Pular para o conteúdo
17/01/2018 05:06:23 - Farroupilha / RS
Acessibilidade

Ata 3802 – 13/11/2017

SESSÃO ORDINÁRIA

 

Presidência: Sr. Fabiano André Piccoli

Às 18:00 horas, o Senhor Presidente Vereador, Fabiano André Piccoli assume a direção dos trabalhos. Presentes os seguintes vereadores: Alberto Maioli, Aldir Toffanin, Arielson Arsego, Eleonora Broilo, Jonas Tomazini, Jorge Cenci José Mário Bellaver, Josué Paese Filho, Odair José Sobierai, Raul Herpich, Sandro Trevisan, Tadeu Salib dos Santos, Tiago Ilha. Thiago Brunet.

 PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Boa noite a todos. Invocando o nome de DEUS declaro abertos os trabalhos da presente Sessão Ordinária. Solicito ao Vereador Sandro Trevisan, 1º Secretário, para que proceda a leitura do expediente da Secretaria.

 

EXPEDIENTE

 

1º SEC. SANDRO TREVISAN: Reconvocação: Assembleia Geral Extraordinária, para dia 14/11/17 ás 19:00horas. Elizabeth B. Laybauer –  Presidente do Conselho de Administração do HBSC.

OF 164/17, Prorrogação de prazo de envios de leis orçamentárias.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Convido para fazer uso da Tribuna Livre o Sr. Djonata P. Cardoso, Vice Pastor da Igreja Internacional dos Milagres, para explanar sobre a Bíblia. A Tribuna é sua.

  1. DJONATA P. CARDOSO: (PROBLEMAS NA GRAVAÇÃO)

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Agradecemos ao Sr. Djonata P. Cardoso. Passamos ao espaço destinado ao Grande Expediente.

 

GRANDE EXPEDIENTE

 

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Convido o Partido Socialista Brasileiro – PSB, para que faça uso da Tribuna. Abre mão do espaço. Convido o Partido Democrático Trabalhista – PDT para que faça uso da Tribuna. Abre mão do espaço. Convido o Partido Republicano Brasileiro – PRB para que faça uso da Tribuna. Com a palavra o Vereador Tiago Ilha.

VER. TIAGO ILHA: Sugestão Projeto de Lei “Dispõe sobre a padronização do mobiliário urbano no município de Farroupilha e dá outras providências”. Art.1º Fica instituído como mobiliário urbano do município de Farroupilha, para fins de efeito desta sugestão projeto de lei: Os pontos de parada de ônibus do sistema de transporte coletivo de passageiros; pórticos informativos e/ou publicitários; placas com nomes de ruas e Totens Publicitários. Art. 2º Os pontos de parada de ônibus do sistema de transporte coletivo de passageiros instalados no município de Farroupilha-RS deverão ser dotados de cobertura, assento, iluminação, calçamento em toda sua área, vedação nas laterais e na parte de trás. Art. 3º Fica o poder Executivo autorizado a implantar pórticos informativos e/ou publicitários nas principais vias de acesso à cidade. Art. 4º Fica o poder Executivo municipal autorizado a instalar Totens publicitários junto aos pontos de maior movimento, ficando a cargo do poder Executivo definir a estratégia de ambientação e distribuição desses aparelhos. Art. 5º Fica o poder Executivo municipal autorizado a implementar informações, padronizar, vincular publicidade nas placas com nome de ruas do município de Farroupilha.   

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Convido o Partido da Rede Sustentabilidade para que faça uso da Tribuna. Abre mão do espaço. Convido o Partido Progressista – PP para que faça uso da Tribuna. Abre mão do espaço. Convido o Partido do Movimento Democrático Brasileiro – PMDB, para que faça uso da Tribuna. Com a palavra o Vereador Jonas Tomazini.

VER. JONAS TOMAZINI: (falha na gravação) para que eles pudessem ter um documento da Câmara de Vereadores, eu vi, por exemplo, que o Vereador Raul Herpich apresenta o Requerimento 151 deve apresentar depois do Pequeno Expediente, aonde ele também cita aí os agraciados do troféu lojista entregue agora no último sábado pelo Sindilojas e Sindigeneros para que eventualmente seja adotada uma solução parecida, até para que nós possamos combinar depois durante a semana com o departamento de marketing do Serc Brasil, eventualmente nós entregarmos lá no sábado esse documento para os atletas que estarão então fazendo este jogo comemorativo no próximo sábado, dia 18. Eventualmente a gente pode depois no Pequeno Expediente também, ou na hora da votação detalhar esta entrega e também essa homenagem que seria feita a cada um dos atletas aqui presentes e eventualmente pode ter algum atleta que não foi relacionado nesse primeiro Requerimento e que a gente pode eventualmente complementar depois com essas informações, considerando que a gente acabou fazendo aí nos últimos dias da semana e pode ter algum pequeno esquecimento que nós poderemos corrigir depois então. Agradeço também a Serc Brasil que procurou a bancada do PMDB e do PP para fazer essa apresentação e agora chamamos para que todos os Vereadores se somem a esta homenagem, certamente merecida ao nosso clube de futebol aqui de Farroupilha. O segundo assunto é sobre um pouco do que foi tratado na Assembleia Geral Extraordinária do Hospital Beneficente São Carlos, na última quarta ou quinta-feira agora né, na semana passada então lá nós tivemos diversas sugestões, bastante proveitosas, como o Vereador Tiago Ilha colocou, algumas delas não deu tempo porque tinha inicialmente sido programada continuidade dela para última sexta-feira então como não se obteve todos os retornos, se marcou então a continuidade dela para amanhã às 19h00. Bom, me parece e eu estava presente durante toda a Assembleia, que nós estávamos lá então discutindo na verdade a continuidade ou não inclusive dos trabalhos do Hospital Beneficente São Carlos, para esse ano de 2017. A colocação feita pela diretoria do hospital, principalmente então pelo Administrador, pela Janete, pelo Assessor Jurídico, Dr. Nelson Molon e também pela Presidente do Conselho, a Elisabete, foi no sentido de que nós teríamos, e pelo Clarimundo também, nós teríamos uma quantidade de recursos a serem obtidos ainda no ano de 2017, com a possibilidade de não serem alcançados esses recursos, nós nem termos talvez o final do ano de 2017, muito menos o ano de 2018. Nós estamos, nós trabalhamos enquanto bancadas do PMDB e PP também, desde um PI que foi feito na metade do ano, no mês de junho ou julho e que foi respondido pelo Prefeito Municipal logo depois, com relação a créditos previstos no programa Nota Farroupilha Solidária que estão disponíveis para serem utilizados pela comunidade farroupilhense, uma parte desses créditos já expirados inclusive, outra parte que pode expirar este ano. Nós estamos falando aí, na ordem de em torno de 1 milhão a 1 milhão e cem, um pouco mais de 1 milhão de reais que estão disponíveis, que estão na conta, vamos dizer assim, de pessoas jurídicas e de cidadãos, de pessoas físicas farroupilhenses que podem ser utilizados para o benefício de entidades do nosso município nós procuramos a Câmara de Indústria e Comércio, para que nos auxiliassem, ou para que capitaneasse esse movimento, principalmente porque a gente sabe que esses recursos estão concentrados de certa forma em algumas empresas do município, mas também tem na mão dos cidadãos, a CICS sugeriu então que fosse convidado também um Vereador da situação, acabou ocorrendo o convite ao Vereador Sandro do PSB que tem alguma dificuldade de participação, mas tem mandado a sua assessora nas reuniões que foram feitas nas últimas semanas e aí eu não ia tratar desse assunto na Assembleia Geral Extraordinária do hospital, que foi uma sugestão como eu disse das bancadas do PMDB e do PP, mas eu não ia tratar deste assunto, porque esse crédito só poderia ser repassado ao hospital em 2018. E como nós estávamos discutindo ainda se ia ter 2017, eu achei que não seria conveniente naquele momento ainda tratar de 2018. No entanto, quase ao final da Assembléia o chefe de gabinete do Prefeito Municipal, Senhor José Antônio Voltan Adamoli, ele levantou esse assunto né, ele citou lá está possibilidade de utilização desse recurso, através de uma campanha da comunidade farroupilhense para o Hospital São Carlos e então eu fiz aí alguns esclarecimentos, até porque ele não tinha ali no momento todo o conhecimento, como nós estávamos naquela oportunidade a frente da Secretaria de Finanças, nós conhecemos como funciona. Lembro até Vereador Tiago Ilha, você lembra que eu citei isso também, também um pouco antes da metade do ano quando o Senhor apresentou um Projeto de Sugestão, IPTU Solidário, se eu não me engano e eu até sugeri que a gente eventualmente trabalhasse naquela oportunidade os dois juntos, porque a Notas Farroupilha Solidária era algo já existente, que possuía créditos que eventualmente poderiam beneficiar, naquela oportunidade se optou por mandar aquela sugestão como estava e a gente não conseguiu trabalhar juntos, mas então agora a gente retoma esse assunto porque esse tem Lei já vigorando, tem os decretos normatizando, o HBSC já solicitou através de um protocolo na Prefeitura Municipal a sua oficialização como entidade a ser beneficiada, então os trâmites legais estão sendo cumpridos para que a partir, e aí eu vou explicar um pouquinho da mecânica rapidamente, do dia primeiro ao dia 20 de dezembro as pessoas físicas e as empresas tem que entrar no site da Prefeitura de Farroupilha para consultar o seu extrato, ver quanto tem de crédito e indicar a entidade que quer que seja beneficiado. Então não tem como ser transferido simplesmente esse recurso pela caneta do Prefeito, cada cidadão, cada empresa tem que demonstrar, entrar no site e repassar então esse crédito para entidade e a campanha vai ser em função do Hospital São Carlos que creio que a entidade neste momento, que precisa mais da ajuda da população farroupilhense. Cedo um aparte ao Vereador Tiago Ilha.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Aparte ao Vereador Tiago Ilha.

VER. TIAGO ILHA: Só para contribuir na discussão Vereador Jonas e também me colocar à disposição na condição de Presidente da Frente, para me colocar disposição assim que o Senhor achar necessário nesses encontros, nessas reuniões para somar força a mais essa ação e dizer também que nós estamos em fase final lá com o IPTU Solidário e que também vem com uma grande possibilidade também para o ano que vem, em poder auxiliar as entidades inclusive ao HBSC, então reforço me colocando a disposição, não só na condição de Vereador, mas também na condição de Presidente da Frente Parlamentar para me somar a esse PL que eu acho muito importante.

VER. JONAS TOMAZINI: Prefeito Vereador e agradecemos a sua disponibilidade, eu vou levar essa sugestão a CICS que é quem está capitaneando isso, mas com certeza nesse primeiro momento na verdade eram reuniões um pouco mais restritas e pequenas pra poder organizar, mas agora quando chegar o momento da campanha para valer que é onde vai haver a mobilização de todos, acredito que quanto mais forças nós somarmos melhor e amanhã já devo encaminhar uma mensagem solicitando então essa sua inclusão pra que o Senhor faça parte e certamente possa contribuir com essa sugestão repassadas pelas bancadas do PMDB e do PP. Quero também desde já dizer que qualquer colega que eventualmente esteja disposto a participar, posso levar essa sugestão para CICS para que nós possamos então tornar o nosso grupo cada vez mais forte, visto que nós teremos aí 20 dias de atuação direta para trabalhar nessa pauta que está determinado na Lei, que é do dia primeiro ao dia 20 de dezembro. Sendo que aprovado, sendo feita essa opção o município estaria apto a no começo do ano já repassar esses recursos, porque não pensamos nós né, se nós resolvermos a situação de 2017 do HBSC e quando eu digo nós, eu digo comunidade, eu digo empresários, eu digo Poder Público, eu digo Vereadores, eu digo inclusive as pessoas que estão contribuindo com alimentos lá no hospital, não vai acabar o problema, em 2018 novamente nós teremos principalmente nos primeiros meses, novamente algumas dificuldades então toda ação, essa que nós estamos propondo, a que o Senhor propôs e que talvez vire realidade nos próximos dias, vão ser positivas para que a gente possa contribuir com o HBSC, como eu disse, preferia até abordar essa situação a partir da semana que vem, quando nós teríamos um cronograma de trabalho mais estruturado, mas como foi levantado pelo Chefe de Gabinete na última, na primeira parte da Assembléia Geral Extraordinária, entendi então que nós deveríamos publicizar aqui perante essa Casa, é o que nós estamos fazendo hoje para que a gente possa ter um maior envolvimento possível em mais essa fonte de recursos do Hospital São Carlos, que se soma a outras iniciativas como iniciada pela bancada do PMDB com relação aos 700.000 de recursos que eram inicialmente para a UPA e que agora tem essa concordância do governo do estado, que depois foi somado por todos os Vereadores na  penúltima semana quando foram a Porto Alegre para solicitar isso para o governo do estado e tantas outras medidas junto ao Governo Federal e outras esferas que estão sendo tomadas e que como disse o Vereador Tiago Ilha antes não é um ou outro, mas sim toda comunidade representada por todos os Vereadores aqui presentes. Era isso Senhor Presidente, muito obrigado.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Jonas Tomazini. Convido ao Vereador Thiago Brunet, 1º Vice-Presidente para que assume os trabalhos da Casa, para que eu possa fazer uso da Tribuna em nome do PT.

