Pular para o conteúdo
17/11/2017 19:21:51 - Farroupilha / RS
Acessibilidade

Ata 3792 – 09/10/2017 – Cidadão Emérito Nestor Feltrin

SESSÃO SOLENE

Presidência: Sr. Fabiano André Piccoli

Às 18:30 horas, o Senhor Presidente Vereador, Fabiano André Piccoli assume a direção dos trabalhos. Presentes os seguintes vereadores: Alberto Maioli, Aldir Toffanin, Arielson Arsego, Eleonora Broilo, Jonas Tomazini, Jorge Cenci José Mario Bellaver, Josué Paese, Odair José Sobierai, Raul Herpich, Sandro Trevisan, Tadeu Salib dos Santos, Tiago Ilha. Thiago Brunet.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Boa noite a todos, sejam bem-vindos à Câmara de Vereadores, nessa noite muito especial.  Em nome de DEUS declaro abertos os trabalhos da Sessão Solene de outorga do Título de Cidadão Emérito ao Sr. Nestor Feltrin. Inicialmente, a Câmara Municipal de Vereadores de Farroupilha agradece e saúda nosso Prefeito Municipal Claiton Gonçalves, Secretária de Habitação e Assistência Social, nossa colega Vereadora Maria da Glória Menegotto, nosso homenageado Nestor Feltrin e sua esposa Elaine, todas as demais autoridades, representantes de entidades, de clubes de serviço, imprensa, Sras. E Srs. Convidamos para fazer parte da Mesa o Excelentíssimo Senhor Prefeito Municipal Claiton Gonçalves, nosso Homenageado desta noite Sr. Nestor Feltrin e sua esposa Elaine. Solicito ao Vereador Sandro Trevisan, 1º Secretário para que proceda a leitura da Lei Municipal nº 4.341/2017, que concede Título de Cidadão Emérito ao Sr. Nestor Feltrin.

1º SEC. SANDRO TREVISAN: Boa noite Senhor Presidente, Senhores Vereadores, Prefeito Municipal Claiton Gonçalves, Nestor, Secretários e demais presentes. Bom, “LEI MUNICIPAL N.º 4.341, DE 09 DE AGOSTO DE 2017. Concede Título de “Cidadão Emérito de Farroupilha” ao Sr. Nestor Feltrin. O PREFEITO MUNICIPAL DE FARROUPILHA, RS FAZ SABER, que a Câmara Municipal de Vereadores aprovou e ele sanciona a seguinte: LEI: Art. 1.º É concedido o Título de Cidadão Emérito de Farroupilha ao Sr. Nestor Feltrin, em conformidade com as disposições da Lei Municipal nº 3.088, de 29 de dezembro de 2005. Art. 2. º Serão atendidas por dotações orçamentárias próprias, as despesas porventura resultantes do cumprimento desta Lei. Art. 3.º Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação. GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL DE FARROUPILHA, RS, 09 de agosto de 2017. Claiton Gonçalves – Prefeito Municipal. Registre-se e publique-se em 09 de agosto de 2017. Vandré Fardin – Secretário Municipal de Gestão e Desenvolvimento Humano.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Sandro Trevisan. Antes de nós passarmos as manifestações dos Vereadores, nós assistiremos a um pequeno vídeo que retrata de forma muito singela o porquê nós temos nessa noite tão especial esse reconhecimento ao amigo Nestor.

 

(EXIBIÇÃO DE VÍDEO)

 

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Essas poucas palavras traduzem muito do que nosso homenageado Nestor e a Elaine se entregam para a comunidade farroupilhense. Agradecemos a assessoria de imprensa da Casa pelo trabalho e de imediato então passamos as falas dos nossos Vereadores. Nós teremos o Vereador Alberto Maioli da Bancada da REDE Sustentabilidade que falará em nome do Poder Legislativo, após a fala do Vereador Alberto Maioli de 15 minutos, nós teremos um espaço para Casa bancada fazer a sua homenagem também ao Nestor de um tempo de até 5 minutos. Após isso nós teremos a fala do nosso homenageado e do nosso Prefeito Municipal. Vereador Alberto Maioli a palavra está com o Senhor.

