Pular para o conteúdo
25/06/2019 04:50:34 - Farroupilha / RS
Acessibilidade

Ata 3914 – 18/03/2019 – Mulher Farroupilhense

SESSÃO SOLENE

 

Presidência: Sr. Sandro Trevisan

 

Às 18 horas, o Senhor Presidente Vereador Sandro Trevisan assume a direção dos trabalhos. Presentes os seguintes Vereadores: Aldir Toffanin, Arielson Arsego, Eleonora Peters Broilo, Fabiano André Piccoli, Jonas Tomazini, Jorge Cenci, José Mário Bellaver, Josué Paese Filho, Odair José Sobierai, Raul Herpich, Renata Trubian, Tadeu Salib dos Santos, Thiago Pintos Brunet e Tiago Diord Ilha.

PRES. SANDRO TREVISAN: Boa noite. Invocando o nome de Deus declaro aberto os trabalhos da presente Sessão Solene em homenagem ao Dia da Mulher Farroupilhense e outorga do Certificado Mulher Destaque. Gostaria de saudar de forma especial e dar boas-vindas a todas as autoridades presentes e de forma muito especial a todas as mulheres que prestigiam esta Sessão Solene. Estamos reunidos hoje para reconhecer o trabalho de todas as mulheres farroupilhenses. Essas mulheres que foram escolhidas pelas bancadas da Câmara de Vereadores e pela sua entrega à nossa cidade. Cada uma com suas qualidades e seus méritos, somos gratos pelo trabalho de todas vocês. Convidamos para fazer parte da Mesa a Secretária Municipal de Educação, Elaine Giuliato, neste ato representando o Excelentíssimo Prefeito Municipal, Senhor Claiton Gonçalves; gostaríamos também de convidar a 1ª Dama do Município Deputada Estadual Francis Somensi e também a Sra. Franciele Boschetti Reche, Presidente do COMDIM (Conselho Municipal dos Direitos da Mulher). A data comemorativa ao Dia da Mulher Farroupilhense foi instituída pela Lei Municipal nº 1.355, de 23/05/1984, de autoria da Vereadora Marlene Rozina Feltrin, que designou o dia 18 de março como o Dia da Mulher Farroupilhense. Também nesta noite Solene esta Casa outorgará o Certificado Mulher Destaque às Senhoras: Neuza Ignez Felicetti pela Bancada do PSB, Leonilda Rech Pessin pela Bancada do PDT, Maria de Lourdes Anselmi pela Bancada do PT, Marilia Túlia Giacomoni de Oliveira pela Bancada da REDE, Luciana Zanfeliz pela Bancada do PRB, Dorli Maria Tonin pela Bancada do MDB e Marines de Rossi Pagliarini pela Bancada do PP. O Certificado Mulher Destaque foi instituído pela Resolução nº 495 de 2012, de autoria da Vereadora Maristela Rodolfo Pessin. Informo aos presentes que nessa noite um Vereador por bancada fará uso da palavra para homenagear as nossas convidadas; Sra. Franciele Boschetti Reche, Presidente do COMDIM (Conselho Municipal dos Direitos da Mulher), a 1ª Dama e Deputada Estadual Francis Somensi e a Secretária da Educação Elaine Giuliatto representando o Prefeito Municipal Claiton Gonçalves. De imediato passo a palavra aos Vereadores que representarão suas bancadas e após cada manifestação o Vereador convidará a homenageada para receber das mãos deste Presidente o Certificado Mulher Destaque e a placa comemorativa ao Dia da mulher Farroupilhense. E após receber a placa e o Certificado as nossas homenageada farão uso da palavra, se assim desejar. Convido então nesse momento o Partido dos Trabalhadores – PT – para que faça uso da Tribuna. Com a palavra o Ver. Fabiano A. Piccoli.

VER. FABIANO A. PICCOLI: Boa noite Sr. Presidente, colegas Vereadores, Vereadoras. Saudação a nossa Secretária Municipal Elaine, obrigado pela presença, representando o nosso Prefeito Claiton Gonçalves, nossa Dep. Estadual Francis Somensi obrigado pela presença, Secretários Municipais Roque Severgnini, a Secretária Rosane, a Secretário Amarante, Ex-Vereadores/Vereadoras e Secretários presentes, as voluntárias da saúde, comunidade escolar da escola Santa Cruz, a imprensa, as mulheres farroupilhenses já homenageadas nesta Casa e presentes na noite de hoje, Dr. Maurício Bianchi, Presidente da OAB/subseção Farroupilha, obrigado pela presença. Queria agradecer a presença da Dona Neusa e do seu Davinir, meu Pai e minha Mãe; que Maria, pela 3ª vez estão aqui desde que eu assumi como Vereador, sinta-se muito lisonjeada por isso Maria, é a 3ª vez que ele estão aqui para te prestigiar. Uma saudação especial ao Seu Clovis Tramontina e sua esposa, obrigado pela presença, a parceria do Executivo com a Tramontina está fazendo escola; a cidade de Horizontina está buscando, descobriu que nós fizemos para resolver um problema lá om a John Deere, estão em uma parceria de sucesso entre o Poder Público e a inciativa privada. Uma saudação as nossas homenageadas, a Neuza Felicetti, a Leonilda Pessin, a Marilia de Oliveira, a Luciana Zanfeliz, a Dorli Tonin, a Marines Pagliarini e minha homenageada Maria de Lourdes Anselmi. Estendo este parabéns a Maria, seus filhos a Sandra, o Eduardo e a Patrícia, aos funcionários, amigos e amigas dela que estão presentes nesta noite. Anselmi é uma das marcas mais queridas do Brasil e nasceu há quase 35 anos, em 1984, de um sonho de um casal, de uma mulher empreendedora; e hoje conta em Farroupilha com mais de 260 colaboradores, com filial na Alto Feliz e na Feliz, com mais de 6.000 clientes ativos. Saudação ao Ex-Prefeito Bolívar Pasqual, obrigado pela presença. A Maria para quem não conhece aos 13 anos matriculou-se em um curso de corte e costura. Nascida no interior, logo cedo casou e depois de 3 anos que mudou para a cidade, para trabalhar em uma malharia, conseguiu comprar a sua primeira máquina de costura. E o sucesso de gente empreendedora vem com muito trabalho e a Maria é um exemplo de gente que tem objetivo, tem uma meta e não mede esforços para atingir. Em 1986 alugou uma sala, investiu em mais máquinas e em 1989 construiu a primeira sede própria. E de lá para cá o resultado é essa bela empresa que nós Farroupilhenses temos orgulho de tê-la aqui em Farroupilha. Maria, nós vivemos um período em que o mundo precisa de líderes que nos expirem, que nos conduzam no caminho da verdade, da justiça e do sucesso. Estamos sedentos por pessoas como você. E a Maria é uma dessas pessoas que nos faz acreditar, que faz crer que é possível; que é possível nos alcançarmos os nossos sonhos com muito trabalho, com muito suor, com muita entrega. A minha família conhece a Maria desde o início do sonho da Anselmi, ainda quando nas noites de domingo enquanto vocês iam para o retorno do cursilho eu ficava lá com a Sandra e com o Eduardo esperando vocês retornarem. E a história é contada por gente que faz acontecer. A Maria sempre foi muito determinada, sempre muito agitada, inquieta, sempre correndo e inovando. Nas palavras da Superintendente do Hospital São Carlos, a Janete, a Maria simplesmente é uma pessoa sensacional, admirável em tudo. A Maria sempre auxiliou as entidades, as pessoas, hoje com uma entregue muito grande no Hospital São Carlos, mas o seu coração só não é maior que sua alma. Para finalizar, Senhor Presidente, ouvindo a sua entrevista na rádio Spaço Maria passei a te admirar ainda mais quando você diz: “que nós não temos que ter apenas uma preocupação com vender, mas nós temos que ter uma preocupação com um mundo melhor, uma preocupação com o cliente, com o fornecedor, com o funcionário, com a sociedade e com o meio ambiente”. Sempre há o que melhorar nas nossas vidas e nas nossas empresas. Então, Maria, você é muito merecedora desse reconhecimento dessa Casa e da população Farroupilhense. Você representa a garra da mulher Farroupilhense, a vontade de vencer, a vontade de crescer baseado em alicerces de respeito, de amor ao próximo e algo que eu acredito ser a melhor forma de liderar: pelo exemplo. Você é um exemplo para dentro de sua empresa, para sua família, para nós e para nossa comunidade. Parabenizando a Maria eu parabenizo a todas as mulheres farroupilhenses pelo seu dia, vocês representam o que nós temos de melhor na sociedade farroupilhense. Maria, parabéns e obrigado pelo teu sim, por estar aqui nesta noite. Obrigado, Sr. Presidente, uma boa noite a todos.

SRA. MARIA DE LOURDES ANSELMI: Boa noite a todos. Quero cumprimentar a Elaine que está representando o nosso Prefeito Claiton Gonçalves, o nosso Presidente da Câmara Sandro Trevisan e assim saúdo as autoridades aqui presentes e a nossa Deputada Francis, obrigada. E com muita honra que eu recebo essa homenagem estou me sentindo muito feliz. E aproveitando também quero dar os parabéns às minhas colegas que vão ser homenageadas. Eu tinha pensado em contar um pouco da minha história, mas aí o Fabiano já resumiu né, Fabiano. Na verdade a minha história é realmente uma história de muito trabalho, muita dedicação e o que eu acredito é fazer as coisas corretas. Eu não tive oportunidade de estudar; estudei até a 5ª série, mas os princípios e os valores que meus pais me passaram foi o que me levaram até aqui. Os valores que eles me passaram era trabalhar, respeitar a todos, fazer as coisas bem feitas. E esses princípios básicos é que me trouxeram até aqui. E eu na minha vida, na minha história, na minha empresa procuro botar isso em prática no meu dia a dia; eu não acredito em outra forma de fazer as coisas a não ser dessa maneira. Eu estava em uma feira agora em janeiro e ouvi muita coisa de grandes Presidentes de empresas, CEOs de mais de 200 mil funcionários, que as pessoas vão lá e contam de como é que. Teve um CEO com 230 mil funcionários que ele deu um depoimento, contou como é que ele administra e no fim perguntaram para ele “qual é teu segredo, qual é teu sucesso?” E ele disse “eu sou verdadeiro e autêntico”. Então não tem muita enrolação e é fazer as coisas como tem que ser feitas. Eu sou uma pessoa muito curiosa, determinada, estou sempre buscando inovação para a empresa, estou sempre ligada; sempre penso na hora de fazer as minhas coisas, quando fazemos alguma coisa nova; eu sempre penso senão der certo qual é o tamanho do estrago né. Sempre meço se dá tudo errado qual é o tamanho do estrago que daria na empresa. E é assim que eu procedo no meu dia a dia com muita dedicação e trabalho. Quero agradecer todos os colaboradores da minha empresa, tenho uma equipe maravilhosa que muito me orgulha. Também quero agradecer as minhas colegas voluntárias que há mais de 3 anos estamos nessa luta do Hospital são Carlos, especial também a nossa Presidente, a Lourdes Refosco, pela dedicação e o trabalho de todas. E quero agradecer a minha família, em especial os meus filhos que muito me orgulham. Hoje eu me sinto uma mãe realizada, uma mãe que olho assim para 3 filhos fantásticos que vão dar continuidade a minha história. E eles amam o trabalho e vejo que fazem as coisas como tem que ser feita e isso, como mãe, me deixa muito feliz; me sinto realmente uma mãe realizada né. Por último quero agradecer também meu pai, que está aqui presente, pelos princípios e os valores que ele me passou que isso me levou até aqui. E são essas coisas que eu acredito na vida, é tentar assim a gente ter a preocupação assim com o todo, não é somente com a empresa; tem que se preocupar com meus funcionários, com a comunidade, com o todo. Muito obrigado a todos!