1º VICE PRES. THIAGO BRUNET: Boa noite a todos. Com a palavra ao Vereador Fabiano André Piccoli.

VER. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Senhor Presidente, boa noite a todos, colegas Vereadores, Vereadoras Eleonora, imprensa aqui presente, Começo falando sobre e parabenizando a Serc Brasil pela atividade do próximo final de semana e justifico que não poderei estar presente, nossa Câmara estará representada porque estarei em Porto Alegre, nós teremos uma cerimônia que também comemorará os 180 anos da Brigada Militar de alguma forma e terá a formatura e esse Presidente foi convidado para representar a Câmara de Vereadores na formatura do Marcelo Stassak, que está se formando como Tenente, ficou seis meses em Porto Alegre e o convite veio para a Presidência então estarei presente, mas parabéns pela atividade, pela iniciativa dessa lembrança. Também para os colegas Vereadores, aproveito que me lembrei agora, vocês perceberam que nós fizemos uma pequena alteração na posição das cadeiras e tem um móvel ali atrás, faremos um pequeno memorial em reconhecimento ao trabalho DO Senhor Lidovino Antônio Fanton, essa Casa recebeu um material, um acervo pessoal da família e que vamos merecidamente fazer um memorial com algumas fotos, algumas imagens do trabalho do Seu Lidovino, a Assembleia Legislativa, pelo que os Vereadores do PDT me comentaram, né Vereador Raul? Tem uma sala com nome do Lidovino na Assembleia então nada mais justo que a Casa que leva o nome do Seu Lidovino, nós termos um espaço aonde possamos contar a história desse nobre político que faz parte da nossa história. Também e todos os Vereadores receberam, todas as bancadas um convite que no dia 30 de novembro nós faremos uma audiência pública, uma atividade do Parlamento Regional sobre infraestrutura viária na região da serra gaúcha. É um tema que nós temos que abordar, que nós temos que debater e nessa noite então foram convidados Secretários de Transportes e Infraestrutura, o Secretário Geral de Governança, DAER, todos os municípios que fazem parte do Parlamento Regional, os nossos Deputados da região com base na região, tanto estaduais como federais e os Vereadores que quiserem fazer uso da palavra naquela noite, teremos um espaço para os Vereadores se posicionarem. Entrando na questão do hospital, então amanhã nós teremos de usar a continuidade da audiência pública, eu fiz esse pedido e farei de novo, acredito que seria importante nós termos da manhã, apresentado o fluxo de caixa dos meses de novembro e dezembro, porque uma coisa é nós fazermos parte de uma tomada de decisão, com um valor a ser pago, mas quando você tem pouco, as vezes você tem que escolher o que tem que pagar. Então se nós tivermos um pouco mais esse fluxo aberto, nós teremos a capacidade de poder auxiliar numa possível tomada de decisão. Eu fiz o pedido na audiência e farei de novo, seria importante, foi apresentado uma proposta de fluxo de caixa pra até 2020 e depois 2020 até 2023, mas nós temos que olhar agora esses dois meses como o Vereador Jonas pontuou, são os dois esses cruciais para a sobrevivência do hospital e em relação a proposta da Nota Farroupilha, eu acredito Vereador Jonas, que nós temos que ter um outro enfoque também na conscientização da população que quando, acredito eu, que quando o Senhor e o Governo que o Senhor fazia parte, colocou esse PL, o objetivo além de dividir é ampliar, você divide o que você pode ampliar, então nós temos que tomar, acho que essa iniciativa de incentivar a população a pedir a Nota Fiscal, incentivar as empresas que ainda não emitem Nota Fiscal, que possam fazê-la para que a gente possa contribuir com o hospital São Carlos, que uma coisa é a gente dividir o bolo da fatia que tem, uma coisa é a gente dividir uma fatia maior. Então se nós não conseguirmos ampliar a nossa receita nós dividiremos o que já tem no município hoje, então por mais que tem a Lei, por mais que exista esse amparo legal, nós estaremos aumentando a fatia que o município contribui para o HBSC. Então nós temos que conscientizar as pessoas a pedira nota fiscal, seja na padaria, seja lá onde for para que a base seja ampliada e aí sim nós podemos contribuir ainda mais para o hospital São Carlos. Cedo um aparte a Vereadora Eleonora Broilo.

1º VICE PRES. THIAGO BRUNET: Aparte Vereadora Eleonora Broilo.

VER. ELEONORA BROILO: Sobre nós darmos uma olhada no fluxo de caixa etc., é que na realidade como um todo, os Vereadores entendem muito pouco de hospital, como um todo, talvez o Vereador Thiago e eu possamos entender um pouco mais, mas como um todo, nós não entendemos de hospital, veja bem como um todo. Então fica difícil nós tentarmos ajudar sobre o que deve ser pago, ou que tem preferência sobre pagamento, porque nós temos uma ideia do que é preferencial e o hospital pode ter outra. A preferência pode ser outra. Então embora eu entenda sobre o que nós estejamos tentando ajudar, mas eu acho que nós temos uma limitação muito grande sobre o que é principal. Obrigado.

VER. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereadora. Quando a gente fala em fluxo de caixa, um fluxo de caixa é de entradas e saídas, receitas e despesas, isso é uma nomenclatura comum para toda e qualquer empresa, seja pequena, grande ou um hospital e se porventura nós não compreendamos o que seja uma das despesas, as pessoas que lá falam em nome do hospital poderão nos ajudar a entender melhor sobre essa questão. Mas partindo então dentro dessa ideia de nós contribuirmos, olhando a partir de 2018 para o nosso hospital São Carlos e também atendendo a uma solicitação, alguma demanda que já é recorrente na cidade, inclusive o próprio Presidente de uma entidade aqui do município se posicionou em entrevistas solicitando isso e agradeço desde já a participação de todos os colegas Vereadores, não apresentei os dois Requerimentos porque depois da noite de hoje os Senhores poderão fazer sugestões para que possamos todo mundo assinar junto, mas a primeira delas então, o primeiro Requerimento é a proposta de ampliação do estacionamento rotativo da cidade de Farroupilha, hoje nós temos essa, o que está em azul são as ruas que nós temos o estacionamento rotativo e num estudo preliminar acreditamos que possamos ampliar para esse trajeto aqui, que nós temos então a ampliação da Júlio de Castilhos até a 14 de Julho que é uma rua que vai ser asfaltada agora no próximo ano, temos recurso do Deputado Ronaldo Nogueira, então a ampliação da República é um trecho só até a Marechal e a República até a Thomaz Edson que então é em frente ao hospital, que é a rua da igreja e do hospital, a Independência então também até a Thomaz Edson, e chegando na Floriano que pega em frente a Ferragem Aurora, e a 13 de Maio também hoje nós não temos nenhuma quadra que tem estacionamento rotativo e a 14 de Julho também. Assim como a Tiradentes, estender ela até a quadra da Prefeitura que hoje nós, os contribuintes quando vão para a Prefeitura muitas vezes não conseguem encontrar estacionamento e nós vamos, depois a gente passa para as bancadas essa sugestão para que possamos dar uma analisada com mais calma e ouvir as sugestões dos Senhores lembrando que será um Requerimento com uma sugestão para o Poder Público, e como ampliaremos então a área da zona azul, hoje o MOCOVI que a Lei 3.477 de 2009, o MOCOVI é uma entidade que recebe parte desses recursos que vai pra Prefeitura, a Lei diz que o artigo 22 que o município pode repassar de 70 a 100% do valor que está posto lá na chamada, na licitação para o MOCOVI, então uma sugestão que a gente dá é para alterar o art. 22 que passaria a ter a seguinte redação, então fica: “o Poder Executivo autorizado a repassar ao Movimento Comunitário de Combate à Violência – MOCOVI de Farroupilha e a Associação Voluntárias da Saúde, ambas, com sede nesta cidade, de setenta a cem por cento do valor pago pela concessionária, de forma igualitária entre elas, com prestação de contas na forma da legislação pertinente.”  Então nós vamos tirar receita do MOCOVI, mas com a ampliação da zona azul a população como um todo, de forma direta, vai estar contribuindo para o hospital São Carlos, então nós acreditamos que poderá ser uma receita em torno de 120 a 150mil/ano para o HBSC, assim nós estamos contribuindo, a população que já contribui muito com as voluntárias, diretamente com o hospital, mas nós atacaríamos um problema que é a falta de estacionamento no centro da cidade, a qual é uma solicitação clara da entidade, uma das entidades que representa, os lojistas que é o Sindilojas, o Presidente Claudir Bono deu uma entrevista a algumas semanas atrás e por outro lado essa arrecadação a gente consegue direcionar ela para o HBSC. Então basicamente são esses dois Requerimentos, um Requerimento sugerindo a ampliação da zona azul e o outro, um Requerimento com uma sugestão de PL, alterando a Lei 3.477. Acredito que é uma forma que nós poderemos contribuir e resolveremos o problema que felizmente é um problema de cidade grande, quando foi implementado o estacionamento rotativo muitas pessoas reclamaram, só que hoje as pessoas reclamam porque muitas vezes não tem nem lugar para estacionar aonde tem estacionamento rotativo, e tão pouco nas ruas adjacentes. Então é um movimento, em Caxias do Sul, você vai para Caxias do Sul, a Zona Azul é enorme e mesmo assim os estacionamentos pagos não param de crescer. Infelizmente é uma realidade, mas a Indústria automobilística movimenta milhares de empregos para não dizer milhões de empregos pelo país todo, sem falar cadeia produtiva, o setor metal mecânico. Então temos que ir adaptando. Vai arder um pouco no nosso bolso, porque somos nós também que pagamos, mas não deixa de ser uma forma de contribuirmos diretamente para, foi o Vereador Josué e acredito que naquela época o Senhor sofreu críticas pela sugestão, mas hoje percebe-se a importância e quantos benefícios nos trazem para a população farroupilhense. Bom Senhor Presidente, era isso, muito obrigado e uma boa noite.

1º VICE PRES. THIAGO BRUNET: Solicito ao Vereador Fabiano André Piccoli que retome a presidência dessa Casa.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Thiago Brunet. Então temos dois Requerimentos apresentados durante o Grande Expediente, não sei se o Vereador Jonas vai querer ler ele depois, posso deixar para o Pequeno Expediente ou posso colocar em votação agora? Temos então o Requerimento do Vereador Tiago Ilha, que é o Requerimento de nº 154 na qual “no uso de suas atribuições, com a anuência dos demais pares, requerem que seja encaminhado ao Poder Executivo Municipal, a sugestão Projeto de Lei que dispõe sobre “A padronização do mobiliário urbano no município de Farroupilha e dá outras providências”. Encaminhamento de votação Vereador Arielson Arsego.

