Pular para o conteúdo
24/04/2018 03:38:18 - Farroupilha / RS
Acessibilidade

Ata 3822 – 12/03/2018 – Mulher Farroupilhense

SESSÃO SOLENE

 

Presidência: Sr.  Thiago Pintos Brunet

Às 18:00 horas, o Senhor Presidente Vereador, Thiago Pintos Brunet assume a direção dos trabalhos. Presentes os seguintes vereadores: Alberto Maioli, Aldir Toffanin, Arielson Arsego, Eleonora Broilo, Fabiano André Piccoli Jonas Tomazini, Jorge Cenci José Mário Bellaver, Josué Paese Filho, Odair José Sobierai, Raul Herpich, Sandro Trevisan, Tadeu Salib dos Santos, Tiago Ilha.

 

PRES. THIAGO BRUNET: Boa noite a todos. Invocando o nome de DEUS declaro abertos os trabalhos da presente Sessão Solene em homenagem ao Dia da Mulher Farroupilhense e outorga do Certificado Mulher Destaque. Primeiramente não podia deixar de dizer o quanto me honra presidir essa Casa, em especial na noite de hoje, onde o Poder Legislativo é abrilhantado com a presença de todas vocês, mulheres farroupilhenses. Gostaria de saudar de forma especial e dar as boas-vindas a todas as autoridades presentes e de forma muito especial a todas as mulheres que prestigiam esta Sessão Solene. Estamos reunidos hoje para reconhecer o trabalho de todas as mulheres farroupilhenses. Essas mulheres que foram escolhidas pelas bancadas da Câmara de Vereadores, pela sua entrega à nossa cidade. Cada uma com suas qualidades, com seus méritos, somos gratos pelo trabalho de todas vocês. Eu, que trabalho diariamente com as mulheres, sei as quão determinadas vocês são, o quão louvável é a sua força, a sua garra, o quão e o que vocês podem fazer para defender a sua prole, a sua família e defender os seus ideais. Então o que este Parlamento solicita, o que este Parlamento deseja, é que vocês mulheres, tenham sim o mesmo direito que todas, que todos os homens, que todas as mulheres, que tenham sim direitos iguais, que vocês mulheres possam trabalhar de forma digna, trabalhar de forma pacífica, de forma tranquila e que não há ninguém que possa colocar a mão em vocês, que possa fazer com que vocês e o trabalho de vocês sofram algum tipo de censura. Cecília Meirelles em um pequeno verso, disse assim “já fui loira, fui morena, fui Ana e Beatriz, fui Maria e Madalena, só não pude ser o que quis”. Esta frase, este verso, representa uma mulher que sofreu muito para chegar até os dias de hoje, mas hoje, nos dias de hoje a nossa sociedade não comporta mais este tipo de comportamento. Então não devemos mais ter nenhum tipo de preconceito, entre negros e brancos, entre católicos e protestantes, e muito menos entre mulheres e homens. Então esta seja a mensagem desta Casa para que todos sejamos iguais perante a Lei, embora sejamos muito bons neste país para fazer Leis Senhores, pois em 1.824 fomos a primeira Constituição que garantia igualdade de direitos a todos. E fomos o último país a liberar os escravos. Então somos muito bons parta fazer Leis e muito ruins, péssimos, para praticá-las. Então este é o desejo desta Casa para que todos tenhamos igualdade perante a Lei. Neste momento então, convidamos para fazer parte da Mesa o Excelentíssimo Prefeito Municipal, Senhor Claiton Gonçalves e sua esposa Sra. Francis Somensi. Por favor. A data comemorativa ao Dia da Mulher Farroupilhense, foi instituída pela Lei Municipal nº 1.355, de 23/05/1984, de autoria da Vereadora Marlene Rozina Feltrin, que designou o dia 18 de março como o Dia da Mulher Farroupilhense. Também nesta noite Solene, esta Casa outorgará o Certificado Mulher Destaque às Senhoras: Sandra de Almeida, Rejane Comim, Diles Terezinha Turquetto, Elenice Girelli, Nair Salete Todeschini, Carla Macalossi e Gisela Franke Colombo Berlaver. Estas serão agraciadas com o Certificado nesta noite. O Certificado Mulher Destaque foi instituído pela Resolução nº 495 de 2012, de autoria da Vereadora Maristela Rodolfo Pessin. Neste momento iremos assistir um vídeo com mensagem da 1ª dama do estado Sra. Maria Helena Sartori.

(EXIBIÇÃO DE VÍDEO)

PRES. THIAGO BRUNET: Informo aos presentes, que nessa noite um Vereador por bancada fará uso da palavra para homenagear as nossas convidadas, e também o Prefeito Municipal Claiton Gonçalves. De imediato então passo a palavra aos Vereadores que representarão suas bancadas e após cada manifestação o Vereador convidará a homenageada para receber das mãos deste Presidente o Certificado Mulher Destaque e a placa comemorativa ao Dia da Mulher Farroupilhense, e após receber a placa e o Certificado, a nossa homenageada fará uso da palavra, se assim desejar. Convido para que faça uso da Tribuna em nome do Partido Democrático Trabalhista – PDT, o Vereador Aldir Toffanin.

VER. ALDIR TOFFANIN: Excelentíssimo Senhor Presidente do Legislativo Municipal Thiago Brunet, Excelentíssimo Senhor Prefeito Municipal Claiton Gonçalves, nossa Primeira Dama Francis Somensi, Excelentíssimos Senhores Vereadores, Excelentíssima Senhora Vereadora, quero saudar os Secretários Municipais presentes, representantes da imprensa escrita e falada, funcionários da casa e público em geral, sejam todos muito bem-vindos. Quero agradecer ao Vereador Presidente Thiago Brunet e ao Vereador Raul Herpich por terem me oportunizado nesta noite ser o portador dos mais sinceros votos do PDT, onde indicamos a senhora Sandra de Almeida para receber o Certificado Mulher Destaque, quero estender também está homenagem Sandra, a todos os seus convidados, e em seu nome saudar todas as homenageadas desta noite, a Rejane, a Diles, a Elenice, a Nair Salete, a Carla e a Gissela, essas mulheres que representam Farroupilha a minha saudação, não apenas a vocês, homenageadas, mas a todas aqui presentes. O poder de organização feminino é enaltecido e valorizado. Elas conseguem conciliar as tarefas com a busca do conhecimento, compartilhando o sucesso sem vaidades. Sandra, a nossa homenageada dessa noite, nasceu em Muçum no ano de 1973, mas veio a Farroupilha muito pequena, em 1976, veio para esta cidade e vendo a dificuldade que as pessoas passavam, decidiu que poderia fazer mais e não apenas assistir os acontecimentos e ficar parada. Desde o ano de 2014 envolve-se em trabalhos voltados à comunidade, em 2015 elegeu-se Presidente da Associação de Moradores do Bairro São José, já estando em segundo mandato. É conselheira Fiscal da UAB, Membro do Conselho Municipal de Saúde e da Juventude e também é a idealizadora da Associação de Escolinhas de Farroupilha. Sandra trabalha com jovens e mães de baixa renda, desenvolvendo atividades como informática, inglês, dança, suporte escolar, manicure, ioga, futebol e natação. Com as crianças, há um trabalho para a formação do cidadão e para as mães, profissionalização para o mercado de trabalho. As atividades realizadas de forma voluntária, sendo a fonte de renda exclusiva de doações, almoços e bingos. Com este breve resumo de suas competências, percebemos que tem sua vida inteira dedicada ao próximo, transmite seu conhecimento durante muitos anos, sendo a mola precursora para o futuro de nossas crianças. Em todas as esferas que atua, realiza teu trabalho com perfeição, não medindo esforços para que tudo se concretize da melhor forma possível, é pelos teus feitos que hoje estamos lhe homenageando, pela conduta íntegra que sempre esteve junto de ti, Sandra. Você representa a luta, a vitória e as conquistas alcançadas pela mulher na sociedade, provando definitivamente que não existem distinções de sexo quando o assunto é o desenvolvimento humano. Somos eternamente gratos Sandra, por toda sua dedicação. Se doar em prol do próximo e em favor da comunidade da forma como você faz, é uma virtude de poucos. E quem tanto faz para o bem da nossa comunidade, em nome do PDT, os nossos parabéns. Agora gostaria de convidar a Sandra para que suba ao palco, Sandra de Almeida, para que receba o Certificado e também os colegas de bancada para que façam a entrega.

(ENTREGA CERTIFICADO E PLACA)

SRA. SANDRA DE ALMEIDA: Boa noite a todos, quero saudar as autoridades aqui presentes, o Prefeito Municipal Claiton Gonçalves, a Primeira Dama Francis Somensi, o Presidente do Legislativo Thiago Brunet e toda a bancada do PDT pela indicação também cumprimentar os demais Vereadores. Primeiramente gostaria de me desculpar, pois a ocasião pedia um traje social, mas eu vim de eu mesma, do dia a dia. Gostaria também de agradecer aos Voluntários do Bem da Associação de Escolinhas de Farroupilha e falar sobre cada um deles, mas o tempo é curto, por isso vou agradecer ao Senhor Reginaldo Barbosa, Leodacir Grizzoti, Guilherme Rodrigues e a Senhora Rosane Custódio que estão comigo na escolinha desde o início em meados de 2015. O meu muito obrigado a esses quatro guerreiros e a todos os outros voluntários do bem #fazendoadiferença. Também quero agradecer aos colegas de UAB, pois as nossas reuniões mensais contribuíram para um bom desempenho nas minhas buscas por melhorias no Bairro São José. Muito obrigado meus amigos. Quero agora falar um pouco do meu trabalho com a comunidade, onde trabalhamos com a escolinha no esporte, danças, yoga, informática, inglês e suporte escolar. Todas as atividades são realizadas por voluntários e de forma gratuita, na formação das crianças e adolescentes das comunidades carentes de Farroupilha. Assim, mostrando e auxiliando para um futuro onde terão oportunidades na sociedade farroupilhense, como o curso Menor Aprendiz. Dizem que a palavra mais usada em 2017 foi “gratidão”, então, acrescento a palavra “oportunidade”, pois todas precisavam ser ouvidas.

PRES. THIAGO BRUNET: Então antes de dar seguimento ao Protocolo desta Casa, eu gostaria de parabenizar pessoalmente, Sandra, até porque faz parte do meu convite pessoal, por isso que eu quero lhe parabenizar e dizer que o PDT confirma este voto de congratulação de Mulher Destaque com muita honra, porque eu fui lá na sua casa e vi lá nascer uma mulher preocupada com a comunidade, a Senhora é a prova de que a Senhora se preocupa com o nós e não com o eu. Parabéns pelo seu trabalho, a Senhora me ligou há um ano atrás, pedindo se eu podia ajudar 52 crianças que estavam jogando futebol e fazendo esporte e fazer exame médico para que você desse seguimento a isso. Então a Senhora é gente que faz. Parabéns pelo seu trabalho. Dando seguimento ao Protocolo desta Casa então, convido para que faça uso da Tribuna em nome do Partido dos Trabalhadores – PT, o Vereador Fabiano Piccoli.

