhar para os erros dos nosso companheiros partidários, porque se a gente for querer brigar com quem é um mais corrupto que o outro, nós vamos ficar aqui debatendo até a manhã e vai faltar tempo, porque a lista não é de hoje, a lista de políticos com envolvimento em corrupção, com caixa 2 remonta desde o início, não da democracia, mas do início da civilização brasileira, então nós sim pagamos um preço alto por defender um partido que não é um barco verde no meio do oceano, infelizmente, porque se o nosso partido fosse o único com corruptos os problemas da corrupção brasileiras estariam acabados, mas não é. Obrigado Senhor Presidente.

PRES. RAUL HERPICH: Qual é os requerimentos que você coloca em votação?

VER. FABIANO ANDRÉ PICOLLI: O requerimento nº 95/2016 e o requerimento n° 85/2016.

PRES. RAUL HERPICH: Colocamos em votação o requerimento nº 095/2016 de autoria do Vereador Fabiano André Picolli a respeito de Sugestão de Projeto de Lei. Encaminhamento de votação Vereador Arielson Arsego.

VER. ARIELSON ARSEGO: Senhor Presidente, eu vou pedir vistas ao Projeto sugestão que eu acho que ele deve fazer parte do outro projeto inclusive do Código de Posturas, apesar de estar falando aqui sobre a outra lei. O que nós vimos aqui é que o alvará ou a autorização poderão ser caçados, observador previamente as normas relativas a fiscalização orientadora, ou seria, quando for constatada atividade diferente a requerida chega! Eles pediram para artesanato e estão vendendo outras coisas, caça o Alvará ou a Prefeitura vai dar, olhem bem como é! Uma pessoa vai lá na Prefeitura e diz assim: eu quero um alvará para vender artesanato, aí ele mata boi e vai vender lá dentro do salão o boi que ele matou, caça o Alvará na hora, porque é atividade diferente do que ele pediu, estou no extremo na diferença das coisas que! Mas o extremo é também vender produto industrializado para um produto que foi pedido artesanato, então, se nós votarmos esse Projeto de Sugestão hoje, pode ser que amanhã com as mudanças que nós vamos fazer no Código de Posturas, nós teremos que mudar esse de novo, eu acho Vereador Fabiano, que nós poderíamos fazer a discussão do outro antes sobre as atividades das feiras para depois ver se não tem que incluir mais alguma coisa aqui, não que esse esteja errado, só que dá mais clareza daquilo que está sendo feito hoje porque tem pelo que a gente está entendendo aqui o entendimento diferente em alguns pontos da lei, mas eu acho que primeiro nós teríamos que discutir a questão da parte das feiras, inclusive dos ambulantes para depois a gente ver se não tem que incluir mais alguma coisa aqui, porque daqui um pouco nós vamos votar esse e votamos como um Projeto Sugestão e conforme o que nós fizermos no outro nós teremos que mudar esse também de novo, não sei, pode ser que sim, pode ser que não, por isso eu gostaria de pedir vistas para que não vá a discussão e que a gente possa um de cada bancada possa discutir esse junto. Essa foi a minha ideia primeira. Obrigado.

PRES. RAUL HERPICH: A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores, a palavra está com o Vereador Fabiano André Picolli.

FABIANO ANDRÉ PICOLLI: Mas, como se trata de duas coisas diferentes elas vão convergir lá, mas nesse primeiro momento elas são diferentes porque essa sugestão aqui vai só na brecha que existe tanto na fiscalização orientadora quanto no Código de Posturas, se nós fizermos um Projeto de Lei regendo as feiras itinerantes elas vão ter que entrar dentro do Código de Posturas, vão ter que seguir e vão ter que seguir isso também então nós são vamos! O que diz essa proposta que está praticamente pronta para nós debatermos sobre a regulamentação das feiras? Diz assim: “ a documentação necessária que eles têm que apresentar para solicitar, até se vocês tiverem isso, é da Prefeitura de Erexim, se vocês têm em mãos ali, a gente pode conversar sobre isso. Os documentos necessários que eles têm que ter, tem que ter a origem da mercadoria, emissão da nota fiscal, então são coisas que regem, dificulta mas regulamenta quem vai querer colocar um feira itinerante, só que independente da documentação necessária que eles vão ter que apresentar, se não hora de solicitar eles solicitarem uma para feira de artesanato e a fiscalização bater lá e ver que não é de artesanato, esse Projeto Sugestão já dá o poder para o fiscal caçar porque o Código de Postura também na primeira vez em que eu li, eu tive a mesma interpretação que você teve, no um parágrafo primeiro diz que poderá ser caçado, mas segundo observadas as normas da fiscalização orientadora, então nós temos que mudar só esses dois, são só essas duas questões, fica dubio. Então com esse com essa minha sugestão aqui a gente consegue tirar essas dúvidas e a gente consegue olhar para um projeto específico e as feiras não tendo mais essas dúvidas. Era isso Senhor Presidente.

PRES. RAUL HERPICH: Obrigado Vereador Fabiano André Picolli. Então o requerimento nº 095/2016 fica em vistas com o Vereador Arielson Arsego. O requerimento nº 085/2016 também de autoria do Vereador Fabiano André Picolli também foi discutido na semana passada em reunião e agora anexado os documentos que a gente colocou um atestado de óbito com autorização da família. Colocamos em votação o requerimento nº 085/2016. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado por todos os Senhores Vereadores com ausência do Vereador Lino Ambrósio Troes por motivo de saúde e subscrito por todas as bancadas. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores, a palavra está com a Vereadora Maria da Glória Menegotto.

VER. MARIA DA GLÓRIA MENEGOTTO: Senhor Presidente, eu gostaria de apresentar um requerimento que após ouvida a Casa requer a Vossa Excelência que seja convidada a Senhora Chaiene Biessek Borginon, Diretora do Departamento de Defesa Animal para que apresente o trabalho que está sendo realizado em seu departamento. Isso é importante porque nós estivemos em um encontro que teve no CEAC e eu creio que é importante que a Diretora venha a Casa e apresente todo o seu trabalho porque eu tenho certeza que o que vai acontecer no futuro eu acho que vai ser uma benção para Farroupilha, então eu gostaria de colocar em votação esse requerimento para que ela pudesse vir o mais breve possível.

PRES. RAUL HERPICH: Colocamos em votação o requerimento nº 088/2016 de autoria da Vereadora Maria da Glória Menegotto. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado por todos os Senhores Vereadores.