VER. ALBERTO MAIOLI: Boa noite ao nosso representante do Poder Executivo, Prefeito Municipal Dr. Claiton Gonçalves, ao Presidente do Poder Legislativo Sr. Fabiano Piccoli, a todos os Vereadores e a vereadora Eleonora, demais autoridades. Quero aqui saudar a Secretária de Desenvolvimento Social e Habitação, Maria da Glória Menegotto, em seu nome, cumprimentar os demais Secretários que se fazem presentes nesta Sessão. Saudar também, os representantes de entidades e a família do nosso homenageado Dr. Nestor Feltrin, seus amigos que fizeram questão de estarem nesta noite assistindo esse momento tão especial, as pessoas que estão em casa acompanhando essa Sessão Solene, seja pelo Youtube, pela página do Facebook, enfim, a toda imprensa aqui presente que leva também a comunidade as informações desse Poder Legislativo e a todos de modo geral que não poderiam perder esse acontecimento tão importante. O Cidadão Emérito deste ano Nestor Feltrin, nasceu em 17/07/1945, três anos antes do que eu. Filho de Rodolpho Antônio Feltrin e Florinda Catarina Tonin Feltrin. Após ter concluído seus estudos básicos, decidiu tornar-se dentista e buscou formação na PUC RS onde estudou durante os anos de 1966 a 1969. Fez curso de extensão e especialização e então abriu seu consultório em 13/12/1969. Casou-se com Elaine Feltrin em 1970. Seus filhos são Viviane, Gustavo e Cristiano que já partiu para a vida no céu. Os netos Fernanda, Germano e Heitor, que isso sem dúvida nenhuma é a razão de a gente trabalhar e viver. Foi presidente do clube do Comércio, coordenador do cursilho por três anos, voluntário no Seminário de Caravaggio atendendo os seminaristas mais de 20 anos na área de ortodontia, presidente do grupo de Escoteiros Guaracy, coordenador social do CTG Ronda Charrua, dois anos presidente do Giovana Campo Clube, duas vezes presidente do Lions Clube Farroupilha Centro. O motivo pelo qual estamos prestando esta homenagem começa pelo olhar de uma mulher, D. Elaine esposa do Dr. Nestor Feltrin. Há muitos anos envolvida com espiritualidade chegou um dia em que uma mãe solicitou, que ela realizasse um trabalho com seu filho que buscava ajuda para uma questão especial. D. Elaine então aceitou o desafio e começou a trabalhar com o rapaz. Em menos de uma semana a notícia se espalhou e outras famílias vieram buscar esse apoio. Vendo isso, Dr. Nestor abraçou a causa no mesmo instante, assumindo a frente dessa bela tarefa. Na cidade havia apenas o grupo dos AA (Alcoólicos Anônimos), mas nada além, nenhum outro trabalho sobre drogadição e vendo que a situação estava crescendo e evoluindo, uma amiga do casal que fundou o PATNA de Caxias do Sul, encaminhou o Sr. Carlos Monteiro que veio a Farroupilha, dar orientação sobre o “AMOR EXIGENTE”. O Amor Exigente desencoraja a experimentação, o uso ou abuso de tabaco, álcool e outras drogas que tanto têm contribuído para desenvolver comportamentos inaceitáveis e a desestruturação das famílias. Assim se faz a prevenção, reduzindo riscos e promovendo vivências sadias. Assim, Dr. Nestor se engajou e inicialmente as segundas-feiras, dia dedicado ao atendimento que dava no Seminário Nossa Senhora de Caravaggio juntamente com Dr. Itacir Feltrin, colega de trabalho de longa data, mas percebendo que o grupo de seminaristas estavam desaparecendo, voltou seu foco para o novo trabalho que estava crescendo. O Sr. Carlos ficou muitos meses até que percebeu que o trabalho estava consolidado em Farroupilha e aos poucos foi se ausentado e acertando o controle ao novo grupo que passou a ser formado por pessoas que antes foram auxiliadas, e que conseguiram melhorar o ambiente familiar, melhorando a sua recuperação. Eles mesmos passaram a ser colaboradores juntamente com alguns outros profissionais que hoje estão disponíveis para a PATNE. Com o passar do tempo foi escolhido o nome PATNE que surgiu a partir da ideia do nome do grupo de Caxias do Sul. PATNA = Pastoral de Apoio ao Toxicômano Nova Aurora = Caxias do Sul. PATNE= Pastoral de Apoio ao Toxicômano Nova Esperança = Farroupilha. Oficialmente sua fundação foi em 24/08/1997. Nesses 20 anos de trabalho contou muito com o apoio dos familiares dos seus atendidos para regulamentar toda documentação. Também conta com o apoio de recursos financeiros oriundos de projetos e instituições como, por exemplo, o Lions Clube Farroupilha Centro, entre outros que o Dr. Nestor administra com muita atenção e dedicação para que nada falte e que esse bonito trabalho se mantenha, com a qualidade que tem gerado os resultados alcançados até essa data. Padre Delvino Marin no início cedeu o espaço na igreja, pois já era realizado o trabalho de espiritualização neste local, depois o Padre Jorge ajudou muito também reformando o local, facilitando sempre o acesso e hoje o Padre Paulo Gasparetto, que também dá todo apoio, segurança e confiança. Muitas memórias, histórias de sucesso aconteceram. Apenas 2 sem êxito, mas as alegrias, são muitas mais. Tantos se reintegraram na comunidade, são pais, irmãos, trabalhadores que estão completamente limpos, não recaíram, todos os coordenadores que hoje apoiam o PATNE têm casos de sucesso com recuperação de seu familiar. Esses 20 anos foram apenas o início, esse é um trabalho cada vez maior, que já se tornou uma epidemia mundial. Quem nunca experimentou um tipo de droga fosse o cigarro apenas? Segundo o próprio Dr. Nestor, ele diz: “se um dia tivermos recuperado alguém com nosso auxílio, já nos consideramos premiados”. O prêmio, tenho certeza, que Nestor já recebe, uma vez que está aqui por merecer essa sincera homenagem pela sua dedicação, zelo e cuidado na manutenção desse trabalho especial que o PATNE realiza com essa parcela da sociedade que é tão discriminada. Numa sociedade que coloca tantos obstáculos podendo desencaminhar as pessoas facilmente para o caminho das drogas, passar por mais esse entrave ileso é uma benção, diz o próprio Dr. Nestor.

Para ser feliz, basta seguirmos o exemplo do nosso homenageado que juntamente a sua esposa e muitos outros voluntários, realizam esse trabalho. Por tudo isso nossa gratidão a Deus pela presença do Cidadão Emérito Nestor Feltrin. Parabéns pela justa lembrança e homenagem, como também a tantos outros que somam e tornam esse mundo melhor. Antes de encerrar aqui a minha fala eu gostaria de dizer ao nosso homenageado que o nosso partido da REDE tem se reunido para escolher o Cidadão Emérito e nós escolhemos a sua pessoa e depois foi feito uma reunião com todos os Vereadores e isso é muito importante salientar, que foi aprovado por unanimidade com uma escolha bem justa e merecida. Eu quero dizer aqui, antes de encerrar, que você é uma pessoa muito feliz, mas porque que você é feliz? Porque tem amor, porque prega amor, porque sabe perdoar as pessoas e trata as pessoas com carinho, que a pessoa que não é feliz é porque não tem amor. E eu quero aqui dizer também que todos nós, Nestor, viemos neste mundo com uma missão para ser cumprida e essa missão é predestinada por DEUS e você, todos nós somos testemunhas e nós farroupilhenses, que você está cumprindo com a sua missão aqui nesta terra. Então eu tinha pensado até de fazer uma música, depois eu quero entregar a música em suas mãos que eu quero que você guarde como recordação porque sou muito brincalhão, mas eu tenho feito uma música que é meio cumprida, mas depois eu quero entregá-la nas suas próprias mãos que guarde como recordação uma paródia muito bonita. Que eu fiz em nome do Senhor essa paródia. Então aqui para encerrar eu desejo ao Nestor, a sua família e a todas as pessoas aqui presentes, de que a paz, o amor, o carinho, a alegria e a felicidade sejam sempre eternos companheiros de cada um de todos vocês e que a tristeza jamais pudesse se arquivar nas páginas de suas tão preciosas vidas. Muito obrigado e que DEUS abençoe a todos nós.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Alberto Maioli, convidamos neste momento o Vereador Tadeu Salib dos Santos, que falará em nome da bancada do PP.