VER. ARIELSON ARSEGO: Senhor Presidente, Senhores Vereadores e demais presentes, bom eu acho que é interessante como eu falei na outra vez ainda como um Projeto, tinha já uma definição do que nós deveríamos ainda na outra administração, deveríamos padronizar, inclusive nos moldes daqueles que já estão instalados tanto na Prefeitura quanto na praça da Matriz já que já são dois grandes instalados, porém agora um Projeto que veio com mais algumas coisas de autorizações ao Executivo Municipal e nós falávamos também que a empresa, ou pelo menos na hora da licitação do transporte urbano, deveria constar que a empresa que ganha a licitação do transporte urbano ela tenha que ser responsável pela instalação de tantos abrigos e aí teria que ver o valor e ver o que é justo em solicitar para a empresa que vence um transporte urbano o justo de colocar em termos de abrigos nas paradas de ônibus. Porém o art. Terceiro, diz assim: “Fica o Poder Executivo autorizado a implantar pórticos informativos e/ou publicitários nas principais vias de acesso à cidade. ” Muito bem, ele fica autorizado a implantar esses pórticos e aí são colocados, isso é para colocar algumas propagandas, por exemplo, algum lugar daquelas faixas que nós colocamos em vários lugares ou fica autorizado a colocar um pórtico igual aquele que tinha no 1º der Maio, por exemplo, que se eu não me engano a Malharia Farroupilha na época tinha um dos pórticos lá e já existia na verdade uma Lei ou estava no Código de Posturas talvez, então eu acho que essa parte realmente eu não lembro, vi que o Vereador Josué também salientou, acho que seria interessante nós ainda discutirmos isso e vejo que diz assim: “Fica o poder Executivo autorizado a implantar pórticos” ele não está dizendo aqui nesta Lei que autoriza o Executivo a permitirá a instalação através de licitação ou chamada pública para que as empresas instalem isso. Então aqui no PL pelo menos não diz isso. Não diz também no artigo 4º, ele diz assim: “Fica o poder Executivo municipal autorizado a instalar Totens publicitários junto aos pontos de maior movimento” um cuidado muito grande na instalação de totens inclusive hoje se você for olhar na cidade, teve a poucos dias a instalação de totens na nossa cidade, colocados em uma rua com vasinho de flor, muito bonito, só que, qual é a liberação que foi dada para colocar isso? Eu entendo que sugestão de PL vem também a regularizar essa situação e é importante isso, porém nós temos que cuidar que as calçadas do nosso município, nós ouvimos a explanação que seria SP, vários lugares do mundo sendo colocado isso, muito diferente esses lugares do mundo do que as calçadas de Farroupilha. Pode vir e pode vir com que as empresas paguem para colocar os totens e que esse valor seja usado para o concerto de algumas calçadas, porém que largura tem as calçadas em Farroupilha e que largura tem as calçadas dos outros lugares? Qual é o problema que traz, ao contrário do que nós estamos dando acessibilidade, ao contrário o que pode prejudicar no pedestre no caso de uma caminhada em uma calçada. Então veja bem, eu não estou aqui Vereador Tiago Ilha e Vereador Presidente, sendo contra o PL, só estou com uma preocupação porque vi isto agora, nós acabamos tendo uma reunião e recebi essa sugestão de PL que nós podemos aprovar aqui e mandar para o Executivo sem termos discutido pelo menos para tentar modificar algo. Por exemplo, o artigo 4º, a não ser que nas explicações eu possa me convencer “Fica o poder Executivo municipal autorizado a instalar Totens publicitários junto aos pontos de maior movimento, ficando a cargo do poder Executivo definir a estratégia de ambientação e distribuição desses aparelhos. ” Mas me parece que deveria ter uma outra redação, que fica o poder Executivo municipal, não é o poder Executivo, mas fica a permitir a instalação através de uma chamada pública ou de uma licitação, porque não será na verdade como está aqui, o             Poder Executivo que vai instalar, vai ser uma empresa que vai instalar, alguém que tenha o interesse de colocar. Nós tivemos aqui, por exemplo, o Posto Modelo na época, a instalação de um relógio e que eles queriam nesse ponto e poderiam ter outras pessoas, nós autorizamos, foi autorizado pela Câmara, mas foi feito uma licitação para ver quem iria colocar o relógio ali, lá em Caravaggio, por exemplo, o SICREDI colocou um relógio também assim. Então essas são um pouco de dúvidas e até Senhor Presidente, para não prejudicar, que seja, para não votarmos diferente, que seja então de repente discutido, ou ficasse em vistas para que a gente possa discutir mais o PL. Obrigado.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Arielson Arsego. Encaminhamento de votação Vereador Tiago Ilha.

VER. TIAGO ILHA: Senhor Presidente, eu acho quer todas as sugestões são bem importantes, só pra se somar a discussão, como a ideia do PL é um PL de sugestão, não vejo nenhum problema de daqui a pouco deixar para a próxima semana também, só nós temos que ver a questão do nosso calendário que quase toda segunda nós temos a Sessão Solene e isso talvez atrasaria um pouquinho, mas é porque eu tenho cobrado do governo e foi uma das conversas que a gente teve na reunião de mandar essa sugestão, como meramente sugestão, como diz o PL, para que o governo elabore e já estou apontando aqui as sugestões do colega e outras sugestões que já recebi no feedback da sugestão que estamos recebendo junto com o colega Vereador Presidente, para que a gente de forma objetiva fazer andar mais rápido daí quando volta pra cá nesse médio tempo, a gente consegue ir avançando nessas etapas, mas não vejo nenhuma objeção de ficar. Então se os demais concordarem de a gente votar a sugestão hoje, que daí s gente consegue fazer andar, para que logo venha aqui e se torne um PL. Era isso Senhor Presidente.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado. Questão de ordem Vereador Arielson Arsego.

VER. ARIELSON ARSEGO: Senhor Presidente, entendendo as explicações do Vereador Tiago Ilha e nós não queremos aqui realmente prejudicar e realmente nós não temos mais Sessões a não ser daqui para a frente algumas Sessões de homenagem. Então combinando aqui com a bancada, eu vou retirar esses pedidos de vistas que eu tenho, somente nós podemos votar então esse Requerimento sendo que essa sugestão vai para o Executivo e ele possa analisar com essas sugestões se ela possa ser assim bom, tudo bem, nós podemos até votar assim, eu acho que legalmente, o Jurídico deve ver lá na Prefeitura como que ele deve colocar. Então somente nós votaríamos então, votamos a favor com essas ressalvas que eles possam ver realmente qual é a melhor redação a ser dada nesses artigos que eu comentei. Obrigado Senhor Presidente.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Arielson Arsego e para contribuir, o objetivo sim é fazer a chamada pública e aí o município, algum interessado, uma empresa de comunicação visual ganha, faz a implementação, como foi do SICREDI lá em Caravaggio, que nem você mesmo contou, tem um outro totem do SUCREDI aqui perto do Posto Benvenutti.             Então a Secretaria de Planejamento ela pensa a cidade, escolhe os locais e, por exemplo, assim esses pórticos, nós havíamos pensado 4 na cidade, uma na Rua Pedro Grendene, uma na Av. Santa Rita, uma próximo a Prefeitura, enfim, tinham 4 porque daí poderia padronizar a comunicação, tem Fenakiwi, que nem em Caxias do Sul tem, Festa da Uva “ah mas aí a empresa pode comercializar espaços” Lojas Colombo vai ter o Feirão Colombo, aí não tem mais aquelas faixas penduradas, então a gente proibiria a colocação de faixas. Então, mas sim tem que ser por uma chamada pública. Podemos colocar em votação então? Em votação o requerimento nº 154/2017 de autoria dos Vereadores Tiago Ilha e Fabiano André Piccoli. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado por todos os Senhores Vereadores. Em votação o requerimento nº 150/2017 de autoria dos Vereadores da bancada do PMDB – Jonas Tomazini, Arielson Arsego, Eleonora Broilo, José Mário Bellaver, Jorge Cenci e da bancada do PP – Josué Paese Filho e Tadeu Salib dos Santos, na qual solicitam a anuência dos demais pares para que esta Casa Legislativa encaminhe ofício, congratulando a entidade SERC. BRASIL de FARROUPILHA e o grupo de atletas, pelos 25 anos do título da 2º Divisão do Campeonato Gaúcho e acesso a primeira divisão do Campeonato Gaúcho de Futebol. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Encaminhamento de votação Vereador Jonas Tomazini.

VER. JONAS TOMAZINI: Senhor Presidente, demais Vereadores, apenas acatando a sugestão do Vereador Josué Paese Filho, a quem eu agradeço, eu só vou citar aqui o nome das pessoas que estão nesse Requerimento, já que eu não o fiz no espaço do Grande Expediente para que fique também gravado e registrado nessa Casa. Então os agraciados seriam: Edson Luís Tonin (Tilico) -In Memorian, Alexandre Azambuja Chaves (Alexandre Menudo), Ari Lisboa (Ari), Olívio Ferreira Ayres (Tita), Roger Riva Martins (Roger), Fernando Luís Castoldi (Fernando), Vilson Souza – Massagista, Valter Colleoni (Pelado), Márcio Maschio (Márcio), Julio Cesar Scheibler  (Julião), Paulo Roberto Severo (Severo), Roque Corrêa (Roque), Luciano Daltro Ferreira (Luciano), Renato Lopes Teixeira da Silva (Renato Teixeira), Luís Fernando da Silva Machado (Da Silva), Nelson de Oliveira (Nelson), Marcos Vinicios de Oliveira Silva (Marcos Vinicios), Jorge Mello (Baiano), André Schubert (André), Nelson Gonçalves – Diretor de Futebol, José Dagoberto Machado (Dagoberto), Paulo Seibil (Pavão), Paulo Santos (Paulo Santos), Altamir Mandelli (Altamir), André Ricardo Garcia Admar, Fabiano Perini. Então só a gente para deixar registrado nessa Casa e como eu disse se possível que sejam confeccionados ofício circular com a citação das pessoas que estão contidas nesse Requerimento. Era isso Senhor Presidente.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Jonas Tomazini. Colocamos então em votação o requerimento nº 150/2017. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado por todos os Senhores Vereadores e subscrito por todas as bancadas. Bancada do PRB, PSB, REDE, PDT, PT. Passamos ao espaço destinado ao Pequeno Expediente.

 

PEQUENO EXPEDIENTE

 

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Sandro Trevisan.

VER. SANDRO TREVISAN: Bom então atendendo ao pedido do Fabiano, Senhor Presidente, eu gostaria de ler o Requerimento número 148/2017 “O Vereador signatário solicita a anuência dos demais pares para convidar a Senhora Tenente Coronel Cristine Rasbold, responsável pelo 36º Batalhão da Brigada Militar localizado em Farroupilha, para que venha a esta Casa explanar sobre os 180 anos da BM no estado do RS. Então é o Requerimento do Fabiano André Piccoli, Vereador da bancada do PT. Era isso Senhor Presidente.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Sandro Trevisan por essa gentileza. Então colocamos em votação o Requerimento nº 148/2017, na qual o Vereador signatário solicita a anuência dos demais pares para convidar a Senhora Tenente Coronel da Brigada Militar para que venha a esta Casa explanar sobre a atuação nesses 180 anos da BM no estado do RS. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado por todos os Senhores Vereadores A palavra continua a disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Arielson Arsego.

VER. ARIELSON ARSEGO: Senhor Presidente, Senhores Vereadores, eu gostaria de falar dessa questão a respeito das escolas do interior, nós falamos sempre sobre a questão das escolas fora aqui do nosso tempo, das Sessões, é lamentável ouvirmos falar em fechamento de escolas aonde se fala em que a educação tem que estar em primeiro lugar e aí a gente não sabe se é educação, se é a saúde, porque precisa de dinheiro, o hospital e a saúde tem que estar em primeiro lugar, não sabe quando alguém assaltado se a segurança tem que estar em primeiro porque daí não tem dinheiro para segurança e a saúde não tem e aí tem que fechar escola porque aí reduz o custo. Então na verdade o crescimento tem que ser harmônico, ele não pode nem ser a segurança, nem a saúde, nem a educação, ele tem que ser harmônico, tem que fazer com que as prioridades em cada uma das ações sejam elencadas e feitas na questão de escolas é claro, as escolas abertas, eu só gostaria de dizer e pelo que eu ouvi do Vereador José Mário que esteve na última reunião, lá na Linha            Jacinto, gente oito alunos ou 10 alunos, dois alunos de diferença “ah mas são dois a menos poderia ser 12”, mas pode ser que no ano que vem tenha mais, pode ser que o ano que vem não tenha, eu não sei, mas esses oito no mínimo vão ter, daqui um pouco vem mais dois e aí a escola está fechada, mas ao não vai abrir de novo, agora não tem só 8, agora vai ter 10. Então oito alunos ou 10 alunos, eu vejo que é uma discussão que está gerando desconforto entre comunidade e o Executivo e um desgaste desnecessário, se fosse lá então fazer uma proposta de que as 3 escolas daqui um pouco vão ser feitas uma escola, mas que comece a se abrir esse jogo, que não fique esse negócio de ficar fazendo reunião e não decide nada. Daqui um pouco é conforme são feitas as colocações e aí começa e animosidade de todos os lados, a comunidade não quero mais falar com o Executivo, o Executivo acha que não tem mais

