Pular para o conteúdo
22/07/2024 17:48:04 - Farroupilha / RS
Acessibilidade

Ata 4364 – 22/04/2024

SESSÃO ORDINÁRIA

 

Presidência: Sr. Davi de Almeida.

 

Às 18h o senhor presidente vereador Davi de Almeida assume a direção dos trabalhos. Presentes os seguintes vereadores: Calebe Coelho, Clarice Baú, Cleonir Roque Severgnini, Eleonora Peters Broilo, Felipe Maioli, Gilberto do Amarante, Jorge Cenci, Juliano Luiz Baumgarten, Mauricio Bellaver, Sandro Trevisan, Tadeu Salib dos Santos, Thiago Pintos Brunet, Tiago Diord Ilha e Valmor Vargas dos Santos.

 

PRES. DAVI DE ALMEIDA: Boa noite a todos. Declaro aberto os trabalhos da presente sessão ordinária. Dada a verificação do quórum informo a presença de 15 vereadores nesta sessão do dia 22 de abril de 2024. Solicito ao vereador Felipe Maioli, 1º secretário, para que proceda à leitura do expediente da secretaria.

 

 

EXPEDIENTE

 

1º SEC. FELIPE MAIOLI: Boa noite a todos. Expediente de 22 de abril de 2024. Ofícios Secretaria Municipal de Gestão e Governo – nº 53/2024 assunto: resposta ao pedido de informação nº 16/2024; nº 54/2024 assunto: resposta ao pedido de informação nº 17/2024; e nº 55/2024 assunto: resposta ao pedido de informação nº 18/2024. Pedidos de Informação de autoria do vereador Juliano Baumgarten nº 38/2024 – assunto: quantitativo de morte no canil municipal. Pedidos de Informação de autoria do vereador Roque Severgnini nº 39/2024 – assunto: relação de prestadores de serviços terceirizados para prefeitura; e nº 40/2024 – assunto: relação das funções, salários, horários de trabalho e funcionários da ECOFAR. Pedidos de Providência de autoria do vereador Juliano Baumgarten: nº 112/2024 – assunto: conserto na Rua Baldizar Maggioni no Bairro América; nº 114/2024 – assunto: Conserto de buraco na Rua Ajuricaba; nº 115/2024 – assunto: Roçada e limpeza Bairro Cinquentenário; nº 116/2024 – assunto: reparos na Rua Olavo Cavalcante; nº 117/2024 – assunto: reparos na Rua Bortolo Grendene; nº 118/2024 – assunto: Limpeza e roçada na Rua Breitenbach da Escola Cinquentenário; e nº 119/2024 – assunto: conserto de ruas na Cooperativa Vitória. Pedidos de Providência de autoria do vereador Gilberto do Amarante: nº 113/2024 – assunto: desentupimento boca de lobo. Indicação de autoria do vereador Davi de Almeida nº 12/2024 – Indicação de projeto de lei que institui e inclui no calendário oficial de eventos do município o evento ‘Serra e Campo’. Senhor presidente, esse o expediente do dia 22 de abril.

PRES. DAVI DE ALMEIDA: Obrigado 1º secretário, vereador Felipe Maioli. Passamos ao espaço destinado ao grande expediente.

 

 

GRANDE EXPEDIENTE

 

PRES. DAVI DE ALMEIDA: Convido o partido republicanos para que faça uso da tribuna; abre mão. Convido o partido liberal – PL para que faça uso da tribuna; abre mão. Convido o partido do movimento democrático brasileiro – MDB para que faça uso da tribuna; fará uso da tribuna a vereadora Eleonora Broilo.

