Pular para o conteúdo
17/10/2021 09:18:42 - Farroupilha / RS
Acessibilidade
Atualizado em 30 de setembro de 2021

Painel apresenta estratégias aplicadas da Economia Criativa

A Câmara de Vereadores realizou seu primeiro evento de 2021 na noite desta quarta-feira. Através do Programa Legislativo em Ação, realizou-se o Painel cujo tema era a Economia Criativa. A ação foi coordenada pelo vereador Juliano Baumgarten e contou com a explanação de uma gama de profissionais, que apesar de atuarem em diferentes áreas, utilizam a metodologia da Economia Criativa no seu cotidiano.

Este tema foi peça do Projeto de Lei 029/2021 que fomenta políticas públicas sobre Economia Criativa no município. A proposição foi aprovada por unanimidade entres os vereadores, na Sessão desta terça-feira.

Conforme explicam os professores do IFRS, Anelise D’Arisbo e Diego Chevarria, Economia Criativa apresenta-se como uma estratégia organizacional, a qual o fator humano é prioridade. Através dela possibilita-se o desenvolvimento econômico, um ecossistema inovador, inclusivo e sustentável.

Suas ações podem ser vistas em indústrias, serviços, varejos, área acadêmica, poderes públicos entre outros.

Confira a síntese de cada palestrante:

 


De forma prática, a empresária Maristela Lerin, proprietária da Casa do Tomate e presidente da Associação Caminhos de Pedra, expôs as ações voltadas ao turismo desenvolvidas no interior de Bento Gonçalves. A rota apresenta o patrimônio cultural da imigração italiana, podendo o visitante usufruir dela através da gastronomia, hotelaria e varejo.

 


Outra forma de perpetuar a história de uma localidade é através da arquitetura. O tema foi abordado pelo arquiteto João Alberto Marchioro, responsável por projetos de prédios com caráter social, entre eles a Câmara Municipal de Caxias do Sul, que através de sua edificação liga acessibilidade, simbolismo local e captação de energias. Inicialmente, o prédio fora chamado pelos caxienses como Palácio Legislativo.

 


A criação de conteúdos, com o passar dos anos tornou-se mais acessível ao cidadão com a expansão digital. O relato apresentado pelo comunicador Misael Montaña, expõem a massa de visualizações obtidas em materiais exclusivos para a internet, com possibilidade de monetização das mesmas. Montaña possui dois canais, um sobre gestão financeira e outro sobre comunicação criativa.

 


De encontro com as ações junto ao meio digital, o professor Sandro Cortezia apresentou os empreendimentos via start-ups. Cortezia apresenta a premissa dos negócios de facilitar a vida do cidadão. As start-ups recriam o modo de apresentar um determinado serviço, e essa mudança comportamental permite a ampliação regional de um negócio.