VER.TADEU SALIB DOS SANTOS: Senhor Presidente Fabiano André Piccoli, Senhores Vereadores, Vereadora Eleonora, Excelentíssimo Senhor Prefeito Municipal, em cumprimento Vossa Excelência, quero cumprimentar a todos do Poder Executivo que estão aqui nessa noite, também os de primeiro escalão, Secretários Municipais, quero saudar a cada amigo, a cada amiga que aqui estão, saudar em especial também juntamente com o Dr. Nestor e a dona Elaine, saudar a toda família Feltrin. Aos irmãos Feltrin, Seu Rui, Seu Alcides, e Seu André e não poderia deixar, citando esses irmãos, citar um irmão do coração, alguém que é muito especial em toda caminhada do Dr. Nestor, que é uma pessoa que tem no seu semblante a imagem do amor, da serenidade e daquelas pessoas carismáticas por natureza, Dr. Itacir Feltrin, que essa história é muito linda, porque quero dizer aos Senhores que pra mim até não muito pouco tempo atrás, me diziam os irmãos Feltrin, os dois dentistas, o mais experiente e o mais novo e eu tinha sempre como o Dr. Nestor irmão do Dr. Itacir. E aí eu vou saber que eles são primos, são primos, porque que eu estou falando isso no início? Porque do Doutor Nestor, eu queria dizer Dr. Nestor que juntamente com a Dona Elaine, vocês são verdadeiros presentes de DEUS junto à nós, vocês são exemplos de fé, a comunidade, a igreja devem a vocês talvez o que muitos chefes de família não conseguiram vocês como membros de família as quais vocês acolheram com vocês, vocês foram a verdadeira liderança mandada por DEUS através da fé, através daquilo que vocês acreditavam e que eu quero dizer pra vocês que um dos momentos mais lindos da minha vida, da década de 90, eu tive o prazer de compartilhar com os Senhores na época do CRG Ronda Charrua, onde se sagrou o único campeão da 25ª Região Tradicionalista do Rio Grande do Sul, como representante desta 25ª, como campeão do maior festival  do RS, de danças gaúchas, danças tradicionais e isso se deve ao trabalho da direção a qual era o Senhor e a Dona Elaine dirigindo o nosso grupo dentro da entidade. Quero dizer pra vocês que eu sou muito grato pela existência de vocês porque vocês buscaram através da fé de vocês, a trazer a família baseado no amor pelo Guto e pela Vivi, vocês construíram juntamente, é claro que não podemos deixar de lembrar daquele anjo que está iluminando vocês lá em cima e quando nós pensamos que prematuramente perdemos alguém, quem sabe nós temos alguém nos abençoando muito mais do que imaginamos e é por isso que vocês tem tanta força e tem tanto amor nesse coração, que família pra vocês realmente é a maior empresa do universo, a criação de DEUS e quando DEUS dá pra alguém, dá ao Nestor, uma Elaine, como braço direito, braço esquerdo, dá esse pilar de sustentação em forma de amor, de caridade,  de doação aos outros, não poderia ser por menos em dizer unanimidade desta Casa é pouco por tudo o que vocês fazem e quero lhe dizer uma coisa, continue amando Itacir Feltrin, continue amando como irmão porque o amor está dentro do Senhor, assim como está dentro daquele ser humano, que eu aprendi amar, que eu aprendi a respeitar e DEUS me deu mais um presente, me deu junto comigo um outro avô que tem amor no coração acima de tudo, a Lisa é abençoada principalmente por todo amor que o Senhor dá à ela, por todo amor que o Senhor dá à este irmão que não é seu irmão, é seu primo, mas se fosse seu irmão eu acho que o Senhor daria mais do que a vida, assim como a sua vida tem sentido pelo amor que o Senhor tem a este primo que é seu irmão. E vice-versa, Dr. Nestor, ame tanto quanto ele lhe ama, eu acho que é um dos meios de lhe manter com a chama viva de ajudar as pessoas. Que o amor prevaleça para todos nós e que o nosso homenageado nos traga e nos deixe aqui acima de tudo o maior símbolo que o ser humano poder ter, amor incondicional. Obrigado a todos.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Tadeu Salib dos Santos, convidamos neste momento o Vereador Jorge Cenci, que falará em nome da bancada do PMDB.

VER. JORGE CENCI: Boa noite a todos, quero saudar o nosso Presidente Fabiano André Piccoli, Prefeito Municipal Claiton Gonçalves, aqui representando o Poder Executivo Municipal, aos Secretários Municipais, demais colegas Vereadores, aos familiares do nosso homenageado, as Senhoras e Senhores. Deixo aqui uma saudação especial ao nosso homenageado Nestor Feltrin, a sua esposa Elaine, seu filho Luís Gustavo, filha Viviane, me sinto muito honrado em usar a Tribuna em nome do PMDB. Quero aqui agradecer aos meus colegas Vereador Arielson Arsego, a Vereadora Eleonora Broilo, ao Vereador Jonas Tomazini, ao Vereador José Mário Bellaver, pela oportunidade de representá-los nessa noite, uma noite muito especial para toda nossa comunidade. Uma data especial, um dia especial, assim devemos descrever este momento, essa Sessão Solene em homenagem ao Senhor Nestor Feltrin, aonde lhe concedemos o Título de Cidadão Emérito de Farroupilha. Um homem exemplar, um pai exemplar, um cidadão exemplar, um profissional exemplar. Envolvido em muitas entidades, envolvido em muitas ações na nossa comunidade. Ações voluntárias, ações em que não pensando nele, mas pensando no próximo, eu acho que é muito merecido, me sinto muito honrado em usar a Tribuna para falar do Senhor Nestor Feltrin. Quantas pessoas já buscaram uma palavra de conforto junto ao Senhor, uma orientação, um conselho junto ao Senhor? Quantos jovens o Senhor conseguiu livrar de um caminho, um caminho não correto, tentando orientar para que buscasse o caminho da retidão, um caminho para ser uma pessoa melhor, um cidadão melhor. Tenho certeza que muitas famílias estão orgulhosas por esse momento, e tenho certeza que muitas famílias o Senhor conseguiu contribuir, conseguiu dar um pouco de si para tornar a família do próximo melhor. E se o Senhor me permite, a uns 10 anos atrás eu estive participando do PATNE, levando um sobrinho meu e graças as suas palavras, com o apoio da família, hoje o rapaz está no caminho correto, casado, pai de família, então temos somente a agradecer. Muito obrigado pelo seu envolvimento, pelo envolvimento da sua esposa Elaine e de toda família Feltrin. Parabéns, obrigado, Farroupilha agradece. Obrigado.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Jorge Cenci que falou em nome da bancada do PMDB. Convido o Vereador Tiago Ilha, que falará em nome da bancada do PRB.