VER. MARIA DA GLÓRIA MENEGOTTO: Senhor Presidente. Eu tenho outro requerimento também e nós temos o requerimento nº 074/2016 que está em vistas comigo e que eu vou devolver a Mesa hoje, mas encima desse então eu peço que após ouvida a Casa requer a Vossa Excelência a presença dos Senhores Mikael Campeol, Secretário do Meio Ambiente e Paulo de Castro, Diretor Geral de Operações da Empresa Ecofar para que venham a esta Casa explanar sobre o requerimento nº 074/2016 que analisa os problemas relacionados ao recebimento de materiais para reciclagem, peço que coloque em votação.

PRES. RAUL HERPICH: Colocamos em votação o requerimento nº 089/2016 de autoria da Vereadora Maria da Glória Menegotto. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado por todos os Senhores Vereadores.

VER. MARIA DA GLÓRIA MENEGOTTO: Senhor Presidente. Então eu tenho o requerimento nº 074/2016 e também seria pedido que ACARISUL que pudesse vir para a Casa o Presidente da Entidade o Senhor Julio Cesar Pereira para explanar sobre os problemas. Senhor Presidente, eu já estou apta em votar o requerimento então eu devolvo até porque eu tenho procurado saber o que aconteceu e tem algumas coisas que, tem uma licença operacional que é de 30/06/2015 em nome do Comércio de Amparas da Vila Esperança, mas que em 29 de janeiro de 2016 terminou a validade desse termo de convênio firmado entre a ACARISUL e a Prefeitura Municipal de Farroupilha que foi via a Farroupilha Ambiental, procurei saber lá, foi constatado o depósito irregular de produtos químicos, enfim também a SULPET foi autuada, então a FEPAM também vistoriou as instalações, então a gente procurou saber alguma coisa, e eu vou devolver então esse requerimento para que a gente possa então colocar em votação.

PRES. RAUL HERPICH: Colocamos em votação o requerimento nº 089/2016 de autoria da Vereadora Maria da Glória Menegotto, encaminhamento de votação Vereador Arielson Arsego.

VER. ARIELSON ARSEGO: Eu vou pedir vistas do requerimento nº 089/2016.

PRES. RAUL HERPICH: Em vistas com o Vereador Arielson Arsego o requerimento nº 089/2016. Encaminhamento de votação Vereador Fabiano André Picolli.

VER. FABIANO ANDRÉ PICOLLI: Eu gostaria de pedir vistas do requerimento nº 074/2016.

PRES. RAUL HERPICH: A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores, a palavra está com o Vereador Leandro Somacal.

VER. LEANDRO SOMACAL: Obrigado Senhor Presidente. Referente ao requerimento nº 074/2016 eu peço vistas.

PRES. RAUL HERPICH: Em vistas o requerimento nº 074/2016 com o Vereador Leandro Somacal.

VER. MARIA DA GLÓRIA MENEGOTTO: Então não vai vir ninguém.

PRES. RAUL HERPICH: A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores, a palavra está com o Vereador Sedinei Catafesta no seu espaço de liderança.

VER. SEDINEI CATAFESTA: Quero cumprimentar o Lucas Parizotto que está aqui, o meu amigo Cleiton de Nova Sardenha, muito obrigado pela presença de vocês. Presidente a respeito do requerimento nº 074/2016 que o Vereador Leandro Somacal pediu vistas, eu estive hoje com o Secretário novamente, o Secretário do Meio ambiente o Mikael e falta que o proprietário da Associação vá solicitar o alvará novo junto a Prefeitura, tiveram duas reuniões e até então não foi solicitar um novo alvará que em 48 horas ele sai com o seu alvará e já pode protocolar Presidente um ofício para renovar o serviço que ele vinha prestando para o município, é tão fácil de resolver, mas preferem fechar uma rua, uma rodovia, alarmar a cidade toda por um fato tão fácil de resolver, é aquela situação do depósito de lixo que ali levou para dentro de um lote meio dele, meio da Prefeitura, vai ser resolvido nos próximos dias porque já está no Judiciário, o Judiciário vai dar o seu parecer porque onde é da Prefeitura, vai ter que ser devolvido para a Prefeitura, aonde a Prefeitura vai então destinar aquele material para o seu destino correto, algo que deveria ser feito no começo, mas que não teve então essa iniciativa porque até então prestava o lixo que ali estava, que no momento em que não teve mais comércio é um grande problema sim porque afeta toda aquela comunidade mas é tão fácil de ser resolvido, mas eu não entendo porque o Senhor Julio não foi resolver, então eu já manifestei o meu voto contrário aquele requerimento e acompanho o Vereador Paulo, não precisa ele vir aqui, é coisa particular dele, ele tem que ser a pessoa que solicita o novo alvará e faça então um novo convênio junto a Prefeitura, eu quero dizer para o Senhor Presidente que não precisa ele vir, eu voto contra quando vier o requerimento, já manifestei o meu voto desde o primeiro dia e a vinda do Secretário do Meio Ambiente e mais o pessoal da Ecofar eles vão falar o que eu acabei de falar o que eu falei para Vossas Excelências, exatamente isso a parte que está para ser resolvido e que ninguém da Prefeitura está fazendo retaliação de ninguém, o que a Prefeitura fez e está se propondo é junto com a Secretaria de Ação Social é abrir um espaço na Ecofar é para as pessoas que estão sem trabalho nesse momento possam ficar ali trabalhando até que o proprietário da outra Associação a ACARISUL possa se habilitar porque não pode é, abrir uma exceção que acabamos de falar sobre alvarás e a gente não pode abrir exceção, vai que dá algum problema de um acidente, quem presta serviço para a Prefeitura vai cair encima da Prefeitura, é isso que as pessoas tem que entender e aí fechar a rua não resolve. Então eu só quero dizer que eu voto contrário e que possa ser resolvido o quando antes para ambos os lados, especialmente a comunidade que ali mora, que estão pagando um preço por ter aqueles resíduos ali perto. Presidente eu tenho o requerimento nº 093/2016 votos de congratulações ao farroupilhense Márcio Campos pelas conquistas da liderança na 3ª etapa do Brasileiro de Turismo e também para que possa ser congratulado os empresários da Hortifruti Ingredientes da Vida pela nova instalação da Empresa no Município de Farroupilha e quando fala em empresa, empresário, concordo com as palavras do Vereador Arielson Arsego, Presidente e do Vereador Fabiano André Picolli, não podemos abrir procedência a essas feiras porque aqui o empresário paga o seu imposto que   mantém essa máquina pública com as ações para a nossa comunidade e quando a vem gente de fora as mercadorias são ilegais, é uma procedência muito grande e nossa Casa vai ter que estar junto e sou parceiro com os Vereadores para que a gente possa buscar uma solução. Presidente bem rápido, amanhã eu vou dar entrada ao Projeto de Resolução nº 037/2016 e a emenda então ao Projeto de Lei nº 032/2016 a emenda da Lei Orgânica conforme a nossa reunião com o Vereador José Mário Bellaver, Vereador Josué Paese Filho e com os demais Vereadores na última semana a respeito do projeto em que estava protocolado que é a criação então da Comissão de Educação Esporte Cultura Lazer e Ação Social. Presidente, muito obrigado, boa noite a todos.