PRES. SANDRO TREVISAN: Agora sim. Convido o Partido Progressista – PP – para que faça uso da Tribuna. Com a palavra então o Ver. Tadeu Salib dos Santos.

VER. TADEU SALIB DOS SANTOS: Sr. Presidente Ver. Sandro Trevisan, quero também cumprimentar a Sra. Elaine Giuliato representando hoje o Excelentíssimo Senhor Prefeito Municipal Claiton Gonçalves, cumprimentar a Deputada Francis Somensi, colegas Vereadores e Vereadoras, Secretários Municipais, Presidentes de entidades, Senhoras e Senhores bem como a nossa imprensa. Agradeço incialmente ao meu colega, o Ver. Josué Paese Filho, pela oportunidade de ocupar esta tribuna representando os progressistas para que, em nome de nossa bancada, venhamos expressar nossa felicitação em homenagear nesta noite a mulher farroupilhense. Quero cumprimentar a todas as mulheres que estão presentes nesta Sessão, mas de uma forma especial as nossas homenageadas. Neuza Ignez Felicetti, Leonilda Rech Pessin, Maria de Lourdes Anselmi, Marilia Túlia Giacomoni de Oliveira, Luciana Zanfeliz, Dorli Maria Tonin, a nossa homenageada Marines de Rossi Pagliarini e Nádia Gelmini Crippa, representante do COMDIM – Conselho Municipal dos Direitos da Mulher. Hoje é o dia da mulher que busca seus sonhos e seus espaços. Que corre atrás, que conquista, que enfrenta dificuldades, mas não desiste. Que merece respeito, reconhecimento e admiração. Nós temos um tempo e esse tempo é limitado e eu quero me deter um pouquinho mais à nossa homenageada. Me permita Sra. Marines de me referir a Senhora com todo o respeito, com toda a humilde apenas como Mari. Mari Pagliarini sócia fundadora e diretora de criação e desenvolvimento de produto da Pituchinhus. Casou em 1986 com Ivo Pagliarini, em 1987 se tornou mãe da sua princesa Bruna, sua grande fonte de inspiração na criação da marca e seus produtos. Trabalhou por 6 anos nas malhas Paloma, confecção no segmento infantil no setor administrativo; quando essa empresa encerrou suas atividades Mari iniciou a sua própria empresa, a Pituchinhus grife para princesas. A Pituchinhus nasceu em 1993 no bairro Cinquentenário contando apenas com a fundadora e mais duas funcionárias. Em 1997 nasce seu doce caçula Giovani, no ano de 2000 seu esposo Ivo assume juntamente a administração da empresa devido seu grande crescimento. E hoje passados 25 anos a Pituchinhus é uma das marcas mais desejadas pelas princesas do nosso país e gera mais de 120 empregos diretos. Mari sempre amou moda, cresceu admirando a amada mãe Onolina Maria de Rossi que costurava as roupas para os 7 filhos. Mari e Bruna, mãe e filha, chegaram a cursar juntas algumas disciplinas, são grandes responsáveis por todo o crescimento e qualidade incomparável da marca Pituchinhus. Em 2018 ela assumiu o posto de avó das lindas netas Isabela e Valentina, suas grandes prioridades hoje. No final de 2018 Mari e sua filha presentearam a nossa cidade com mais empreendimentos: Holiday Inn Express Hotel e a Casa Perlage. Mari empreendeu e enfrentou os medos, as dificuldades que todo empresário algum dia passa, mas continuou sempre sendo a zelosa mãe, a esposa amorosa, a doce avó dedicada, a líder que encanta e motiva , a cidadã que levou e leva o nome de Farroupilha para todo o Brasil através dos seus produtos. Para finalizar, a sociedade evoluiu com mais rapidez quando a mulher se tornou protagonista de sua própria história e da história da humanidade. Parabéns a todas as mulheres farroupilhenses que de diferentes maneiras tornam o mundo especial. Agradeço a presença de cada uma de vocês nesta noite. Recebam nosso carinho e a certeza de que devemos a vocês muito de nosso progresso. Um forte abraço, uma boa noite e muito obrigado. Convido a nossa homenageada para receber a placa bem como o certificado.

SRA. MARINES DE ROSSI PAGLIARINI: Acho que nunca mais na vida vou falar para tantas pessoas importantes; empresários, autoridades, é uma honra muito grande para mim estar aqui hoje e eu vou, em primeiro lugar, agradecer essa homenagem que farroupilha me deu, de fato é uma grande honra. Agradecer às autoridades também aqui presentes, não sei a ordem de importância, mas acredito que todos são importantes. Quero agradecer a DEUS também porque ele faz as coisas muito certas. Eu acredito assim que sem ele a gente não seria o que a gente é, o ser humano enfim, as famílias; então ele é muito importante na minha vida e ele sempre foi a minha base e o meu guia. Agradecer a minha família… Estou com a boca seca porque da um nervoso falar para tanta gente assim, é ou não é Maria? Agradecer a minha família. Eu quero fazer um agradecimento especial também a uma pessoa que já não esta mais aqui conosco que é a minha mãe. Ela que me ensinou cada passo que eu dou hoje eu lembro das palavras dela. Ela era uma pessoa de muitos provérbios, o italiano mesmo é movido a provérbios né. A gente fala alguma coisa e lembra aquele provérbio. Então quero agradecer, homenagear ela do fundo do meu coração que a minha mãe é uma guerreira; foi uma guerreira, para mim sempre vai ser uma guerreira. Quero parabenizar também todas as mulheres farroupilhenses por esse dia, esse dia se ele foi incluído no calendário é porque ele é um dia muito importante. A gente já tem o dia nacional, nem sei se é nacional ou mundial enfim tem o dia da mulher que é 8 de março e farroupilha contempla ainda mais esse dia com o dia 18 de março. Então eu quero cumprimentar todas as mulheres parabenizá-las e dizer que a gente sabe o quanto é difícil trabalhar, ser mãe, ser avó nos dias de hoje. Eu quero agradecer Farroupilha por ter me recebido há muito tempo atrás quando eu casei, ter me oferecido, me acolhido como cidadã farroupilhense. Na verdade sou nascida e natural de farroupilha, porém hoje o lugar onde eu nasci pertence a Carlos Barbosa, eu nasci em Desvio Machado em uma família muito humilde e tenho sempre muito orgulho disso porque eu acredito que as coisas devam ser conquistadas. Aí que a gente sente o verdadeiro valor das coisas. Quero falar também da importância das mulheres no setor malheiro. Eu tive a honra de trabalhar com a família Francischini, a qual me ensinou todo o meu trajeto na parte da malharia. Trabalhei 6 anos com a Dona Rosa Francischini e ela não está aqui hoje, mas eu quero deixar o meu agradecimento a ela. Ela me ensinou e me apresentou uma sociedade a qual eu não fazia parte, então agradeço muito a ela. Que nem eu disse antes, eu acredito que nunca mais eu vou poder falar para tantas pessoas importantes assim. O quê que eu fiz hoje e durante essa semana? Eu na verdade não me julgava merecedora de ser homenageada como uma mulher destaque; eu acho assim, na minha cabeça, uma pessoa destaque ela tem que fazer muito pela sociedade. Então o quê que eu fiz? Eu juntei mulheres, a qual eu vou emprestar a minha voz, e fazer algumas reivindicações para as pessoas importantes que estão aqui, porque como eu disse: jamais elas iriam conseguir estar aqui fazendo essas reivindicações se não fosse através da minha voz e se não fosse através desta homenagem. Têm duas solicitações. A primeira a gente sabe o quanto é difícil deixar nosso filho em um lugar que não seja o nosso lar, que são as creches. Então assim todas, unanimemente pediram creche gratuita. Então esse é o desejo das minhas funcionárias e das pessoas com quem eu conversei hoje e durante a semana. Outra reivindicação e vai ser a última porque senão a gente vai listar uma lista de coisas e a gente não está aqui para criticar ou achar que está certo ou está errado; só é a minha voz emprestada para estas mulheres. Outra reivindicação é mais, tem mais uma: são três, mais lugares para as crianças brincarem. A gente precisa dar qualidade de vida para as nossas crianças. Então assim se a gente quer em 2040 ter um município melhor nós precisamos a partir de hoje focar em nossas crianças, são elas que farão a diferença em 2040. Presenciei no natal, eu estava andando na calçada e na minha frente tinha uma mulher, uma avó, e uma criança; e tinha um Papai Noel distribuindo balas e a criança disse: ‘mãe eu quero uma bala’ e ela se aproximou do Papai Noel e o Papai Noel tirou do saco uma bala e deu para a criança. E eu andando atrás e a avó andando na minha frente com a criança e ela disse para a criança assim ‘que Papai Noel miserável ele te deu só uma bala’ e repetiu, ‘mas é miserável esse Papai Noel’; aí a menina disse: ‘não vó ainda que ele me deu uma bala’. Então quando a gente pensa em alguém, em mudar o futuro de alguém é nas crianças que nós devemos pensar; não pense nos adultos nós nunca vamos mudar, nós já estamos formados são as crianças que vão mudar. A gente só é mero espectador. É nelas que temos que focar, é na qualidade de vida delas. As professoras fazem toda a diferença para essas crianças. Agora sim por último, é a ultima reivindicação; eu tenho a minha empresa há 6 anos eu acredito e eu, às vezes, fico constrangida de levar os meus clientes até a minha empresa. Porque será? Então gente melhorar as estradas foi reivindicação geral, a gente precisa dar uma autoestima para os farroupilhenses, a gente precisa fazer com que os farroupilhenses acreditem que Farroupilha é bom, que Farroupilha é a melhor cidade, que Farroupilha é o lugar onde a gente tem orgulho de dizer ‘eu sou de Farroupilha’, mas assim às vezes fica difícil. Eu sei que é difícil para vocês também, mas é a oportunidade que eu tenho de colocar voz nas pessoas que falam não tem coragem de falar para vocês. Então assim oh, estradas! Vamos melhorar a autoestima da cidade. A gente precisa receber os nossos turistas. Vocês fizeram conta de quantas pessoas trafegam por estas estradas? Porque eu penso assim: um serviço é determinado par a um grupo de pessoas outro serviço é para outro grupo de pessoas, mas as estradas elas recebem trabalhadores, agricultores, empresários então a gente precisa melhorar isso. Isso faz parte da autoestima e isso está na mão de cada um de vocês. Desculpe eu sei que talvez não seria o melhor dia para fazer isso, mas foi a voz que eu dei às pessoas que eu considero importantes. Muito obrigado.