VER. TIAGO ILHA: Boa noite Senhor Presidente, boa noite a todos os colegas Vereadores, colega Vereadora Dra. Eleonora, gostaria de cumprimentar aqui o nosso Prefeito Municipal Dr. Claiton Gonçalves, que muito honra essa Casa com sua presença, queria cumprimentar na pessoa do Senhor Prefeito, a todos já citados no Protocolo, em especial nosso homenageado, Dr. Nestor Feltrin, sua esposa Elaine e a todos os seus familiares, extensivo a todos seus familiares que estão aqui, também em nome do nosso Padre Paulo Gasparetto, queria cumprimentar a todas as pessoas ligadas a nossa igreja que contribui e muito para o andamento espiritual da nossa comunidade Padre. Veja a importância desse momento, Dr. Nestor, que a comunidade através da liderança dos Vereadores aqui presentes, através dessa Sessão que foi indicada pelo meu colega Vereador Alberto Maioli, do Partido da REDE, que aqui eu cumprimento também a minha Secretária Glória, vem até esse momento Vereador Tadeu fazer essa justa homenagem à essa pessoa que trouxe para a nossa comunidade o sentido da palavra doar, coisa que hoje em dia é tão rara, ter pessoas que se doam a outras pessoas, pessoas que fazem o voluntário e aqui eu vejo diversos integrantes de entidades, associações da nossa cidade e sabem quanto é dureza contribuir, colaborar e fazer andar uma entidade na nossa idade. O nosso homenageado fez isso com maestria em toda sua jornada, em toda sua vida e está fazendo até hoje. Eu sempre costumo dizer uma frase que eu gosto muito Seu Nestor, que só sabe pra onde vai, quem sabe da onde veio, só vai ter a certeza de que nós teremos um grande futuro da nossa comunidade, se nunca passarmos despercebidos as pessoas que fazem e fizeram pela nossa história, porque valorizar essa história é ter a certeza da continuidade e que possa estar marcado como vai estar marcado a partir desse dia, na história dessa Câmara Municipal que o Senhor recebeu de todos os meus colegas Vereadores essa justa homenagem. Se preocupar com o próximo, como eu falei, é algo infelizmente raro nos dias de hoje e quando nós falamos também de famílias que passam por um momento delicado, de envolvimento com as drogas e falava bem no vídeo sua esposa Elaine que cuidar da família é tão quanto importante cuidar do usuário, porque famílias que já tiveram situações nas suas famílias sabem que a família desmonta e esse acompanhamento é muito importante, porque a família nesse momento talvez será o grande indutor pra resolver esse problema e trazer de novo esse jovem, essa pessoa ao convívio familiar. A vida destinada a colaborar com a comunidade foi a sua marca registrada Doutor e isso se faz muito importante, por isso hoje essa Câmara Municipal está em festa, reconhecer essa história, dentro de diversas entidades aqui destacadas, muito bem lembrou o meu colega Vereador Tadeu, sobre a contribuição na década de 90 ao nosso grande CTG Ronda Charrua e jovem tradicionalista já ouviu falar muito da sua história e da sua família e que naquele momento foi tão importante para o desenvolvimento cultural do tradicionalismo no nosso município. Se hoje nós conseguimos ter a cidade de Farroupilha destaque no Brasil inteiro, quando se fala em tradicionalismo teve esse pontapé inicial, de mostrar que aqui no interior do estado tinha um grande Centro de Tradições Gaúchas, que era destaque e até hoje é destaque, agora recentemente no ano de 2013, se sagrou novamente campeã e eu também fico feliz de ter feito parte dessa entidade e consequentemente até hoje. Bons exemplos têm que ser dados, porque as nossas novas gerações têm que se basear, nós vivemos um momento que o nosso país é muito carente de lideranças, eu não digo só no país, em todos os lugares, até mesmo nas entidades, nós somos carentes de ver líderes que possam nos liderar e o Senhor Nestor Feltrin fez isso com maestria. Por isso hoje, em nome do Partido Republicano Brasileiro, gostaríamos do fundo do coração de dizer ao Senhor nosso muito obrigado, a cidade de Farroupilha lhe aplaude, lhe abraça e deseja que o Senhor continue a sua jornada pelo bem comum e pelas pessoas da nossa cidade. Muito obrigado Senhor Presidente.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Tiago Ilha. Convidamos o Vereador Sandro Trevisan, que falará em nome do PSB.

VER. SANDRO TREVISAN: Boa noite Senhor Presidente, Senhores Vereadores, gostaria de cumprimentar de maneira especial o nosso Prefeito Claiton Gonçalves, gostaria de cumprimentar também a Secretária Glória que se encontra presente, público aqui presente, demais funcionários da Casa. Quero estender os cumprimentos ao homenageado desta noite Senhor Nestor Feltrin, que merece todo o nosso carinho e admiração, bem como a sua esposa Senhora Elaine Maria Feltrin, que é a sua companheira de todos os dias, e ao seu lado, constituíram uma família, que está neste Plenário nesta noite, cumprimentar seus filhos e netos, toda a sua família. Também dizer, que me sinto honrado em ter uma pessoa nesta noite que tanto faz pela nossa cidade, Senhor Nestor, o Senhor representa outras tantas outras pessoas que também fazem muito pelo nosso município, que aqui nasceram, cresceram e permaneceram. Dizer que pessoas como você, são pessoas que realmente Farroupilha precisa, pessoas de essência. Parabéns Senhor Nestor e toda a sua família, por fim eu gostaria de falar algumas coisas, saindo fora do Protocolo, instituições que o Senhor vem ajudando e que de repente o Senhor nem tenha ouvido falar do meu nome, mas eu a muito tempo já ouvi falar no nome do Senhor, Nestor Feltrin. Pelo trabalho que faz em várias entidades e principalmente na PATNE, é uma luta ferrenha. Pois eu vivo dentro de colégios e as vezes a gente culpa as crianças que foram pelo caminho errado, mas não tiveram bagagem nenhuma para entender o que é o certo e o que é o errado e aonde culminam esses problemas, são pessoas como o Senhor. Eu gostaria de dizer que eu ouço falar do Senhor a muito tempo, e que sinceramente aqui o Senhor tem uma pessoa que lhe admira, eu gostaria de dizer que pode existir sim pessoas na sociedade que até fazem mais, mas se todas as pessoas fizessem como o Senhor e a Senhora fazem, isso seria muito diferente do que é hoje. Pois essas pessoas que chegam lá para pedir apoio, uma hora chegam e vocês não desistem, porque daí a pouco de tudo o que se falou elas voltam, elas retornam e lá estão vocês de novo, para abraçar aquelas pessoas. Eu sei como funciona, eu entregava no PATNA, mercadoria porque meus tios tinham mercado, conheço muito bem o PATNA, eu sei o que era aquilo tudo lá dentro, pessoas boas, pessoas de essência estavam lá e que a droga infelizmente fez isso com elas. Eu quero dizer que voes são pessoas iluminadas. Do fundo do meu coração, eu acho que existe uma justiça hoje a noite sendo feita, essa justiça é estar aqui homenageando esse casal. Eu queria dizer que parabéns é muito pouco, estava aqui o Protocolo, eu dei uma ajeitada e disse não, é bem mais do que isso, meus parabéns. Queria parabenizar a vocês de novo, parabenizar a família, parabenizar essas pessoas que estão aqui prestigiando esse casal maravilhoso que faz tanto por essa comunidade e que a gente sempre tem pessoas perto de nós que estão sendo atendidas, que estão sendo bem tratadas e estão sendo conduzidas por pessoas como vocês. Meus parabéns de novo, foi um prazer estar aqui falando, agradecendo o que os Senhores fazem pela comunidade. Era isso. Muito obrigado, meus parabéns.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Sandro Trevisan, que falou em nome do PSB. Convidamos o Vereador Raul Herpich, que falará em nome da bancada do PDT.