PRES. RAUL HERPICH: Colocamos em votação o requerimento nº 096/2016 de autoria do Vereador Sedinei Catafesta. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado por todos os Senhores Vereadores. Colocamos em votação o requerimento nº 094/2016 de autoria do Vereador Sedinei Catafesta. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado por todos os Senhores Vereadores. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores, a palavra está com o Vereador Josué Paese Filho.

VER. JOSUÉ PAESE FILHO: Senhor Presidente, Senhores Vereadores, eu só lhe faço uma pergunta, primeiro eu quero dizer o que eu penso sobre a pergunta que eu vou fazer! Todas as pessoas merecem um teto, por mais humilde que sejam com algumas goteiras, mas tem que ter um teto, mas sou totalmente contra invasões. O problema do Senhor Julio com a Ecofar e o Poder Executivo, também não vejo grandes problemas para resolver a situação, a pergunta que eu faço é a seguinte? Se não tivesse acontecido aquele lixo que diz que era da SULPET, que diz que é da reciclagem, não lembro o nome dela agora, aí um, empurra para outro e disseram que estava, não sei se foi embora o lixo, ainda não, me disseram que era para sair, nessa altura tem que tomar uma providência e tem que tirar mesmo, mas a pergunta que eu deixo aqui é a seguinte: Se não tivesse esse lixo irregular, lá encima tinha uma invasão, uma balança, é isso, será que isso vinha à tona, será que a Prefeitura, a Ecofar, ou qualquer empresa iria continuar colocando lixo lá para eles reciclarem, para ganhar o pão de cada dia, para comprar o leite para o seu filho? Essa é a pergunta que eu faço! Eu não quero que ele venha aqui ou deixe de vir que nem o Presidente falou na Sessão passada que só em ouvir ele na imprensa falar, não teria condições de ocupar a Tribuna ou o microfone dessa Casa, toda a pessoa que vem a essa Casa sabe que tem que respeitar as normas da Casa, seja quem for o cidadão, a Tribuna é livre, com certeza se ele viesse aqui ofender pessoalmente “a, b ou c”, ou fazer uma gritaria aqui dentro o Senhor iria chamar atenção, o Senhor tem autoridade para mandar a se retirar da Casa, então tem, que respeitar quando vem uma pessoa. Eu acho, sei lá, é complicado e difícil, mas poderia continuar mandando lixo lá junto com a Promotoria Pública, Judiciário, Poder Executivo e junto com essa Casa, antes de cortar totalmente e deixar aquelas crianças, Senhoras e Senhores separando o lixo lá para ganhar o pão de cada dia, mas com um prazo: olha, eles vão te entregar lá até 60 dias, depois de 60 dias tem que arrumar um lugar para retirar aquela balança que você invadiu, porque essa balança foi colocada nessa administração e eu não estou acusando essa administração, só que se não tivesse o lixo lá eu garanto para vocês que estariam lá 24 horas por dia separando lixo, mas tudo bem, tomara que termine Vereador Rudmar, vamos dizer assim, todo o mundo tranquilo, resolvido, sem acusações que isso não leva a nada para ninguém, nem para o Senhor Julio, nem para o Executivo, nem para o Secretário, para ninguém, tem que resolver a situação, agora eu só espero que a Prefeitura urgentemente que nem foi dito nessa Casa por um Vereador que estava tudo preparado para sair o lixo, vamos esperar. Sobre os ambulantes, as feiras, o que nós temos que observar e eu também observo é o seguinte Vereadora Maristela: artesanato! Como é artesanato por exemplo, com meias, que tu vê todos os dias gente caminhando na rua com um pacote de meias, vendendo 5 por R$ 10,00, 8 por R$ 10,00, se tu insistir um pouco até eles fazem por R$ 10,00 e estão na feira, de onde vem essas meias ou outras coisas que sejam, não vem do artesanato não é Vereador Fabiano André Picolli, então isso eu tenho que concordar e eu concordo perfeitamente de nós olharmos isso para darmos maior oportunidade e não castigar, vamos dizer assim o nosso comércio de Farroupilha. Muito obrigado.

PRES. RAUL HERPICH: Obrigado Vereador Josué Paese Filho. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores, a palavra está com o Vereador João Reinaldo Arrosi.

VER. JOÃO REINALDO ARROSI: Senhor Presidente e demais colegas. Nós ouvimos aqui até o momento diversas manifestações tentando impedir que o Senhor Julio venha aqui conversar. Nós discutimos aqui na bancada e diante de todas as alegações que foram feitas, que vão resolver o problema, a Assistente Social vai resolver o problema, que vão ajudar aquelas pessoas lá, nós achamos um pouco difícil eles virem trabalhar aqui porque mal tem condições de se sustentar lá, vai ser muito difícil eles se deslocarem de lá para cá, mesmo porque o que eles ganham lá é bem mais do que o pessoal que está fazendo a separação de lixo aqui, ganha aqui. Mas enfim, diante de todas essas lamentações e esperamos que realmente aconteça a solução desse problema, a bancada resolveu retirar o requerimento de nº 074/2016, só para constar Senhor Presidente, está em pedido vistas, mas se devolver nós estamos devolvendo.

PRES. RAUL HERPICH: Então está devolvido o requerimento de nº 074/2016. Encaminhamento Vereador Leandro Somacal.