PRES. SANDRO TREVISAN: Gostaria de nesse momento convidar a Vereadora Renata Trubian, 1ª Vice-Presidente desta Casa, que pudesse assumir os trabalhos da Presidência para que eu pudesse, nessa ocasião, ocupar a tribuna.

1ª VICE-PRES. RENATA TRUBIAN: Boa noite a todos e a todas. Com a palavra o Ver.  Sandro Trevisan representando a bancada do PSB – Partido Socialista Brasileiro.

PRES. SANDRO TREVISAN: Boa noite a todos. Gostaria de rapidamente saudar a Sra. Presidente Renata Trubian, Sr. Clovis Tramontina, Diretor-Presidente da Tramontina, Sr. Cláudio Rodrigo Vieira, Secretário de Desenvolvimento Econômico de Feliz, neste ato representando o Prefeito daquela cidade, Secretário Roque, Secretária Rosane, nossa Deputada e também primeira-dama, Francis Somensi; enxergo aqui também o nosso Ex-Prefeito Pasqual, todos sintam-se cumprimentados. E no nervosismo às vezes a gente até esquece algumas pessoas, mas de forma bem sincera quero agradecer a presença de todos vocês aqui. E falar agora da pessoa que o nosso partido está homenageando. Neuza Ignez Felicetti filha do Sr. Armando Felicetti (in memoriam) e da Sra. Maria de Lourdes Loss Felicetti, tem 3 irmãos, natural de Farroupilha. Tem dois filhos: o Moacir e a Márcia, uma neta, Emanueli, e uma nora também e o companheiro Gilberto Tarouco. Ignez Felicetti sinônimo de garra, determinação, amor, trabalho; esta Senhora é a Neusa, homenageada nesta noite de hoje, sendo uma pequena demonstração de gratidão que Farroupilha tem com a senhora. Merendeira escolar concursada por mais de 30 anos, trabalhou no colégio Pio X, trabalhou no colégio Vivian Maggioni, trabalhou no Terezinha Travi por 12 anos; aposentou – se neste mês trabalhando de merendeira durante todo este tempo.  O que mais me causa um impacto neste sentido de que eu olho e vejo que detalhe: em 2005 prestou vestibular para pedagogia e em 2009 realizou o sonho de colar grau na Universidade de Caxias do Sul. Eu vivo dentro de uma sala de aula, normalmente estou dentro de sala de aula; vocês conseguem entender uma pessoa que fica trabalhando, fazendo a merenda para as crianças e depois vai lá e faz o curso de pedagogia. Isso é demonstração de que sim ela estava algo e gostava porque jamais, em sã consciência, alguém estaria fazendo merenda para aquelas crianças e iria cursar o curso de pedagogia. Essa é a demonstração Neusa que realmente você estava fazendo e trabalhando aonde você queria estar. Meus Parabéns. Mais um detalhe extremamente importante que daí tenho sim que parabenizar as mulheres, parabenizar todas as mulheres de maneira especial, vocês que estão sendo homenageadas, mas todas as mulheres de maneira especial. As mulheres são capazes de atos de amor fora do comum, a gente não entende o que elas conseguem fazer por um filho. Vejo minha mulher que não esta aqui hoje porque esta cuidando daquele toquinho de pessoa que para mim é o que tem de mais importante. Eu não entendo com seria minha vida sem ele. E se a gente começa a dar valor para muitas coisas fúteis a gente entende quando chega um filho o que é realente o valor. Aonde que realmente a gente tem algo que é de valor. E a Neusa, isso um ou dois anos antes de iniciar a faculdade, ela acabou doando um dos rins para sua filha; doar um dos rins para sua filha. Eu sei que as mães conseguem, além disso. Vocês sim tem algo dessa pessoa que vos fala que é o respeito, e não é o respeito neste dia da homenagem é o respeito de todos os dias. Eu tenho um profundo respeito por todas vocês mulheres e acho que a sociedade precisa mudar isso porque tem gente que não respeita. E muita gente que não respeita, se acham seres superiores ou simplesmente ser superior porque é um homem não uma mulher. Eu acredito que um dia isso vá mudar, sinceramente é o que eu acredito. Gostaria de nesse momento de parabenizar as mulheres do nosso partido, o PSB, que juntas fizeram a escolha da Neusa para representar nesta noite tão especial. Então nesse momento dizer às mulheres do PSB que fizeram uma brilhante escolha, essa é a minha opinião. Falar que a Dona Neusa teve uma jornada, e sempre teve uma jornada bem complicada. Terminando que o tempo esta bem no final. Dizer que uma mulher que trabalha no colégio e voltava para casa e ainda trabalhava nas plantações de hortifrutigranjeiros. Então meus parabéns Neusa, eu gostaria que você viesse até aqui para a gente poder te homenagear.

SRA. NEUZA IGNEZ FELICETTI: Eu queria primeiramente agradecer por ter me escolhido como representante das mulheres. Eu sei que muitas delas deviam estar aqui, pois mereciam estar aqui com certeza representando bem, mas me escolheram e estou muito feliz. Gostaria de agradecer minha família, a todos que estão aqui, não vou citar nomes porque vai ficar muito né. Dizendo assim uma mensagem que eu deixo para vocês é que: a gente com vontade, com determinação, a gente chega lá sim. É fácil? Não, não é. Difícil é, mas desistir nunca. Muito obrigada

1ª VICE-PRES. RENATA TRUBIAN: Convido o Vereador Sandro Trevisan para reassumir as funções de Presidente.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado Vereadora. Convido nesse momento o Partido Democrático Trabalhista – PDT – para que faça uso da Tribuna. Com a palavra o Vereador  Raul Herpich.

VER. RAUL HERPICH: Excelentíssimo Senhor Presidente do Legislativo Municipal Sandro Trevisan, Excelentíssimo Senhora Elaine Giuliato, Secretária de Educação nesse ato representando o Prefeito Municipal Claiton Gonçalves, Primeira Dama e Deputada Francis Somensi, Excelentíssimos Senhores Vereadores, Excelentíssimas Senhoras Vereadoras. Quero saudar os Secretários presentes, imprensa, funcionários da Casa, público em geral, Ex-Vereadores, Ex-Prefeito e em especial Senhor Clovis Tramontina e sua esposa e em nome dele quero cumprimentar a todos e a todas presentes nesta noite aqui. Quero agradecer ao Vereador Thiago Brunet e ao Vereador Aldir Toffanin por terem me oportunizado nesta noite ser o portador dos mais sinceros votos do PDT, onde indicamos a Senhora Leonilda Rech Pessin para receber o Certificado Mulher Destaque, estendendo esta homenagem aos seus convidados, e em seu nome saudar todas as homenageadas desta noite, a Neusa, a Maria, a Marilia, a Luciana, a Dorli e a Marines, bem como a Nádia do COMDIM. Essas mulheres que representam a cidade de Farroupilha a minha saudação, não apenas estas que citei, mas estendo a todas que estão presentes aqui nesta noite. A mulher é a retratação mais divina e perfeita que temos ao nosso alcance, elas nos ensinam como é possível exercer a liderança sem os ranços machistas tão presentes nos dias de hoje. Capacidade essa que têm de nos transmitir os reais valores de liderança, que através do conhecimento e da humildade nos proporcionam experiências únicas. O poder de organização feminino é enaltecido e vangloriado, e que nos sirva de exemplo. A maneira que conseguem conciliar as tarefas com a busca do conhecimento, valorizando o sucesso sem vaidades ou qualquer outro sentimento menor. Leonilda Rech Pessin, nascida em São Marcos que veio residir na cidade de Farroupilha no ano de 1963, casada com Álvaro Augusto Pessin, de saudosa memoria. A mãe do Álvaro Junior, advogado, do Marcelo, o mais gremista dos gremistas que a gente conhece, representante comercial e administrador de empresas, e da Fabíula Raquel que é professora municipal e também com curso de idiomas em nossa cidade. Dedicou sua vida a ensinar e transmitir conhecimento, moldando e definindo caráter e preparando desde cedo, o futuro das crianças de nossa cidade. É formada em Magistério e Pedagogia pela Universidade de Caxias do Sul (UCS), iniciou suas atividades como professora em 1963 no Colégio Estadual Farroupilha (antigo Grupo Escolar Farroupilha) onde permaneceu por 15 anos. Trabalhou por 6 anos no Posto de Saúde Municipal, onde de forma ativa participou na organização e execuções de diversos projetos e programas ligados à prevenção a saúde do município. Por mais 30 anos atuou como professora e na direção do CNEC Farroupilha, e junto com seu marido elevaram a escola ao grau de faculdade; durante 55 anos é membro do Lions Clube Farroupilha, que de forma voluntária presta campanhas solidárias e serviços de assistência para ajudar as pessoas de classes menos favorecidas de nosso município. Essas ações de cunho filantrópico enaltecem sua benevolência e humanidade para com o “próximo”. Um de seus projetos que sirva como exemplo vivo disso, foi o plantio de mais de 5 mil hortênsias ao longo da Rodovia dos Romeiros, engrandecendo e embelezando ainda mais um dos nossos principais pontos turísticos de nossa cidade. Com este breve resumo de suas competências, percebemos que tem sua vida inteira dedicada ao ensino, ao ajudar o próximo, transmitindo seu conhecimento durante muitos anos, sendo a mola impulsionadora para o futuro de nossas crianças e para o futuro de nossa cidade. Em todas as esferas que atua, realiza seu trabalho com maestria e perfeição, não medindo esforços para que as realizações de tais feitos colaborem para o crescimento da sociedade; e é pelos teus feitos que hoje estamos lhe homenageando, pela conduta íntegra e ilibada que sempre esteve junto de ti. Você representa a luta, a vitória e as conquistas alcançadas pela mulher na sociedade, provando definitivamente que não existem distinções de sexo quando o assunto é o desenvolvimento humano. Somos eternamente gratos por toda sua dedicação. Se doar em prol do próximo e em favor da comunidade da forma como você fez é uma virtude de poucos. E que seus atos sejam repercutidos por gerações e gerações como um exemplo a nossa sociedade. A quem tanto faz para o bem da nossa comunidade, em nome do PDT, nosso agradecimento e nossos parabéns! Leonilda você é uma das pessoas que certamente acredita que o futuro de Farroupilha é aqui e agora. Te convido para subir ao palco receber o certificado e a medalha pela homenagem prestada nesta data.

