Pular para o conteúdo
22/06/2018 16:08:02 - Farroupilha / RS
Acessibilidade

Ata 3809 – 11/12/2017 – Emancipação do Município

SESSÃO SOLENE

 

Presidência: Sr. Fabiano André Piccoli

Às 18:00 horas, o Senhor Presidente Vereador, Fabiano André Piccoli assume a direção dos trabalhos. Presentes os seguintes vereadores: Alberto Maioli, Aldir Toffanin, Arielson Arsego, Eleonora Broilo, Jonas Tomazini, Jorge Cenci José Mário Bellaver, Josué Paese Filho, Odair José Sobierai, Raul Herpich, Sandro Trevisan, Tadeu Salib dos Santos, Tiago Ilha. Thiago Brunet.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Invocando o nome de DEUS, declaro abertos os trabalhos da presente Sessão Solene comemorativa ao aniversário de Emancipação do Município de Farroupilha nos 83 anos de vida e Emancipação Política. Boa noite a todos, sejam todos bem-vindos. Inicialmente, a Câmara de Vereadores agradece a presença de todos os Senhores e saúda o Vice-Prefeito Pedro Evori Pedrozo que neste ato, representará o Prefeito Claiton Gonçalves. Secretário de Desenvolvimento Econômico Roque Severgnini, Sargento Sobek representando o 36º BPM. E de imediato convido para que faça parte da Mesa, o Senhor Pedro Evori Pedrozo, Vice-Prefeito Municipal. Convido a todos, para que de pé, possamos ouvir a execução do Hino Nacional Brasileiro. (EXECUÇÃO DO HINO NACIONAL BRASILEIRO)

Conforme nós acordamos na semana passada, fará uso da palavra, representando esta Casa a Vereadora Eleonora Broilo, e após o nosso Vice-Prefeito Pedro Evori Pedrozo. De imediato convido a Vereadora Eleonora Broilo para que faça a homenagem dessa Casa aos 83 anos de Emancipação Política do nosso município.

VER. ELEONORA BROILO: Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara de Vereadores Fabiano André Piccoli, Excelentíssimo Vice-Prefeito Municipal Pedro Evori Pedrozo, Senhor Secretário Roque Severgnini, Senhores Vereadores, Sargento Sobek, imprensa, Senhoras e Senhores presentes. Desculpe, eu não tinha visto o outro Secretário também, Fernando Silvestrin. Primeiramente quero agradecer não só aos meus colegas de bancada, mas a todos os colegas Vereadores pela oportunidade de ocupar a Tribuna no momento em que a Câmara de Vereadores de Farroupilha orgulhosamente comemora o aniversário de 83 anos de Emancipação da nossa cidade. Neste ano de 2017 a nossa Casa foi palco de 16 Sessões Solenes. Homenageamos pessoas que se destacaram em benefício da comunidade, entidades que fizeram diferença com sua contribuição à Farroupilha e aos munícipes, saudamos datas importantes e ouvimos segmentos da comunidade. Mas, Senhores e Senhoras, nada disso seria possível se no dia 11 de dezembro de 1934, não tivesse acontecido a Emancipação do nosso município. É importante contemplar um pouco dessa história que teve como início oficial uma Assembleia Geral em 19 de março de 1933 com residentes da Vila de Nova Vicenza, ocasião em que foi criado o comitê Pró-Emancipação e também foi criado comissões, sendo que a comissão central liderada por Ângelo Antonello como Presidente, e mais Dr. Armando Antonello, Dr. Ulisses Castagna, Senhor João Venzon, Senhor Ângelo Venzon e o Senhor Edwino Blauth. Outras comissões também foram criadas, elas foram formadas para angariar fundos, para propagar e consolidar a ideia emancipatória. A maioria destes homens visionários eram imigrantes italianos, também imigrantes alemães e em menor número imigrantes de outros países. Povos lutadores, e com a prosperidade da vila, progresso econômico da nova região, foi inevitável que acontecesse o movimento de emancipação. Assim, culminou que em 1934, uma comitiva de 35 moradores, representando os núcleos de Noiva Vicenza, Nova Milano