VER. LEANDRO SOMACAL: Senhor Presidente, ouvindo a declaração do Vereador João Reinaldo Arrosi que está solicitando que seja retirado, mas estamos vendo isso particularmente, estive hoje conversando com o Secretário do Meio Ambiente, para saber no Meio Ambiente o Senhor Julio não tem mais impedimento nenhum para liberar, tem outras questões que estamos liberando lógico, que ele não foi atrás ainda e ele não foi atrás ainda mesmo, então é uma situação que ele tem que dar um passo também, mas eu devolvo as vistas a esse requerimento à Mesa para o Vereador João Reinaldo Arrosi.

PRES. RAUL HERPICH: Obrigado.

VER. JOÃO REINALDO ARROSI: Senhor Presidente, diante disso nós retiramos o requerimento, mas eu quero deixar bem claro aqui que o nosso problema não é com o Senhor Julio, o nosso problema eu falei na semana passada com o Vereador Rudmar, para que faça uma ação forte para tentarmos resolver o problema não do Senhor Julio, das pessoas que lá precisam desse trabalho para ter o seu ganho e não se deslocarem de lá, então diante dessa situação nós retiramos o requerimento.

PRES. RAUL HERPICH: Obrigado Vereador João Reinaldo Arrosi, o requerimento de nº 074/2016 foi retirado pela bancada do PMDB. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores, a palavra está com o Vereador Paulo Roberto Dalsochio.

VER. PAULO ROBERTO DALSOCHIO: Senhor Presidente, Senhores Vereadores e demais presentes. A polemica do lixo eu tive no meu mandato uma discussão muito grande a respeito disso no tentar a gente reciclar o máximo possível do que é recolhido no município. Acho que na época houve um grande avanço e muito ainda tem que avançar, mas com uma certeza, o ganho onde é ambiental é que realmente vale ouro porque a receita sobre lixo infelizmente é pequena, aquela comunidade precisa de um apoio da Assistência Social e tudo o que for possível fazer, a poucos dias eu estudei muito sobre reciclagem e há poucos dias fiz uma brincadeira em um bar, fui devolver duas latas de cerveja vazias pedindo para trocar por uma cheia, alguém sabe quantas latas vazias nós precisamos para realmente trocar por uma cheia, e olha que do lixo é o material mais valioso que tem, tanto que ele é procurado bastante, o material do lixo mais valioso é o alumínio, a lata de cerveja, dependendo onde ela é vendida, em torno de 300 latas, então por aí nós podemos ver, “lixo gera lixo”! Lixo gera receita, aí sim, então aquela comunidade precisa ser auxiliada através da Ação Social, porque infelizmente aquilo que estão fazendo lá, talvez um ganhe dinheiro e os outros estão sendo explorados, cedo um aparte ao Vereador Arielson Arsego.

PRES. RAUL HERPICH: Um aparte ao Vereador Arielson Arsego.

VER. ARIELSON ARSEGO: De tudo o que nós ouvimos aqui que nós tentamos passar Vereador Paulo Roberto Dalsochio, é isso que nós queremos, que vão lá as pessoas que são responsáveis pela área, as pessoas certas que é o Meio Ambiente sim, que é até a administração, a Secretaria de Assistência Social. Informa a associação, se o Senhor Julio é o problema, forma uma associação com aquelas pessoas, então o mais correto é isso, agora a sugestão de levar aquelas pessoas para a Ecofar, vai atrapalhar aqueles que estão ali, eles já não ganham nada, imagina colocar mais 20 famílias ali, não tem lugar para todos ali, se vocês forem lá e ouvirem deles quanto ganha cada pessoa que está trabalhando na Ecofar, vocês vão dizer: essas pessoas estão vindo fazer o que aqui? Mas é o que eles têm para o sustento deles é aquilo que o Vereador Paulo Roberto Dalsochio está dizendo, o valor baixo, mas é o que eles ganham lá para poder sobreviver, então claro que o salário de um ou de outro, a gente vai aqui comparar, lógico que não é o lixo que vai dar o sustento para muitos, mas para aqueles ela dá, mas dividir aquilo da Ecofar não tem condições.

VER. PAULO ROBERTO DALSOCHIO: Agradeço o aparte, apenas para concluir, realmente precisa uma ação muito mais forte porque a reciclagem lá para eles não vai resolver o problema. É isso Senhor Presidente muito obrigado.

PRES. RAUL HERPICH: Obrigado Vereador Paulo Roberto Dalsochio. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores, a palavra está com o Vereador Rudmar Élbio da Silva.

VER. RUDMAR ÉLBIO DA SILVA: Senhor Presidente, nobres pares Vereadores, Vereadora Maristela e Vereadora Maria da Glória Menegotto, imprensa presente e funcionários da Casa. Agradecer o Vereador João Reinaldo Arrosi, pela sua atitude de retirar o requerimento e dizer que eu acho sim importante que a gente faça uma ação social junto com aquelas famílias lá porque não são 16 famílias que tem trabalhando lá, são 8 pessoas, eu tenho uma gravação onde fala que tem 8 pessoas e aonde o Senhor Julio diz também que a vontade dele era fechar aquela reciclagem que ele tem lá porque ele está mal apenas ganhando para comer nessa reciclagem, eu tenho a fala dele. Então eu acho que nós temos que pegar e fazer sim uma ação Vereador Paulo Roberto Dalsochio, junto a Assistência Social para atender aquelas famílias que estão lá que estão precisando de uma bolsa de um rancho, de alguma coisa de alimentação através da Secretaria de Assistência Social, mas não são 16 famílias que estão lá conforme falado em uma entrevista do Senhor Julio, eu tenho uma fala dele que ele diz que são 8 pessoas, então a gente está sim preocupado com todas aquelas pessoas que estão lá, eu estou muito preocupado e fiz um trabalho lá quando eu estava na Prefeitura junto com aquelas pessoas e eu sei da necessidade daquele povo. Então eu acho que nós temos sim é que tomar alguma atitude mas para melhorar a situação das famílias não momentâneo, cedo um aparte ao Vereador João Reinaldo Arrosi.

PRES. RAUL HERPICH: Um aparte ao Vereador João Reinaldo Arrosi.