VER. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Senhor Presidente, um boa noite a todos e todas. Inicialmente, saúdo o Presidente desta Casa Legislativa, Vereador Thiago Brunet. Saúdo o Prefeito Municipal, Dr. Claiton Gonçalves e a nossa Primeira Dama Francis Somensi. Saúdo os colegas Vereadores, Vereadora Dra. Eleonora. Saúdo os Secretários Municipais presentes: Vandré Fardin, Rosane da Rosa, Roque Severgnini, Saúdo o ex Prefeito Municipal presente Bolivar Pasqual, servidores públicos municipais presentes, a Senhora Marcia Georg Coordenadora da Coordenadoria da Mulher, em nome de todos os empreendedores e empreendedoras dessa cidade, saúdo a Senhora Maria de Lourdes Bortolanza, em nome de todas as trabalhadoras do campo e da cidade, saúdo o Senhor Plínio Tonet, que aqui se faz presente, seja muito bem vindo Senhor Tonet, saúdo o Presidente da CICS Senhor Daniel Bampi, Presidente do Sindilojas Senhor Sergio Rossi, saúdo também de forma muito carinhosa uma pessoa muito querida de Farroupilha e que faz parte da nossa história, o Senhor Antônio Rufatto, ex Secretário Municipal, seja muito bem vindo Senhor Antoninho, uma saudação especial a Escola Pública de Música, que nos traz a alegria da música nessa noite, e uma saudação muito especial as nossas homenageadas desta noite, seus familiares, seus amigos, a nossa imprensa falada e escrita e a todos que nessa noite aqui vieram para prestigiar essas mulheres de garra, de luta e de exemplo. Um abraço muito especial a Sandra, Diles, Elenice, Nair, minha amiga Carla, Gissela e de forma muito carinhosa a Senhora Rejane Comin que nessa noite não pode estar presente, é homenageada do nosso partido, porque está acompanhando o seu pai nos últimos momentos de vida. O meu amigo pessoal, Senhor Comin, recebeu uma triste notícia nas últimas semanas e ele está acamado em Caxias do Sul, na UTI e a Rejane disse que precisava ficar com o pai dela. Por outro lado, nós temos aqui representando ela, mas compartilhando todos o trabalho que a levou a receber este prêmio, a Senhora Vanusa Tavares, que durante o meu discurso poderei citar melhor está harmonia. Farei o discurso como se a Rejane estivesse aqui, porque se ela estiver assistindo pelo Youtube, ou em algum momento ela vai assistir, porque essas Sessões são gravadas, essa fala vai para ti Rejane. Então nesta noite é para celebrarmos e reconhecermos histórias marcantes. Histórias de mulheres que lutam pelos seus ideais, vencem desafios e celebram as conquistas, resultado de muita garra, muita determinação e empenho por uma causa. Por outro lado, desejo que esta noite também sirva para refletirmos e renovarmos nossas forças para seguirmos mudando as desigualdades de gênero que ainda prevalece na sociedade brasileira e mundial. Pesquisas recentes apontam que o salário das mulheres ainda é menor que o dos homens, equivalendo a 76% do salário dos homens. A Fundação de Economia e Estatística nos mostra que durante o auge da crise econômica de 2015 e 2016, as mulheres perderam mais postos de trabalho do que os homens; O Datafolha, divulgou números de 2016, que aponta que uma em cada três mulheres sofreram algum tipo de violência em 2016. Só de agressões físicas, o número é alarmante: a cada hora 503 mulheres brasileiras são vítimas de algum tipo de violência. E, infelizmente, 52% destas mulheres se calam, visto que em 61% dos casos, o agressor é conhecido e muitas vezes está dentro da sua própria casa. A situação é tão preocupante que o Brasil tipificou e colocou no ordenamento jurídico recentemente um crime praticado contra a mulher pelo simples fato de ser mulher, motivado geralmente pelo ódio ou desprezo, que é o feminicídio. Por outro lado, é triste perceber que pessoas que deveriam lutar contra as desigualdades, fazem justamente o contrário, como, por exemplo, um depoimento que veio à tona recentemente de um Deputado Federal que afirmou: “a mulher deve ganhar menor do que os homens, porque ela engravida”, em pleno século XXI, um representante que se diz do povo, afirma que a mulher tem que ganhar menos porque ela engravida, pasmem Senhores, esse Deputado quer ser Presidente do Brasil, Senhor Jair Bolsonaro.

Por isso, a nossa luta é permanente contra o preconceito, contra a violência e as desigualdades de gênero. Temos muito que melhorar nas políticas públicas de acolhimento e apoio a estas mulheres vítimas de violência. Mas a noite é de reconhecimento. De alegria. De celebrar a luta destas bravas mulheres. Farroupilha tornou-se referência nacional em agilidade nos processos de adoção de crianças através do trabalho da Vara de Infância e Juventude. Porém, o trabalho realizado pelo Dr. Mário Maggioni recebe um suporte extremamente importante de toda a rede que o apoia e o auxilia neste lindo trabalho de “criar novas famílias”; para termos ideia, o Brasil tem hoje mais de cinco mil crianças aptas a serem adotadas, no aguardo somente de um verdadeiro lar, de verdadeiros pais que querem constituir novas famílias. O amor envolvido é tão intenso que surgem os Grupos de Apoio à Adoção, que são, na maioria das vezes, pais adotivos que trabalham voluntariamente para a divulgação de uma nova cultura da adoção, para prevenir o abandono, preparar adotantes e acompanhar os pais adotivos, encaminhar crianças para adoção e para a conscientização da sociedade sobre adoção e sobre as ações necessárias para tal. E aqui saúdo o Jorginho pelo teu trabalho, pela tua doação a esta casa, assim como todos os pais integrantes do grupo. E foi assim que, em 2012, a psicóloga Rejane Comin e a assistente social Vanusa Tavares de Oliveira criaram o Grupo de Apoio à Adoção DNA da Alma e que hoje, este trabalho, é o alicerce para a outorga desse Certificado Mulher Destaque à minha amiga Rejane Comin e que será entregue a colega Vanusa Tavares que é também uma das idealizadoras do Grupo. Faço um parêntese e homenageio a você também, Vanusa, por todo o trabalho em prol do Grupo DNA da Alma e a todos os pais e voluntários que solidificam os ideais originários do Grupo DNA da Alma. Parabéns a todos vocês. Este reconhecimento a Rejane é fruto dos vossos trabalhos também Jorginho. Pois é, Rejane. “A vida tem dessas coisas, nos oferece momentos indescritíveis no meio do caos”, como você mencionou na sua postagem no Facebook. Hoje é um momento feliz, momentos daqueles em que “O orvalho se ajeita em nossos olhos”, como disse o Dr. Mário numa de suas crônicas, e devemos comemorar. A vida é cheia de surpresas e, na maioria das vezes, nos pega desprevenidos. E, neste momento difícil da família Comin, externo minhas orações ao amigo Comin, que tenho a mais absoluta certeza do orgulho que ele tem, que ele teve, ao saber desse reconhecimento, e que ele tem de você Rejane, seu trabalho e da mulher que se tornaste. Uma mulher guerreira, batalhadora, sonhadora, amiga. O que és hoje é fruto da educação e da entrega dos teus pais para constituir uma família de quatro filhos, sendo você a única filha mulher. A construção do caráter de um ser humano inicia com os valores éticos que recebemos de nossos pais. E afirmo com todas as letras que seu pai e sua mãe sempre te ensinaram valores de honestidade, de justiça, de lealdade, de compromisso, de entrega e de valores humanos de respeito ao próximo. E o fruto deste amor dos teus pais está aqui hoje, sendo reconhecido pelo Poder Legislativo Municipal pelo trabalho realizado ao próximo. Pelo trabalho realizado àqueles e àquelas que mais precisam de carinho, de cuidado, de ajuda. A admiração pela pessoa que és e pelo trabalho que realizas ficou mais claro através dos depoimentos de teus amigos e familiares, os quais demonstram o resultado da tua vida profissional. Eis alguns deles: “…você é uma pessoa maravilhosa, dedicada, espontânea, humilde e muito compreensiva e dedicada…”, “…estou muito feliz pelo reconhecimento do teu trabalho e da mulher maravilhosa que és. Tenha certeza de que tu fazes a diferença na vida de inúmeras pessoas e constrói um futuro melhor…”, Agora o depoimento da Vanusa: “…muitíssimo merecido este reconhecimento pelo trabalho que tens realizado, ao qual tenho o privilégio de dividir contigo, juntas e com mais um montão de pessoas sonhadoras e corajosas como nós, temos os mesmos sonhos, anseios, desejos e assim conquistas. Esta conquista é sua, por tudo que és, continue assim, trilhando este caminho, pois pessoas assim como você fazem a diferença na sociedade…”, um casal que recentemente adotou o pequeno Arthur, ao meu pedido mandou um pequeno depoimento, que é o casal Sandra e Luís “falar sobre a Rejane e o trabalho que ela desempenha na Casa Lar Oscar Bertholdo e no DNA da Alma é falar sobre dedicação, amor, carinho e transformação, transformação pois ela, juntamente com sua equipe, transformaram a vida da minha família. Nossa história junto com o pequeno Arthur se iniciou nas reuniões do DNA da Alma, onde o assunto principal era a constituição de uma família e era exatamente isso que nós procurávamos. Participando das reuniões do DNA da Alma, conhecemos o trabalho incrível que a Rejane, a Vanusa e o Dr. Mário e toda equipe do Grupo desempenham. Na época procurávamos apoio e lá conseguimos e ficamos mais fortes e determinados na nossa decisão de adotar um filho. Alguns anos frequentando os encontros com outras pessoas com a intenção de adotar e pais que já são adotivos, isso nos fortaleceu pela aproximação com histórias parecidas com as nossas. O grupo e quem faz parte do DNA, faz um excelente trabalho incentivando e alertando nós pais, sobre a espera que as vezes pode ser longa e sobre os trâmites legais da Lei. Agradeço a todos que fazem da nossa cidade referência em adoção”. Finalizo com uma frase do teu irmão Rejane, que com poucas palavras, trouxe o teu significado, do trabalho e da tua entrega: “Mana, acredito que o mais correto de se afirmar sobre o trabalho que tu realizas é o amor. Puro, simples e sem esperar algo em troca. ”Parabéns Rejane, sinto-me orgulhoso em poder estar aqui nesta noite te homenageando. Parabéns Vanusa, também sinto orgulho de poder te homenagear. Continuem amando o trabalho de vocês, contribuindo para que mais pessoas possam encontrar outras pessoas para se amar. Um forte abraço. Nesse momento então eu convido a Senhora Vanusa, que em nome da Rejane fará uso da Tribuna, mas ela também é uma guerreira, pois ambas iniciaram esse trabalho juntas.