Que deixar mesmo as escolas abertas e quem sai prejudicado é a comunidade e amanhã ou depois, daqui três anos muda a Administração, as escolas estão fechadas, mas a comunidade continua lá no interior e sem a escola. Outro assunto que eu queria falar, Vereador Presidente, o Senhor passou pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, eu passei pela Secretaria, nós temos outras e vou falar um pouco da questão do turismo e eu ouvi o Prefeito falando que quer fazer com que Farroupilha seja a capital brasileira do moscatel, o moscatel é um espumante, na verdade o prefeito de Garibaldi vem “não, mas o espumante é de Garibaldi” e fica nessa questão aí de quem é a capital. Nós nos intitulados capital brasileira da malha, desde o ano em que eu estava na Secretaria de Desenvolvimento Econômico e foi lá em 2002 e nós colocamos uma placa lá naquele viaduto seco, hoje eu estava olhando para que está lá na rodoviária, é inacreditável, é um absurdo o que tem lá e sabe o que informaram para uma pessoa que foi pedir para trocar? Que o DAER não permitia a troca daquelas placas, pois bem, hoje o Diretor do DAER estava aí, está autorizado, então nós gostaríamos, sem fazer Requerimento aqui, que fosse trocada aquelas placas escrito Farroupilha grande e embaixo capital brasileira da malha, são três banners praticamente, são três faixas que dá para colocar ali uma na rodoviária e duas lá na RS, quem quer ser alguma coisa do turismo. Nós temos quantas malharias em Farroupilha e quantos pontos de venda de malha em todos os shoppings e é uma vergonha o que tem lá. Isso já fazem 15 anos que está lá aquela placa, gente não dá para trocar 3 placas, se não der para trocar 3 placas então vamos parar de falar em turismo em Farroupilha ou agora o Vereador líder da bancada não está aí, eu gostaria que o Vereadores de situação, sem a gente ter que fazer um Requerimento aqui, levassem esse pedido para que Administração Municipal faça a troca de placa. A questão dar a nota, que nós temos que dar publicidade, tem que arrecadar mais para dar mais. Bom, foi essa a proposta, e aí o pedido da nota sempre é por parte de quem depois vai ter o benefício, o que nós precisamos ter Senhor Presidente é o contrário do que essa Administração Municipal fez com essa Lei, escondeu a Lei para não dar o desconto para ficar com dinheiro lá no caixa, escondeu a Lei, fez questão de não divulgar para ninguém, para ninguém conseguir ter o seu desconto. Então o que nós precisamos é da publicidade sim, mas quem tem que fazer isso é a Administração Municipal. Quem tem que dizer que tem desconto, que dá para repassar para uma entidade é a Administração Municipal, tem que lá Fabiano Gasperin colocar no jornal, tem que lá no O Farroupilha, tem que ir lá na rádio e te que divulgar que tem isso, se não ninguém vai fazer, ninguém sabe nem quando é a hora, quando é o tempo e aí nós vamos ajudar quem sabe o hospital e outras coisas assim como assim como tem o CONDICA, como tem a questão Vereador Raul, dos idosos. Então tem várias questões que dá para o município divulgar, só vai perder um pouquinho claro, vai perder, mas pode ganhar se a pessoa continuar pedindo nota.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Arielson Arsego. Questão de Ordem Vereador Thiago Brunet.

VER. THIAGO BRUNET: Senhor Presidente, eu solicito uma saída rápida 10 minutos e retornarei para ir no hospital resolver um problema. Se assim os pares concordarem.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: E falando em hospital, recebi uma mensagem da superintendente Janete que eu vou ler aos Senhores, chegou às 19:09 “boa tarde Fabiano comunico que foi cancelada a reunião do Conselho do Hospital marcada para 14/11 às 17. Informaremos posteriormente nova data. ” Então a reunião de amanhã está cancelada. A palavra continua a disposição dos Senhores Vereadores, com a palavra o Vereador Raul Herpich.

VER. RAUL HERPICH: Senhor Presidente, Senhores Vereadores e demais presentes. Eu tenho dois Requerimentos para apresentar aqui. Um se refere então ao último sábado na festa do Sindigeneros e Sindilojas lá no parque de eventos do Cinquentenário, aonde foram então premiadas com troféu Lojista 2017 pelo Sindilojas e Sindigeneros os premiados foram no varejista, Magazine Valentini, no gênero alimentício, Confeitaria Alici’s e na área social, as Voluntárias da Saúde. Então foi uma festa muito bonita, a gente esteve lá, como integrante do parlamento e participamos daquela festa. Então acho que nada mais justo que essa Câmara de Vereadores fazer homenagem a essas 3 empresas e solicito que seja enviado três ofícios, um para cada pessoa que foi agraciada com o troféu Lojista 2017. Então o Requerimento nº 151/2017 pode colocar em votação Senhor Presidente.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Em votação o Requerimento nº 151/2017, na qual o Vereador signatário, Vereador Raul Herpich, solicita que seja enviado ofício congratulando os agraciados pelo Troféu Lojista 2017, Encaminhamento de votação Vereador José Mário Bellaver.

VER. JOSÉ MÁRIO BELLAVER: Senhor Presidente, colegas vereadores e demais presentes, imprensa, com a concordância do emitente do Requerimento, a bancada do PMDB gostaria de subscrever esse Requerimento.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador José Mário Bellaver. Acredito que subscrito por todas as bancadas. Então em votação o Requerimento nº 151/2017. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado por todos os Senhores Vereadores e subscrito pelas bancadas do PMDB, PRB, PSB, REDE, PDT, PP e PT. A palavra continua com o Vereador Raul Herpich.

VER. RAUL HERPICH: Gostaria de agradecer as bancadas que subscreveram esse ofício aí, é importante o troféu lojista 2017. Na mesma oportunidade de ir lá, nós tivemos o prazer de ter sentado na nossa mesa o Vice Presidente da Unimed, Dr. Castelani, e nós trocamos várias ideias, nós conversamos e eu disse que eu ia convidar o Presidente da Unimed, o que ele achava de vir à essa Casa falar sobre os investimentos e as atividades desenvolvidas no município de Farroupilha, ele disse “ok, só me mande o ofício endereçado ao Presidente” então vou apresentar esse ofício aqui hoje “O Vereador signatário, após ouvida a Casa, requer à Vossa Excelência, que seja encaminhado oficio convidando o Sr. Dr. Marcelo Fonseca Frigieri, Presidente da Unimed Nordeste-RS, para que venha até esta Casa Legislativa explanar sobre os próximos investimentos e as atividades desenvolvidas em nosso município.” Peço que coloque em votação Senhor Presidente.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Em votação o Requerimento nº 152/2017, de autoria do Vereador Raul Herpich, na qual solicita que seja convidado Dr. Marcelo Fonseca Frigieri, Presidente da Unimed Nordeste-RS, para que venha até esta Casa Legislativa explanar sobre os próximos investimentos. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado por todos os Senhores Vereadores.

VER. RAUL HERPICH: Senhor Presidente, só para concluir, o Senhor colocou a dificuldade de vir nas segundas-feiras, porque ele tem reunião do Conselho. Então ele gostaria de vir em uma terça-feira. Só um entendimento com a presidência para ver se a gente consegue conciliar isso em uma terça-feira para ele vir à essa Casa. Muito obrigado Senhor Presidente.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Raul Herpich. A palavra continua à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Jorge Cenci.

VER. JORGE CENCI: Senhor Presidente, colegas Vereadores, imprensa e todos que nos prestigiam. Senhor Presidente, a nível de informação, hoje recebemos como bem disse nosso colega Arielson, o Diretor Geral do DAER, Rogério Uberti, a qual fez uma visita no trecho aonde serão colocadas as lombadas eletrônicas. Importante ressaltar também que além da bancada do PMDB, PP e a grande maioria dos nossos colegas Vereadores também engajados nessa demanda e nessa busca, amanhã será assinado o contrato, então esteve visitando, fazendo uma visita in loco ao local, capitaneado isso pelo nosso Deputado Álvaro Boessio que esteve junto, esteve presente, então amanhã será assinado a autorização para ser executada a obra em si, o inicio dela e logo ali sem muita delonga vai ser implantada então essa sinalização. Falo como um trecho não definitivo, mas um próximo entre a estação rodoviária e o shopping, usando como parâmetro para nós no situarmos e outra ali vamos usar também como parâmetro o fim do shopping 585, ali por aquela região, então os dois sentidos vai ser colocado essas lombadas eletrônicas, acredito eu que uma demanda bastante antiga da comunidade principalmente do Bairro América, do Bairro Industrial, da região dos próprios shoppings que sempre tem a questão da travessia como uma situação perigosa. Então a nível de informação vai ser então amanhã assinado o convênio a qual o nosso Deputado vai fazer parte também da assinatura. Importante também salientar que quem foi a empresa que vai colocar essas lombadas eletrônicas, também esteve presente com o seu Eduardo em si que é a COP Transportes Seguros, importante também informar que é uma das maiores empresas brasileiras de tecnologia em transportes, então ela está bem representada e acredito que vai bem representar também as nossas demandas e os nossos anseios aqui de Farroupilha. Cedo um aparte primeiro ao Vereador Tadeu Salib dos Santos.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Aparte Vereador Tadeu Salib dos Santos, depois Vereador Aldir Toffanin.

VER. TADEU SALIB DOS SANTOS: Senhor Presidente, Senhores Vereadores, Vereadora Eleonora, as pessoas que permanecem aqui conosco, a imprensa através do Fabiano Gasperin, os funcionários da Casa. Vereador Cenci, nós em contato direto com o Secretário dos Transportes ainda na semana passada, tínhamos a informação de que seria passado aqui uma visita aos locais dito isto pelo nosso Secretário lá e ele confirmando que Farroupilha, mesmo que o estado esteja com a maioria dos sinalizadores de velocidade desligados, mas que Farroupilha receberia aquilo que ele assumiu publicamente e que nós em poucos dias estaríamos aqui confirmando aquilo que nós dissemos, que ao redor 30, 45 dias então está se confirmando tudo isso e nós só não comparecemos hoje pela manhã em função de outros compromissos que já tínhamos assumido, mas que bom que está andando. Muito obrigado pelo aparte.

VER. JORGE CENCI: Agradeço a sua contribuição Vereador Tadeu e também é importante ressaltar que vocês fizeram um trabalho bastante incisivo e significativo junto ao Secretário de Transportes Pedro Westphalen, na verdade nós também fomos convidados de última hora, tendo em vista que o Rogério estava na região, então ele optou por passar aqui e ver in loco a situação e aproveitando cedo um aparte ao Vereador Aldir Toffanin.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Aparte Vereador Aldir Toffanin.

VER. ALDIR TOFFANIN: Obrigado pelo aparte Vereador Jorge, importante aí era um pedido dos moradores a muito tempo essa da RS 122, nas proximidades da Grendene e da Rodoviária, espero que agora realmente saia do papel, que vai sair tenho certeza, só fiquei com uma dúvida, a outra lombada seria próxima ao Shopping 585, que hoje é no mesmo trajeto.

VER. JORGE CENCI: Vai ser em dois sentidos. Uma quem vai a POA e um de quem vem de POA. Então são duas lombadas eletrônicas.

VER. ALDIR TOFFANIN: As duas na proximidade da Grendene.

VER. JORGE CENCI: Uma na Grendene e a outra quase próximo à entrada do Bairro América.
VER. ALDIR TOFFANIN: E essas duas lombadas, só para concluir Presidente, aquela outra que foi solicitado pela bancada do PSB, próximo antiga Faster, aquela ainda não está.

VER. JORGE CENCI: Aquela ainda não e eu vou me somar nessa solicitação, porque eu também fui procurado por moradores daquela região.

VER. ALDIR TOFFANIN: Obrigado Senhor Presidente.

VER. JORGE CENCI: Obrigado Vereadores, antes de continuar a palavra, sabemos que é um ato, não é um ato de governo, mas era um ato mais partidário, mas eu me coloco a disposição quando tiver alguma situação dessas para fazer, somar a essas questões né? E a palavra continua disposição, só falando disso, as lombadas atuais vão ser retiradas? Vão voltar a operar e aquela da Tramontina porque tem a solicitação de que aquela da Tramontina fosse lá para a Faster, ai não seria uma nova. Bom, mas leve essa sugestão. A palavra continua à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Aldir Toffanin.