Segundo e sexto Distritos de Caxias do Sul, Vila Jansen – terceiro Distrito de Bento Gonçalves e Nova Sardenha, nono Distrito de Montenegro, liderados por Armando Antonello fosse receber o decreto para Emancipação do então interventor estadual José Antônio Flores da Cunha. O município de Farroupilha foi então criado através deste Decreto Estadual 5779 de 11 de dezembro de 1934. Seu nome em homenagem ao centenário da Revolução Farroupilha, que seria comemorado no ano seguinte. Muitos desses homens que tiveram nas suas veias o amor e nas suas raízes a garra de tornar realidade o sonho de verem surgir uma nova cidade, que se tornaria uma das principais cidades da serra gaúcha, também foram responsáveis junto com suas famílias pela idealização e concretização do Hospital Beneficente São Carlos, que nasceu como Sanatório Nova Vicenza em fevereiro de 1934. Em 29 de dezembro de 1934 foi criado oficialmente o município, em nomeação do Prefeito Dr. Armando Antonello. A primeira eleição realmente do novo município ocorreu em 17 de novembro do ano seguinte, 1935, com eleição do Prefeito que já estava nomeado, para o período de quatro anos. Na mesma ocasião foi eleito então a primeira Câmara de Vereadores, que foi assim constituída: Dr. Ulisses Castagna que foi o primeiro Presidente, Pedro Grendene, João Farion, Luiz Busetti, José Tonin, José Baungarther e Henrique Venzon, meu avô. Assumiram então o Legislativo e Executivo em 1936 e em 1937 com a ditadura de Getúlio Vargas, tornaram-se extintos todos os mandatos do RS, Executivos e Legislativos do Brasil inteiro. Com extinção dos mandatos, os Vereadores doaram a verba da Câmara para o Sanatório Nova Vicenza, que logo seria chamado Hospital Beneficente São Carlos. Apesar do pouco tempo, muito foi realizado por esse Poder Executivo e pelo Poder Legislativo, entre eles, a instalação dos serviços essenciais quais sejam Delegacia de Polícia, Cartório e outros. Estradas foram construídas ligando Farroupilha à Linha Machado, hoje Linha Ely, Nova Sardenha à Caçador e outras estradas foram recompostas. Foram construídas algumas pontes, entre elas, por exemplo, sobre o Rio Burati. Foi ativado o serviço telefônico para quase todo o interior do município e a educação foi priorizada. Assim Senhores, o capítulo emancipacionista do nosso município e seus primeiros anos antes da intervenção Getuliana, encerra-se com chave de ouro. Muitos anônimos não chegaram a ser citados aqui, mas sintam-se todas as famílias homenageadas nesta noite, bem como todos aqueles que migraram de outras cidades, de outros estados, em busca de uma vida melhor e que colaboraram para o progresso da nossa cidade. Graças a esse início honroso e valente, hoje somos um município de conhecida importância na serra gaúcha. Sediamos indústrias cujos nomes extrapolam as divisas nacionais. Filhos ilustres da nossa terra como Fernando Luchese e José Ivo Sartori abrilhantam essa lista. Com certeza o orgulho de sermos farroupilhenses, tem suas raízes nos primórdios dos movimentos emancipatórios. Senhores, eu poderia estender horas falando sobre nosso município, elevando as qualidades da nossa cidade e falando sobre o orgulho dos munícipes. Mas vou resumir tudo dizendo apenas: parabéns, povo de Farroupilha, parabéns pelo aniversário de emancipação desse município, que após 83 anos ainda enche de orgulho e magia a alma daqueles que acreditaram e acreditam que Farroupilha é uma cidade maravilhosa para se viver. É o eu sonho dos imigrantes que se tornou realidade. Muito obrigada a todos.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereadora Dra. Eleonora Broilo, pelas palavras que muito bem nos representou. Convido nesse momento para que faça uso da Tribuna o Vice-Prefeito Pedro Evori Pedrozo, que falará em nome do Poder Executivo Municipal.