VER. ELEONORA BROILO: Boa noite a todos. Boa noite imprensa. Boa noite senhor presidente, muito me honra estar com o senhor aqui. Boa noite colegas vereadores, colega vereadora, nossas assessoras, nós temos uma nova assessora seja muito bem-vinda, o pessoal então dos patriotas né e todos que nos acompanha tanto presencialmente quanto de suas casas. Boa noite Gabriel. Eu tenho dois assuntos, mas antes eu quero deixar registrado nessa Casa que eu serei respeitosa com todos da mesma forma como eu exijo que sejam respeitosos comigo; eu tenho observado que empaticamente comigo que as coisas acontecem nessa tribuna, eu vejo que outros vereadores são respeitados mesmo quando se posicionam contra a fala dos nossos vereadores de oposição. Então eu gostaria que me dessem o respeito que a outros vereadores são dados. Mais uma coisa, o respeito é bom e todo mundo gosta então sejamos respeitosos uns com os outros para evitar discussões desnecessárias e que com certeza deixam o público uma má impressão terrível aqui na Câmara. Bem, o primeiro assunto que eu vou falar e eu gostaria que o Rose colocasse o videozinho; pode ir passando o vídeo enquanto eu falo. Eu quero falar um pouquinho sobre o fato de que Farroupilha e nisso eu muito me orgulho é a primeira cidade do Rio Grande do Sul, a primeira, a ter um centro de fisioterapia que oferece atendimento convencional fonoaudiológico, terapia ocupacional e fisioterapia na especialidade Bobath, mais programas domiciliares e acompanhamento por uma médica neuropediatra. Para quem não sabe o método Bobath e uma especialidade fisioterapêutica para indivíduos especialmente de 0 a 12 anos com disfunção neurológica. Por muitos anos o município vem arcando com despesas anuais em torno de R$ 400.000,00 para custeio do atendimento de apenas oito crianças, oito crianças apenas, cujas famílias judicializaram essa terapia e que era realizada em clínicas particulares. Uma vez que foi identificado a necessidade de um projeto pelo SUS para ampliar o serviço para comunidade assim em 30/6/2022 foi lançado o programa de reabilitação pioneiro do país, vejam senhores do país, visando ampliar o acesso ao serviço pelo SUS com o objetivo de atender melhor os pacientes da comunidade reduzindo os custos sócio financeiros para as famílias. Vocês estão vendo aqui no videozinho como é esse centro, embora mais três postos de saúde tenham o serviço não tão completo, mas também o tenham. Hoje 27 crianças são atendidas no centro em estrutura especifica com equipe e equipamentos especializados que oferece acompanhamento multidisciplinar que anteriormente eram indisponíveis. E tudo isso realizado no mesmo centro o que facilita o acesso global a esses pacientes. Os atendimentos são realizados pelo especialistas no conceito neuroevolutivo Bobath através de encaminhamentos pela rede de atendimento SUS. Alguns pacientes inclusive recebem transporte individualizado. O projeto ‘reabilitando sonhos através do conceito Bobath’ propicia perspectiva de futuro para esses pais porque evidentemente os pacientes se beneficiam do projeto. E não existe processos burocráticos morosos né que demoram tanto, não, eles são indicados e vão diretamente então para esse centro. É o nosso município priorizando e qualificando o Sistema Único de Saúde. Aqui vocês podem ver o material, todo o material de atendimento a esses pacientes de 0 a 12 anos que são os que mais se beneficiam do tratamento né. Eu quero dizer que são ações como essas são ações como essas que valorizam o atendimento da saúde em Farroupilha. Bem, Rose, pode parar pode parar o videozinho. Na sexta-feira passada, próxima passada, eu estive comigo no canil; comigo foram o secretário da saúde, doutor Thiago Galvan e encontramos lá a Arlene – que é a diretora de serviços. Bem, senhores talvez eu seja uma das poucas pessoas que pode comparar que viu o canil em 2018 e está vendo agora. Talvez seja uma das pocas pessoas que pode comparar o que está acontecendo e o que aconteceu. Eu já falei aqui e repito em 2018 o cobertor era muito curto, muito curto, era pouca verba que vinha governo então se fazia o que se podia naquela época. Mas eu fui até o canil pronta para fiscalizar e para apontar os erros. O que que eu vi? Eu vi um canil. Eu conheço canis em São Paulo porque eu fui para um congresso sobre pets e lá se visitou dois canis; eu vi o canil também de Gravataí. Então o que eu vi foi um canil com muita coisa ainda para ser resolvida sim porque nós temos 400 cães lá que dependem exclusivamente do sistema público. Mas eu vi também a boa vontade dessas pessoas nas melhorias, inclusive eu estava quando estavam desentupindo as fossas. Rose, isto, eu quero que tu me passe aquele, pode ir, vai mais à frente, mais à frente, mais à frente, eu tenho uma das fotos que é o desentupimento da fossa. Bom, enfim, eu achei interessante que foi retirado bolas, bolas de brinquedo de dentro da tubulação do esgoto/da fossa então esse era uma das razões do entupimento. Tinha fotografia, mas, enfim, não tá aí. Bom, o que que eu vi? Eu vi baias limpas, eu vi um cachorro evacuando numa das áreas e logo se materializou uma pessoa que veio limpar, eu vi todos os potes com ração e com água limpa; inclusive todos os cães estão muito bem nutridos, todos sem exceção, mesmo aqueles que têm problema – tem um que não tem uma pata, tem outro que não tem isso outro que não tem aquilo, inclusive esses estão gordinhos estão bem alimentados. E quanto aos animais amarrados em correntes, bem, não é possível colocar animais recém-chegados né nas baias elas tão já divididas por matilha onde tem um alfa que comanda e os outros que obedecem aquele macho alfa; se a gente coloca mais cães nessas baias corremos o risco de que eles briguem, até se matem; se isso ocorre num horário em que troca de plantão etc. e tal não sei o que pode acontecer. As matilhas estão já separadas. Esses outros cães obrigatoriamente tem que ficar em corrente para que não fujam. Esse é o melhor método? Não, com certeza não é o melhor método. Mas eu estive conversando com a doutora Cíntia que é arquiteta que está fazendo o projeto para o aumento das baias e para melhoria daquelas que nós já temos; conversamos e também expusemos algumas coisas que nós consideramos pertinentes. E nós podemos ver claramente o que eu já disse as baias estão limpas né. E uma coisa que me chamou muito a atenção porque foi uma coisa que me causou uma questão de um problema muito grande eram as moscas. Em 2018 quando eu fui lá a gente não podia parar quieto, se tu parasse quieto as moscas te cobriam, agora não tem não tem quase moscas e o cheiro já foi muito pior acreditem mim, o cheiro já foi muito pior. Encerrando então eu apenas gostaria de dizer que sim faltam muitas coisas, mas acho que as coisas estão sendo feias estão sendo melhoradas né e se foi pela denúncia ou não, mas, enfim, 60 casinhas foram, já estou encerrando, 60 casinhas foram compradas e essa licitação já era anterior então nem tudo foi pela denúncia com certeza muito foi, mas nem tudo. Obrigado.

PRES. DAVI DE ALMEIDA: Obrigado vereadora Eleonora Broilo. Convido o partido progressista – PP para que faça uso da tribuna; abre mão Convido o partido democrático trabalhista – PDT para que faça uso da tribuna; abre mão. Convido o partido socialista brasileiro – PSB para que faça uso da tribuna; fará uso da tribuna o vereador Roque Severgnini.

VER. ROQUE SEVERGNINI: Senhor presidente, senhores vereadores, demais pessoas presentes. Só para não perder o fio da meada aqui que a vereadora que me antecede aqui faz menção ao canil. Que bom que se está melhor, que bom, e que pena que a senhora não foi junto com nós naquele dia né que era uma incerta lá; fomos em poucos lá somente eu vereador Juliano e o vereador Amarante, a vereadora Eleonora não foi e deixou programar e fazer um alojamento mais adequado para daí quando fosse lá estar tudo bem. E de 6 em 6 anos é bom fazer uma visita, fez em 2018 agora fez em 2024 então acho que fica mais ou menos dentro do… Mas que bom que bom que o canil tá melhorando então. Cedo um aparte ao vereador juliano.

PRES. DAVI DE ALMEIDA: Um aparte ao vereador Juliano Baumgarten.

VER. JULIANO BAUMGARTEN: Obrigado pelo aparte vereador Roque. Bom, se foram desentupir a fossa não fizeram nada mais do que a obrigação ou vai dizer que foi um favor que fizeram para os cachorros lá. É tarefa é obrigação, quem é o gestor quem é o responsável por cuidar daqueles animais é o poder público então tudo o que fora feitas as adequações que eu soube que estavam acontecendo foi feita sim porque nós expusemos nós mostramos a verdade do que estava acontecendo. Então muito pontual. Então depois que deram uma tapeada que deram uma arrumada e ir lá e dizer que tá tudo bonitinho fica feio então. Mas nós vamos continuar cobrando nós vamos voltar daqui de uns dias dar mais uma incerta que tem mais problemas, tem mais cemitérios clandestinos lá já me deram as coordenadas geográficas; de repente a próxima vamos pegar uma pá e vamos escavar. Vamos convidar mais gente para ir né vereador Roque que daí nós vamos dar certo e será que é normal tem um cemitério clandestino. Obrigado pelo aparte.