VER. ALDIR TOFFANIN: Senhor Presidente, Senhores Vereadores, agora eu quero cumprimentar os demais aqui presentes. Eu gostaria de colocar nessa Casa um pedido que a gente vem recebendo dos moradores, ou melhor, uma reclamação quanto a péssima qualidade da nossa água na região do Bairro América e Bairro Industrial que principalmente esse final de semana ou final de semana passado é um verdadeiro barro, péssima qualidade da água. Então só gostaria de deixar registrado aqui nessa Casa que vamos procurar a Corsan nos próximos dias, até para ver o que está acontecendo, a reclamação vem seguidamente nesse sentido aí. Quanto a placa do viaduto Vereador Arielson, muito bem colocado pelo Senhor, lá realmente está uma vergonha aquilo lá, a gente já vem pedindo a diversos dias e informações que tivemos do Secretário Francis, alguns dias atrás que existe alguma forma, estão tentando arrumar isso aí, já estão até limpando, vi que estão roçando redor lá, arrumar aquela placa, limpar e também fazer uma iluminação nesse viaduto. Então esperamos que também conforme eu disse da lombada, que saia do papel. Era isso Senhor Presidente. Muito obrigado.
PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Aldir Toffanin. Com a palavra o Vereador Raul Herpich, no seu espaço de liderança.

VER. RAUL HERPICH: Senhor Presidente, está sendo distribuído agora aqui, acho que já para todas as bancadas, é uma sugestão de PL 084/2017 que concede Título Mérito Esportivo do Ano ao Sr. Luiz Fernando de Césaro. Daqui duas semanas vai ser concedido esse título então precisamos que seja votado esse PL talvez até amanhã, dentro das possibilidades. “É concedido o Título Mérito Esportivo do Ano no Município de Farroupilha ao Sr. Luiz Fernando de Césaro, conforme disposições da Lei Municipal nº 3.353, de 02 de abril de 2008. Serão atendidas com recursos consignados nas dotações orçamentárias próprias, as despesas porventura resultantes do cumprimento desta Lei. Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação. Sala de sessões em 31 de outubro de 2017” que é a data que a gente encaminhou esse pedido de Leio. Então eu quero só pedir que seja distribuída hoje e que a gente possa inclusive votar amanhã esse PL, porque estamos em cima da hora, ele já confirmou, já estivemos lá convidando ele, já mandou o seu currículo, mas também precisamos fazer toda a legalização da Lei e do Certificado e da Medalha então eu solicito que esse PL possa ser votado amanhã em regime de urgência, amanhã. Muito obrigado Senhor Presidente.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Raul Herpich. Eu sugiro que como hoje não teve reunião das Comissões, se for possível as Comissões se reunirem amanhã às 17h, ou 17h30, já está combinado? Perfeito então. De acordo todos em votarmos esse PL amanhã? Perfeito. Com a palavra o Vereador José Mário Bellaver.

VER. JOSÉ MÁRIO BELLAVER: Senhor Presidente, colegas Vereadores, saudar a colega Vereadora Eleonora, imprensa e demais presentes que estão nessa Casa e funcionários da Casa também. Senhor Presidente, a princípio tenho um Requerimento para encaminhar pela bancada do PMDB, que seja oficiado os votos de congratulações a Escola Municipal de Ensino Fundamental Nova Sardenha, alunos, professores e funcionários pelo 80º aniversário, através deste Requerimento parabenizá-los pelos 80 anos de existência daquele colégio em Nova Sardenha.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Em votação o Requerimento de nº 149/2017 de autoria do Vereador José Mário Bellaver e demais Vereadores da bancada do PMDB, na qual solicita que seja enviado votos de congratulações aos 80 anos da Escola de Ensino Fundamental Nova Sardenha. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Encaminhamento de votação ao Vereador Raul Herpich.

VER. RAUL HERPICH: (falha no áudio).

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Subscrito por todas as bancadas. Em votação o Requerimento de nº 149/2017. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado por todos os Senhores Vereadores. Subscrito por todas as bancadas.

VER. JOSÉ MÁRIO BELLAVER: Sr. Presidente, colegas Vereadores, aproveitando hoje também a vinda do Diretor da DAER, Sr. Rogério Uberti nós até conversamos e ficamos muito contentes, que é um trabalho desta Casa e não é desta legislatura, mas sim da passada e da outra legislatura ainda, que há vários anos e quantas viagens fizemos ainda em Bento Gonçalves e o próprio DAER de POA, incluindo a VRS 448, trecho da RS 453 até a comunidade de São Marcos, aonde que a Concresul está realistando já as melhorias. Já fazem 2 semanas que estão fazendo os trabalhos e o Diretor do DAER nos passou que até o final do ano esse trecho de 3.800 metros cera concluído, para que então fique uma estrada normal para que fique uma estrada bem sinalizada e com boas condições. Quantas viagens nós fizemos Vereador Josué, que é mais Vereador antigo desta Casa, o próprio Vereador Raul, enfim, ali por 2010 em diante, 2008 ainda, se fazia, se visitava o DAER, se fazia cobrança juntamente com o nosso Deputado Álvaro Davi Boessio, para que esse trecho realmente fosse recapeado o asfalto. Mas além do recapeamento estão fazendo uma boa base, aonde que havia aqueles borrachudos, estão tirando todo aquele material podre e fazendo uma base perfeita. Então acreditamos nós que dessa maneira, dessa situação que estão fazendo, eu acredito que vamos ter um trecho de rodovia por muitos anos em boas condições, isso a 448. Também dizer Sr. Presidente que acompanhando o Diretor do DAER e o responsável da instalação das lombadas, nós estivemos lá hoje e realmente foi um convite às pressas e por isso que não deu tempo de ser repassado aos demais colegas, por causa que aquilo é uma luta antiga, muito antiga, para colocar essas lombadas e lógico que tem vários pedidos que façam essa melhoria em nossa região. Até nós cobramos a respeito dessa lombada próximo ao trevo da Santa e disse que essa também entrará em funcionamento até o final do ano, com certeza essa também vai estar então normalizando aquele trecho lá que é bastante importante além do Colégio, o grande fluxo de veículo que tem naquele trecho. Principalmente nas horas de pico aonde que realmente se torna filas e aí há necessidade de que os veículos que trafegam pela 453, diminuam a velocidade. E também falar a respeito das escolas do interior aonde que na última sexta-feira estivemos participando de uma reunião, juntamente com o Executivo, a Secretaria de Educação na Linha Jacinto, aonde que o próprio Presidente estava presente e o Vereador Sandro também. A dificuldade daquela comunidade de não fechar aquela escola na Linha Jacinto, porque realmente eles se sentem muito prejudicados sem aquela escola estar em plenas atividades, aonde que há um número suficiente. Eu acho que ali os próprios Vereadores de situação, nós teríamos que aonde que a própria comunidade esteve presente na última semana também, falando com todos os Vereadores desta Casa, para que possa então, pelo menos, aquela escola, lá da Linha São José, permaneça aberta, porque há um número suficiente, lógico que deverá haver o bom senso pela parte da Secretaria de manter aquela escola em  funcionamento, que a comunidade realmente se sente muito angustiada e preocupada se houver o fechamento daquela escola e outras escolas também que nós recebemos nas últimas semanas a reclamação dos fechamentos. Inclusive algum morador da comunidade da Linha Caçador, diz que parece que vai fechar uma, a quinta série parece que vão extinguir vai haver um fechamento. Não foi assim confirmado, mas há alguns boatos. Então a Administração terá que rever esses assuntos para não deixar toda a Comunidade do interior, essas pelo menos comunidades bastante preocupadas com estão neste momento. Era isso S. Presidente, muito obrigado.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador José Mário Bellaver. Eu ia lhe fazer uma pergunta, vai ser feito o recapeamento da pista, que eu passei por lá e eles estavam.

VER. JOSÉ MÁRIO BELLAVER: Só para esclarecer, eles estão fazendo a parte aonde que há aqueles borrachudos, estão fazendo essa parte. Após será uma cada de 7 cm de asfalto em cima de todo esse trecho onde que eles irão então recapear com 7 cm de espessura todo aquele trecho de 3.800 e alguns metros que tem.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Que bom, e essa é uma boa herança do Governo passado.

VER. JOSÉ MÁRIO BELLAVER: Exatamente, aonde que nós tivemos a essa Casa por vários e vário, acho que mais de dezenas de vezes que nós fomos ao DAER e ao Governo, para que pudesse fazer esse recapeamento. Então é bastante importante que essa obra, para toda aquela comunidade e aquela região fique mais, um transito melhor. Porque realmente havia épocas que havia bastante dificuldades para poder trafegar naquele trecho.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador José Mário Bellaver. É um empréstimo do Banco Mundial feito em 2014, contratado em 2014, estava projetado essa recapagem.

VER. JOSÉ MÁRIO BELLAVER: Essa obra há muitos anos está sendo reivindicada né? E realmente com a dificuldade do próprio Governo do Estado nesse momento, mas assim mesmo o Governador José Ivo Sartori está realizando essa melhoria neste trecho aí.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador José Mário Bellaver. A palavra continua à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Odair Sobierai.

VER. ODAIR SOBIERAI: Sr. Presidente, Senhores Vereadores, uma saudação as demais pessoas aqui presentes, ao Fabiano Gasperin, o Atleta da Farra da Bola. Gostaria de apresentar um Requerimento Sr. Presidente, como sugestão ao Executivo. Os Vereadores signatários solicitam a anuência dos demais pares para que seja encaminhado o PL Sugestão ao Executivo, aonde acresce alínea “o” ao art. 42 da Lei n.º 4.191/15 – Dispõe sobre o parcelamento do solo urbano” e dá outras providências. Acrescenta-se alínea “o” do sistema de identificação dos logradouros públicos. Presente PL tem como objetivo aperfeiçoar a Lei nº 4.191/15, onde no artigo 42 traz as obrigações do loteador ao executar a Lei supracitada. Averiguamos que nela menciona diversas obrigações, porém constatamos a inexistência da sinalização dos logradouros públicos, com essa proposta de modificação da Lei passará ser obrigação do Loteador colocar as placas de identificação nas ruas, as quais deverão ser fornecidas pela Prefeitura Municipal. Por conseguinte, a Lei preceitua todas as obrigações do loteador, desta forma sugerimos a inclusão da sinalização dos logradouros públicos, Diante do acima exposto, submete-se esta proposição e análise e aprovação desta Casa Legislativa. Um dos motivos Senhor Presidente, vou usar o exemplo do loteamento Altos do Medianeira que foi liberado e ele não consta nenhuma placa de nomes de rua e a gente sabe que lá na prefeitura, tem o nome de várias ruas que está lá e nunca é colocado em pratica. Isso ao menos vai limpar o nome das pessoas que estão lá na fila de espera. E outra, para o loteador também que faz o loteamento vai ficar mais fácil até para ele identificar os terrenos de venda, porque hoje já as ruas, nos loteamentos não tem nome, então se um, interessado em comprar um terreno vai a tal loteamento, lá vai estar a sua placa com nome de rua, onde facilitará também o endereço desses terrenos. Então eu peço a votação Sr. Presidente.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Colocamos em votação o Requerimento de nº 153/2017 de autoria dos Vereadores Odair Sobierai e Sandro Trevisan. Temos um encaminhamento de votação do Vereador Tiago Ilha e depois o Vereador Arielson Arsego.

VER. TIAGO ILHA: Sr. Presidente, caros colegas Vereadores, me somo aqui Vereador Odair, Vereador Sandro, bancada do PSB, eu entendo que essa sugestão de PL, (falha no áudio) falo também agora, enfim nesse último ano, como integrante no Setor imobiliário na cidade, como agente do Setor imobiliário na cidade. Principalmente na questão da identificação, quando sai um novo loteamento, eu acho que vai ser muito importante, não só o corretor, enfim a imobiliária, possa na hora também ter esse quesito de vendo até mesmo indiretamente, mais um argumento de venda, haja visto algum nome semelhante a alguma determinada família, que por consequência gera um carinho maior para aquela determinada localização. Poderá ser também uma forma de até mesmo algum investidor ou por interesse proprietário, comprar um determinado lote, lá no loteamento, para homenagear daqui a pouco sabendo que lá, enfim, está o nome de algum familiar e que dê essa possibilidade, para que o familiar possa adquirir nesse referido. E também essa questão que é levantada aqui na Câmara de Vereadores, desde quando nós chegamos do enorme acumulo de nomes que estão lá no Executivo e que muitos foram aprovados daqui há muitos anos e que não tem a possibilidade lá na ponta de efetivamente colocar o nome e ás vezes as famílias que sugeriram a esses ou a outros Vereadores, pensam que a coisa se perdeu, que ficou talvez no esquecimento. Eu acredito na importância da referida sugestão e também coloca à disposição se a bancada entender para que a gente possa subscrever de forma conjunta esse referido Requerimento.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Tiago Ilha, encaminhamento de votação Vereador Arielson Arsego.