SRA. LEONILDA RECH PESSIN: Excelentíssimo Senhor Presidente do Legislativo Municipal Sandro Trevisan, Senhora Elaine, minha aluna querida, Secretária de Educação e representando o Prefeito Municipal Claiton Gonçalves, Primeira Dama e Deputada Estadual Francis Somensi, elogiando de maneira como sexo feminino nossa representante, Excelentíssimos Senhores Vereadores e Senhoras Vereadoras; saudando a bancada do PDT, através do meu amigo Raul Herpich, que me deu este privilégio, me sinto muito feliz. Saudar os Secretários presentes, representantes da imprensa, funcionários da Casa, e público em geral. Um pouco o Raul exagerou na minha vida, mas vou tentar resolver. Realmente sou filha de duas terras, São Marcos que me viu nascer e este município que me adotou. A minha família, como Raul disse, há 55 anos atrás eu casei com o farroupilhense Álvaro Pessin e formei minha querida família numero um com meus filhos Álvaro, Marcelo, Fabíula, Suzana, meus netos queridos, que o Raul esqueceu, Guilherme, o Arthur e a Laura; mas junto com a família eu tive que trabalhar. Meu trabalho foi um trabalho muito especial, porque trabalhei em todo mundo todas as firmas tem sua matéria prima o seu produto, o meu produto foi o mais lindo que pode existir na face da terra que é o ser humano. E com o ser humano eu tive que me dedicar intensamente, que emoção. Quanta coisa aconteceu nestes anos: tristezas, alegrias, trabalho, noites sem dormir e realmente eram tantas, erros, acertos, mas que realmente fez com que essas emoções eu transferisse a minha família número um para a família número dois, consegui duas famílias. Porque dos meus alunos e dos meus colegas eu formei a segunda família aqui em Farroupilha. A primeira de coração e a segunda pelas emoções, pelas famílias, as crianças e os colegas. Mas falei de tanta coisa emoções aqui, emoções ali e não falei da responsabilidade. Eu estou um pouquinho nervosa, mas eu acho assim que a responsabilidade eu não citei porque acho que responsabilidade é algo que temos de trazer desde quando as primeiras coisas que se faz na vida, responsabilidade é simplesmente a necessária. Todo ser humano tem de carregar responsabilidade nas mínimas coisas que faz, nas pequenas e nas grandes. E aí eu pensei se a responsabilidade é uma obrigação naquilo que faço, aí sim surgiu uma preocupação na minha cabeça; se eu sou responsável pelo aquilo que eu faço e aquilo que eu deixo de fazer o que é? Aí eu pensei: a comunidade. Parti para os trabalhos fora do meu trabalho remunerado e responsável.  A responsabilidade por aquilo que eu deixo de fazer é muito mais séria do que aquilo que fizemos. Assim, pensei na comunidade. A primeira coisa que eu fiz na comunidade, fizemos porque foi na minha família, foi assumir um partido. Assumi o partido há 55 anos atrás quando casei com meu farroupilhense; este partido foi para pensar em transformar o nosso município em algo mais belo, mais humano, mais alegre e esse partido de coração está no meu até hoje e vai continuar até o dia que eu viver se chama Farroupilha. Este partido foi que realmente me fez trabalhar, mas então fazer o que? Assumimos clubes de serviço que é o Lions com todo o carinho que, aliás, meu marido, falecido, teve 55 anos de clube de serviço com 100% de frequência nas suas atividades e compromissos. E eu sempre atrás! Achava que mesmo que o clube de serviço/comunidade. Comunidade é algo que é uma necessidade que todo ser humano que participa é obrigado a fazer alguma coisa; pouco ou bastante tem que fazer. Pensando assim através das entidades filantrópicas, clubes de serviço, pessoas do bem, fizemos tudo que foi possível nessas décadas de anos que passamos aqui para transformar esse objetivo de transformar a nossa cidade tão querida. Eu amo os farroupilhenses e transformei os farroupilhenses na minha terceira família por isso eu digo, até peço perdão para os meus filhos queridos, que eu dividi meu coração para tanta gente. Porque se talvez eu tenha falhado no pouco que deu entre cada um, mas é isso aí. Bom então em primeiro lugar eu quero agradecer sempre a Deus porque Deus me deu estas 3 famílias. Deus me deu os filhos queridos que devem me perdoar pelas coisas que às vezes eu deixei de fazer. E quero agradecer à bancada do PDT através do meu amigo Raul, que ele me deu essa alegria de estar aqui. E agradecer principalmente a vocês presentes aqui e os ausentes que cruzaram a minha vida trazendo um pouquinho de cada um para enriquecer a minha personalidade, porque tentei ter bastantes qualidades apesar de carregar os bastantes defeitos que tenho. Mas foram vocês trazendo um pedacinho de cada um para me transformar nisso, com defeitos e qualidades. Então agradeço estas três entidades e quanto às minhas colegas privilegiadas, estamos hoje privilegiadas, mas somos apenas uma gota d´agua, um grãozinho de areia através dessas centenas e milhares de mulheres que aqui estão em Farroupilha, talvez em cada cantinho de um canto que nunca aparece, mas com a força do seu amor estão transformando esse mundo que está sendo (inaudível). Muito obrigado.

PRES. SANDRO TREVISAN: Convido nesse momento o Partido Republicano Brasileiro – PRB – para que faça uso da Tribuna. Com a palavra o Ver. Tiago Ilha.

VER. TIAGO ILHA: Boa noite a todos. Sr. Presidente cumprimentando o Senhor eu gostaria de saudar todos os meus colegas Vereadores e em especial as nossas colegas Vereadoras, a qual eu tenho um orgulho e prazer de dividir meu trabalho, minha colega Ver. Renta Trubian e a minha colega Vereadora Dra. Eleonora Broilo que representam com muita capacidade a mulher nessa Casa Legislativa. Quero cumprimentar a professora Elaine Giuliato, nossa Secretária de Educação representando o nosso Prefeito Dr. Claiton Gonçalves, que hoje está numa missão fora da nossa cidade, mas que tem a sua vida interligada diretamente com a mulher no seu momento, talvez mais precioso e valoroso, que é o momento da chegada da vida. Saúdo com muita alegria a primeira Deputada eleita do nosso partido no Rio Grande do Sul, a nossa primeira-dama Francis Somensi; que alegria para nós do PRB termos uma mulher com a extrema capacidade da Fran que, em poucos dias, já tem mostrado na Assembleia ser uma grande representante e eu aqui, perante a nossa comunidade, eu digo a todos vocês: ‘podem ficar tranquilos porque nós temos uma grande representante, uma mulher representante que vai representar a cada dia o povo dessa cidade’. Queria cumprimentar também a Franciele Boschetti Reche, Presidente do COMDIM (Conselho Municipal dos Direitos da Mulher). Mas hoje o dia especial de saudar as nossas homenageados a Neuza Ignez Felicetti, a Leonilda Rech Pessin, a Maria de Lourdes Anselmi, a Marilia Túlia Giacomoni de Oliveira, a Luciana Zanfeliz, a nossa homenageada que eu vou falar daqui a pouquinho, a Dorli Maria Tonin, a Marines de Rossi Pagliarini, que trouxe importantes reivindicações na noite de hoje, e Nádia Gelmini Crippa, representante do COMDIM, que também vai ser homenageada no dia de hoje. Para falar da mulher é preciso entender de ternura, ternura que a Mãe Maria, Mãe do nosso senhor Jesus, onde aprendemos que a prudência é a chave da sabedoria. Machado de Assis disse em um de seus poemas ‘mulher é criatura adorável, divina, nem se pode explicar nem se pode entender. Procura-se a mulher e encontra-se a menina, quer-se ver a menina e encontra-se a mulher!’ Erasmo Carlos cantou ‘dizem que a mulher é o sexo frágil, mas que mentira absurda. Eu que faço parte da rotina de uma delas sei que a força está com elas’. E gostaria aqui de saudar com muito carinho a presença da minha esposa Carla e da minha pequena Teodora, que hoje pela primeira vez me enche de orgulho e felicidade de estar aqui hoje representando as duas mulheres diretas da minha vida. Que fazem a vida deste gaúcho muito feliz a cada dia. Muito obrigado pela presença de vocês. Para falar da mulher é preciso entender do amor ao próximo como fez Madre Tereza de Calcutá que disse ‘não devemos permitir que alguém saia da nossa presença sem se sentir melhor e mais feliz’. Para falar da mulher como esquecer da pequena Malala perseguida e quase morta porque só queria ter o direito de estudar. Foi ela quem disse ‘só percebemos a importância da nossa voz quando somos silenciados. Quando o mundo inteiro está em silêncio, até mesmo uma só voz torna-se poderosa’. Essa pequena grande mulher ensinou ao mundo que o amor e a educação se faz necessário. Foi exatamente esse amor à educação que o Partido Republicano Brasileiro, minha Deputada Francis Somensi, recebeu um presente que foi de escolher a professora Luciana Zanfeliz, uma apaixonada pela arte de educar, como a nossa homenageada neste dia. Não é por nada que o significado do nome Luciana, que vem do latim, quer dizer ‘luminosa e graciosa’; o seu Clovis e a dona Odete foram muito felizes com a escolha, escolha essa que veio em dose dupla né Flávia. A mana e também professora que não só divide o DNA, mas também o amor de ensinar junto com Luciana. Os manos Junior e Luís também sabem dizer bem a força dessa dupla. Luciana é iluminada sim, e tudo que coloca a mão brilha junto; assim pode falar a comunidade escolar da Escola Santa Cruz de Nova Milano, que sob sua liderança levou Farroupilha ao destaque nacional no seu nível educacional. Eu estive lá recentemente com meu amigo Clemente Valandro, presidente do CPM da escola, e observei “estamos falando da palavra ‘conjunto’ acrescida da palavra ‘nós’ que forma a identidade de quando cada um faz a sua parte a comunidade vence”. Luciana você simboliza a cidade que eu acredito e que eu quero para o meu futuro, porque Luciana entende que é preciso fazer sua parte. Luciana é entrega, Luciana é dedicação, Luciana é amor pelo próximo. E por isso tudo que sou feliz em compartilhar com a nossa comunidade no dia de hoje, que Farroupilha reconhece a professora Luciana Zanfeliz como mulher destaque do ano de 2019. E para o meu carinho e meu orgulho lhe convido para receber essa homenagem.