VER. JOÃO REINALDO ARROSI: Realmente hoje são até menos de 8 pessoas que estão trabalhando lá em função de que não tem mais material, mas a gente vem acompanhando através da Secretaria na época até que a Vereadora Maristela era Secretária e depois a Secretária Maria Isabel, eram até mais de 16 pessoas que trabalhavam na reciclagem, mas ela veio se definhando e as pessoas naturalmente foram diminuindo que trabalho lá, hoje é até menos de 8 pessoas, hoje essas pessoas precisam disso, e onde elas se sustentam, se houver uma ação forte do governo vocês vão até autorizar o Senhor Julio, é tão simples, fácil de resolver aqueles problemas lá, exige um pouco de trabalho, vai exigir, mas tem que ter ação, se não aquelas pessoas vão continuar fazendo bagunça o Julio vai continuar gritando e não vai ser resolvido. Obrigado.

VER. RUDMAR ÉLBIO DA SILVA: Obrigado pela sua participação nobre Vereador para dizer o seguinte: o que eu vejo naquele local, eu vejo um grande descaso não de hoje, mas que vem de muitos anos gente, 30, 40 anos que aquela situação está lá, do mesmo jeito. Hoje se for construído um Posto de Saúde lá para atender aquelas pessoas, foram feitas algumas reformas de casas, mas precisa ser feito mais, então tem que ser feito um movimento sim porque são seres humanos, são vidas e famílias que estão ali e precisam sim do Poder Público, de nós e da sociedade para dar o sustento para aquelas famílias lá, mas nós temos sim cada dia mais fortalecer o trabalho social, uma revitalização digna para cada família que está ali, nem isso está sendo feito, gradativamente está sendo feito, uma das coisas que o Vereador Paulo Roberto Dalsochio, colocou muito bem que fez com que as pessoas se dispensar de lá é o valor que se tem hoje, tu tens que trabalhar muito para ganhar pouco na reciclagem de lixo, isso fez também com que muitas pessoas saíram, lá no início tinha acho que 20 ou 30 famílias trabalhando lá e arrumaram emprego nas empresas que estão ali na volta onde eles tem uma garantia maior e melhor de vida, isso é importante. Que bom se a gente não precisasse ter esse tipo de organização e a gente pudesse destinar cada vez mais e melhor o lixo que é coletado na nossa cidade. Então dizer assim que os Vereadores de bancada vão fazer um movimento, se os outros Vereadores querem participar conosco, vamos sim, vamos lá conversar com aquelas famílias, buscar uma forma para auxiliar aquele povo para que eles tenham alimento em sua mesa. Obrigado Senhor Presidente.

PRES. RAUL HERPICH: Obrigado Vereador Rudmar Élbio da Silva. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores, a palavra está com a Vereadora Maristela Rodolfo Pessin.

VER. MARISTELA RODOLFO PESSIN: Senhor Presidente, colegas Vereadores, demais presentes, uma saudação para a Arlene Presidente da ONG dos Peludos. Com relação a essa questão da Vila Esperança, dessas famílias, na minha opinião, não importa se são 2, 8 ou 16 famílias ou não, o que precisa é que realmente haja um trabalho forte da Assistência Social com aquelas famílias em especial com essas, mas com todas as famílias que necessitam na Vila Esperança e na cidade toda, mas nós estamos falando nesse momento da Assistência Social. É importante Vereador que os Vereadores possam ir até lá sim, com certeza, mas muito mais importante do que isso, é importante que vão os técnicos para que eles possam orientar essas famílias da maneira em que realmente elas precisam porque as vezes, apenas uma orientação já ajuda e muito essas famílias, agora nesse momento aquilo que nós podemos comprovar é a questão em especial das crianças, da alimentação e das cestas básicas, eu falei isso na imprensa e repito aqui, ninguém está pedindo para que se de mensalmente uma cesta básica para aquelas pessoas, mas nesse momento precisa ter um olhar especial porque elas realmente estão precisando, então é nesse sentido, a gente sabe, conhece naturalmente que mudou bastante da nossa época, mas é fundamental, peçam por favor a quem é responsável, eu tenho o maior respeito pelo Secretário da Assistência Social que encaminhe alguém para conversar com aquelas famílias, não só conversar, orientar e encaminhar essas famílias. Isso é o que nós queremos deixar registrado mais uma vez, a nossa preocupação é com as famílias, a justiça vai resolver o resto. Com relação, eu falei aqui da Arlene Presidente da ONG dos Peludos, eu gostaria de registrar Senhor Presidente nessa Casa que na semana passada a Vereadora Maria da Glória Menegotto me perguntou. Afinal quem pagou a viajem para Porto Alegre no encontro que nós fomos lá? Foi no dia 21 de maio se não me falha a memória e eu falei que teriam sido as pessoas, mas eu confirmei com a Presidente e na verdade quem pagou a viajem foi a própria ONG dos Peludos, mas que agora certamente esse dinheiro vai ter que ser ressarcido porque na verdade isso está saindo daquilo que é necessário para o atendimento aos animais, então só para registrar que não foram as pessoas e sim a ONG dos Peludos e que vai ter que ser ressarcido. Senhor Presidente, eu não poderia deixar de falar e eu queria registrar aqui uma nota de repúdio do PMDB mulher isso em nível nacional sobre o caso de estupro da adolescente de 16 anos no Rio de Janeiro, eu pessoalmente estranho alguns fatos nessa história, mas independentemente de ter sido 1, 2, 30 ou 33 nós não podemos aceitar esse tipo de violência, e eu gostaria então rapidamente registrar aqui essa nota de repúdio do PMDB mulher nacional. “Repudiamos na violência sofrida pela jovem de 16 anos que aconteceu no Rio de Janeiro e alcançou repercussão nacional”. A jovem, segundo informações foi dopada e estuprada por mais de 30 homens e teve as imagens dessa violência divulgada de forma massiva nas redes sociais pelos próprios criminosos que expuseram a vítima nua e sem condições de defesa, mais uma vez eu digo, não importa se é 1 ou 30, a violência e o trauma com certeza fica para sempre, o nosso repúdio a violência sofrida por ela e eu digo aqui e por todos os demais, não são só mulheres, são mulheres, crianças e homens, o nosso respeito e solidariedade à família dessa jovem e de todos os demais, assim como a todas as mulheres que sofrem a violência e todos os tipos de violência, o Brasil teve só no ano passado, aproximadamente 47.646 estupros denunciados, segundo os dados oficiais das Secretarias Estaduais da Segurança coletada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, a cada três horas uma mulher é estuprada no Brasil, muitas vítimas acabam não denunciando por medo ou vergonha, sendo a mulher o elo mais fraco e prejudicado neste ato de barbárie, no Rio de Janeiro, a Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática investiga o vídeo divulgado pela Rede Social Twitter que mostra a adolescente agredida. Repudiamos todos os tipos de violência contra as mulheres, contra as jovens e enfim a todos, precisamos combater, denunciar e punir esse crime, é inaceitável que crimes como esses continuam acontecendo em nosso país, é preciso identificar e punir os responsáveis por tamanha atrocidade. Esse assunto não deveria ser apenas ou especificamente de interesse das mulheres, é um assunto que interessa homens, mulheres, pais, mães, avós, tios, enfim a todos nós engajados na construção de relações sociais mais justas e igualitárias e só para registrar, o meu repúdio não é somente por esse caso da adolescente de 16 anos, é por tudo aquilo que acontece com relação a estupro e violência, a todas as mulheres, jovens e crianças. Era isso Senhor Presidente muito obrigada.