(ENTREGA CERTIFICADO E PLACA)

SRA. VANUSA TAVARES: Boa noite a todos, bom, como já explicado, eu não sou a Rejane, eu sou a Vanusa, e me sinto muito feliz por estar aqui, embora o momento dela não é dos melhores, mas a vida apronta dessas. Saúdo aqui presente então o Senhor Prefeito Claiton, Primeira Dama Francis, e todos os demais aqui presentes, os Vereadores. A Rejane é minha amiga, minha colega e minha irmã, eu não tinha como negar esse pedido a ela, porque desde a semana passada ela vinha me sinalizando que as coisas não estavam bem com a saúde do pai dela, então, ela me disse “olha, eu vou te pedir pra tu me representar e eu não tive como dizer não. ” Me sinto de qualquer forma aqui também homenageada como muito bem colocado pelo Vereador Fabiano que conseguiu sintetizar maravilhosamente bem em suas palavras quem é a Rejane e qual é o trabalho que ela realiza e o motivo dessa homenagem a ela. A Rejane, ela então pediu para que eu lesse aqui o agradecimento dela. Vou ler então. Boa noite quero cumprimentar as autoridades aqui presentes já mencionadas no protocolo. Cumprimento também todos os demais que aqui estão, em especial aos meus amigos e amigas que se dispuseram a prestigiar este lindo momento. Embora muito bem representada, quero me desculpar por não estar aqui, pessoalmente, recebendo esta homenagem. Tenho certeza que vocês compreenderão, já que o motivo que ensejou minha falta é o mesmo que incentivou o meu trabalho desde a fundação do grupo de apoio a adoção DNA da Alma, há quase seis anos, bem como durante toda minha história. O negócio do DNA da Alma é fortalecer famílias, pois partimos da premissa que, independente da configuração familiar que tenhamos, é essa instituição que faz a diferença em nossas vidas. Foi por acreditar nisso que decidi unir meu trabalho e a oportunidade de oferecer a crianças e adolescentes cidadania, dignidade, afeto e solidariedade. Hoje, apesar de ter ciência da importância desse reconhecimento, escolhi ficar ao lado da minha família, que passa por um momento difícil e que encontra forças para suportar essa dificuldade na união e no amor que nos liga. Família isso, família é afeto. Foi uma grata surpresa ser agraciada com essa distinção e quero aqui iniciar agradecendo o Partido dos Trabalhadores, na pessoa do Vereador Fabiano André Piccoli, por lembrar-se de meu nome. Muito obrigada Fabiano, pela sensibilidade de ver em meu trabalho uma contribuição social e que acredito ser essência de nosso grupo e ser objetivo pelo qual iniciamos, timidamente, essa ideia. Devo também esclarecer que, embora meu nome tenha sido indicado, eu apenas represento o DNA dá um da alma, mas essa homenagem é compartilhada com muitas pessoas que fazem com que esse trabalho seja possível, a começar por esta que vos lê minhas palavras. Muito obrigada Vanusa, por ter fundado comigo esse grupo e acreditado que juntas poderíamos fazer mais. Sua determinação e garra são combustível do DNA da Alma e o que permitiu que cruzássemos fronteiras e fossemos conhecidas por esse Brasil afora. Agradeço também as pessoas que compõem a Diretoria, em especial ao nosso Presidente, Jorge Paulo Bonalume, querido Jorginho, que não mediu esforços para que nossos sonhos se tornassem realidade. A todas as pessoas que adotaram essa ideia e que contribuem para que o nosso grupo exista, também deixo meu muito obrigada, meu último agradecimento, porém é o mais importante, é para minha família, pelo apoio e incentivo que sempre recebi. Muito obrigada, pois foram eles que me ensinaram que, ao invés de cumprir tarefas, deveria pautar meu trabalho na ética e sempre pensando no melhor para o outro. Com eles eu aprendi igualdade de gênero, bastaria ter persistência e seriedade, que eu chegaria aonde eu quisesse. Foi com eles que eu aprendi a importância de ter uma família, um lugar para me refugiar, um porto seguro. Foi por eles que nasceu DNA da Alma, porque foi com eles que eu aprendi que toda criança e adolescente merece uma família em que possa conjugar o verbo amar. Muito obrigada.

PRES. THIAGO BRUNET: Convido para que faça uso da Tribuna em nome do Partido Socialista Brasileiro – PSB, o Vereador Odair Sobierai.

VER. ODAIR SOBIERAI: Boa noite a todos, uma saudação especial ao nosso Presidente Thiago Brunet e demais Vereadores, Prefeito Claiton Gonçalves, Primeira Dama Francis, Secretários Municipais, imprensa. Queria cumprimentar a minha esposa Adriane e em nome dela saudar todas as mulheres aqui presentes, especial também as homenageadas Carla, Elenice, Gisela, Nair, Sandra, e a nossa Diles, lá da comunidade do Santa Catarina. Saudar os familiares e toda comunidade aqui presente. Diles, vou ter que ler, porque o texto é grande, eu sei as qualidades tuas, somente escrevendo se não a gente esquece e mesmo assim a gente vai esquecer. Diles é natural de Ronda Alta, ainda na sua infância com seus pais Oliva Orlandi Malacarme e Ermindo Malacarme in memoriam, mudaram-se para Planalto, onde cresceu e se casou com o Sr. Augustinho Turquetto, tendo seu primeiro filho Paulo Roberto Turquetto, após algum tempo, mudaram-se para a cidade de Sapucaia do Sul/RS, onde veio a ter o seu segundo filho Carlos Daniel Turquetto. No ano de 1996 vieram morar em Farroupilha, mais precisamente no Bairro Santa Catarina. E de lá pra cá, nos mostrou que seu jeito simples de conduzir a vida é o que faz a diferença. Começou sendo zeladora de capelinha, da Igreja Nossa Senhora Medianeira. Trabalho voluntário que faz a mais de 18 anos. Dona Diles, mulher da comunidade, sempre disposta a ajudar o próximo, não mede esforços para trabalhar voluntariamente, junto com uma amiga, faziam um trajeto apé da Igreja Nossa Senhora Medianeira até o fim do Bairro Santa Catarina, em baixo de sol ou chuva as duas estavam lá, levando a comunhão na casa das pessoas adoecidas, começavam lá pelas três horas da tarde e iam até ao escurecer, confortando as pessoas acamadas ou mesmo as que não conseguiam se locomover até a igreja em dias de missa. Hoje com outras condições financeiras, o trajeto é feito de automóvel, contudo foram anos e anos de total dedicação, como o padre da comunidade nos fala, isso é um trabalho missionário, uma obra que jamais pode ser esquecida, pois onde existe amor ao próximo, existe a arte de conviver, o poder da compreensão, a simplicidade do viver. Na medida em que os anos foram-se passando viu-se a necessidade de construir uma igreja no Bairro Santa Catarina, até por que o bairro começou a crescer. Vendo esta necessidade, a mais ou menos uns cinco anos atrás, Dona Diles juntamente com alguns moradores do bairro, foram conversar com o Padre Valdir Thums, e decidiram dar início a comunidade igreja do Bairro Santa Catarina, e como não havia uma igreja, dona Diles disponibilizou o porão de sua casa. Reuniram-se várias vezes, fizeram uma Comissão Administrativa com registros em ata, estabelecendo os horários da missa, quem iria ficar responsável por cada setor. E assim foi por dois anos e dois meses, as missas e reuniões foram realizadas na casa da Dona Diles. Pessoa que incansavelmente não mediu esforços para a realização de cada evento. Após este período, o espaço começou a ficar pequeno, a comunidade começou a participar tanto que não se tinha mais espaço para comportar tantas pessoas, pois se via que a casa-igreja era por demais acolhedora. Devido a esta demanda, foi conversado com a associação de moradores, a fim de utilizarem o espaço do salão da Associação Dos Moradores para rezar as missas, e assim foi. E até os dias de hoje é rezado a missa neste local. Dona Diles fez parte da Equipe Administrativa da igreja, por vários anos, contudo hoje nos papeis não tem mais seu nome lá, porém continua ajudando, exemplo disso foi o que aconteceu no último sábado, ajudou a preparar os ramos para a Missa de Ramos. O que nos mostra quão bom é seu coração. Diles, também fez o curso de teologia, na paróquia, é ministra da eucaristia, faz parte da Associação Dos Moradores há vários anos, onde também não mede esforços para ajudar. Pessoa de confiança tanto no trabalho profissional do dia a dia, como nos trabalhos voluntários. É pessoa de visão, na simplicidade do ser. Diles, admiro sua modéstia, de dar valor as coisas simples da vida, nunca recusa um pedido de ajuda, sempre dá um jeitinho, tem orgulho de seus filhos, carrega amor em seus pensamentos, e demonstra e como demonstra este sentimento em suas ações. Muito obrigado por ser simplesmente assim. Parabéns Diles, por este momento tão especial, essa é a homenagem da bancada do PSB. Convido a Diles para que receba o Certificado e a Placa.

(ENTREGA CERTIFICADO e PLACA)

SRA. DILES TEREZINHA TURQUETTO: Boa noite a todos e a todas, quero dizer que eu estou um pouco nervosa, mas muito feliz por estar aqui hoje representando a mulher farroupilhense. Quero agradecer ao Vereador Odair Sobierai por ter me convidado, Vereador Odair, muito obrigado, você é meu amigo, meu vizinho. Ele já falou tudo. Então o que eu quero falar é agradecer ao Presidente da Casa, Dr. Thiago, ao Prefeito, nossa Primeira Dama e todos os Vereadores presentes aqui e todo o pessoal que está trabalhando aqui na Casa, que eu não consigo falar todas as pessoas que estão aí. Então eu quero agradecer todos os meus familiares que me apoiaram por eu estar aqui hoje, porque a minha família é a base de tudo para mim. Agradecer aos meus amigos, da minha comunidade, e todos os meus vizinhos, amigos, todos lá da minha comunidade. Muito obrigado, não tenho mais palavras para falar, mas vou dizer assim, só uma mensagenzinha, para nós mulheres e para os homens também, quero dizer assim: “os nossos braços são as nossas asas, mas quem voa para buscar os nossos trabalhos, os nossos valores é a nossa humildade. Sejamos humildes sempre. Humildes. ” Muito obrigado.

PRES. THIAGO BRUNET: Parabéns Diles, neste momento então convido para que faça uso da Tribuna em nome do Partido Republicano Brasileiro – PRB, o Vereador Tiago Ilha.