VER. RAUL HERPICH: Boa noite Senhor Presidente Fabiano André Piccoli, boa noite Senhor Prefeito Municipal Dr. Claiton Gonçalves, em especial o nosso homenageado Dr. Nestor e a esposa Elaine, cumprimentar o Dr. Itacir, cumprimentar o mano Rui, os companheiros do Lions que se fazem presentes, colegas de profissão, Padre Paulo Gasparetto, enfim, toda legião de amigos que hoje vieram aqui fazer essa homenagem ao nosso homenageado. Falar do Nestor, a gentes e sente muito orgulhoso, que é um casal que realmente representa bem a nossa comunidade, o nosso povo, a nossa Farroupilha, uma pessoa que a gente pode falar de boca cheia pelo seu trabalho que tem feito pela comunidade, no Lions Clube Centro, no PATNE, (inaudível) e também na liturgia às vezes nas missas dominicais ele e sua esposa fazendo a liturgia, então, é muito bacana isso, falar de um nome desses. O Nestor, tenho que falar do dia a dia, do meu companheiro de café, todas as manhãs nas 8h estamos lá no Bar do Bolacha com uma grande “companheirada” que estamos lá discutindo, lendo jornais e se atualizando no dia a dia, falando nos problemas da política, do futebol principalmente, do seu querido Internacional, colorado, que esse ano deverá ter o prazer e a grande oportunidade de se igualar e ser campeão de tudo, então tem grandes chances. Lá a gente lê o jornal, a gente lê o Correio do Povo, a gente lê o Pioneiro, Zero Hora, Jornal do Comércio, Prefeito, e ali se nós pudéssemos gravar o que é falado ali, realmente tivemos soluções para Farroupilha, para o estado e para o Brasil, porque ali cada um tem a sua ideia, sua discussão e isso é muito bom. Todas as manhãs, as vezes quando não tem alguma questão de a gente não puder participar, o Nestor está lá, um pouco antes das 8h, com seu Correio do Povo e discutindo as questões do nosso dia a dia. Dizer Nestor, que eu me sinto um pouco pequeno hoje para falar da sua pessoa, mas com muito orgulho, por tanto tempo que a gente se conhece, que a gente tem essa vivencia, mas mesmo assim eu me sinto muito honrado em representar o PDT, com os nossos colegas Vereadores Thiago Brunet, Aldir Toffanin, tenho hoje então a oportunidade e a satisfação de falar em nome da bancada do PDT. Cumprimentar seus filhos Luís Gustavo e Viviane, os netos e dizer Nestor, que desde muito jovem, sempre se engajou em realizar os trabalhos voltados para o bem-estar social, envolvendo-se cada vez mais nos trabalhos que atendessem a população carente ou desamparada, se tornou-se voluntário em diversas frentes, onde atuou ajudando a desenvolver com afinco, ações aos cidadãos que se encontram em situação de vulnerabilidade. Tudo que realizaste durante sua vida, o fez sem visar lucros, interesses pessoais ou profissionais, contribuindo para uma sociedade cada vez melhor. A relevância deste trabalho é para a comunidade, e é ela que a traz aqui hoje, a homenagem de Cidadão Emérito de Farroupilha que esta casa lhe oferece carinhosamente, é por tudo que fizeste por esta cidade. Mais uma vez em nome da bancada do PDT, ressaltar a relevância e agradecer todo o trabalho desenvolvido em prol dos nossos munícipes, na área social e sempre voltado para a comunidade. Em nome da bancada do PDT, os nossos cumprimentos e parabéns, continue sempre assim, trabalhando em prol desta comunidade de Farroupilha que muito lhe admira e que muito gosta de suas atividades, nós nos sentimos muito orgulhosos hoje em poder te homenagear e dizer que você é um cidadão farroupilhense que nos orgulha muito. Muito obrigado.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Raul Herpich, que falou em nome da bancada do PDT. Para encerrar essa etapa Nestor, quando eu olho para você e lembro de quantas vezes aos longos desses 40 anos que eu os tenho, estivemos lado a lado. Seja quando a minha ia ao seu consultório e eu com meus quatro ou cinco anos estava lá, seja quando vocês comandavam as ultréias, né Elaine? Quando vocês estavam à frente das leituras, das liturgias, na Paróquia do centro, nas reuniões da comunidade de igreja, ou quando atentamente ouvíamos vocês dois em um curso de noivos. Aquilo que eu lhe falei quando nós fomos entregar, Vereador Aberto Maioli, uma frase que o Nestor e a Elaine comentaram que nos marcou muito foi a seguinte: “Os filhos são para o mundo, os filhos, nós criamos os nossos filhos, mas os filhos vão para o mundo e quem estará ao nosso lado, quando os filhos se forem, é quem está ao lado de vocês agora. ” Então essa entrega, essa dedicação de vocês, para com o próximo, é a principal razão de estarem aqui hoje a noite e foi falado muito em amor, em paz, em dedicação, que são as razões dessa justa homenagem a vocês, mas nós como gestores públicos, nós temos que botar a mão na caneta e continuar fazendo políticas públicas, para tirar essas pessoas e evitar no caso da PATNE, que as pessoas entrem nesse caminho. É salutar é louvável, é de agradecer que nós temos pessoas que se entregam como este casal a sociedade Brasileira, mas nós como gestores públicos temos que trabalhar para evitar e que o seu sonho de que o PATNE não exista mais, se realize. Ontem à noite assistindo uma reportagem num programa e estava pensando sobre a noite de hoje, sobre o que falar e a reportagem era sobre Intolerância, Preconceito e Ódio, eu estava fazendo uma analogia do quanto que essas pessoas sofrem com o preconceito, com ódio e com a intolerância, ou quando entram, talvez seja as razões dela entrarem, ou quando querem sair para se reinserirem na sociedade. Então nós como pais, como gestores públicos, temos que educar os nossos filhos, para que respeitem o próximo na sua essência, para que sejam tolerantes, para que digam não ao ódio, não ao preconceito. E nós temos em CRISTO o maior exemplo de alguém que sofreu com o preconceito e com o ódio, mas temos em CRISTO a esperança de que nós podemos sim ter um mundo melhor. Então mais uma vez parabéns, pelo trabalho de vocês. Essa justa homenagem da Casa Legislativa, a você Nestor, mas se estende ao trabalho da Elaine, é uma singela forma de agradecer a dedicação de vocês, não só da comunidade farroupilhenses, mas a comunidade brasileira. Então passando a próxima etapa da nossa Sessão Solene, nós queremos convidar um outro cidadão muito especial da nossa querida Farroupilha, que neste ano foi também motivo de uma homenagem né Vereador Tiago Ilha? Que é o nosso querido Alexandre Battisti, que vai nos brindar nesta noite com o seu talento, com a sua música, que homenageará nosso amigo Nestor Feltrin.