VER. ROQUE SEVERGNINI: E se a fossa foi desentupido é porque realmente estava entupida então faz sentido falava né. E se compraram mais 60 casas para cachorro sinal que estava faltando casas né doutora Eleonora; aqui vamos dialogar então que nos ouça por gentileza que se compraram 60 casas é porque estava faltando casa para os animais né. E estranho dizer que os cachorros que são retirados da residência das pessoas porque supostamente tem maus-tratos eles tem que passar por um processo de purgatório né, vai para uma corrente fica ali até você adquirir comportamento adequado para daí ir para dentro de uma baia, é uma espécie de uma de uma regra intermediária para que ele se reeduque. Veja bem tira da casa do cidadão Albertino tira da casa do cidadão porque tá amarrado numa corrente e leva para um canil para continuar amarrado numa corrente e depois vai fazer uma análise, deve ser essa a questão psicológica que tem né, faz uma análise do animal se ele melhorou a sua conduta ele progride no regime vai para o regime fechado no caso para uma baia, sai do semiaberto. É umas coisas que só ouvindo aqui presencialmente para poder entender. Eu fiz dois pedidos de informações um que diz respeito à questão da ECOFAR para que o poder público encaminha para esta casa a relação de funcionários da ECOFAR com as respectivas funções, salários e horários de trabalho pois há denúncias de que lá existem funcionários fantasmas. Atenção estamos voltando à época dos funcionários fantasmas. Relação de pessoas jurídicas que mantém contrato de prestação de serviços com a ECOFAR; mandaram os contratos. Relação de máquinas, caminhões e veículos terceirizados que prestam serviço para ECOFAR; mandaram inclusive os modelos e placas desses veículos; também que a prefeitura nos encaminhe relação de pessoas jurídicas e físicas que prestam serviços para a prefeitura de Farroupilha de forma terceirizada, inclusive no fornecimento de mão de obras, e nesse item então não se tratando de empresa que fornece maquinário informar o tipo de máquina de caminhão de veículo ou outro equipamento, inclusive com suas placas, e em se tratando de pessoa jurídica que fornece mão de obra informar quais são os trabalhadores que prestam mão de obra junta a prefeitura inclusive com os contratos de cada empresa, e em se tratando de pessoa física que presta mão de obra enviar a cópia do contrato firmado entre a prefeitura e o cidadão que presta o serviço de mão de obra. por que isso? Não vou usar de meias palavras; porque está preparado para o favorzinho de campanha de eleição. Então quando não se sabe quais são as máquinas que trabalham e prestam serviço para prefeitura você pode se deparar com um caminhão de brita no final de semana circulando no interior como eu já recebi fotos e é de uma empresa privada, mas no entanto ela presta serviço para prefeitura e está a serviço da prefeitura fazendo esse favor né. Já recebi também uma denúncia de uma festinha de aniversário no 3º distrito de que um cidadão teria já feito uma alusão ‘olha se votar em mim eu mando a brita’ né ou se votar em alguém. Então isso nós temos que ficar atento porque vai acontecer. Só que o advento da rede social, da internet, do geolocalização, dos drones, do sistema de satélite e nós vamos agora preparar um bom pedido de informação porque a gente quer o sistema de rastreabilidade de todos os veículos da prefeitura que foi implantado no nosso governo; imagino que não deve ter sido tirado né. Então cada caminhão tem um sistema de rastreamento que ele tu consegue identificar exatamente aonde ele foi, em que horário foi, qual o trajeto, tudo completo. Então nós vamos depois mais adiante fazer um pedido de informação também nesse sentido. Eu gostaria também de comentar um assunto aí que tem tomado as páginas de jornais e os programas de TV e de rádio e as manifestações públicas que é com relação aos aumentos de impostos propostos pelo Governo do Estado do Rio Grande do Sul, senhor Eduardo Leite, que tem partido né PSDB e o seu vice-governador que tem partido MDB que estão propondo uns aumentos aí que não é concebível. Primeiro aumento né na cesta básica nos de alimentação do povo gaúcho e que também interfere em quem produz esses alimentos os agricultores. Então é um aumento estipulado por decreto por quê? Porque o governador do estado não possui os seus 28 votos na assembleia legislativa então ele fez por decreto; esse decreto entraria em vigor no dia primeiro de abril. Por uma movimentação das entidades e políticos, enfim, convenceram o governador para prorrogar esse prazo para entrar em vigor. Mas o governador do estado criou um outro projeto que é o de aumento da alíquota do ICMS que sai de 17 para 19,5 a alíquota; tem gente que vai dizer que é 2,5% de aumento né porque é de 17 para 19,5 na verdade dá 15% de aumento. E eu já vi algumas entidades dizendo ‘ah, mas já que tem dois um pelo menos tudo bem, um a gente apoia’. É na verdade entrou na jogada do governador né você põe dois bodes na sala ‘olha, não consigo tirar os dois, mas tiro um’. E quem não lembra do debate do Eduardo Leite com o Sartori que o Eduardo Leite criticava o Sartori por causa dos aumentos de impostos e ele disse para o Sartori ‘é somente entender de fluxo de caixa basta entender do fluxo de caixa’ e o Sartori retrucou diz que ‘não que não era assim né’. Mas agora então se juntou o Sartori e o Leite né porque são os dois partidos: o fluxo de caixa e o outro que dava os aumentos então acho que agora passa mais tranquilo. Eu quero dizer que sou radicalmente contra aumentos de impostos principalmente na situação que nós estamos vivendo e principalmente quando atinge a mesa dos trabalhadores, dos consumidores e os agricultores na produção de frutas, de hortaliças e de outros produtos que advém da agricultura. A gente precisa fazer um manifesto com os nossos deputados para que lá na Assembleia Legislativa o governador do estado não tenha os 28 votos, é maioria simples; temos 55 deputados ele precisa ter 28 votos para poder fazer passar o projeto de aumento do ICMS. Mas o que me espanta é algumas entidades se posicionando a favor, a favor do aumento; mas agora nós vamos ficar como? As entidades sempre foram contra os aumentos. Como que agora uma entidade representa inclusive da Serra Gaúcha se manifesta a favor dos aumentos de impostos. Eu quero dizer que nós temos posicionamento contrário aos aumentos da forma com que se está dando né, com as justificativas que vem se apresentando, e eu acho que esse é um tema para ser pautado por pela câmara de vereadores, pela prefeitura municipal, pelas entidades e pelos deputados inclusive. Tem deputado vindo para imprensa dando entrevista de assuntos, criando histórias, vamos se ater nos assuntos que interessa para o Rio Grande que interessa para nossa cidade; assim como nós aqui também precisamos debater assuntos de importância para o nosso município. Então quero deixar registrado aqui esse nosso posicionamento com relação à questão dos aumentos de impostos. E hoje né foi o último dia para quem quisesse pagar o IPTU com desconto então eu imagino que a prefeitura deve ter tido uma boa arrecadação com o IPTU. E eu estive hoje na prefeitura para tratar de um outro assunto e me encontrei com o secretário Plinio e aí eu estava passando uma mensagem e ele me pedia ‘o que que o que que foi’. Disse só tô passando um probleminha que com relação a ECOFAR. Tinha umas 3 ou 4 pessoas ali e quando eu parei e me virei ela perguntou para mim ‘você trabalha na ECOFAR? ‘Não, não trabalho’. ‘Ah, porque nós tinha uma reclamação para fazer’. Aí me virei e disse ‘realmente a ECOFAR tá difícil’. Olha, juntou todos os que estavam ali para falar do mau atendimento que a ECOFAR presta no serviço de recolhimento do lixo e no serviço também de limpeza da cidade. Gente a limpeza da cidade é vergonhosa e eu não sei por onde anda o prefeito e o vice. Pelas ruas da cidade com certeza não estão. Tiago Ilha falou que agora tem 1001 possibilidades no sistema da inteligência artificial, eu não sei se a gente vê eles na rua mesmo ou é alguma inteligência artificial que projeta porque se andasse. Eu fui assistir o jogo do Brasil esse final de semana na frente alio do Parque Cinquentenário é sofrível ver aquela avenida puro capim. Em qualquer lugar que tu vai é puro capim, é mato, é container cheio de lixo; onde é que está indo os 16 milhões que vai para a ECOFAR? Alguém me responde isso, por favor.  A base do governo me responde aonde vai os 16 milhões para a ECOFAR; alguém me responde. É 17 milhões. Alguém me responde aonde vão os 17 milhões que a prefeitura paga para a ECOFAR se não tenho recolhimento de lixo adequado, se não tem a roçada a capina, a varrição da cidade de forma adequada, se os bairros estão abandonados. Alguém me responde aonde vão os 17 milhões para a ECOFAR. Eu gostaria muito de saber aonde estão trabalhando os mais de 120 funcionários da ECOFAR. Seria uma resposta que a população mereceria ouvir. Obrigado.