VER. TIAGO ILHA: Senhor Presidente, Dr. Thiago Brunet, todos os meus colegas Vereadores, colega Vereadora Eleonora, queria cumprimentar nosso Prefeito Municipal Dr. Claiton Gonçalves acompanhado aqui da sua esposa Francis Somensi. A todos que aqui estão presentes, as pessoas que nos acompanham também através da sua casa pela transmissão online que essa Casa proporciona. Queria cumprimentar a todas as homenageadas nesse dia tão especial. A Sandra, a Rejane, a Diles, a Nair, a Carla, a Gissela, e a nossa homenageada do PRB Elenice Girelli, a Nice, e como nós viemos com esse propósito de aqui também estar representando o movimento que faz parte da minha vida e faz parte do meu DNA, que é o movimento tradicionalista gaúcho, não poderia ser diferente de não estar aqui homenageando pelo segundo ano, outra prenda. No ano passado uma prenda empreendedora, esse ano uma prenda professora, uma prenda de CTG. Queria cumprimentar de forma muito carinhosa a minha esposa Carla Somensi, queria cumprimentar o meu sogro e a minha sogra, Dona Eloni e Seu Deoclides, e também o meu amigo, meu padrinho de casamento Seu Juarez a sua esposa Evair Giordani, que vieram lá de  São Jorge do Oeste, no interior do Paraná, para estar aqui também presentes nesse dia tão importante, Juarez também é uma grande liderança política, ex Vereador, ex Prefeito, dessa localidade e muito me honra hoje ser meu amigo, meu padrinho de casamento. Hoje eu quero falar a todos vocês, a todas as mulheres e a todos os homenageados sobre o que eu entendo e vou dividir o meu pronunciamento em uma breve introdução, vamos chegar na nossa homenageada e vamos finalizar trazendo o que eu acho, o que eu compreendo sobre a mulher na sua essência. Um aroma doce e suave; exalou das mãos do criador; faltava algo no mundo;

Com sentimentos profundos; Para semear o amor; Os seus olhos de bondade; Contemplaram naquele dia; A solidão no jardim; Faltava a flor graciosa, Meiga, forte e formosa; Nasceu a primeira rosa; Feito flor, flor de jasmim; Fez-se carne, fez-se bela, Fez-se amor, fez-se em sonho; Deus fez, o perfeito imperfeito; Desenhou, como ele quer; O homem colheu a flor, Beijou-a com terno amor; Chamando-a, Simplesmente,

Mulher; Mulher, que gera a vida; Flor guerreira e carinhosa; Destemida e corajosa; Faz o mundo acontecer; Mulher que sabe ser terna; Incansável, Mãe eterna; Em sua leveza, mulher; Mulher está sempre presente; Mulher é o presente do homem; Exala paz e alegria; Sempre com brilho no olhar; É fonte de luz, beleza que irradia; Mulher que protege a família; O mundo sem a mulher; Não há como imaginar; E esta mesma mulher; Aqui nos campos do sul; Nós chamamos de prenda; Prenda, vem de moça prendada; Uma mulher cheia de qualidades; Com muita aptidão e talento; Uma mulher que faz com primazia; Tudo aquilo que se dispõe; Quem criou esta palavra: prenda; Traduziu em todos os sentidos; Quem é,  e como é Elenice Girelli; Uma prenda, uma prenda de mão cheia; Que coloca sua alma e sua destreza de mulher; Em tudo aquilo que se propõe; Que tem a graça e , ao mesmo tempo, a garra e a raça; Da verdadeira mulher gaúcha; Que tem coragem para enfrentar todos os desafios; E ser uma vencedora. Uma mulher que ajuda a construir o futuro. Que planta e cultiva nas sementes do amanhã, a essência da esperança, do conhecimento e da sabedoria. Que transforma o próprio cerne da cultura, em um grande palco, um palco, onde brilham os sonhos de tantas crianças, por uma cidade, por um país, por um planeta, por um mundo melhor. E toda esta garra, está destreza, em tudo que faz, só pode ser traduzida por uma palavra, amor. Amor pela família, amor pelos amigos, amor pelos filhos. Sim, a Elenice, assim como tantas mulheres, guerreiras, que estão aqui hoje, com todas as suas lutas e todas as suas conquistas, trazem consigo a maior delas, os seus bens mais valiosos: os seus filhos. Uma mãe, que batalha com toda sua força, pela felicidade destes pequenos. Uma mãe que guarda, que protege em seus braços, que dá a eles o melhor aconchego e o melhor carinho. Uma mulher, uma prenda, que luta por eles todos os dias, com todo o seu amor. E se falando de amor, se falando de mulher e se falando de mãe, eu quero aqui também falar da minha mulher, da minha esposa, do meu amor, e agora, também da minha futura mamãe. Uma linda princesa vem por aí para encher o meu rancho de alegria, mais uma mulher na minha vida, que se aproxima para encher o meu coração, a minha vida e as nossas vidas de alegria, nossa pequena Teodora, que logo vai chegar para encher os nossos corações de alegria. A vocês mulheres, a todas vocês, a todas as nossas homenageadas, continuem assim, não desistam dos seus objetivos, sejam sempre assim, guerreiras, destinadas, e nunca desistam do seu sonho que é de amar. O PRB homenageia todas as mulheres e convida para receber esse importante certificado dessa Casa a nossa homenageada Elenice Girelli, a Nice.

(ENTREGA CERTIFICADO e PLACA)

SRA. ELENICE GIRELLI: Ao Excelentíssimo Senhor Prefeito Claiton Gonçalves e sua esposa 1ª Dama Francis Somensi, ao Senhor Vereador Thiago Brunet, os demais Vereadores desta Casa, aos Secretários aqui presentes, ao meu CTG Ronda Charrua, a comunidade escolar da Escola Infantil Planeta Criança, aos meus amigos, meus familiares e em especial ao Vereador Tiago Ilha, que me indicou para essa homenagem. Minhas saudações. Ao receber este valoroso convite fiquei um tanto inquieta, pois não me considerava até então, merecedora de tamanha condecoração. Na medida em que fui divulgando esta homenagem, nos diversos espaços que convivo e atuo, pude perceber algo que estava diante de mim, porém meus olhos não enxergavam. Ao longo dos anos construí sim uma imagem positiva. Foi através das felicitações, comentários e considerações carinhosas que fizeram eu notar o porquê de hoje estar aqui. Amor. O amor pelo que somos e fizemos nos impulsiona. Amo estar com as pessoas. Podem elas estar no ventre de suas mães ou 100 anos de vida. Podem elas ser do gênero, crença que quiserem, porque valorizar e não julgar o diferente, mesmo que tirando da minha zona de conforto, me proporciona compreender a marcha e a evolução humana. Amo ensinar, amo a profissão que escolhi, desde pequena, porque a cada dia que passa percebo que nada sei, mas que posso compartilhar tudo o que até aqui aprendi. Amo a cultura gaúcha, ela me proporciona alegrias, me oportuniza conhecimento, amigos e acima de tudo desejo de estar feliz através da arte. Tudo isso sem esquecer da valorização dos que vieram antes de nós e que nos deixaram o seu legado. Sou grata, muito grata aos meus antepassados, em especial as minhas amadas nonas que hoje não estão mais em nosso meio. Alzira e Maria, que me deixaram características marcantes e que carrego com muito respeito. Hoje essa homenagem eu dedico a vocês duas. Sou grata a ti meu pai Olivo, por me dar o tom e as notas para compor a minha melodia de vida. A ti minha mãe Santa, por me alcançar as agulhas para que eu pudesse alinhavar e ajustar em meu corpo a minha própria história. A vocês, Cris e Josi, por compartilharem a nossa humilde, porém doce infância e juntos construir nossa história familiar. Mas minha maior gratidão é pelos meus filhos Pedro Luiz e Maria Luiza que me ensinam diariamente o que é de verdade amar. “É preciso amor para poder pulsar, é preciso paz para poder sorrir, é preciso a chuva para florir”. Sim os versos de Renato Teixeira e Almir Sater, eu amo poder viver, eu procuro a serenidade para ter um sorriso largo nos lábios mesmo naquele dia em que eu não estou bem. Eu choro para poder evoluir. Que a nossa padroeira Mãe de Caravaggio possa estar acompanhando a cada um de nós aqui, a cada uma de nós mulheres homenageadas, amem cada dia mais. Boa noite.

PRES. THIAGO BRUNET: Neste momento então, convido para que faça uso da Tribuna em nome do Partido da REDE SUSTENTABILIDADE, o Vereador Alberto Maioli.