PRES. RAUL HERPICH: Obrigado Vereadora Maristela Rodolfo Pessin. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores, a palavra está com o Vereador José Mário Bellaver.

VER. JOSÉ MÁRIO BELLAVER: Senhor Presidente, colegas Vereadores, Vereadora Maristela e Vereadora Maria da Glória, também queremos saudar a imprensa presente, funcionários da Casa demais presentes, a Presidente da ONG, a Arlene Lazzari, o nosso cumprimento a todos. Vários assuntos forma levantados nessa noite, nessa Casa, mas um que está bastante em discussão e há vários meses é o Impeachment da Presidente Dilma, Vereador Ildo, defender o indefensável é muito difícil, defender a Dilma, o PT, o PMDB e os corruptos é muito difícil, impossível defender quem coloca a mão no dinheiro público Vereador Ildo, não se defende corrupto, dizer que o PMDB está, é verdade que estão manipulando agora e impedindo o julgamento de algumas pessoas que estão envolvidas com o roubo do dinheiro público, esses tem que ser condenados, julgados e devolver, é impossível estar defendendo essa gente que está lá encima, que seja de qualquer partido, quem colocou a mão no dinheiro público tem que devolver e tem que ser julgados e presos, tem muitos já envolvidos, presos e o resto tem que ir para a cadeia. Dizia lá vejam só, isso Vereador Ildo liderado pelo Luis Inácio Lula da Silva, esse é o maior corrupto que nós temos no Brasil, ele dizia lá em 1992 quando do Impeachment do Presidente Fernando Collor de Mello, ele dizia: se o governo quer dar casa para o Presidente Fernando Collor de Mello, então que concede um espaço na casa de detenção e hoje o que está acontecendo com ele, com os aliados dele, com a Dilma? Mas a Dilma agora está afastada, tem 180 dias de vida excelente porque, está recebendo o salário, com 15 assessores, um avião a disposição, ela está pensando no Impeachment? Ela está pensando em passar bem 6 meses nesse ano aqui, é isso que está acontecendo, e ainda o Vereador Ildo defende, eu não consigo entender, defender corrupto, ladrão, é impossível gente, não consigo entender. O Vereador Josué Paese Filho, se manifestou dizendo que as pessoas no mínimo da família tem que ter um teto e é verdade Vereador Josué Paese Filho, o que é o direito de todo o cidadão ter um coberto para morar com a família, com seus filhos, nem que tenha algumas goteiras, algumas frestas que passa o vento, mas ter um lugar que quando chega a noite tenham um destino para ir para casa, só que infelizmente essa administração que está completando 3 anos e meio logo aí adiante, não deu andamento na habitação do nosso município, é só ir pela rota alternativa e ver o que tem de invasões, em outros locais invadindo áreas públicas, particulares, então tem sim Vereador Paulo Roberto Dalsochio que ter alguém que vá orientar essas pessoas e cumprir o Plano de Governo, fazer loteamento para essas pessoas que tenham dignidade, que possam construir sua casa para morar com suas famílias, infelizmente essa administração não deu andamento no programa de habitação no nosso município, por isso que está nessa situação Vereador Josué Paese Filho. Infelizmente a Assistência Social tem que atender esse povo Vereadora Maristela quando a Senhora era Secretária, se fazia esse trabalho, se dava essa oportunidade a essas pessoas com um poder menor aquisitivo, infelizmente hoje se fala muito e se faz pouco. Era isso Senhor Presidente muito obrigado.

PRES. RAUL HERPICH: Obrigado Vereador José Mário Bellaver. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores, a palavra está com o Vereador Josué Paese Filho no seu espaço de liderança.

VER. JOSUÉ PAESE FILHO: Vereador José Mário Bellaver, você levantou um assunto agora que eu tinha falado primeiro Vereador Arielson, além de ter um teto tem que ter um piso, nem que seja de chão batido com fogão campeiro, mas tem que ter. O que me chama a atenção Vereador José Mário Bellaver, e se nós nos lembrar Vereador Paulo Roberto Dalsochio, se falava na antiga Câmara de Vereadores, eu falei aqui também. Quando eu falava do DAER eu não falava das pessoas que trabalham lá dentro, mas me obrigo aqui a falar de algumas pessoas, porque você telefona para o DAER, os Diretores do DAER tanto em Bento Gonçalves como em Porto Alegre, o pessoal está invadindo aonde é domínio do DAER, invadiram e ninguém veio fiscalizar e está lá mais uma, duas, três ou quatro casas e foram alertados, eu não estou falando daquelas pessoas que trabalham no administrativo que fazem o seu trabalho, funcionários públicos, dedicados, cumprem o seu horário, aqueles que tem o poder e a caneta na mão Vereadora Maria da Glória, telefona para Porto Alegre, para Bento Gonçalves, telefona para “a, b ou c” porque se eu começar abrir o livro aqui pelo amor de Deus e ninguém toma decisão, o que eles pensam? Para mim falta um ano para me aposentar, falta 5 anos, falta não sei o que, eu daqui vou embora para Uruguaiana, de Uruguaiana vou para mim, Santa Maria, de Santa Maria volto para Porto Alegre, não é verdade? O estado que se exploda, deixa invadir, para quem sobra? Para nós, essa é a verdade. Mas vocês se lembram quando eu levantei o assunto dos animais na semana passada também foi falado alguma coisa, eu não sei se a Arlene foi embora, eu acho que ela está aí ainda, quero cumprimentar a Arlene mais uma vez e a gente não se cansa de cumprimentar o trabalho que vocês fazem, não é só a Arlene, é uma turma muito grande, com sacrifício, tirando dinheiro do bolso, deixando a família de lado e assim vamos indo e se Deus quiser a gente vai resolvendo aos poucos. Eu falei na semana passada que tem uma rifa andando por aí a R$ 1,00, o valor de um bombom para a ONG dos Peludos, vê o sacrifício e a importância de R$ 1,00 para uma entidade dessas Vereadora Maria da Glória, vendendo rifa a R$ 1,00 Presidente. Amanhã Arlene eu gostaria que você me procurasse e me trouxesse 15 talões, vamos colocar os 15 aqui, que vai dar R$ 10,00 cada Vereador, vamos colaborar com a ONG dos Peludos, parabéns Arlene, é R$ 1,00, mas aqui se Deus quiser vão sair R$ 150,00 que vão te ajudar, um saco de ração ou um saco e meio porque a ração está mais cara do que a picanha, mas vamos ajudar, colaborar e logo aí adiante vamos ter novidades para os animais também. Obrigado Senhor Presidente.