VER. ARIELSON ARSEGO: Sr. Presidente, Senhores Vereadores, eu fiz questão de pedir agora, porque eu não tinha lido essa Sugestão de PL ainda, como eu falei nós tivemos uma reunião e entraram os PL ás 5 horas da tarde, ou melhor os Requerimentos. Mas por alguma prática que a gente tem, ou por algum conhecimento, pelos anos de estarmos vendo as coisas do município, diz assim o Artigo 42, nos parcelamentos cabe o empreendedor executar, aí vem a demarcação dos lotes, dos limites, das apps, a implantação do sistema viários, da rede de abastecimento de águia, da rede de distribuição de energia, do sistema de iluminação pública, tudo isso é realmente o proprietário que tem que fazer. Aí nós temos uma nova obrigação do loteador que é do sistema de identificação dos logradouros públicos. Só que na justificativa, diz que nessa proposta de modificação de Lei. Passará ser obrigação do loteador, colocar as placas de identificação nas ruas, as quais deverão ser fornecidas pela Prefeitura Municipal. Aqui na Lei, não fala em nem um lugar que o Sistema de iluminação pública tem que ser fornecido pela Prefeitura por exemplo. Na questão da rede de abastecimento de água, não está escrito que a Prefeitura vai ceder os canso, na arborização não vai citar que a Prefeitura tem que doar as árvores. Mas aqui está dizendo na justificativa que a Prefeitura vai dar as placas. Não adianta estar na justificativa. Justificativa é só uma justificativa que vai dizer o que vai acontecer. Mas tem que estar na Lei. Isso aqui para mim, não está dizendo em lugar nenhum que as placas vão ser dadas pela Prefeitura, a não ser que tenha alguma outra coisa que vocês tenham o conhecimento e possam explanar agora para que a gente possa votar essa Sugestão de PL. Caso contrário tem que mudar um pouco a redação aqui desta nova letra aqui que é do Sistema dos logradouros públicos que serão cedidos pela administração municipal. Aonde que o proprietário só fara a colocação das placas. Então alguma coisa não fechou bem aqui nessa Sugestão, não que eu esteja contrário, porque daqui a pouco Vereador Tiago Ilha, nós podemos colocar aqui também, e Vereador Presidente, que os abrigos das paradas de ônibus, o loteador deverá deixar no mínimo 10 abrigos para que sejam colocados nas futuras paradas de ônibus. É o loteador que vai dar isso também, claro que como o Senhor disse, está no ramo de imóveis, cada vez mais que nós colocarmos, mais coisas além dos impostos que todo mundo paga o preço do imóvel acaba se elevando, porque ninguém vai colocar de graça, café e almoço de graça não existe em lugar nenhum. Então aqui também não vai ser assim, então é isso que eu gostaria até de saber dos Vereadores, poderia até votar. E outra sugestão Sr. Presidente, é que enquanto eu estou, mesmo que seja no espaço da declaração de voto, aqui ou de nós gostaríamos até se não for votado, como nós não temos mais Sessões para votar esse tipo de Requerimento que seja daqui um pouco antecipado algum dia, meia hora, só para votarmos o que ficou de Requerimentos pendentes, para que não fique parado nesta Casa os Requerimentos dos Vereadores. São essas as sugestões Sr. Presidente. Obrigado.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Arielson. Então o Vereador Odair tem mais um minuto do seu tempo. Não era um encaminhamento de votação, mas para ele explicar.

VER. ODAIR SOBIERAI: Agradeço a Vereador Arielson pelas colocações, na verdade aqui só tem um erro mesmo, não é o fornecimento das placas que a gente tem que dar é o fornecimento do nome das ruas, aqui houve um erro. Na verdade, o município fornece o nome das ruas e é de competência do, desculpa, mas foi um erro de redação aí. A gente corrige, se permitem e podemos colocar em votação. Tem um tempo ainda, Vereador Jorge Cenci, falaste das lombadas, acho que não devemos esquecer que o KM61, me ajude a lembrar, que é um dos KM mais violentos do estado, dados fornecidos pelo nosso Comandante da PRF. Netão faça esse pedido de novo que coloque uma lombada de novo na entrada que é do Medianeira entre o Centenário, Monte Pasqual, é um dos KM mais violentos. Então clamo que reforce esse pedido para que a gente consiga contemplar essa região aí. Obrigado Sr. Presidente.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Odair. Bom, aqui vamos colocar em votação o Requerimento nº 153/2017, com alteração da redação, então que vai ficar as quais deverão ser fornecidas pela Prefeitura Municipal, que são os nomes das placas. Encaminhamento de votação Vereador Josué Paese Filho.

VER. JOSUÉ PAESE FILHO: Obrigado Sr. Presidente, eu vou deixar aqui uma sugestão a todos os Vereadores, que sirva para mim também, quando que é um Requerimento, é um Requerimento. Agora quando é um Requerimento de Sugestão de PL, nós já estamos autorizando o Executivo, ele pode até vir modificado para cá, mas nós já estamos autorizando para criar uma Lei, e para mim, eu já falei aqui outras oportunidades, outras ocasiões, que quando a gente vota um Projeto sugestão, é mesma coisa que votar um PL do Executivo. Então eu acho que nós deveríamos fazer o seguinte, um acordo aqui, quando é uma sugestão, de deixar na Casa no mínimo uma semana, que agora surgiu uma coisa importante, então deveria deixar. Como é um Projeto Sugestão, deixar para a semana seguinte e eu peço para os Vereadores Odair e o Sandro, desculpe, se nós tivermos que adiantar uma Sessão ou marcar uma Sessão extraordinária que para votar os Requerimentos que estão na Casa e que não vai dar mais tempo, por causa das Sessões solenes a gente faz essa Sessão. Nós estamos aqui para trabalhar, antecipa e pediria aos Senhores que deixaria esse Projeto Sugestão, esse Requerimento na Casa, para nós discutirmos melhor e até já foi feito um Pedido também ao Líder de Governo desta Casa, que trouxesse a essa Casa, todos os nomes de ruas que tem na Prefeitura. Eu por exemplo agora no final do ano, a gente sabe que tem um acordo já e a gente sempre fez isso, de cada Vereador tem 3 nomes por ano para indicar, nomes de ruas, eu já tenho os nomes. Eu tenho quase certeza que um nome já foi aprovado nessa Casa, e o familiar não lembra se foi ou não foi. Netão fica ruim a gente de repente apresentar um nome e ser aprovado novamente e eu tinha pedido para o Vereador Thiago, eu acho que não é difícil, que nem o Vereador Odair falou, que a Prefeitura deve ter centenas de nomes lá, que mande uma relação de nomes para nós Vereadores ou uma cópia, para a gente saber se fulano de tal já foi homenageado, ou se já tem o nome dessa rua, para a gente não apresentar de novo. E mais uma vez, Vereadores Sandro e Odair gostaria que este PL essa Sugestão de Projeto não fosse votado hoje e a gente marcaria uma Reunião Extraordinária se for o caso. Obrigado Sr. Presidente.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Josué Paese Filho. Encaminhamento de votação bancada do PSB.

VER. ODAIR SOBIERAI: Sr. Presidente, eu de qualquer forma, não veria nenhum empecilho, já que foi conversado antes, foi falado, e temospoucas Sessões de votação de Requerimentos não vejo nenhum empecilho de votar nessa noite, mas como é Sugestão e daqui a pouco vem modificado e atéencaminhado alguma emenda de modificação, quando vier o PL em si, mas fica, eu acho que essa listagem Vereador Josué podemos trazer de qualquer forma e apresentar para todos e todos, a gente talvez faça essa prática de Sugestão de Leis, talvez nas próximas e a gente consiga uniformizar melhor então. Eu pediria que votasse Sr. Presidente, nada, só para nós agilizar, quanto mais antes as coisas funcionassem, mais rápido os nomes de ruas seriam bons serem implantados.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Odair Sobierai. Em votação o Requerimento de nº 153/2017 de autoria dos Vereadores, Sandro Trevisan e Odair Sobierai na qual pede anuncia dos demais pares, para que seja encaminhado o Projeto Sugestão ao Executivo, acrescentando a alínea “o” no Art. 42 da Lei 4191/15. Que dispõe sobre o parcelamento de solo urbano e dá outra providencias. Aqui nós temos então registrados uma alteração no parágrafo 2º da justificativa e passará ter a seguinte redação com essa proposta de modificação de Lei, passara ser obrigação do loteador de colocar as placas de identificação nas ruas, as quais essas placas, os nomes dessas placas, deverão ser fornecidos pela Prefeitura Municipal. Os Vereadores que estiverem de acordo permaneçam como estão. Aprovado pelos Vereadores com os votos favoráveis dos Vereadores das bancadas do PRB, PSB, Rede PDT, os Vereadores Jorge Cenci, Jonas Tomazini e José Mário Bellaver e com os votos contrários Vereadora Eleonora Broilo, Arielson Arsego, Tadeu Salib dos Santos e Josué Paese Filho. A palavra continua à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Alberto Maioli.

VER. ALBERTO MAIOLI: Sr. Presidente, senhores Vereadores, demais pessoas que se encontram presentes aqui nesse Poder Legislativo. 1º lugar, aqui eu quero fazer uma comunicação de dizer que o nosso Prefeito Municipal, mais uma vez recebeu o Prêmio de Gestor Público, junto com a Secretária da Educação do Sindicato de Administração Tributária do Estado do RS. Então vejamos bem, Senhores Vereadores que o nosso Prefeito Municipal está fazendo um belo trabalho, um belo administrador, para a nossa cidade do município de Farroupilha. Então nós temos aqui o Jornal Informante, que todos certamente tenham visto. E uma outra colocação que eu quero fazer que há muitos anos atrás eu sempre vinha debatendo sobre cheques sem fundo e vou continuar a debater. Que os bancos quando dão cheques para os seus clientes, deveriam ser o correntista, fiador do seu próprio crédito, porque nesse Brasil é uma baita duma barbaridade. Mas não é só isso, agora eu quero fazer um outro comentário, no ano de 2011, eu fiz um acerto de contas com um rapaz que me devia R$ 4.200,00 e aquilo fizemos um acerto entre Alberto Maioli e tal cidadão que ele iria pagar em títulos do Banco Sicredi, R$ 300,00/mês, o quê que aconteceu? Não pagou nenhum, e todos eles forma protestados e cada 5 anos já sendo baixados, faltavam 2 para serem baixados o cara não pagou ne um título, entrou na justiça contra mim para ser indenizado, vejamos bem Senhores que situação que estamos chegando nesse Brasil. Não pagou nenhum título e entrou contra mim, para ser indenizado, abalo moral e abalo de crédito. Essas são as Leis que nós temos nesse Povo Brasileiro. Então gente, é de se lamentar, sobre essas barbaridades que nós temos, o cara não pagou nem um título e entrou na justiça contra mim. Daí vem um advogado e o advogado está fazendo a sua parte evidentemente, que advogado é advogado. E agora Sr. Alberto Maioli, fui lá falar com o advogado que vera do rapaz eu disse: “está aqui, olha aqui o comprovante”. Ele me disse: “ah, mas ele não veio falar para mim”, tudo bem, mas é uma baita duma vergonha. É capaz de eu ter que ir lá na justiça e ter que indenizar o cara lá. Isso aí é que é o problema que acontece nesse Brasil. Cedo um aparte para o Vereador Josué Paese Filho.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Um aparte ao Vereador Josué Paese Filho.

VER. JOSUÉ PAESE FILHO: Vereador Alberto, obrigado pelo aparte, isso que o Senhor falou é verdadeiro. Se você me deve R$ 100,00 e eu vou, lhe telefono, se eu mandar uma mensagem eu estou frito, se eu for na sua casa e bater na sua porta e lhe cobrar os R$ 100,00 eu sou processado. O Senhor que é o devedor o Senhor ainda vai ganhar, porque além de não me pagar vai ganhar uma indenização, o Senhor tem toda a razão, eu quando alguém me deve sou capaz de esquecer, porque sou capaz de levar um processo ainda e ter que indenizar as pessoas. Obrigado Vereador e o Senhor está corretíssimo.