VER. ALBERTO MAIOLI: Senhor Presidente, Senhores Vereadores, nosso caro Prefeito Municipal, 1ª Dama, Vereadora Eleonora, queria dar uma saudação ao ex Prefeito Bolivar Pasqual, cumprimentar os Secretários Municipais, a Janete Toigo Diretora do HBSC, e queria aqui cumprimentar a minha noiva Ivana Fontanella, em nome dela saudar e cumprimentar carinhosamente todas as mulheres aqui presentes e uma saudação muito especial a todas as nossas homenageadas. Evidentemente que todo mundo se apresenta de um jeito, outro de outro, eu vou ler alguma coisa e depois para finalizar evidentemente que já é da minha tradição, sou obrigado a fazer uns versos também. Março é um mês especial, pois é o mês onde a Câmara de Vereadores se sensibiliza mais, deixando um pouco os assuntos mais pesados para se preparar com dedicação e poder tocar com carinho, as mulheres que nesta noite estão representando uma parte da nossa sociedade. Quero parabenizar todas as mulheres farroupilhenses. Escolhemos algumas representantes, pois todas não caberiam neste Plenário. A homenageada da bancada do Partido Rede Sustentabilidade é Nair Salete Todeschini. Nair Salete Todeschini é filha de Laura e Antônio Luchini. Nasceu na cidade de Veranópolis, longevidade, tu vais viver muitos anos e aos 12 anos mudou-se   para Farroupilha onde começou a trabalhar na Indústria de Calçados Maioli, veja que sobrenome bonito, Maioli. Casada com Vicente Todeschini, tem uma filha chamada, Carolina Todeschini. Moradora do Bairro Nova Vicenza, formou-se em Serviço Social pela UCS no ano de 1984, foi o ano em que nasceu um filho meu. Mesmo ano onde deu início as suas atividades junto ao Poder Público Municipal como Assistente Social. Seu trabalho foi praticamente direcionado para a população de baixa renda e é importante citar alguns dos Projetos onde participou mais efetivamente. São eles: Urbanização da 1ª favela de Farroupilha, chamada na época de Núcleo SFAN (Sociedade Farroupilhense de Auxílio aos Necessitados). Residiam lá 180 famílias em condições sub-humanas. Comandou o Projeto de cadastramento, remoção e realocação das famílias para terrenos e casas definitivas. Implantou Projeto com os recicladores, com a conclusão do pavilhão e organização das equipes que trabalhavam no Bairro Industrial, permitindo que através da organização obtivesse geração de renda para subsistência da família. Trabalhou no assentamento da Tribo Indígena Caingangue que estavam acampados nas proximidades da estação férrea. Com o apoio de empresas privadas, do Poder Público e da FUNAI foi destinada área pública e construídas casas com abastecimento de água, energia, escola e banheiros comunitários. Trabalhou por muitos anos em atendimento de plantão social anteriormente a criação e surgimento do CRAS. Foi coordenadora por um longo período no trabalho voluntário na confecção de enxovais para gestantes carentes. Encerrou suas atividades em 2012. Sua carreira direcionou suas escolhas de vida que a levaram a cuidar, atender e proteger os mais desfavorecidos que aqui moram ou escolheram nossa cidade como sua moradia. Ainda hoje há quem lembre dos feitos realizados durante esse período no trabalho público. Resumir uma história de trabalhos não é uma simples tarefa, mas é por isso e muito mais que D. Salete faz parte desse seleto grupo de homenageadas e sendo assim, recebe os nossos parabéns e nosso carinho. Farroupilha agradece seus esforços assim como a Rede Sustentabilidade quer te agradecer. Salete, você sabe que todos nós viemos neste mundo e é com uma missão para ser cumprida. Uma coisa aqui eu quero deixar dito para você, que você praticamente cumpriu com sua missão aqui na terra e principalmente para o Município de Farroupilha. Quantas pessoas que realmente tu tens ajudado para fazer com que fossem pessoas de bem, por causa do teu trabalho, do teu carinho, do teu amor, da tua dedicação. Hoje tu estás aqui sendo escolhida pelo nosso partido de Sustentabilidade independente de cores partidárias. Foste escolhida pelo trabalho, pelo amor que tu tiveste com o próximo. Então eu também me toca agora fazer uns versos pois se não perde toda a graça: “E do partido da REDE; Da bancada estou sozinho; Para ser bem representada; Sempre dou o meu jeitinho; Para nossas homenageadas; Vou mandar o meu beijinho; Para  mulheres farroupilhenses; Nosso amor, nosso carinho; Hoje é dia de festa; Para toda nossa cidade; As mulheres farroupilhense; É a nossa celebridade; Eu falando pra vocês; Me sinto bem a vontade; Que DEUS lhe dê saúde; Amor e felicidade; E as mamães farroupilhenses; Que tem algo a comentar; São guerreiras, são bonitas; Nem tem tempo a namorar; De noite cuida dos filhos; Prepara almoço e jantar; E quando é no dia seguinte; Se obrigam ir trabalhar; Encerro a minha fala; E o verso vai mais além; Pra minha querida noiva; Quero lhe dar nota cem; E as mulheres de Farroupilha; Eu valorizo também; E podem me acreditar; Que a todas eu quero bem.” Então Nair Salete, venha receber essa linda homenagem que você é merecedora.

(ENTREGA CERTIFICADO e PLACA)

SRA. NAIR SALETE TODESCHINI: Boa noite a todos, eu me sinto muito feliz hoje em receber esta homenagem e eu quero agradecer a REDE pelo reconhecimento do trabalho que eu exerci em 27 anos no município. Eu estou emocionada. Como assistente social que eu atuei a 27 anos no município. Eu quero dizer também que eu me sinto muito grata e honrada em receber essa homenagem. Obrigada.

PRES. THIAGO BRUNET: Convido então nesse momento para que faça uso da Tribuna em nome do Partido do Movimento Democrático Brasileiro – PMDB, a Vereadora Eleonora Broilo.

VER. ELEONORA BROILO: Senhor Presidente desta Casa, Doutor Thiago Brunet, Excelentíssimo Senhor Prefeito de Farroupilha, Doutor Claiton Gonçalves e sua esposa a Primeira Dama Francis Somensi, Senhores Vereadores, o senhor ex-prefeito de Farroupilha Bolivar Pasqual e sua esposa Anita, Senhora Janete Toigo Administradora do HBSC e a Senhora Elisabete Laubayer Presidente do Conselho, o Senhor Daniel Bampi que é o atual Presidente da CICS, autoridades presentes, funcionários da Casa, meu marido e minha Secretária Jaque sempre ao meu lado, Voluntárias da Saúde, Senhoras e Senhores. Em primeiro eu agradeço os Vereadores da Bancada do PMDB, Arielson Arsego, José Mário Bellaver, Jorge Cenci e Jonas Tomazini, por cederem a mim a honra de expressar nossa homenagem nessa noite Solene pela mulher farroupilhense. Em segundo, quero fazer uma referência a todas maravilhosas mulheres homenageadas nessa noite, Senhora Diles Terezinha Turchetto, Senhora Gissela Franke Colombo Berlaver, Senhora Nair Todeschini, Senhora Rejane Comin, Senhora Sandra de Almeida, Senhora Elenice Girelli que juntamente com nossa homenageada Senhora Carla Macalossi, Gerente Administrativa da CICS, colocam estrelas neste céu da noite de 12/03/2018. Parabéns a todas as Senhoras. Como já foi dito, o dia 18/03, o dia da mulher farroupilhense, mediante Projeto apresentado pela Vereadora Marlene Feltrin, foi instituído pela Lei 1.355/84, sancionada pelo então Prefeito Wilson Cignachi em 23 de maio de 1984, é só um pouquinho de história, para que a gente se situe no tempo e no espaço, nesta semana que se iniciou no dia 08 de março, Dia Internacional da Mulher, marcado pelas conquistas femininas que se iniciaram naquela época e continuam até hoje, sendo que o certificado “Mulher Destaque de 2012” foi da autoria da então Vereadora Maristela Pessin. Bem, falar de pessoas conhecidas, seja pelo seu trabalho, seja por obras sociais, é muitas vezes fácil, mas há que lembrar de quem muitas vezes brilha nas sombras. A Senhora Carla Macalossi, filha de Fiorindo e Maria do Carmo Macalossi e mãe orgulhosa de Júlia Macalossi Gubert, em 27 anos de trabalhos na Câmara de Indústria, Comércio, Serviços e Agronegócios de Farroupilha, já secretariou 10 Presidentes, entre eles uma mulher, a senhora Nádia Emer Grasseli, que também merece nossos parabéns no dia de hoje, inclusive eu posso ver aqui, alguns Ex-Presidentes desta Casa. O primeiro Presidente da CICS, o Senhor Adelino Colombo, está aqui certamente homenageando a sua filha que é uma das homenageadas dessa noite. O segundo Presidente da CICS, o Senhor Antônio Ruffato, o Senhor Walter Bianchi, o Senhor Marcos Mostardeiro e o atual Presidente da CICS, o Senhor Daniel Bampi. Se por acaso, eu esqueci ou não vi algum outro Ex-Presidente, eu peço desculpas foi por realmente, no meio de tantas pessoas bonitas nessa noite, eu não tê-lo visto. Cursando Direito na UCS, a Senhora Carla aperfeiçoa e amplia ainda mais os seus conhecimentos. Sua história profissional, ligada diretamente à CICS, é uma mostra da sua competência, da sua dedicação, do muito que Carla vêm realizando pelo Município. Participou de importantes Projetos desenvolvidos pela CICS como, por exemplo, o Projeto Miniempresas que é um incentivo ao investimento nos nossos jovens. É impossível enumerar e nomear aqui todos os Projetos da CICS que Carla participou, da organização e do desenvolvimento. Nesses 27 anos, nossa homenageada viu e acompanhou inúmeras empresas investindo e acreditando na nossa cidade. Vibrou com marcos decisivos como a inauguração da UTI de adulto do nosso Hospital. Teve uma atuação marcante na realização da Fenakiwi, que é uma marca da nossa cidade. Nossa Bancada homenageia com orgulho essa guerreira. Mas diante de tudo que Carla viu e viveu, ela sabe que família, amigos e trabalho são valores inestimáveis. Carla é um exemplo de luta, de conquista, de competência, de dedicação, de profissionalismo, de mulher que tem força, que faz diferença e sabe o que quer. Em seu nome, nossa Bancada homenageia todas as Secretárias. Da mesma maneira nós homenageamos todas as mulheres que nos acompanham nessa Solenidade, pessoalmente ou não. Mulheres de todos os credos, de todas as raças, mulheres cantadas em versos e prosas como, por exemplo, na música de Erasmo Carlos “Mulher”, onde numa das estrofes, em homenagem a esposa Nice, ele diz o seguinte: “Mulher, na escola em que você foi ensinada, jamais tirei um dez, sou forte, mas não chego aos seus pés”. Mulheres poderosas vestindo simplesmente um pijama, invencíveis mesmo na doença, delicadas mesmo quando consumidas pela raiva, leoa na defesa dos que ama e do que acredita. Enfim, mulher é luta, é emoção, é dedicação é amor, mulher é vida. Parabéns a todas as mulheres farroupilhenses pelo seu dia, em especial a nossa homenageada, a Senhora Carla Macalossi. Muitas vezes chamada pela sua marca “Carla da CICS”. Parabéns. Parabéns a todas. Muito obrigada. Agora eu quero chamar a nossa homenageada para que venha receber os mimos da nossa Câmara.

(ENTREGA DE CERTIFICADO E PLACA)