SRA. LUCIANA ZANFELIZ: Saúdo ao Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara de Vereadores Sandro Trevisan; saudando a ele peço que se sintam saudados todas as autoridades aqui presentes. Saúdo especialmente as homenageadas, Senhoras, Senhores, boa noite. Hoje é um dia muito especial, sinto-me muito emocionada por estar aqui. Agradeço por isto à bancada do PRB representada pelo Ver. Tiago Ilha e pela nossa Primeira Dama e Deputada Estadual, com muito orgulho, Francis Somensi por me dedicarem e lembrarem o meu nome e o meu trabalho. Gostaria de agradecer também a minha família que não apareceu nas fotos, eu senti falta, falha minha; que sempre foram exemplo e alicerce em toda minha formação pessoal e profissional. Muitas foram as mulheres que inspiraram a minha vida, mas a primeira e a mais importante minha mãe, que na sua curta trajetória, deixou grandes lições que me inspiram diariamente. Muitos homens também foram importantes e ajudaram na formação da mulher que sou hoje, em especial meu pai, meu alicerce, minha referência, que hoje não está aqui por não poder, mas com certeza em pensamento. Ninguém constrói nada sozinho. Toda obra é cercada de muitas mãos por este motivo compartilho essa homenagem com todos os professores que fazem a diferença da educação neste país e as colegas que marcaram a minha vida, me ajudaram, me incentivaram e se tornaram grandes amigas. Gostaria que se sentissem homenageadas. Meu muito obrigado a meus amigos que sempre deram apoio e incentivo a todas as minhas ações. Enfim à família Santa Cruz meu muito obrigada. Com vocês eu compartilho não somente os meus dias, mas os meus sonhos, o meu jeito ‘Lu’ de ser. Vocês contribuem diariamente para que eu me torne uma pessoa melhor, nossa escola é minha segunda casa e por isso sou muito grata. A valorização nos incentiva e nos estimula a realizarmos um trabalho cada vez melhor. Sinto-me lisonjeada por estar aqui hoje entre estas mulheres inspiradoras. Maria, Leonilda, Neusa, Marines, Dorli, Marilia, Nádia, vocês são um exemplo, Parabéns. Por fim a minha alma gêmea, a Flávia, pois sem ela eu não teria tantas conquistas para comemorar; somos uma dupla, trabalhamos lado a lado, juntas conseguimos até mais do que sonhamos né. A homenagem não é minha é nossa Flávia, e de todas as mulheres farroupilhenses. Muito obrigada.

PRES. SANDRO TREVISAN: Convido nesse momento o Partido do Movimento Democrático Brasileiro – MDB… Desculpa, verdade. Convido então o Partido da Rede Sustentabilidade para que faça uso da Tribuna. Com a palavra a Vereadora Renata Trubian.

VER. RENATA TRUBIAN: Muito boa noite! Cumprimento o Presidente da Câmara de Vereadores Sandro Trevisan, cumprimento a Elaine Giuliato, hoje representando o nosso Prefeito Dr. Claiton Gonçalves, cumprimento a Sra. Francis Somensi, nossa Deputada e Primeira Dama do Município, meus colegas Vereadores, Vereadora Eleonora Broilo, os Secretários Municipais, demais autoridades e integrantes do Executivo Municipal, Presidentes de entidades. Saúdo as homenageadas desse dia e em seus nomes saudar todas as mulheres que aqui se encontram. Quero saudar também o Presidente da OAB/Subsecção de Farroupilha, Dr. Maurício Bianchi, e a Coordenadora da Comissão da Mulher Advogada – CMA/OAB, Dra. Djessica das Chagas Moreira e as demais advogadas integrantes desta comissão à qual também faço parte, e dizer que se vocês virem um laço lilás é a identificação da comissão mulher advogada da subseção de Farroupilha e a cor lilás simboliza o movimento das mulheres. Quero saudar a Presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher – COMDIM, Dra. Franciele Reche, a Coordenadora da Coordenadoria Municipal da Mulher, Dra. Fernanda Camargo, os representantes da imprensa, os internautas que estão nos acompanhando pelas redes sociais, os funcionários desta Casa, às minhas colegas servidoras municipais e a todas as pessoas aqui presentes que muito nos honram, pois é uma alegria ver cheia a Casa do povo. Quero cumprimentar também a Dra. Cláudia Formolo Hendler, nossa Promotora de Justiça. Hoje é o dia da Mulher Farroupilhense! Que dia lindo. Data esta assim designada por Lei Municipal de autoria da Vereadora Marlene Rozina Feltrin, a quem todas nós farroupilhenses devemos eterna gratidão. Nós comemoramos dois dias das mulheres. Falar da mulher é falar de um ser especial, que além de poder gerar a vida também pode carregar em seu ventre o fruto da criação. Não há nenhum ser humano na face da terra que não tenha como referência uma mulher, a mãe, a irmã, a esposa, a filha, a neta, a sobrinha, a educadora; todos temos uma mulher em nossa vida! E eu tenho aqui neste plenário uma mulher muito importante para mim que é a minha irmã Ana batalhadora e que na ausência das nossa querida mãe soube nos transformar no que somos. Obrigado pela sua presença. Toda mulher merece acima de tudo respeito e dignidade, assim como o direito de ser dona de seu corpo, de sua vida, de suas decisões e de viver em ambiente livre de violência. Mas também merece ser homenageada! E por isso hoje é um dia especial, momento em que a Câmara de Vereadores deixa os assuntos Legislativos, as polêmicas e os embates para com dedicação poder homenagear com carinho mulheres que foram indicadas por serem destaque. E nesta noite representam toda a nossa sociedade. Suas indicações ocorreram porque seu modo de viver, sua garra, sua competência e suas trajetórias foram exemplos e contribuíram para o crescimento e empoderamento de outras mulheres. Nossas homenageadas foram protagonistas e bem souberam dosar o seu tempo, para junto com suas demais atribuições e tarefas, empreenderem atividades profissionais que contribuíram para o desenvolvimento e crescimento do nosso município. Ressalto que Farroupilha é terra de mulheres guerreiras, competentes e empreendedoras, e neste espaço Legislativo seria impossível acolher a todas. Por isso quero parabenizar todas as mulheres farroupilhenses e dizer que escolhemos apenas algumas representantes, pois todas não caberiam neste plenário. A homenageada da bancada do Partido Rede Sustentabilidade é a Sra. Marilia Túlia Giacomoni de Oliveira, conhecida carinhosamente pela comunidade como ‘Tulinha’. Filha de Odilo Giacomoni e Jacinta Souza Giacomoni, a querida Ceci, nasceu em Farroupilha em 19/09/1937 e hoje é uma menina, linda, de 81 anos. De origem humilde, Marília estudou no Grupo Escolar Farroupilha até o 5º ano, após fez admissão no colégio Nossa Senhora de Lourdes e cedo começou a trabalhar para auxiliar no sustento familiar. Trabalhou na Colchoaria Bartelle e na Indústria Italex. Aos 21 anos casou-se com Juracy de Oliveira, um colega dos tempos de escola e vizinho, com o quem teve 3 filhos: Altair, Ademir e Adriane que estão aqui; e também teve netos que também estão aqui. Marília, além de cuidar do lar e dos filhos, auxiliava o esposo ‘Jura’, como era conhecido, o qual possuía uma pequena oficina de conserto de rádios, TVs e eletrodomésticos em geral; onde também vendia carnês de prêmios, bilhetes e loterias em geral. Ficou viúva ainda jovem e sozinha criou seus filhos. Assumiu o papel de mãe e pai ao mesmo tempo, e só conseguiu forças graças a sua determinação e a grande ajuda que teve de sua família. Passada a fase mais difícil, e com espírito empreendedor, transformou a pequena banca de loterias no primeiro posto de recolhimento da Lavanderia Caxias, tornando-se a primeira prestadora de serviços no ramo de lavanderia aqui da cidade. Mesmo com essas responsabilidades e dificuldades não deixou abater-se, firmou-se no ramo e conquistou estabilidade econômica. Sempre cercada de amigas nunca deixou de ir a excursões e bailes na região. Aproveito para cumprimentar toda a turma e amigos lá do Centro de Convivência São José que devem estar aqui para te homenagear Marilia. A alegria e a força que a Marília sempre teve passou para toda a sua família, e juntos conseguiram superar muitas dificuldades e perdas, aliás, a vida da Marília é feita de superação. Ela mesma se diz “uma pessoa feliz” sempre cercada por amigos e familiares e nunca se queixa do passado embora doloroso, ao contrário seu lema sempre foi “bendiga o dia de hoje”. Isso mostra sua força, pois lembra do passado, mas vive o presente e o amanhã a Deus cabe. Quero finalizar com as palavras de Cora Coralina que bem descreve você Marília: “Eu sou aquela mulher a quem o tempo muito ensinou. Ensinou a amar a vida e não desistir da luta, recomeçar na derrota, renunciar as palavras e pensamento negativos. Acreditar nos valores humanos. E ser otimista”. Obrigada a todos e feliz dia da mulher farroupilhense. E te convido ‘Tulinha’ para receber a homenagem da Câmara de Vereadores: Mulher Destaque 2019.

SRA. MARILIA TÚLIA GIACOMONI DE OLIVEIRA: Boa noite a todos. Agradeço a todos, autoridades, todo mundo, minha família em especial, meus amigos, a todos. Obrigada mesmo. Tudo o que eu tenho para dizer: “Amem–se, gente”. Obrigada mesmo.

PRES. SANDRO TREVISAN: Convido nesse momento o Partido do Movimento Democrático Brasileiro – MDB – para que faça uso da Tribuna. A palavra vai estar com a Vereadora Eleonora Broilo.

VER. ELEONORA BROILO: Boa noite Senhor Presidente desta Casa Vereador Sandro Trevisan, Senhora Vereadora, Senhores Vereadores. Sra. Secretária Municipal da Educação Elaine Giuliato neste ato representando o Prefeito Municipal Claiton Gonçalves, Sra. Deputada Francis Somensi, Sra. Franciele Boschetti Reche, Presidente do COMDIM – Conselho Municipal dos Direitos da Mulher; Secretários Municipais e demais autoridades presentes, imprensa, funcionários da Casa, Senhoras e Senhores presentes nesta noite solene. E são tantas pessoas, tantas pessoas queridas conhecidas, que seria injusto nomear apenas uma ou impossível nomear a todas nesse protocolo. Em primeiro lugar agradeço aos Vereadores da bancada do MDB por me concederem a honra de expressar nossa homenagem à mulher farroupilhense; os Vereadores Arielson Arsego, José Mário Bellaver, Jorge Cenci e Jonas Tomazini.  Gostaria de iniciar minha homenagem com um verso de um poema do nosso poeta Olavo Bilac “ora direis ouvir estrelas”; com certeza podemos ouvir estrelas brincalhonas, admiradas, com essa constelação fantásticas de mulheres reunidas aqui hoje nessa noite de merecidas homenagens pelo dia da mulher farroupilhense. Neuza Ignez Felicetti, Leonilda Rech Pessin, Maria de Lourdes Anselmi, Marilia Túlia Giacomoni de Oliveira, Luciana Zanfeliz, Marines de Rossi Pagliarini e em especial a homenageada da nossa bancada a Dorli Maria Tonin, a Doqui. Parabéns a todas as Senhoras e em seu nome parabenizo a todas as mulheres farroupilhenses. Senhoras e Senhores eu poderia dissertar por horas sobre o empoderamento feminino, sobre a evolução do papel da mulher no mundo de hoje, mas vários dos Vereadores que me antecederam de uma maneira ou de outra já tocaram nesse assunto, então vou me ater a minha homenageada. Lembro apenas também, que o Dia da Mulher Farroupilhense, projeto da Vereadora Marlene Rozina Feltrin e sancionado pelo Prefeito Wilson Cignachi, assim como o certificado da Mulher Destaque foi instituído pela resolução nº 495/2012 de autoria da então Vereadora Maristela Rodolfo Pessin que nos orgulha com sua presença esta noite. Bem, Dorli Maria Tonin, a Doqui como é popularmente conhecida, farroupilhense orgulhosa, filha de Pedro Luiz e Olinda Bassotto Tonin, irmã de Marlene e Marcos (in memoriam), Clovis e Loeci. Teve toda a educação voltada para o ensino. Formada em Educação Física deixaria seu legado em várias escolas: Santa Cruz, Carlos Fetter, Júlio Mangoni, Ângelo Mônaco em Fagundes Varela e de modo especial no colégio São Tiago, onde se aposentou. Suas atividades voluntárias junto aos necessitados também marcou sua caminhada, no EMAUS e Rotary Club por exemplo. Por 8 anos trabalhou na Secretaria Municipal de Habitação e teve uma importante participação nos projetos residenciais construídos na época. Mas todos esses projetos de vida foram ofuscados pelo principal projeto de vida da Doqui, que é o de ser mãe. Mas não apenas ser mãe. Não! Não de ser mãe somente, mas o de ser mãe do Richard. Esse menino maravilhoso que nascia há 37 anos e que segundo o nosso Vereador Arielson Arsego, com todo o carinho, diz que ele tem somente um defeito, o de ser um fervoroso colorado. Esse menino querido por todos, principalmente na empresa Colombo onde trabalha há 13 anos, é o orgulho da sua mãe. Doqui cumpriu e está cumprindo todos os papeis para os quais foi escolhida e com zelo e com amor, o de filha, irmã, amiga, professora e mãe exemplar. É com orgulho Doqui, com muito orgulho, que homenageamos você nessa noite solene. Obrigado por nos permitir mostrar o quanto você é especial e importante. O quanto o seu caminho fez e fará diferença na vida de muitas pessoas. Senhores e Senhoras comecei meu discurso citando um verso de Olavo Bilac e, sem me alongar, vou encerrá-lo com um pequeno trecho do discurso de Lady Gaga no recebimento do Oscar “não se trata de quantas vezes caímos, mas de quantas vezes levantamos de cabeça erguida e seguimos em frente”. Obrigada e boa noite a todos. Doqui venha, suba e venha receber suas homenagens; e convido a nossa bancada para, junto comigo, entregar as homenagens.