VER. ALBERTO MAIOLI: Obrigado, outra coisa que eu quero falar agora, eu quero falar dos postos de saúde da Farroupilha, todos eles, pessoas que falaram comigo, do atendimento maravilhoso de todos que obtiveram nos postos de saúde da Farroupilha, todos eles. Agora, quando chega no hospital, eu não vou falar agora nesse momento, porque em poucos dias vamos ter reunião e eu quero me abster nesse momento de falar do hospital, eu até tenho aqui, querendo fazer um PI, de quantas internações nós tivemos nos meses de agosto, setembro e outubro, mas devidos a reuniões antes que eu tive, vou ver se dá para fazer nas próximas Sessões, se der, mas fica aqui registrado, gostaria de saber quantas internações nós tivemos nos meses de agosto, setembro e outubro, porque nós temos 80 médicos trabalhando nesse hospital de Farroupilha, então tem muitas coisas aí que nesse momento realmente eu não vou falar e Vereador Arielson, concordo contigo, nós somos Vereadores para fiscalizar, quando tem coisas erradas que nem isso aqui do viaduto lá do trilho, tem que melhorar, porque ali é a fachada da nossa cidade. Eu acho bonito isso, tem que fazer reivindicações e os nossos representantes tem que ir lá e fazer as coisas ficarem bem bonitas porquê não adianta ficar A, B ou C e não coisar, só que ás vezes não dá para fazer tudo que a gente gostaria, porque vocês sabem mais do que nós, mas isso é uma coisa que não gasta muito e tem que fazer, porque isso aí é o cartão postal, a chegada da nossa cidade. Concordo plenamente com suas reivindicações. Era isso Sr. Presidente.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Alberto Maioli. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Thiago Ilha. Antes de passar a palavra eu só quero deixar registrado que o Requerimento nº153/2017 é subscrito pela bancada do PRB, que eu não falei anteriormente.

VER. TIAGO ILHA: Sr. Presidente, colegas vereadores, pessoas que ainda prestigiam essa Sessão, queria compartilhar com todos e nesse meu espaço, um texto chamado inversão de valores, um texto de um colega, corretor de imóveis como eu, chamado Júlio César Soares, advogado e Presidente da Guarida Imóveis, uma das principais imobiliárias do RS, com quase 1000 colaboradores, além de ter conhecido a empresa dele, recebi esse texto publicado me algumas mídias e principalmente internamente, eu gostaria de compartilhar com os colegas. “ Considero-me uma pessoa bastante otimista, procuro sempre ver o lado positivo das situações, mesmo as difíceis que ocorrem no dia a dia, como diz o ditado “fazer do limão a limonada”. Não gosto de falar coisas ruins nem mesmo escrever a respeito de assuntos negativos. Acredito que o nosso cérebro é condicionado de acordo com as mensagens que recebemos e armazenamos no HD da nossa vida. Por isso evito ler, ou escutar ou assistir as notíciastrágicas veiculadas pela mídia, sob pena de sofrer condicionamento e sobreviver enclausurado em minha residência com medo de sair para a rua. No entanto não osso deixar de dividir com vocês alguns assuntos, que andam me preocupando bastante e que diz a respeito da inversão dos valores do mundo de hoje. Dias atrás recebi um telefonema de um reporte querendo fazer uma entrevista a respeito dos possíveis roubos ocorridos nos imóveis em oferta para locação, argumentei a ele que não falaria a respeito do assunto. Em virtude de não estarem acontecendo roubos nos imóveis e que não seria inteligente alertar aos ladrões, sugeri-lhe que abortássemos o assunto Segurança nos Condomínios de uma forma ampla e positiva, fornecendo informações de valor ao leitor, para minha surpresa a resposta do jornalista foi que matéria positivas não vendem jornais, que apenas as sensacionalistas e trágicas interessavam-lhes. Seguindo o raciocínio a segurança pública em nosso pais está precária. Temos policiais mal remunerados desmotivados, com equipamentos sucateados, competindo com delinquentes fortemente armados, protegidos pela legalização e pelos direitos humanos. O bandido somente poderá ser preso se for pego em flagrante delito, mesmo assim somente será encaminha a área judiciaria se a vítima se dispuser a denuncia-lo os presídios estão lotados, não podemos andar armados. Enfim temos Sua Excelênciao delinquente. Outro assunto que me vem chamando atenção é a indústriados danos morais a cada dia que passa, nos tribunais acumulam inúmeros processos, na maioria das vezes infundados de pessoas querendo se locupletar às custas das empresas nos dias de hoje, todo cuidado é pouco para o empresário, como exemplo, podemos citar o caso de alguns clientes constar na lista de devedores, os cuidados começam já no momento de redigir a carta de cobrança, o texto deve ser semelhante a uma carta de amor. Se o cliente pagou no vencimento, dificilmente entrará em contato com a empresa a fim de solucionar o empasse, ele parte do princípio de que os bancos não erram, caso a empresa venha ligar e solicitar a gentileza de enviar por e-mail afim de comprovar o pagamento já é razão suficiente para aquele que está do outro lado da linha se ofender e ameaçar com uma ação de danos moral, caso a empresa não acredite na sua palavra e não de baixa online no seu pagamento. Por falar em dividas, temos sua majestade o devedor, nosso país infelizmente incentiva o devedor, reduz multas, não prende, tem uma justiça morosa, segura, resguarda a moradia do devedor com Lei do bem da família e isso não bastasse, proíbe ainda que divulgue o nome dele. Vou poupá-los de falar a respeito dos nossos políticos, uma vez que a mídia tem se encarregado disso com muita competência e vendido muitos jornais às custas de muito mal caratismo de nossos governantes. Confesso que não raras vezes, esforço-me para manter o meu otimismo e não dar chances para que o mal se sobreponha ao bem”. No meu espaço de Liderança Sr. Presidente.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Espaço de liderança.

VER. TIAGO ILHA: E não deixam contaminar com a hipocrisia dos manifestantes. Penso que há problemas, temos que encontrar soluções e diante das circunstancias narradas, apego-me a minha DEUS, a minha família e aos meus amigos, ao meu trabalho, procurando sempre ter atitudes positivas e valorizar a vida. Acredito num futuro melhor, pois se pararmos para refletir nossa vida hoje é muito melhor do que a 15 anos atrás. Dispomos de uma qualidade de vida bem superior, a grande maioria da população tem celulares, acesso a computadores, internet, veículos, transportes, comunicação, aparelhos sofisticados para diagnosticar doenças, entre tantas outras facilidades, a inversão de valores, devem ocorrer a partir dos nossos conceitos e Pré conceitos se não enxergamos as coisas boas, quem irá fazê-lo? Com fé, otimismo, esperança e determinação temos o direito e o dever de vivermos melhor, vamos deixar de terceirizar nossos problemas, estamos sempre em busca de um culpado para eles. Culpamos os governantes, o cônjuge os filhos, os colegas, enquanto que na maioria das vezes o errado somos nós mesmos. Talvez não na foram de agir, mas sim na de pensar. Assim fazendo estaremos contribuindo para um mundo melhor. E ao invés de sofrermos quanto o horário nobre de nossas vidas está passando, estaremos energizados e convictos de que Ela a Vida, é digna de ser vivida. ” Texto assinado pelo corretor de imóveis, Dr. Júlio César Soares da Silva, proprietário da Guarida Imóveis. Tive o prazer de conhecer a empresa Guaridaimóveis e me espantei, hoje a única empresa do segmento imobiliário que dispõe de um Controle de qualidade na sua empresa fantástica. Aonde me chamou a atenção desde o primeiro funcionário a receber na recepção até o último o dono da empresa, ao nos despedirmos com um sorriso no rosto, com uma forma espontânea de atender o cliente e uma forma extremamente carinhosa de atender o seu colaborador. Mostra que a busca do conhecimento e a busca também da valorização das pessoas trás também veracidade ao texto do colega Júlio César e de toda família Guarida Imóveis no ponto de vista de convicção ao nosso mundo e as coisas com tem andado e traz aquém sabe numa forma de contexto uma ideia convicta bem real e bem atual sobre muito que vivemos na nossa sociedade. Era isso Senhor Presidente, meu muito obrigado.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Tiago Ilha. A palavra está à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra a Vereadora Eleonora Broilo.

VER. ELEONORA BROILO: Boa noite Sr. Presidente, colegas Vereadores, imprensa, quem permanece aqui, o Sr. Menzen, nossos funcionários. Eu acho que quase tudo foi falado essa noite, mas tem um assunto que são as escolas do interior não escolinhas que estão sendo fechadas, eu não vou entrar no mérito da questão, porque eu acho que já foi falado bastante sobre isso. Mas eu vou dar um exemplo, eu gostaria muito que quem tem filho pequeno aqui, todos que tem filhos pequenos, que tem netos, já tiveram filhos pequenos, que se somasse no exemplo que eu vou dar. Imagine Senhores uma criança de 4 a 6 anos, então o utilitário que vai pegá-lo na frente de casa, uma a uma hora e meia antes de começar a escola, não vai leva-lo até o ponto final, vai deixar essa criança de 4 a 6 anos, num outro lugar determinado e um outro ônibus, um outro utilitário vai buscá-los, essa criança não ovai ficar monitorado por nenhum adulto, vai ficar sozinho, Presidente, essa criança de 4 anos, imagina o Bernardo né? É Bernardo o seu filho? Não Benjamin, eu sabia que era com B. Imagina o Benjamim aos 4 anos sozinho num lugar esperando um outro ônibus, sem monitoramento nenhum de um adulto. Então, se acontecer alguma coisa com essa criança tudo que foi economizado, com o fechamento da escola, foi perdido, foi por agua abaixo, tudo. Se os Senhores disserem que isso é uma situação hipotética? Não é, nós já temos crianças, onde isso está acontecendo, a criança de 4 anos é deixada em determinado local até que outro ônibus passe para pegá-la, ela fica sozinha sem monitoramento algum de adulto. Eu vou dar apenas esse exemplo e gostaria que os Senhores pensassem um pouco a respeito disso. Se é possível que isso aconteça. Vereador Thiago, o Senhor deixaria o Caetano sozinho? Não né? Vereador Tiago Ilha, o Senhor deixaria os seus filhos sozinhos com quatro anos num ponto a espera de outro ônibus? Não né? Será que o Sr. Prefeito deixaria os filhos dele sozinhos num ponto de ônibus, num ponto esperando um ônibus? Sozinhos?  Não né? Vereador Tadeu o Senhor Deixaria a Lisa com quatro anos num ponto esperando outro ônibus? Vereador Sandro Trevisan o Senhor deixaria o seu filho com quatro anos sozinho? Não né? Pois então? Agora eu vou deixar com os Senhores, na consciência dos Senhores, tentar mudar isso, essa decisão que já foi tomada com a Secretaria da Educação e o Poder Executivo. Era isso Senhores, muito obrigado.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereadora Eleonora Broilo. A palavra continua à disposição dos Senhores Vereadores. Com a palavra o Vereador Josué Paese Filho? Pediu a palavra?