VICE-PREF. PEDRO EVORI PEDROZO: Boa noite a todos, eu saúdo carinhosamente a Câmara de Vereadores através de seu Presidente, saúdo os amigos que vieram nos ver, Sargento Sobek, Roque, que está por aqui, meu Secretário, Secretário Fernando Silvestrin, o Cladir Bono do Sindilojas, o Casca, que sempre estiveram por muitos anos ajudando o nosso município, sempre muito ativos, a todos que vieram na Sessão. A gente sabe que as Sessões de homenagens elas não tem tido um grande público nos últimos anos, mas elas são importantes. Não tem como passar um aniversário de um município que nem o nosso e a Câmara não registrar isso nos anais. Eu ouvi a Vereadora Eleonora, a pesquisa que ela fez, o quanto é bacana o que ela falou, contando da história dos seus, do seu avô, do seu povo, do nosso povo que aos poucos veio se formando. Apesar de termos somente 83 anos, já temos uma história respeitável, eu trabalhei para a Unesco durante 16 anos da minha vida, para um órgão chamado CIOF, Conselho Internacional das Organizações de Festivais de Folclore, quando a gente ia para a Europa, aqui no Brasil a gente ouvia falar muito “queremos ser um país de 1º mundo”, isso, aquela coisa toda. A gente ia para a Europa e se dava conta de que aqueles lugares vinham da época de Napoleão Bonaparte, mil anos atrás, na época de Jesus Cristo, dois mil anos atrás e por mais que tivesse toda essa idade, todo esse tempo de vida, olhando com realidade, tu não via uma diferença muito grande em relação ao lugar onde a gente vive. Se tu imaginares que nós temos uma cidade que só tem 83 anos, que é um bebe, de imaginar que tem um País, que de desenvolvimento no Sul do Brasil chega a 300 anos, embora tenhamos 500 e poucos anos de descobrimento, nós vamos ver que a gente evoluiu muito. Talvez não tenhamos evoluído tanto que nem nos EUA, que também tem a mesma época, teve o descobrimento, no mesmo período que o nosso. Mas vê que o Brasil tem sim um potencial gigantesco, eu não comungo com a ideia das pessoas que só enxergam coisas ruins, em tudo que tu fizeres, para qualquer um que tu olhar, se tu procurar os defeitos, tu vais achar os defeitos, se tu procurar qualidades, vais achar qualidades. Eu vi a Vereadora Eleonora falando da importância e do quanto é bonito o nosso município e é. Hoje nós temos isso construído ao longo de uma história. Uma agricultora com muita tecnologia, um micro agricultor extremamente inteligente e que busca tecnologia o tempo inteiro, que nos levou a excelência em determinados setores, a fruta de caroço que nós produzimos aqui, é exportada para fora do Brasil. Está indo para a Rússia agora, eu falava com o João Silvestrin ontem, está indo para o outro lado do mundo, os nossos pêssegos, a uva que nós produzimos, somos o 3º maior produtor de uva do Brasil, somos os maiores produtores de uvas Moscato do Brasil, essa uva boa que produz o espumante, moscatel, hoje nós somos o maior produtor do Brasil, produzimos mais do que todos os outros municípios brasileiros. Isso é uma coisa que foi construída por muita gente, por muitas administrações, por muita gente que veio um após o outro fazendo o seu melhor. Nós temos e eu vi o Secretário Roque, saiu daqui agora, nós temos 6.000 indústrias, 300 consideradas grandes, algumas, como disse a Vereadora Eleonora, que vão para o mundo. Umas gigantes, que o mundo inteiro conhece, Grendene, Tramontina, Soprano, enfim, tantas outras, que nos representam mundo afora. Nós temos hoje uma educação e eu costumo dizer e nós temos que frisar, que é a construção de todos, mas uma das melhores educações do Brasil, nós temos um dos maiores indicies educacionais do Brasil na cidade de Farroupilha, nos falta ainda estrutura da escola, porque o município cresceu muito rápido, todos os administradores improvisaram nas escolas sempre fazendo um puxado aqui, um puxado acolá, não dava tempo de fazer escolas mais bem estruturadas, então é uma tarefa para os próximos administradores, quem sabe uma estrutura melhor, nas escolas. Mas temos professores, bem pagos, bem treinados com premiações enormes e com uma qualificação gigantesca. O quê que eu quero dizer com isso?  Que apesar de toda essa coisa que o Brasil vive, desse momento ruim político, desse final de ciclo que nós vivemos, Farroupilha vai muito bem sim Senhor, em todos os sentidos, Farroupilha agora, estamos pagando a 2º parte do 13º salario, salários todos em dia, sofremos, o hospital cada um tem uma ideia sobre ele, mas aplicamos mensalmente mais de R$ 1.000.000,00 no nosso hospital, isso é um volume gigantesco, erramos, todos nós e muitas vezes. Mas penso que tem caminho para tudo, se nós continuarmos trabalhando com firmeza, nós vamos achar sempre uma solução, se olharmos a maioria de nós, olharmos para o mesmo lado. Então eu tenho muita honra de estar em nome do Prefeito Dr. Claiton, falando sobre o nosso município, dizendo que no dia de hoje, está sendo lançado lá na Vinícola Perini, um site importante do Município de Farroupilha, que congrega todas as instituições voltadas ao turismo, tudo que está voltado ao turismo, site moderno que vai dar condição para qualquer uma pessoa, de qualquer lugar do mundo vir e nos identificar muito mais fácil, achar as atrações de Farroupilha e poder vir a nossa cidade, ter uma estadia melhor conosco. Então é um ato importante, que está sendo feito, é uma ferramenta moderna, importante que está sendo lançado no dia de hoje. Quero mais uma vez em nome do Prefeito Dr. Claiton e em meu nome agradecer a oportunidade e dizer que Farroupilha vai bem, por consequência de um trabalho bom, feito por todos ao longo de uma história, muito bonita. Muito obrigado a todos, tenham todos uma boa noite.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vice-Prefeito Pedro Evori Pedrozo. Convido a todos para que de pé ouçamos a execução do Hino Municipal de Farroupilha.

(EXECUÇÃO DO HINO MUNICIPAL DE FARROUPILHA). Agradecemos a presença do Vice-Prefeito Pedro Evori Pedrozo, também a presença do Secretário de Obras Fernando Silvestrin, Claudir Bono, Presidente do Sindilojas, Casca, representando o CDL, Ex-Presidente do CDL, Clube Santa Rita, a imprensa presente e a todos os Senhores e Senhoras que nos acompanharam nesta Sessão Solene. Aproveito para frisar a ausência do Vereador Raul Herpich, que está na posse da nova Presidência da CICs em Caxias do Sul, representando essa Câmara de Vereadores, também informo que nós faremos na próxima segunda-feira a entrega Oficial do Memorial Lidovino Fanton. Sem mais nada para tratarmos nessa noite, declaro em nome de DEUS, encerrados os trabalhos da presente Sessão Solene. Um boa noite a todos e até amanhã.

 

 

 

Fabiano André Piccoli

Vereador Presidente

 

 

 

Sandro Trevisan

Vereador 1º Secretário

OBS: Gravação, digitação e revisão de atas: Assessoria Legislativa.