SRA. DORLI MARIA TONIN: Eu sei por que ele falhou. Porque eu adoro microfone e vocês vão pensar que eu vou ficar aqui a noite inteira falando né, mas eu tenho só 5 minutos. Primeiro lugar eu queria agradecer ao Sandro, Presidente desta Casa, a Elaine representando nosso Prefeito Municipal, a nossa Deputada Francis e em nome de todos os membros desta Casa, em especial a Dra. Eleonora Broilo, eu queria abraçar a todas as mulheres aqui presentes e as que não estão também. Porque se não estiveram aqui por motivos ‘n’ gostariam de estar, mas estão no meu coração. Muito obrigada. Para mim ficou uma tarefa um pouco difícil falar depois de ter ouvido tudo o que eu ouvi aqui destas mulheres maravilhosas. Nós fomos escolhidas, fomos convidadas, independente das bancada que nos escolheram para representar a mulher farroupilhense. Que mulher é essa? É a Dona Leonilda, a Maria é a Tulinha, é a Luciana, é a Mari, a Neusa, sou eu. O que nos viemos fazer aqui hoje? Cada uma de nós veio mostrar um pouquinho do nosso legado. Umas pelo empreendedorismo, pela educação, por várias atividades; pela doação, pelo trabalho que nós fizemos na nossa comunidade. O voluntariado que acredito que tenha sido um dos motivos pelo qual eu estou aqui; eu queria dizer que ele veio desde pequena. Quem incutiu em mim, quem me criou no voluntariado foi a minha mãe, no qual ela dividia duas batatas para que duas famílias pudessem comer. Ela dividia os palitos de fósforo para que duas famílias pudessem fazer o seu almoço ou sua janta. Essa era a minha mãe que incutiu na minha família todo esse espírito de voluntariado, que graças a Deus estão aqui e que não seria ninguém sem a minha família; a minha família é o meu alicerce. A educação começou desde que eu era pequena. Todas as minhas brincadeiras eu sempre fui a professora; sempre, sempre, sempre eu fui a professora. E graças a Deus estou vendo vários alunos aqui. Me realizei como tal. Aí mais adiante falando em educação eu queria só fazer um pequeno detalhe que faltou, talvez um erro gráfico, eu comecei as minhas atividades no colégio Nossa Sra. de Lourdes em 1974, foi a primeira escola que eu lecionei. E alguém já riu ali porque foram meus alunos né e eu tinha esquecido. Não! Não pensem que eu esqueci de vocês não. E esses eu tenho com muito carinho e lembro até hoje dos milhares que por 29 anos eu trabalhei em escola. Como diz a Dra. Eleonora, com todo carinho, me foi dado mais uma missão, mais um voluntariado, que inicia às seis e meia da manhã quando o telefone toca. O que será? “Oi Richard é seis e meia”. Sim mãe! Pois é. Esse alerta é para que ele se acorde, liga o rádio na Spaço e fica ouvindo o Rogério até seis e quarenta e oito. Seis e quarenta e oito ele levanta e vai para o chuveiro e aí a minha missão inicia. Aonde eu levanto e faço todo o atendimento no que ele vai comer no que ele vai levar e encaminho ele para o trabalho, há 14 anos. 13 ele está nas Lojas Colombo e um ano ele ficou na Grendene, o primeiro ano de trabalho dele foi na Grendene. Consegui formá-lo no ensino médio, mas tenho um anjo que paira em Farroupilha que ninguém, ninguém, vai duvidar isso de mim. A Dra. Eleonora também ela esqueceu, que eu esqueci de dizer para o Gabi, mas não foi ela que esqueceu porque eu não falei para o Gabi. Há 37 anos eu mudei de nome, eu não sou mais a Dorli, eu não sou mais a Doqui, eu sou a mãe do Richard. É ou não é? Eu atendo telefone, “quem é que está falando?” “É a mãe do Richard”. “Ah Senhora, ah sim”. Eu acho que o cara não me conhece pelo nome, “mas a Senhora é a mãe do Richard né.” Porque será que falam tanto no Richard? Porque ele é um anjo que veio aqui na terra, que ele veio aqui a Farroupilha para nos abençoar, para nos dar exemplo de garra, para nos deixar todos os dias maravilhados com os colegas que ligam que falam; que até hoje, em 37 anos, eu nunca vi ninguém falar algo contrário. A companhia dele todo mundo gosta. Ele chega e muitos colegas dizem “bah a Senhora nem sabe, quando a gente chega meio mal humorado, meio cansado com dor de cabeça, logo ele já chega”. “É o que você tem? O que aconteceu contigo?” Vai lá e faz uma massagem nas costas e logo as pessoas melhoram, por quê? Aquelas mãos transmitem uma energia que só quem tem a felicidade de tê-las por perto sabe o que é. Eu queria agradecê-lo por ser meu filho, minha irmã que está aqui, a outra que certamente não está porque está acamada né, meu irmão de Erechim que não pode vir e outro que infelizmente está no céu, infelizmente não temos aqui, mas com certeza está lá junto com a minha mãe junto com meu pai dizendo assim: “valeu a pena Doqui”. Espero que esse legado das 7, e mais a Nádia que vai vir, seja exemplo para todas as mulheres farroupilhenses. Nós que estamos aqui é só nós, mas nós estamos aqui para representar toda e qualquer mulher seja lá em qual segmento ela se encontrar. Seja no teu de empresária, no teu, no meu, no delas, cada uma, cada farroupilhense com certeza vai dizer “eu sou igual aquela, eu sou igual àquela outra”. Então é para isso que nós estamos aqui; não é aqui para ser mais bonita ou mais feia, para ganhar elogios e abraços, não! É para deixar o legado. É para deixar o exemplo que se alguém precisa de qualquer exemplo que aqui hoje foi dito, que use e faça com que a sua vida mude. Não desista nunca! Nunca, nunca, nunca. Seja lá em qual motivo for. Muito obrigada.

PRES. SANDRO TREVISAN: Queremos então agradecer a presença no mesmo momento em que convidamos para fazer uso da Tribuna a Sra. Franciele Boschetti Reche, Presidente do COMDIM – Conselho Municipal dos Direitos da Mulher.

SRA. FRANCIELE BOSCHETTI RECH: Excelentíssima Sra. Secretária Municipal da Educação Elaine Giuliato neste ato representando o Prefeito Municipal Claiton Gonçalves, ilustríssima Deputada Francis Somensi, nobres Vereadores. Em nome do COMDIM – Conselho Municipal dos Direitos da Mulher – agradeço ao Presidente desta Casa, Ver. Sandro Trevisan, e estendo o meu agradecimento a todos os Vereadores que cederam este espaço para que o Conselho possa fazer sua homenagem neste dia tão importante para a nossa cidade, Dia da Mulher Farroupilhense. Saúdo todos os Secretários Municipais presentes, saudações a Coordenadora da Coordenadoria da Mulher, Fernanda Camargo da Silva, ao Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil subseção de Farroupilha, Dr. Maurício Bianchi e minha mãe aqui presente Cleusa. Queridas mulheres homenageadas, demais autoridades presentes e estimado público. Quanta gratidão e honra poder estar aqui representando pela última vez o COMDIM; neste dia que celebramos a mulher farroupilhense e todo o seu poder. Só as mulheres amam e lutam com toda a intensidade do seu coração. O COMDIM é um conselho paritário vinculado a Secretaria de Desenvolvimento Social e Habitação e é responsável pela interlocução entre a Sociedade Civil e o Poder Público nas questões relativas aos direitos das mulheres. O COMDIM atua de forma a garantir o pleno exercício da cidadania feminina. O trabalho desenvolvido pelo COMDIM normalmente não é visto, mas ele é sentido toda vez que uma mulher é atendida na Rede Municipal, na Delegacia de Polícia ou no Hospital, pois ele identifica os problemas enfrentados pelas mulheres e propõe soluções. Todos os anos o COMDIM escolhe, através de indicações de suas conselheiras, uma mulher que seja referência na sociedade e que tenha um importante papel social com ações voltadas para o bem da comunidade. A nossa mulher referência de 2019 foi escolhida em virtude de seu legado junto a Política de Assistência Social neste município. Quando o nome de nossa mulher referência foi indicado na reunião do Conselho fiquei encantada com o histórico de vida desta mulher e com todas as suas ações sociais. No primeiro contato que tive com a Nádia, nossa mulher referência, ela recebeu a nossa comitiva em sua residência e foi tão receptiva que parecia que eu já conhecia ela há muito tempo. Naquela oportunidade pude perceber o quanto esta mulher merece esta distinção e o quanto ela é amada e idolatrada por sua família que tem seguido seu legado. Nossa mulher referência impactou positivamente a vida de muitas famílias em situação de vulnerabilidade e risco social do nosso município. Construiu um legado da política municipal de assistência social. Graduada em Serviço Social no ano de 1982 pela UCS – Universidade Caxias do Sul – e pós-graduada em gestão de projetos e programas sociais pela Universidade Estácio de Sá em 2014; iniciou suas atividades como Assistente Social em 1988 na Prefeitura Municipal de Farroupilha, através de concurso público, junto às politicas de Assistência Social e de Habitação onde permaneceu trabalhando, mais especificamente junto a Assistência Social, até setembro de 2015, quando se aposentou. Nádia atuou junto a LBA – Legião Brasileira de Assistência – e contribuiu com o processo de evolução teórico, conceitual e prático para que as ações assistenciais, que eram apenas de cunho caritativo, evoluíssem para uma política de direito do cidadão e dever do Estado, que prevê os mínimos sociais, realizada através de um conjunto integrado de iniciativa pública e da sociedade, para garantir o atendimento às necessidades básicas. A Política Pública de Assistência Social é regida atualmente sob a forma de sistema público não contributivo, descentralizado e participativo, denominado Sistema Único de Assistência Social – SUAS. Nádia contribuiu para a implantação e implementação dos Centros de Referência de Assistência Social – CRAS I e CRAS II, bem como o Centro de Referência Especializado em Assistência Social – CREAS. Auxiliou na criação e implementação de conselhos municipais, de políticas públicas e de direitos, bem como o Fundo Municipal de Assistência Social – FMAS. Auxiliou na criação e implementação do campo de estágio curricular para estudantes de serviço social, junto à política de assistência social. Contribuiu para a implantação do Setor de gestão da Política de Assistência Social na Secretaria Municipal de assistência Social, hoje denominado Setor de Gestão do SUAS. Foi coordenadora do Centro de Referência Especializado de assistência Social – CREAS e teve participação também na efetivação da política de habitação do município, auxiliando na construção dos bairros São José, 1º de Maio, Industrial e Cinquentenário. E é com todo esse currículo extenso que eu tenho a maior honra de chamar para receber o certificado de outorga ‘Certificado Mulher Referência do COMDIM do Ano de 2019’, Nádia Gelmini Crippa.