VER. JOSUÉ PAESE FILHO: Eu nem ia falar, mas vou falar né Vereador Alberto Maioli. Obrigado Sr. Presidente, Senhores Vereadores, as pessoas que ainda participam da nossa Sessão. Eu ia falar sobre o HBSC, mas como foi transferido a Assembleia de amanhã à noite, então eu não vou nem dar uma posição aqui, porque não sei nem o que está acontecendo no hospital. Tomara que sejam coisas boas, que estão resolvendo o problema. Tomara se DEUS quiser. Quero aqui justificar meu voto contra a bancada do PSB, vereadores Odair e Sandro, é que nem eu disse, queira ou não queira é um PL, é sugestão, Executivo, mas é um PL, aí foi encontrado algumas falhas, então vamos entrar num acordo para o próximo ano, se assim os Vereadores entenderem, que quando que é um Projeto Sugestão que fique na Casa pelo menos uma semana porque a gente recebe aqui ás 5 horas da tarde um Projeto Sugestão a gente não tem tempo para discutir com a bancada, com os Vereadores sugerir alguma coisa, aprova o Requerimento e aprovando o  Requerimento já está indo o Projeto Sugestão, eu acho muito importante. Vereador José Mário Bellaver. Eu passei semana passada, indo até a linha Jacinto e realmente eu vi lá que estavam cortando o asfalto, colocando o recapeamento e o Senhor vem me dizer agora que vão fazer uma camada de asfalto de 5, 6, 7 cm. Muito bem, espero que o faça. Porque nós temos uma promessa Senhores Vereadores do Daer, mais especificamente do Diretor Rogério Uberti, que o asfalto da 813, isso que o Secretário do Transporte é do meu partido, Pedro Westphalen, que até o final do ano agora, estaria pronto todo o asfalto da 813, foi até aquele trecho e parou, a não ser que eles façam agora no mês de dezembro. Faz um presente de natal ou final de ano para aquela comunidade para quem passar lá, mas eu não acredito que vai ser feito. Então esse negócio de prometer, prometer, prometer eu já estou cansado Vereador Thiago, já estou cansado de dar explicação para as comunidades, não pode ficar tranquilos, nós falamos com o diretor do DAER, falamos com o Secretário, falamos com A, B e C e não fazem nada. As lombadas eletrônicas Vereador Jorge, nós encaminhamos um oficio assinado por esse Vereador e o vereador Tadeu, diretamente ao Secretário Pedro Westphalen, aonde ele nos garantiu que sim, que irão ser colocadas nesses locais as lombadas eletrônicas. Espero realmente que coloquem, isso que é Secretário do meu partido, que eu conheço o DAER como é que funciona, conheço mesmo. Então é complicado, agora a 813, talvez, 2018, 2019 ou quando vão começar lá adiante, e tomara que eu esteja enganado. Mas quando vão começar naquele trecho da onde parou, já está na hora de começar aqui de novo, Vereador Tadeu, já tem manutenção e outra manutenção que deveria ser feito? Seria esses 1600m se eu não estou equivocado aonde pertence a Prefeitura, que também está terrível, eu sei que é difícil fazer o asfalto aí, o recapeamento como tem que ser feito, como é do município, mas que dão uma olhada para fechar um pouco os buracos. Sobre as escolas, fechamento de escola, transfere para cá, vai para lá, alunos de 4 anos, dentro de ônibus normal aí é complicado gente. Aproveito aqui para fazer o convite então, depois que nós fizemos a reunião na sala Senhor Presidente, Senhores Vereadores, de todas as bancadas, está confirmado então numa ligação o que eu fiz depois da reunião. Então ficou confirmado para quinta-feira dia 16 às 19h30min lá na Comunidade de Vila Rica, está confirmada a reunião então. Está confirmado a reunião, os Vereadores que quiserem estar presentes as 19h30min lá no salão da comunidade, está confirmada a reunião. Era isso Senhor Presidente, muito obrigado.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Josué Paese Filho. Com a palavra o Vereador Jonas Tomazini.

VER. JONAS TOMAZINI: Senhor Presidente e demais Vereadores, eu queria elogiar inclusive essa sugestão do Vereador Josué que eu também entendo que quando se faz um voto de homenagem, alguma coisa, um requerimento, colocando alguma distinção assim rápida, como nós fizemos, como o Vereador Raul Herpich fez nesta noite, é uma situação e quando a gente tem um Projeto Sugestão é outra, então acho que se nós tivermos esse entendimento vai ficar melhor para todas as bancadas para que possam analisar, a gente sabe que rotineiramente a gente acaba apresentando os Requerimentos na segunda-feira, muitas vezes próximos das 17 horas para todos, aí acaba que não tem essa oportunidade, principalmente para essas bancadas que possuem mais de um ou mais de 2 Vereadores, que não conseguem se conversar no momento do encaminhamento e da votação odo Requerimento. Então eu acho que é algo positivo que a gente pode levar para o nosso próximo ano da nossa legislatura. Outro assunto que eu gostaria de falar, até complementando o que foi dito, com relação da Nota Farroupilha, citado pelo Presidente Vereador Fabiano Piccoli e Presidente, eu concordo absolutamente com o que o Senhor disse, o objetivo é a gente aumentar o bolo tributário para que a gente possa dividir e este foi o objetivo original, quando implementamos me 2011 o Nota Farroupilha e depois foi ampliada em 2012 para Nota Farroupilha Solidária. O objetivo era aumentar a receita com a participação da população através da sua cidadania exercendo o seu até o poder de fiscalização solicitando a NF de serviço. O senhor citou antes alguns exemplos que há de mercadoria no nosso caso o que vale é o ISS, que é a NF de serviços e inclusive aumentando a arrecadação do município sem aumentar o imposto, como foi feito no IPTU e a gente aumentar a arrecadação sem ter que aumentar alíquota, sem ter que aumentar base venal e tudo mais, cabe ressaltar também que em 2012, esse programa ganhou o Prêmio Gestorpúblico que também a atual administração foi vencedora em algumas edições. Esse programa Nota Farroupilha, venceu em 2012, como a melhor iniciativa tributária do RS naquele ano, como bem disse o Vereador Arielson, foi esse o objetivo, mas a partir de 2013, esse Programa foi colocado propositalmente na geladeira, foi deixado de lado, foi escanteado, inclusive, em 2013 com uma nota a Administração Municipal criticando o Programa, elencado alguns pontos, aonde criticava e nós desmontamos completamente aqueles argumentos realizados no então ano  de 2013, primeiro ano da atual gestão do Prefeito Municipal. Então desde o primeiro momento se percebeu uma má vontade Vereador Arielson com esse Programa. Desde o primeiro momento se percebeu isso. Aí não se revogou a Lei, mas não se trabalhou ela, aí créditos se expiraram e possivelmente a gente tenha perdido a oportunidade de aumentar ainda mais a arrecadação de ISS, por não ter trabalhado esse Programa. A Comissão que foi montada pela CICS, solicitou uma reunião com atual secretário de finanças o Secretário Benami e aí quero inclusive expor para os demais colegas, para que todos saibam, essa Comissão foi extremamente mal recepcionada p3elo Secretário Benami, nas palavras de quem esteve lá na CICS, que ele não teria o conhecimento, embora tenha sido agendado antes, isso e ele teria demonstrado que não partiria por parte da administração, nenhum apoio com relação a isso. Na semana seguinte em contato com o Vereador Sandro da Bancada do PSB, e é justo que a gente faça esse reconhecimento, o Vereador Sandro conversou com algumas pessoas na Administração e se percebeu de pronto que houve uma mudança no encaminhamento através das posições colocadas pelo Chefe de Gabinete José Antônio Voltan Adamoli, Vereador Sandro na 1º Parte da Assembleia do HBSC, que ocorreu durante a Semana Passada. Mas tudo bem, se não queria dar mérito, se não queria que desse certo, porque poderia eventualmente ficar marcado de A ou B, entendemos que essa atitude não deva a acontecer, lamentamos a postura que teve a Administração Municipal, até então, mas tudo bem a gente perdoa. Desde que agora a gente agora a gente tenha esses facilitadores, o chefe de Gabinete colocou que vai ser trabalhado inclusive um acesso mais fácil no site, para que as pessoas possam acessar isso. E aí, concluo Presidente dizendo o Seguinte, que agora nesses próximos 20,30 dias o momento talvez seja especificamente de destinar os recursos para o hospital. Mas eu me coloco a disposição inclusive para que nós aqui dessa Casa possamos contribuir com o Executivo Municipal de quem é a obrigação para difundi melhor o Programa e para que a partir saí de janeiro a gente possa fazer campanhas incentivando cada vez mais que a população peça a nota fiscal, para que assim participe desse programa então que foi colocado. Era isso e muito obrigado Sr. Presidente.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Jonas Tomazini. A palavra continua à disposição dos senhores Vereadores. Com a palavra Vereador Sandro Trevisan no seu espaço de líder de bancada.

VER. SANDRO TREVISAN: Obrigado Sr. Presidente, na verdade então eu queria contribuir com alguns assuntos e alguns deles são os seguintes: Vereador Jonas obrigado pelo convite, o esforço louvável, junto com a CICS, ao 1º momento sim, a reunião que tiveram com o Benami não surgiu tanto efeito, contrapartida a posição do governo inicia lera uma, agora que bom que o Governo entendeu que é legitimo e ele apoiou a ideia o Governo, então se propôs a modificar o site. Que o originalmente era um tanto quanto complexo de entrar no site, fazer o cadastro, ver a quantidade de créditos em dinheiro que se tinha para poder utilizar esses créditos e depois fazer a doação a entidade que realmente queira. Então nesse sentido que independente que as vezes não apareça aqui, eu sim, trabalho dessa forma, a gente vai atrás, corre atrás, essa iniciativa que tiveram da nossa solidária é louvável, porque esse dinheiro, vai para o hospital, se o ano que vem, for um milhão, dois milhões, cinco milhões, 10 milhões para o hospital, não me interessa, quem está aparecendo, o importante é que esse dinheiro foi para o hospital, isso é uma questão de saúde todos nós vamos precisar no dia seguinte e daí a gente não tem plano de saúde, não tem um hospital que funciona. O importante que ele funcione, que ele tenha fundos, que ele tenha dinheiro, que ele atenda a população, é este o meu atendimento. Na questão dos colégios, lá no Caçador, é o colégio onde eu fiz o 5º ano. O 5º ano atualmente, agora, desculpa a 5º série antiga, agora é o 6º ano e esse 6º ano agora, ele precisa de professores, professores específicos para cada disciplina. Isso gera um problema, imagine o quão contente fico eu, olhando que vão tirar a série que eu cursei naquele colégio, mas eu entendo também algumas responsabilidades, porque quem rege isso é a LDB, e o colégio poderia até então de repente ter mais, se tivesse um 6º ano, um 7º ano, um 8º, um 9º, ele poderia fazer, mas com uma Série assim, se torna meio difícil de organizar, porque um Professor de geografia por exemplo, o inglês, tem inglês uma vez por semana. E o Professor de inglês precisa ir até o colégio, para dar uma aula e lá ele vem embora. Então, aonde os colégios estão centralizados e olha eu adoro aquele colégio, eu acho que é louvável a maneira como ele funciona, tem de ver a organização. Mas a decisão é complicada, essas decisões são complicadas. Lá, outra coisa que eu quero dizer, é o seguinte, lá nos colégios, eu estive na reunião na Linha República, junto tinha o Presidente Fabiano André Piccoli, tinha a Secretária, tinha o José Antônio Voltan Adamoli, tinha o Vereador Jose Mário Bellaver, também estava lá. Então assim estava praticamente decidido que iriam fechar esses 3 colégios, o que eu venho fazendo durante esse tempo. Eu não falei aqui, mas eu venho falando com lideranças da Comunidade e junto com essas lideranças eu venho fazendo o intermédio com Secretária e Executivo também. Hoje mesmo eu estava no Executivo, falando com o José Antônio Voltan Adamoli e com mais algumas pessoas, para que me garantissem que pelo menos um colégio desses fica aberto, hoje mesmo pela parte da tarde. Então na verdade estou expondo aqui agora, porque me pareceu necessário expor isso, mas não, independente de eu vir aqui falar o que eu fiz o que eu não fiz, eu estava lá. Estava com mensagens, com os representantes, para que? Para que esses representantes a gente pudessem trazer para junto do Governo, uma ideia de tentar flexibilizar um pouco. Não dá para ficar os 3 eu acredito que tem uma logística, porque um colégio que fica com 8 pessoas, 8 alunos lá dentro, uma diretora, uma merendeira, que é obrigado, luz, água, manutenção de prédio, ele é matematicamente falando um pouco ilógico isso. Tudo isso é custo, aí esses custos, depois eles aparecem aonde? Falta dinheiro para o hospital. Gente, eu na minha vida as vezes tenho que me privar. Não estou aqui achando que é interessante que feche os colégios de maneira alguma, só que também totalmente contra um colégio que tem 8 de repente esse 8 tiramos e colocamos 4 de cada lado. Tudo bem, são complicadas essas decisões. Então assim quem está aqui, ter que tomar uma decisão nesse sentido é extremamente complicado, extremamente complexo. Agora estou fazendo sim a minha parte de ir até o Executivo, falar com o Executivo, falar coma as lideranças, para poder achar um meio de campo que benéfica a todos. Essa é aminha responsabilidade. Obrigado Senhor Presidente.

PRES. FABIANO ANDRÉ PICCOLI: Obrigado Vereador Sandro Trevisan. Se nenhum Vereador mais quiser fazer uso da palavra. Declaro em nome de DEUS, encerrados os trabalhos da presente Sessão Ordinária. Um boa noite a todos, uma boa semana e até amanhã.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fabiano André Piccoli

Vereador Presidente

 

 

 

 

 

Sandro Trevisan

Vereador 1º Secretário

 

OBS: Gravação, digitação e revisão de atas: Assessoria Legislativa.