SRA. CARLA MACALOSSI: Bem, para quem me conhece sabe que essa é a primeira vez que ocupo uma Tribuna. Eu sou avessa à Tribunas, eu gosto de trabalhar nos bastidores, mas vamos lá, eu acho que nós vamos deixar uma mensagem legal. Então meus especiais cumprimentos ao Excelentíssimo Vereador Doutor Tiago Brunet, Presidente dessa Casa, ao Prefeito Claiton e a sua esposa a nossa Primeira Dama Francis, Vereadora Dra. Eleonora e a Bancada do PMDB, desde já, muito obrigada. Aos demais Vereadores, membros dessa Casa, aos Presidentes da Diretoria Executiva, Conselho Deliberativo da Câmara de Indústria, Comércio, Serviços e Agronegócios de Farroupilha, Daniel Bampi e Maurício Bianchi. Em seus nomes, meus carinhosos cumprimentos a todos os Presidentes, membros da diretoria, núcleos setoriais e empresários. As agraciadas dessa noite, a Rejane Comin, minha amiga pessoal, a quem eu peço, a todos, uma oração para que ela consiga superar esse momento tão difícil. A Diles Turchetto, a Elenice Girelli, a Nair Todeschini, a Gissela Colombo Berlaver, em seus nomes cumprimento a todos familiares e amigos e amigas aqui presentes. Imprensa, Senhoras e Senhores, Secretários. Ser indicada para receber o “Certificado Mulher Destaque” foi uma grande surpresa. Confesso que ao ser convidada a participar desse momento por alguns dias mantive segredo e fiquei a pensar: por que eu? Quantas outras mulheres poderiam ter sido escolhidas e seriam merecedoras dessa homenagem. Revisei as minhas memórias e meus projetos futuros, buscando encontrar fatos pontuais que justificassem essa deferência e pude então concluir que não é necessário um fato único e sim um conjunto de pequenas ações ao longo do tempo. Sei que hoje ocupo essa Tribuna em reconhecimento pela minha carreira profissional na organização empresarial onde trabalho há quase 28 anos. A CICS é a extensão da minha casa, é onde me permito e onde me é permitido conviver com pessoas especiais que me ensinaram e que todos dias me ensinam a respeitar as diferentes formas de pensar e agir, que me ensinam a arte da resiliência e a compreender que não devemos ser imediatistas, respeitando o tempo necessário entre as ideias, o planejamento e as realizações. Foi na CICS que aprendi que não existe outra forma de desenvolvimento que não seja da parceria, do pensamento, do trabalho coletivo e pela coletividade. As alianças Público-Privadas devem suplantar ideologias partidárias, de gênero, raça, de credo, ou etnia e necessariamente devem ter o aval e a participação de todos os agentes da sociedade civil como único e mais curto caminho para que nossa comunidade se desenvolva de forma harmônica. Fica aqui a máxima: nada se faz sozinho. Nádia, por seres a primeira e ainda única mulher presidente da CICS, meu carinhoso agradecimento. Agradeço ao Seu Colombo, Seu Antoninho Ruffato, ao Bianchi, em prece agradeço ao Seu Adelino Miotti, ao Neumann, ao Dr. Bianchi, ao Dr. Renato Bellaver, ao Mostardeiro, ao Cenair, ao Carlinhos e ao Bampi, o mais jovem empresário que hoje preside de forma tão entusiasmada a nossa CICS. Em seus nomes agradeço a cada membro de suas diretorias, conselhos e empresários que a mim e as minhas colegas de trabalho confiam a tarefa de dividir o dia a dia da CICS. Tenho a plena certeza que essa homenagem não é só minha e das demais homenageadas de hoje, ela é de cada uma das mulheres farroupilhenses que de uma forma ou outra, ainda que no anonimato, buscam o melhor para suas famílias e consequentemente para a sociedade onde vivemos. E por essa convicção, agradeço carinhosamente aos Vereadores membros da Bancada do PMDB, nas pessoas do Arielson, da Dra. Eleonora, do Jonas, do Jorge e do José Mário pela percepção e sensibilidade de ver em mim tantas outra “Carlas”. A Carla Macalossi se confunde com a “Carla da CICS”. Assim como a Paula e a Gabriela da CICS. Essas associações vão se originando naturalmente, por força do tempo e da perseverança de cada uma de nós. Nessa caminhada eu encontro a Renata do Santander, a Juliana da São Lucas, a Fátima da Double, a Sissi da Feltrin, a Deise da Chiquinho, que é mãe, a Sandra da Colombo, a Leti da Prefeitura, a Tânia da Câmara de Vereadores, entre tantas outras mulheres que fazem parte da história de desenvolvimento da comunidade onde nasceram ou escolheram para viver e trabalhar. É com elas e com todas as mulheres presentes que divido essa homenagem. Enfim, sou a Carla Macalossi, filha de Fiorindo Macalossi, autêntico e legítimo neto de imigrantes que vieram do norte da Itália. Homem de brio, trabalhador e fiel aos seus princípios, pai de quem muito me orgulho e que tanta saudade me traz. Tenho certeza de quem conheceu a história de meu pai saberá entender o significado desse especial momento e da citação que diz: “Há uma grande diferença entre deixar uma herança e deixar um legado”. Sou a filha da Maria do Carmo, também conhecida como “Cata”, a melhor mãe do mundo, mulher guerreira, a mulher mais forte que eu conheço, a mãe e vó que apesar das tantas dores que já viveu, toca a sua e as nossas vidas com muita dignidade. Mãe, obrigada, eu te amo. Sou a irmã do Pepão, que tão prematuramente nos deixou, deixando a certeza da efemeridade de nosso tempo no plano que hoje habitamos. Sou a irmã mais velha do Rafael e da Juliana de quem muito me orgulho por serem quem são. Sou a mãe da Júlia que, aos 16 anos, ainda tão jovem, resolveu ganhar o mundo, experimentando e dividindo comigo tantas conquistas e as angústias inerentes aos jovens em início de carreira e que agora de volta a sua cidade natal e recomeça um novo projeto de vida, me encorajando e ensinando que sempre é tempo de recomeçar e de experimentar o novo. Para ti, minha filha e minha melhor obra, todo meu amor. Já me orgulho se seres quem és e deixo aqui o desafio de comigo escrever as novas linhas na história de nossas vidas. Muito obrigada a todos vocês.

PRES. THIAGO BRUNET: Convido para que faça uso da Tribuna em nome do Partido Progressista – PP o Vereador Tadeu Salib dos Santos.

VER. TADEU SALIB DOS SANTOS: Senhoras, Senhores. Boa noite. Quero saudar o Senhor Presidente deste Poder Dr. Thiago Pintos Brunet, saudar o Senhor Prefeito Municipal Dr. Claiton Gonçalves, Primeira Dama Francis Somensi, quero saudar aos colegas Vereadores e a representante das mulheres a nossa Vereadora Eleonora, quero saudar aqui os Senhores Secretários Municipais, também saudar os Presidentes atuais e ex-presidentes de entidades, saudar o ex-Prefeito Pasqual, não poderia deixar já que caminhamos, também, quando ainda na iniciativa privada, Vossa Excelência conduzia essa Cidade e nos conduzia também. Não posso deixar de referir a Janete, saúde, né, Janete, Dona Bete sempre a gente lembra da Senhora com muita gratidão. Enaltecendo a todas as mulheres sempre, por contribuir tanto com esta saúde do nosso Município. Eu poderia citar aqui muitos nomes, Sissi, entre outras, mas de uma maneira geral eu queria dizer de uma maneira muito humilde, eu sou homem das mulheres, eu só tenho mulheres na minha vida. A minha esposa, as 3 filhas e neta que DEUS me mandou de presente na renovação da vida, uma menina. Então eu sei o quanto valor vocês têm, mulheres. Quero saudar, também, os Senhores da imprensa e não me canso de repetir, Senhoras e Senhores. Agradeço inicialmente, ao meu colega o Vereador Josué Paese Filho, Kiko, pela oportunidade de ocupar está Tribuna, representando o Partido Progressista para que em nome de nossa Bancada venhamos expressar a nossa felicitação em homenagear nesta noite a mulher farroupilhense. Quero cumprimentar todas as mulheres que estão presentes nesta Sessão, mas de uma forma especial as nossas homenageadas, Sandra de Almeida, Rejane Comin, aqui representada, Diles Terezinha Turchetto, Elenice Girelli, a nossa prenda campeã do Fegart, a qual eu era Vice Patrão na época, caminhamos juntos e por alguns momentos eu cheguei a ter a petulância de dizer: eu também sou teu pai. Nair Salete Todeschini, quanto caminhamos juntos, né, por uma boa causa. Obrigado pela tua maneira humilde de tratar os humildes, aí está tua grande grandeza. Carla Macalossi, A Carla da CICS. Carla, te homenagear também, meu amor, é algo assim, privilégio de qualquer pessoa que vem a essa Tribuna. Agora vamos falar de quem aceitou nosso convite. Quero confessar aos Senhores e Senhoras que quando eu fui até as Lojas Colombo, juntamente com o Gabriel, o assessor de imprensa para levar efetivamente o convite a Dona Gissela Franke Colombo Berlaver, eu fui com dois corações, aquele coração de quem conhece um pouquinho da sua história, mas ao mesmo tempo naquele momento, eu estava indo com o coração de quem conhece muito da sua competência e ao chegar lá quando eu disse: Dona Gissela, a primeira vez a Senhora passou, mas quando foi a segunda ela me disse para que eu me sentisse à vontade, talvez, pode me chamar de Gissela. De uma maneira muito simples, muito cordial, muito receptiva. Eu vou falar um pouquinho mais e a Senhora me permita hoje, fazer o que a Senhora me disse naquele dia: me chame de Gissela. Hoje a Senhora está representando uma infinidade de Gisselas, principalmente entre as quase 5 mil famílias da qual a Senhora preside, sucedendo alguém que eu quero falar também daqui a pouquinho. De uma forma geral, eu quero dizer o seguinte: frases, palavras, pensamentos, como definir em uma mulher se mulher é mãe, é amiga, é esposa, é filha, é batalhadora, é mulher. Nem todas as palavras poderiam definir suas qualidades. Hoje é o dia da mulher que busca seu sonho e seu espaço, que corre atrás, que conquista, que enfrenta dificuldade, mas não desiste e que merece respeito, reconhecimento e admiração todos os dias. Posso afirmar sem dúvida que a maioria da força produtiva do nosso Município é formada por trabalhadoras, muitas são ao mesmo tempo chefes de família e responsáveis pelo sustento da casa. Quando não há mulher, falta a harmonia. É ela quem traz a harmonia ao mundo, que nos ensina a acariciar, a amar com ternura e que faz o mundo uma coisa bela. Explorar uma mulher não é somente um crime, mas é destruir a harmonia. Sem ela o mundo não seria bonito, não seria harmônico. Gosto de pensar que DEUS criou a mulher para que todos nós tivéssemos uma mãe. Agora, Gissela, vou falar um pouquinho de ti. Quero falar isso, com muito carinho, com muito amor, com muito reconhecimento e muita gratidão. Quando olhas e vê naquela figura da primeira paixão da tua vida, chamado Adelino, e a primeira paixão da menina é o pai, e olha nesses cabelos brancos de dar inveja a quem está começando a branquear, tamanho é a beleza. A tua caminhada começou logo depois que eles casaram, porque foi a primeira filha, foi a primeira que chegou para constituir a maior empresa do universo, esta empresa chama-se família. Por isso que o pai foi um homem e é o homem de sucesso. Agora vamos voltar um pouquinho na escolha. Se hoje nós podemos dizer de que o cabelo branco deixa ele mais bonito do que ele é, tornando-o lindo na sua plástica porque no seu interior o Senhor já mostrou ao longo da sua caminhada. Não poderíamos esquecer a mulher do lado dele. Eu pude ter a honra e o prazer de estar na reinauguração da loja nº 11 e ali o Senhor falou com um amor tão grande da Dona Rute. Dona Rute, a Senhora hoje também está sendo homenageada pela homenagem a sua filha, porque a Senhora ensinou para ela o caminho numa época, e que a Senhora sabe as superações que a Senhora teve que passar, a Senhora estava do lado de um gigante tornando-se uma gigante maior. Hoje, sinta-se homenageada e o Seu Adelino também e a mana também, o filho também e o marido também. Desde fevereiro, Gissela Franke Colombo Berlaver é a Presidente da rede Lojas Colombo, sucedendo seu pai, Adelino Raimundo Colombo. Ao longo da carreira, a Bacharel em Direito pela Universidade de Caxias do Sul, atuou nas Lojas Colombo por 27 anos, desenvolvendo atividades como vendedora e no setor de compras, no setor comercial e ainda gerente dos SACS, Serviço de Atendimento ao Consumidor. Em busca de múltiplas e complementares experiências profissionais, fez parte da área comercial e da gestão da Calzzare Comércio de Calçados Ltda. Ao longo de seis anos, como conselheira atuou por sete anos no Conselho de Administração das Lojas Colombo. Atualmente exerce sua função no Conselho de Administração da Crediare é Vice-Presidente do Conselho de família de AR Colombo, é também sócia da Gil Consultoria Empresarial Ltda e acionista majoritária da Holding GGB Participações. Paralelamente, participa ativamente do Grupo Voluntárias da Saúde e Projetos voltados para o desenvolvimento da comunidade. Natural de Farroupilha, prata da nossa casa, é casada com Olivar Antônio Berlaver, um menino passeador com a pastora alemã. Berlaver tem, juntamente com Gissela, os dois meninões, um com a idade de Cristo, 33 anos, o Gustavo. E o Bruno, com aquela idade que eu gostaria de ter hoje, 30 anos. Esta é a família. Aí eu pergunto: Gissela, como ainda consegue tempo para o voluntariado? E ao mesmo tempo eu respondo: Pelo coração do Adelino, pelo coração da Rute que te ensinaram valores. Chegastes a presidência e à sucessão, porque começou lá em baixo, passou quase que todos os setores. Lá em baixo, que a gente diz, não é no sentido de ser menos ou ser mais, não, não, mas era a forma deste que a tua paixão de sempre e desta que é a tua inspiração, para ser a mulher que tu és, a Dona Rute, os ensinamentos. A vida é isso, é ensinamento. Quem ama educa. Eu tenho certeza que quando Seu Adelino criou a maior empresa do universo, tinha nesta empresa, no contrato social, com a Dona Rute, escrito uma única coisa: “o amor vai prevalecer em qualquer tempo, em qualquer situação”. Eles te amam muito e eu sei o quanto tu ama eles. O cargo que ocupas hoje, é porque teu pai te ama tanto que te ensinou a um dia dizer: “a minha filha pode sentar na minha cadeira”, assim como ele hoje está honrado de ter criado a CICS e alguém que tão bem representa a CICS, também está sendo homenageada, Carla. Ele foi o criador, o pensador. Parabéns. E quero encerrar, dizendo que a sociedade evoluiu com mais rapidez quando a mulher se tornou protagonista de sua própria história, história e da história da humanidade. Parabéns a todas as mulheres farroupilhenses que de diferentes maneiras tornam o mundo especial. Agradeço a presença de cada uma de vocês nesta noite e recebam o nosso carinho e a certeza de que devemos a vocês muito de nosso progresso. Um forte abraço, um boa noite o nosso muito obrigado em nome do PP, o Partido Progressista. E eu quero, Gissela, Dona Gissela, Presidente Gissela, venha até aqui próximo para receber também o que todas estas que lhe antecederam com mesma honra, com mesmo amor e também com o mesmo merecimento. Parabéns mulheres pelas representantes que estão aqui hoje.