PRES. SANDRO TREVISAN: Aqui nós temos a tradutora de libras né, a Senhora Iegle.

SRA. NÁDIA GELMINI CRIPPA: Saúdo a todas as autoridades já mencionadas no protocolo, a todos que estão que estão comparecendo a este evento e em especial a todas as mulheres presentes. Primeiramente gostaria de dizer que me sinto lisonjeada e grata por esta homenagem prestada pelo Conselho Municipal dos Direitos da Mulher – COMDIM. Acredito que aqui neste momento represento muitas pessoas que trabalharam e trabalham em prol da política pública de assistência social, fazendo a diferença na vida de muitas famílias. É importante também citar que estou sendo homenageada como mulher referência 2019 então acredito que, além dos profissionais da Assistência Social, represento as mulheres deste município. Represento-as pelo poder cuidar de si, de um lar, dos filhos e de muitas outras pessoas; represento todas as dificuldades diárias que temos em comum sendo fisiológicas, psicológicas e sociais. E com muito orgulho represento a luta que todas nós participamos em busca da igualdade e do respeito. Passei por muitas mudanças na Assistência Social desde quando essa era sinônimo de caridade até o trabalho em prol da garantia dos direitos de cada um. E nessa caminhada de mais de 30 anos tive o prazer de compartilhar espaços com diversos chefes, colegas de profissão e de outras áreas que enriqueceram o fazer da Assistência Social no município de Farroupilha. Se hoje este município pode se orgulhar do trabalho de serviço social é graças a cada um de nós que trabalha a favor de uma sociedade cada vez mais saudável e justa. Me vejo como uma pessoa privilegiada não apenas por estar aqui rodeada por pessoas que amo e que confiaram no meu trabalho, mas por ter tido a oportunidade de frequentar uma universidade e chegar às vezes cansada, tanto das aulas como do trabalho, em um lar confortável com amor dos meus familiares. É imenso o sentimento de gratidão pelo voto de confiança e muitas vezes de compreensão pela ausência dado pelo trabalho extra que o meu marido Renan Crippa e meus filhos, Renan Junior e minha filha Luísa Taís, proporcionaram. Reconheço que um cenário aconchegante como este não faz parte da realidade de muitos brasileiros e acredito que seja a busca por ambientes saudáveis e respeitosos como este, entre outros aspectos, que faz com que a profissão do assistente social seja tão importante. O principal motivo para que eu atendesse com respeito e empatia cada um que chegou até mim, foi o desejo de que todos nós pudéssemos ter nossos direitos garantidos e a consciência daquilo que nos é previsto por Lei. Enfim gostaria de agradecer minha amiga Iegle que traduziu minha fala para a língua de sinais, língua brasileira de sinais, e ressaltar a importância dos profissionais desta área em espaços como este e dê mais oportunidades. Muito obrigado.

PRES. SANDRO TREVISAN: Quero neste momento convidar as Vereadoras Eleonora Broilo e Renata Trubian para que juntamente com este Presidente descerrarmos as fotos das mesmas para posteriormente serem afixadas na Galeria das Vereadoras. (CERIMÔNIA) Obrigado então as Vereadoras Eleonora e Renata. Parabéns por fazerem parte da Galeria das Vereadoras desta Casa. Nesse momento, eu quero convidar o instrumentalista Jackie dos Passos, que com seu talento, fará uma homenagem às mulheres farroupilhenses. (MÚSICA) Bom então nesse momento queremos agradecer ao Jackie dos Passos, muito obrigado. Convidamos a nossa 1ª Dama e Deputada Francis Somensi para que faça uso da palavra e após possa nos abrilhantar com sua bela voz, acompanhada pelo músico Anderson.

DEPUTADA FRANCIS SOMENSI: Boa noite a todos. Boa noite especial a todas as mulheres aqui presente. Em nome do Presidente desta Casa cumprimento todos os Vereadores em especial às mulheres que representam o nosso Poder Legislativo Municipal, a Vereadora Renata Trubian e a Dra. Eleonora Broilo. É uma alegria muito grande a gente poder estar aqui hoje representando também o Poder Legislativo Estadual. Dizer que todas as mulheres que estão aqui também têm histórias a serem contadas e estas mulheres hoje homenageadas, cada uma com o seu jeito de ser, cada uma com o seu trabalho, cada uma contou uma história aqui muito especial. E que ela seja inspiradora para todas nós mulheres que estamos aqui. A história da luta feminina no Brasil certamente daria um filme, um disco ou um livro, mas para prestar essa homenagem hoje a essas mulheres guerreiras, mães, esposas, trabalhadoras, incansáveis na busca de cumprir sua missão de lutar por um mundo melhor. Quero traduzir um pouco dessa história em forma de fatos, de música e de sonhos conquistados.  Há muito tempo nas ruas de um porto não muito alegre e que no entanto me traz encantos e um pôr-do-sol lhe traduz em versos… Em 1827 as mulheres têm sua primeira conquista na história, pois as meninas são, enfim, liberadas para frequentar escolas. E 5 anos depois seria publicado o livro ‘Direito das mulheres e injustiça dos homens’ de Nísia Floresta; livro considerado o fundador do feminismo brasileiro. Em 1871 a Lei do Ventre Livre é promulgada. Assinada pela Princesa Isabel a Lei determinava que os filhos das mulheres escravizadas na época do império nasceriam livres; e a abolição da escravidão só aconteceu em 1888 pelas mãos da primeira mulher no poder do império brasileiro. Em 1910 é criado o Partido Republicano Brasileiro, o partido reivindica o direito ao voto e a emancipação feminina. Em 1928 é eleita a primeira Prefeita brasileira; Alzira Soriano de Souza abriu espaço para as mulheres na política, na cidade de Lajes no interior do Rio Grande do Norte. Em 1934 as mulheres conquistaram o direito de votar. É de sonho e de pó o destino de um só, feito eu perdido em pensamentos sobre o meu cavalo. É de laço e de nó, de gibeira ou jiló, dessa vida cumprida a sol… Em 1962 é criado o estatuto da mulher casada. A Lei nº 4.212/1962 permitiu que mulheres casadas não precisassem mais da autorização do marido para trabalhar. Eram tempos difíceis, mas mesmo assim a luta continuava. Vem vamos embora que esperar não é saber quem sabe faz a hora não espera acontecer. Vem vamos embora que esperar não é saber quem sabe faz a hora não espera acontecer. Em 79 as mulheres são autorizadas a praticar qualquer tipo de esporte e em 1980 as forças armadas passam a aceitar o alistamento de mulheres. Já em 1996 é reivindicado que mais mulheres participassem ativamente da vida política brasileira, com um sistema de cotas criado pelo congresso nacional que obrigava os partidos a inscreverem no mínimo 30% de mulheres nas chapas eleitorais. Ando devagar porque já tive pressa e levo esse sorriso porque já chorei demais. Hoje me sinto mais forte, mais feliz quem sabe, eu só levo a certeza de que muito pouco sei, eu nada sei. Aos poucos com muita luta e sonhos a realizar a mulher vai ganhando espaço na sociedade brasileira, mas mesmo assim os índices de violência contra a mulher não param de crescer a cada dia. Mesmo com a criação da Lei Maria da Penha em 2006 e a Lei do Feminicídio de 2015, a cada 7 segundos uma mulher é vítima de violência física ou sexual; e 13 mulheres morrem a cada dia em todo o país, algumas por erguer sua voz em defesa dos mais oprimidos. Me disseram, porém, que eu viesse aqui pra pedir de romaria e prece, paz nos desaventos. Como eu não sei rezar só queria mostrar meu olhar, meu olhar, meu olhar. Sou caipira pirapora Nossa Senhora de Aparecida ilumina a mina escura e funda, o trem da minha vida. Sou caipira pirapora Nossa Senhora de Aparecida ilumina a mina escura e funda, o trem da minha vida. Nós mulheres temos capacidade e coragem para fazer qualquer coisa. Somos amor, somos a dor, somos o suor, somos a luta pelo futuro dos nossos filhos, pelo bem da nossa família. Mas acima de tudo por uma sociedade melhor para todos. Parabéns à Câmara de Vereadores por este dia, parabéns as nossas homenageadas, parabéns a todas as mulheres e com muito carinho parabéns a todas as mulheres farroupilhenses. Obrigada. Peço licença para entregar um ‘mimo’ para cada homenageada, tá, Presidente.

PRES. SANDRO TREVISAN: Agradecemos a Francis Somensi e ao Anderson. Neste momento convido para que faça uso da tribuna, em nome do Poder Executivo Municipal, a Secretária da Educação Elaine Giuliato que neste ato representa o nosso Prefeito Claiton Gonçalves.