PRES. DAVI DE ALMEIDA: Obrigado vereador Roque Severgnini. Está encerrado o espaço destinado ao grande expediente. Passamos ao espaço destinado ao pequeno expediente.

 

 

PEQUENO EXPEDIENTE

 

PRES. DAVI DE ALMEIDA: E a palavra está à disposição dos senhores vereadores. Com a palavra o vereador Juliano Baumgarten.

VER. JULIANO BAUMGARTEN: Senhor presidente, colegas vereadores/vereadoras, cidadãos e cidadãs que se fazem presentes esta noite. Cumprimento à imprensa. Parabéns Pastor Davi pela sua data de hoje, aniversário, saúde, muitas felicidades. Eu quero começar a minha fala pedindo atenção para Granja Stragliotto e naquelas proximidades foi feito um pedaço de asfalto e passando o asfalto faz mais de dois meses que os moradores têm me contatado e tem pedido um patrolamento, tem pedido uma britagem e até agora não aconteceu; e eles têm a resposta: vai. Então vai entrar na programação só que não sai da programação não acontece. E até assim como lá em outros lugares se passar as máquinas as crianças com certeza vão se assustar achando que é o bicho papão porque faz tempo que não passa. Então fica aqui meu registro tem que ir lá patrolar naquele entorno porque os moradores precisam de condições básicas, o direito de ir e vir. Quero tratar de um assunto bem positivo: mais recursos que estamos trazendo para Farroupilha, vereador Amarante e eu, através de um pedido para a deputada federal Denise Pessoa nós estamos encaminhando então R4 200.000,00 para Farroupilha; Cem mil para a construção de uma praça ao lado do posto de saúde do bairro Industrial; cinquenta mil nós entregamos já no sábado para a AMAFA para ampliação de infraestrutura e coisas do gênero; e cinquenta mil para conclusão das rampas do Skate Park. E lá é bonito tá dando cria né; antes ficou abandonado agora todo mundo é o pai da criança bonita né. Tem o pessoal os pseudo-candidato aí que estão aparecendo e eles não têm vergonha. Agora, eles não fizeram nada, nada, agora eles são o pai da obra né. Mas vão se enxergar né, vão dar pedrada na pomba dos outros né, mas não vem se criar. Tem que ter um pouquinho de vergonha na cara. Tem que olhar vamos olhar vamos começar a fazer pedido de informações puxar a função e expor né que o pessoal é muito cara de pau; grava uns videozinho ‘porque nós fizemos’. Não fez nada não fez nada. Se saiu a reforma do Skate Park lá foi porque eu puxei uma emenda do deputado Dalciso, a prefeitura fez o projeto porque é quem tem, fez a licitação e agora nós entregamos mais cinquenta mil para fazer a conclusão; mas que fique registrado né para o pessoal ficar sabendo que antes quando era que não tinha movimento era o lugar de maconheiro de drogado agora todo mundo acha bonito. Então fica feio né querer se adonar de uma coisa que não é sua. Até porque aquilo é da comunidade, mas as pessoas umas que estão aparecendo não fizeram bulhufas não fizeram nada. Acho que a gente tem que falar de fato sobre a questão, voltar, do canil, é um assunto que a gente precisa debater o canil municipal. As pessoas me encontram na rua e elas me perguntam ‘como é que tá lá no canil?’ Olha tem que ir lá ver. E quando a gente vê mais de 100 cachorros amarrados não é que eles estão em fase de estão passando pelo estágio do purgatório Roque é que não tem lugar nas baias. Eu li aqui um pedido de informações que eu fiz pastor Albertino que dizia que tinha capacidade o canil para 250 animais. Tem 400. E por que que tem tantos animais que lá estão? Porque não tem política pública de adoção. E se continuar desse jeito trabalhando lá como um depósito de cachorro daqui de 6 meses nós vamos ter 500, daí o ano que vem vai ter 600 e assim vai. Lá é uma questão de saúde pública é uma questão de economia; nós estamos falando do recurso do município. Porque vejam só o que que a doutora Eleonora trouxe aqui não é nenhum favor que está sendo feito até porque no orçamento nós aprovamos mais de R$ 2.000.000,00 para o canil, ou seja, o que adianta mandar duas ou três vezes mais recurso se se gasta mal e se as coisas não evoluem. Algum problema tem. E que felicidade a senhora encontro umas pessoas, que a gente foi várias vezes no canil nós nunca nem vimos; e o pessoal disse ‘oh às vezes vem as vezes não vem’. Então muitos das coisas que estão acontecendo precisam se o olhar. E por fim não menos importante, mas me preocupa o silêncio e me preocupa que faltam mais ações, estava vendo uma reportagem na Rádio Spaço FM onde fala que eles estão fazendo marcação para carteira de identidade para o mês de julho; se a gente fazer aquela conta maio/junho daqui de 3 meses? Tem algum problema. Ah, mas é o governo do estado. Tem que tentar resolver, não tem que dizer tudo amém para o governo do estado; tem que achar uma alternativa. E se alguém precisar fazer de emergência a carteira de identidade vai fazer o quê? Então tem problemas tem que achar soluções, tem contatos. Vamos lá a gente espera isso a gestão pública é mais que uma foto e um vídeo. Obrigado senhor presidente.