(ENTREGA CERTIFICADO E PLACA)

SRA. GISSELA FRANKE COLOMBO BERLAVER: Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara de Vereadores de Farroupilha, Tiago Brunet, Excelentíssimo Senhor Prefeito Municipal de Farroupilha, Claiton Gonçalves acompanhado da Primeira Dama, a Francis. Querido Vereador Tadeu, sempre tão gentil nas suas palavras que nos tocam profundamente. Meu muito obrigada pelo PP tão gentilmente ter escolhido a minha pessoa para essa homenagem. Eu gostaria aqui de homenagear, hoje, aquelas mulheres que através dos séculos sofreram, lutaram, foram massacradas, para que nós pudéssemos, hoje, ter os nossos direitos civis assegurados. A minha grande homenagem é para elas e me emociona muito saber quanto sofreram para nós chegarmos hoje até aqui. Muito temos ainda a galgar, eu concordo, mas com a luta de todas a igualdade social da mulher vai acontecer, porque socialmente nós queremos ser iguais, jamais seremos de outra maneira. Temos o dom de ser mães e temos tantas outras qualidades como os homens têm as suas. É a parte social que eu tanto quero que a mulher consiga atingir, que a Lei Maria da Penha seja bem cumprida, é uma Lei tão importante, que ainda hoje não temos uma estrutura no Brasil para que realmente ela funcione e que a mulher não sofra os abusos que sofrem por causa da agressividade natural masculina e que nesse sentido nunca vamos poder nos igualar na força. Então, temos que ter essa proteção. No restante, eu sonharia que um dia não precisássemos fazer o Dia da Mulher, podemos fazer o dia da comunidade onde o homens e mulheres estariam aqui homenageados quando não precisarmos homenagear essas lindas, fantásticas mulheres, acho que chegamos num patamar desejado. De qualquer maneira agradeço a atenção de destacarem as mulheres que tanto fazem por este Brasil. Eu gostaria de agradecer, também, a minha família, o meu marido Olivar, que é meu grande conselheiro, aos meus filhos Gustavo e Bruno, eu gostaria muito de agradecer, também, a minha família paterna, agradecer pela confiança que tiveram na minha pessoa e em especial agradecer ao meu querido pai pela confiança e quero te dizer que farei de tudo, porque o mesmo amor que tu sente por essa empresa, Lojas Colombo, eu também sinto e farei todo meu possível pra que nós conseguimos leva-la para a terceira e quarta geração. Parabéns para as nossas homenageadas e a todas as mulheres que estão aqui, as voluntárias da saúde, que são minhas colegas que tanto lutam pela saúde, a Bete também, a diretora do Hospital, a Janete. Meu muito obrigada a todos. Obrigada.

PRES. THIAGO BRUNET: Muito bem então, agora que estão todas homenageadas, gostaria aqui de fazer um agradecimento ao Seu Benildo Perini que gentilmente nos cedeu o Moscatel para que vocês pudessem ser presenteadas cada uma com um Moscatel para no final da noite se deliciarem com o 5º melhor Moscatel do mundo. Neste momento então, gostaria em nome da Coordenadoria da Mulher, em nome de Márcia Georg, que é uma guerreira, uma batalhadora, que muito contribuiu para a realização desta Sessão. Eu quero convidar a Márcia Georg para que neste momento receba deste Presidente um ramalhete de flores, como forma de agradecimento pelo seu trabalho. Por favor subir aqui ao Plenário Márcia George.

(ENTREGA DE FLORES)

PRES. THIAGO BRUNET: Dando seguimento então ao Protocolo neste dia de Sessão Solene, eu quero convidar a Professora Marli Bortolini que, juntamente com os músicos da Escola Pública De Música, abrilhantarão esta solenidade.

(APRESENTAÇÃO DE MÚSICA)

PRES. THIAGO BRUNET: Convidamos então neste momento a nossa 1ª Dama Francis Somensi, e a professora Marli Bortolini para um dueto, e após a Francis Somensi encerrará esta apresentação.

(APRESENTAÇÃO DE MÚSICA)

PRES. THIAGO BRUNET: Muito obrigado, agradecemos pelas vozes, Francis e Marli, muito obrigado pela parceria, muito obrigado por terem aceito o convite na Casa para vir aqui neste dia e cantar. Muito obrigado também aos amigos da Escola Pública de Música, que vieram a esta Casa e desde o início desta noite estão tocando belas músicas para a gente. Neste momento convido para que faça uso da Tribuna em nome do Poder Executivo Municipal, o nosso Prefeito Claiton Gonçalves.