PRES. RAUL HERPICH: Obrigado Vereador Josué Paese Filho. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores, a palavra está com o Vereador Leandro Somacal no seu espaço de liderança.

VER. LEANDRO SOMACAL: Obrigado Senhor Presidente, agora deixa eu fazer um cumprimento aos meus colegas Vereadores, quero desejar a todos um cumprimento especial as Vereadoras Maristela e Maria da Glória, imprensa, servidores da Casa ao meu amigo Parisotto, em teu nome cumprimento os demais presentes da Casa, a Arlene também aqui presente. Em relação a Vila Esperança agora com calma falando, as palavras que eu ouvi hoje à noite aqui acho que foram as mais coerentes de todas nessas semanas que se passaram, com vistas para lá, para cá, pede vistas, não pede vistas, hoje eu ouvi as palavras mais coerentes que pronunciamos em relação a Vila Esperança. Nós precisamos sim trabalhar, compactuar para ajudar aquelas pessoas que estão lá, teremos que achar uma forma digna e justa para ajudar essas pessoas que lá estão sem briga, sem política, sem perseguição, mas sim com humanidade e cidadania que é o que elas precisam lá, “dignidade”, algo digno para elas lá. A minha fala vai ser bem rápida Vereadora Maristela, declaro a você e a jovem de lá e o caso que aconteceu lá, não há como não se repugnar diante desse fato, é revoltante. Hoje eu como homem me envergonho diante da barbárie feita por aqueles cidadãos lá, não tem palavras, é repugnante mesmo, não são cidadãos, são animais, marginais, nem animal não faz isso, bem colocado Vereador José Mário Bellaver. Vereador Josué Paese Filho, você falou sobre o DAER, realmente no DAER existe dificuldade para tudo, nós vemos o caso da manutenção da VRS 826 que seria de responsabilidade do DAER, ele não tem como fazer, ele não tem como fazer, a gente entende, eu estive em Bento Gonçalves, eles tem uma patrola lá, eles não conseguem, não tem como, realmente é muito difícil para tudo lá, a manutenção agora será feita o Município de Farroupilha através de uma liminar conseguiram na justiça para fazer a manutenção, vai ajudar, o DAER não tem como, se nós dissermos assim: vamos bater aqui, o DAER tem que fazer, não vai fazer e a imprensa está aqui presente hoje, o DAER não vai conseguir fazer , só tem uma máquina e volta e meia está sempre quebrada, então não há como ser feito. No cenário nacional que foi amplamente discutido sobre os políticos aqui eu preferi ficar em silêncio, eu tenho plena certeza que mesmo com o meu silêncio até eu chegar hoje em casa, mas algum nome vai aparecer, alguma gravação. Obrigado Senhor Presidente.

PRES. RAUL HERPICH: Obrigado Vereador Leandro Somacal. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores, a palavra está com o Vereador Ildo Dal Soglio.

VER. ILDO DAL SOGLIO: Senhor Presidente, Senhores Vereadores, Vereadora Maristela e Vereadora Maria da Glória Menegotto. Só para esclarecer esses debates que a gente faz aqui, talvez eu esteja esquecido no falar aí, mas eu não estou defendendo corrupto nenhum, várias vezes eu disse sim, que tem que ser punido Vereador José Mário Bellaver todos, então não pode jogar aqui assim que eu estou defendendo corrupto, jamais eu faria isso, eu acho que ninguém de nós faria isso. Agora, a minha fala foi encima de que a gente ouvia muito se falar e atirar pedras no sentido de que o nosso partido era corrupto, isso ainda no tempo da questão dos Correios que teve, nesse caso aí a gente sabia que naquela legislação teve um Vereador que era o Paulo Schneider e o João Silvestrin que eram os Vereadores em que tinha Vereador que ficavam tirando gozação a todo o momento desses dois Vereadores como se fosse só o PT que era corrupto e hoje nós vemos que não é só o PT, existe mais por ser linha de frente e quando leram aqui os nomes de Ministros e eu fui pensando aqui que teve muito mais Ministros e pessoas do PMDB do que do próprio PT envolvido em corrupção, só para deixar claro de que eu não estou dizendo que estou a favor de quem está roubando e mais uma vez eu ressalto. Eu acredito que nós Vereadores aqui, os nossos partidos políticos eles têm uma certa seriedade até que se prove o contrário dentro da política e da maneira de agir dentro da ética e da moral, eu acredito nisso, agora lá em cima está feia a coisa, não adianta, essas palavras eu não retiro que o PMDB é professor em corrupção.

PRES. RAUL HERPICH: Obrigado Vereador Ildo Dal Soglio. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores, a palavra está com o Vereador Arielson Arsego.