PRES. DAVI DE ALMEIDA: Obrigado Vereador Juliano Baumgarten. Com a palavra o vereador Maurício Bellaver.

VER. MAURÍCIO BELLAVER: Boa noite senhor presidente. Boa noite colegas vereadores. Um boa noite para a Elis Felicetti, assessora do PL. E aproveitar o embalo do vereador Juliano das emendas então vou parabenizar o deputado a federal Zucco que esteve na sexta-feira aqui em Farroupilha visitando a cidade e deixou também emenda vereador Juliano para a APAE: R$ 180.000,00. R$ 180.000,00 para a APAE e mais R$ 200.000,00 para a AMAFA, mais R$ 1.050.000,00 para assistência social no fundo. Então aqui tá o vereador e o deputado que trabalha junto, unido e para nossa cidade aí. Muito obrigado. Um aparte para o vereador Juliano.

PRES. DAVI DE ALMEIDA:  Um aparte para o vereador Juliano Baumgarten.

VER. JULIANO BAUMGARTEN: Obrigado vereador Maurício. Importante, importante que os deputados seja de qual partido for traga recurso porque se é só para vir falar bobagem na rádio tem de punhado né. Então é isso aí. E todo deputado/deputada independente de partido tudo que está devolvendo é orçamento nosso então que bom. A gente sabe que tem as relações políticas que tem os vínculos e é isso aí; mandar para a APAE, mandar para a AMAFA, para pavimentação, seja quem for, o pessoal lá na ponta que tá sendo atendido realmente precisa e está sendo agraciado. E cada um e cada uma aqui de nós então faz conforme pode e o que dá. Então é esse o nosso objetivo, eu se somar tudo ao longo do mandato que nós buscamos chega a quase R$ 5.000.000,00 por quê? Porque é um trabalho sério, de dedicação. E que bom, te cumprimento e se some conosco e vamos buscar mais recurso para Farroupilha que esse é o nosso objetivo. Obrigado.

VER. MAURÍCIO BELLAVER: E também digo que o deputado Zucco ele apoia o agro defende quem trabalha e sabe que o nosso alimento sai aqui do agro e vai para o café da manhã para o almoço e para a janta. Muito obrigado senhor presidente.

PRES. DAVI DE ALMEIDA: Obrigado vereador Maurício Bellaver. E a palavra está à disposição dos senhores vereadores. Com a palavra o vereador Jorge Cenci.

VER. JORGE CENCI: Senhor presidente, colegas vereadores, todos que nos acompanhamos minha saudação. Eu trago só pegando uma fala do vereador Juliano referente a carteira de identidade vereador. Então no passado não tão distante agora tínhamos um problema muito mais crônico do que é hoje; então o agendamento era feito através de um sistema do governo estadual e apenas era possível ser confeccionadas 22 carteiras diárias. Hoje esse agendamento está através da secretaria municipal e assistência social e se conseguiu então aumentar um pouco o atendimento das pessoas chegando a ser atendidos 26/28 pessoas diariamente. E pego essa pauta demanda bastante importante e um assunto bem relevante eu acho. Existe na sociedade uma cultura ou uma impressão que todos os cidadãos precisam renovar ou fazer a nova carteira de identidade; isso não é fato isso não é verídico. A carteira de identidade ela tem um prazo de validade né e essa demanda que nem o senhor trouxe é real sim que é para julho é devido à cultura que se criou que é necessário fazer a nova carteira de identidade. Isso não é necessário pessoal. Eu até peço né a todos que estão nos acompanhando que só façam a renovação e só vão buscar a nova carteira de identidade se realmente for necessário tendo em vista hoje existe uma fila enorme né e infelizmente está lá praticamente três meses à frente o agendamento. Então se criou uma cultura ou uma impressão que todos nós precisamos renovar a carteira de identidade. Não, não é assim esta necessidade. Então a todos que nos acompanham eu peço também que contribuam na divulgação desta né. Existe sim a necessidade de renovação de carteira de identidade, porém dentro de um prazo né estipulado que são 10 anos; para quem não tem a nova carteira de identidade sim é necessário fazer a confecção. Então contribuam a todos que nos assistem. Depois te cedo um aparte. Quero também falar sobre aumentos né o aumento de imposto que nós aqui e eu em outra oportunidade também fui enfático e acredito que a grande maioria de nós colegas aqui também pensamos de uma maneira muito parecida. Chega de aumento de impostos né. E eu acho que também é méritos nossos o envolvimento e o posicionamento dos deputados estaduais né naquela proposta que foi levada pelo governador se posicionando de forma contrária. E na minha posição continua a mesma, sou contrário, embora mudou né o método né. Hoje se está tentando aumentar o ICMS. Totalmente contrário, temos que enxugar a máquina pública temos que tirar a bunda da cadeira para resolver os problemas do nosso Estado. E aqui aproveitando uma fala do nosso colega vereador Roque quando falou do Sartori né então realmente o nosso governador, então governador Sartori, tinha razão não adianta discursos fáceis o que é necessário são ações importantes, ações profundas para que se encontre alternativas se encontrem soluções para que nosso estado do Rio Grande do Sul tenha mais pujança, mais credibilidade e menos falácias. Eu cedo um aparte ao vereador Juliano.