PREF. MUN. CLAITON GONÇALVES: Boa noite a todos, é uma alegria estar aqui na casa do povo e efusivamente saudar o Presidente desta Casa, doutor Thiago Brunet, colega médico, mas pedir a ele licença para saudar os demais Vereadores em nome da doutora Eleonora Broilo, também médica, mulher e nesta noite, também, participando do “Mulher Destaque” no nosso Parlamento Municipal. Em nome dela, então, saudar a todos os demais Vereadores, saudar o Executivo Municipal, na figura da Márcia Georg, pedindo licença ao secretariado, em nome da Coordenadoria da Mulher e dizer a todos os ex-Presidentes da Câmara de Indústria e Comércio, representantes das forças vivas da Cidade, das mulheres em geral aqui presentes, que é uma noite muito especial aplaudida pelo ex- Prefeito Bolivar Pascoal, pelo ex-Prefeito Juarez Jordani da cidade de São Jorge do Oeste e que traz também ex-Vereadores e a comunidade em geral para este aplauso a estas 7 mulheres destaque. Sei que vocês já passaram um bom tempo aqui sentadas segurando flores, não que não seja bom segurar flores, mas vocês estão cansadas e eu não vou me demorar muito. Gostaria de fazer algumas considerações, a Rejane Comin, nessa noite cuidando do pai, representada pela Vanusa Tavares de Oliveira e, Vanusa, acho que o pai celestial, às vezes, nos coloca em situações pelas nossas vivências que nem bem nós entendemos por que e como vocês têm o destaque nessa noite em nome do DNA da Alma, o qual são construtoras iniciais, eu imagino que a Rejane Comin passa por uma situação de dificuldade, mas sei que antes dela tu chorastes lágrimas de sangue por uma experiência que vivemos juntos e que hoje passado isso, talvez o destino te reservaste essa noite. Gissela Franke Colombo Berlaver, uma mulher destaque, não por ser Presidente da Rede de Lojas Colombo, mas que, por ter ouvido o pai Seu Adelino, foi vendedora, foi trabalhadora no setor de compras, no setor comercial, foi gerente do SAC, atuou sete anos no Conselho de Administração das Lojas Colombo e ainda está hoje na função do Conselho de Administração da Crediare, participa das Voluntárias da Saúde, um grupo importantíssimo de resgate de cidadania e de participação popular na constituição de um  patrimônio vivo da Cidade que é o HBSC. Parabéns por essa participação, por essa liderança e por estares, hoje, sim, a frente das Lojas Colombo e por seres mulher antes de tudo. A Carla Macalossi gerente administrativa da Câmara de Indústria, Comércio, Serviços e Agronegócios de Farroupilha a todos os participantes da CICS que aqui estão, ex-Presidentes, colaboradores, enfim, mas por seres está “Carla”, antes “Carla do Bradesco” e depois a “Carla da CICS”. E a “Carla da CICS” e a “Carla da CICS” e a “Carla da CICS” e que lá estavas quando a Cidade contou histórias bonitas como a construção da UTI do HBSC, quando a história contou coisas bonitas sobre a Fenakiwi e outras tantas coisas que a nossa Câmara construiu e que tu estavas lá e eu diria, Carla, que tu és a “Carla que pontua”, a “Carla que determina”, a “Carla que faz”, por isso, Carla, ponto. Mulher destaque, por isso. A Nair Salete Todeschini, minha colega de Unidade Básica de Saúde, e que tem uma história ligada a comunidade de farroupilha pelo trabalho na Assistência Social, na Assistência Social e na Assistência Social que levaram os modelos atuais da Assistência Social, a questão da distribuição da terra aqueles que não tinham terra, a moradia aqueles que não tinham moradia, da roupa aqueles que não tinham roupa, do alimento a aqueles que não tinham alimento, mas que tu repartias mais do que tudo o acolhimento que é a grande virtude de quem faz Assistência Social. E os anos que foram substituindo a tua juventude foram te dando experiência, o crescimento de uma história de relação com a comunidade de Farroupilha. Parabéns, Nair, por ser Mulher Destaque. A Elenice Girelli, a Elenice que construiu uma história bonita na comunidade que desde a quarta série decidiu ser professora e é professora. Professora de educação infantil, professora das crianças pequenas, que ensina o caminho da vida e que reparte as experiências aprendidas numa família sólida, (inaudível), numa família de construção, de família onde reina a fé, onde reina a religiosidade, onde reina o trabalho, onde reina a inovação desta Cidade que não para de inovar, de crescer e a Elenice está no berço que embalou muitas vezes o Fegart, que embalou tantas outras manifestações culturais e está no Conselho de Ética da 25ª Região Tradicionalista e está além do Planeta Criança, na base do Farroupilha Bem Gaúcha. Bonito, isso. Produto gaúcho dentro da escola. Só um professor entende o que é isso e sabe o que é isso. Parabéns, Mulher Destaque Elenice Girelli. Parabéns Mulher Destaque Sandra de Almeida, uma mulher simples nascida em Muçum, mas que foi acolhida por Farroupilha e que trabalhou por um povo perdido, perdido sem esperança, largado numa terra qualquer, cheia de dificuldades, inundada por vertentes, inundada por gravatás, por maricás, por insetos, por cobras, por aranhas e lá no meio tu estavas, uma menina muito pequena, um núcleo de cidadania, um ponto importante da Cidade e que lá têm pessoas do bem e que tu estás afagando, porque aqueles que mais posses têm muitas vezes invadem esses lugares e tu é resistência pra roubar a dignidade dos que lá estão em negócios escusos, em ações ruins roubando de quem lá está a dignidade e tu tem sido uma barreira. Parabéns Mulher Destaque de sustentação. Parabéns. Diles Terezinha Turquetto. Adiles que também é natural de Ronda Alta, veio morar em Farroupilha em 96 e virou uma cidadã farroupilhense. Uma senhora da sociedade farroupilhense ela tem bom aquilo que está a base da nossa pregação, que é Farroupilha, uma terra de família de trabalho, de religiosidade, de inovação, mas tu é a fatia da religiosidade agregando pessoas, organizando a capela, oferecendo o porão da casa pro culto e trabalhando como pedreira na construção de uma igreja, que ainda não está pronta e ela está pedindo aqui à comunidade o auxílio para continuar a igreja, para que a igreja fique pronta para aí, sim, encontro pessoal com o Senhor Jesus, através da oração, mas especialmente para que lá exista manifestação da fé. Eu diria que esse dia, Dia da Mulher Destaque, ele talvez deva ser precedido pelo Dia da Consciência do Homem, consciência do homem. Eu acho que está chegando ao fim dos dias de se fazer homenagem e de novo se falar da Lei Maria da Penha e de novo se falar de diferenças e de novo se falar de diferenças e diferenças e de alcances e de conquistas e de realizações, somos muito diferentes, homens e mulheres, mas somos muito iguais na essência, nós nos completamos, nós somos parte de um conjunto, somos como 2 meia luas para se ter uma lua cheia e somos, também, resultado da simbiose de células que se transformam em mórula, em blástula, em gástrula, em fetos, em homens e mulheres, em consciências e inconsciências, em latitudes e amplitudes, em minudes. Em tudo isso, somos a essência da vida, homens e mulheres, somos o resultado que faz com que a vida permaneça e assim é no nascimento, na maternidade, na participação. Quero saudar a Primeira Dama que canta muito bem. Lá em casa repartimos, ela canta e eu piloto a churrasqueira e nós nos acertamos meia lua, lua cheia. Acho que é hora da consciência masculina e de se fazer um ode, não às frações edípicas daqui ou as reações do complexo de Electra ali, mas de se juntar tudo isso, de fazer-se um caminho único e eu encerro lendo, lendo e lendo Mauro Paz. Por razões desconhecidas, triste, angustiado porque é uma obra pequena, mas é uma obra da Corag que neste momento foi soterrada para que fique na memória de todos. Quando terminou a Corag e o que ela produzia, e eu quero dizer que assim eu que vivi os melhores anos da minha vida atendendo às mulheres, eu que vivi dividido entre consultório e hospital, sala de parto e muitas vezes abandonei minha família em nome disso, muitas vezes desliguei o carro carregado para uma viagem ou para a praia para voltar para fazer um parto e ficar e não ir. Eu que muitas vezes chorei junto com quem chorava, sorri com quem sorria, me angustiei com quem perdia e me angustiei com quem perdia e esqueci a manhã que (inaudível) não aplaudia porque faz parte da vida e amanhã era um novo dia, um dia de esperança, um dia de honestidade, de transparência, mas de esperança renovada e pra dizer que a Corag não mais fará publicações. Leio de Mauro Paz: “Por razões desconhecidas larga a caneta, dobra o papel e fecha o envelope. No rádio o locutor anuncia: “oito e quinze”. Marcele morde o sanduíche num gole só termina a xícara de café, antes de bater a porta, volta para apanhar a bolsa sobre o sofá, livros cadernos, remédios, folhas. Tudo cabe na bolsa retangular que Marcele leva no ombro direito inclinando o corpo para o lado oposto. Na rua o esforço feito para carregá-la chama ampla atenção quanto a aparência do artigo e a dona, o couro enrugado, a lingueta descosturada, somam-se a camisa xadrez de mangas curtas e aos óculos de largas hastes pretas, fosse anos 60 seria suspeita de depositar naquela caixa de correio, panfletos subversivos ou cartas cifradas, mas é a década de 90. Marcele contrasta com as mochilas verde limão das crianças que embarcam no ônibus, levanta os braços, mamãe puxa a blusa pela barra, reparte o meu cabelo com a mão, coloca tiara da abelhinha. Mamãe confere meu material, dá o dinheiro para o lanche, sempre compra o sanduíche de atum. Bruno come cachorro-quente, o refrigerante repartimos, prefiro ir no banco da frente, mas se o guarda pega, a gente fica sem carro, daí vou ter que caminhar para a escola até meu pai juntar dinheiro e dar outro carro para a mamãe. Na casa da esquina moram as gêmeas, faz 3 anos que nenhuma das duas aparece no meu aniversário. O pai delas é um hipócrita, o último que foram era do Batman ou do Homem Aranha, não lembro, esse agora foi da Hello Kitty. Fiz 7 anos. E um trecho de carta que diz: Marcele, da mãe para a filha, estamos a torcer por ti, assim que sair a revista, envia exemplares. Semana passada jantamos na Quinta do Escoutinho, seu pai passou a noite a falar da tua vida de modelo, depois de duas garrafas de vinho, disse que és a rapariga mais linda do mundo, logo teu rosto estará por toda a Europa. Pena que não tínhamos nenhum dos teus trabalhos. Mande uma foto atual, faz 4 anos que não vejo teu rosto. Qualquer hora atravesso o Atlântico par buscar-te. Saudades, um beijo, mamãe”. Parabéns a todas as mulheres.

PRES. THIAGO BRUNET: Obrigado então Prefeito Municipal Claiton Gonçalves pelas suas palavras e também pela sua presença. Quero novamente agradecer a presença de nossas homenageadas, Sandra de Almeida, Rejane Comin (representada aqui pela Vanusa Tavares de Oliveira), Diles Terezinha Turquetto, Elenice Girelli, Nair Salete Todeschini, Carla Macalossi e Gissela Colombo Berlaver, e também a todas as famílias das homenageadas, amigos, pessoas queridas que vieram prestigiar esta Sessão Solene. Gostaria imensamente mais uma vez de dizer parabéns, e essa Casa se sente muito honrada com a presença de todas. Quero agradecer de forma muito especial a Coordenadoria da Mulher, em nome da nossa coordenadora Márcia Georg. Agradeço também a presença de todas as autoridades, os Secretários que estavam presentes, representantes de entidades, a imprensa escrita e falada, aos músicos da nossa Escola Pública De Música e a todos os Senhores e Senhoras nosso muito obrigado. Não poderia também deixar de prestar uma homenagem às mulheres que fazem parte desta Casa, destacando a nossa Vereadora Dra. Eleonora Broilo, e todas as nossas Assessoras que são fundamentais no nosso trabalho diário, e quem com muito carinho, muito trabalho, e organização, pensaram na noite de hoje, uma noite especial para todas vocês. Um agradecimento especial a Francis Somensi e a Marli Bortolini pela sua grande presença aqui em palco, muito obrigado mesmo, de coração. Nesse momento então gente, eu até, Gissela, não gosta que chame de Dona, então vai Gissela mesmo não é mesmo, Vereador Tadeu, antes eu até tinha pensado em falar, mas não falei por falta de coragem, mas a Senhora, na sua fala me encoraja a falar que o meu sonho é realmente que não tenha mais o Dia da Mulher, que esse dia seja o dia de todos nós, não que a mulher não seja especial, mas que parem essas diferenças. Então em um futuro muito próximo eu acho que nós não vamos precisar mais fazer essa homenagem à mulher e faremos uma homenagem a todos, sem distinção de raça, credo ou cor. Quero aqui fazer uma fala aqui que a minha assessora aqui disse “rápido Thiago que tem duas querendo nascer lá no hospital” então nesse momento tem dois nenezinhos que as mães que estão lá, que eu nem sei quem são, uma é Crislaine que já mandou uma mensagem, romperam bolsa, estão lá, então estou saindo daqui e indo lá fazer o que o Dr. Claiton fez por muito tempo, segurar na mão, escutar as suas angustias, seus anseios e tentar fazer com que a criança que vem ao mundo, venha da melhor forma possível. Nada mais a ser tratado nessa noite, declaro encerrados em nome de DEUS os trabalhos da presente Sessão Solene. Muito obrigado a todos, muito obrigado as nossas homenageadas. Um boa noite.

 

 

 

Thiago Pintos Brunet

Vereador Presidente

 

 

 

Odair José Sobierai

Vereador 1º Secretário

OBS: Gravação, digitação e revisão de atas: Assessoria Legislativa.