SEC. DA EDUCAÇÃO ELAINE GIULIATTO: Excelentíssimo Senhor Presidente dessa Casa, Excelentíssimos Senhores membros dessa mesa, Excelentíssimos Vereadores, Excelentíssimas Vereadoras, meus colegas Secretários, demais autoridades aqui presentes, imprensa, Senhoras e Senhores, primeiramente meu boa noite. Gostaria de agradecer a possibilidade de estar aqui em tão especial Sessão representando o nosso Prefeito Claiton Gonçalves, que por motivos de viagem a capital não pode estar aqui; porém deixa os parabéns às mulheres aqui homenageados estendendo seu cumprimento a todas as mulheres que com sua inteligência, versatilidade, sensibilidade, souberam obter sucesso no desenrolar dos capítulos de suas vidas, destacando-se como verdadeiras e brilhantes protagonistas. Permitam que eu inicie as minhas palavras, além de saudar todas essas 7 mulheres aqui presentes, fazer uma saudação especial também a todas as mulheres farroupilhenses. Nós somos um conjunto e se a gente é conjunto a gente é coletivo, se a gente é coletivo a gente pensa igual, se a gente pensa igual à gente é coração. Então nada mais importante do que ser mulher. Por incrível que pareça eu sempre costumo dizer que a gente tem uma missão, mas também uma glória que é carregar um ser vivo. Essa é uma capacidade que a mulher tem: carregar um ser vivo e eu sempre digo que esse ser, enquanto estiver no nosso ventre, é vida pura é essência. A partir do momento em que ele deixa o lar nosso ele acaba tendo menos um dia de vida. Assim é a vida, é esse conjunto de situações esse conjunto de possibilidades que a mulher tem; que eu acho que é extremamente importante e tem que ser enaltecido. E eu vejo que não só no dia 8, no dia 18, no dia das mães, mas eu vejo que todos os dias do ano esse enaltecimento tem que ser dado à mulher. Queria também fazer uma homenagem especial, de coração, a todas essas mulheres que estão aqui representando hoje todas as mulheres farroupilhenses porque, de uma forma ou de outra, hoje elas são destaque. Mas elas são destaque porque trabalharam de uma forma muito profunda com toda uma comunidade, com toda uma sociedade. E deixaram seu legado e com toda certeza deixarão. Então eu gostaria também de quebrar só um pouquinho de protocolo, mas como são todas as que estão aqui hoje, eu fiz questão porque são mulheres especiais, são mulheres que de uma forma ou de outra tiveram uma passagem extremamente significativa pela minha vida. E como elas tiveram essa passagem significativa pela minha vida eu gostaria também de deixar uma lembrancinha que eu acredito é um mimo, mas posso garantir que é de coração, mesmo coração que aquece quando eu sempre penso em vocês quando eu tenho vocês como minhas companheiras; mesmo que a gente não esteja todo o dia se vendo, mas vocês estão aqui comigo. Eu peço que as gurias me deem uma mão, o Cris está aqui e vai me dar uma mão também.  Muito obrigado. Bem, gente, depois que a gente fez esse breve cumprimento eu gostaria de continuar com minhas breves palavras, mas também comentar sobre o discurso que a Mari fez, na sua fala, que ela se preocupa muito com as crianças do nosso município. Esse é um objetivo compartilhado com toda certeza tanto por nós lá da Secretaria quanto pelo Prefeito Municipal quanto com todos os meus colegas. É uma preocupação que se tem e está se trabalhando muito para que isso aconteça. Para vocês terem uma ideia a gente quando a gente assumiu a Secretaria existiam só 181 crianças na etapa creche com creche. Hoje nós temos 1307 crianças de zero a três anos e na etapa pré-escola, que a etapa de quatro e cinco anos, a gente universalizou atendimento no município de Farroupilha. Para mim é um motivo de extremo prazer poder estar compartilhando com todas essas mulheres que tem os seus filhos cuidados por nós, que também são um pouco nossos filhos, nesse momento e em nesta hora em que a mãe pode sair de casa trabalhar e ficar bem sossegado porque os filhos estão lá conosco. Não tínhamos escola de educação infantil; hoje o município tem cinco e se chama escola dos anjos. Porque eles são anjos e a gente gosta muito de trabalhar com esses anjos como a Doqui mesmo disse. Eles são nossos anjos e a gente tenta, na medida do possível, dar para eles tudo aquilo que eles merecem ter; sempre pensando que a educação de qualidade é objetivo maior de todos nós que trabalhamos em uma pasta como a da Secretaria de Educação. Nas próximas semanas Mari, eu só gostaria de te dizer que deverá iniciar a obra lá na Praça Emancipação daqui do nosso município. Esse seria mais um novo local para a gente poder atender as nossas crianças né. Que eu acho que é uma reivindicação já de bastante tempo, mas que para nós é um motivo de muito orgulho poder ofertar isso para que as nossas crianças. Também vai ter uma pequena loja onde vai ter alimentação, venda de produtos alimentícios, vai ter também banheiros específicos para atender bem as nossas crianças e também os nossos adultos que lá estiverem. E a gente vai ter também mais ou menos já, nós revitalizamos mais ou menos em torno de umas oito praças no nosso município também para atender as nossas crianças. Então para nós é um momento assim de muito prazer que a gente pode colocar para vocês esses números, que realmente as coisas estão acontecendo e com toda certeza vão acontecer com muito mais rapidez do que a gente possa na medida do possível fazer. Eu ocupo também essa tribuna para me congratular com todas essas mulheres que hoje estão aqui presentes por quê? Porque elas fazem parte de uma construção social e profissional da nossa cidade. Basta olharmos para nossa volta e nós vamos ver a marca indelével da ação dessas mulheres. Elas vão à luta, enfrentam desafios, desenvolvem atividades com competência em todas as áreas de produção e também do conhecimento. O Padre Fábio de Melo, que eu gosto muito, ele diz ‘que a beleza de um jardim não depende tamanho das flores, mas da variedade de seu colorido’. Essas palavras me inspiraram tanto e inspiram, e acredito que vão inspirar todas as mulheres porque a mulher pode ser o que ela quiser ser. Que a diversidade, que a dignidade, possa ser entendida e cada dia mais respeitada, é isso que a gente quer, que a gente gostaria de ter como mulher; sempre, todos os dias. Atrás de cada conquista gente vem um novo desafio, mas o que é importante não muda; a força e a convicção não tem idade. Se sente saudades do que você fazia volte a fazê-lo, simples assim. Não viva de fotografias amarelecidas a gente não precisa disso. Continua e segue. Eu aprendi isso com a minha mãe. Eu gostaria muito que ela estivesse aqui hoje, mas em função da idade dela ela não pode comparecer, mas eu tenho certeza que ela está nos assistindo lá em casa. Eu tenho um imenso orgulho da minha mãe, sempre quando eu falo nela eu consigo me emocionar; porque a minha mãe, a dona Norma, ela irá completar agora na metade do ano 94 anos de muita sabedoria, muitos exemplos de vida, de trabalho, de família, de religiosidade; e eu só tenho que dizer para minha mãe que eu agradeço ela do fundo do meu coração. Obrigada mamãe de coração, a Senhora é o meu exemplo de mulher. O que eu sou hoje eu devo muito a minha mãe. Meu pai me ensinou muita coisa, mas a minha mãe deixou um legado imenso no meu coração. Por tudo isso é que devemos homenagear as mulheres todos os dias, não somente no segundo domingo de maio ou nesses dias aqui, mas todos os dias. Eu gostaria de dar os parabéns a todas as mulheres e que a gente continue seguindo juntas nas conquistas de todos os nossos objetivos, e também daquilo que a gente quer e pode ser como mulher. Muito obrigada, parabéns a todos e muito feliz por estar aqui com vocês.

PRES. SANDRO TREVISAN: Obrigado Secretária Elaine Giuliato pelas suas palavras e também pela sua presença da nossa Deputada Francis Somensi. Quero novamente agradecer a presença de todas nossas homenageadas, Neuza Ignez Felicetti pela Bancada do PSB, Leonilda Rech Pessin pela Bancada do PDT, Maria de Lourdes Anselmi pela Bancada do PT, Marilia Túlia Giacomoni de Oliveira pela Bancada da REDE, Luciana Zanfeliz pela Bancada do PRB, Dorli Maria Tonin pela Bancada do MDB, Marines de Rossi Pagliarini pela Bancada do PP e a Sra. Nádia Gelmini Crippa indicada do COMDIM em nome da Presidente Franciele. Também a todas as famílias das homenageadas, amigos, pessoas queridas que vieram prestigiar esta Sessão Solene. Gostaria imensamente mais uma vez de dizer parabéns e essa Casa se sente muito honrada com a presença de todas. Agradeço também a presença de todas as autoridades, os Secretários que estavam ou estão presentes ainda, representantes de entidades, imprensa escrita e falada, do Instrumentista Jackie dos Passos, Senhores e Senhoras nosso muito obrigado. Não poderia também deixar de prestar uma homenagem às mulheres que fazem parte desta Casa, destacando as nossas Vereadoras Dra. Eleonora Broilo e Renata Trubian e todas as nossas assessoras que são fundamentais para o trabalho dessa Casa. Lembramos que essas assessoras com seu trabalho, por exemplo, fizeram isso tudo que está aqui hoje, essa homenagem ser realidade. Muito obrigado a vocês todas. Nesse momento rapidamente eu gostaria de fazer um pedido às homenageadas, esse pedido foi feito pela imprensa, que só vocês pudessem logo a seguir se posicionar aqui na frente para que eles pudessem tirar fotos de vocês. Em seguida essas fotos poderão ser feitas com os Vereadores. Eu queria convidar a todos logo após esses momentos para que; eu queria convidar a todos os presentes nesse caso que após a Sessão nos dirigiremos à saída desta Casa onde a OAB/subseção de Farroupilha prestará também homenagem às mulheres farroupilhenses. Dizer que essa noite é uma noite extremamente especial, eu tenho algumas coisas que levo comigo, algumas convicções, algo que a gente acredita; eu sempre digo que as pessoas tem o dever de ter as suas próprias ideias, suas próprias criticas, eu tenho a minha opinião e isso não faz com que ela seja verdadeira. Mas na minha opinião as mulheres tornam a sociedade, tornam os lares mais suaves. As mulheres tornam a nossa sociedade uma sociedade mais consciente. A mulher é sensível por natureza, o homem é aquele exagero extravagante desajeitado, esquecido. Eu vejo as mulheres da minha família elas nos põe no trilho. A importância de vocês na comunidade como seres pensantes, como seres acolhedores, como seres de responsabilidade, como seres delicados faz toda a diferença. Eu acredito como pessoa que quem não concordar com essa minha opinião tem esse direito, mas é passível que tenha algum tipo de insanidade mental. Então muito muito muito obrigado pela presença de todas vocês aqui. Hoje é a homenagem que a gente faz a vocês, mas a maior das homenagens é de maneira integral respeitar as mulheres em tempo integral. Em tempo integral respeito às mulheres. As homenagens são lindas, mas esse tempo do cotidiano acho que o respeito tem que ser uma característica intrínseca das pessoas. Meus parabéns. Uma boa noite. Foi um prazer imenso tê-las nessa Casa. Nada mais a ser tratado nessa noite, declaro encerrado os trabalhos da presente Sessão Solene. Muito obrigado a todos.

 

 

Sandro Trevisan

Vereador Presidente

 

 

 

Raul Herpich

Vereador 1º Secretário

 

 

OBS: Gravação, digitação e revisão de atas: Assessoria Legislativa.