PRES. DAVI DE ALMEIDA:  Um aparte para o vereador Juliano Baumgarten.

VER. JULIANO BAUMGARTEN: Obrigado pelo aparte. Não, só para contribuir acho que é importante esse teu o relato junto à questão da cultura né que as pessoas pegam como tu traz o relato tendo conhecimento de causa, só que infelizmente essa cultura atrapalha quem realmente precisa fazer. Então pensa só tem um determinado cidadão ele precisa fazer uma nova via porque extraviou ou coisa do gênero ele vai lá para o final da fila e quem precisaria acaba passando na frente. Então é importante repensar isso e ver de que forma pode ser melhorada a comunicação institucional com a população. obrigado pelo aparte.

VER. JORGE CENCI: Obrigado pelo aparte, contribuiu muito. Obrigado senhor presidente.

PRES. DAVI DE ALMEIDA: Obrigado vereador Jorge Cenci. E a palavra está à disposição do senhores vereadores. Com a palavra o vereador PC.

VER. VALMOR DOS SANTOS: Boa noite presidente. boa noite colegas vereadores/vereadoras, pessoal da do auditório, a imprensa. Eu vou desviar um pouco meu assunto, hoje eu não vou falar dos cachorros porque já tá muito falado lá, já tem um pessoal que já tem um eleito lá com esses cachorros então eu não vou me envolver nessa polêmica mais aí né; vamos deixar para o pessoal que entende mais né, pessoal entende tudo dos cachorros então eu não preciso falar. Eu vou levantar um assunto aí que eu tive essa semana. Eu tirei um tempo de andar pela cidade, às vezes o cara anda pouco pela cidade né, hoje tem tanta coisa bonita na cidade, o cara ali é do futebol para casa e em casa e tu não sai para ver as coisas que tem na cidade né. E eu passei pela cidade inclusive com a minha esposa, tá muito bonita a cidade de Farroupilha. Tem problema? Tem, mas que tá linda tá. pode ver a pintura passei aí naquele naquela pracinha do trator, eu não sei quem foi e pintou lá se foi a prefeitura ou se foi ou a ECOFAR, mas ficou muito show aquilo lá, deu uma visão diferente para a cidade. A cidade tá bonita. Tu vê que passa uma propaganda aí na TV Serra nas outras TV e é lindo ver a cidade bem pintada, bem organizada, bem demarcada; isso enche a gente de orgulho né, que as coisas estão andando e as coisas estão andando. Realmente eu não vejo o porquê não dar mais crédito para essa administração porque ela tá andando ela tá fazendo as coisas estão acontecendo. Só quem não quiser ver que não vê cara. Eu vejo os comentários das pessoas estão falando por aí, tem gente falando tem gente agradecendo por estar com uma cidade bonita, nova, isso dá uma alma boa. Estive no Caravaggio também estava acontecendo acho que é o motorhome lá acho que era… como é que se chama isso aí que vamos lá? Pré romaria exatamente. E estava lindo. Tu tava lá também né Adamatti, tava lá. Tava muito lindo lá aquele lá aquele lá é um show cara. Então assim a nossa cidade ela é divulgada ela tá sendo divulgada, o pessoal tá vindo, e tinha eu fiquei contando lá ali tinha gente do Paraná, de Santa Catarina, de São Paulo cara que vem então como que a nossa cidade não tá aparecendo. Tá feia? Não, isso não condiz com a nossa realidade. Nossa cidade tá linda e temos que divulgar aonde que nós tiramos o pão para nossa família, nós não vamos falar da nossa cidade que ela tá feia independente se é oposição ou se não é oposição. Vamos falar divulgar ela porque o pessoal tá vindo e fica até feio nós denegrir a imagem da nossa cidade se o pessoal de fora vem e enaltece nós que tá linda. É uma é uma coisa meio que cara demora um pouco para poder se encaixar isso aí, mas tudo bem vamos seguir nesse rumo aí gente. Acho que tá bom, tá bom então como eu disse. Era só isso aí presidente, muito obrigado tá.

PRES. DAVI DE ALMEIDA: Obrigado vereador PC. E a palavra está à disposição dos senhores vereadores. Com a palavra o vereador Gilberto do Amarante.