 

(MÚSICA COM ALEXANDRE BATTISTI)

 

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Alexandre, nosso grande amigo, essa Casa sempre fica lisonjeada com a sua presença Alexandre. Passamos então agora a ouvir as palavras do nosso homenageado Nestor.

  1. NESTOR FELTRIN: Boa noite a todos, inicialmente cumprimento o Prefeito Dr. Claiton Gonçalves, ao Presidente do Poder Legislativo o Presidente Fabiano André Piccoli, a todos os Senhores Vereadores e a Vereadora Dra. Eleonora, demais autoridades e representantes de entidades aqui presentes, a Secretária de Assistência Social, a minha família, amigos, as pessoas que fazem parte da PATNE, aos amigos que me honram com as suas presenças. Queria também cumprimentar as pessoas que estão em casa acompanhando essa Sessão Solene, seja pelo Youtube, pela página. Enfim, quero cumprimentar a toda a imprensa aqui presente, que leva a comunidade informações desse Poder Legislativo e a todos que vieram prestigiar esta homenagem na noite de hoje. Agradecimentos também a minha querida esposa Elaine, amiga e companheira de todos vos momentos, aos meus queridos e maravilhosos filhos, Luiz Gustavo e Viviane e meu falecido filho Cristiano, meus netos Heitor, Germano e Maria Fernanda, aos meus irmãos e demais familiares, aos meus pais Rodolfo e Fiorinda, que sempre mostraram o caminho reto a ser trilhados, eles que não estão mais presentes fisicamente entre nós, com certeza estão ao meu lado, vivenciado com muito orgulho esse momento. Quem me conhece sabe que sou mais um homem de ações do que de palavra, por isso já me desculpo pela emoção. Quero dizer a todos os Senhores e Senhoras, que receber o título de cidadão Emérito de Farroupilha é motivo de muita satisfação, sinto-me profundamente honrado e bastante envaidecido, sou realmente um grande privilegiado, ser reconhecido pelo trabalho é maravilhoso, mas ser reconhecido pela ajuda ao próximo, impulsiona a nossa vontade de reerguer os abatidos, ajudar e buscar uma vida melhor para a nossa gente e suas famílias. Às vezes passamos diante de situações dramáticas de pessoas, na mais profunda pobreza, seja material ou espiritual e parece que essas não nos tocam, tudo continua como se nada fosse, numa indiferença que no final acaba numa forma de letargia espiritual em que o ânimo se torna insensível e a vida se torna estéril, tem gente que passa toda a vida, sem nunca perceber a necessidade dos outros. Pessoas que passam sem viver, que não servem os outros, por isso tenho comigo sempre uma sentença, quem não vive para servir, não serve para viver. Servir é ser e ver o essencial do humano a essência significa olhar o outro e nos ver ali no outro, nos ver na pessoa com fome, no doente, em quem não tem trabalho e deve levar avante uma família, olhar e nos ver em quem está triste, em quem está só, em quem erra, em quem precisa de conselho, caminhar em silencia, com quem precisa de companhia. Eu sinto-me uma pessoa realizada, pois conquistei uma vida familiar e profissional estável, pude junto com a minha esposa, criar os nossos filhos e hoje podemos curtir os nossos netos. Sempre entendi que para crescermos como pessoas, como profissionais, devemos nos doar, doar nosso tempo, doar nosso conhecimento, doar nossa oração, sermos generosos com a comunidade que nos faz crescer. Por isso divido esse prêmio com os verdadeiros responsáveis por essa premiação, minha esposa Elaine sempre generosa em minhas ações que um dia, junto com a Terezinha, e uma outra Senhora, resolveu que era hora de espalhar a esperança num grupo de pessoas que estavam esquecidas e jogadas a própria sorte. Aí começava a minha participação também na busca de uma saída a tantos homens mulheres e jovens que estavam e estão nessa luta por largar as drogas. Era o ano de 1997, eu começava o acolhimento a dependentes, aos usuários de drogas e seus familiares na nossa PATNE, nossos amigos, Márcio, Paim, Rosane, Eloir, Sonia, Miriam, Sirlei, Iegler, Valdir, Paulo, Armando, que sempre estiveram juntos nessas ações em prol de nossa comunidade e nunca desistiram, mesmo com todo o trabalho e esforço que isso demanda, pois não é só o físico que cansa, a mente e o espírito devem estar fortes, para conhecer e ajudar pessoas e famílias que estão destruídas a encontrar um motivo para vier melhor. A nossa Paróquia Sagrado Coração de Jesus, em especial aos vigários, Padre Marin, Padre hoje e o Padre Jorge e hoje o Padre Paulo Gasparetto que hoje me honra com a sua presença que sempre dispuseram do local, para nossos encontros sem despesas nenhuma, nunca precisamos pagar nada, tudo isso não teria sido possível se eu não tivesse a minha vida profissional bem estabelecida também. Escolhi a profissão de cirurgião dentista e iniciei os meus estudos no ano de 1966, na Faculdade de Odontologia da PUC, tendo me formado em 1969, muito me ajudou nessa escolha e no decorrer de minha vida profissional, esse homem maravilhoso, Dr. Itacir Luiz Feltrin, a quem eu chamo de meu pai na odontologia, a quem agradeço por tudo de coração. Sou cirurgião dentista nessa cidade 13/12/1969, e sou muito agradecido a essa comunidade, por tantos anos de confiança e apoio. Quero enfatizar que recebo essa homenagem com muita humildade, absolutamente consciente que a conquista dessa honraria, não é apenas fruto dos meus esforços, mas a conjugação de esforços de todos aqueles que têm acompanhado com a minha vida familiar, profissional e social ao longo do tempo. Todos que confiaram e confiam em mim para gerir essa organização, todos que colaboram com tempo, com palavra, com tolerância, com doações, como o Poder Público de Farroupilha e em especial também ao Lions Clube Farroupilha Centro. Recebo pela importância do trabalho que a PATNE assume diante da sociedade e que com empenho vem desenvolvendo continuamente, criando naqueles com quem toma contato, o censo de solidariedade a percepção de cidadania que por ventura esteja adormecida, a necessidade da integração e na cooperação na edificação de um bem-estar social, possível e universal. Farroupilha é a minha cidade no mundo, aqui eu tenho o que de mais valioso um homem pode ter, minha família. Assim eu desejo que em nossa cidade, todas as pessoas tenham orgulho de dizer “aqui está minha família”. Nesta Terra sei que posso ser feliz e conquistar uma vida digna e capaz junto a toda minha família. Farroupilha é do tamanho que nós sonharmos, como dizia o poeta português Fernando Pessoa: “Da minha aldeia, vejo quanto da terra se pode ver no Universo, por isso a minha aldeia é tão grande, como outra terra qualquer, porque eu sou do tamanho que vejo e não do tamanho da minha altura.” Farroupilha pode ser do tamanho do mundo, basta que sejamos unidos no bem comum, que olhamos o próximo, que façamos o bem. Aqui pretendo continuar exercendo a profissão de cirurgião dentista, e ajudando muitas pessoas a mudar de vida em busca de esperanças por dias melhores. Por oportuno, como cidadão farroupilhense, gostaria de pedir a DEUS, as mesmas e as únicas coisas que solicito em minhas orações e preces. Que eu tenha sabedoria de saber resolver todos os problemas com que eu me depare, que eu não cometa injustiças, que eu possa levar sucesso e felicidade a todos aqueles que convivem comigo, meu desejo final é que a PATNE não tenha vida longa, explico, meu desejo é que a droga que mata, que corrói pessoas, que desmancha famílias, seja apenas uma lembrança triste do tempo passado, que organizações como a nossa PATNE, sejam apenas para nos encontrarmos e nos encorajarmos mutuamente, que deixemos de perder pessoas para o vício que destrói e mata. Enquanto meu desejo não é atendido, peço que mais e mais pessoas vejam que aquele lema que carrego na vida, que servir é viver, que precisamos ver nos outros que ninguém é alguém sozinho. Vivemos em sociedade e nela, nesta sociedade, sempre há o bonito e o feio, sempre haverá o bom e o ruim, sejamos instrumentos de coisas boas de ações corretas, de generosidade, mãos estendidas, a felicidade, tem mais a ver com atitudes do que com circunstancias. Muito obrigado.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Após ouvir essas emocionantes palavras, convido o Prefeito Municipal Dr. Claiton Gonçalves, para que proceda a entrega do Título de Cidadão Emérito de Farroupilha ao Senhor Nestor Feltrin, que também receberá das mãos deste Presidente a medalha com o Brasão do nosso Município de Farroupilha.