VER. ARIELSON ARSEGO: Senhor Presidente, eu só quero dizer que aqui o aluno virou ou aquela história do empregado virou patrão, o PMDB ensinou tanto que hoje o não existe mais corrupto do que o Partido do PT, vão me desculpar, aí nós vamos ficar discutindo Vereador Fabiano, qual é o mais corrupto e aí eu vi nesses dias o Vereador Fabiano dizendo que ele iria apresentar a quantidade de corruptos que tinha em um partido e que tinha no outro, no outro dia saiu 30 do PT, daí aquela conta ia ser um desastre, na Rádio Spaço foi falado que iria apresentar o número, a quantidade de pessoas envolvidas nos escândalos e Vereador Ildo, aqui o Senhor diz que é só para rebater aqueles que só falaram do PT, quando anos esse partido ficou batendo em todo o mundo, quantos anos? Quando não era nada, quando não governou nada, quando não tinha nenhum mandato, quando estava iniciando que dizia que todos os outros eram corruptos, falava mal de todo o mundo e agora está levando a chicotada, a língua é o chicote, não adianta, falavam mal de todo o mundo como se o PT fosse o mais absoluto Deus na terra, é o Lula falando que não tem mais ninguém honesto, mas vamos colocar as coisas no lugar, ninguém é tão ingênuo assim para não ver as coisas que estão acontecendo. Então tudo isso Vereador Ildo, é o reflexo daquilo que acontecia, é ruim não é, mas prova do veneno, o PT está provando do veneno que colocou para fora, é só isso porque o partido corrupto onde tinham pessoas que eram corruptas de algum partido dos professores do PT, até que estavam juntos ensinando eram bons, agora eles querem roubar sozinho então tudo o que fala deles não prestam para nada, e aqui não estou defendendo ninguém Vereador Ildo, o mesmo discurso que o Senhor fez aí eu estou fazendo o meu aqui e aí ninguém quer defender os corruptos, ah eu não defendo, o Senhor não defende os do PT, ninguém defende ninguém, só que todo o mundo quer defender o partido dele, infelizmente dentro do partido tem os corruptos, vamos fazer o que? Eu vou sair do PMDB e vou ir para o PT porque no meu partido tem corrupto, uma vez tinha lá, falamos aqui primeiro o Maluf do PP que eles diziam rouba mas faz, aí tinha um outro não sei aonde, agora é institucionalizado, é o partido inteiro lá em Brasília fazendo rolo daqui, dali, é o Secretário, o Tesoureiro, o Presidente do Partido, a mãe dele e colocam no meio todo o mundo, mas a verdade é que quando falam da gente dói não é, então a língua diziam é o chicote, nem vou dizer do que, mas a gente apanha as vezes por aquilo que a gente fala, e eu não estou dizendo isso o Senhor vai apanhar por causa disso porque eu não acho que o Senhor é corrupto, eu não vou dizer que o Senhor é corrupto, agora aqueles que estão lá, são e é uma quantidade enorme, então eles vão bater no PT Vereador Ildo e infelizmente dói na gente, eles batendo no PMDB dói, tinham lá pessoas do PMDB que fizeram uma briga salutar, mas bonita, defender a democracia, trouxeram coisas boas para o Brasil e aí vem aí um corrupto e estraga toda uma imagem que um partido tem ou será que quando fundaram o PT queriam que fossem todos corruptos, “não”, mas apareceu no meio disso, começaram a sentir o gosto do mel e se babaram tudo, essa é a verdade, começaram a sentir o gosto do mel e não conseguiram pegar uma colher pequena, se babaram, só o salário deles não prestava, quando eu não tenho o poder eu sou uma coisa, quando eu estou no poder deve ter pensado, bom agora toda aquela montanha, pelo amor de Deus, se nós tirarmos só um pedaço não vai faltar e aí começaram tirar um pedaço, viram que deu certo, foram tirando e está no que está hoje e ai vamos fazer o seguinte, nós temos que comprar porque uma vez era o PMDB que comprava não é, o PT aprendeu compra mais do que todo o mundo, compra mais do que todo o mundo, aí vem o Eduardo Cunha pelo que dizem é que ele comprou quase todo o Congresso todo porque deve ter mais de 100 Deputados na mão do cara, ele compra todo o mundo, ele deve ter ganhado tanto dinheiro e os partidos pequenos, não o Deputado, os partidos pequenos que tem lá, diz que ele comanda os caras, o cara forte, eu estava dizendo nesses dias, teria que pegar e dizer para o Eduardo Cunha, ele foi um mal necessário o Roberto Jefferson mesmo falou isso, tem que dizer para ele assim: “tu rouba mais R$ 10.000.000,00 e não paga o que tu tinha para pagar e governa esse Brasil aqui daqui para a frente” era uma grande coisa para o Brasil, só que infelizmente, “cachorro que come ovelha, só matando”, obrigado Senhor Presidente.

PRES. RAUL HERPICH: Obrigado Vereador Arielson Arsego. Comunicado Vereador Fabiano André Picolli.

VER. FABIANO ANDRÉ PICOLLI: Eu sugiro Senhor Presidente para que amanhã às 17 horas a gente possa se encontrar para falar, um representante de cada bancada como foi sugerido para a gente conversar sobre esse Projeto de Lei.

PRES. RAUL HERPICH: Às 17 horas e 30 minutos então.

VER. ARIELSON ARSEGO: Se o Senhor me permite Senhor Presidente, mesmo não sendo da bancada do PDT, um dos Vereadores que liderou foi o Vereador Lino Ambrósio Troes, que disse que tinha já em mãos também o projeto para ser apresentado e eu gostaria, Vereador Fabiano André Picolli, porque uma semana, espero que na semana que vem não tenha mais um feira no final de semana, que uma semana não vai mudar em nós esperarmos, se assim o Vereador Paulo também entender, esperarmos assim uma semana para o Vereador, não que o Vereador Paulo não possa fazer parte, mas como ele fez parte de toda a construção, também do Código de Postura em respeito a ele, eu gostaria porque nós combinamos isso, gostaria que o Senhor segurasse isso para a semana que vem e aí já pegando mais dados também sobre aquele outro, podemos ir discutindo, mas!

VER. FABIANO ANDRÉ PICOLLI: Temporário aquele que vocês pediram vistas continua em vistas, não tem debate sobre aquele. Atendendo aqui ao pedido e a iniciação do Vereador Paulo, quando o Vereador Lino volta segunda-feira fica para a semana que vem.

PRES. RAUL HERPICH: Na semana que vem a reunião, na segunda-feira a gente marca. Se nenhum Vereador mais quiser fazer o uso da palavra. Nada mais a ser tratado nessa noite, declaro encerrados os trabalhos da presente Sessão Ordinária, boa noite a todos e muito obrigado.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Raul Herpich

Vereador Presidente

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ildo Dal Sóglio

Vereador 1º Secretário

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

OBS: Gravação, digitação e revisão de atas: Assessoria Legislativa.