VER. GILBERTO DO AMARANTE: Boa noite vereadores/vereadoras, pessoal que está aqui nos assistindo. Quero dizer que os deputados federais têm obrigação de passar recurso para e muitas vezes tem deputados que quase foi pouquíssimo votado em nossa cidade e manda recursos saudosos; deputado Afonso Motta fez cento e poucos votos mandou tá chegando a R$ 1.000.000,00 aqui na nossa cidade, não fez voto, mas manda através de nós da ligação de nossa comunicação; o próprio deputado Marlon Santos há dois anos atrás ele mandou R$ 1.000.000,00 para nossa cidade e era do PL. O que que eu quero dizer com isso. Que eu sempre tive uma ligação muito boa com ele e agora, por exemplo, a deputada Denise pessoa que é do PT mandou já chega próximo de R$ 3.000.000,00 para o nosso município: R$ 2.000.000,00 para hospital e mais R$ 200.000,00 dessa situação que vai ser feito uma praça lá do bairro Industrial próximo do posto, R$ 50.000,00 para a AMAFA e mais R$ 50.000,00 para o Skate Park. E eu vejo que isso sim deputados que fizeram muitos votos aqui em Farroupilha e não mandam nenhum tostão; tem deputados que foram aí se não mais votado próximo do mais votado e não manda nem um tostão para nossa cidade. E uma outra situação tem deputados que foram muito bem votados aqui na região toda e eles usam o sistema de orçamento participativo para distribuir suas emendas, eles não tem ligação nenhuma com o Executivo nem vereadores, mas usam muito bem para distribuir suas emendas aquele sistema do próprio PT e do qual o mesmo critica muito o PT, mas ele usa o sistema do PT. É um absurdo, mas é assim que funciona a nossa política. Então cada um usa sua estratégia claro que muito aí é para ter aumento de internet e tudo mais né ‘like’, mas, enfim. Quero dizer PC que sim a nossa cidade o centro da cidade está bonito, está bonito, mas os nossos bairros não foi feito; foi feito muitos bairros não feito algo não foi feito obra nenhuma. Até o próprio Santa Catarina ontem tive uma reunião lá com moradores e não foi feito nada; Bairro Belvedere não foi feito nada; podia citar aqui uma lista de bairro. Eu acho que nós na política democrática nós sempre vamos debater sistemas de trabalho e para a gente debater sistema de trabalho às vezes a gente usa um governo antes ou anterior ou até um governo lá que já se passou muitos anos, um prefeito que nós citamos muito aqui, Avelino Maggioni, que deixou a sua história o seu legado independente de partido que seja, mas deixou uma história muito linda nessa cidade e que ninguém esquece. Porque ele foi um dos maiores gestores dessa cidade, saiu entrou pobre e saiu como entrou. Então eu quero dizer que muitas vezes a gente e os debates tá aí, por exemplo, citou Caravaggio. Eu não falo mal de Caravaggio acho que quando nós expressamos a nossa as nossas falas é justamente para debater. Caravaggio eu tive uma reunião uma reunião na quinta de noite que até marcaram para mim e eu tive que voltar da onde eu estava e fui nesta reunião e o pessoal reclama muito que não tem acesso né, os acessos são muito limitados. A via dos Romeiros, por exemplo, não é duplicada; aquele passeio público que não é terminado; na frente da avenida poderia se pensar ali em fazer subterrâneo aquela toda aquela fiação que incomoda as pessoas. É lindo o nosso Santuário que é cuidado pela Mitra. E inclusive não tem iluminação pública no pátio de Caravaggio, pode ver Adamatti lá a maioria das lâmpadas estão queimadas há muito tempo. Ah, mas não troca porque lá é da Mitra. Mas todos os prefeitos se vestem se vestem do setor turístico religioso que Caravaggio traz para Farroupilha; mas ninguém faz nada, ninguém trabalha no fluxo de entrada e saída daquela comunidade. Então eu acho que é isso nós temos que trabalharmos e pensar sempre que nós temos que resolver os problemas como um todo de nossa cidade, indiferente no meu na minha no meu ver de ser oposição e situação. Nós temos que defender sempre tudo que vem a somar para o nosso município. Obrigado.

PRES. DAVI DE ALMEIDA: Obrigado vereador Gilberto do Amarante. E a palavra está à disposição dos senhores vereadores. Com a palavra o vereador Roque Severgnini.

VER. ROQUE SEVERGNINI: Senhor presidente, eu gostaria de relatar aqui também que na última sexta-feira…

PRES. DAVI DE ALMEIDA: Senhores.

VER. ROQUE SEVERGNINI: Na última sexta-feira esteve presente aqui em Farroupilha o deputado federal Heitor Schuch e juntamente com o vereador Juliano juntamente com o ex-prefeito Pedro Pedrozo nós estivermos visitando alguns locais em que o deputado concedeu emendas; podemos citar aqui R$ 250.000,00 para a Praça de Nova Vicenza,  R$ 250.000,00 para Feira do Agricultor – obras já executadas, R$ 300.000,00 para a Comunidade Santo André/Santo Antônio – asfalto já executado, R$ 300.000,00 para Capela São Luiz da Linha Jacinto – projeto em andamento, R$ 300.000,00  para a Capela Todos os Santos, essas duas últimas para asfalto também. Então são ações que tem sido feito, isso aqui dá em torno de R$ 1.500.000,00, pelo Deputado Heitor Schuch e pelo partido do deputado composto por mim pelo vereador Juliano pelo ex-prefeito Pedro Pedrozo emprestando a nossa contribuição para nossa cidade. E quando se diz que a cidade está lindinha/bonitinha eu não concordo. A cidade tá bonita graças a sua gente, o seu empenho e o seu esforço de empreendedorismo que tem nessa cidade. Porque pintar meio fio, pintar faixa de segurança, para quem diz que tem 100 milhões em caixa é muito pouco. Dá uma olhada nos bairros para ver como é que está. Vamos visitar os bairros, vamos visitar todos os bairros. Aqui pela via do centro por onde é que a gente anda tá relativamente bem. Tocaste ali na praça do trator, tem que dar uma olhada inclusive na licitação que tem lá. Tem um problema lá; tem uma sublocação que tá irregular aquilo lá, tá irregular. Então tem uma série de coisas que nós precisamos debater aqui. Porque se a gente quiser pegar um outro tema que nós vamos ter que se debruçar é ver quanto de empréstimo foram pegos pela por essa administração e a quanto tempo nós vamos precisar pagar esses empréstimos. São 40 milhões que foi pego de empréstimo; nós pegamos 23 milhões, fizemos/compramos 3 milhões de máquinas, usamos 20 milhões para fazer asfalto no interior e na cidade e fizemos 50 km de asfalto no interior. Essa administração pegou 40 e não sei se vai passar ali de uns 20 km de asfalto com 40 milhões. E eu gostaria de pedir que fosse feito um raciocínio lógico: sempre foi dito que a administração economizou e guardou dinheiro e realmente tinha dinheiro em caixa e aí a administração dinheiro em caixa e vai pegar do banco num juro alto R$ 40.000.000,00 tendo dinheiro em caixa. E daqui a pouco na época da eleição começa aparecer obras. Isso é uma questão que é importante porque o cidadão que nos assiste sabe que se você tem dinheiro no banco guardado você não vai pegar aquele dinheiro e deixar guardado e pegar e usar o do cartão de crédito ou do talão de cheque ou pegar um empréstimo. Você vai usar aquele dinheiro. Pois o gestor do dia fez isso, deixou o dinheiro em caixa e pegou R$ 40.000.000,00 emprestado pagando juro alto né; pagando juro alto e que quem vai pagar serão as próximas administrações. Então eu pergunto qual é o tipo de gestão que se faz. E eu volto a dizer o seguinte: me responda o que é feito com os mais de 17 milhões que vai para a ECOFAR? Por esse serviço prestado é muito dinheiro. Por esse serviço prestado é muita gente, por esse serviço prestado é muita gente empregado lá. Diz que reduziu o número de CCs na prefeitura o que não é mais verdade, até já foi mais não é mais, mas inchou a ECOFAR, tem muito mais gente que no passado, e o Pró-Saúde. A ECOFAR se nós tivesse gente aqui, vereador, seria digno de uma CPI. Eu não tenho dúvida nenhuma que aquela caixa preta que o Feltrin queria erguer ele colocou em cima umas duas toneladas; se é que tinha caixa preta ele colocou em cima umas duas toneladas para não erguer a tampa. Mas eu gostaria de ter vereadores mais junto comigo e aceitasse nós fazer uma CPI para descobrir o que que tem na ECOFAR que com 17 milhões não presta o serviço adequado que Farroupilha merece.