 

(ENTREGA DO TITULO DE CIDADÃO EMÉRITO)

 

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Também nós temos uma homenagem do Partido da Rede de Sustentabilidade, na qual convido o Vereador Aberto Maioli e quero aqui quebrar um pouco o Protocolo, quero convidar a Vereadora Maria da Glória Menegotto, para que faça a entrega dessa homenagem também.

 

 

(ENTREGA DA HOMENAGEM DO PARTIDO DA REDE DA SUSTENTABILIDADE)

 

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Prefeito Claiton, Vereador Alberto Maioli, convidamos nesse momento então o nosso Prefeito Municipal Claiton Gonçalves, para que em nome do Poder Executivo Municipal, faça a sua homenagem ao Senhor Nestor.

PREF.MUN. CLAITON GONÇALVES: Uma saudação a todo o povo de Farroupilha reunido aqui no Parlamento Municipal, de forma muito especial quero saudar o Fabiano André Piccoli, Presidente do Parlamento Municipal, em nome do Presidente Fabiano, com deferência muito especial a Vereadora Dra. Eleonora Broilo, do sexo feminino, aos demais Vereadores. Quero saudar a Senhora Maria da Glória Menegotto, Secretário Municipal de desenvolvimento Social e Habitação, em nome dela os demais representantes do Poder executivo, fazer uma referência muito carinhosa ao Senhor Nestor Feltrin e a D. Elaine Maria Feltrin, os homenageados desta noite, os que obtiveram nesta noite o título de Cidadão Emérito, Lei nº 4341 de 09/08/2017, representante de forma muito gentil e muito especial os grandes homens e as grandes mulheres desta terra. Np início dos anos 90, quando chegamos em Farroupilha, nós ouvimos falar do Dr. Feltrin e do seu trabalho na cidade, não no PATNE, mas o seu trabalho como odontólogo, a cidade de Farroupilha, conta a sua história calcada nestes pilares, uma história que nesta noite, está para usar um termo da odontologia, amalgamada ao teu trabalho também. Por seres homenageado, juntamente com a Elaine tua esposa, quero fazer uma saudação muito carinhosa a toda a tua família aqui presente e em especial quero saudar na verdade o já falecido Luiz Gustavo, mas a Viviane, desculpe o Cristiano, o Luiz Gustavo aqui presente e a Viviane que experimentaram e eu acho que é por tua culpa Nestor, a odontologia, a Viviane começou na odontologia e colocou a vida em risco quando se tornou empresária, porque todos os dias, tem que matar um leão e tem que ajudar a alcançar o sustento de alguém, e o Gustavo que começou como farmacêutico e que hoje segue o caminho do pai na odontologia. Quero fazer também uma referência carinhosa a Maria Fernanda, filha da Viviane seu esposo e ao Heitor e Germano, filhos do Luiz Gustavo, in memória a figura do Cristiano que já partiu. Sei que tu tiveste um envolvimento muito intenso na cidade, seja dentro do Movimento Cursilhista, como Presidente do Clube do Comércio, como Escoteiro Guaraci, como coordenador social do Ronda Charrua, como Presidente do Clube Giovanna e do Lions Clube Centro, aonde prestastes também o teu empenho, o teu talento. A vida do odontólogo, é uma vida de inserção social muita intensa são obturações, restaurações, extrações que dão lugar a próteses, definitivas ou móveis, são preparações de canais, preparações para que se instale ali um instrumento hoje bastante definitivo dentro da implantologia, são cliente e lá no claustro do teu consultório tu aprendeu a ouvir a sociedade como poucos fazem, lá os pais falam sobre seus filhos, lá os filhos falam sobre seus pais, e como Padre Paulo, é dado ao Padre a condição de ouvir em silencio, muitas vezes aos operador de saúde, seja médico ou odontólogo também é dado a condição de ouvir em silencio. Alguns de nós ficamos estáticos, outros vão avante, e saem o dia a dia, o ato de fazer seu trabalho de ser um profissional liberal, saem disso e vão adiante, se envolvem como tu, Nestor, em vários movimentos, mas de uma forma muito especial, a partir de 1997, no PATNE, que é a Pastoral de Apoio ao toxicomo no Nova Esperança e tem que se fazer a referência a Elaine, que foi a tua adjutora nesse Projeto, foi a tua companheira neste Projeto, foi quem esteve do lado neste Projeto, por culpa dela que tu provavelmente esteja lá até hoje. Quantas vezes eu imagino que tu tenhas pensado em ir para casa, cuidar da vida e ela diz “vamos mais um pouquinho”, isso é coisa de mulher, mulher é assim, a mulher insiste, vamos mais um pouco, eu acho que a gente pode ficar esse ano ainda, eu acho que mais meio ano dá certo e estamos aqui até hoje. Porque as mulheres além de serem mães, de serem as gerentes da casa, elas são as inteligências de nossas casas, elas são as inovadoras das nossas casas, elas são as que criam as esperanças nas nossas casas, são exemplos dos nossos filhos e são os caminhos certos para que continuemos, porque um homem sozinho é um homem abandonado, imagino eu ouvindo o Vereador Raul dizer que no Bar do Bolacha se acha solução para o mundo, imagino que se lá dentro tivesse uma rádio, essa solução seria posta para o mundo, no mesmo momento, seria simples resolvido ali, no ato. Mas não a mulher é essa cidadã que cuida da família que faz com que as coisas aconteçam. Então eu quero te parabenizar e dizer que tu não sabes a extensão do trabalho que a Elaine e tu fizeste lá no PATNE, tu não sabes o tamanho das realizações, mas eu posso repartir contigo também essa questão do claustro, de