PRES. DAVI DE ALMEIDA: Obrigado vereador Roque Severgnini. E a palavra está à disposição dos senhores vereadores. Espaço de liderança ao vereador Juliano Baumgarten.

VER. JULIANO BAUMGARTEN: Vamos falar então da cidade bem cuidada ou da cidade da fantasia; nós vamos entrar para a Farroupilha da vida real. Olha só nós perdemos duas oportunidades de festivais e marcas que vieram no colo da administração, que eram de graça toma tá aqui pega: o festival do grostoli de Garibaldi e o festival de pastéis de Carlo Barbosa. Foi ofertada a marca foi ofertado o serviço foi entregue, mas não quiseram tá. Sim, eu sei de fonte segura figura de pessoas vinculadas ao grupo RBS que foi ofertado a marca e não quiseram. Pensa só, deu milhares de pessoas em Garibaldi ontem, há uns 15/20 dias atrás deu milhares de pessoas em Carlos Barbosa. Será que nós somos tão autossuficiente que não podemos abraçar um produto vindo com um mídia embutida totalmente grátis. Não. Bota no telão lá Rose as fotos. Como é que nós vamos atrair turista? Isso aqui é um museu casal Moschetti, se alguém não conhece, é um museu foi doado uma casa que foi doado pela pelo casal Moschetti que viveu aqui na década de 30/década de 40 que era uma casa de veraneio, ou seja, o pessoal vinha passar as férias de Porto Alegre vinha para cá para fugir do grande movimento que isso que nem era tanto. E vai passando; a única tem duas coisas que mudam, talvez a claridade da foto a data e o horário. Ou seja há muitos dias o museu se encontra fechado. Que turismo que nós estamos fazendo? Será turista vai ter que chegar ali e ele vai ter que fazer o quê? Fazer assim: ‘oh de casa’. Mas gente não conseguem manter os museus abertos, não consegue cuidar de um patrimônio público, de manter e botar uma pessoa para abrir para ficar para recepcionar. Mas que cidade turística que a gente tem. Não posso lhe ceder porque eu tô no espaço de liderança. Então o que acaba acontecendo, tem problema, tem que ter resolução; mas não é a resolução dizer que vai botar na programação aqui. Não, tá faltando gente em alguns pontos no outro o pessoal tá se tropicando. Tem CC que tá lá para fazer fotinho/videozinho todo dia e tropica; para ir lá de repente fazer comentário para defender o governo. Tem que botar trabalhar. Será que não tem alguém qualificado no sentido para cuidar, alguém com formação técnica? Até porque muito se falou que seria técnico. Por que não se bota um museólogo, um historiador, um antropólogo, um arquivista? Porque não é prioridade. Então é muito fácil. O centro dá uma cuidada dá uma ajeitada, mas os bairros; aí Rua Leôncio Prestes, Santa Catarina, a gente vai andando e assim dá para citar tantos outros lugares, São Vicente e outras tantas ruas que nós poderíamos citar. Então a cidade tá muito suja tá mal cuidada, tá mal cuidada. E eu concordo contigo Roque a felicidade do governo é que nós somos uma minoria barulhenta, se nós tivesse na condição de igualdade pelo menos ter 7 o 8º nós conquistávamos; precisava abrir sim uma CPI é R$ 17.300.000 que essa Casa aprovou. Para onde que tá indo? Para o aterro sanitário, para os funcionários fantasmas. Para onde que tá indo? Os problemas são recorrentes e têm pessoas dentro da administração que em dizem ‘Juliano. Tu cuida com o caminhão tal, Juliano, tu cuida com o carro tal tu presta atenção’. Essa semana também recebi uma denúncia e me mandaram o vídeo/foto um carro da prefeitura fazendo trabalho dentro de uma propriedade privada. Nós vamos estar encaminhando para o ministério público. Gente, o que que está acontecendo. Não dá, tem que fazer o uso para atender a população. Então tem muitos problemas. Nós vamos cobrar vereador PC porque nós queremos que a cidade evolua, mas não dá para viver numa bolha e dizer que tá tudo bem porque não tá tudo bem. É obvio que a situação vai tentar vender as coisas boas e nós vamos cobrar. Beleza, no momento na sessão que vocês me acharem eu quieto é que não tem problema então vocês não vão me achar quieto; eu vou continuar toda a sessão falando e enchendo o saco, eu tô aqui para isso. Fui eleito para ser o contraponto para ser a voz de muitos que não tem; e as pessoas me encontram na rua e elas dizem assim ‘ainda bem que tu fala, tu é o chato tu incomoda tu fala porque precisa’. Porque muitas vezes falta a leitura crítica de alguns colegas de dizer ‘pera aí tá errado’. Então tem coisas que não dá para defender. Defender o indefensável fica feio. Então tem problemas sim e de monte desde container desde mato. E só para ter uma noção, para concluir senhor presidente, próximo ali onde que estão fazendo a uma grandiosa obra, agora fizeram a lombo faixa agora botaram a sinaleira, tinha capim de dois metros e eu fiz o vídeo foram lá cortar. Ou seja, vamos andar pela cidade que vocês vão ver os problemas. Obrigado.

PRES. DAVI DE ALMEIDA: Obrigado vereador Juliano Baumgarten. E a palavra está à disposição do senhores vereadores. Está encerrado então o espaço do pequeno expediente. Espaço do presidente por até 5 minutos.

 

 

ESPAÇO DO PRESIDENTE

 

PRES. DAVI DE ALMEIDA: Abre mão.  Encaminhamento de proposições: as comissões de Legislação, Justiça e Redação, Infraestrutura, Desenvolvimento e Bem-Estar Social o projeto de resolução nº 08/2024. Nada mais a ser tratado nesta noite declaro encerrados os trabalhos desta sessão ordinária. Obrigado e uma boa noite a todos.

 

 

 

 

Davi de Almeida

vereador presidente

 

 

 

Felipe Maioli

vereador 1º secretário

 

OBS: Gravação, digitação e revisão de atas: Assessoria Legislativa e Apoio Administrativo.