ouvir, uma pequena história que vai fazer tu entender o que tu viste fazer, como missão que vai fazer tu entender o que tu viste fazer como missão nesta terra. Muito além do cursilho, muito além da formação religiosa, muito além de ser um excelente odontólogo, muito além de inspirar pessoas, muito além de estar inseridos nos clubes sócias, muito, além disso, tudo. No início dos anos 90, aliás, tu começaste a trabalhar quando o homem teve ou experimentou um namoro muito intenso com a lua em 1969 com o Apolo 11, vai começar a tua história. Mas no início do ano 90 eu recebi aqui em Farroupilha, em meu consultório um casal de duas meninas, uma de 17 anos e uma de 21 anos, que vinham com uma queixa adversa de emagrecimento muito difuso, com feridas pelo corpo, e eu pedi alguns exames e dentre os exames eu pedi um exame de HIV e veio positivo para as duas, e nesse momento elas repartiram as histórias conosco de serem usuárias de um tipo de droga injetável e tinham realmente os braços muito marcados e as vênulas e veias ressecadas por aplicações continuadas, e elas acabaram falecendo pouco tempo depois. E o que ficou desse contato com elas, foi uma tremenda pulga atrás da orelha sobre o que leva uma jovem bonita, com estudo, a decidir pelo caminho das drogas e o trabalho que tu não sabes que estas fazendo, talvez não saiba na extensão, é que lá quando te procuram esses jovens, quando te procuram seus pais, eles te procuram em forma de pedido de socorro. O pedido de socorro, que vai muito além de vender objetos de casa para comprar drogas, vai muito além de parar de frequentar a faculdade, vai muito além de abandonar uma relação efetiva, vai muito além de vender os seus próprios objetos ou de roubá-los em casa, enfim, vai muito além disso tudo. O que levou esse jovem a iniciar, a experimentar e essa é uma angustia social profunda que nós como sociedade temos discutido muito pouco. Nós ouvimos falar de coisas que nos incomodam, mas nós discutimos muito pouco estas coisas que nos incomodam, nós ouvimos falar que índios foram queimados, que negros foram vilipendiados, nós ouvimos falar de exposições que mostram atos sexuais impuros, nós ouvimos falar de pessoas que foram estupradas, nós ouvimos falar depois que conduziram crianças a violência sexual, nós ouvimos falar de uma sociedade que está morrendo aos poucos. E que muitas vezes a resposta agressiva é a iniciação nas drogas e que muitas vezes eles vão lá para dentro do PATNE e parabéns por ouvir estas pessoas. Talvez algumas delas nunca abandonem as drogas, mas um dia terão partido com o coração tranquilo de poder ter desabafado sobre o assunto, esse é o grande trabalho, a grande missão. Um professor meu um dia disse: “como médico tu terás grandes frustrações, mas se fizeres o trabalho de que as pessoas no leito de morte, sejam ouvidas e elas puderem partir me paz, Padre Paulo, ela terá feito o melhor de todos os trabalhos. ” Eu acho que tu ouves as pessoas, no seu momento mais difícil, nas suas angustias, parabéns por isso, a cidade de Farroupilha te agradece e muito por isso, por esse trabalho, por estar aqui trabalhando conosco, repartindo conosco recortes da nossa sociedade, dos nossos momentos das nossas vivencias, das nossas andanças do nosso dia-dia, do nosso trabalho enfim, das construções que nós fazemos todos nós, porque nós não nascemos sabendo ser Vereadores, nós não nascemos sabendo com é ser Prefeito, nós não nascemos sabendo como é ser um odontólogo, como é ser uma dona de casa, um professor, como é ser um empresário Viviane, nós não sabemos disso, nós aprendemos. Mas uma coisa é certa, nós seguimos os exemplos dos pais que nos antecederam e é calcado neles que nós te louvamos nesta noite em nome do Rodolfo Antônio Feltrin e da Fiorinda Catarina Tonin Feltrin, parabéns por terem constituído esse menino, que hoje é objeto da nossa homenagem. Muito obrigado.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Prefeito Municipal Claiton Gonçalves, em nome do Poder Legislativo, queremos agradecer a presença de todos os Senhores, todas as Senhoras, a imprensa, as entidades, os clubes de serviços presentes nessa noite, nessa homenagem singela, mas de uma grandeza muito grande ao nosso querido amigo Nestor Feltrin. Essa Casa muito se orgulha Nestor, em poder homenageá-lo, pelos serviços prestados a nossa comunidade, muito obrigado pela presença de todos. Antes de encerrar a Sessão, eu gostaria de pedir a todos Senhores um minuto de silencio, pelas vítimas daquela escola de educação infantil em Janaúba, que eu tenho a mais absoluta certeza que se aquele Senhor tivesse encontrado em seu caminho um casal como vocês, certamente ele não teria cometido aquela barbaridade, aquela atrocidade de ceifar vidas de pessoas tão inocentes. Então nesse minuto de silencio, que peçamos ao bom DEUS, que dê apoio e suporte aquelas famílias que perderam os seus filhos.

 

 

(UM MINUTO DE SILÊNCIO)

 

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Agradecemos a presença de todos novamente. Declaro em nome de DEUS, encerrado os trabalhos da presente Sessão Solene. Uma boa noite a todos e uma boa semana.

 

 

 

 

Fabiano André Piccoli

Vereador Presidente

 

 

 

Sandro Trevisan

Vereador 1º Secretário

 

OBS: Gravação, digitação e revisão de atas: Assessoria Legislativa.